Page 1

SA NTUÁ R I O S AGR A DO COR AÇ ÃO DE JE SUS | JOINVILLE | NOVE MBRO | 2 0 1 8 | DI ST R I B U I Ç ÃO G R AT U I TA


EXPEDIENTE

Os novíssimos

2

EVENTOS DO MÊS Missa de louvor

Por Pe. Léo Heck, scj

22 de novembro, às 19h30

Caminhamos para o final do Ano Litúrgico. Os textos sagrados da liturgia diária nos levam a refletir sobre o destino eterno de nossas vidas. Os “novíssimos”, acontecimentos finais da história individual e coletiva da humanidade, sempre despertaram interesse e atenção de teólogos e estudiosos. O mês de novembro é também marcado pela comemoração de todos os fiéis defuntos e de todos santos. Não se sabe demais sobre esses temas, mas o suficiente para crer e esperar na ressurreição da carne. Temos certeza da vida plena após a nossa morte e também do chamado à santidade. Quando vemos o mundo que nos rodeia, ficamos, não poucas vezes, atemorizados diante dos surpreendentes acontecimentos: atentados, desastres aéreos, terremotos, atropelamentos. Não caem no esquecimento os tsunamis recentes, os incêndios, os furacões, as inundações, as secas, as epidemias, e a triste notícia diária de mortes pela violência delinquente. Quando menos pensamos, nos encontramos com a morte. Consequentemente, diante do juízo final e de nosso destino eterno: céu ou inferno. Existe também o purgatório, que vai dar no céu. É reservado aos que se garantiram para o céu, mas ainda terão de passar por um tempo de purificação. A morte, o juízo final, o céu e o inferno são temas sobre os quais quase ninguém quer ouvir falar. Mas é de seu conhecimento que depende a salvação eterna de cada um. Poucos conhecem o que são os novíssimos, os últimos momentos, o fim. Pode apresentar-se quando menos pensamos, subitamente, como um relâmpago ou de improviso, como um ladrão na noite. Tudo isso nos leva a pensar na afirmação de Santo Afonso Maria de Ligório: “Nada mais certo que a morte, nada mais incerto que a hora da morte”. Lei inexorável, universal, que ninguém poderá abolir. Contudo, para nós cristãos, é suficiente crer e esperar na ressurreição da carne, na certeza da vida plena após a nossa morte. Quem nos garante é o próprio Cristo que disse: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que esteja morto, viverá” (Jo 11,25). O Ano Litúrgico se conclui com a Solenidade de Cristo Rei que diz: “Vinde, benditos de Meu Pai, tomai posse do Reino que vos está preparado desde a criação do mundo” (Mt 25,35). A condição para entrar na glória com Jesus Cristo, Rei e Senhor do Universo, é praticar as obras de misericórdia corporais, que nos são apresentadas pela Igreja e são tema do juízo final (cf. Mt 25,31-46). Não temos aqui morada permanente, mas estamos em busca do que há de vir. Tudo está a indicar cuidado, preparo, vigilância e conversão. Mãos à obra! Deus abençoe a todos no Coração de Jesus!

• Segunda-feira: 19h30 (pelos falecidos) • Terça-feira: 19h30 (pelas intenções da rádio e internet) • Quarta-feira: 16h (pelos enfermos) e 19h30 (pelas famílias) • Quinta-feira: 7h e 19h30 • Sexta-feira: 7h, 12h30 e 19h30 • Sábado: 7h (devocional mariana) e 19h • Domingo: 6h30, 8h, 9h30, 11h30, 17h e 19h • 1ª sexta-feira do mês: 7h, 12h30, 16h, 19h30 e 23h (missa jovem) • Missa com tradução em Libras: 4° domingo do mês, às 19h

• Rádio Arca da Aliança (AM 1480) Domingo 8h - Santa Missa Segunda a sexta-feira 12h - Oração do Almoço

O Jornal do Santuário é uma publicação do Santuário Sagrado Coração de Jesus, sob responsabilidade do padre Léo Heck, scj Rua Inácio Bastos, 308 - Bucarein - Joinville/SC 47 3455-2204 | www. santuarioscj.com.br

