Page 1

INFORMATIVO

São Vicente PUBLICAÇÃO MENSAL DA PARÓQUIA SÃO VICENTE FÉRRER - FORMIGA-MG

ANO XXII - Nº 260- OUTUBRO de 2012

Rádio Cor

106,5 FM www.radiocorfm.com.br Atendimento Paroquial

ENTRE EM CONOSCO:

Segunda a Sexta-feira: 08:00 às 17:30hs CONTATO Sábado: 08:00 às 11:00hs

Pça. S. Vicente Férrer, nº 27 - Centro - Cx Postal 58 cep. 35.570-000 Formiga MG Fone (37) 3322-2131

Confissões Terça a Sexta-feira: 08:00 às 11:00hs - 14:00 às 17:00hs Sábado: 08:00 às 11:00hs

e-mail: Missa em louvor a São Vicente psvf@paroquiasaovicente Férrer todo dia 05 do mês às ferrer.com.br 12:00hs

P. 04

Venha participar conosco!!!


Outubro de 2012

Editorial

PE. AURÉLIO PEREIRA, SCJ

i vemos mais um mês de outubro, mês dedicado às orações e reflexões sobre as missões. O mandado de Jesus aos seus é muito claro: “Ide, pois, fazer discípulos entre todas as nações ...” (Mt 28, 19-20). O Brasil é, hoje, um dos maiores países cristãos do mundo. Isso se deve ao fato de que, em outras épocas, o mandado de Jesus foi acolhido e posto em prática por cristãos de países europeus, como Alemanha, Holanda, Polônia, Bélgica, França, Espanha e Portugal, etc. E participaram mundo afora, difundindo os ensinamentos do Senhor. Não vem ao caso, neste momento, discutir se esses países enviaram missionários dando de sua pobreza ou se esses sobravam em seus países de origem. Tampouco é o momento de avaliar as práticas pastorais adotadas ao longo dos séculos. É o momento de reconhecermos e agradecermos o que recebemos de outros povos e de outras comunidades cristãs. A semente plantada germinou, frutificou e produziu trinta, sessenta e até cem por um (Cf. Mc 4, 8). Vivemos o momento de passar do receber ao dar. Sob o tema “Brasil Missionário, partilha tua fé”, teremos que assumir a vocação missionária que caracteriza toda a igreja verdadeiramente Cristã e começar a retribuir em obras missionárias o muito que recebemos. E, também nós, deveremos nos haver com nossa realidade: “Oxalá possamos dar de nossa abundância. Provavelmente seremos instados a dar da nossa pobreza.” Mesmo com necessidades tão prementes em nosso país, teremos que partilhar o pouco que temos. O Senhor Jesus previu isso ao dizer: “Há quem muito se deu, muito mais se pedirá” (Lc 12, 48).

V

INFORMATIVO

São Vicente Praça São Vicente Férrer, 27 - Formiga-MG CEP: 35.570-000 - Fone: (0xx37) 3322-2131 psvf@paroquiasaovicenteferrer.com.br Fundador: Pe. Cláudio Weber scj Data de Fundação: 01/10/1990 Editor Responsável: Pe. Aurélio Pereira, scj Digitação e Diagramação: Wasley Caetano Amim Redação: Equipe Informativo São Vicente Tiragem: 10.000 - Distribuição: Gratuita Impressão: FUMARC - (0xx31) 3249-7400 As matérias disponibilizadas nesta edição são de responsabilidade de seus autores.

Proposta indecente JOSÉ LUIS DOS SANTOS A decência bateu na minha porta. Embora eu estivesse certo de que sempre a tive bem guardada, fui obrigado a lembrar-me de que a seca avassaladora do “tudo pode” faz com que ela visite poucos lares, abrace poucas pessoas. Foi bom têla à minha frente, olhando meu interior. Tinha no semblante um olhar desafiador, oportuno e encantador. Não fui, de forma alguma, incomodado ou desacatado pela sua presença. Já que o respeito que recebemos é, na mesma proporção, o respeito que ofertamos, para mim jamais seria esta uma visita inconveniente, apenas atraente e, na pior das hipóteses, extremamente refugiante. Quem busca um álibi para suas atitudes pode até achar que uma visita desse naipe traga uma salvação imediata, uma espécie de remédio. Lembro que a dor pode voltar se os mesmos tombos persistirem. Duas opções, você mergulha na parte mais rasa ou terá que mergulhar no estoque de analgésicos de alguma farmácia. Para todo mal há sempre uma cura. Cada um deve ser o médico da própria consciência. A visita decente deixa sempre questionamentos: a que veio e a quem veio? Acredito que saber “a que veio” é mais dolorido. Ela não fez cerimônia, foi logo disparando sua metralhadora de letras. Falando pausadamente, com boa dicção e uma impostação suave na voz. Veio para ficar. Trouxe mala e moral, disposta a não ir mais embora. Até aí, tudo bem, mas o que eu faria com ela pro resto da minha vida? Se ligo a TV, não vejo necessidade dela; leio jornais e ela pouco é citada, foleio uma revista famosa e ela nunca está na tal Ilha. Enfim, o que fazer com uma decência fora de uso? Seria mais um encosto pragmático e utópico nas minhas

02

Drogas: desafio e debate do nosso tempo! Parte II ASSOCIAÇÃO DOM. COUTO

costas? Diga-se de passagem, já estou virando burro de carga, não aguento mais carregar um grama sequer, nem mesmo comer mais grama... Não tive coragem de perguntar, levei-a ao quarto de hóspedes. Acreditem, ela não aceitou um quarto só para ela. Queria mesmo era ficar no meu quarto, acompanhando-me numa espécie de Big Brother. Tive que aceitar; afinal de contas, eu não fui corajoso o suficiente para fazer-lhe mais perguntas. Quando não fazemos perguntas, corremos um sério risco de encontrarmos respostas. Alojada em mim, começou a balbuciar o que eu deveria fazer, como agir, como ser. Dando ordens, sendo ríspida e cheia de certezas, fez-me um escravo, acorrentado nos elos da vontade de VIVER. Arrastando-me, levei dias até acostumar-me com a doce prisão dessa proposta indecente. Eu, na minha, sendo eu. Ela, na dela, sendo eu também. Quando chegava a noite, gentil e decentemente, ela trazia um fumegar de esperança de dias melhores, carregando meus sonhos de liberdade e criando um artista que nunca fui, talvez ainda seja, por amor ou pela dor. Fiz-me missionário com a vinda da decência. Carreguei minha única túnica, deixei para trás meus chinelos, peguei um pouco de água. Comecei um novo ciclo da minha vida: ser eu mesmo, sem medo de ser repreendido pelo todo poderoso senhor Desrespeito. Ser a gente, mesmo, dói, mas é a única opção de partirmos mundo afora e continuarmos estando, mesmo tendo ido. Blog do autor: http:// pesdomensageiro.wordpress.com.

No último texto, discutimos brevemente o contexto de nossa cultura no que diz respeito ao uso e abuso de drogas. Hoje, vamos falar um pouco mais especificamente da prática desenvolvida na Casa de Acolhimento Divina Misericórdia. A Casa Divina Misericórdia é uma comunidade terapêutica, que pode ser definida como um espaço destinado a acolher em vida comunitária pessoas que estão em busca de mudanças em sua vida e que enfrentam o desafio do consumo abusivo de drogas. Essas pessoas decidem, de maneira responsável e refletida, compartilhar o mesmo espaço, no qual reaprenderão a conviver com outras pessoas num ambiente com direitos e deveres, além de terem uma oportunidade para desenvolver um maior controle e conhecimento sobre si mesmas e suas dificuldades pessoais. A Casa Divina Misericórdia está pautada no tripé trabalho, oração e disciplina. Cada um desses elementos é apresentado aos acolhidos com cuidado, respeito e equilíbrio. São elementos que têm demonstrado sucesso no tratamento de alguns usuários abusivos de drogas. Mas não é apenas nesse sentido que a Casa trabalha. Entendendo que o uso abusivo de drogas é uma questão de saúde, a Casa investe no tratamento psicológico e psiquiátrico para seus acolhidos. Semanalmente, os acolhidos passam por atendimento psicológico, sempre com o objetivo de trabalhar o autocontrole, o entendimento ampliado das experiências de uso e abuso, a escolha pessoal de interromper esse uso e mecanismos emocionais de controle. Além disso, os acolhidos passam por atendimento psiquiátrico antes do acolhimento e durante o período de tratamento. Por fim, considerando também a complexidade do problema, a Casa Divina Misericórdia convoca os familiares dos acolhidos para participarem do tratamento. Com a união e participação dos familiares, aumenta, e muito, a chance de sucesso do tratamento do acolhido. Gostaríamos de reafirmar que a experiência da Casa de Acolhimento se propõe como mais uma alternativa e contribuição no tratamento do usuário abusivo de drogas e procura, dia após dia, avançar na qualidade de seu trabalho e se tornar uma importante peça na luta de nossa cidade contra os problemas decorrentes do uso abusivo de drogas. Luiz Carlos Meneses - Terapeuta responsável pela casa.


03

Outubro de 2012

MT 28, 16-20 “IDE, POIS, E ENSINAI A TODAS AS NAÇÕES...”

1 – S. Teresinha do Menino JesusJó 1, 6-22; Sl 16(17); Lc 9, 46-50 2- Santos Anjos da Guarda- Ex 23, 20-23; Sl 90(91); Mt 18, 1-5.10 3 - Bvs. André de Soveral, Ambrósio, Mateus e comps.-Jó 9, 1-12,14-16; Sl 87(88); Lc 9,57-62 4 - São Francisco de Assis- Jó 9,112, 14-16; Sl 87(88); Lc 9, 57-62 5 –São Benedito- Jó 42, 1-3.56.12-16; Sl 138(139); Lc 10, 13-16 6 - S. Bruno- Jó 42, 1-3. 5-6. 1216; Sl 118(119); Lc 10, 17-24 7 -XXVII Dom. Comum- Gn 2, 18-24; Sl 127(128); Hb 2, 9-11; Mc 10, 2-16 8 - Gl 1, 6-12; Sl110(111); Lc 10, 25-37 9 - S. Dionísio e Comps. S. João Leonardi- Gl 1, 13-24; Sl 138(139); Lc 10, 38-42 10 - Gl 2, 1-2.7-17; Sl 116(117); Lc 11, 1-4 11 - Gl 3, 1-5; Sl Lc 1; Lc 11, 5-13 12 - N. Senhora Aparecida- Est 5, 1b-2, 2b-3; Sl 44(45); Ap 12, 1.5.13a. 15-16a; Jo 2, 1-11 13 – S. Maria no Sábado- Gl 3, 2229; Sl 104(105); Lc 11, 27-28 14 –XXVIII- Dom. Comum- Sb 7, 711; Sl 89(90); Hb 4, 12-13; Mc 10, 17-30 15 – S. Teresa de Jesus- Gl 4, 22-24.2627.31-5,1; Sl 112(113); Lc 11, 29-32 16 – S. Edwiges, S. Margarida M. Alacoque- Gl, 5, 1-6; Sl 118(119); Lc 11, 37-41 17 – S. Inácio de Antioquia- 1Gl 5, 18-25; Sl 1, Lc 11, 42-26 18 - S. Lucas, Evangelista- 2Tm 4, 10-17b; Sl 144(145); Lc 10, 1-9 19 - S. Paulo da Cruz- Ef 1, 11-14; Sl 32(33); Lc 12, 1-7 20 – S. Maria no Sábado- Ef 1,1523; Sl 8; Lc 12, 8-12 21 – XXIX Dom. Comum- Is 53, 10-11; Sl 32(33); Hb 4, 14-16; Mc 10, 35-45 22 –Ef 2, 1-10; Sl 99(100); Lc 12, 13-21 23 – S. João de Capistrano- Ef 2, 12-22; Sl 84 (85); Lc 12, 35-38 24 – S. Antônio M. Claret-Ef 3, 212; Sl Is 12; Lc 12, 39-48 25 - S. Antônio de Sant’Ana GalvãoEf 3, 2-12, Sl 32(33); Lc 12, 49-53 26 – Ef 4, 1-6; Sl 23(24); Lc 12, 54-59 27 – S. Maria no Sábado- Ef 4, 716; Sl 121 (122); Lc 13, 1-9 28 – XXX Dom. Comum- Jr 31, 7-9; Sl 125(126); Hb 5, 1-6; Mc 10, 46-52 29 - Ef 5, 21-33; Sl 127 (128); Lc 13, 10-17 30- Ef 5, 21-33; Sl 127(128); Lc 13,18-21 31- Ef 6, 1-9; Sl 144(145); Lc 13, 2230

