Issuu on Google+

Informativo da Paróquia

SETEMBRO 2010 - ANO 3 - Nº31 www.igrejasantaluzia.com.br

pascom@igrejasantaluzia.com.br

Bíblia é a chave da casa para entrar... Muitas pessoas e talvez você têm a bíblia e a colocam num lugar de destaque em sua casa; outras fazem dela o livro de cabeceira; outras ainda, a lêem engajadas na caminhada de fé de sua Igreja, seguindo sua orientação. Muitas, ao lê-la, sentem dificuldade de entendê-la e a consideram misteriosa, complicada, difícil. Algumas passagens bíblicas até provocam medo. Por isso, a leitura, o estudo, a reflexão, a partilha e a oração ajudam a despertar maior interesse nas pessoas. Na leitura diária elas descobrem a palavra como força que as leva a ver a realidade com novo olhar. "Tira as sandálias", diz Deus a Moises, quando o chama para conversar (Ex 3,5). Aproximar-se da Bíblia de pés descalços, como as crianças gostam de andar, é entrar nela e senti-la com todo o ser, permitindo que Deus envolva nossa capacidade de compreender, sentir, amar e agir. A escrita, a leitura e a reflexão são como as sandálias e o bastão de Moises, podem ajudar na caminhada até Deus, mas quando se ouve a voz dele chamando para conversar, não se leva nada. Vai-se só, isto é, sem preconceitos nem resistências, como crianças, de pés descalços. Bíblia é a historia de um povo

vivida e escrita pelo próprio povo. Bíblia é a memória histórica de um povo que luta por vida e liberdade. Na caminhada desse povo houve um projeto de vida que perpassou toda a Bíblia. A Bíblia é como uma casa que acolhe, alimenta e conforta. Ler, estudar, e entender a Bíblia hoje, é ler, estudar e entender a história de um povo é compreender que ela foi primeiramente vivida na realidade da luta dos pobres por vida. É preciso ligar a vida dos oprimidos da época com os oprimidos de hoje. Bíblia é a vida, é a chave da casa para entrar e viver na verdade, na justiça e no amor. A leitura orante da Bíblia, portanto, torna-se um meio, um instrumento para aprofundar o que Deus quer da nossa vida dia após dia. É um exercício que me ajuda a interiorizar as mesmas atitudes e comportamentos que foram do próprio Jesus, que obedeceu ao Pai até o último momento da sua existência terrena. A leitura orante segue os seguintes passos: Leitura; Meditação; Oração; Contemplação. Resumindo: • A leitura responde a pergunta: O que diz o texto? • A meditação responde: O que diz o texto para mim, para nós? • A oração responde: O que o texto me faz dizer a Deus? • E a contemplação ajuda a responder: Estou pronto para nova missão?

“Bíblia é a história de um povo vivida e escrita pelo próprio povo.”

Pedro A Souza e Maria Roseli Bramorski

CRONOGRAMA DE ATIVIDADES PAROQUIAL - SETEMBRO 2010 DATA 02 04 11 11 12 12

EVENTO Grito dos Excluídos Formação para as Missões Escola Catequética Evangelizashow Festa do Padroeiro São Miguel Formação para pais da 1ª Eucaristia

LOCAL Catedral Diocesana São Miguel Arcanjo São Domingos São Miguel São Miguel Santa Luzia

HORARIO 14h às 17h 15h 10h 16h30 às 18h

14 18 18 18/19 19 21 26

Missa dos Grupos Bíblicos Reflexão Assembléia Paroquial 2010 Escola Catequética Estágio Vocacional Formação para Casais Irregulares Missa dos Grupos Bíblicos Reflexão Missões

São Pedro Santa Luzia São José Seminário Diocesano Santa Luzia Santa Luzia – Setor B Santa Luzia

19h30 14h30 16h 8h 8h às 12h 19h30 08h


2

Informativo da Paróquia Santa Luzia • SETEMBRO 2010

EDITORIAL Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Já estamos no mês de setembro, o ano tem passado rápido, quantos planos e projetos traçados para este ano. Neste mês a paróquia realiza sua assembléia paróquial para avaliar o que tem sido feito e como estão nossas pastorais e movimentos. Na matéria de capa deste informativo vamos falar sobre Bíblia, livro importante para nos orientar em nossa jornada. Padre Inácio nos fala sobre o celular e a Bíblia Diácono Ovino termina de nos contando sua historia de vida. Na matéria do dizimo vamos ver que toda a vida da igreja depende do Dízimo. O secretario Paulinho comenta sobre seu trabalho de secretario. Nossa homenagem ao catequista pelo seu dia. A comunidade São Miguel prepara a festa de seu padroeiro. Estamos em plena campanha eleitoral e temos que saber o valor do nosso voto. Outras noticias de nossas comunidades também se fazem presentes. O informativo está cheio de coisas boas! Fiquem com Deus.

