Page 1

Informativo da Paróquia

MAIO 2010 - ANO 3 - Nº27

www.igrejasantaluzia.com.br

O amor de mãe é o combustível que capacita o ser humano a fazer o impossível Bendita entre as mulheres, e bendito o fruto do teu ventre. (Lc 1,42) No mês de maio comemoramos o dia das mães. Da qual os braços sempre se abrem quando se precisa de um abraço. O coração sabe compreender quando se precisa de uma amiga. Os olhos sensíveis se endurecem quando precisa dar uma lição. A sua força e seu amor nos dirigem pela vida e nos dão as asas que precisamos para voar. De

todos os direitos de uma mulher, o maior é ser mãe. Como em outras datas, o comércio aproveita para explorar ao máximo esta ocasião vendendo produtos relacionados ao uso das mulheres mães. O dia das mães é a segunda data mais comemorada no comercio. E para nós, cristãos católicos, o que representa o dia das mães? Será apenas mais um dia de comércio ou será um dia para refletir sobre o papel das mães no projeto de salvação do mundo. Maria é o maior exemplo, ela foi à primeira criatura plenamente glorificada, e disse seu sim para a realização concreta do plano de Deus para a salvação da humanidade. Embora Maria tenha sido uma mulher humilde perante Deus e a sociedade de seu tempo, ela foi uma mulher extremamente revolucionária ao se tornar portadora de um projeto que derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes, dispensou os ricos de mão vazias e encheu de bens os famintos (Lc 1,52-53). Como Mulher, Maria se

comprometeu no projeto de Deus, por acreditar que as mulheres também tinham sua parte de responsabilidade na transformação e evangelização do mundo. Seguir o exemplo de Maria é fazer opção por um projeto de solidariedade com os mais fracos e oprimidos; negar o acúmulo de riqueza e partilhar com os pobres os bens; compreender e valorizar o papel da mulher na sociedade, na igreja, na comunidade e na política. Não discriminar a mulher que assume um papel de destaque apenas pelo preconceito. Respeitar os diretos humanos é postura que devem ser observados por quem acolhe Nossa Senhora como Mãe, porque ela é portadora deste projeto. Não precisa dar o mais "lindo" presente para ser o melhor filho. Basta um abraço carinhoso, o reconhecimento pelo seu trabalho, é mais que o suficiente. Para Nossa Senhora o maior presente dos dias das mães é a solidariedade com os mais pobres e a oração sincera de uma Ave Maria cheia de graça.

Maria e as mães de hoje Maria não teve medo de dizer seu sim. Quantas mulheres hoje recorrem ao aborto para não assumir a criança que esta se formando em seu ventre. Maria pode contar com a presença carinho de José ao seu lado. Quantas mães hoje assumem sozinha a criação de seus filhos porque não tem ou não querem ter a presença do pai por perto. Maria não encontrou lugar em hospedaria e teve seu filho na estrebaria. Quantas mães hoje são marginalizadas pela sociedade, estão desempregadas e abandonadas. Maria teve que fugir com seu filho Jesus para que Herodes não o matasse. Quantas mães hoje têm que fugir durante a noite das enchentes, do desabamento de suas casas. Maria apresentou Jesus no Templo. Quantas mães hoje levam seus filhos desde pequeno à Igreja, os encaminham nos ensinamentos de Deus. Outras nem se importam se seus filhos recebem e vivem os sacramentos. Maria colaborou no primeiro milagre de Jesus Quantas mães hoje em dia têm que fazer um verdadeiro milagre para trabalharem, estudarem, cuidarem da casa, dos filhos e de si. Maria foi presença constante na crucificação e morte de Jesus Quantas mães hoje morrem um pouco todo dia ao verem seus filhos sendo consumidos pelas drogas e pela marginalidade.

Sônia Borgert Foss e Maria Roseli Bramorski

CRONOGRAMA DE ATIVIDADES PAROQUIAL - MAIO 2010 DATA

EVENTO

LOCAL

01/02

Celebração do dia do Trabalhador

Nas comunidades

01

Encontrão Jovem

02

Missões

04

Missa dos Grupos Bíblicos Reflexão

08

HORÁRIO

DATA

EVENTO

LOCAL

HORÁRIO

16 à 22 Semana Oração Pela Unid. Cristãos

Comunidades

Nossa Senhora Aparecida 18h

16 à 23 Cerco de Jericó

Santa Luzia

Santa Luzia

8h

16 à 23 Cerco de Jericó

São Miguel Arcanjo

Santa Luzia Setor C

19h30

16

CPJ (Conselho Pastoral Juventude)