LURDINHA GOMES Uma ordem? Um convite? Penso que é mais um dever do cristão, pois existe a citação “de graça recebeis, de graça deveis dar...”. O cristão é convidado a continuar a ação de Jesus: levar a palavra e a misericórdia como bandeira de uma conversão. É fazer Jesus continuar presente e atuante em nosso meio. Os evangelhos foram escritos exatamente para isso, para produzir a conversão e o compromisso com Jesus e seu projeto. Para nós, então, o convite se transforma em ordem que leva à missão. Por que foram os discípulos para a Galiléia? Porque foi ai que Jesus começou a desenvolver a sua atividade, inteiramente voltada para o anúncio e a prática da justiça. Que podemos concluir para nós,

hoje? Que o encontro com Jesus ressuscitado se realiza dentro do anúncio e da prática da justiça. Galiléia era região onde havia pagãos por vizinhos. Agora, sim, iria ser proposto para eles e toda a humanidade, o projeto de Jesus Cristo. Em Mateus 28, 17; vemos que os discípulos, ao verem Jesus, adoraramno, mas alguns hesitavam ainda – teria Jesus ressuscitado mesmo? Isso acontece conosco: Estamos convencidos de que a “justiça é imortal?” Agora, Jesus Cristo está sentado à direita do trono do Pai, portanto, tem autoridade sobre o céu (esfera divina) e a terra (esfera humana). E o que Ele diz a quem deseja segui-lo? continuar a sua missão. Esta começou com o batismo, onde

ele recebeu o Espírito Santo. Todos nós nos tornamos filhos de Deus e irmãos de Jesus Cristo, continuando sua missão, iluminados pelo Santo Espírito que ensinará o que dizer e fazer. Mateus termina seu Evangelho de maneira muito confortadora para nós: “Eis que estou convosco todos os dias até o fim do mundo” (Mt 28, 20). Relembremos a promessa feita no início do livro: “Ele será chamado pelo nome de Emanuel, que quer dizer, Deus está conosco”. (Mt 1, 23). Até o fim do mundo... Por quê? Depois estaremos juntos com o Pai para sempre. A condição está clara: se aceitarmos o compromisso com Jesus e sua causa. Continuemos o anúncio e a prática da justiça que Ele começou.

A COMUNICAÇÃO A SERVIÇO DA EVANGELIZAÇÃO RUY MARTINS

Neste mês de Outubro, o nosso Informativo São Vicente comemora mais um ano de existência. Fundado no dia 01/10/1990, pelo então Pároco Pe. Cláudio Weber, scj, o nosso jornal completa este mês 22 anos. Estamos na Edição 260 de um trabalho contínuo de evangelização e informação sobre tudo o que acontece em nossa paróquia e em todas as comunidades. Sem dúvida nenhuma, é uma bênção e um privilégio para nós, paroquianos, podermos contar com este valioso instrumento de comunicação que está, verdadeiramente, a serviço da construção do Reino de Deus. Mensalmente são 10.000 exemplares distribuídos gratuitamente a todas as comunidades, a todos os setores, fazendo chegar a cada família: mensagens, textos para reflexão, roteiros para os setores, estudos bíblicos, informações, notícias, fotos, agenda de cursos e eventos, etc. Aqui temos espaço para as pastorais e os movimentos, para a juventude, para a catequese, para os ministérios, para os músicos, para as crianças, enfim, para todos aqueles que buscam crescer cada dia mais na presença de Deus. É claro que tudo só é possível graças ao trabalho e à disponibilidade de várias pessoas que se dispõem a contribuir, de uma forma ou de outra, para que, a cada mês, a edição do informativo se torne realidade. Estes são verdadeiros evangelizadores que, através do nosso jornal, contribuem para o crescimento espiritual de nossa paróquia. São eles os nossos escritores, diagramadores, organizadores, editores, etc. Também são igualmente importantes os nossos patrocinadores, sem os quais o jornal não seria possível, já que precisamos de recursos financeiros para realiza-lo. É muito importante sabermos aproveitar bem esta poderosa ferramenta que nossa paróquia disponibiliza todo mês. Com ele, além de ficarmos bem informados, podemos rezar, estudar e aprender, fazer reflexões, realizar reuniões e encontros, etc. Por isso mesmo, vamos valorizar nosso Informativo São Vicente Férrer, ajudando a divulgá-lo e incentivando todas as pessoas de nossas comunidades a utilizá-lo cada vez mais, nas reuniões, em casa com a família, nos encontros e grupos de oração. Sabemos que São Vicente Férrer foi um grande estudioso e pregador e, com certeza, estará continuamente intercedendo a Deus para que este nosso meio de comunicação, que leva seu nome, esteja cada dia mais forte e presente em nossa comunidade paroquial.

Vista-se bem...para ser bem visto R. Barão de Piunhi, 53- Formiga Fone: 3322-1308 - Fax: 3322-1843


Outubro de 2012

Fr. Maximiliano, scj Freiburg -Alemanha Uma passagem bíblica muito inspiradora à missão é Mc, 4: “A parábola do Semeador”. Jesus começa está parábola da seguinte forma: “O Semeador saiu a semear ”. E nós poderíamos dizer, nos dias de hoje: o missionário saiu a evangelizar. E Jesus continua a parábola, contando sobre os diferentes solos nos quais as sementes iam caindo e relata também as particularidades de cada solo. Porém, o Semeador continuou a semear, mesmo com todas as diversidades, e hoje a Igreja segue na mesma missão. Neste mês missionário, somos convidados a uma reflexão dentro do campo missionário da Igreja. “A messe é grande e os operários são poucos”. Sempre foi assim, e a Igreja continua a perseverar. Esse trecho do evangelho Lucas nos apresenta uma dificuldade. Um mundo imenso e pouca gente para evangelizar. Quando ouvimos a palavra missão, de imediato, pensamos em grandes expedições para a África, a Ásia, a Índia, entre outros lugares tão necessitados. Entretanto, queremos aqui, antes de tudo, chamar a atenção

MISSÃO PELO SAGRADO CORAÇÃO para uma vivência cristã/missionária, dentro de nossos lares, dentro do núcleo familiar onde aprendemos as primeiras lições de amor. Uma família que ama Deus gera pessoas que amam Deus. Seguir Jesus como missionário é uma linda forma de demonstrarmos nosso amor pelo Cristo. Dentre todas as formas, a missão é uma das mais belas provas de amor para com Deus, pois demonstra uma grande renúncia de si mesmo tão difícil nos dias de hoje. Um mundo marcado pelo egoísmo gera uma atmosfera contrária a missão. A missão requer entrega, luta pelo próximo e confiança em Deus. Quem é egoísta não entrega nada, só luta por si mesmo e confia somente em suas próprias forças. Todavia, ganhamos com isso mais

Cantinho da Juventude Estamos no mês de outubro, que, para os cristãos, é o mês dedicado às missões. A palavra “missão” vem do latim “mittere”, que significa “enviar”; missus = enviado. Portanto, missão é incumbência, tarefa, obrigação, encargo, comissão especial, vocação. Há vários tipos de missão: diplomática, de paz, científica, de guerra e religiosa, sendo que, nesta última, os protagonistas são: Deus e o Homem. E, para iniciar a reflexão do informativo desse mês, transcrevo uma passagem bíblica de que eu gosto muito, e que ouvi pela primeira vez há exatamente um ano, em um encontro missionário do qual participei na cidade de Varginha. A passagem é a seguinte: “Eis que eu vos envio como ovelhas no meio de lobos” (Cf. Mt. 10,16). Desde então essa passagem fica

04

intolerância, busca exagerada por dinheiro e prazer próprio. Não sabemos mais tolerar o outro, pois o que importa são as vontades próprias, não sabemos mais partilhar nosso pão de cada dia e vivemos, em nossos guetos b u s c a n d o p r a z e r e s passageiros extremamente egoístas. Com isso, o nosso mundo está se atrofiando dentro de um egoísmo brutal. A solução pra tudo isso não seria a solidariedade, a justiça e o amor? Nós, cristãos, acreditamos que sim. E para implantarmos esses valores vitais em nosso meio, precisamos ser missionários. A missão é essencial para a mudança de rumo. A missão é importantíssima para mostrar os

caminhos vitais. A missão é vida. A missão é verdade. A missão é mostrar Jesus. Só Jesus é a luz. Só Jesus nos ama como realmente devemos ser amados. Em Jesus temos possibilidade de caminhar, pois Ele é o caminho. Em Jesus temos possibilidade de viver, pois Ele é a vida. Em Jesus temos possibilidade de encontrar a verdade, pois Ele é a verdade. São tantas coisas boas que podemos experimentar com Jesus de Nazaré que não conseguimos nos conter diante de tanto Amor. Logo, sentimos a necessidade de partilhar esse Amor. Em outras palavras, isso é missão. Encontro e experiência com Cristo e partilha do Mesmo. Nós, religiosos e padres do Sagrado Coração Jesus, de maneira particular buscamos, à luz da espiritualidade dehoniana, o encontro com o Sagrado que nos santifica, com o Coração que ama e com Jesus que possui um sagrado coração. Junto à luz do sagrado e ao coração doado por todos nós, vamos à missão pelo Sagrado Coração.

O JOVEM EM CONTANTE MISSÃO Danilo Costa - Setor Juventude

martelando na minha cabeça, principalmente nos momentos de dificuldades. Isso é porque ela reflete exatamente o quão difícil é a nossa caminhada quando optamos por assumir a nossa missão de evangelizadores e missionários. Todos nós, batizados, somos missionários do Pai, enviados a pregar com fidelidade o seu Evangelho; porém, nem todos assumem de fato essa missão. Isso ocorre, exatamente, por não ser uma tarefa fácil, que é cheia de dificuldades. Muitos têm medo de assumir, e alguns que assumem acabam desistindo no meio da caminhada. Eu mesmo já passei por vários momentos de dificuldades e já pensei em desistir de tudo inúmeras vezes. Não posso dar uma explicação lógica

CASA 505 Temos o presente que você procura pelo preço que você deseja.

