Page 1

Setembro/Outubro 2009 • Ano 5 • Nº 29

No Ano Catequético: adultos recebem sacramentos

Setembro, Mês da Bíblia

PÁGINA 5

Festa do padroeiro na comunidade São Paulo Apóstolo

“Só tu tens palavra de vida eterna”

PÁGINA 6

Pastoral antialcoólica há 15 anos reconstruindo vidas

Jo 6-68

PÁGINA 7

Internet deve promover dignidade humana PÁGINA 12

Aproveite os meios de comunicação que a paróquia oferece

Rádio União FM 87.9 MHz

Programa Semeando Esperança - 11 às 12 horas

Pela internet

www.pauloapostolo.com.br

(

Pelo telefone

Pelo jornal Ação e Missão

(47) 3434-1091

jornalmissao@yahoo.com.br


2

Opinião

Ação e Missão • Setembro/Outubro 2009

EDITORIAL

Creia, para Deus tudo é possível! Para Deus tudo é possível. Ele se incumbe de transformar todas as situações em bem. "Mostreme, Senhor, Sua face. Venha depressa, escute o meu clamor e conceda-me a graça de viver da fé" (Salmo 102, 3). Que bom, se realmente nós exercitarmos a confiança em Deus, nos seus cuidados! Muitas vezes em nossa vida, situações nos fazem desanimar e pensar que Deus não está nos vendo, mas precisamos treinar, perseverar e acreditar que sim, Ele está tão perto de nós quanto o ar que respiramos. Façamos a experiência de entregar tudo o que vivemos ao Senhor, porque somente n’Ele está a nossa vitória! A Palavra nos diz: "Pois o Senhor se inclinou do alto do seu santuário, dos céus olhou para a terra, para ouvir os gemidos dos cativos e libertar os condenados à morte" (Salmo 102, 20-21). Crer em Deus, nos leva a uma vida de oração, oração esta que precisa brotar do fundo do nosso coração, ainda que estejamos tristes, angustiados ou no desespero. Mesmo que constantemente ouçamos que para o nosso caso não há solução, lembremos de acreditar que tudo é possível ao Senhor; todo aquele que crê n’Ele não está desamparado. A fé nos leva a superar qualquer obstáculo que possa aparecer na nossa vida, a transpor qualquer montanha e a superar qualquer problema. É a fé em Jesus que nos sustenta enquanto vivemos. Às vezes, somos tentados a querer fazer todas as coisas somente pela nossa força humana e acabamos por nos decepcionar, mas quando nos deixamos guiar pela fé, somos capazes de olhar além das nossas limitações e das situações, de modo que atraímos os favores de Deus, porque nos tornamos agradáveis a Ele e nos abrimos à Sua vontade. "Eu vos exaltarei, Senhor, porque me livrastes; não permitistes que exultassem sobre mim meus inimigos. Senhor, meu Deus, clamei a vós e fui curado" (Salmo 29/30, 2-3). Com a coragem da fé, podemos viver nossos dias de maneira diferente. Se no nosso trabalho, comunidade, pastoral da qual participamos, na escola, entre outros, há intrigas e divisões, podemos ser sinal de unidade e fé, crendo que Deus caminha ao nosso lado! Isa Gonçalves, Comunicação

MENSAGEM DO PÁROCO Estimados irmãos e irmãs em Cristo Jesus, Nosso Senhor, aquele que venceu a morte para nos dar uma nova vida, graça e paz da parte de Deus nosso Pai e a consolação do Espírito Santo esteja sempre com cada um de vocês. Estamos nos aproximando das assembléias comunitárias e paroquial, será sem dúvida alguma, um momento oportuno para avaliação profunda e criteriosa a respeito da caminhada pastoral em nossa Paróquia São Paulo Apóstolo. As três prioridades de nossa paróquia, catequese, grupos de reflexão e a juventude, devem ser vistas com um olhar atento e prestativo dentro do papel evangelizador . Sobre a catequese, nossa preocupação é oferecer aos catequistas, formação, espiritual, doutrinária e psicológica, para que possam dar o melhor de si no processo de evangelização, aos nossos queridos catequizan-

dos, para que possam fazer uma profunda experiência de Deus , de Igreja e de uma comunidade viva e participativa. A nossa juventude, que durante esse ano se reuniu para celebrar, meditar e se formar, diante desse mundo que aí está com os seus desafios das drogas, violência, mortes, acidentes, queremos diante de tudo isso, proclamar um ano da graça do Senhor para a nossa juventude. E os nossos Grupos Bíblicos de Reflexão, que durante esse ano com os seus 152 grupos fizeram acontecer a Palavra de Deus em nossas famílias, nos momentos de Reflexão e aprofundamento da Sagrada Escritura e se articulando com as demais pastorais para o trabalho evangelizador em prol do Reino de Deus. Portanto, queremos ter uma pastoral de conjunto, cada qual exercendo a sua missão e não se esquecendo que somos um organis-

mo vivo, que precisamos de um do outro para fazer acontecer a graça de Deus, nesse tempo forte das assembléias que se aproximam. Peçamos a Mãe de Deus e nossa mãe, para interceder por nós e por toda a Paróquia São Paulo Apóstolo, para que possamos em tudo fazer a vontade do Pai, para maior honra e glória de Deus. Amém Padre Vilnei Carlos Pscheidt