Coluna do Dízimo

A Bíblia e o Celular PADRE INÁCIO - PÁROCO

Estamos no mês da Bíblia, palavra de Deus, lo? Parece engraçado, mas se prestarmos atenluz e caminho para todos aqueles que sobre ela se ção, quantas vezes nós olhamos o nosso celular debruçam e buscam respostas para suas vidas. O durante o dia. Quem sabe ao levantar a primeira povo de Deus no Antigo Testamento encontrava coisa que fizemos é olhar o celular para verificar na Palavra a força e o ânimo para enfrentar as se alguém ligou para nós, ou se veio alguma contrariedades do dia a dia. Muitas vezes, povos mensagem. Olhamos até com uma certa ansiedamais fortes militarmente atacaram o povo Judeu e de. Já não conseguimos viver sem carregá-lo em os levaram como escravos para trabalhar em paínosso bolso. Temos todo cuidado com o mesmo ses estranhos. Esses povos eram considerados e até não permitimos que ninguém "toque’’ nele. pagãos e não conheciam o Deus de Abraão, Isaac Muitas vezes porque não queremos que as pese Jacó. Assim os judeus perderam suas terras e soas vejam com quem nos comunicamos. Ele seus bens, mas não perderam a Palavra, tal era o pode ser até instrumento de pecado, pois posso A Palavra amor e zelo que tinham por ela. A Palavra estava utilizar o telefone para praticar coisas que não como que "entranhada", gravada dentro de seus sao agradáveis a Deus. Você já pensou se nós estava como corações. Sabemos que antes de ser escrita ela foi déssemos tanta importância a Bíblia, como vivida no dia a dia, como experiência muito forte que "entranhada", damos ao nosso celular? Será que nós lembrade Deus na história daquele povo. Atualmente mos de abri-la para ler uma passagem diariaqual a importância que damos a Palavra de Deus? gravada dentro de mente? Abrimos a Bíblia para "escutar" o que Nós a ensinamos aos nossos filhos? Felizes são Deus quer nos dizer? Se uma criança ou jovem seus corações. os pais que ensinam os seus filhos a soletrar as receber de presente um celular ficará feliz; será primeiras letras do alfabeto na própria Bíblia. que teria a mesma alegria se recebesse uma Parece exagero, não é verdade? Mas a partir de que livro nós Bíblia? Por que será que muitos de nós é indiferente com a ensinamos nossos filhos a ler e a rezar? Muitos certamente já Palavra de Deus? Certamente é porque não a conhecemos. presentearam seus filhos com um celular, mas a Bíblia, nós Quando não se conhece, não se ama. Está aí um desafio para lembramos de dar nossos aos filhos? Quem de nós ao sair de todos: ler rezar e estudar a Palavra e explicar aos que não a casa, percebendo a falta do celular, quantas vezes retornou para conhecem. Só assim, quando uma criança, um jovem ou um buscá-lo, mesmo sabendo que provavelmente não iria utilizáadulto receber uma Bíblia não ficará indiferente.

Diácono Ovino e sua história (parte 4) DIÁCONO OVINO JÖNCK

Dizímo, devolução e partilha Deus não precisa do nosso dízimo; se o pede, é para que, por meio dele, não deixemos de buscá-lo todos os dias, sempre lembrados de que sem ele não somos nada. Assim, o dízimo é, primeiramente, um ato de gratidão e de reconhecimento a Deus pelo que ele é e pelo que fez e faz por nós. Ao oferecer o dízimo, o cristão expressa a sua convicção de pertença a Deus, tanto de si mesmo como de tudo o que possui. Antes, portanto, de ser partilha, o dízimo é ação de graças. E, ao tornar-se ação de graças, faz-se devolução. É como se, querendo manifestar a sua fé na providência divina, o cristão desse um "sinal" generoso e consciente de que tudo pertence a Deus. Por isso, somos convidados a "devolver o dízimo", e não a "pagar o dízimo". Não tendo Deus nada para vender - ele é pura gratuidade! -, consequentemente não temos nada que dele possamos comprar. Ao manifestar, através do dízimo, a nossa gratidão para com Deus, igualmente manifestamos o nosso compromisso para com o próximo. Não é possível separar o amor a Deus do amor ao próximo (cf. Mt 22, 34-40). O que oferecemos ao próximo é entregue a Deus! Daí a dimensão espiritual que caracteriza o dízimo, à qual se soma a dimensão da co-responsabilidade. Existimos não apenas para viver, mas para "con-viver'. Ao devolver o dízimo, demonstramos a nossa gratidão para com Deus; ao contribuir com o dízimo, demonstramos a nossa responsabilidade para com o bem comum, no caso, o da comunidade à qual pertencemos. A comunidade, ao receber o dízimo e as ofertas, coloca-os a serviço daquelas dimensões que a constituem, a saber: a religiosa, a social e a formadora (ou missionária). Portanto, o dízimo e as ofertas têm como finalidade prática e concreta a sustentação das comunidades. Todos somos igualmente responsáveis, tanto pelas despesas como pelos investimentos que se fazem necessários, tendo sempre em vista aquela que é a nossa missão fundamental: a evangelização (cf. Mt 28, 16-20). Padre Cristovam Lubel