Fone: 3321-2877

e racional que me faz continuar todos os dias nessa caminhada. Só posso dizer que há uma força dentro de mim que me faz continuar, mesmo com todas as dificuldades. Isso me lembra de outra passagem que eu escutei no encontro que comentei no início: “Eu estarei com vocês todos os dias, até o fim do mundo” (Cf. Mt. 28,20). Acredito que o motivo que me faz continuar seja esse, pois, por mais difícil que seja a missão, eu jamais estarei sozinho. Além disso, tem mais uma coisa que me dá ânimo: o sorriso no rosto e o brilho nos olhos de uma pessoa que você ajuda. Nada no mundo é mais gratificante que isso, e quem já viveu essa experiência sabe do que eu estou falando. Cito aqui, como exemplo, meus companheiros de EJC que ajudam na missão Marta e Maria e meus companheiros missionários da MDJ que

já participaram de alguma missão ou pré-missão. Eles podem confirmar o que eu estou dizendo, o quanto é gratificante tudo isso e como isso nos dá força para continuar, a cada dia, nessa caminhada. Que neste mês missionário, possamos colocar em prática a nossa missão de evangelizadores e que nada nem ninguém nos abale nem nos faça desistir, por mais difícil que seja essa caminhada. Para encerrar, transcrevo uma frase de Padre Dehon, fundador da Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus, à qual a nossa Paróquia pertence e que reflete um pouco a nossa missão: “Levar Cristo ao coração do mundo; Trazer o mundo ao Coração de Cristo”.

Minas Comercial Materiais de Construção Ltda Rua: Av. Guiomar Garcia Neto, 205, Centro

Fone: 3322-2960


05

Outubro de 2012

ESPAÇO INFANTIL

LILIANE SALES CARDOSO

CANTO FINAL: O NOSSO VOLTE SEMPRE ANDRÉ LUIZ SILVA

Você certamente conhece a expressão popular: “a primeira impressão é a que fica”. Mas, quando nos referimos ao canto final de nossas celebrações, podemos afirmar, sem dúvida, “a última impressão é a que se leva”, pois muitas vezes as pessoas chegam da missa cantarolando a última música entoada e até se recordam dela nos dias seguintes. Daí se deduz a sua importância. E se o canto for bem escolhido, traduzindo uma mensagem significativa, condizente com o que foi celebrado e com a nossa missão de ser sal da terra e luz do mundo, estaremos contribuindo para que a missa tenha continuidade na vida da pessoa durante toda a semana, como de fato deve sempre ocorrer. Mais ainda, ajudará a fomentar o desejo de voltar à Igreja para novamente celebrar. Em outras palavras, o canto final deve ser um “volte sempre” à assembleia. Para que isso aconteça, alguns critérios devem ser observados. Quanto à letra, pode expressar uma síntese da liturgia celebrada, uma referência ao tempo litúrgico vivido, um hino de louvor ao padroeiro ou a Nossa Senhora, ou simplesmente uma canção que mostre o sentido de nossa fé. A melodia precisa ser sempre alegre e contagiante, propiciando um clima descontraído, com uso de todos os instrumentos disponíveis ao ministério, sem, contudo, abafarem o som das vozes. Em algumas ocasiões, podem-se também fazer solos instrumentais bem executados, preferencialmente de algum canto cuja mensagem já seja de conhecimento geral. Ainda devemos destacar que há algumas celebrações cujo rito especial não admite canto final, como, por exemplo, a Missa da Ceia do Senhor, na Quinta-feira Santa e a Solene Ação Litúrgica, na Sexta-feira da Paixão. Há outros casos em que a celebração é sucedida por adoração eucarística, procissão ou até mesmo uma vigília. Nessas ocasiões, o canto já não terá a mesma estrutura que mencionei acima; deverá ser uma introdução ao que se celebrará posteriormente. Para encerrar, ressalto que não se trata de um canto obrigatório na liturgia, pois, com a reforma da Liturgia introduzida pelo Concílio Vaticano II, o “Ide em paz e que o Senhor vos acompanhe” se tornou a última fórmula da celebração, para dispensar a assembleia. De outro lado, devemos admitir que a saída sem música torna-se torna fria e gera um sentimento de tristeza na assembleia. Por isso, o canto final já se incorporou às nossas celebrações e, mais ainda, na cultura de nosso povo. O ministério de música o executará sozinho, com alegria, mas sem exageros, e com o zelo, respeito e bom senso litúrgico de sempre, qualidades essenciais de um bom ministro.

Intenções do Papa Bento XVI para 2012

Outubro de 2012

Geral: Nova Evangelização Para o desenvolvimento e progresso da Nova Evangelização nos países de antiga tradição cristã.

Missionária: Jornada Missionária Mundial Para que a celebração da Jornada Missionária Mundial seja ocasião de um renovado empenho na evangelização.


Outubro de 2012

Pastoral do Batismo

Deus

Batizados nas Comunidades Matriz no 2º e 4º Domingos às 09:30h Santo Antônio no 3º Sábado às 19:00h N. S. Lourdes no 2º e 4º Domingos às 08:00h Santa Luzia no 1º Sábado às 19:00h Imaculada no 1º e 3º Domingo às 08:00h Rosário no 3º Domingo às 17:00h Santo Expedito no 2º Domingo ás 09:30h

Encontro para Pais e Padrinhos em Outubro Dias 10 N. Senhora de Lourdes 4ª às 19:00hs Dias 18 e 19 Rosa Mistica 5ª e 6ª Feira às 19:00hs

Obs: Mães, procurem fazer o encontro antes do nascimento de seu bebê, para seu maior proveito e comodidade e, se possível, procurem não levar crianças.

06

ARREBENTA PIPOCA “FAZEIS

BROTAR A RELVA PARA O GADO E PLANTAS ÚTEIS AO

SALMO 103, 14.

HOMEM”

LÚCIA GIAROLA

Ela, vira e mexe, é acusada de ser um tanto traiçoeira para a saúde. Tudo por causa da presença da gordura, que aumenta seu valor calórico e reduz o valor o valor nutritivo, e do sal excessivo que eleva a pressão arterial nas alturas. Nunca é demais ressaltar que gordura saturada, manteiga, eleva o colesterol ruim (LDL) e diminui o bom (HDL), por isso ela aumenta o risco de doença cardiovasculares. Cuidado com a pipoca vendida no cinema, barraquinhas e a de microondas, pois com excesso preparada, constitui um balde de encrencas para o organismo. A versão light de microondas só reduz 25% das calorias, A gordura esta lá. NOVIDADE!!! A cientista de alimentos Maria Cristina Paes da A pipoca foi preparada corretamente no EMBRAPA Milho e Sorgo de Sete Lagoas-MG, divulga forno e panela nas cozinhas de universidades e arrebentou os estudos que os cientistas de o resultado dos estudos. O resultado foi reforçado alimentos basbacaram – ela é um estouro de recentemente pela Univerdade de SERANTON – EUA benefícios. onde os cientistas afirmam que a pipoca é uma explosão de antioxidantes. Só para você saber e não morrer de raiva, a substância protetora da pipoca começa na casca, aquela que teima em ficar agarrada no dente. E se o milho que você leva para casa der origem a uma pipoca creme ou amarela – BINGO! Sinal de que a parte fofinha do alimento é rica em carotenóides. Essas substâncias são antioxidantes e no corpo são convertidas em vitamina A. A transformação é ótima para o sistema imunológico e para os olhos, que ficam blindados contra a degeneração macular relacionada à idade. A casca grudenta é também fonte de fibras, o que favorece a formação do bolo fecal, e para eliminá-lo com facilidade, aumente o consumo de água. As fibras são reverenciadas por tornar a digestão de barriga forrada, dando saciedade, uma vantagem e tanto para quem quer voltar o ponteiro da balança – já na parte fofa e geralmente branca dessa pequena notável, fica guardado outro amigão do organismo – o amido resistente. Esse amido passa praticamente pelo aparelho digestivo intacto e só no intestino grosso é que os microorganismos dá flora o transformam em ácido graxo de cadeia curta. Que quer dizer: eles deixam a área mais ácida, favorecendo a proteção contra células cancerosas, e assim reduz o risco de tumor no intestino, e é logo eliminado. Mas não vá se entupir co pipocas arrebentadas de qualquer forma. Para sebeneficiar com a qualidade do alimento, é necessário prepará-lo numa boa panela velha com um só fiozinho de óleo bom, uma pitada de sal e levar ao fogo e só mexer. Se desejar, a gordura pode ficar de fora. E no microondas? É só preparar uma porção de pipoca num saquinho desses de pão e vedá-los nas pontas e Procurem sempre orientação levar no microondas por 2 minutos; logo as pipocas surgiram. de um especialista em saúde! Obs: A pipoca não deve substituir frutas e verduras porque elas contêm outras substâncias benéficas. Pipoca bem preparada é um lanche pra ninguém botar defeito. OUTRAS ORIENTAÇÕES Recomendação diária 20g, ou seja, um xícara e meia de chá ANTIOXIDANTES Maçã X Pipoca (média) (2 colh. sopa Milho) 256 mg 300 mg

Viação Campo Belo Transportes de passageiros, cargas, encomendas e turismo Formiga São Paulo B.Horizonte Campo Belo