MENSAGEM DO BISPO

Ser coroinha, bela missão A palavra coroinha vem do latim que tem o significado antigo de meninos do coro. Para nós hoje, coroinha é uma criança ou um adolescente, que auxilia os sacerdotes ou bispos nas funções do altar. Em 1994, o papa João Paulo II autorizou, pela Encíclica "Redemptionis sacramentum", que meninas também poderiam servir ao altar. Por isso, atualmente, nas paróquias vemos meninos e meninas na função de coroinha. É uma bela missão. Pessoalmente, fui coroinha muito cedo e dessa época não me esqueço jamais. Aprendi com meu irmão mais velho a responder as orações da missa, quando o padre celebrava ainda em latim. Por isso, não era fácil ser coroinha de improviso. Era necessário servir o altar e responder as orações da missa em latim. Foi aí que comecei a ter vontade de ser padre. Por isso, hoje agradeço a Deus por aquele maravilhoso tempo de graça. No Brasil, confunde-se "coroinha" com "acólito", todavia, coroinha não é um ministro instituído, isto é, ordenado pelo Bispo, característica do acólito. Há a tentativa de não usar o nome de acólito para o coroinha para evitar a confusão entre as funções de cada um: Coroinha (ou acólito extraordinário), auxilia nas funções litúrgicas no altar. Acólito, é uma das ordens menores anteriores ao Diaconato e ao Presbiterado. É instituído para servir ao altar e auxiliar o sacerdote e o diácono. Compete-lhe principalmente preparar o altar e os vasos sagrados, bem como distri-

buir aos fiéis a Eucaristia, da qual é ministro extraordinário. O padroeiro dos coroinhas é São Tarcísio, jovem mártir romano dos primeiros séculos da Era Cristã. Alguns consideram também Santa Maria Goretti como padroeira das meninas coroinhas. E há também uma corrente que atribui modernamente a São Domingos Sávio, também padroeiro dos adolescentes, o título de padroeiro dos coroinhas. Durante uma audiência geral, do dia 2 de agosto de 2006, diante de mais de 40 mil coroinhas da Europa, o Papa Bento XVI pediu às crianças, adolescentes e jovens servidores do altar estar abertos à possibilidade do chamado à vocação sacerdotal. Ele recordou que também foi coroinha, depois disse: "Hoje, vendo-vos aqui diante de mim na Praça de São Pedro, penso nos Apóstolos e escuto a voz de Jesus que vos diz: ‘Não vos chamei servos, senão amigos: permanecei em meu amor, e dareis muito fruto". "Eu vos convido: Escutai esta voz! Cristo não o disse só há dois mil anos; Ele está vivo e vo-lo diz agora. Escutai esta voz com grande disponibilidade; tem algo para vos dizer a cada um". "Talvez –continuou– a algum de vós vos esteja dizendo: ‘quero que me sirva de maneira especial como sacerdote convertendo-se assim em minha testemunha, sendo meu amigo apresentando aos outros esta amizade’". Queridos coroinhas da Diocese, como é bonito vê-los servir o altar quando visito vossas

AÇÃO E MISSÃO – Jornal da Paróquia São Paulo Apóstolo – Rua Ponte Serrada, 440 – Comasa – Joinville/SC – Fone: (47) 3434-1091 E-mail: jornalmissao@yahoo.com.br Jornalista Responsável: Ruy Ferrari MTB 22251/SP. Coordenação: Padre Vilnei Carlos Pscheidt. Equipe Pastoral da Comunicação: Isa Gonçalves, Padre Vilnei e Maurici. Responsáveis pelo Patrocínio: Isa Gonçalves. Projeto gráfico e diagramação: Girardi Junior Editora (3028-4877) – Impressão: Grafinorte. Tiragem: 3.000 exemplares.

comunidades. Gosto muito de vocês. Vós sois apóstolos de Jesus no serviço do altar. Ao chegarem à igreja, deveis primeiro dirigir-vos à Capela do Santíssimo Sacramento ou ao altar em que o sacrário contenha Jesus Sacramentado. Aí, deveis fazer uma genuflexão e permanecer em oração por alguns instantes, numa conversa com Jesus Cristo. Só então vão se dirigir à sacristia, para iniciar as atividades de arrumação do altar para a celebração. Há paróquias que possuem um corpo de coroinhas bem preparados e se faz uma escala para o serviço do altar. Do coroinha exigem-se piedade, postura, respeito para com os ministérios, respeito para com o sacerdote, respeito e atenção para com os fiéis da assembléia, respeito para com a igreja, desde cedo ele deve se acostumar a tratar santamente o lugar sagrado. Sejam sempre recolhidos, sem distrações, amáveis, servidores do altar, de coração aberto para o chamado de Jesus, e que o vosso testemunho comova as pessoas. Vocês sempre estão muito perto de Jesus Eucaristia, sejam seus amigos, assim como São Tarcísio que deu sua vida por Ele. Procurai descobrir sempre de novo que algo de grandioso que acontece sobre o altar, pertinho de vocês, quando Deus vivo se manifesta em meio a nós. Caros coroinhas da Diocese, sede sempre amigos e apóstolos de Jesus, sede bons em todos os lugares da vida do dia-a-dia: na família, na escola, na catequese, na missa, no tempo livre, no lazer, em todas as atividades que fizerem. Que Deus vos abençoe.

Para anunciar no Ação e Missão ligue: 3434-1091 ou pelo e-mail: jornalmissao@yahoo.com.br

2009 - ANO CATEQUÉTICO: “CATEQUESE, CAMINHO PARA O DISCIPULADO”


Grupos Bíblicos de Reflexão

Setembro/Outubro 2009 • Ação e Missão

3

A graça de partilhar e confraternizar No último dia 18 de julho, aconteceu um momento muito especial começando com a Santa Missa, que reuniu vários participantes dos grupos bíblicos de todo o setor "A" da comunidade Nossa Senhora do Rocio, que pelo terceiro ano consecutivo preparou uma Festa Julina, onde os moradores puderam experimentar a graça de partilhar e confraternizar num lindo clima de unidade e respeito. As animadoras Iria e Rosinéia, do grupo de reflexão São José, com a ajuda de muitos integrantes dos grupos bíblicos, não mediram esforços para fazer acontecer este momento entre as famílias. O DJ Marcinho que animou a festa teve uma grande contribuição para que tudo fosse muito mais divertido! Enfim, a rua Ataulfo Alves, onde acontece o grupo de

reflexão São José, com certeza não vai esquecer deste momento único e fraterno que fortaleceu muito os laços de amizade e respeito entre irmãos, pois, " há um só Deus , e um só mediador entre Deus e os homens"(I Tm 2,5). Parabéns aos grupos bíblicos de reflexão, que mais uma vez, nos ensinaram que juntos podemos ser mais, e que a igualdade e a fraternidade devem sempre estar acima de qualquer diferença.