São José

14h

Curso p/ novos Catequistas

Santa Luzia

14h

22

Curso p/ novos Catequistas

Santa Luzia

14h

09

Encontro dos jovens do Rejaaf

Santa Luzia

16h

22

Casamento Comunitário

Santa Luzia

16h

11

Missa dos Grupos Bíblicos Reflexão

Nossa Sra Bom Parto

19h30

29

Formação Paroquial Liturgia

Santa Luzia

14h30 às 17h

14

Reunião Comarcal Past. da Saúde

Santa Luzia

14h

29/30

Estágio Vocacional

Sem. Divino Espírito Santo

15

Curso p/ novos Catequistas

Santa Luzia

14h

30

VI Concentração Diocesana dos Ministros

Arena Jaraguá

8h `as 17h

15

Escola Catequética

São José

16h

30

Missões

Santa Luzia

8h


2

Informativo da Paróquia Santa Luzia • MAIO 2010

EDITORIAL Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Em maio temos importantes comemorações, o dia do trabalhador, dia das mães, missão na comunidade Santa Luzia, casamento comunitário, terá a semana de oração pela unidade dos Cristãos. Duas comunidades realizam o Cerco de Jerico, que é um momento muito forte de oração. Os jovens poderão fazer estágio no seminário para uma primeira experiência de sua vocação. Nossos ministros estarão em concentração Diocesana em Jaraguá do Sul. Na matéria de capa deste informativo vamos falar sobre Nossa Senhora, modelo de mulher e mãe. Padre Inácio irá falar sobre Pentecostes e Ascensão de Jesus. Na matéria do dízimo vamos ver que nos planos de Deus o homem e a mulher participam como seus aliados. Vamos conhecer os seminaristas que estão fazendo estágio pastoral na paróquia e um pouco da vida do diácono Ovino. Nossa homenagem a todo homem e mulher pelo dia do trabalhador, jovens de nossa paróquia receberam o sacramento do crisma. O movimento da Mãe Peregrina se reúne para rezar o terço. Vamos falar sobre os acontecimentos de nossas comunidades, da preparação para o cerco de Jerico e pela semana de oração para a unidade dos cristãos. Outras notícias de nossa comunidade também se fazem presentes. O informativo está cheio de coisas boas! Fiquem com Deus.

Coluna do Dízimo "Toda dádiva boa e todo dom perfeito vem de Deus" (Tg1,17) Antes de mais nada, dízimo não é esmola, ofertório ou coleta. Oferecer com espontaneidade, com alegria e regularmente, todos os meses, é dar o maior testemunho de nossa fé e de nossa gratidão. Isso porque manifestamos, por esse gesto, a certeza de que tudo o que ganhamos e recebemos é por graça e amor do Senhor. Deus é muitíssimo importante em nossas vidas, porque Ele nos dá a vida e nos mantém. Como parte desse louvor, declaramos que devemos tudo a Ele; não somente os bens para o sustento nosso e de nossas famílias, mas também a inteligência e a saúde. O maior pecado, o pai de todos os pecados, é viver afastado de DEUS, não reconhecê-lo em nossos irmãos, achar-nos auto-suficientes. Com a oferta espontânea do Dízimo, combatemos a vanglória, justamente porque confessamos que, sem a Divina Providência, não somos nada. Nos planos de Deus, o homem e a mulher participam como seus aliados. Ele com todas as coisas do mundo e nós com o trabalho e porque esse trabalho só é possível graças aos dons gratuitos de Deus, do fruto desse trabalho, ao final de cada mês, parte retribuímos a Ele, por justiça e como sinal de agradecimento. E isto se chama dízimo.

Pentecostes PADRE INÁCIO - PÁROCO

Dentro de nosso tempo Litúrgico celebramos dois grandes ciclos, o Natalino e Ciclo Pascal. Dentro do ciclo Pascal nós fizemos memória da morte, ressurreição e ascensão do Senhor Jesus aos céus. Jesus, portanto é vencedor da morte, ela já não tem mais poder sobre o ser humano, pois se Jesus ressuscitou todos nós que nele cremos ressuscitaremos para a vida eterna. Por isso o ser humano não precisa mais temer, já não está só, temos alguém por nós. "Pentecostes" é uma palavra que vem do grego e significa 50º. É a solenidade da vinda do Espírito Santo. Sem a vinda do Espírito Santo a Páscoa não está completa. Antes de ser uma festa dos cristãos foi festa dos Judeus. Na verdade tinha outros nomes, (Ex 23,14-17) era chamada festa da colheita. Em (Ex 34,22) chamava-se festa das semanas. No livro do Levítico encontramos a explicação (Lv 23, 15-21), calculava-se sete semanas a