07

Outubro de 2012

DIZIMISTAS ANIVERSARIANTES DE OUTUBRO ABILIO RIBEIRO DA SILVA NETO ADALTON BORGES LEAL ADERLA VILMA SOUTO ADRIANE CRUZ DA SILVA AFONSO DIAS RIBEIRO AIDA DA COSTA SILVA ALBERTINA VIEIRA DA SILVA ALBERTINO DE PAULA DA SILVA ALDETE TEIXEIRA ALESSANDRA APARECIDA FARIA SILVA ALESSANDRO GERALDO RAMOS ALEX RIBEIRO DE FARIA ALEXANDRE BATISTA DA SILVA ALVINA MENEZES VAZ AMBROSINA ALVES DE OLIVEIRA AMELIA GONCALVES PEREIRA AMELIA ROCHA GOMES AMIR SANTOS ANA CARLA DE CASTRO ANA LUCIA FELIPE DE SOUZA ANA LUCIA FERREIRA ANA MARIA DE CASTRO GOMES ANA MELO DE OLIVEIRA ANA SOARES NASCIMENTO ANALICE DE JESUS SANTOS ANDREA APARECIDA ELIAS ANTONIA RODRIGUES SILVA ANTONIO EUSTAQUIO ALMEIDA ANTONIO MAGELA CARVALHO GARCIA ANTONIO MARCAL RODRIGUES ANTONIO SERAPIAO MENDONCA ANUAR TEODORO ALVES ARNALDO BARBOSA ARTHUR CHALTEIN DE ALMEIDA RIBEIRO ARTUR APARECIDO SILVA AUCELIA NOGUEIRA LIMA AURECY ELENA TOSCANO AVERILDE MARIA BARBOSA BARBARA VIEIRA BELMAR SARAIVA DANTAS BENITO PEREIRA BRUNO APARECIDO SOARES CAMILA MORAIS DE MOURA CAMILO JOSE FERREIRA CARLA RODRIGUES GOMES MENDONCA CARLAMARA DE CASTRO MALTA SANTOS CAROLINA GONZAGA RODOLPHO CELIA ALVES ALMEIDA CIDINHA CASTRO E CAMPOS CINTIA SORAGGI STHOLER CLARA CECILIA DE ALMEIDA CLAUBER CEZAR DE OLIVEIRA CLAUDIA BEATRIZ DALARIVA PACHECO CLAUDIA ROGERIA CRUZ CLAUDIO GERALDO SILVA CLAUDIO MAGNO MENESES CLELIA ARANTES MOURA SILVA CLEUSA MARIA DO ROSARIO TEIXEIRA DAGMAR F. LIMA DAMASCENO DAMIANE CORDEIRO COSTA DANIEL GERALDO DA FONSECA DANIELLA CAROLINE SOUZA DEDSON CESAR TEIXEIRA DELMA COUTO PIRES DELMAR SILVA DOUGLAS BARBOSA MARTINS EDNA MARIA MOREIRA FELIX EDNA MARIA PEREIRA EDSON MARCOS PINTO EDSON RIBEIRO EDWIRGES ANTONIA ALVES ELAINE CRISTINA DE CASTRO ELAINE MARIA DE MORAES SOARES ELIDA APARECIDA SILVA TAVARES ELISA XAVIER DA SILVA ELISANE CANTO FERREIRA SILVA ELIZA MARIA MOURA ELIZANE DOS SANTOS RODRIGUES CASTRO ELTON DA SILVA DOS SANTOS ELZA DE ALMEIDA COUTO EMERSON LUIS DA COSTA FARIA EMERSON SILVA ENI LUCIA DE LIMA ENI LUCIA DE LIMA EUGENIO VILELA JUNIOR EXPEDITO CANDIDO DA SILVA EXPEDITO LUIS DA COSTA FABIANA APARECIDA DE FARIA FERNANDA SOUTO COSTA SOARES FERNANDO DA SILVA FONSECA FRANCISCA DOS SANTOS MELO FRANCISCO DE PAULA ALMEIDA FRANCISCO NAIM DE ASSIS GASPAR DE MORAES GERALDA FONSECA SILVA GERALDINA BRITO GERALDO ELIAS DE SOUZA GERALDO MAGELA PIERONI VECCI GERALDO VECCI GIANE MARIA DO N. NEPOMUCENO GISANE DE MELO FARIA LOPES GISLENE APARECIDA DA SILVA GLAUCIA DO ROSARIO MEND. OLIVEIRA GLEIDES COSTA VAZ DE OLIVEIRA GUILHERME AUGUSTO PEREIRA GUILHERME DOS SANTOS GUILHERME RIBEIRO MACEDO HELDER ALVES PINHEIRO HELENA RAIMUNDA DE OLIVEIRA HELIO JOSE DE CASTRO HENRIQUE CESAR FONSECA HILDA DE CARVALHO HORTENCIA ARANTES SILVA RIBEIRO ICLEA FRADE IEDA DE SOUZA CANTO IRAFRAN FERREIRA IRANY RODRIGUES MOURA ISABEL MARIA DA SILVA DE FARIA

ISMAIL LIDIA GOMES ISRAEL RODRIGUES FERREIRA IVONE APARECIDA DOS SANTOS IZAURA MARIA TEIXEIRA BOTTREL JACIRA MORAES CARDOSO JAIME EUSTAQUIO DOS SANTOS JANDIRA CLARA DE PAIVA JANE MARIA DAS NEVES RANGEL SOUZA JANICE MARIA DA CUNHA JAQUELINE OLIVEIRA AZEVEDO JESUS JOSE TEODORO JOAO ANTONIO EUFRAZIO JOAO CRISPIM DA SILVEIRA JOAO DA SILVA JOAO PAULO LIMA DAVI JOSE AGNALDO DA SILVA JOSE ANTONIO COSTA JOSE ANTONIO DA CUNHA JOSE CARLOS VELOSO JOSE DA SILVEIRA JOSE FERREIRA ALVES JOSE FERREIRA E DENISE VELOSO JOSE GERALDO DA CUNHA JOSE GERALDO DOS SANTOS JOSE GERALDO PINHEIRO JOSE HONORIO SIMOES JOSE JOAO DE SOUZA JOSE JULIO ROCHA NETO JOSE LOPES JOSE LUIZ DE OLIVEIRA GONCALVES JOSE MARIA MONTEIRO JOSE MARINHO SILVA JOSE NIVALDO BARBOSA JOSE PEDRO DE ASSIS JOSE ROBERTO VIEIRA JOSELY LIMA JOSIANE MARIA DE MELO JUAREZ LUIZ DE FARIA JULIANA MARIA OLIVEIRA SATIL JULIANA SOARES DO NASCIMENTO JULIANO LUIS DE OLIVEIRA E MONICA JULIO CESAR GONCALVES JULIO CESAR RIBEIRO DE ANDRADE JUNIA SILVA GARCIA JUSSARA GONZAGA DIAS KATIA FREITAS PEREIRA KELLY CRISTINA MARTINS SILVA KENIA CANDIDA PEREIRA LAIS LACERDA E SILVA LAURA MARIA PIRES LAVINIA FRANCISCA DO COUTO LAVINIA PEREIRA LOPES LEANDRA ALCANTARA LEANDRO DOS SANTOS DE OLIVEIRA LEILA AMALIA CUNHA LENIMARES RIBEIRO BORGES LEOMAR JOSE DE SOUZA LEONARDA GARCIA DE CARVALHO LIDIANE APARECIDA FARIA OLIVEIRA LILIANE FRADE FERREIRA LINDEIA ANTONIA DE SOUSA LISIENE SOARES CARNEIRO LUANNA CARDOSO SILVA LUANNA CARDOSO SILVA LUCAS CAETANO LEAL LUCAS DE MELO MENDONCA LUCAS DE MELO MENDONCA LUCIANA CRISTINA CAMARGOS VELOSO LUCIANA RODRIGUES DE MOURA LEAO LUCIANO SOUZA ROSA LUCILA NASCIMENTO LUCIMAR APARECIDA DAMASCENO SILVA LURDINHA FONSECA LUZIA DE FARIA CARLOS LUZIA LOPES FERREIRA LUZIA MARCAL ALMEIDA MANOEL MESSIAS PEREIRA MARCELO CORREA DA SILVA MARCIO JOSE DA SILVA MARCIO JOSE MONTEIRO MARCOS ANTONIO DE MENESES MARIA ALBERTINA ROCHA MARIA ANITA FERREIRA DE SOUZA MARIA APARECIDA DA SILVA CUNHA MARIA APARECIDA DE MELO MARIA APARECIDA DE SOUZA NASCIMENTO MARIA APARECIDA FARIA MARIA APARECIDA FERREIRA MARIA APARECIDA FERREIRA MARIA APARECIDA FONSECA GARCIA MARIA APARECIDA LOPES FARIA MARIA APARECIDA PALHARES FERREIRA MARIA APARECIDA TEIXEIRA MARIA APARECIDA TERRA MARIA AUXILIADORA FERREIRA MARIA CARLINDA CAMPOS NUNES MARIA CLEUSA DA FONSECA MARIA DAS DORES DA SILVA MARIA DAS DORES FERREIRA MARIA DAS DORES MORAES NERY MARIA DAS GRACAS PEREIRA DE SOUZA MARIA DE LOURDES DA SILVA MARIA DE LOURDES OLIVEIRA MARIA DE LOURDES PEREIRA MARIA DO CARMO ARANTES COSTA MARIA DO CARMO SANTOS MARIA DO ROSARIO ALVES ROCHA MARIA DO ROSARIO DE POMPEIA ARAUJO MARIA DO ROSARIO PEREIRA MARIA EMILIA RODRIGUES S. SILVA MARIA EULALIA GONZAGA DIAS MARIA FATIMA CASTRO FONSECA MARIA FERNANDES DE OLIVEIRA MARIA HELENA OLIVEIRA MARIA HILDA DE MENEZES MARIA IMACULADA BORGES BASILIO MARIA JACINTA MORAIS BARBOSA MARIA JOSE DA SILVA LEITE

MARIA JOSE DE ALMEIDA MARIA LUCIA GONDIM MARIA LUCIA RODRIGUES MARIA MADALENA DE ASSIS MARIA MARTINS FERNANDES MARIA OLINDINA MENEZES DA CUNHA MARIA RAIMUNDA DE OLIVEIRA MARIA ROSARIA COSTA SILVA MARIA ROSARIO COSTA PEREIRA MARIA SOARES DA CUNHA MARIA SUELY SOARES MARIA TEREZINHA DE SOUZA MARIA VITORIA DE PAULA MARIANGELA PORTELA LIMA MARILENE TEIXEIRA DE MENEZES MARLENE CAMILO DA SILVA MARLENE MARIA DUTRA DE ARAUJO MARLI DA CONCEICAO NEVES MARLI DA SILVA MARLIZA GOMES REIS MAURI DO ROSARIO DE OLIVEIRA MESSIAS ALMEIDA DE OLIVEIRA MESSIAS CAETANO LEAL FILHO MESSIAS MORAES MICHELY DA COSTA SILVA MILTA CARDOSO MILTON DE MOURA MIRELA DA COSTA SILVA MIRIAM CANTO DE CASTRO MONICA HIGINA DE OLIVEIRA MONICA PAIM MOZART JOSE DA CUNHA NADEJE P. ARAUJO NAIR SILVA FERREIRA NATALIA APARECIDA DA SILVA NATALIA SILVA MOURA NEIDE APARECIDA RODRIGUES PEREIRA NEIDE DE FATIMA PEREIRA NEIDE MARIA CASTRO DE PAULA NEISA AUGUSTO NELCI R. SILVA NELMA LOPES NUNES NEUZA COELHO DA COSTA NEUZA MARTINS DA SILVA NEUZA ROSARIA SOUZA COUTO NEUZA SOARES SANTOS NOEMIA RODRIGUES DA SILVA OLAVO CAMARGO OLAVO CARDOSO FREIRE OLGA VIEIRA ARAUJO OLINDA MARIA BORGES LIMA OLIVIA MARIA MONTEIRO OLIVIA ROSA PACHECO OSVALDO FERREIRA DE MELO PAMELA APARECIDA LIMA PATRICIA CRISTINA DE MENESES PATRICIA CRISTINA OLIVEIRA PATRICIA MARIA DOS SANTOS PAULO CESAR INOSTROSA PAULO GONCALVES LIMA PAULO MARCIO GOMES DAVID PAULO VINICIUS SILVA PEDRO NOGUEIRA DE MENDONCA RAFAEL SOUTO GUIMARAES REINALDO DA SILVA RAMOS REJANE DE OLIVEIRA NUNES RENATO CESAR DA SILVA ANDRADE RENATO DE SOUZA JUNIOR RENATO GARCIA ROSA ROBERTO CARVALHO ROBSON DE CASTRO FERREIRA ROGERIO GUIMARAES PORTO RONALDO ROBERTO REIS ROSA APARECIDA FERNANDES ROSALIA APARECIDA CASTRO RIBEIRO ROSALINA RITA DE SOUZA ROSAN FATIMA DE SOUZA ROSARIA FATIMA SANTOS PEREIRA ROSELI DOS SANTOS RIBEIRO ROSELI MARIA DA SILVA ROSEMAYRE SANTOS ELIAS ROSIANE APARECIDA BARBOSA ROSIMEIRE SILVA MOURA RUAN PABLO TEIXEIRA RUBYA CRISTINA E SILVA RUI SOBREIRA DA SILVA SABRINA PARREIRA MELO SANDRA MARA DA SILVA SANDRO JOSE DA CUNHA SARAH SILVEIRA DA COSTA SEBASTIAO ALVES SILVEIRA SEBASTIAO ELIAS DE SOUZA SEBASTIAO FERRAZ SEBASTIAO PIRES VIANA SILVIO EDUARDO FAVARINI SIMONE AMELIA SANTOS LOPES SIMONE TEIXEIRA ROCHA MENDONCA SOLANGE DE FATIMA VALADAO SONIA REGINA LEMOS SUELI DOS REIS SILVA SUELI DOS REIS SILVA SUELI OLIVEIRA MARIANO TERESA RIBEIRO TEIXEIRA TEREZINHA APARECIDA SILVEIRA TEREZINHA DOS SANTOS CARVALHO TEREZINHA VESPUCIO DA SILVA VALERIA APARECIDA SILVA VANI DE SA VANIA APARECIDA DA SILVA VANIA MARIA FERREIRA ALVES VANIA MARIA FERREIRA ALVES VICENTE CARLOS DOS SANTOS VICENTE DE SOUZA VICENTE JOSE DA FONSECA VICTOR D’ ALESSANDRO DE PAULA VITOR SIDNEY CASTRO MENESES VITORIA MARIA MENESES WALDESIO JOAO VIEIRA