"Para mim foi uma alegria muito grande organizar junto com a Iria, que é a nossa animadora, esta confraternização entre as famílias de nossa rua". Rosinéia Aparecida da Costa, Grupo de Reflexão São José

Missa do Grupo Bíblico de Reflexão São José na comunidade Nossa Senhora do Rocio, dia 18 de julho

Missa do Grupo Bíblico de Reflexão setor E da comunidade São Paulo Apóstolo, na residência de Rubens e Isa, dia 18 de agosto

LYCRI

CONSTRUFAMA Material de Construção

Fone/Fax: 47 3434-2481

Rua Max Boehm, 386 Comasa Fone (47) 3434-1085

Rua Tenente Paulo Lopes, 504 Boa Vista - Joinville/SC

www.centaldeusinagem.com.br contato@centaldeusinagem.com.br

SERRALHERIA

MALHAS

BITENCOURT

Lycra - Renda - Malha Elanca - Cotton e toda linha de ginástica e aviamentos para Moda Íntima e Praia

Portas de rolo Pantográficas Grades - Portões Cercas - Janelas Esquadrias de Ferro Reformas em Geral

Rua Victor Konder, 1145 Lateral Papa João XXIII Bairro Iririú Fone: (47) 3437-1318 Fone/Fax: (47) 3473-9213

Ferramentaria, projeto e execução Dispositivos, moldes, matrizes Ferramentais para fundição

NBR ISO 9001 Rua Albano Schimidt 4182 Boa Vista - Joinville Fone/fax: 3027-1187

Fone (47) 3434-2140 Rua Maracujá, 330 Boa Vista

Panificadora e Confeitaria

BOTEGA Encomenda de Bolos, pães, doces em geral

Fone: 3434-0390 Rua Max Bohem, nº 843 Bairro Espinheiros Joinville - Santa Catarina

2009 - ANO CATEQUÉTICO: “CATEQUESE, CAMINHO PARA O DISCIPULADO”


4

Juventude

Ação e Missão • Setembro/Outubro 2009

Juventude... Violência... Evangelização... "Como poderiam os oprimidos dar início à violência, se eles são o resultado de uma violência anterior?" (Paulo Freire) A violência é um fenômeno social que vem crescendo assustadoramente no Brasil e de um modo geral passou a fazer parte do nosso cotidiano. À medida que a violência ganha destaque entre as preocupações na sociedade mais o jovem torna-se com ela identificado, reforçando no imaginário social a representação da juventude como um problema. O mundo globalizado, em muitos aspectos excludentes em que a dimensão mídia atravessa a vida da maioria dos seres humanos, mudam-se vertiginosamente os paradigmas que propiciam o acesso a educação, a cultura e o entretenimento. A força irresistível da televisão, da internet, dos jogos eletrônicos torna-se cada vez mais potente, sua capacidade de influenciar as atitudes das crianças, dos adolescentes dos jovens bem como, de suas famílias e educadores. É possível afirmar que os jovens se encontram entre as principais vítimas do tipo de desenvolvimento econômico e social adotados pelos países capitalistas. Esta situação tem se aprofundado nas últimas décadas com a implantação da política neoliberal, que investe fortemente no espaço público, em favor do capital e do consumo submetendo a lógica do capital à prestação de serviços, tais como educação, saúde e moradia, causando uma completa exclusão dos empobrecidos e automaticamente o aumento da violência. Sendo os jovens os mais vulneráveis com a violência seja na condição de vítimas ou agressores. Na sociedade capitalista globalizada, valores como solidariedade, humildade, companheirismo, respeito, tolerância e outros são poucos estimulados nos espaços de convivência social, como na família, na escola, no trabalho e em locais de lazer. As ausências destes

valores dão margem à individualidade, a brutalidade, a intolerância a insensibilidade com o sofrimento e conseqüentemente o aumento da violência inclusive na escola. Com a ausência destes valores, a mídia exerce um papel crucial na atribuição de sentido e na formação dos jovens que passam a priorizar valores materiais em detrimento dos valores morais. Na medida em que nos deparamos com as mais diversas formas de violência não podemos perder de vista a capacidade de nos indignarmos, a sensibilidade necessária e a consequente sede de justiça. Jovens e adultos, não podemos ficar calados nem parados diante das injustiças: é necessário estarmos atentos para não sermos cúmplices de todo tipo de violência que afasta as pessoas entre si e, portanto, as afasta de Deus, bem como encontrarmos força para lutar contra o projeto de sociedade que gera violência, atingindo principalmente a juventude. A indignação com a situação de violência contra a juventude precisa ser refletida e convertida em intervenção eficaz nas nossas pastorais, grupos de reflexão e movimentos. Pastorais e movimentos sem ação não evangeliza, pelo contrário atrapalha. E as nossas ações devem ser discutidas, planejadas, avaliadas. A nossa ação evangelizadora "deve ser resposta consciente e eficaz para atender as exigências do mundo de hoje com ‘indicações programáticas concretas, objetivos e métodos de trabalho, formação e valorização dos agentes e a procura dos meios necessários que permitam que o anúncio de Cristo chegue às pessoas, modele as comunidades e incida profundamente na sociedade e na cultura mediante o testemunho dos valores evangélicos’"(DA 371). Orides Bernardino