Produção

19h30 - missa 20h30 - encontro

@santuarioscj MEMÓRIAS PE. ALOÍSIO, SERVO DE DEUS

O Pai-Nosso é a melhor oração, pois tem a garantia de Nosso Senhor Jesus Cristo. Contém o modo certo de nos relacionarmos com Deus, com o próximo e com nós mesmos. É a força para combater as tentações. É uma oração perfeita, completa e verdadeira. Ninguém pode rezar o Pai-Nosso sem Jesus estar presente.

• Confissões, orientação espiritual e bênção de objetos Terça a sexta-feira: 8h30 às 11h e 14h30 às 17h Sábado: 8h30 às 11h

• Rádio Clube (AM 1590) Segunda a sexta-feira 6h55 - Nos Caminhos da Palavra 12h55 - O Pão da Palavra Sábado 8h - A Voz do Santuário

• Rádio Cultura (AM 1250) De 8 a 12/10 e de 29/10 a 2/11 11h30 - A Palavra de Deus

27 de novembro

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

HORÁRIOS DAS RÁDIOS

CELEBRAÇÕES NO SANTUÁRIO

Pastoral do Empreendedor

• Terço dos Homens Segunda-feira, às 18h50 • Adoração Eucarística Quinta-feira, das 8h às 19h30 • Grupo de Oração (RCC) Quinta-feira, às 20h30 • Santuário Jovem Sábado, às 20h

SUGESTÃO DE CONTEÚDO: redacao@agenciaarcanjo.com.br www.agenciaarcanjo.com.br facebook/agenciaarcanjo 47 3227-6640

DIAGRAMAÇÃO: Matheus José

JORNALISTA RESPONSÁVEL: Rayana Borba (DRT/SC 3809)

REDAÇÃO: Marco Farias

TIRAGEM: 2.600 exemplares

REVISÃO: Eva Croll

IMPRESSÃO: Gráfica Volpato

www.santuarioscj.com.br


ENTREVISTA As comemorações do centenário da Paróquia Sagrado Coração de Jesus estão sendo concluídas com o lançamento do livro Sagrado Coração de Jesus, de Paróquia a Santuário - 100 anos de história. O registro, escrito pela professora, historiadora e pesquisadora Raquel S. Thiago, apresenta os principais acontecimentos da Paróquia, à luz da contemporaneidade de cada período. A seguir, confira a entrevista sobre este importante registro histórico para toda a comunidade que frequenta ou um dia participou do Santuário Sagrado Coração de Jesus!