WALDIR TEODORO DE MELO WANDER BATISTA SOARES WANDERLI DE CASTRO JUNIOR WILSON DA SILVA

WILSON DE PAULA FONSECA WIRLEY ANTONIO DA SILVA E SIMONE ZAIRA APARECIDA COSTA TEIXEIRA ZELINA SILVA LAUDARES

É bom lembrar!!! Data 01 02

S T

03

Q

04

Q

05

S

06

S

07

D

08

S

09

T

10

Q

11

Q

12 13

S S

14

D

15 16

S T

17

Q

18

Q

19

S

20

S

21

D

22 23

S T

24

Q

25

Q

26

S

27

S

28

D

29

S

30

T

31

Q

Hora 19:30 19:30 19:30 19:30 19:00 15:00 19:00 19:30 19:30 12:00 19:00 20:00 05:00 19:30 20:00 09:30 14:00 09:00 08:30 17:00 18:30 15:00 20:30 19:30 19:30 19:30 19:30 19:30 19:30 19:30 19:30 10:00 13:00 19:00 20:00 08:30 09:00 09:00 20:30 19:30 19:30 19:30 19:30 19:00 07:00 19:30 19:30 19:30 19:00 19:30 20:00 19:30 19:30 19:00 19:30 20:00 09:00 08:00 20:00 19:00 16:00 08:00 09:00 08:30 18:30 20:30 19:30 19:30 19:30 19:30 19:30 19:30 19:30 19:30 19:30 19:30 19:00 20:00 14:00 20:00 20:00 19:00 20:00 17:00 08:00 09:00 08:30 18:00 20:30 19:30 19:30 19:30 19:30 19:30 19:30

ZILDA DUARTE DAMASCENO ZILDA MARIA ALMEIDA ZILEIA APARECIDA COUTO

Agenda Paroquial de Outubro

Atividade RCC- Início do Seminário de Efusão do Espirito Santo G.O Reunião semanal ECC Reunião da Past. do Dizimo Grupo de Oração Terço - Sto Antônio Grupo de Oração Santo Expedito - Reunião de Liturgia Reunião Coordenadores de Setor - Imac. Conceição Reunião da Equipe de Liturgia Aniversário Natalício do Pe. Sebastião Andrade Grupo de Oração Conferência Vicentina Reunião da Pastoral da Criança Reunião EAC Santo Expedito: Reunião do projeto Ser Luz Reunião dos MESC - Comunidades Urbanas Apostolado da Oração - visitas ao Asilo São Francisco Pastoral do Batismo: Curso de preparação para pais e padrinhos Adoração ao Santissimo Grupo de Oração - Santo Antônio Missa de São Vicente Férrer Adoração ao Santissimo LD Reunião da Catequese Adoração (Primeira Sexta do mês) Apostolado da Oração Past. do Batismo: Curso de preparação para pais e padrinhos Terço dos Homens MDJ - Reunião e Adoração Oração das 500 Ave-Marias Procissão de volta para a Igreja - celebração Grupo de Jovens Reunião mensal: Congregação mensal Reunião e Adoração ao Santissimo- Confraria do Rosário Conferência Vicentina Conferência Vicentina Missa em Louvor a N. Sra do Rosário Encontro da melhor idade N. Sra de Lourdes - Aniversário do AA - Missa Adoração ao Santíssimo - Apostolado da Oração (reunião) EJC- Reunião Celebração setorial Dia do Nascituro - Past. familiar Reunião dos Coroinhas Reunião da Equipe de Liturgia Reunião semanal Div. Misericórdia: reunião da catequese Grupo de Oração Terço - Sto Antônio Grupo de Oração Reunião de Estudos LD Reunião da Catequese Grupo de Oração Conferência Vicentina Reunião do EAC Missa - responsabilidade LD Reunião do MESC Adoração ao Santissimo Grupo de Oração Grupo de Oração Missa e Festa da Padroeira Reunião dos MESC- Comunidades Rurais Celebração da Palavra Grupo de Jovens Reunião do AA Conferência Vicentina Conferência Vicentina Reunião da Diretoria Administrativa EJC- Reunião Reunião semanal ECC Grupo de Oração Catequese: Noite de Formação para Catequisfas Terço Santo Antônio Grupo de Oração Reunião do CCE Grupo de Oração Reunião do CPAE Reunião do CPE Conferência Vicentina Reunião do EAC Reunião do CCE Adoração ao Santissimo Past. Batismo: Curso de preparação para pais e padrinhos Reunião do CCE Grupo de Oração Reunião da Past. da Acolhida Reunião do CCE Grupo de Oração Past. do Batismo: Curso de preparação para pais e padrinhos Adoração ao Santissimo Terço dos Homens Encontro do ministério de Oração para Cura e Libertação Reunião dos Coroinhas MEP - Retiro espiritual Catequese: Reunião da comissão Diocesana Grupo de Jovens Celebração da Palavra Casamento Comunitário Dia Nacional da Juventude Santo Expedito: Reunião do MEP Missa da Catequese Celebração da Vida - Past da Criança Conferência Vicentina Conferência Vicentina Encontro da Melhor Idade Reunião do AA EJC - Reunião RCC - Encontro de Ministérios da RCC - setor Formiga Celebração dos setores Reunião Semanal ECC Div. Misericórida -Reunião do CCE Grupo de Oração Catequese: Reunião com Coor. Paroquias Terço Santo Antônio Grupo de Oração Reunião do Setor 4 - Seminário Grupo de Oração Past. Litúrgia: reunião mensal Catequese: Reunião da Forania Conferência Vicentina Reunião do EAC Reunião do CCE Adoração ao Santíssimo Grupo de Oração Grupo de Oração Past. da Criança - Início de Semana do Líder - missa na Matriz Terço dos Homens Retiro Espiritual do MESC (urbanas e rurais) Pe. Aurélio Pastoral da Criança - Pesagem Pastoral da Criança Grupo de Jovens Pastoral da Acolhida Celebração da Palavra MCC - Ultreya Past. da Juventude - Comemoração do Dia Nac. da Juventude Div. Misericórdia - Missa Pastoral do Dízimo - Domingo do Dízimo Catequese: Encontro de Formação para Catequistas Confêrencia Vicentina Confêrencia Vicentina Reunião do CCE Reunião do AA 1º encontro Diocesano para Jovens MCC EJC Reunião Grupo de Oração Conferência Vicentina Reunião semanal ECC Santo Expedito: reunião do MESC Grupo de Oração Reunião do MESC Terço Santo Antônio Grupo de Oração Reunião dos MESC Grupo de Oração Conferência Vicentina

Local Sala ECC Rosa Mística Santo Antônio Santa Luzia Sto. Expedito Imac. Conceição Santo Antônio Matriz N. Sra de Lourdes Santa Luzia Santo Antônio Salão Paroquial Santo Expedito Salão Paroquial N. Sra. de Lourdes Rosa Mística Santo Antônio Matriz Santo Expedito Matriz N. Sra de Lourdes Rosa Mística Salão Paroquial Santa Luzia Rosário Santa Luzia Casarão Salão/Matriz Santa Luzia Rosário Rosário Rosário/Cantina N. Sra de Loudes Matriz/Salão P. Salão Paroquial Santa Luzia Rosário Div. Misericórdia Rosa Mística Santo Antônio Sta Luzia Santo Antônio N. Sra de Lourdes Santa Luzia Imac. Conceição Rosa Mística Santo Antônio Rosário Baiões Salão Paroquial Rosário Santa Luzia N. Sra de Lourdes Rosário Santa Luzia N. Sra de Lourdes Salão Paroquial Sala ECC Rosa Mística Salão Paroquial Santo Antônio Santa Luzia N. Sra de Lourdes N. Sra de Lourdes Casa Paroquial Salão Paroquial Santa Luzia Imac. Conceição Rosa Mística Rosa Mística Santo Antônio Santo Antônio Salão Paroquial Santa Luzia Rosário Rosa Mística Rosário Rosa Mística Imac. Conceição Sítio do Tio Pedro Formiga Santa Luzia Rosário Matriz Foranias Santo Expedito Imac. Conceição Santo Antônio Santa Luzia Rosário Rosário N. Sra de Lourdes Salão Paroquial S.V.F Santo Antônio Sala ECC Rosa Mística Salão Paroquial Santo Antônio Santa Luzia Lavras N. Sra de Lourdes Salão Paroquial Paróquia S.V.F Santa Luzia Santo Expedito Rosa Mística Santo Antônio Rosário Matriz Rosa Mística Salão Paroquial Rosa Mística Santa Luzia Santa Luzia Santa Luzia Rosário Casa Pastoral Salão Paroquial Div. Misericórdia Forania Santa Luzia Rosário Rosário N. Sra de Lourdes Lagoa da Prata Salão Paroquial Santa Luzia Santa Luzia Sala ECC Santo Expedito Rosa Mística Rosa Mística Santo Antônio Santa Luzia Santo Antônio N. Sra de Lourdes Santa Luzia


Outubro de 2012

ORDENAÇÃO SACERDOTAL DO PADRE CARLOS JOSÉ RAMOS

PRIMEIRA MISSA DO PADRE CARLOS JOSÉ RAMOS

08


PUBLICAÇÃO

01/10

MENSAL

DA

PARÓQUIA

SÃO

VICENTE

FÉRRER

-

FORMIGA

-

MG

ANO

XIX

260-

OUTUBRO

de

2012

Brasil Missionário, partilha tua fé com a África.