Nesta edição registro com prazer a nova etapa do meu trabalho como diácono sob o titulo de "Nossa Senhora de Maio". Trabalhamos com uma equipe de 20 colaboradores que receberam formação de catequistas com a aprovação do vigário padre Artur Frantz S.J sob a supervisão do diácono. Trabalhamos nas pastorais de pais e padrinhos; curso de noivos; regularização de casais em segunda união; liturgia nas celebrações da missa e culto da palavra; pastoral da Consolação e Esperança e ainda curso de acólitos e coroinhas. A equipe estava à disposição do vigário para qualquer trabalho na paróquia nas suas possibilidades referente ao setor 13 (setor do diácono) Os fiéis eram preparados e recebiam um certificado estando aptos para receber os sacramentos. Desta forma foram abolidos os cansativos cursos preparatórios. Em principio era em caráter experimental, mas como foi muito bom e aprovado pelo pároco, foram estabelecidos em todos os 14 setores os mesmo métodos.

Para fechar com cave de "ouro" essa quarta parte, nos meses de maio nossa equipe elaborou um programa maravilhoso para atrair os devotos de Nossa Senhora de Maio, que me deixou grande saudade desse bonito tempo. Como funcionava: A imagem de Nossa Senhora de Fátima era colocada em um andor sobre um carro de som, que seguia na frente da procissão. Cantores rezavam o terço e na frente das casas as famílias preparavam uma mesa com velas, flores e a imagem de Maria. Ao chegar à procissão eram detonados foguetes e vivas de cortar o coração. Prestava-se rápida homenagem à família e a procissão seguia. Eram 10 casas por noite e no final de maio todas as equipes iam em procissão até a matriz onde o pároco fazia o encerramento de maio com uma solene missa, Oh! Que saudades!!! Na próxima edição, falarei sobre meu trabalho de 13 anos na paróquia Santa Luzia.

Trabalho e dedicação para servir a comunidade Paulo Cesar Machado trabalha como secretário na igreja Santa Luzia há um ano e sete meses. Está no segundo semestre da faculdade de administração. Pretende se formar e fazer pós-graduação em gestão empresarial e também constituir uma família. Na comunidade começou a participar efetivamente aos 12 anos, no grupo Vocacional. Depois recebeu o convite para exercer a função de coroinha e acolito servindo a Deus com este trabalho até 2007. "Ser secretário na igreja é um trabalho muito árduo. Infelizmente às pessoas pensam que na secretaria não há o que se

fazer, pelo contrário, há e muito. A Diocese de Joinville colocou em prática um projeto de contabilidade integrada nas paróquias e comunidades. Temos um sistema onde é feito a parte contábil, financeira, administrativa, cadastro de dizimistas e sacramentos, online com a Mitra diocesana. Ser secretário requer muito estudo, calma, paciência, boa comunicação, entendimento, responsabilidade, mas acima de tudo, discernimento, pois são várias as barreiras e situações do dia a dia que precisamos de equilíbrio pessoal para não desanimar. Saber ouvir e falar para que aconteça o certo e o justo".


Informativo da Paróquia Santa Luzia • SETEMBRO 2010

"Deixe seu coração arder pelo caminho. Vai anunciar que Ele vive.

Mensagem ao Dia do Catequista Chamados e Enviados ! Neste dia somos convidados a renovar nosso Sim, que se tornará fortaleza ao acolher o Envio para a missão da Catequese. O dia do Catequista (29 de agosto de 2010) neste ano por graça, coincide com a Concentração Diocesana de Catequistas. A igreja Santa Luzia presenteia os catequistas da paróquia, oferecendo transporte e apoio para este evento celebrativo. Um presente revestido com a luz da Palavra do texto dos Discípulos de Emaús que convida a colocar-se à Caminho com Jesus Ressuscitado. A festa é conseqüência do que foi a preparação nas comunidades. Fazer memória da reflexão de dois anos sobre o Texto-Base: CAEQUESE, CAMINHO PARA O DISCIPÚALADO: Estudo, encontros, concentrações paroquiais, retiros. Vamos celebrar nosso dia de coração alegre. Acolher o Mestre Jesus, caminhando com a multidão de Catequistas presentes para ouvir, aprender, agir com Ele e retornar fortalecidos. Parabéns Catequistas!

