Issuu on Google+

5 edição raposo • castello ALUMÍNIO • ARAÇARIGUAMA • COTIA • ibiúna • MAIRINQUE • SÃO ROQUE • VARGEM GRANDE PAULISTA

terça-feira, 24 DE junho DE 2014

DIRETOR: VREJHI SANAZAR

Fundado em 1969 - Nº 9500

Marcello Casal Jr. | Agência Brasil

BRASIL 4X1 CAMARÕES CLASSIFICADO

BRASIL VENCE CAMARÕES E ENFRENTARÁ O CHILE NAS OITAVAS Página 7

São Roque

Vice-prefeito rompe com Daniel da Padaria e oposição pode ganhar força Com uma carta aberta ao público, o vice-prefeito de São Roque, João Paulo de Oliveira (PSD), deixou a gestão do prefeito Daniel de Oliveira Costa (PMDB) alegando que “não existiu relação de compartilhamento de tomada de decisões”. Página 2

Alerta

Empresa não repassa valores da zona azul à Prefeitura de Cotia Desde o início do ano, a empresa Dinâmica está cobrando zona azul em diversos pontos da cidade, mas o valor recebido (R$ 1,90 a hora) não é repassado aos cofres públicos. O contrato prevê carência de seis meses Vânia Alves | Agência Impacto

JOGOS REGIONAIS

Cotia segue como terceira colocada no ranking parcial

Período de neblina aumenta risco de acidentes em rodovias

Página 7

Com a estação mais fria do ano chega também um período de alta incidência de neblina. Para minimizar os riscos de acidentes, a concessionária CCR ViaOeste, que administra o Sistema Raposo|Castello, lança campanha educativa e reforça o pedido de atenção aos motoristas. Segundo a CCR, os trechos com maior incidência do fenômeno estão na altura dos quilômetros 48 e 52 da Raposo Tavares e nos quilômetros 50 e 58 da Castello Branco. Página 4

Cotia

Após denúncia, Cetesb vai fiscalizar Metalur Na última semana, a Cetesb enviou uma nota à redação do Jornal Diário da Região Raposo|Castello, dando conta de que a empresa do Grupo Metalur, que funciona em Araçariguama, será vistoriada com vistas à continuidade das ações de controle corretivo na unidade industrial. A informação veio uma semana depois de o Diário da Região publicar denúncia, apresentada pelo vereador Nadivan Ferreira Maia, informando que a empresa estaria cometendo crime ambiental. Página 4

O valor da Zona Azul praticado em Cotia é R$ 1,90 a hora. Desde de fevereiro, o sistema vem sendo operado pela empresa Dinâmica Administração e Representação, conforme contrato nº 3/2014. O motivo do não repasse seria uma “carência”, prevista em contrato. A reportagem teve acesso a alguns documentos que atestam que, na prestação de contas da arrecadação, a Dinâmica não aplica o percentual de 20,25% de repasse à prefeitura, em função da “Cláusula sexta, item 10,2 e subitem 10,2”, que estipula o prazo de seis meses para que o valor comece a entrar nos cofres públicos. A Prefeitura foi procurada, mas não comentou o caso. Página 2

EMPRESÔMETRO

Região ganhou 2.344 novas empresas de janeiro a maio deste ano Página 5

NEGÓCIOS

Sebrae Móvel estará em Mairinque em julho Página 5 FIM DE SEMANA

São Roque abre as portas para o Festival das Cerejeiras

Destaque

Levantamento do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário mostrou que, de janeiro a maio deste ano, 2.344 novas empresas abriram as portas em Cotia, Ibiúna, Mairinque, São Roque e Vargem Grande Paulista Divulgação

Página 6

TEMPO

25o

MAX

10oMIN

Com uma Usina em Araçariguama, na rodovia Castello Branco km 52, e uma unidade em Cotia, na rodovia Raposo Tavares km 27,5, a Gerdau acaba de ter um projeto voltado a cooperativas de sucata eleito uma das melhores práticas socioambientais do país. Trata-se do projeto Reciclagem Inclusiva, realizado em parceria com a Agência Alemã de Desenvolvimento (GIZ). Página 5

Frente

Partidos de oposição em Cotia inauguram Espaço Verde

Amanda Collo

EDITORIAS política 2 geral 3 cotidiano 4/5 entretenimento 6 esporte 7 persona 8

Gerdau recebe reconhecimento socioambiental

Nos dias 28 e 29, o Centro Esportivo Kokushikan Daigaki, em São Roque abrirá as portas para o tradicional Festival das Cerejeiras Bunkyos

Na última semana, integrantes do PSDC, REDE, PEN, PPL, PHS, PSOL, partidos de oposição à gestão municipal em Cotia, se uniram para inaugurar o Espaço Verde, para discutir ideias e projetos de oposição à administração. Página 3


2

Política

Vânia Alves /Agência Impacto

terça-feira, 24 de junho de 2014

Painel

Prefeito Daniel recebe prêmio do Sebrae O prefeito de São Roque, Daniel de Oliveira Costa (PMDB), recebeu o prêmio Prefeito Empreendedor 2013/2014, concedido pelo Sebrae. O prêmio foi entregue em seu gabinete pelo gerente regional do Sebrae, Carlos Alberto de Freitas. As ações empregadas na cidade, culminadas com a

recente criação da “sala do empreendedor” foram fatores primordiais para que o prefeito fosse contemplado. “São Roque hoje possui espaço adequado e estruturado para quem sonha abrir seu próprio negócio. É o que sempre defendi, o ser humano precisa de carinho e oportunidades”, disse o premiado.

Prefeito Merguizo é reeleito para o conselho FABHSMT Durante a 36ª reunião ordinária do comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Sorocaba e Médio Tietê, o prefeito de Mairinque, Rubens Merguizo Filho (PMDB), foi reeleito para integrar, dentro do segmento dos municípios,

o Conselho Deliberativo da Fundação Agência das Bacias Hidrográfica do rio Sorocaba e Médio Tietê (FABHSMT), para o biênio junho 2013/ maio 2015. O prefeito de Ibiúna, Eduardo Anselmo (PT), também integra o conselho.

LDO 2015 será discutida na Câmara de Vargem Grande Nesta quarta-feira (24), a partir das 14h, o Poder Legislativo de Vargem Grande Paulista realizará uma audiência pública a fim de apresentar o Projeto de Lei 36-2014, de

autoria do Executivo, que estabelece as diretrizes a serem observadas na elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentárias 2015. O evento é aberto ao público e entidades de classe.

Câmara de Cotia homenageia centenário de supermercado Na última semana, o prefeito de Cotia, Antônio Carlos de Camargo (PSDB), acompanhado de alguns vereadores, esteve no supermercado Pedroso parabenizar a rede pelos 100 anos de

inauguração no município. Durante a visita, os políticos entregaram a Moção de homenagem, de autoria do vereador Luis Roberto Rodovalho (PROS), aprovada pela Câmara.

Seu jornal DIÁRIO. Muito mais abrangente

edição raposo • castello

Comercial: (11) 3652-5244 Redação: (11) 4552-5976 COMUNICADO ZANAFLEX BORRACHAS LTDA., torna público que requereu na CETESB a Renovação de Licença de Operação para Fabricação de Artefatos Diversos de Borracha, sito à Av. Vasco Massafeli, Nº 1010, Bairro Portão, CEP 06703-600 Cotia/SP.