Uma história para participar

3

(JS) Jornal do Santuário: Entre os fatos relacionados à história da Paróquia, qual mais chamou sua atenção? (RT) Raquel S. Thiago: O fato mais importante foi o Concílio Vaticano 2º (1962 - 1965) e seus desdobramentos pela cristandade católica. Podese dividir a história da Igreja e da Paróquia em antes e depois desse importante evento. Foi enorme o avanço no trabalho social e espiritual, acompanhando a passagem de uma Igreja quase que exclusivamente sacramental para uma instituição mais participativa. A partir dos anos 70, quando efetivamente iniciou-se a implantação das determinações do Concílio, iniciaram-se os trabalhos das pastorais, criaram-se novas comunidades e a liturgia também se adequou aos novos tempos. (JS): Qual a importância desse resgate histórico para o presente e futuro da Paróquia Sagrado Coração de Jesus? (RT): História e memória são imprescindíveis nas instituições. A vida no planeta está mudando rapidamente, levando consigo parte das nossas memórias e, com elas, também a história. É preciso avivar a memória das novas gerações que vivem um presente contínuo e tendem a esquecer e anular a importância das relações entre o presente e o passado. Como está escrito no livro, é muito importante lembrar que a Paróquia e suas comunidades são espaços de memória e construção de identidades e de pertencimento, promovendo a conexão do mundo interior com a sociedade. (JS): Como os paroquianos podem se encontrar no livro? (RT): A Paróquia e suas comunidades, por meio da participação dos fiéis, constroem um um forte e inabalável sentido de pertencimento. E isto é uma bênção, fornece-lhes a âncora de que tanto precisamos em nosso caminhar. Este não é um livro da história da Paróquia e sim da história de cada um que participa ou participou do Sagrado Coração de Jesus. (JS): Além dos registros históricos, quais outras fontes contribuíram para a pesquisa? (RT): A principal fonte foram os livros de tombo, que registraram os acontecimentos de tudo o que acontecia. Este é um trabalho feito pelo pároco. Pesquisei cada folha e cada dia dos últimos cem anos. Esta foi a base. Interessante notar que antes do Concílio, as anotações eram resumidas e formais, características que vão mudando depois, com a formalidade cedendo espaço para narrativas muito mais interessantes. As outras fontes foram entrevistas orais, jornais, Jornal do Santuário, pastorais, encíclicas papais e outros livros que permitiram boa pesquisa bibliográfica. Também encontrei registros em acervos fotográficos de particulares e da Paróquia. Mais que um simples livro, Sagrado Coração de Jesus, de Paróquia a Santuário - 100 anos de história pode ser considerado um documento histórico, contemplando um século de vida da Igreja e do dia a dia do povo joinvilense. Confira nas próximas páginas mais detalhes sobre este lançamento.

www.santuarioscj.com.br

GERAL

Por Rayana Borba

Raquel S. Thiago, autora do livro Sagrado Coração de Jesus, de Paróquia a Santuário - 100 anos de história


Como é bom olhar ao nosso redor e compreender que tudo tem um significado, um porquê! Buscamos respostas para os acontecimentos atuais, recordando a história. A nossa existência vai se tornando bela por meio da história que escrevemos. O que é atual passa a ser passado num piscar de olhos e nós ficamos a contemplar fatos da vida que nos dão significado no hoje de nossa história. Em 2015, depois de muita reflexão, cheguei à conclusão de que estava na hora de formar uma equipe de leigos para aprofundar o conhecimento histórico da Paróquia Sagrado Coração de Jesus. A conclusão dessa iniciativa foi a de escrever um livro. Este seria um grande presente, para um passado que não volta mais, porém não quer ser esquecido, e para um futuro que precisa desse passado para continuar sua história. Foi então que convidamos a professora Raquel S. Thiago, conhecedora da história de Joinville, escritora e historiadora, para estar à frente deste trabalho. Autora de várias obras, ela teve o cuidado de colocar a história da Paróquia em contexto, seja em nível social, político, econômico ou eclesial. O livro relata o início da colonização de Joinville, a chegada das comunidades luteranas e católicas e o ecumenismo prevalecendo no relacionamento entre as religiões. Também traz a presença da Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus, especialmente na pessoa do padre Augusto Weicherding; relatos da construção da igreja, criação da Diocese de Joinville e a chegada do Concílio Vaticano 2º, que atingiu diretamente a Paróquia. As mudanças políticas que influenciaram a Igreja (Teologia da Libertação), o surgimento das comunidades em novos bairros da cidade e pastorais e movimentos também são mencionados. Mais recentemente, a autora também conta a transformação da Paróquia em Santuário, destacando a importância para a comunidade, além da celebração festiva do centenário. Este livro é uma forma de agradecer a todas as famílias que viveram e ajudaram a escrever a história do Santuário Sagrado Coração de Jesus. Obrigado às lideranças do Santuário e das comunidades que um dia pertenceram à essa história centenária. Trata-se de uma leitura agradável, que fará você amar mais a sua fé, alicerçada por uma história fundamentada em Jesus Cristo. Por padre Sildo da Costa, scj (adaptado do prefácio do livro "Sagrado Coração de Jesus, de Paróquia a Santuário - 100 anos de história")

Que a Igreja seja sempre lugar de misericórdia e esperança, onde cada um possa se sentir acolhido, amado e perdoado

Papa Francisco

www.santuarioscj.com.br


Você encontra o livro à venda na Livraria do Santuário. Garanta já o seu!