“O desafio é morrer para as coisas que impedem a ação do Espírito Santo em nós e abrir espaço para que os dons derramados possam frutificar”

partir do início da colheita do trigo, 7 semanas = 49 dias. Mais tarde perdeuse a ligação com a agricultura e passou-se a ser uma festa cívico-religiosa, com o nome de Pentecostes. No tempo de Jesus celebrava-se 50 dias após a Páscoa e a festa recordava o dia em que o Senhor entregou as taboas da lei a Moisés no monte Sinai. O evangelista Lucas (Lc 11,13) mantém a vinda do Espírito Santo cinqüenta dias depois da Páscoa com a intenção de mostrar que para os cristãos o que vale não é a lei, mas que o supremo dom do Pai e do Filho é o Espírito Santo derramado sobre ser humano. Portanto Pentecostes é a festa da alegria, da comunicação, dos dons repartidos, de um novo tempo, de novos homens e novas mulheres. “O desafio é morrer para as coisas que impedem a ação do Espírito Santo em nós e abrir espaço para que os dons derramados possam frutificar”

História diaconal DIÁCONO OVINO JÖNCK

Dia 16 de outubro de 1983 às 15 horas foi oficializado a Escola Diaconal na Diocese de Campo Mourão (PR) com a presença do bispo Dom Virgilio de Paulli, de saudosa memória, padre, convidados, parentes e amigos dos candidatos. Éramos 45 candidatos dispostos a servir o povo de Deus na pessoa dos pobres. Os estudos tiveram um período de cinco anos, para os candidatos do segundo grau completo. Porém na terceira etapa, na

reunião do clero, veio um parecer que os candidatos deveriam ter melhor preparação. Isto me levou a cursar a faculdade de pedagogia, com três anos de formação, fui aprovado em administração educacional de primeiro e segundo grau. Resultado: Formaram-se e foram ordenados oito candidatos dos quais estou incluso. Nas próximas edições estarei contando outros episódios de minha historia diaconal.

História Vocacional. Dois seminaristas iniciam estágio pastoral na paroquia Sou Paulo Rogério Ferreira, natural de Faxinal perto de Londrina, norte do Paraná, nasci em 30 de maio de 1978, morei em minha terra natal até os 17 anos com minha mãe Terezinha de Camargo Ferreira. Fui morar em Florianópolis com três irmãos que já moravam lá. Trabalhei e estudei durante 13 anos. Recebi o chamado que vinha perdurando desde os 17 anos. Este chamado veio por meio do padre Valmir da paróquia Santa Terezinha do Menino Jesus de Florianópolis, para mim um dos melhores párocos que já tive oportunidade de conhecer. Ele me apresentou ao reitor do seminário Teológico de Joinville, Pe. Vilmar Vicente, e após a conversa e o estagio no seminário propedêutico de Joinville, comecei meu discernimento na caminhada rumo ao presbiterato. Hoje me encontro realizando trabalhos na Paróquia

Santa Luzia e cada dia mais firme na vocação, graças a Deus e ao povo abençoado de nossa Igreja Católica. Sou Jackson Rampellotti, natural de São Francisco do Sul, mas criado desde criança no Bairro Boa Vista aqui em Joinville. Entrei no Seminário Propedêutico da Diocese de Joinville em 2004. De 2005 à 2007 fiz o Curso de Filosofia, morando no Seminário Filosófico de Santa Catarina, em Brusque. Hoje estou no Seminário Teológico N. Sra. de Guadalupe cursando o 2º Ano do Curso de Teologia em Florianópolis. Nos finais de Semana estou na Paróquia de Santa Luzia realizando o estágio pastoral, e aprendendo muito com todos vocês. Sou muito feliz em doar a minha vida para a construção do Reino de Deus. A você Jovem que se sente chamado, não temas o Senhor quer contar contigo!


Informativo da Paróquia Santa Luzia • MAIO 2010

3

Histórias da vida

O Trabalho dignifica o homem Comemoramos no dia 1º de maio, o dia do trabalho ou dia do trabalhador. Esta data comemorativa é para celebrar as conquistas dos trabalhadores ao longo da história. No dia do trabalho, é de grande importância refletir sobre os trabalhos realizados pelos nossos leigos e leigas dentro da Igreja. O documento de Aparecida se detém bastante sobre a importância da existência de leigos responsáveis e bem formados