EDITAL ÚNICO DE LEILÃO

Eduardo Consentino, Leiloeiro Oficial, matrícula JUCESP nº 616, devidamente autorizado pelo Credor Fiduciário Brazilian Securities Companhia de Securitização, faz saber que, nos termos do artigo 27 da Lei 9.514 de 20 de novembro de 1997 e regulamentação complementar do Sistema de Financiamento Imobiliário, que institui alienação fiduciária de bem imóvel, fará realizar: Primeiro Leilão: Dia 30 de Junho de 2014 às 11:00 horas. Segundo Leilão: Dia 07 de Julho de 2014 às 11:00 horas. Local do Leilão: Avenida Fagundes Filho, 145 - conj. 22 - Vila Monte Alegre São Paulo/SP. As demais condições de venda constarão no catálogo que será distribuído no leilão ou pela internet. Descrição do Imóvel sito à: UM TERRENO URBANO designado LOTE nº 11 da QUADRA “I”, do loteamento denominado “PALM HILLS GRANJA VIANNA CLUB RESIDENCE”, situado na Estrada do Capuava, neste Município e Comarca de Cotia/SP, assim descrito: inicia-se no ponto de intersecção do alinhamento da Rua 12 com o lote nº 10; daí segue em linha reta, acompanhando o alinhamento predial da Rua 12, por uma distância de 9,00m; daí deflete à direita com ângulo interno reto e segue em linha reta, fazendo divisa com a Área Verde AV-29, por uma distância de 26,53m; daí deflete à direita com ângulo interno de 144°13’20’’ e segue pela linha de divisa do lote 6 da quadra B do loteamento Paisagem Renoir, Gleba III, da Estrada do Lutero de propriedade da Distribuidora de Produtos Alvenius Ltda, por uma distância de 15,39m; daí deflete à direita com ângulo interno de 35°46’40” e segue em linha reta, fazendo divisa com os lotes nºs 12 e 10 da quadra “I”, por uma distância de 39,02m até encontrar o ponto de partida, formando um ângulo interno reto, fechando o perímetro e encerrando assim uma área superficial de 294,96m². Matrícula nº 89.050 do Oficial de Registro de Imóveis da Comarca de Cotia/SP. Valor de Venda do Imóvel acima descrito, 1º Leilão R$ 116.771,62. Valor de Venda do Imóvel acima descrito, 2º Leilão R$ 187.937,81. A venda será realizada à vista. Se, no primeiro público leilão, o maior lance oferecido for inferior ao valor estipulado do imóvel será realizado o segundo leilão, na data acima estipulada. No segundo leilão será aceito o maior lance oferecido, desde que igual ou superior ao valor da dívida, das despesas, dos prêmios de seguro, dos encargos legais, inclusive tributos, e das contribuições condominiais, atualizados até a data do leilão. Correrão por conta do comprador todas as despesas relativas a aquisição do imóvel no leilão, como: pagamento de comissão do Leiloeiro de 5% (cinco por cento) sobre o valor de arrematação, que será realizado no ato da arrematação, despesas com Escritura Pública, Imposto de Transmissão, Foro, taxas, alvarás, certidões, emolumentos cartorários, registrários etc. O imóvel se encontra ocupado, e será vendido no estado em que se encontra, não podendo o arrematante alegar desconhecimento das condições, características e estado de conservação. A desocupação do imóvel deverá ser providenciada pelo comprador, que assume o risco da ação, bem como todas as custas e despesas, inclusive honorários advocatícios, mediante propositura da competente reintegração na posse, na forma do artigo nº 30, da Lei nº 9.514/97. I n f o r m a ç õ e s n o e s c r i t ó r i o d o L e i l o e i r o : (11)

4083-2575

w w w. b i a s i l e i l o e s . c o m . b r

E VS Publicidade Ltda CNPJ – 96.499.132/0001-89 Matriculado sob nº 1176 – Livro A No 1º Cartório de Registro de Títulos e Documentos da Comarca de Osasco. Redação, Administração, Publicidade e Gráfica própria Rua Ester Rombenso, 349 cep: 06097-120 Centro – Osasco Telefones: (11) 4552-5976 - 3652-5244 site: www.webdiario.com.br e-mail: redacaoraposo@webdiario.com.br

X

P

E

D

I

E

N

T

E

Diretor/Fundador/Editor: VREJHI SANAZAR MTB nº 10.326.33.26/SP / OAB nº 38.239/SP Editor Chefe: EURICO RAMOS Diretor Financeiro: MARCELO V. SANAZAR Diretor Administrativo: MARCIO R. SANAZAR Circulação: Alumínio, Araçariguama, Cotia, Mairinque, São Roque e Vargem Grande Paulista. Filiado à Adjori/Abrajori Sindicalizado no SINDJORI As matérias assinadas não representam, necessariamente, a opinião do Jornal ou de seu editor. Os colaboradores, os articulistas e os colunistas não possuem qualquer vínculo empregatício com a empresa.

Zona Azul começou a ser cobrada em fevereiro deste ano

Empresa não repassa aos cofres públicos arrecadação da zona azul Segundo consta em contrato assinado entre a Dinâmica e a Prefeitura de Cotia, carência vai até o mês de setembro, quando empresa deverá fazer repasse aos cofres públicos Desde fevereiro, a Prefeitura de Cotia está cobrando zona azul em diversos pontos da cidade com o objetivo de democratizar o uso das vagas de estacionamento em locais públicos de grande movimento, como na região central, Mercado Municipal, Granja Viana, Caucaia do Alto, entre outros. O valor praticado é R$ 1,90 a hora, e o sistema vem sendo operado pela empresa Dinâmica Administração e Representação, conforme contrato nº 3/2014. Na última semana, o jornal Folha de Cotia trouxe à tona

documentos que levantam a suspeita de que a referida empresa não vem, desde o início da cobrança de zona azul, repassando o dinheiro arrecadado aos cofres públicos municipais. O motivo seria uma “carência”, prevista em contrato. A reportagem teve acesso a alguns documentos que atestam que, na prestação de contas da arrecadação, a Dinâmica não aplica o percentual de 20,25% de repasse à prefeitura, em função da “Cláusula sexta, item 10,2 e subitem 10,2”, que estipula o prazo de seis meses

para que o valor comece a entrar nos cofres públicos. Com isto, os devidos repasses à municipalidade, sobre os valores faturados pela empresa com a cobrança de zona azul, começarão a partir de 17 de setembro de 2014. Um documento enviado pela Dinâmica à Prefeitura de Cotia, em abril, indica que a arrecadação com a zona azul, entre 17 e 31 de março, foi de R$ 10.626,10. Em outro, datado de 10 de maio, a empresa informa a arrecadação de R$ 34.395,70, entre os dias 1 e 30 de abril. Nos documentos, a

empresa deixa claro a cláusula sexta do contrato assinado com a prefeitura, que diz ser “então devido o repasse somente sobre valores faturados a partir de 17 de setembro de 2014”. Foi solicitado à prefeitura informações sobre o valor do contrato com a Dinâmica e porque foi estipulada a carência de seis meses para a empresa começar a repassar à prefeitura o percentual equivalente à arrecadação com a zona azul, mas não houve retorno até o fechamento desta edição.

“Afastei-me da administração por falta de compartilhamento”, diz vice de São Roque “Meu afastamento não é da prefeitura, é da administração”. Foi com estas palavras que o vice-prefeito de São Roque, João Paulo de Oliveira (PSD), explicou à reportagem, por telefone, seu posicionamento desde a última semana, quando entregou uma carta ao prefeito Daniel de Oliveira Costa (PMDB) informando seu o afastamento da administração. Embora não ocupasse cargo em diretoria e nem em departamento municipal, João Paulo afirmou que queria par-

ticipar mais da administração. “Com meus 25 anos de vida política, gostaria de contribuir mais com os projetos para a cidade, mas percebi que não estava sendo possível”, disse. Sobre as razões da dificuldade em participar ativamente da administração, João Paulo afirmou que a situação pode ser uma decisão que veio de dentro da própria prefeitura. “O prefeito não governa sozinho, existe um grupo que participa das decisões dele. Não posso afirmar 100%, mas acredito que foi uma

decisão interna [não deixá-lo participar das decisões políticas e administrativas de São Roque]. Não pode ser outra coisa”, completou. João Paulo disse ainda que não concorda que para participar da administração teria que ter alguma diretoria ou emprego na prefeitura. “Eu fui vereador e entendia que como vice-prefeito eu poderia participar mais da administração. Tentei, por mais de um ano, conseguir isto, mas não foi possível”, concluiu. Em um trecho da carta en-

tregue ao prefeito, João Paulo afirma que “Desde que assumi o mandato como vice-prefeito não existiu relação de compartilhamento de tomada de decisões entre o senhor prefeito e eu como vice-prefeito, que várias vezes busquei e tentei aclará-lo, dentro da administração pública. Existe também a falta de um planejamento estratégico e transparente, fatos que deixam claro minha discordância, e em virtude destes, comunico o meu rompimento político [com o prefeito Daniel].