Aparelho Auditivo O Lyric é o aparelho auditivo totalmente invisível e resistente a água. Você não precisa trocar pilhas, não requer manutenção e você o utiliza 24 horas por dia. Rua Anita Garibaldi, 164 - Joinville/SC 0800.052.9191 | 47 9 9966.2034 www.digsom.com.br /clinicadigsom

www.santuarioscj.com.br

@clinicadigsom

Conheça o Lyric na DigSom


SANTUÁRIO 6

CONFRATERNIZAÇÃO Por Eva Croll

Encerramento do Ano Pastoral Celebrar os bons frutos colhidos pelas pastorais do Santuário durante o ano de 2018. Este é o objetivo do Encerramento do Ano Pastoral, evento que será realizado no domingo, 25 de novembro. A confraternização inicia com a missa das 9h30 e segue com momento de descontração e almoço partilhado no salão paroquial. Todos os agentes de pastorais e suas famílias estão convidados a participar. Cada agente de pastoral será responsável pelo seu almoço e de sua família, devendo levar carne e acompanhamentos como pão, salada e farofa. Os agentes interessados em participar do encerramento devem procurar o coordenador de sua pastoral. Os coordenadores irão entregar a relação de presença de sua pastoral até 7 de novembro na reunião do Conselho Missionário de Pastoral Paroquial (CMPP). Traga sua família e faça parte desta confraternização!

Serviço

O quê? Encerramento do Ano Pastoral

Quando?

25 de novembro, a partir das 9h30

Quanto? Gratuito

CELEBRAÇÃO Por Marco Farias

Abertura do Natal Luz A noite do sábado, 1º de dezembro, será memorável no Santuário: além do lançamento do livro “Sagrado Coração de Jesus, de Paróquia a Santuário – 100 anos de história”, a data também marcará a abertura do Natal Luz. Este ano, além do já tradicional acendimento das luzes natalinas, que embelezam e dão um clima todo especial à fachada da igreja e aos jardins do Santuário, o evento também contará com uma apresentação do coral da Escola de Música Arte Maior. No repertório, os bons e inesquecíveis clássicos de Natal. Tudo isso para tornar esse período de espera pelo Salvador ainda mais especial! Prestigie: a abertura do Natal Luz do Santuário acontece em 1º de dezembro, após a missa das 19h.

Em 2017, centenas de pessoas prestigiaram o evento, acompanhando o acendimento das luzes e a queima de fogos no pátio do estacionamento.

www.santuarioscj.com.br


ESPIRITUALIDADE

ADVENTO

Por Pe. Lucas Scheid, scj

Prepare o coração para a chegada de Jesus A palavra advento vem do latim e significa vinda, chegada. Este é o tempo litúrgico em preparação para a chegada do Senhor Jesus ao mundo, como Salvador. A celebração deste tempo nos leva a duas realidades de fé. A primeira é a celebração da primeira vinda de Jesus como filho de Deus na encarnação – “o Verbo se fez carne e habitou entre nós” (Jo 1,14). A segunda é a vinda de Jesus na Sua glória, com poder e majestade no fim dos tempos – “vem Senhor, Jesus” (Ap 22,20). A espiritualidade do Advento nos leva a algumas atitudes importantes em preparação à vinda do Filho de Deus, celebrada no Natal. Atitude de oração, penitência, vigilância e sacrifício são algumas delas. É um tempo de conversão, como nos fala São João Batista, o grande pregador do Advento. É também período para intensificar nossa vida de oração, leitura orante da Bíblia, participação nas novenas de Natal, exercícios de piedade e, sobretudo, a prática das obras de caridade. Vamos acompanhar, no Advento, a Virgem Maria na sua disponibilidade, acolhendo com o seu “sim” o Filho de Deus. Acompanhemos Isaías, o profeta da esperança que nos aponta a luz para iluminar todas as nações. João Batista também nos convoca para uma mudança de vida e conversão dos nossos corações. É um tempo de alegria e de esperança em preparação para um santo Natal. Deixemos de lado as preocupações com muitos presentes materiais e com o “papai-noel”, uma invenção humana e consumista. Vamos nos ocupar com uma boa preparação para acolher Jesus em nossos corações e em nossas famílias. Fazer ali um verdadeiro “presépio” para Jesus que vem para nos salvar. Ele é o “Emanuel”, o Deus conosco. Infelizmente na sociedade de consumo em que vivemos,