Acredite que sua convicção se torna uma potência. Que seu testemunho reveste de vida as palavras de sua boca. Sua voz faz ecoar a Palavra viva" ! (Revista de Catequese)

Irmã Clementina Fusinato, Coordenação

Festa do Padroeiro - Comunidade São Miguel Arcanjo A comunidade São Miguel Arcanjo, localizada na Rua: Paulo Roberto Anastácio, 1170 – Estevão de Matos irá realizar a festa de seu padroeiro. O inicio da comunidade deu-se em setem-

3

bro de 1991 e adotaram como padroeiro São Miguel Arcanjo. O profeta Daniel dá a São Miguel o título de Príncipe dos Anjos, e a Igreja enumera-o entre os arcanjos. Seu nome tem

o significado de "Quem é como Deus. São Miguel Arcanjo é um espírito guerreiro, arauto de Deus, e Príncipe dos exércitos celestiais. São Miguel Arcanjo, defendei-nos no combate!

Semana da festa do Padroeiro A Comunidade São Miguel Arcanjo convida á todos para participar das missas durante a semana e da Festa do Padroeiro. Venham se divertir e prestigiar nossa Festa! Segunda-feira dia 06/09 Missa com o padre Remo Mariani às 19h30. Terça-feira dia 07/09 Missa com o Monsenhor Bertino às 19h30. Quarta-feira dia 08/09 Missa com o Frei às 19h30. Quinta-feira dia 09/09 Missa com o Pe.Gilberto Erdmann às 19h30. Sexta-Feira: Dia 10/09 Missa com o padre Inácio Giacomelli às 19h30. Após, Noite da Polenta com Galinha. Sábado: Dia 11/09 Celebração com o Seminarista Jackson às 19 horas Após, Noite do Pastel. Domingo: Dia 12/09 Missa festiva do padroeiro às 10h. Após haverá o almoço com Churrasco, Costela e Galeto, Maionese, Salada, refrigerantes. À tarde a Festa continua com a Coroação da Rainha da Festa. Serviço de Lanchonete e Cozinha e várias atrações!!!

O Amor de Deus – Trindade O Amor de Deus Pai: Quando Deus criou o mundo, ele também criou o homem á sua imagem e semelhança. Deus nos amou tanto que deu ao ser humano todos os dons para que ele pudesse dominar a terra com sabedoria e discernimento, deu autoridade e poder sobre todas as coisas criadas. Tudo o que existe na terra foi colocado sob o domínio do ser humano. Deus fez o homem e abençoou: "Frutificai, disse ele, e multiplicai-vos, enchei a terra". Deus fez o homem e colocou para morar no paraíso. O homem não conhecia o bem e nem o mal, não conhecia a dor e nem o sofrimento, podia falar com Deus de frente á frente. Enfim, o homem era uma criatura perfeita. Por causa do pecado da desobediência o homem foi expulso do paraíso. Amor de Deus Filho: O Pai ama tanto o mundo e as suas criaturas que enviou o seu único filho, Jesus Cristo que se fez homem para ficar bem próximo e poder tocar em nós, pessoalmente. Falou-nos do Amor, restaurou a lei de Moisés, instituiu a eucaristia transformando o pão e o vinho em corpo e sangue para a remissão dos pecados e também para que o sacrifício da cruz fosse lembrado de geração em geração, para que o mundo pudesse continuar tendo o Cristo Eucarístico sempre presente. Morreu na cruz mas ressuscitou gloriosamente. Amor de Deus Espírito Santo: Deus envia o Espírito Santo. Após a ascensão de Jesus Cristo, Deus enviou o Espírito Santo Paráclito para nos santificar e fortalecer-nos na fé, tornando-nos filhos de Deus, irmãos de Jesus Cristo e templo do Espírito Santo, dando-nos uma nova oportunidade. Tudo que fez foi por amor aos seus filhos. Jesus deixou também a promessa de que estará sempre conosco: "Observai tudo o que ordenei a vocês. Eis que eu estarei com vocês todos os dias, até o fim do mundo" (Mt 28, 20b). "Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seu irmão". Pedro A Souza – São Miguel Arcanjo