MARIA APARECIDA PEREIRA DA CRUZ

ACOLHIDA ANIMADOR: Caros Irmãos e Irmãs, neste Mês de Outubro estaremos meditando sobre o trabalho missionário de tantos brasileiros e brasileiras que levam a Palavra de Deus a todos os Continentes. Vale lembrar aqui que Missionários somos todos nós, a partir da nossa própria família. Iniciemos invocando o Espírito Santo para que Ele ilumine os nossos Encontros e nossa Comunidade: Vinde, Espírito Santo... Em nome do Pai... PEDIDO DE PERDÃO ANIMADOR: Senhor, vimos pedir perdão pelas vezes em que não nos empenhamos a anunciar o Seu Reino e não nos esforçamos para fazer nosso irmão entender melhor a Sua Palavra. TODOS: Perdão, Senhor, tende piedade de nós! LEITOR 1: A África atual pode ser comparada àquele homem que descia de Jerusalém para Jericó e caiu nas mãos dos salteadores, que tiraram dele tudo o que tinha e ainda bateram nele. A África é um Continente onde inumeráveis seres humanos, homens, mulheres e crianças, de algum modo, vivem à margem da estrada, doentes, feridos, indefesos, marginalizados, abandonados. TODOS: Eles têm a necessidade de bons samaritanos que venham ao seu auxílio. LEITOR 2: Ouvindo o apelo de Cristo, Missionários e Missionárias brasileiros vão para a África. É um Continente que tem todos os tipos de problemas e são os mais gritantes: seca, AIDS, epidemias, refugiados. Também sofrem com as guerras constantes, como a Somália, a Nigéria, o Congo, Moçambique, Angola, Sudão. Neste último, um conflito durou mais de 50

anos e deixou mais de 4 milhões de vítimas. Foi para o Sudão que se encaminhou um missionário brasileiro, o Padre Wellington Alves. TODOS: Ele foi de grande importância para aquele povo sofrido. LEITOR 3: O Padre Wellington optou por esse trabalho missionário ainda no noviciado. Foi para o Sudão em 2004, tendo sido muito bem recebido lá, até com pessoas dançando e tambores tocando, o que é sinônimo de alegria para eles. Trabalhou muito e, em 2011, regressou ao Brasil, onde pode relatar o belo trabalho que fez lá. O povo africano deu a ele o nome de Padre Loyaan, que, na língua deles, quer dizer alegria. Ele dizia que em tempo de guerra, a missão do Padre é estar com o povo, ser sinal de esperança, comer o que o povo come e caminhar com eles. TODOS: É um sinal de Deus, a coragem de o missionário abandonar sua pátria e ir estar com os mais necessitados. LEITOR 1: Não só Padres têm essa coragem. Nathan Adair, estudante de Pós-graduação da Universidade de Westminster, ficou sabendo que um bilhão de pessoas vive na pobreza absoluta, com menos de um dólar por dia. Ele decidiu fazer a experiência, para sentir na pele o que essas pessoas passam e sentir essa grande tragédia. Quem de nós se habilitaria a fazer essa experiência? TODOS: A pobreza é mesmo dolorosa! LEITOR 2: O Papa Bento XVI declarou: “A verdadeira riqueza da África não está nos seus recursos naturais, pois eles, infelizmente, continuam sendo fonte de exploração, conflitos e corrupção. A África representa um imenso pulmão espiritual para a humanidade, que parece estar em crise de fé e de esperança, e a humanidade precisa

disso muito mais que das matérias primas.”

dividir ninguém... Ouçamos: Mateus 16, 24-26

TODOS: Milhões de pessoas vivem em favelas e assentamentos, ou tentam fugir dos conflitos e calamidades.

PARTILHA ANIMADOR: 1.Como será a vida de um missionário na África? 2.Será que vale a pena se arriscar tanto para cuidar da evangelização? 3.Vocês conhecem alguém que já fez esse serviço na África?

LEITOR 3: A Comunidade Internacional não mostra disposição para conseguir a libertação do povo africano, mas esse povo continua sorrindo, dançando, cantando, se alegrando e partilhando o pão de cada dia, fazendo de suas casas uma grande família onde todos se sentem respeitados e valorizados. Paralelamente a isso, é triste ver que manifestações pacíficas são proibidas, manifestantes são presos e voluntários são intimidados, ameaçados e detidos. TODOS: “Vence a tristeza, enxuga o pranto, ó meu povo, vem cantar um canto novo. Deus está aqui!” A PALAVRA DE DEUS ANIMADOR: A África é mesmo uma terra de contrastes, onde enormes extensões de terras cultiváveis, dos países mais pobres, estão sendo compradas por preços miseráveis e usadas para produzir grãos para os ricos, deixando os moradores da região sem alimento e sem terras. Cantemos: Palavra não foi feita para

PRECES: ORAÇÃO MISSIONÁRIA Todos: Ó Deus, derramai Vossa bênção sobre a obra de evangelização. Acompanhai vossos missionários e despertai em nós maior solidariedade na partilha da nossa fé com todos os povos, construindo Vosso Reino. Isto Vos pedimos por Cristo Nosso Senhor. Amém. Pai Nosso, Avemaria, Glória. ENCERRAMENTO ANIMADOR: Escolhemos a África para nosso primeiro Encontro, pois ela é a nossa Terra-Mãe, os africanos que para aqui vieram, como escravos, trataram nossos antepassados como filhos, ajudando, criando os seus filhos e sendo até Mães de leite para os pequeninos. Nossa gratidão a eles e nossa orações para que tenham uma vida mais digna. Canto: Eu louvarei, eu louvarei...


Outubro de 2012

08/10

E-2

Brasil Missionário, partilha tua fé com a América.

ACOLHIDA ANIMADOR: Irmãos e Irmãs em Cristo, a Novena Missionária 2012, que é um convite a partilhar a nossa fé, nos faz sentir que a tarefa missionária continua urgente e sem fronteiras. É seu objetivo nos tornar mais solidários com nossos irmãos e irmãs, de perto ou de longe, que ainda não tiveram a graça de conhecer Jesus.

LEITOR 3: A missão dos missionários nos lugares mais sofridos é a de revelar o rosto materno de Deus, abraçar e trazer, no colo, os marcados pela dor. Tocar o solo,marcado pelas lágrimas, continua sendo o desafio diário, participando da luta do povo,

direitos da população, não respeitam as pessoas e visam unicamente o lucro, produzindo a exclusão de milhares de pessoas. TODOS: Que Deus nos ajude a saber escolher nossos governantes, que eles governem com justiça!

Iniciemos, pois, nosso Encontro, invocando a Santíssima Trindade: Em nome do Pai... PEDIDO DE PERDÃO ANIMADOR: Maria, Missionária por excelência, interceda por nós a Jesus e implore o Seu perdão, por não estarmos cumprindo a nossa obrigação de sermos missionários atuantes, a partir da nossa própria família e também pela nossa falta de solidariedade e empenho na pregação do Evangelho.

A PALAVRA DE DEUS ANIMADOR: Todo o Continente Americano ainda precisa muito da ajuda dos Missionários e Missionárias, que se dispõem a levar a Palavra de Cristo a quem ainda não O conhece. Eles podem mudar essa situação, mas dependem das nossa orações e da nossa ajuda financeira. Cantemos: Toda Bíblia é comunicação... Ouçamos: Marcos 6, 34

LEITOR 1: João Paulo II, na Ecclesia in America, diz:“A evangelização torna – se mais urgente junto daqueles que, vivendo no Continente Americano, ainda não conhecem o nome de Jesus, o único Nome dado aos homens para se salvarem.Infelizmente, esse Nome é desconhecido por larga parte da humanidade e em muitos ambientes da sociedade americana.” Ouvindo o apelo da Igreja, 723 missionários brasileiros saíram de sua terra e estão anunciando o Evangelho em todos os países do Continente A m e r i c a n o .

LEITOR 2: Irmã Antônia, brasileira no Haiti, diz para nós: “Não há como esquecer as conseqüências do terremoto no Haiti. Não há como esquecer a dor, o grito, a destruição, a morte de milhares de pessoas, a mão estendida em nossa direção, o compromisso missionário com Deus. ”Em meio a muitos gestos de solidariedade, a Igreja do Brasil se faz presente em Porto Príncipe. TODOS: Entre os missionários do Haiti, estava lá a Irmã Maria Aparecida dos Santos, formiguense, da Congregação das Pequenas Irmãs da Divina Providência, que atuam aqui, em Formiga, no Colégio Santa Teresinha.

LEITOR 3: Os primeiros e grandes missionários da América e, de modo especial do Brasil, foram os jesuítas. Eles fizeram acontecer o encontro de 2 mundos: a Europa e a América. Os índios os aceitaram bem , de um modo geral, respeitavam e até davam presentes. A catequese deu certo, os índios puderam conhecer a cultura e ainda passaram a entender o Cristianismo, a figura de Cristo e a dedicação dos padres. Assim,ainda hoje, os missionários catequizam o Continente Americano, num trabalho de amor, de solidariedade e de atenção ao chamado de Cristo. TODOS: O Missionário é aquele que leva a Luz aos povos que vivem nas trevas.

TODOS: Ave Maria...

TODOS: Nossos irmãos americanos precisam conhecer Jesus!

TODOS: A ação assistencial e organizadora das Missões tem sido de grande utilidade em regiões afligidas por conflitos, fome e miséria.

partilhando o pouco que têm, para saciar a fome e a sede das famílias que nada têm. O Continente Americano é o que tem o maior número de cristãos, mas é também o de maior desigualdade. Isto é um escândalo, pois contraria a mensagem de Jesus. TODOS: “Em Ti serão benditas todas as famílias da terra” (Gen 2, 1-3) LEITOR 1: Nos últimos anos, muitos direitos humanos passaram a ser reconhecidos por lei mas, na prática, continuam os abusos intoleráveis, principalmente contra pessoas e grupos mais vulneráveis. Ainda somos incapazes de garantir os direitos básicos como casa, comida, segurança, saúde, educação, dignidade. Os governantes ainda agridem a natureza, ignoram os

LEITOR 2: A América Latina já sente os efeitos da crise econômica: quedas da bolsa, desvalorização de moedas, aumento da fuga dos capitais, fábricas que se fecham, diminuição do envio de dinheiro dos que trabalham no exterior. Um quinto da população americana vive na miséria. A Igreja tem aumentado a sua proximidade afetiva com os mais pobres. A Liturgia tornou – se mais viva nas celebrações, com mais cantos e alegrias. Historicamente, as Missões mais importantes são as católicas, pois,desde as suas primeiras atividades, estava a de catequizar os índios.Modernamente, as Missões procuram apresentar princípios cristãos de forma compreensível e dirigem parte de seus esforços para que se formem lideranças locais.