7

Jesus é esquecido e o Natal se torna uma festa pagã. O centro é Jesus, aqu’Ele que deve ser acolhido com muito amor e carinho. Jesus Cristo é sempre aqu´Ele que deve vir e continuar chegando cada dia em nossa vida. Nós cristãos, precisamos corrigir esta visão errada de um Natal consumista e colocar o Menino Jesus no centro de nossas famílias e de nossos corações. Deixar-nos penetrar do amor de Deus! Deus vem ao nosso encontro. Vamos acolhê-Lo com fé, esperança e alegria! Façamos do nosso coração um “presépio vivo”, onde Jesus possa morar todos os dias e não apenas no Natal.

12 PROMESSAS

Simone Regina Medeiros | Leiga Dehoniana

Escritos no Coração de Deus Você consegue imaginar lugar mais especial, mais alto, mais amoroso, mais acolhedor, mais protetor e mais seguro para ter o seu nome escrito do que o Coração de Jesus? Então, é esse lugar que Ele reserva àqueles que propagam a devoção ao Seu Coração, conforme promessa revelada pelo próprio Cristo para Santa Margarida Maria Alacoque: “As pessoas que propagarem esta devoção terão seus nomes escritos para sempre no meu Coração e jamais serão apagados”. Padre Joãozinho nos lembra que os namorados escrevem o nome um do outro na palma da mão, ou em faixas, ou em muros. Acrescento que os namorados escrevem seus nomes na areia da praia, e hoje, nas redes sociais. Nada disso é tão profundo como dizer que o nome está gravado para sempre no seu coração. É como um selo de aliança.

www.santuarioscj.com.br

Nos nossos relacionamentos, sempre ouvimos falar em amor de “mão dupla”, em amor recíproco. E quem experimenta esse amor é, com certeza, uma pessoa muito feliz. Agora, vamos pensar um pouco sobre essa promessa de amor eterno de Deus para cada um de nós: se nosso nome está escrito no Coração de Jesus, será que no nosso coração está gravado o nome d’Ele? “Não apagarei o seu nome do Livro da Vida” (Ap 3,5). A promessa diz que “é para sempre”. É uma aliança de amor infinito, de pertença e é por isso que na Bíblia fala que Deus tem ciúmes do Seu povo. Deus não quer que nos afastemos d’Ele, não abre mão de nós. Não basta que confiemos nesta promessa, mas que consagremos nossa vida e nosso amor ao Coração de Jesus. Propaguemos esse amor eterno com nossas ações, orações e com a Adoração Eucarística.

Rita

João André

Marco Raquel Leonardo Patricia Zé Rodrigo Antônio Geraldo Guilhermina Sabrina Josefa Felipe Rodrigo

Adriana

Madalena Ana


A escolha dos apóstolos (Lc 6,12-16)

Na Bíblia, temos a história de como Jesus escolheu os apóstolos. Você sabe como foi? Jesus subiu ao monte e passou a noite em oração, procurando paz e serenidade para escolher os homens que o ajudariam a levar a Palavra de Deus a muitas pessoas. Então, foram escolhidos:

Pedro, André, Tiago, João, Filipe, Natanael, Mateus, Tomé, Judas Tadeu, Tiago (irmão de Judas Tadeu), Simão e Judas (Iscariotes). Vamos encontrar o nome deles no caça-palavras ao lado? Divirta-se e aprenda!

Profile for Agência Arcanjo

Jornal do Santuário - novembro de 2018  

Jornal do Santuário - novembro de 2018  

Advertisement