Prefeito Tisêo, de Alumínio, nega nepotismo e diz que não vai sancionar lei aprovada O prefeito de Alumínio, José Aparecida Tisêo (PSDB) não deve sancionar o Projeto de Lei que proíbe o nepotismo no âmbito do município, aprovado no início do mês por cinco votos a três na Câmara Municipal. A informação veio do Diretor de Departamento de Governo, Valdir Tisêo, filho do prefeito. Segundo Valdir, o PL aprova-

do colide com o enunciado na Súmula Vinculante de nº 13 do STF, “além de conflitar com a regra contida no artigo 47, inciso II da Constituição Estadual e o artigo 48 da Lei Orgânica do Município, pois os Diretores de Departamentos são Auxiliares Diretos do Prefeito, cujos cargos equivalem aos de secretariado, que se insere no rol dos

cargos políticos���, afirmou. Dentro deste cenário, segundo o Diretor de Governo, devem permanecer nos cargos sua irmã, Ângela Tisêo, Diretora de Educação, Benedito Tisêo, irmão do prefeito e diretor de Transportes, além dele mesmo. O autor do PL, vereador Eduardo de Jesus (PSB) discorda. “Mesmo que secretá-

rios fossem [os parentes do prefeito], não poderiam ser contratados. Trouxemos à tona municipal, uma lei municipal para disciplinar isto e acabar com esta discussão se secretário pode ou não pode. Com a sanção do prefeito, ou se ele vetar, derrubado o veto, não se pode contratar parentes”, disse o vereador.


Política e Opinião

3

terça-feira, 24 de junho de 2014

 Dominique Magalhães

Redes Sociais e a felicidade Vivemos em um mundo tecnologicamente avançado, onde se tornou comum a exposição de particularidades: fotos, vídeos, notícias e estados de espírito. Nesta onda de compartilhamento, boa parte de nós já teve a sensação de que a “grama do vizinho é sempre mais verde”.  Entretanto é preciso lembrar que é comum nos deixarmos influenciar pela ideia de que ser feliz é morar no bairro mais caro, ter o carro do ano

ou ter a ‘vida perfeita’ de uma atriz de novela. A verdade é que ser feliz tem a ver com a construção de um modo particular de enxergarmos as coisas e de sentirmos a vida, evitando comparações com a trajetória alheia.   A exposição digital não pode nos afastar do ‘olho no olho’, ou do simples ‘olhar pela janela’. Todos os exageros nos impedem do contato e da oportunidade de nos olharmos e nos reinventarmos a cada dia

através do outro.   Um estudo divulgado no ano passado pela Universidade de Michigan apontou uma ligação entre o uso excessivo das redes sociais e a infelicidade. Dados coletados assinalam que as emoções ligadas à infelicidade aumentaram proporcionalmente ao tempo de exposição às postagens de gente aparentemente feliz.  Para desenvolver o material, os pesquisadores enviavam cinco mensagens diárias,

durante duas semanas a cada voluntário de um grupo de 82 pessoas dentre jovens e adultos. Os links mostravam a quantidade de vezes que cada um dos usuários visitava a rede social e quais eram seus níveis de preocupação, solidão e satisfação geral com a vida.   A vida do outro tem o mesmo grau de dificuldade que a nossa. O que acontece é que a maioria das pessoas destaca somente o que acontece de

bom e isso nos gera a impressão de perfeição. Não há nada de errado em evitar postagens ruins, mas devemos lembrar que as redes sociais representam apenas uma parte de nós, aquilo que achamos que vale à pena dividir, evitando ressaltar coisas negativas.  Não considero estas escolhas uma espécie de alienação, mas sim uma maneira de dizer: ‘isso é legal e eu quero dividir com meus amigos’. Muitas vezes, estamos tristes e, passear

por uma postagem engraçada ou uma foto bonita, uma poesia, um vídeo, pode ser um incentivo. Todas as relações, devem ser saudáveis, sejam virtuais ou pessoais Dominique Magalhães é autora do livro “O que falta para você ser feliz”, lançamento da Editora Gente, é empresária com atuação em desenvolvimento social e mentora do “Projeto Social Dom – Qual o seu Dom?”. O artigo não expressa necessariamente a opinião do jornal

Partidos de oposição em Cotia inauguram Espaço Verde “O que eu quero, e os demais parceiros deste projeto, é derrotar este modelo politico que não vem fazendo bem a Cotia”. Foi com estas palavras que Silvio Cabral (PV) justificou a inauguração do Espaço Verde no município. A cerimônia realizada na terça (17) contou com a presença de movimentos sociais, além de militantes

e dirigentes de diversas legendas políticas que fazem oposição à administração do prefeito Antônio Carlos de Camargo (PSDB), como PT, PSDC, REDE, PEN, PPL, PHS, PSOL. O local vem sendo chamado pelos militantes de “Quartel General” da Frente Popular Muda Cotia, fruto de um movimento aberto, autô-

nomo e suprapartidário que reúne cidadãos que fazem oposição ao modelo de gestão que vem sendo praticado pelo grupo político do atual prefeito nos últimos anos. “O Espaço Verde servirá de quartel general com vistas às eleições deste ano, mas seu objetivo principal é a busca da transformação da cidade visando as eleições de 2016.

É a busca pela construção de uma real oposição em nossa cidade”, completou Cabral. Os políticos e militantes do Espaço Verde defendem que a oposição em Cotia precisa se firmar como nova opção de governo municipal com responsabilidade, crítica, diálogo, “mas nunca com submissão”, garante. Cabral afirmou que, a par-

tir de agora, o grupo buscará aproximação com os movimentos sociais da cidade, diálogo com a classe média e com a classe trabalhadora. Sobre a adesão ao projeto, Cabral faz um balanço positivo. Ele afirmou que, pela primeira vez, em no mínimo 30 anos, lideranças políticas e entidades de classe devem se unir para construir um

projeto de oposição coletivo. “O PV faz parte da construção deste projeto, mas ele somente terá sucesso se o entendermos como realmente um projeto coletivo, onde as vaidades sejam colocadas de lado e o principal seja a construção de um programa que consiga dialogar com a sociedade cotiana”, concluiu.

Entrevista

Alexandre R. Soares Recentemente, os vereadores de São Roque aprovaram um Projeto de Lei que obriga toda rede de saúde pública no município a manter uma lista com os nomes dos médicos que estão prestando atendimento naquela semana. O objetivo, segundo o autor da matéria, vereador Alexandre R. Soares (PMDB), conhecido como Mandi, é iniciar uma cultura de transparência ao cidadão usuário da saúde. Segundo o parlamentar, a motivação para elaboração do PL foi exatamente o clamor da população. “O projeto atende aos pedidos de usuários da Santa Casa e da Rede Básica. Acredito que a população sabendo quantos médicos devem atender e quantos estão efetivamente naquele dia, facilita a fiscalização e a organização para que, quando falte um médico, outro venha no lugar”, afirmou. Abaixo o vereador fala de seus projetos, prioridades e de uma lei, de sua autoria, que proíbe a contratação de candidatos em cargos de comissão por quatro anos após as eleições. “Vemos problemas decorrentes dos “leilões” dos cargos públicos onde pessoas que não têm capacidade técnica recebem Ministérios, Departamentos e Setores em troca de favores políticos. E a minha intenção é que isso não venha a acontecer em São Roque. Ela será válida para a próxima gestão, mas vem em nome da moralidade na gestão pública”, destacou. Vereador, o que motivou a apresentação do PL 492014-L? Houve um clamor da população para que esta medida fosse tomada? Sim, atende aos pedidos de usuários da Santa Casa e da Rede Básica. Estou direto na Santa Casa, verificando o atendimento e as reclamações são muitas. Filas exageradas chegando a três, quatro horas de espera. E muitas vezes um só médico atendendo. Acredito que a população sabendo quantos médicos devem atender e quantos estão efetivamente naquele dia, facilita a fiscalização e a organização para que, quando falte um médico, outro venha no lugar.