Assim nasceu minha vocação para a Vida Religiosa Venho de uma família de muita fé, muito espírito de sacrifício e de oração. Meus pais rezavam todas as noites o terço junto com os filhos e filhas, e aos domingos participávamos da celebração na comunidade eclesial que estava a oito quilômetros de distância de onde vivíamos. Cresci dentro deste ambiente religioso e desde pequena sempre tive o desejo de ser uma religiosa missionária. Aos 14 anos entrei na Congregação das Irmãs Catequistas Franciscanas em Rodeio - SC, e aos 22 fiz minha profissão religiosa. Trabalhei durante 15 anos no Brasil em diferentes municípios e estados. No ano de 1992 decidi ser missionária em Guatemala, um país onde 70 % da população é de cultura Maya com suas 22 etnias, e os outros são Xincas, Garífonas e mestiços. Lá foram onze anos de muito esforço para inculturarme naquela realidade. Foi um tempo de muita escuta e aprendizagem. Hoje vivo e trabalho no estado Jalapa, município de São Luís Jilotepeque, no oriente do país de Guatemala. Agradeço profundamente a Deus pela graça da vocação religiosa que Ele me deu, e pela oportunidade de poder conviver e trabalhar junto do povo mais sofrido. Sou muito feliz e realizada dentro desta opção assumida livremente. Quero dizer a nossa juventude: Estejam sempre muito atentos aos apelos de Deus que se revela dentro da realidade ferida e machucada onde você vive, estuda e trabalha. Às vezes esses apelos de Deus se transformam em interpelações e gritos dentro de sua comunidade. Não ignore o chamado que Deus faz, e verá que a resposta que você der a fará uma pessoa muito feliz e realizada. Jovem! Mais do que nunca, hoje Deus necessita do seu coração e dos seus braços, para que o seu Reino cresça.

que desempenhem papel relevante no processo de renovação eclesial na America Latina e Caribe. Esses leigos e leigas, homens e mulheres, são mencionados e identificados desde o princípio do documento já vinculados aos ministérios que exercem, tais como "ministros da Palavra, animadores de assembléia e de pequenas comunidades" Sua abnegação e dedicada entrega como missionários são louvados,

especialmente na participação da missão ad gentes. Parabéns aos leigos e leigas que tanto tem trabalhado em nossas paróquias. Neste dia do trabalho queremos parabenizar a todos os trabalhadores que com seu trabalho digno ajudam a construir uma sociedade mais justa e fraterna. Vladimir Marcos Candido

Jovens recebem o Sacramento do Crisma Nos dias 18 e 25 de abril 210 jovens das comunidades da paróquia Santa Luzia receberam o sacramento do Crisma. Em sua homilia dom Irineu Roque Scherer alertou os jovens sobre os perigos das coisas passageiras. "No mundo da juventude, infelizmente vemos o grande consumo de drogas, álcool e a busca do vazio que acontece com a juventude. Segundo pesquisas 80% dos jovens estão envolvidos com algum tipo de drogas. Não caiam nestas jovens, procurem ideais para a vida de vocês. O jovem é feito para pensar em coisas grandes, não em ninharias em algo passageiro. Certamente quem procura uma resposta em Deus para sua vida será feliz. Fora de Deus não há felicidade. Temos que buscar Deus enquanto ele se deixa encontrar. O bispo fez um apelo aos jovens para que seguissem suas vocações, que não tenham medo de responder ao chamado de Deus. "Jovem você deve se alegrar com a vocação, incentive, participe, faça esta experiência de vida. A maior vocação de todo ser humano é a santidade. Precisa-

210 jovens das comunidades da paróquia Santa Luzia receberam o sacramento do Crisma

mos caminhar neste caminho, não podemos brincar com as coisas santas que Deus nos propicia". A coordenação parabeniza os jovens crismandos e agradece o carinho e empenho dos catequistas e convida os jovens a se engajarem nos trabalhos da paróquia. Maria Roseli Bramorski

RCC promoveu Retiro Paroquial Nos dias 10 e 11 de Abril aconteceu na comunidade São Miguel Arcanjo o retiro paroquial "Primeiro Rebanhão da RCC". O encontro contou com a participação das comunidades da paróquia Santa Luzia. O objetivo deste encontro foi reunir

e estimular as pessoas a terem uma experiência com Jesus e assim participarem dos vários ministérios da RCC. O encontro foi conduzido pelos pregadores: Santolino e Adriana da Silva Almeida da Paróquia São José Operário. (Pedro A Souza)

"Para mim é muito importante participar da RCC, já fazem 25 anos que este movimento faz parte da paróquia Santa Luzia. Tenho certeza que as pessoas que participaram deste encontro saíram cheias do Espírito Santo, e vão levar á toda à comunidade e a todas as pessoas este amor de Jesus no coração".