PARTILHA ANIMADOR: 1.A compaixão torna Jesus um missionário. E a nós, também nos toca? 2.Abraão fez 4 portas na sua casa, para que os pobres não precisassem dar voltas para entrar. E nós, facilitamos ou dificultamos a chegada dos pobres até nós? PRECES: Oração Missionária TODOS: Ó Deus, derramai Vossa bênção sobre a obra da Evangelização. Acompanhai vossos missionários , e despertai em nós maior solidariedade na partilha da nossa fé com todos os povos,construindo Vosso Reino. Isso Vos pedimos por Cristo,Nosso Senhor, Amém.Pai Nosso, Ave Maria , Glória. ENCERRAMENTO: Nesta semana, oremos pela América Latina e pelo Brasil, para que Cristo reine em nossa Pátria. CANTO: Virgem Morena.


E-3

15/10

Outubro de 2012

Brasil Missionário, partilha tua fé com as Crianças.

ACOLHIDA ANIMADOR: Caros Amigos, as Missões anunciam o Evangelho e, através dele, intervenção a favor do próximo, como: justiça, educação, apoio aos mais pobres, possibilidade de instrução nos lugares mais remotos e nas aldeias mais longínquas. Cabe a nós incentivar e ajudar as Missões. Iniciemos, rezando: Em nome do Pai... PEDIDO DE PERDÃO ANIMADOR: Senhor Jesus, perdoanos, por não ajudarmos as missões, com nosso amor, nosso auxílio financeiro e nossas orações. Abre nosso coração e nossa mente para entendermos o apelo de Cristo em favor dos mais necessitados.Por isso, considerando que o Senhor vai nos perdoar, com o compromisso de mudarmos, rezemos: TODOS: Pai Nosso... LEITOR 1: A Organização da Infância e Adolescência (IAM) tem como finalidade suscitar o espírito missionário universal nas crianças, desenvolvendo – lhes o protagonismo na solidariedade e na evangelização e, por meio delas, em toda a sociedade. São crianças trabalhando em favor de outras crianças. TODOS: Crianças ajudam a evangelizar crianças, e isso é maravilhoso. LEITOR 2: Tomando como exemplo a Vida de Jesus e seus discípulos, a Infância Missionária tem, em Maria, a Mãe de Jesus, uma fiel testemunha da autêntica ação evangelizadora. Essa evangelização envolvendo crianças baseia-se em São Francisco Xavier e Santa Teresinha do Menino Jesus, padroeiros das Missões. Ambos viveram ardentemente o carisma missionário universal,doando suas vida a favor do Evangelho.E a IAM cresce muito no Brasil. TODOS: Que Maria proteja os que se dispõem a evangelizar crianças e adolescentes.

LEITOR 3: Na Missão com as crianças, vêm surgindo grupos, cada vez mais numerosos, nas comunidades, paróquias e redes de ensino. A sua atualização vem sendo aprofundada em encontros , congressos, trocas de experiências, escritos e debates. A organização vem melhorando, graças ao constante esforço de colaboração com as Pastorais da Igreja, com a vivência de outros países, animada pela prioridade reconhecida às crianças e aos adolescentes, na sociedade civil e nas organizações internacionais. No Brasil, são 30 mil grupos. TODOS: Crianças e adolescentes necessitam do apoio de todos e, principalmente, do interesse da Igreja. LEITOR 1: Vejamos algumas declarações de Lúcia de Fátima Cardoso, leiga missionária da Comunidade Discípulos de Emaús. Ela diz: “Em 2003 soube do projeto missionário entre a Igreja do Brasil e a do Timor Leste. Fui para lá, onde fiquei por 2 anos. Depois fui para a Argentina, onde já havia a IAM há 15 anos. Na Argentina, ao contrário do Brasil, as crianças não podem assumir como animadoras, os jovens, sim. Sabemos que crian0ça evangelizando criança, atinge muito mais a outra criança que nós adultos.”

TODOS: Como é gratificante ver criança evangelizando criança! LEITOR 2: E Lúcia ainda conclui: “Estar com crianças de outras culturas é uma oportunidade para aprender com quem tem muita sabedoria e pureza espiritual. As crianças mostram uma vitalidade de um coração simples e santo e sabedoria cultural. Elas vêm o mundo e o seu País como mágico, lindo e fantasiam a paz e a justiça como algo urgente e vital. Aprendi a amar as crianças e, senti que, amando – as, amava mais a Deus e aos irmãos.” TODOS: Amar e respeitar as crianças são nosso dever, mas, principalmente, nossa felicidade! LEITOR 3: Dom Carlos Fortin Janson, quando fundou a “Santa Infância”, buscou inspiração nas cartas recebidas dos missionários de além – fronteiras, principalmente daqueles que atuavam na China. O pedido feito pelo fundador foi: “Uma Ave Maria por dia e uma moeda por mês“, frutos de sacrifícios para os missionários e as crianças do mundo. TODOS: É nosso dever orar pelas Missões em todos os Continentes, mas, principalmente, pelas crianças e adolescentes, que são o futuro

do nosso planeta. LEITOR 1: Hoje e sempre precisamos rezar pelas Missões: na África, com os sofrimentos e as guerras; na América com suas desigualdades sociais e religiosas; na Europa que se vê esquecida dos valores morais; na Ásia, onde pessoas são traficadas como mercadorias; na Oceania, onde a exclusão social é uma triste realidade. TODOS: Rezar pelas crianças que sonham ter tudo e nada têm e, por aquelas que nem sonhos têm. A PALAVRA DE DEUS ANIMADOR: “Ai de mim se eu não evangelizar, dizia São Paulo. Esse deve ser o nosso lema, nosso modo de viver, e essa frase, tem que ressoar nos ouvidos de todos os cristãos. Se não pudermos sair para evangelizar, vamos fazer isso em casa, no trabalho e no lazer. Cantemos: Como são belos os pés do mensageiro... Ouçamos: Mateus 11, 25 PARTILHA ANIMADOR 1. Jesus tem preferência pelos pequeninos. Você acredita no trabalho evangelizador das crianças? 2. Como podemos ajudá-los? 3. Você já pensou em ser catequista? PRECES: Rezemos uma dezena do terço, pedindo a Maria que proteja nossas crianças e adolescentes, livrando – os de tantos males que hoje assolam o mundo, principalmente o álcool e as drogas. ENCERRAMENTO: Ser missionário é muito mais que ir para outro país para ajudar: é doar – se e aí encontrar o irmão e a irmã, na pessoa de Cristo. Só aí veremos que recebemos muito mais que doamos,pois a Missão nos humaniza.Que tal começarmos nossa Missão ao sairmos daqui hoje? CANTO: Um dia uma criança me parou (padre Zezinho)


Outubro de 2012

22/10

Brasil Missionário, partilha tua fé com a Amazônia. A PALAVRA DE DEUS ANIMADOR: A Amazônia é um imenso território em que vivem muitos povos e onde estão presentes muitas e diversificadas formas de vida ainda intactas. O desmatamento, que visa lucro rápido e fácil, está ferindo de morte a região. A presença da Igreja, através dos missionários, é mesmo indispensável. Cantemos: Põe a semente na terra Ouçamos: João 4,28-30

ACOLHIDA ANIMADOR: Caríssimos, todos os anos, no penúltimo domingo de outubro, celebra – se o Dia Mundial das Missões. Dia especial para todos os católicos renovarem o compromisso com a evangelização do mundo. Dia de oração e da conscientização da importância do anúncio de Cristo a todos os povos. Iniciemos nosso Encontro, cantando: Em nome do Pai... PEDIDO DE PERDÃO: ANIMADOR: Pai ajuda – nos a entender a importância das Missões e perdoa – nos pela nossa falta de entusiasmo por um movimento tão grande, belo e solidário, que é a vocação missionária. Perdoa – nos ,por ainda não sermos missionários e envia – nos o Espírito Santo para entendermos a necessidade de sermos propagadores da fé. TODOS: Santo...

E-4

Venha,

Espírito

LEITOR 1: O Papa Bento XVI, na sua mensagem para a CF 2007, disse: “Em continuidade com os meus veneráveis predecessores, desejo fazer um preito de gratidão a todos aqueles corajosos missionários, que se consagraram e se consagram, à custa inclusive da própria vida, em levar a fé católica nas cidades e aldeias das regiões; homens e mulheres que, por amor a Deus, entregaram – se de corpo e alma para a extensão do Reino de Deus, nesta Terra de Santa Cruz.” TODOS: Ele já se referia às Missões na Amazônia. LEITOR 2: Cada Diocese deve redescobrir sua própria dimensão missionária, manifestando aos que estão distantes uma solicitude semelhante à que se tem para com os próprios membros. O Programa Igrejas – Irmãs é um projeto em que 2 Igrejas ou

Regionais, em espírito de solidariedade e ajuda mútua, se unem para realizar a obra de evangelização em outra realidade. TODOS: Também na Igreja, a união faz a força! LEITOR 3: Conforme diz Dom Moacir Grechi, Arcebispo Emérito de Porto Velho, a Amazônia só começou a ser levada a sério pela CNBB nos anos 70. Foi aí que surgiu a idéia das Igrejas - Irmãs, com a participação de missionários amazonenses e de todo o Brasil. Padres, religiosos, religiosas, voluntários, todos pela Amazônia. Hoje, a Área Missionária é uma grande extensão e atende 70 comunidades. A situação mais difícil dos amazonenses hoje é o impacto causado pelas hidrelétricas, que fez crescer a população, o desrespeito à ecologia e aos direitos dos trabalhadores. TODOS: Os missionários constituem a presença solidária no meio do povo sofrido. LEITOR 1: Existe uma Equipe Itinerante de Manaus, criada pelo Padre Cláudio Perani, em 1998. Em uma experiência radicalmente nova,que previa uma missão mais despojada ,

ao relento, sem as seguranças normais, com estruturas fortes com as quais os missionários trabalha. O Padre Perani recomendava aos primeiros missionários: ”Andem pela Amazônia e ouçam o que o povo diz. Não se preocupem com os resultados.” TODOS: Dizia ainda: “O Espírito estará mostrando o caminho. Coragem. Comecem onde for possível.” LEITOR 2: Os primeiros missionários itinerantes procuravam primeiro as comunidades ribeirinhas do interior, e depois, foram até os Povos Indígenas da Amazônia. No ano 2 000 já formavam uma comunidade mista e trabalhavam em um dos bairros de casas de palafitas do centro de Manaus. As pessoas envolvidas no projeto de itinerância são assumidas economicamente e estão sob a responsabilidade de instituições, igrejas ou grupos. Trabalham a exemplo do modelo de vida do Mestre, ou seja, ”profeta itinerante, em grupo, com discípulos de 2 em 2 que vão para as aldeias.” TODOS: A Equipe trabalha com gratuidade e simplicidade sem levar bolsa, sandálias ou bagagem.