(Vereador de São Roque – PMDB) “Minha expectativa é de que iniciemos uma cultura de transparência ao cidadão usuário da saúde. É certo que vai incomodar alguns, mas no geral deve agradar as pessoas” Amanda Collo

Na prática, qual é a expectativa em relação ao impacto da implantação desta lei? Minha expectativa é de que iniciemos uma cultura de transparência ao cidadão usuário da saúde. É certo que vai incomodar alguns, mas no geral deve agradar as pessoas que usam os serviços e precisam do atendimento. No Projeto consta que todas as unidades de saúde, bem como o Pronto-Socorro, terão que manter a lista com os nomes dos profissionais que estão atendendo. Mas no caso das unidades de saúde as consultas são agendadas, portanto, o paciente saberá por quem será atendido. Por que, então, as unidades têm de manter a referida lista? O usuário nem sempre tem acesso à informação na hora do agendamento. Dar transparência e fornecer informação não onera, pelo contrário contribui. Puxando um gancho com este PL que avaliação o senhor faz deste setor na cidade? Recentemente aderimos ao Programa Mais Médicos, uma ação que vem trazendo bons resultados. Há a previsão da instalação de uma UPA no município, e vejo que avançamos. No entanto, é preciso investir em equipamentos, estruturas, melhorar o que temos e, inclusive em pessoal, que é o forte da área. Temos muito que fazer para que a saúde fique boa. Na última semana, o prefeito Daniel afirmou que quer discutir com cidades vizinhas subvenção à Santa Casa. Sob seu ponto de vista, o prefeito está certo em tomar esta iniciativa? Claro que sim. O custo que a Santa Casa tem com os municípios vizinhos é alto. Temos convênios com essas cidades e nem sempre somos respeitados. Há algum tempo fomos conversar com

prefeitos e vereadores de cidades vizinhas para buscar a quitação de pendências desses municípios com a Santa Casa e percebi que não havia preocupação, porque era cômodo “passar a bola” para frente. Se o atendimento não for bom, a culpa é da Santa Casa. O senhor é autor da Lei 4099/2013 que veta a contratação de candidatos para cargos de provimento em comissão, tanto no Executivo quanto Legislativo, pelo período de quatro anos após a eleição. Qual é a tua preocupação neste sentido? Todos os dias a gente vê em noticiários, em diversas cidades, os problemas decorrentes dos “leilões” dos cargos públicos, onde pessoas que não têm capacidade técnica alguma, recebem Ministérios, Departamentos e Setores em troca de favores políticos. E a minha intenção ao apresentar esse Projeto é que isso não venha a acontecer em São Roque. Essa será válida para o futuro, a próxima gestão, mas vem em nome da moralidade na gestão pública. Que balanço o senhor faz deste primeiro mandato até o momento? Um balanço positivo de quem vê que as coisas começam a caminhar. Passei por período de desânimo, por querer fazer mais e ficar de mãos atadas porque no setor público as coisas são difíceis e não dependem apenas de você. Mas um passo de cada vez, entendendo as nossas limitações quanto vereadores, hoje vejo importantes melhoras em decorrência do meu trabalho junto ao prefeito Daniel, como a rede de esgoto na Vila Guilhermina. Os moradores já não tinham esperança de que seria feito, ludibriados por promessas no decorrer dos anos, e hoje as obras estão em andamento. Está previsto ainda asfaltamento daque-

las vias, graças ao recurso estadual que consegui junto ao deputado estadual Marcos Neves. Recentemente, aprovamos Projeto de Lei autorizando a pavimentação da rua Antônio Meleiro, no Santo Antônio, obra que também será feita com recurso conquistado por este vereador. E ainda está sendo finalizada a licitação para a pavimentação da rua Anésio de Moraes, na Vila Moraes. Então, aos poucos, e com paciência, as coisas vão acontecendo. Não tudo o que queremos, mas cada realização é uma vitória. Quais projetos o senhor ainda espera realizar até 2016? São muitas carências nos bairros, distritos e até na região central. Mas posso dizer que uma das minhas ambições como vereador é ver a UTI da Santa Casa em funcionamento. Devo trabalhar com afinco para levar infraestrutura básica a quem precisa, porque muita gente não tem com água de rua e fica esperando caminhões pipas. Ruas sem iluminação, sem pavimentação. Duas CEI’s estão em andamento na Câmara, uma da qual o senhor participa. Como o senhor avalia este cenário político na cidade e na administração Daniel? Sobre as CEIs são prerrogativas e uma importante ferramenta do Poder Legislativo. Se os assuntos de interesse público não estão bem esclarecidos, isso precisa ser feito, em nome da transparência e da justiça social. Da minha parte gosto muito de participar porque considero que a verdade deve estar acima de tudo. Quanto à Administração do Daniel, tenho a dizer que torço para que tudo dê certo, porque quando as coisas vão bem a população é ganha. Da minha parte faço o necessário para que isso aconteça. Quando chegam projetos à Câmara que vão beneficiar o povo, têm sempre meu apoio. E quando precisa cobrar também faço. Diariamente, estou na Prefeitura levando as reivindicações, cobrando e buscando o que é melhor para a cidade.


4

Cotidiano

terça-feira, 24 de junho de 2014

Período de neblina aumenta risco de acidentes em rodovias

Cotia

Comam se reúne para aprovar lei de resíduos sólidos

Vânia Alves | Agência Impacto

Concessionária CCR ViaOeste, que administra o Sistema Raposo/Castello, realiza ações de conscientização para minimizar riscos. Outro alerta é com relação aos casos de fogo em mato à beira das estradas, comuns nos períodos de outono e inverno O hemisfério sul está oficialmente no Inverno desde o último sábado (21). E com a estação mais fria do ano chega também um período de alta incidência de neblina, situação que se arrasta até o mês de agosto. Neste cenário, aumenta também o risco de acidentes em rodovias em trechos que são afetados pela névoa. Para minimizar os riscos, a concessionária CCR ViaOeste, que administra o Sistema Raposo|Castello, lança campanha educativa e reforça o pedido de atenção aos motoristas. Segundo a concessionária, na região, os trechos com maior incidência do fenômeno estão localizados na altura dos quilômetros 48 e 52 da rodovia Raposo Tavares e nos quilômetros 50 e 58 da rodovia Castello Branco. Ao longo do ano, a concessionária realiza campanhas de conscientização no trecho rodoviário, entregando aos usuários folhetos com dicas de segurança ao trafegar em rodovias. Em situações de neblina, a concessionária também mostra mensagens de aviso nos painéis móveis ao longo da rodovia.

Orientação ao longo das rodovias visa alertar os motoristas sobre o risco de acidentes

Operação Corta Fogo Com a estiagem, a incidência de queimadas ao longo das rodovias também aumenta. Mais da metade dos casos de fogo em mato à beira das estradas ocorre nos períodos

de outono e inverno, segundo dados da concessionária. Com base nestes dados, a empresa programou a Operação Corta Fogo 2014 com ações de prevenção, monitoramento e

Em caso de neblina

combate ao fogo não autorizado ou fora de controle. Em 2013, 19 concessionárias de rodovias aderiram à campanha e dois milhões de panfletos foram entregues

nas praças de pedágio. As ações conjuntas resultaram na redução de 22,6% no número de queimadas ao longo das rodovias em comparação ao ano anterior.

Divulgação

Após denúncia, Cetesb vai fiscalizar Metalur Na última semana, a Cetesb enviou uma nota à redação do Jornal Diário da Região – Raposo|Castello, dando conta de que a empresa do Grupo Metalur, que funciona em Araçariguama, será vistoriada com vistas à continuidade das ações de controle corretivo na unidade industrial. A informação veio uma semana depois de o Diário da Região publicar denúncia, apresentada pelo vereador Nadivan Ferreira Maia, informando que a empresa estaria cometendo crime ambiental. A Cetesb informou ainda que a Metalur tem licenciamento emitido pelo órgão ambiental para funcionar em Araçariguama. “Tratase de empresa licenciada na Cetesb para a produção de lingotes de alumínio, alumínio líquido e pó de alumínio atomizado a partir de sucatas de alumínio”, informou a Cetesb. A Cetesb salientou ainda que o Grupo Metalur dispõe de um aterro de escórias de alumínio, objeto de exigência

Reduza gradualmente a velocidade Acenda o farol baixo Acionando a ventilação, ar-condicionado ou abra as janelas Mantenha distância maior do veículo à sua frente Nunca acione o piscaalerta com o veículo em movimento Não estacione o veículo em locais de risco

COMERCIAL: (11) 3652-5244 REDAÇÃO: (11) 4552-5976

Idosas são presas roubando em São Roque Divulgação GCM

Sobre a denúncia

Empresa mantém um aterro licenciado pela Cetesb em Araçariguama

visando a sua desativação e implantação das medidas de gerenciamento de área contaminada, em conformidade com os procedimen-

tos estabelecidos pelo órgão ambiental. A data de vistoria na empresa e no aterro da Metalur não foi informada pela Cetesb.

Trecho da estrada dos Mendes recebe tubulação e galerias A prefeitura de São Roque iniciou na última semana o trabalho de instalação de tubulação, galerias e sarjetas no primeiro trecho da estrada do Mendes, no bairro do Taboão. O objetivo é concluir o trabalho nos próximos dias para que a via possa ser asfaltada. A estrada dos Mendes, que é de terra, fica na região onde está sendo construída a entrada da nova avenida no bairro e é uma das paralelas que faz a ligação da rodovia Raposo

Na última semana, o Conselho Municipal Ambiental (Comam) de Cotia, se reuniu para discutir a Lei da Política Municipal de Resíduos Sólidos criada para orientar a elaboração do Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos. O descarte de pneus, pilhas e baterias, combustíveis, óleo mineral e vegetal, lixo hospitalar, resíduos da construção civil e de indústrias, material seco reciclável, dentre outros, serão, assim, contemplados com metas e ações públicas e privadas para que sejam destinados de forma correta a locais apropriados e licenciados. Durante a reunião, o Comam também aprovou o texto da minuta de Lei sobre o descarte clandestino, principalmente aqueles oriundos de municípios vizinhos. A tramitação do texto minutado da Lei, já aprovado pelo conselho, terá continuidade através do Conselho de Meio Ambiente da Câmara Municipal.