"Louvo e agradeço a Deus pela importância da RCC. Ela nos faz sentirmos mais irmãos. Estou muito contente e muito feliz, porque é Deus nosso pai que derrama bênçãos em nossas famílias, para serem restauradas, e que venham mais bênçãos para nossa paróquia."

Irmã Terezinha M.M. Pacheco

Maria Terezinha

Valdeli Pikatoski,

Cerco de Jericó Na semana de 16 a 23 de maio as comunidades Santa Luzia e São Miguel estarão realizando o Cerco de Jerico. Será um momento forte de oração e adoração. "Vinde a mim todos vós que estais cansados e oprimidos e Eu vos aliviarei". Todos os dias haverá missa às 19h30. Participe com sua família e apresente ao Senhor suas necessidades. Faça seu propósito e entre em sintonia com nosso Deus, pois tudo é possível a aquele que crê.


4

Informativo da Paróquia Santa Luzia • MAIO 2010

Momentos da Semana Santa na Paróquia Santa Luzia Encenação da Paixão

Sábado Santo

Beijo na Cruz

Sábado Santo Cura e Libertação

Lava Pés

Missa de Páscoa

Dia mundial das comunicações O Papa Bento XVI escolheu como tema "O sacerdote e a pastoral no mundo digital: as novas mídias a serviço da Palavra", para a celebração do 44º Dia Mundial das Comunicações Sociais, que ocorrerá no dia 16 de maio de 2010. Com esse tema e com a mensagem para o dia, o Santo Padre exorta todos os padres, no Ano sacerdotal, a utilizarem as novas tecnologias para anunciar o Evangelho. Estamos diante de novos modos de comunicar, novas linguagens que devem ser colocadas a serviço do anúncio da Boa-Nova de Jesus Cristo, sentido de nossas vidas.

Envio de Grupos Bíblicos de Reflexão A comunidade Nossa Senhora Aparecida conta atualmente com 14 animadores de Grupos Bíblicos Reflexão que visitam as famílias da nossa comunidade. No domingo de Páscoa foi feito o envio de todos os animadores que, iluminados pelo Espírito Santo, sintamse encorajados a continuar este belo trabalho. O atual coordenador Luciano G. Corrêa convida você a participar dos Grupos Bíblicos de Reflexão. Procure saber se há um grupo bíblico em sua rua. Se ainda não tem, que tal você ser o animador?

Participe da Semana de oração pela unidades dos Cristãos. De 16 a 23 de maio de 2010.

Missa dos Santos Óleos A paróquia Santa Luzia irá sediar a missa dos Santos Óleos que acontecerá na Quarta-feira Santa do ano de 2011. A diocese de Joinville tem 44 paroquias que estarão participando desta missa conosco.

Mãe peregrina No dia 18 de abril às 15h na igreja matriz santa Luzia as comunidades se reuniram para rezar o terço a Mãe Peregrina. A Mãe de Deus vai ao encontro dos homens, trazendo Jesus nos braços, para caminhar com eles ao encontro de Deus, nosso Pai amoroso. É necessário preparar os corações para acolher Maria, a Mãe Três Vezes Admirável, lembrando que ela traz Jesus nos braços, seu Divino Filho, que nos traz suas graças.

Curso de pais e padrinhos A comunidade Nossa Senhora Aparecida realizou no dia 28 de março o curso de pais e padrinhos com a participação de 50 casais. A finalidade do curso foi conscientizar sobre a responsabilidade e compromisso dos pais e padrinhos na educação para a Fé e participação na Igreja.

Centro de Pastoral No dia 17 de abril a comunidade São Domingos deu nome ao seu centro de pastoral. Agora ele se chama Centro de Pastoral Adelina Carvalho, em homenagem a doadora da maior parte do terreno onde está construída a igreja São Domingos. Adelina Carvalho já é falecida, e na oportunidade comemorou-se o aniversário de 100 anos de vida da Vovó Maria, uma das mais antigas moradoras do local e mãe de Adelina. Após a Missa de ação de graças, homenagens a Vó Maria e partilha com a comunidade no Centro Pastoral, Vó Maria agradeceu o carinho de todos.

Informativo da Paróquia Santa Luzia - Publicação da Paróquia Santa Luzia. Rua Monsenhor Gercino. 6767, Paranaguamirim - Joinville - Santa Catarina. Conselho editorial: Padre Inácio Giacomelli. Colaboradores: Pastoral da comunicação. Projeto gráfico e diagramação: Girardi Junior Editora Ltda. Impressão: Grafinorte. Tiragem: 2.000 exemplares. As matérias assinadas são de responsabilidade dos autores

Jornal Paroquial de Maio  

Jornal Paroquia de Maio da Paróquia Santa Luzia

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you