Festa Julina Rejaaf, dia 25 de julho, no Centro de Pastoral Padre Fausto Schmidt

No dia 2 de agosto, em nossa matriz, a comunidade recebeu a tocha da juventude, símbolo de Paz para os jovens

2009 - ANO CATEQUÉTICO: “CATEQUESE, CAMINHO PARA O DISCIPULADO”


Catequese

Setembro/Outubro 2009 • Ação e Missão

5

Com adultos, catequese adulta No período de março a agosto/09, os catequistas: Tere, Zezo e Orides prepararam um grupo de 46 adultos para receberem os sacramentos. No dia 16 de agosto foi realizado o batismo de quatro adultos; no dia 23/08 outros dezenove adultos receberam a Primeira Eucaristia e no dia 28/08 foram crismados. Segundo o Diretório Nacional de Catequese, "os adultos são, no sentido mais amplo, os interlocultores primeiros da mensagem cristã. Deles depende a formação de novas gerações cristãs, através do testemunho da família, no mundo social e político, no exercício da profissão e na prática de vida e da comunidade" (DNC,181). A catequese com adultos torna-se mais urgente pela necessidade de transformar a sociedade e de atualizar a Igreja, para que o Reino de Deus aconteça aqui e agora. No ponto de vista da História da Igreja, pode-se afirmar que a catequese de adultos existiu antes da catequese infantil. Na dinâmica da evangelização no nascimento das primeiras comunidades cristãs foi colocada em primeiro lugar a instrução catecumenal dos adultos que aderiam à fé, logo após o (querigma cristão) anúncio da Boa Nova. Hoje, podemos dizer que se está

Encontro paroquial da catequese com a irmã Fabiana dia 25 de julho

Catequese "a alegria não está nas coisas, mas em nós!

Crisma de adultos na paróquia São Paulo Apóstolo no dia 28 de agosto delineando com maior clareza o lugar e o alcance da catequese com adultos, a partir da necessidade e condição deles. A catequese com adultos está adquirindo mais força em diversas atividades pastorais, mesmo que seus agentes não se identifiquem como catequistas. Podemos citar, em

Missa em homenagem aos catequistas, na comunidade Nossa Senhora Aparecida, dia 30 de agosto

nossa paróquia, várias atividades que são verdadeiras catequese com adultos: Encontro de Pais e Padrinhos; Encontro de Noivos; envolvimento dos pais na preparação dos filhos para a Eucaristia; Grupos Bíblicos de Reflexão; Escola Bíblica; preparação de adultos para receber sacramentos.

Catequizandos da Comunidade Papa João XXIII apresentaram homenagem para os pais no dia 8 de agosto

A coordenação da catequese, em parceria com todas as comunidades e com a assessoria da Irma Fabiana, promoveram no dia 25/07/09 um encontro na Comunidade Nossa Senhora de Lourdes,com a participação de 85 catequistas Foi um momento especial,com muita reflexão e troca de experiências. Momento marcado pela distribuição de material didático para os catequistas. Foram doados aos que participaram do encontro o Livro EU CREIO (pequeno Catecismo Católico) e o livro Texto Base Ano Catequético Nacional 2009CATEQUESE, CAMINHO PARA O DISCIPULADO. Agradecemos o empenho da comunidade em priorizar a catequese, motivando os catequistas a continuar na brilhante vocação de Evangelizar. Os trabalhos foram conduzidos pela Irmã Fabiana, que no momento estava acompanhada de sua linda Mamãe e sua sobrinha que. tbém engrandeceram o Encontro. O tema trabalhado foi envolvente e profundo, levando todos a uma reflexão sobre a importância de estar catequisando segundo os ensinamentos do Mestre. Com o Tema Principal "Catequese, Caminho para o Discipulado, a nossa assessora com muita sabedoria e humildade frisou a dimensão do encontro com Jesus no Caminho, na Palavra e na Eucaristia. Foi ressaltado o que aconteceu depois deste encontro com Jesus,quando os discípulos retomam seus caminhos com mais entusiasmo.

O encontro despertou a missão, transformou o medo em coragem, a fuga em empolgação, o retorno em nova iniciativa e o egoísmo em partilha e a entrega até o fim, independente das adversidades e medos. Nosso objetivo maior com estes encontros é o aprofundamento e amadurecimento na fé em todas as comunidades. Como se preparar para dar uma catequese • Confia naquele que te chama. Se Deus conta contigo para realizar a sua obra, também tu deves contar com Ele, em todos os momentos, pois toda a graça procede d’Ele. • Comunica o que vives. Sabes mais do mistério de Deus pelo que vives com fé do que pelo que estudaste. • Aprofunda o que ensinas. Ninguém pode substituir o trabalho pessoal. Tens de encontrar tempo para estudar, meditar, dialogar e orar. • Utiliza o guia pedagógico. Passo a passo, dia a dia, aprende-se a dar catequese. Utiliza os meios ao teu alcance com simplicidade e paciência. • Prepara a catequese com outros catequistas. Precisas da vida e da experiência dos outros catequistas. A evangelização é missão de toda a Comunidade Cristã. Aproxima-te dela com desejo de aprender dos irmãos. AGRADECEMOS A TODOS QUE PARTICIPARAM... Nelson e Tere, Coordenadores Paroquial

2009 - ANO CATEQUÉTICO: “CATEQUESE, CAMINHO PARA O DISCIPULADO”