Tavares, próximo ao bairro Jardim Villaça e da região de Maylasky. O prefeito Daniel de Oliveira Costa acompanhou os trabalhos ao lado do vereador Alacir Raysel e falou sobre a obra. “Com a nova avenida, a região do Taboão vai passar por uma reformulação, então as ruas e estradas que ficam próximas ou que fazem ligação precisam também passar por melhorias, assim como a Estrada da Dona Nega, a

Estrada dos Mendes receberá asfalto em seu primeiro trecho onde existem mais residências e melhorará o ir e vir de todos”, disse o prefeito. Daniel salientou ainda que esta parte das obras não estava prevista no projeto inicial que começou na gestão anterior. A nova avenida que está sendo construída na entrada do bairro Taboão está sendo viabilizada com recursos do governo estadual e contrapartida do município.

Na última semana, o vereador Nadivan Ferreira Maia enviou fotos à reportagem e denunciou, durante sessão na Câmara, suposto crime ambiental que a Metalur estaria cometendo em Araçariguama. Segundo ele, a empresa está suprimindo áreas verdes e poluindo córregos. A empresa foi procurada e informou que todos os licenciamentos ambientais estão em ordem e que fazem um rigoroso controle ambiental e que, até 2021 deve eliminar o aterro em Araçariguama.

Os produtos roubados foram apreendidos no plantão policial do município

Na última semana, a Guarda Civil Municipal de São Roque prendeu duas senhoras de 60 anos de idade acusadas de roubarem um supermercado na região central do município. O boletim de ocorrência,

registrado na delegacia de São Roque, como roubo, já que, segundo a polícia, as mulheres agrediram os seguranças do local. As mulheres foram pegas ao tentar sair com produtos escondidos.

Estrada Mário Covas, em Mairinque, começa a ser asfaltada A Prefeitura de Mairinque informou que a estrada Mário Covas já recebeu a colocação de pedras e areia e que foi dado início ao processo de impermeabilização da via na última semana. O asfaltamento da Mário Covas é uma antiga reivindicação dos moradores de Mairinque e beneficiará a população dos bairros Dona Catarina, Moreiras, Pitangueiras, Cristal, Floresta, Paineiras, além de

Divulgação PMM

Obras estão em andamento

loteamentos e chácaras. Os recursos para execução da

obra são oriundos do Governo Estadual.


Cotidiano

5

terça-feira, 24 de junho de 2014

Em cinco meses, região ganhou 2.344 novas empresas; Cotia lidera ranking Levantamento “Empresômetro” indicou que só em Cotia 1.305 novas empresas abriram as portas de janeiro a maio, em São Roque foram 347 novos estabelecimentos. Na região, o aumeto foi de 4,81% em relação ao número total de empresas ativas nos referidos municípios em 2013 Vânia Alves | Agência Impacto

Um levantamento do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT) com dados do site “Empresômetro” mostrou que, de janeiro a maio deste ano, 2.344 novas empresas abriram as portas nas cidades de Cotia, Ibiúna, Mairinque, São Roque e Vargem Grande Paulista. O site não traz dados dos municípios de Araçariguama e Alumínio. O número representa um salto de 4,81% em relação ao número total de empresas ativas nos referidos municípios em 2013, já que, no ano passado, eles contavam com 45.816 empresas em atividade e, até maio deste ano, os números do Empresômetro mostram que 48.160 empresas estão ativas. Segundo a estatística, Cotia, na Grande São Paulo, concentra o maior número de empresas em funcionamento: 24.039 no total. A cidade também foi a que registrou o maior número de novas empresas formalizadas de janeiro a maio deste ano, 1.305, segundo o Empresômetro. Já no interior, a cidade que lidera o número de novas empresas formalizadas é São Roque com 347 novos estabelecimentos até maio. Com isto, a cidade saltou de 7.661 para 8.008 empresas ativas até maio

Casa da Criança terá ação beneficente no próximo mês

São Roque conta com 8.008 empresas ativas. É o maior índice entre cidades do interior, seguido de Ibiúna, com 7.499 empresas

deste ano. Mairinque avançou de 3.988 empresas em atividades no ano de 2013 para 4.160 em 2014, o número representa a abertura de 172 empresas até maio. Vargem

Grande Paulista, na Grande São Paulo, saltou de 4.221 empresas para 4.454 no período analisado, um aumento de 5,52%. Frequentemente o IBPT publica estudos sobre o perfil

das empresas criadas e ativas no Brasil e os disponibiliza para download. Os estudos são interpretações dos dados coletados em determinado período de tempo e ajudam a compreender tudo o que

acontece no comércio, serviços e na indústria do Brasil e o Empresômetro acompanha, em tempo real, o número de empresas públicas e privadas abertas nos maiores municípios brasileiros.

Empresas ativas Cidades Cotia Ibiúna Mirinque São Roque Vargem Gde. P Total

2012 20.127 6.477 3.598 6.950 3.713 40.865

Variação:2012-2013 2013 12,95% 22.734 11,35% 7.212 10,84% 3.988 10,23% 7.661 13,68% 4.221 11,81% 45.816

Variação:2013-2014 5,74% 3,98% 4,31% 4,53% 5,52% 4,81%

Maio/2014 24.039 7.499 4.160 8.008 4.454 48.160

Fonte: Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação/Empresômetro

Sebrae Móvel estará em Mairinque no início do próximo mês Nos dias 7, 8, 10 e 11 de julho, das 10h às 16h, a unidade Móvel do Sebrae (escritório itinerante) estará na Praça da Matriz (Praça Dom José Gaspar), em Mairinque, em frente ao Fundo Social de Solidariedade. O objetivo é levar conhecimento aos futuros empreendedores, além de atualizar os empresários já estabelecidos que querem deixar a empresa mais competitiva, atualizada e ter acesso à novas tecnologias que estão disponíveis no mercado para fomentar e expandir os negócios. Os interessados em ter acesso aos serviços disponíveis pelo Sebrae bem como dicas de gestão empresarial, devem fazer as inscrições para agendas as consultas.

O telefone disponível para o agendamento é o 0800570-0800, ou ainda pelo site (www.sebraesp.com.br). Segundo Nivaldo Sewaybricker, do escritório Sebrae Sorocaba, nos atendimentos do Sebrae Móvel o consultor estará disponível para orientações sobre gestão e planejamento aos empresários e também orientações para quem pretende sair da informalidade ou montar um negócio. Para os atendimentos serão feitos cadastros dos clientes (Pessoa Jurídica), para isso será preciso o CNPJ e dados do represente/empresário (CPF, RG, endereço, telefone e e-mail); caso o cliente não possua empresa, somente os dados da Pessoa Física. Entre os

Gerdau é destaque em ações socioambientais Com uma Usina em Araçariguama, na rodovia Castello Branco km 52, e uma unidade em Cotia, na rodovia Raposo Tavares km 27,5, a Gerdau acaba de ter um projeto voltado a cooperativas de sucata eleito uma das melhores práticas socioambientais do país. Trata-se do projeto Reciclagem Inclusiva, realizado em parceria com a Agência Alemã de Desenvolvimento (GIZ), que ganhou reconhecimento do programa Benchmarking Brasil com a terceira colocação no ranking das melhores práticas socioambientais do Brasil em 2014. Desenvolvido com o intuito de fomentar a formalização de cooperativas de recicladores de sucata, o projeto teve início em 2007 e tornou-se prática permanente na em-

Mairinque

presa, alinhado à estratégia de desenvolvimento da cadeia de negócio da Companhia. Com essa iniciativa, a Gerdau contribui para melhorias nas práticas de gestão ambiental, social e econômica das cooperativas, gerando impacto na cadeia do aço e na comunidade. Participaram da avaliação empresas brasileiras dos três setores da economia com iniciativas de responsabilidade social e ambiental que geraram ganhos significativos para a sociedade. Neste ano, dos 76 cases inscritos, 32 foram selecionados para integrar o ranking e a publicação BenchMais, vinculada ao programa. O Prêmio Benchmarking Brasil é considerado um dos mais respeitados selos de sustentabilidade do País.