PARTILHA ANIMADOR 1. A Samaritana encontra Jesus e se torna missionária. Nossos encontros com Cristo provocam ações missionárias? 2. Que temos feito para atrair as pessoas para o trabalho na Igreja? 3. Como fazer para “ver” Jesus? PRECE: ORAÇÃO MISSIONÁRIA Ó Deus, derramai Vossa bênção sobre a obra da evangelização. Acompanhai Vossos Missionários e despertai em nós maior solidariedade na partilha da nossa fé, com todos os povos, construindo Vosso Reino. Isto Vos pedimos por Cristo Nosso Senhor. Amém. ENCERRAMENTO ANIMADOR: A Amazônia sempre foi olhada, pensada e explorada a partir de interesses externos à Região e sempre contra a vida do povo amazônico. A Igreja tem o compromisso de promover a fraternidade afetiva com as populações amazônicas e defender a vida que se manifesta com tanta exuberância na natureza, mas que nem sempre atinge os mais de 21 milhões de moradores da Região. E nós,o que podemos fazer? Rezar muito pelo trabalho dos missionários. CANTO: Envia Teu Espírito Senhor...


E-5

29/10

Outubro de 2012

Brasil Missionário, partilha tua fé com os Jovens.

ACOLHIDA ANIMADOR: Irmãos e Irmãs, todos nós sabemos que a Comunidade é o melhor lugar para iniciarmos um trabalho missionário. É preciso que nos empenhemos em conhecer todos os Irmãos da nossa Comunidade, partilhar com eles as alegrias, as tristezas, os problemas e os sucessos de cada um e , principalmente, levar até eles a Palavra de Deus com suas maravilhas.Vamos jogar nossas redes em águas profundas e pescar homens para o Reino de Deus.

o caminho, pois o caminho se faz caminhando. É preciso estimular em todos o espírito missionário para que saiam em Missão, para levar os outros jovens a um encontro pessoal com Jesus Cristo e o projeto de vida proposto por Ele.Quando o jovem assimila o Evangelho como uma Boa Notícia,ele quer partilhá-la com os outros.

Iniciemos nosso Encontro, convidando Maria para nos acompanhar: Ave Maria... Em nome do Pai ..

LEITOR 3: Luane é uma jovem alagoana que descobriu um jeito novo de viver a sua vocação e de evangelizar outros jovens. Ela chegou à conclusão de que, a cada momento de formação, de espiritualidade, de ação concreta e de celebração, ela sentia a alegria invadir sua alma e brotava nela a vontade de fazer essa alegria contagiar todos os jovens com os quais ela convivia. O jovem é feliz quando descobre que vale a pena esquecer-se um

PEDIDO DE PERDÃO ANIMADOR: Que o Senhor nos perdoe pelo nosso desânimo, nosso comodismo, nossa falta de vontade de pregar e até de ouvir a Palavra de Deus. Que Ele nos dê o Seu perdão e a Sua graça pra não cairmos nessas tentações. TODOS: Perdão, Senhor, por não sermos missionários em todas as horas do nosso dia. LEITOR 1: Geralmente ouvimos que o jovem é o futuro da Igreja, da sociedade, da família, do país. Mas a juventude é chamada a ser o presente , o agora. O Papa Bento VXI , em seu Discurso aos jovens, em maio de 2007, disse: “Vós, jovens,não sois apenas o futuro da Igreja e da humanidade, como espécie de fuga do presente. Pelo contrário,vós sois o presente jovem da Igreja e da humanidade. Sois seu rosto jovem. A Igreja precisa de vós,como jovens,para manifestar ao mundo o rosto de Cristo que se desenha na comunidade cristã.”

TODOS: O segredo para atingir os jovens que ainda não foram evangelizados é mobilizar os que já aderiram à causa de Cristo.

pouco de si e dedicar-se ao irmão que está ao seu lado ou do outro lado do mundo. TODOS: É um prazer para um jovem poder dizer “Sou Missionário, levo Cristo a meus irmãos jovens.” LEITOR 1: Os jovens, como todos os Missionários, não vão encontrar pela frente sós facilidades, mas muitas dificuldades. Entre elas estão a violência juvenil, drogas, muitas vidas ceifadas antes dos 30 anos por homicídios, suicídios, acidentes no trânsito, entre outros problemas. O jovem enfrenta, também, dificuldades financeiras, crises de fé; vive como se Deus não existisse. Isso tudo sem contar que os jovens que têm dinheiro, famílias de classe alta, acham que não precisam de nada, nem de ninguém e abandonam qualquer iniciativa relacionada com Deus. TODOS: Rezemos pelos jovens que ainda não são cristãos, mas fazem o bem e promovem a paz. LEITOR 2: Sabemos que há jovens em lugares longínquos e que ainda não ouviram falar de Deus. Por exemplo, os jovens que vivem na Oceania enfrentam problemas como falta de moradia, desemprego, sub emprego e a taxa de criminalidade é alta e a incidência de crimes violentos tem aumentado. TODOS: Rezemos para que os jovens da Oceania não se sintam abandonados pelo resto do mundo.

TODOS: “Sem o rosto jovem, a Igreja se mostra desfigurada.”, concluiu Bento XVI.

LEITOR 3:Também os jovens asiáticos, na sua maioria, ainda não são evangelizados, pois mais de 85% dos não cristãos vivem lá. Os católicos representam 3% dos mais de três bilhões de asiáticos, a maioria vivendo nas Filipinas.

LEITOR 2: Ser jovem é colocar – se em marcha, não é protelar

TODOS: Rezemos por todos os jovens, principalmente por

aqueles que são missionários. A PALAVRA DE DEUS ANIMADOR: A mensagem de Cristo é sempre atual, portanto, sempre jovem. Ela penetra no próprio coração da História e é capaz de dar resposta às inquietações mais profundas de cada ser humano. A Palavra é para nós o melhor alimento espiritual, a maior riqueza que o próprio Deus nos deixou. Isso exige de nós uma adesão renovada de fé pessoal e comunitária perante o Evangelho. Cantemos: Batiza-me, Senhor, com Teu Espírito... Ouçamos: I Jo 2,14 PARTILHA: ANIMADOR 1. De que maneira podemos convencer os jovens a se engajar na Igreja? 2. Temos partilhado com eles a Palavra de Deus? PRECES: ANIMADOR: Maria foi à primeira missionária. Ela não abandou Seu Filho na árdua caminhada até o Calvário, a sepultura e se alegrou com Ele na Ressurreição. Rezemos um mistério do terço, entregando a Ela a vida, a saúde e a proteção de nossos jovens. Que eles a imitem em tudo. Rezemos: Pai Nosso , Ave Maria Salve Rainha. ENCERRAMENTO: Estamos terminando nossos Encontros do Mês de Outubro. Guardemos o que meditamos e sejamos missionários de fato, participando, na Igreja, daquilo a que somos chamados, o que temos condição. São muitas as Pastorais e Ministérios que precisam de nossa colaboração. Não esperemos que a Igreja nos chame, apresentemo–nos e, assim, estaremos incentivando os jovens a procurarem a Igreja. Vamos nos dar o abraço da Paz. CANTO: Por esta Paz que a juventude tanto quer...


Outubro de 2012

E-6

12 DE OUTUBRO: DIA DE NOSSA SENHORA APARECIDA E DAS CRIANÇAS WANDA PICARDI

Que bom celebrarmos o dia da criança com Maria, a vocacionada do Pai e Mãe por excelência! Que a nossa Catequese volte o seu olhar para a Mãe, suplicando que ela ampare e guie os passos de cada criança de nossa cidade e de nosso imenso Brasil. Somos uma grande família de irmãos e irmãs, que formamos a partir de nosso Batismo, e por isso, queremos, juntos, louvar o enhor por nos ter dado Maria, nossa Mãe; por nos acolher como filhos e filhas e por contemplar os gestos de seu grande amor em cada criança que alegra nossas famílias, nossas comunidades, nossas cidades e a catequese. Por isso, juntos, durante todo este mês, elevemos nossas preces de louvor e ação de graças ao Pai: T: LOUVADO SEJAS, MEU SENHOR!

1. Pelo Sim de Maria ao Vosso plano de salvação, que a tornou Mãe de Jesus e nossa... 2. Por ser Maria, Nossa Senhora Aparecida, padroeira e protetora do nosso Brasil... 3. Pelo Sacramento do Batismo e por todos os batizados... 4. Pelos Catequistas e por todos os vocacionados e vocacionadas para uma missão... 5. Pelo amor e carinho que Vosso Filho Jesus sempre demonstrou para com as crianças, dizendo: “Vinde a mim as crianças”... 6. Pela vida e simplicidade de todas as crianças, sinal de nosso amor... 7. Pelos pais que se preocupam não só com o sustento material de suas crianças, mas também com o sustento espiritual... 8. Por todos os educadores de nossas crianças... 9. Pelas pessoas e entidades que procuram proteger as crianças e preservar todos os seus direitos... 10. Pelos adultos que sabem corrigir as crianças com amor, protegê-las contra o mal e ensinálas a descobrir o bem onde eles estiverem... Catequista, ao concluir esta oração, cada dia leia e medite o Evangelho de Lucas 18, 15-17.

“MEU DESEJO ERA Fr. Túlio Marcos, scj. Terra Boa - PR

Missionárias são aquelas pessoas que se dedicam ao anúncio do evangelho em terras onde o Cristo é desconhecido, ou em lugares que passam por dificuldade, onde as pessoas já são evangelizadas, mas faltam padres, religiosos e religiosas que cuidem do povo e de suas necessidades. Nosso país, um dia, foi evangelizado por homens e mulheres que deixaram a comodidade do seu país, da sua família, cultura e embarcaram rumo ao Brasil com o desejo de anunciar a Cristo. Em nossa cidade de Formiga, também não foi diferente. Em 1922, havia uma carência de padres em nossa diocese, e o Bispo D. Manuel chamou um

SER

MISSIONÁRIO E MÁRTIR” (PE. DEHON)

missionário alemão para trabalhar em nossa paróquia. Era o Pe José Fóxius (irmão de Pe Remaclo Fóxius), que em 1903 havia embarcado para o Brasil a mando de Pe. Dehon e, em 1922, assumiu, juntamente com Pe. Vicente Schaffausen, outro alemão, a Paróquia São Vicente Férrer. Nossa história paroquial é marcada pela presença de missionários, padres que largaram sua pátria, sua família e se dedicaram ao evangelho, a ponto de não retornarem para suas casas, como por exemplo, os Padres Remaclo Fóxius, Fernando, Clemente e outros, que foram sepultados aqui em Formiga. Esses padres ajudaram a

cumprir um desejo de Padre Dehon, que era ser missionário e mártir, contudo ele não o foi em ato, mas, com a sua congregação, ele teve a oportunidade de ser missionário pela comunhão com os confrades, os quais ele fazia questão de enviar em missão. Somos gratos aos frutos dessa missão que tanto bem fez e faz ao povo de Formiga. Hoje somos nós quem retribuímos enviando à Alemanha padres e religiosos, pois, hoje, são os alemães que necessitam de missionários. E entre eles estão o Pe. Levi dos Anjos Ferreira e, recentemente, o Fr Rarden Luì, que são de nossa cidade e estão em missão por lá, levando Cristo para aquele

povo que, um dia, enviou a nós missionários, que por aqui anunciaram o Reino e que agora necessitam de pessoas dispostas a anunciar o reino por lá.

Informativo Paroquia S.V.F  

Informação e Formação

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you