6

Festa do Padroeiro

Ação e Missão • Setembro/Outubro 2009

Festa do padroeiro São Paulo Apóstolo No último mês de julho aconteceu a festa do nosso padroeiro São Paulo Apóstolo, momentos especiais e fraternos que já começaram na 5ª feira com o com início do tríduo. Nestes três dias de tríduo e celebrações, a participação e união de nossas pastorais e movimentos marcaram, pela força e integração de todos, que não mediram esforços para que tudo saísse da melhor maneira possível. O Centro de Formação Padre Fausto, foi preparado com muito carinho para receber a todos objetivando receber cada um da melhor maneira, para assim, desfrutarem da festa e da companhia de toda a comunidade ali presente. A festa contou com várias

atrações: música, dança, pescaria, su-quentão, pinhão, pastel, sopão e também com um grande empenho das candidatas a RAINHA e PRINCESAS, a qual, toda a arrecadação foi revertida para as obras de nossa igreja. No domingo, o dia do Senhor, a grande Festa do Padroeiro, a santa missa foi celebrada às dez horas da manhã por nosso pároco, padre Vilnei e por nosso vigário paroquial, padre Jorge, que juntamente com a comunidade em geral viveram uma maravilhosa ação de graças por tal instante. Os festeiros e as candidatas a rainha e princesa também se fizeram presentes na celebração eucarística e assim a benção de Deus foi derramada a todos. Logo após a celebração, foi

servido o delicioso churrasco e então se fez a revelação da rainha e das princesas. A rainha da festa foi a dona Rosa, representando a pastoral do dízimo, a 1ª princesa foi a dona Ivone, que representava os grupos bíblicos de reflexão e como 2ª rainha ficou a dona Elenir que representou a catequese, assim nossa festa ia chegando ao fim e nossos corações foram tomados por uma enorme gratidão a Deus. Queremos registrar aqui nossos sinceros agradecimentos a cada um que colaborou conosco e em especial a toda comunidade que participou e marcou presença. QUE DEUS ABENÇÕE A CADA UM ! Coordenação, Comunidade São Paulo Apóstolo

Momentos da celebração da festa do padroeiro da comunidade São Paulo Apóstolo, que ocorreu no dia 12 de julho

2009 - ANO CATEQUÉTICO: “CATEQUESE, CAMINHO PARA O DISCIPULADO”


Pastoral

Setembro/Outubro 2009 • Ação e Missão

7

Pastoral Antialcoólica: Há 15 anos orientando famílias e reconstruindo vidas A Pastoral Antialcoólica é uma ação concreta da igreja católica no combate e prevenção do alcoolismo. Nesses 15 anos de existência em nossa diocese e 8 anos em nossa paróquia São Paulo Apóstolo, muitos são os motivos para louvar e agradecer a Deus pelo trabalho desenvolvido, pois, são anos dedicados ao resgate de pessoas sofridas, abandonadas e marginalizadas pela sociedade. Como princípios, temos três bases fundamentais: o amor fraterno, os testemunhos de vida e a partilha da palavra da Deus, à partir dessas bases, novas vidas vão surgindo. Nos dias 13 de maio e 20 de junho deste ano, foram plantadas mais "duas sementes" da Pastoral Antialcoólica. A primeira na Igreja do Evangelho Quadrangular no bairro Fátima, acontecimento ecumênico que nos encheu de esperança, e nos ensinou muito que as diferenças não podem nos afasta,r e sim, que devemos nos respeitar como iguais e ajudar-nos mutuamente, sem restrições, pois, a vida está em primeiro lugar, e neste encontro junto aos irmãos evangélicos, pudemos perceber este valor que Deus sempre nos ensina, o valor do amor a vida, portanto, somos imensamente gratos por tão rica experiência. Após a apresentação do trabalho da pastoral antialcoólica à comunidade, ficamos de voltar em três meses para homenagear os condecorados que perseveraram na sobriedade, entregando a cada um uma medalha de bronze, assim, na quarta-feira, do último dia 19 de agosto, no grupo da Igreja do Evangelho Quadrangular, aconteceu a festa de honra ao mérito . A segunda missão de nossa pastoral foi em outra cidade, lá na comunidade de Lajeado em Pouso Redondo, Diocese de Rio do Sul,

onde, convidados pela Dona Rosa e Sr. Osnildo, ex-moradores da comunidade Papa João XXIII, fomos apresentar o trabalho da pastoral aos moradores de lá e formar um novo grupo. Foram 28 pessoas de Joinville participar deste momento, sendo que, dez delas, aqui de nossa paróquia São Paulo Apóstolo. Após a chegada e recepção da comunidade de Lageado, apresentamos alguns testemunhos de vida, refletimos uma leitura da Palavra de Deus, e por fim, oferecemos o ingresso à pastoral antialcóolica para os participantes, e 7(sete) pessoas, para nossa surpresa aderiram . Ao fim do encontro todo povo de Joinville foi acolhido e hospedado pelas famílias da comunidade. No dia seguinte, domingo, 21 de junho, participamos da celebração com participação dos ministros da comunidade de lá e do nosso companheiro e ministro da palavra aqui de nossa paróquia Orides, foi uma verdadeira benção, após a celebração participamos de um delicioso almoço e às 14h retornamos a Joinville. Nos comprometemos a voltar para homenagear os condecorados de 3 meses de sobriedade no mês de setembro. A partir desses, um novo grupo acabara de nascer na Diocese de Rio do Sul. Muitas vidas já foram resgatadas e várias pessoas conscientizadas do grande malefício que é a bebida alcoólica para toda a humanidade. O nosso lema é: O cálice de Deus renova a sua vida, o copo do mundo destrói você e sua família. Venha conhecer o nosso trabalho, nossas reuniões, acontecem todas as quarta-feiras às 20h na comunidade São Paulo Apóstolo, matriz de nossa paróquia. Estaremos esperando por você, pois, sua vida é valiosa! Manoel, Pastoral Antialcoólica Paroquial

Celebração ecumênica na IEQ do bairro Fátima com a pastoral antialcoólica de nossa paróquia, dia 13 de maio

Dia 21 de junho a PA de nossa paróquia abriu um novo grupo na diosece de Rio do Sul, comunidade de Lageado

2009 - ANO CATEQUÉTICO: “CATEQUESE, CAMINHO PARA O DISCIPULADO”


8

Vocações

Ação e Missão • Setembro/Outubro 2009

Dízimo e Oferta na Bíblia "Passado algum tempo, ofereceu Caim frutos da terra em oblação ao Senhor. Abel, por sua vez, ofereceu o melhor do seu rebanho e o Senhor olhou com agrado para Abel e para a sua oblação". Gn 4, 3-4. Comentário: Na oblação que fez, Abel foi justo, isto é, piedoso e temente a Deus. Ofereceu o que tinha de melhor. Caim fez o contrário; ofereceu o pior dos produtos. O melhor deve ser para Deus. O melhor tempo, o melhor da vida, o melhor Dízimo, a melhor oferta.