Divulgação

No dia 5 de julho, sábado, a Obra Social Municipal de Mairinque (Osomu) realiza a venda de pernil assado em prol da Casa da Criança, entidade mantida pela Obra Social. Os convites já estão à venda e custam R$ 10. As porções serão vendidas já fatiadas e poderão ser retiradas das 11h até as 14h, no salão da Secretaria de Assistência Social, localizada na avenida Francisco de Assis Pinto de Oliveira 25, Centro. A renda será revertida para a reforma da entidade. Informações (11) 4708-2731.

Saúde

Governo envia mais uma ambulância para São Roque A pedido do prefeito de São Roque, Daniel de Oliveira Costa, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde, garantiu mais uma ambulância para o município. O recurso liberado para São Roque para a aquisição da ambulância foi de R$ 90 mil. Após a compra, a ambulância será equipada e chegará emplacada, documentada e com revisão inclusa. O veículo a ser adquirido será da marca Mercedes e contará com maca retrátil, cilindro de oxigênio de 16 litros, régua tripla com fluxômetro, umidificador, máscara e mobiliário.

Retificação

No dia 15, Fatec divulga correção no gabarito

Unidade também já passou por Vargem Grande Paulista, Cotia e Araçariguama

Alta Definição

produtos do Sebrae Móvel, destacam-se: cursos EAD, check-up-empresa (produto online), oficinas para o público MEI (Micro

Sinal HD da TV Tem, afiliada da Globo, chega a São Roque

Empreendedor Individual), cartilhas sobre gestão; click-marketing (produto online); consultorias, entre outros.

Após seis anos São Roque licita coleta de lixo Na última semana, a Prefeitura de São Roque divulgou uma nota informando que, após seis anos, a administração municipal abriu uma licitação contratar o serviço de limpeza e coleta de lixo no município. Desde 2008, São Roque contava com o mesmo contrato. Durante esse tempo, cinco empresas realizaram o serviço. A administração informou ainda que, neste período, algumas empresas deixaram de prestar o serviço voluntariamente e que também houve casos de rescisão de contrato por má prestação do serviço. Para iniciar a licitação, a prefeitura realizou um levantamento do crescimento do município, do número de habitantes, das novas ruas e

da demanda, para elaborar um projeto de coleta de lixo que atenda à nova realidade e perfil do município. O trabalho foi feito pelo Departamento de Planejamento e Meio Ambiente. “Chegou a hora de avançarmos no tempo, ainda mais numa importante questão como esta. Elaboramos um edital que com certeza trará o melhor para o são-roquense”, disse o prefeito Daniel de Oliveira. O edital foi publicado na última semana e a empresa que vencer a concorrência terá que realizar os serviços de coleta, transporte e destinação final de resíduos sólidos domiciliares e comerciais do município. O contrato também irá prever que a empresa realiza ações de educação e conscientização ambiental.

Após diversas reuniões entre a Prefeitura de São Roque e a direção técnica TV Tem, afiliada da Rede Globo, a empresa instalou, definitivamente, o sinal HD no município. O prefeito Daniel de Oliveira Costa e o gerente de tecnologia e engenharia da TV Tem, Eduardo Alves Rodrigues, assinaram toda a documentação necessária para o estabelecimento do sinal. Com o novo sinal, o canal da TV Tem passou a ser o 26.1. A emissora ainda continuará com o sinal analógico no canal 44 até que o país esteja adequado à nova transmissão. Para sintonizar o canal digital da TV Tem, as pessoas que possuem televisores novos, ou com os conversores, devem fazer a reprogramação da tv (sintonia automática). Assim que a operação for concluída o novo canal aparece na programação. Com a mudança da TV Tem, a Band passa para o canal 30.

Na última semana, a Fatec (Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo) divulgou uma correção no gabarito oficial da prova do processo seletivo para o segundo semestre deste ano, que foi aplicada no dia 15 de junho. Segundo a retificação, a alternativa correta da questão 39 é a letra “D” e não a “E”, como informado anteriormente. Mais de 44 mil inscritos disputam as 14.605 vagas – esse número inclui as 1.120 vagas para a modalidade à distância, distribuídas entre as 63 unidades que oferecem 71 cursos de graduação tecnológica gratuitos. Os candidatos podem conferir a alteração nos sites (www.centropaulasouza. sp.gov.br) e (www.vestibularfatec.com.br).

Copa

Alunos de creches entram no clima do mundial de futebol O espírito da Copa do Mundo 2014, com o Brasil sediando o megaevento, invadiu as creches municipais de Mairinque. Durante as semanas que antecederam a abertura dos jogos, as professoras e cuidadoras das creches E.M. Modesta Jianelli Russo (Recanto dos Eucaliptos) e E. M. Benedito Euzébio da Cruz (Granada), trabalharam com o tema junto aos alunos de seis meses a três anos de idade.


6

Entretenimento

terça-feira, 24 de junho de 2014

São Roque abre as portas para o Festival das Cerejeiras Bunkyos

PROGRAMAÇÃO Sábado (28 de junho) 9:00 - Ken Yamazato 9:30 - Kendô Kokushikan 10:00 - Ryubu Daiko (Ibiúna) 10:20 - Mariko Nakahira (cantora japonesa) 11:00 - Cerimônia de Abertura 12:00 - Ricardo Nakase 12:30 - Edson Miyabara 13:00 - Joe Hirata 13:40 - Nature’n Soul Crew 14:00 - Edgar Ishida 14:30 - Gold and Silber (Alemanha) 15:00 - Fernanda Nakai 15:20 - Sociedad Folklorica Boliviana 15:50 - Nashiru (cantora japonesa) 16:10 - Instituto Niten (Unidade Sorocaba) 16:30 - Grupo Folclórioco da Rússia - Tamara

Evento acontece nos dias 28 e 29, no Centro Esportivo Kokushikan Daigaki, no bairro do Carmo. Programação inclui apresentações artísticas e comidas japonesas. Entrada é gratuita Divulgação

Nos dias 28 e 29 de junho, o Centro Esportivo Kokushikan Daigaki, em São Roque abrirá as portas para o tradicional Festival d as C erej eiras Bun kyos (Sakura Matsuri). E, como nos anos anteriores, a Praça de Alimentação 1, o Espaço Bazarista e o setor de verduras, frutas e flores estarão oferecendo os produtos já consolidados na preferência de todos. Aliás, na Praça de Alimentação 1, novos pratos e bebidas estarão aguçando os sabores de quem passar pelo local. Já nas Praças de Show e de Alimentação, no setor próximo ao Ginásio de Esporte, a movimentação fica por conta das novas atrações musicais que incluem não somente a cantora japonesa Mariko Nakahira, além de Nashiru, que realiza uma série de audições no Brasil. O Festival das Cerejeiras Bunkyos é apoiado pelo Governo do Estado de São

Serviço 18° FESTIVAL DAS CEREJEIRAS BUNKYOS – SAKURA MATSURI 2014 Quando: 28 e 29 de junho de 2014, das 8h às 17h Quanto: Gratuito (estacionamento R$20) Onde: Centro Esportivo Kokushikan Daigaku. Estrada do Carmo, 801 – Bairro do Carmo – São Roque Informações: (11) 3208-1755 E-mail: bunkamatsuri@bunkyo.org.br Novos pratos japoneses serão oferecidos na Praça de Alimentação 1

Paulo, Prefeitura de São Roque, Consulado Geral do Japão em São Paulo e JICA, e a coordenação é realizada pela Sociedade Brasileira

de Cultura Japonesa e de Assistência Social – Bunkyo em parceria com as entidades da região: Associação Cultural e Esportiva Vargem

Grande Paulista, Associação Cultural de Mairinque, Associação Mallet Golf Kokushikan e Cotia Seinen Renraku Kyoguikai.