4

Informativo da Paróquia Santa Luzia • SETEMBRO 2010

Valor do Voto

Nova Coordenação para os Jovens A partir deste mês de agosto, o Grupo de Oração Jovem Renascer da Comunidade Nossa Senhora Aparecida passou a contar com o novo núcleo de coordenação. José Fernando Boing (foto ao lado), 22 anos, catequista do crisma e vocalista da Banda Filhos do Mestre, assumiu a coordenação do Grupo. O grupo passará a chamar-se "Resplandecer" e os encontros acon-

tecem aos sábados às 19 horas na Comunidade Nossa Senhora Aparecida do Jardim Edilene. "Vamos trabalhar todos juntos, unidos, elaborar uma equipe de núcleo e não apenas um coordenador. Inovar sempre, começando a mudar um pouco a cara do grupo, torná-lo mais atrativo aos jovens da nossa comunidade".

GALERIA DE FOTOS DA PARÓQUIA SANTA LUZIA E COMUNIDADES

Símbolo da Semana da Família

Tarde de oração do Apostolado da Oração

Coordenadores de grupos de jovens da paróquia Santa Luzia

Equipe da Pastoral da Criança da paróquia

Rito da Catequese na Nossa Sra Aparecida

Bênção para os pais da comunidade São Miguel

Encontro paroquial para ministros

Grupo de oração de RCC

Grupo da pastoral antialcoólica

A minha palavra é destinada a todos às pessoas cidadãs, de boa vontade, querendo assim contribuir para a vida do nosso povo no momento tão especial como estamos agora vivendo, com a chegada das Eleições. É importante acompanhar o processo político, vendo de perto o perfil dos candidatos para criar consciência e responsabilidade, ajudando assim nos destinos do País e do Estado. Sabemos que o papel do eleitor vai além do seu voto. Começa pelo conhecimento dos candidatos, sua vida, atuação, propostas e posturas apresentadas. Continua depois, acompanhando a gestão dos que forem eleitos. A sociedade almeja uma ética na política e uma coerência dos políticos. Não é por acaso que tivemos a iniciativa popular para criar a Lei chamada "Ficha Limpa". Para que ela seja aplicada, efetivamente, é preciso haver uma mudança de mentalidade e de ação, tendo em vista uma política marcada por princípios e valores éticos fundamentais para o povo. Alguns dados devem ser identificados nos candidatos, sem os quais não merecem o sufrágio dos cidadãos cristãos. Um deles é se defendem a vida, da concepção até a morte natural, já que a vida é o maior dom que todos temos. Não merece o nosso voto quem tem iniciativas contra a dignidade das pessoas e das famílias, defendendo o aborto e a eutanásia. Olhar também o comportamento ético dos candidatos: sua honestidade, competência, transparência, vontade de servir o bem comum, idoneidade moral e suas propostas de ação política. As propagandas podem ocultar os interesses particulares do candidato. Olhar se seu histórico não é de corrupção e de má gestão, de "ficha suja" e de uso da máquina pública para fins eleitoreiros. Não transformar o voto em mercadoria. Ele não pode ser vendido. Tanto quem compra, como quem vende, é corrupto. É atitude que deve ser denunciada à Comissão Contra a Corrupção Eleitoral, da Lei 9840, que deve tomar as devidas providências. Diante de tudo isto, suplico a Deus para iluminar e abençoar a todos, candidatos e eleitores, nessas próximas Eleições. Dom Paulo Mendes Peixoto, Bispo de São José do Rio Preto, SP

SEJA UM DEVOTO DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS A coordenação do Apostolado da Oração convida você jovem, adulto, idoso a fazer parte do movimento. Seja um devoto do Sagrado Coração de Jesus. O encontro acontece toda quinta-feira as 8h. No dia 26 de setembro haverá um encontro diocesano do Apostolado da Oração na paróquia Nossa Senhora Medianeira – Vila Nova. Haverá ônibus saindo da Santa Luzia as 12h30 e retornando as 17h30. Seja bem vindo ao Apostolado da Oração. Informativo da Paróquia Santa Luzia - Publicação da Paróquia Santa Luzia. Rua Monsenhor Gercino. 6767, Paranaguamirim - Joinville - Santa Catarina. Conselho editorial: Padre Inácio Giacomelli. Colaboradores: Pastoral da comunicação. Jornalista Responsável: Ruy Ferrari (MTB 22251/SP). Projeto gráfico e diagramação: Girardi Junior Editora Ltda. Impressão: Grafinorte. Tiragem: 2.000 exemplares. As matérias assinadas são de responsabilidade dos autores


Jornal Paroquial Santa Luzia | Setembro