Foi um sucesso nossa participação no encontro diocesano da pastoral do DÍZIMO. Todas as comunidades se fizeram presentes com seus coordenadores de DÍZIMO e finanças mostrando que somos uma paróquia madura na caminhada rumo à coesão de pastorais. Formação prepara nossos missionários do Dízimo

Para pensar: Quando a igreja faz campanhas de roupas, agasalhos, calçados, etc, quase sempre são doados peças e objetos danificados. Há uns anos atrás quando no Brasil acontecia com freqüência a troca da moeda, aquelas moedas que o comércio e os bancos não recebiam mais por terem perdido o valor, muitas pessoas as colocavam no ofertório da Missa. São os "Cains" de hoje, oferecem o pior fruto. "Convém lembrar: aquele que semeia pouco, pouco colherá. Aquele que semeia em profusão em profusão colherá. Ofereça cada um conforme o amor do seu coração, sem tristeza nem constrangimento. Deus ama aquele que faz a sua oferta com alegria" 2 Cor 9, 6-7.

Comunidades em ação e missão!

Comentário Tanto o Dízimo como a oferta devem ser medidos conforme o coração. Porque o coração tem a medida do amor e da justiça, da abundância e nunca da miséria. Quando eu conheço e me interesso pelas coisas de Deus e da minha Comunidade, certamente o meu Dízimo e a minha oferta

terão a marca da alegria, da fé e do compromisso eclesial. Onde a maioria dos católicos gasta o seu dinheiro de modo errado? No cultivo da beleza exterior, na bebida (bares), carnaval, drogas, clubes, espiritismo, festas exageradas e mundanas, boa-

Consert

Mercado

VAAS

Refrigeração Rua Imbuia, 42 Fone 3434-2261

Assistência técnica especializada em lavadouras, secadoras, refrigeradores, freezers, condicionador de ar, instalação de sistema split.

Baltazar Buschller, 515

Orçamento Gratuito com Adriano ou Regiane

Espinheiros Fone: 3453 2825

Fone: 3455-1041 / 9978-1240

tes, bailes, jóias, academias, decorações exageradas de casamentos, Revistas, Internet? Gastando, assim, sobra pouco ou quase nada para as coisas de Deus, para o dízimo, para a oferta, para a caridade. PAZ E BEM ! Joelson Bitencourt, coordenador Paroquial Dízimo

A evangelização está no ar! Escute todos os dias de Segunda a Sexta-feira das 11 ao meio dia o NOSSO Programa SEMEANDO ESPERANÇA, na Rário União 87,9 FM !!!

Recadastramento do DÍZIMO. Não fique fora, participe! Abra seu coração seu lar e deixe a luz do Senhor entrar na sua vida recebam de braços abertos nossos missionários, a serviço de DEUS! Nossas comunidades estão organizando-se em mutirão indo às ruas de casa em casa. Parabéns as comunidades Nossa Senhora de Lourdes e Papa João XXIII, que já estão visitando as famílias.

Quem deve oferecer o DÍZIMO? Toda pessoa que tem renda pessoal e mensal. Os pais que incentivem vossos filhos quem tem mesada. O DIZIMO nos educa para a fraternidade, a partilha, a doação.

2009 - ANO CATEQUÉTICO: “CATEQUESE, CAMINHO PARA O DISCIPULADO”


Aconteceu

Setembro/Outubro 2009 • Ação e Missão

A FAMÍLIA E SEUS SÍMBOLOS Tão prioritária é a família na vida da pessoa, da sociedade e da Igreja, que nos servimos de símbolos para avaliar e explicar sua centralidade. Vamos aqui nos ocupar com alguns símbolos, provavelmente os mais conhecidos, porém muito significativos e iluminadores, para que a família recupere sua credibilidade e seu primado. 1. Família, nossa "primeira pátria". É nosso primeiro chão, nossa identidade original, nossa casa. Nela somos gerados, cuidados, educados como cidadãos e dela recebemos as condições para a convivência pública e as virtudes sociais. Sem a família, primeira pátria, não teremos a segunda pátria, a comunidade nacional, o povo, a nação. A família é a primeira sociedade natural. Está no centro da vida social. 2. Família, nosso "segundo útero". Entendemos por segundo útero, a educação, cultura, valores que recebemos na família. Ela é o útero cultural, educacional, espiritual, religioso, ali nascemos para a convivência humana e recebemos as condições para sermos pessoas centradas, civilizadas, humanizadas, amadurecidas. 3. Família, "patrimônio da humanidade". Todos os povos têm a família como instituição, organização e patrimônio social. È a mais antiga instituição social com a função procriativa, econômica, educativa e afetiva. Pela alteridade, reciprocidade e complementariedade a família é o primeiro lugar de nossa convivência humana. É a primeira sociedade natural, uma comunidade natural, um patrimônio da humanidade. 4. Família, "tesouro dos povos". É a maior riqueza da pessoa e da sociedade, porque gera a vida, facilita o relacionamento, é escola de "comunhão com os outros e de doação aos outros". Nela recebemos as primeiras noções a respeito do amor, do bem, da verdade, dos valores. Nela aprende-se ser pessoa. 5. Família "ninho da vida". A família está a serviço da vida. A vida é concebida, gerada, nascida, desenvolvida, amada, amadurecida na família. Ninho é símbolo de calor humano, do afeto, do cuidado, significa também abrigo e proteção da vida. Na família se desenvolve a "ecologia humana".