Sesi Cotia traz Super Férias no mês de julho

Para entreter a criançada de seis a 12 anos de idade durante as férias de julho, o Sesi Cotia preparou uma programação especial chamada de Super Férias com diversas atrações esportivas, recreativas, educativas, entre outros. As atividades foram divididas em três semanas: na primeira semana a programação acontece de 8 a 11 de julho, sendo que nos dias 8 a 10, das 14h às 18h e dia 11, das 14h às 20. Na segunda semana, a criançada vai se divertir entre os dias 15 e 17, das 14h às 18h e dia 18,

Domingo (29 de junho) 9:00 - Ken Yamazato 9:30 - Cia Balalaica de Danças e Folclore da Rússia 10:00 - Assoc. Ibiunense de Artes Marciais 10:20 - Escola Fujima 10:40 - Joe Hirata 11:20 - Ballet Marisa Éscher 11:40 - Edson Saito Y.ES Band 12:40 - Nete Salmah - Dança do Ventre 13:00 - Karen Ito 13:40 - Corpus Line (Mogi das Cruzes) 14:00 - Mariko Nakahira (cantora japonesa) 14:40 - Mariana Suzuki 15:00 - Tozuka Mari

Divulgação

Evento traz atrações esportivas, recreativas, educativas e muito mais

das 14h às 20h. A programação encerra com a terceira semana, que vai de 22 a 24, das 14h às 18h e dia 25, das 14h às 20h. Para participar é preciso se inscrever pelo telefone 46179230. O valor do ingresso é: diária R$ 20, uma semana R$ 80, duas semanas R$ 130 e três semanas R$ 200, para não beneficiários e, diária R$ 15, uma semana R$ 60, duas semanas R$ 110, três semanas R$ 170, para beneficiários. Mais informações sobre a Super Férias Sesi Cotia pelo site (www.sesisp.org.br/cotia).

Tributo

Melhor Idade

Elvis in Concert volta ao Cultural Wurth

São Roque lança Dançando no Recanto

No dia 19 de julho, às 21h, em única apresentação, Ronnie Parker traz para o Centro Cultural Wurth, em Cotia, o show Elvis in Concert, um tributo ao rei do rock. Parker é reconhecido nacionalmente como o melhor intérprete de Elvis no Brasil. O valor é R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia). Indicação 10 anos. Informações (www.centroculturalwurth.com.br).

Na última semana, a Prefeitura de São Roque lançou uma nova opção de lazer e entretenimento para a terceira idade, o Dançando no Recando, no Recanto da Cascata, com música ao vivo. O evento é inspirado no Dançando na Praça, que a prefeitura realiza na Praça da Matriz. A entrada foi gratuita e a data da próxima edição ainda não está definida.

COMERCIAL: (11) 3652-5244


Esportes

7

terça-feira, 24 de junho de 2014

Cotia segue como terceira colocada no ranking parcial dos Jogos Regionais

Desde a última quarta-feira (18), dez mil pessoas, entre atletas e comissão técnica participam do 58° Jogos Regionais da 1ª Região Esportiva Osasco. Ao todo, 31 delegações participam das disputas e Cotia segue como terceira colocada no último ranking parcial da segunda divisão, divulgado pelos organizadores. A delegação cotiana está com 61,5 pontos, 18,5 pontos a menos do que a segunda colocada Peruíbe. Ribeirão Pires lidera o ranking parcial com 96 pontos. Até o momento, Cotia ficou em quinto lugar no atletismo masculino e sexto no atletismo feminino, segunda divisão. Em biribol, Cotia ficou com a quarta colocação. A cidade conquistou ouro nas modalidades ginástica rítmica feminina e karatê masculino, bronze no karatê feminino. O vôlei de praia feminino também conquistou a medalha de prata dos Jogos Regionais. No sábado (22), o basquete feminino de Cotia, segunda divisão, enfrentou a equipe de Mongaguá e venceu por 37 a 25. O masculino também jogou no dia 22 contra Mongaguá, por 69 a 51. No

Divulgação

Competições começaram no dia 18 e seguem até o próximo sábado (28), com 31 delegações

Brasil goleia Camarões e enfrenta o Chile no sábado

Neymar marcou duas vezes no triunfo por 4 a 1 sobre Camarões nesta segunda (23) em Brasília e assumiu a artilharia da Copa do Mundo. O atacante Neymar marcou dois, Fred desencantou e Fernandinho fechou a goleada e pode ficar com a vaga de Paulinho. As 69.112 pessoas que foram ao estádio de Brasília (o maior público de sua história) viram a estrela de Neymar brilhar mais uma vez e também o primeiro gol de Fred na Copa do Mundo. E também presenciaram o que deve ser a primeira mudança definitiva no time titular da seleção brasileira na sequência da Copa do Mundo. Fernandinho entrou no lugar de Paulinho no

intervalo; participou do gol de Fred e fez o quarto. Com sete pontos, a seleção brasileira foi a líder do Grupo A da Copa do Mundo que sedia - mas só pelo saldo de gols, ficando à frente do México por 5 a 3. A equipe pegará o Chile nas oitavas de final, seleção a qual já bateu por duas vezes nesta fase em Copas passadas. Mas o futebol canarinho precisa melhorar. Depender só de Neymar pode, em um dia ruim do jogador, significar o fim de torneio para a seleção. O próximo passo para acabar com o “fantasma de 1950” ocorre no próximo sábado, no Mineirão, às 13h, quando Brasil e Chile se enfrentam.

Abertura dos Jogos Escolares será nesta quarta, 25

Delegação cotiana está com 61,5 pontos, 18,5 pontos a menos do que a segunda colocada, Peruíbe

futebol feminino, primeira divisão, a equipe de Cotia bateu o time de Barueri por 2 a 0. Outras partidas estão

programadas ao longo da semana. Mais informações sobre as partidas em (www. jogosregionaissaopaulo.com.

br). Os Jogos Regionais são organizados pelo Governo do Estado e estão sendo sediados em Osasco.

Nesta quarta-feira (25), a partir das 8h30, o Estádio Municipal Quintino de Lima, em São Roque será palco da cerimônia de abertura dos Jogos Escolares 2014 “EducAção em Movimento”, do Departamento de Educação. Os organizadores esperam que centenas de pessoas possam participar do evento, entre participantes, torcida e familiares.

Após a apresentação das escolas que participarão das disputas, começarão as provas de atletismo pré-mirim, nos 400m, salto em distância, entre outras modalidades. Os Jogos Escolares terão competições de atletismo, basquete, damas, futsal, ginástica artística, handebol, tênis de mesa, vôlei, xadrez, base4 e queimada que devem acontecer até o mês de novembro.


8

Persona Heinz Friedrich Budweg

Artista plástico e pesquisador da pré-história brasileira. Morador de São Roque

Remontando o passado do Brasil

Fotos| Aqruivo Pessoal

terça-feira, 24 DE JUNHO DE 2014

Aos 74 anos, Heinz Friedrich Budweg, alemão naturalizado brasileiro, morador de São Roque, trabalha arduamente para recontar a pré-história brasileira. Isto mesmo, a pré-história que, segundo anos de pesquisa, com muito material coletado, merece ser editado. “Percorri 450 mil km, mais de 11 voltas ao mundo, cheguei a lugares onde jamais algum arqueólogo andou e fiz algumas descobertas sensacionais”, descreve. Entre estas descobertas está o maior conjunto de petroglifos que se tem conhecimento no mundo, no Mato Grosso, que existe há pelo menos 12 mil anos. Artista plástico, Heinz registrou em centenas de telas a cultura brasileira, em especial a indígena, enquanto realizava suas expedições arqueológicas. Em suas duas áreas de atuação, Heinz já recebeu importantes reconhecimentos: em 1974 ganhou o Prêmio Jabuti de melhor ilustrador de literatura infantil e, graças ao petroglifos, recebeu a Medalha D. Pedro I, da Academia Brasileira de Arte, Cultura e História. “Minha pesquisa termina em [Pedro Álvares] Cabral, porque a partir daí, está mais ou menos documentado”, destaca.

“Aprendi na escola é que no Brasil tinha índios, sem cultura, antropófagos [canibal], que não conheciam metais, que viviam na idade da pedra lascada e acaba. E as culturas e diversos sítios arqueológicos que eu e outros também descobriram?”, questiona. E é com este questionamento que Heinz está na etapa final da produção de um livro, que, segundo ele, vai remontar o passado do Brasil. Na última semana, Heinz recebeu a reportagem em sua casa e contou sobre a sua trajetória, sua paixão pelo Brasil e expectativa para o futuro.

Heinz, em uma expedição em Brasília, registrou um povoado na tela Vânia Alves | Agëncia Impacto

Vânia Alves | Agëncia Impacto

“Sobrevivi por milagre, eu era o retrato daquelas crianças subnutridas da África. A mudança de clima me ajudou. Não fui um grande campeão de atletismo, mas não fiquei devendo para muitos”

“Estou escrevendo um livro que contesta a história do índio pelado e sem cultura. Descobri cidades e monumentos desconhecidos da opinião pública, alguns arqueólogos têm conhecimento, mas não creio que com a mesma profundidade”

Heinz mostra algumas descobertas, como um machado de 1500 encontrado no Brasil

Entrevista

Como foi a viagem para o Brasil? Meu pai serviu na primeira guerra mundial e, depois na segunda, como veterano, ele foi convocado. Ao fim, ele foi prisioneiro americano por três anos em campo de concentração. Quando saiu da prisão, a convite da prefeitura de Hamburgo, trabalhou na reconstrução da cidade. Ele estava decepcionado com as guerras, pegou a família antes que a União Soviética tomasse conta da Europa, havia este risco, e viemos para o Brasil. Sou o caçula de cinco filhos e quando viemos para o Brasil, meus irmãos já eram engenheiros, meu pai e eles, em questão de dias, estavam empregados. Para onde vieram? Para São Paulo, moramos em uma travessa da Rebouças por dois anos, até meu pai comprar um terreno no Jaguaré onde construímos uma casa. Fiz faculdade de Eletrotécnico, mas nunca exerci. Em 1970, fundei uma agência de propaganda. Era um dos poucos publicitários que falava alemão e não tinha muita concorrência. Toquei a agência até pouco antes do Plano Collor. Meu filho Rainer fez Escola Superior de Propaganda, trabalhou em uma agência em Hamburgo, quando voltou, fundamos uma nova agência, que funciona até hoje e ele toca com meu outro filho, Arndt, que também fez propaganda.

Há quanto tempo está em São Roque? Há 12 anos e meio. Queria fugir da confusão de São Paulo. Trabalhei mais de 30 anos com agência de propaganda e chegou a hora de me aposentar e só pintar. Vivo da pintura. Pinto desde os dois anos de idade, é a minha melhor forma de expressão. Também escrevo poesia. Você pintou várias obras sobre a cultura e a arte brasileiras. A que atribui este gosto pelo Brasil? Como vivi até os 13 anos em um clima frio, no pós-guerra quase não tínhamos roupa, então, surgiu esta paixão pelo clima do Brasil. Começando a viajar pelo país, e com um pouco de cultura que tenho, topei com coisas arqueológicas. Pinto por paixão e a pesquisa é como um livro policial: o livro tenta descobrir o assassino, e na pré-história, você vai juntando o mosaico, cada descoberta se encaixa em um panorama. Minha pesquisa não se restringe ao Brasil. Considero geografia, geologia, lendas e tudo é um mesclado de informações que deve ser estudado em nível global. Por isto estou escrevendo um livro que contesta a história do índio pelado e sem cultura. Descobri cidades e monumentos desconhecidos da opinião pública, alguns arqueólogos têm conhecimento, mas não creio que com a mesma profundidade. Na década de 60, você desbravou centenas de cidades a bordo de um ateliê móvel. Este trabalho era paralelo ao de pesquisa? Sempre foi assim, há 30 anos faço as duas coisas. Tenho centenas de desenhos de festas indígenas. Sou meio xinguano de tanto ir ao Xingu, conheço muitas tribos e mais a fundo a tribo Kalapalo, participei de inúmeras festas, e modéstia à parte, conheço muito a mitologia deles. Eles me levaram a sítios arqueológicos que só eles conheciam. Acho que a paixão pelas paisagens e folclores é inseparável da parte da pré-história.

E o que conseguiu descobrir? Tenho uma foto do maior conjunto de petroglifos [sinais gravados em rocha] com mais de 80 metros. Pelo meu conhecimento é o maior conjunto de pictogravuras do mundo e fica onde nasce o rio Tapajós, no Mato Grosso, em plena mata amazônica. Foi uma das minhas grandes descobertas. Ele tem no mínimo 12 mil anos pelo desgaste da superfície. É rocha granítica, as gravuras são bem feitas e profundas, só podem ter sido feitas com ferramentas de metal. Mas como estas ferramentas não são encontradas, porque oxidam, em cinco mil anos não se pode mais encontrá-las. A explicação da arqueologia oficial vem com história de pedra sobre pedra, mas o granito é um dos mais resistentes, não tem como fazer isto com pedra. E qual é a mensagem do petroglifo? Para a humanidade se harmonizar com a natureza se não ela vai sucumbir. Aí entra fator importante que é, há 12 mil anos houve um cataclismo universal, anterior ao dilúvio, que destruiu praticamente toda a vida do planeta, uma civilização, sem dúvida, mais adiantada do que a nossa. Eles sabiam que o único material que poderia deixar uma mensagem para posteridade teria que ser feito em pedra. A nossa história sempre se baseia nos textos bíblicos, mas esta parte foi escrita há quatro mil anos antes de Cristo, na Mesopotâmia, é um repeteco do que se sabia. Não estou menosprezando o conteúdo, mas o que teve antes? Quando foram descobertas as taboinhas de argila, na Mesopotâmia, nas bibliotecas, os sumilianos já conheciam a relação dos planetas, inclusive do Netuno e Plutão, e consta mais um planeta redescoberto há cinco, seis anos pela nossa civilização, batizado de planeta X. Há dois mil anos ele se aproximou da Terra e a gravidade atraiu uma das luas, imagina a confusão. Isto explica muitos achados arqueológicos, não só

no Brasil, como as pirâmides do Egito. Elas foram feitas há 32 mil anos e fazem parte de uma herança de civilização que existiu muito antes do cataclismo. E quais foram as tuas grandes descobertas? Tenho um grande acervo de peças, muitas indígenas, que doei para o Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo que montou um museu. Tenho um machado feito de cobre encontrado às margens do rio Guaporé, adquiri de índios. Eles o acharam submerso. O machado foi analisado na geociência da USP e constatou-se que a cabeça é oca e é feita de latão, isto atesta que não foi feita nas américas, a liga latão nunca foi usada nas américas. A cabeça, com pouco de conhecimento, leva à Grécia, região mediterrânea há 1500 a.C. eles adoravam os touros. O cabo, que possivelmente é o segundo ou terceiro, foi identificado pela USP de Piracicaba como sendo do Pantanal mato-grossense com mais de 1500 anos. A peça tem pelo menos mil anos antes da chegada de [Pedro Álvares] Cabral. Como ela veio para o Brasil? Este livro que estou escrevendo relata isto. Por que nunca expôs em São Roque? Acredito que muita gente nesta região tenha condições de comprar minhas obras, o preço não é absurdo, mas acho que as pessoas aqui não estão dispostas a pagar R$ 3 mil, R$ 5 mil por uma obra. Acho que por isto não vale a pena fazer exposição aqui. E quanto às descobertas arqueológicas? Fiz um projeto para um museu histórico e pré-histórico no Centro Cultural Brasital. O espaço precisaria ser recondicionado e ali eu manteria o meu acervo, além de material que poderíamos conseguir com outros museus. O museu teria reconhecimento, não seria nada amador. O projeto foi recusado pela gestão anterior e o material já foi doado.

Registrando uma paisagem na floresta brasileira em uma de suas expedições

Heinz realizou a gravação de cantos na tribo Krahô, em Goiás

PERFIL

Defina quem é Heinz Budweg? Nasci durante a grande guerra mundial, em 1940 e quando a guerra terminou eu tinha seis anos. Tenho lembranças dos bombardeios. Vivíamos em Berlin e escapamos porque meu pai que era oficial do Exército Alemão conseguiu evacuar a família para o norte da Alemanha, perto da Dinamarca, única região onde não houve combates. Sobrevivi por milagre, eu era o retrato daquelas crianças subnutridas da África, com tuberculose. A mudança de clima me ajudou, tanto que não fui um grande campeão de atletismo, mas não fiquei devendo para muitos.

Religião: Deus Sonho: Concluir o livro que reconta a pré-história brasileira Revolta: Com os escribas da história, desde a Mesopotâmia, Velho Egito, era Cristã até hoje Hobbie: Pintura e estudo da pré-histórica Orgulho: De ser brasileiro sem negar a origem alemã Pessoa que admira: Paul Heyerdohl, pesquisador norueguês e Sven Hedin, pesquisador sueco Um prato: Eisbein (da culinária alemã) Bebida: Cerveja Esporte: ciclismo e atletismo Time de futebol: Santos Um cantor: Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo Uma saudade: Hedvig Quad, uma professora de primário, em Hamburgo Formação: Superior completo Natural de: Berlim (Alemanha) Idade: 74 anos Casado com: Edna Filhos: Kerstin, Rainer, Arndt (do primeiro casamento). Zely, Fredy, Gustavo, Fernanda (do segundo casamento) Vânia Alves | Agëncia Impacto


Diário da Região - Raposo/Castello