6. Família "berço de vocações". Na família as vocações e as profissões têm sua origem, motivação, incentivo. A família que cultiva a espiritualidade, participa da comunidade, respeita as vocações, educa para os valores e ensina as limitações, torna-se berço de vocações e de profissões. 7. Família "sacrário da fé". O sacramento do matrimônio, a educação e vivência da fé fazem da família o sacrário da fé onde os pais transmitem para as novas gerações o tesouro da fé. É preciso falar de Deus aos filhos, ensinar religião e praticar a oração. Tudo isso colabora para a serenidade, motivação e educação dos filhos. A espiritualidade familiar defende nossos lares dos ataques do mal. 8. Família, "igreja doméstica". É a primeira comunidade religiosa, onde os pais são sacerdotes pelo batismo, são os primeiro catequistas. A família é uma comunidade de vida, de amor e de fé. Nossas casas são também santuários. 9. Família "santuário do amor". A Palavra de Deus ensina que "não é bom o homem estar só" (Gn 2,18). O fundamento da família é a união entre um homem e uma mulher, no sacramento do matrimonio, para o bem deles mesmos, dos filhos e da sociedade. Como aliança de amor, comunidade de amor a família é a realização das pessoas no amor em distintas experiências: amor conjugal, amor filial, amor fraternal, amor familiar, amor social. 10. Família "escola de valores", a função educativa,cultural,ética da família tem singular importância. Ela é o primeiro lugar de humanização, célula vital da sociedade, educadora de valores e de limites, promotora das virtudes. Os pais são mestres. Os filhos aprendem imitando. O bem da pessoa e o bom funcionamento da sociedade estão conexos com o bem-estar conjugal e familiar. 11. Família "célula da sociedade". É a primeira comunidade, portanto, existe antes da sociedade e do Estado e tem direitos próprios e inalienáveis. A sociedade e o Estado estão para a família, ela é a célula do organismo social. Cabe ao Estado defender e proteger a família com políticas públicas efetivas. Dom Orlando Brandes, arcebispo de Londrina

9

Semana da Família 2009, voltando a atenção ao nosso LAR! A semana da família 2009, em nossa paróquia, assim como em todo o Brasil, teve e tem como objetivo principal, levar a família a perceber sua importância no plano de Deus para que nela se viva em paz, amor e respeito. Nesta semana da família, através de teatros, músicas, temas, leituras, fomos levados a refletir como está a nossa família e como esta-

mos cuidando deste lugar que forma pessoas e ensina valores que são imprescindíveis na vida de qualquer ser humano. Tão prioritária é a família na vida da pessoa, da sociedade e da igreja, que nos servimos de símbolos para avaliar e explicar sua centralidade. Família, nossa "primeira pátria". É o nosso primeiro chão, nossa identidade original

Momentos que marcaram a Semana da Família 2009

2009 - ANO CATEQUÉTICO: “CATEQUESE, CAMINHO PARA O DISCIPULADO”


10

Aconteceu

Ação e Missão • Setembro/Outubro 2009

Curso de Noivos "Estamos juntos há 9 anos e resolvemos nos casar. O curso de noivos para nós foi uma experiência agradável, pois, cada palestra nos ensinou muito e o ambiente também estava bom. Estaremos casando dia 12 de setembro, no casamento comunitário." Adriana Rosa e Edson Marques

CURSO DE PAIS E PADRINHOS no último dia 15 de agosto contou com a presença de mais de 50 pessoas "Achamos que seria uma tarde chata, mas o curso nos surpreendeu e foi maravilhoso. Tivemos um retorno muito bom de cada mensagem refletida . Estamos com o casamento marcado para o dia 19 de dezembro na comunidade São Paulo Apóstolo." Verônica Francener e Rogélio da Silva.

Romaria da Terra e da Água de Santa Catarina foi adiada para 15 de novembro No contexto das ameaças da pandemia no último 24 de agosto, reuniram-se representantes da Comissão Pastoral da Terra – CPT – de SC, lideran-

ças das Dioceses, em vista do cuidado com a vida, pregado pela própria espiritualidade da Romaria, adiou-se o evento para 15 de novembro próximo.

OFICINA DE ORAÇÃO E VIDA Aconteceu em nossa paróquia o encerramento de um grupo de oficinistas participantes na comunidade Papa João XXIII, que com profunda alegria, testemunharam o grande benefício que ocorreu em suas vidas nesse tempo de aprendizado, no contato diário com a Palavra de Deus. O encerramento foi no dia 12 de julho na Chácara Tamazia.

Carreteiro Em nome do Padre Luciano, queremos agradecer a todos que colaboraram na realização do carreteiro realizado no último dia 8 de agosto no Centro de pastoral padre Fausto, que teve como objetivo arrecadar fundos para ajudar nas despesas de seus estudos em São Paulo. Graças ao empenho do nosso Pároco, Padre Vilnei, dos coordenadores das comunida-

des, de nossos Grupos Bíblicos de Reflexão, que não mediram esforços na venda dos pratos, e também de nossos amigos, de paróquias vizinhas e comércios que fizeram doações de produtos para a elaboração do mesmo, o carreteiro foi um sucesso. Que Deus abençoe e retribua em dobro pela colaboração de cada um ! Neusa Tomelin, Coordenação de Pastoral Paroquial e Apolônia, Equipe de Finanças Paroquial

COMERCIAL PRAIA GRANDE Mat. Elétrico • Hidráulico Tintas • Ferragens • Mat. Escolar • Artigos para presentes • Xerox • Utilidades para o seu lar

Drogaria Nunes A confiança que você precisa

Fone:

3434-1799

Rua Baltazar Buschle, 1285 Boa Vista - Joinville - SC drogarianunes@yahoo.com.br

Supermercado

Santa Fé

Aproveite grande promoção de MATERIAL ESCOLAR Rua Vicente Celestino, 515 Espinheiros - Fone: 3434-2109

Filmagem em Geral, Limpezas de fitas, fotos, transferimos sua filmagem de fita para DVD

Fone: (47) 3434-2607 Cel. 8406-2330 Rua Pasteur, 583 - Iririú dvpservicos@brturbo.com.br dvpservicos@zipmail.com.br

2009 - ANO CATEQUÉTICO: “CATEQUESE, CAMINHO PARA O DISCIPULADO”


Agenda / CEBs

Setembro/Outubro 2009 • Ação e Missão

12º Intereclesial das CEBs "Gente simples, fazendo coisas pequenas, em lugares pouco importantes conseguem mudanças extraordinárias." Essa foi uma das frases que abriram o 12° Intereclesial das Comunidades Eclesiais de Base que foi realizado dos dias 21 a 25 de julho de 2009 em Porto Velho – RO. E que teve como tema: CEBs, Ecologia e Missão e como lema: Do ventre da terra o grito que vem da Amazônia. Esse foi o maior encontro das CEBs que a igreja católica realizou desde 1975. O encontro reuniu mais de 3000 delegados de todo o Brasil, sendo que dentre esses havia 94 representantes dos povos indígenas, 61 de outros países, 32 jornalistas, 55 bispos, 35 convidados e 97 assessores. Lembrando também que pelo menos 17 países participaram do encontro. As equipes de serviço(s) foram grandes responsáveis para a realização do encontro, pois os delegados ficaram hospedados em 16 paróquias de Porto Velho e não faltou boa animação, transporte diário e ótima alimentação. As discussões feitas no encontro foram dos mais variados assuntos, sendo que o principal debate pautava-se nos gritos que têm a Amazônia atualmente. Tentamos conhecer esses gritos, saber por que eles acontecem, onde eles acontecem, como o povo vê esses gritos. Nos últimos tempos Porto Velho tem sido alvo da construção de grandes e modernas hidroelétricas, as quais, de início, trazem um considerável número de empregos para a população local e de estados vizinhos, mas que depois de instalada a hidroelétrica essas pessoas anteriormente empregadas perdem seu emprego e não tem condições de voltarem para sua cidade natal. Além, é claro, dos danos para o meio ambiente causados por essas construções. O desvio, ou o bloqueio dos rios utilizados para a construção das hidroelétricas faz com que alguns espaços sejam alagados, outros sequem totalmente, e trazem também uma forte degra-

11

CASAMENTO COMUNITÁRIO Dia 12 de setembro seis(6) casais estarão contraindo o sacramento do matrimônio através do casamento comunitário. É uma oportunidade muito especial para casais que já vivem juntos confirmarem sua união através da benção de Deus e da igreja. Todos os anos a pastoral familiar de nossa paróquia fica encarregada de preparar estes momentos , proporcionando a vários casais a chance de estarem em dia com seus sacramentos! Você casal que também tem vontade de buscar este sacramento, procure a secretaria paroquial e peça informações!

ASSEMBLÉIAS 2009 No próximo dia 26 de setembro acontecerá a primeira Assembléia Comunitária na comunidade Papa João XXIII. As Assembléias em todas as comunidades, irão até o dia 31 de outubro, dia em que acontecerá então a Assembléia Paroquial, a qual reunirá representantes de cada comunidade para a avaliação final e reflexão de todo o ano de 2009 assim como também o planejamento para 2010. Pedimos a oração de todos para que a vontade de Deus prevaleça nestas assembléias! dação para o meio ambiente, não esquecendo que famílias ficam desabrigadas por conta dessas construções. O encontro foi dividido em vários momentos. Um deles chamou muito a atenção, as missões. Nesse momento os delegados foram divididos pelos locais onde essas missões foram realizadas, os quais eram: comunidades de ocupação, ribeirinhas, indígenas, afrodescendentes, hospitais, etc. Foi durante esses espaços que tivemos a oportunidade de conhecer melhor a realidade de vários setores da nossa querida e degradada Amazônia. Outros aspectos importantes do 12° Intereclesial das CEBs foram o grande número de jovens presentes no encontro, também o grande número de diferentes denominações religiosas e de diversos povos indígenas. Portanto, percebemos que temos jovens engajados nas lutas de nossas sociedades que lutam por um mundo melhor, que o encontro, mesmo sendo promovido pela Igreja católica, tentou de diversas maneiras ser ecumênico e que a participação de povos indígenas de regiões amazônicas trouxe grande riqueza, beleza e ânimo para a luta para os participantes do encontro. Por fim, o 12 ° Intereclesial, com mais de 3000 delegados de

todo o país assumiu alguns compromissos. O primeiro foi chamado de compromisso profético-político, o qual quer: a) participar, apoiar, fortalecer as lutas dos movimentos sociais populares; b) participar e apoiar a luta sindical, reforçando o trabalho dos sindicatos do campo e da cidade; c) apoiar a militância política. E o segundo compromisso quer fortalecer as Comunidades Eclesiais de Base através da criação de CEBs nos bairros e no interior, do fortalecimento da formação bíblica, especialmente com a ajuda do CEBI, incentivo a uma igreja toda ministerial, fortalecimento do diálogo inter-religioso, etc. As comunidades eclesiais de base querem um novo jeito de ser igreja católica. Pois nelas a igreja deve estar extremamente ligada às lutas sociais diárias principalmente das populações menos favorecidas desse nosso sistema capitalista. Nós, CEBs, queremos uma igreja a serviço do povo, uma igreja que luta e que sofre com seu povo, uma igreja que luta por grandes mudanças sociais e que faz isso a partir de leigas e leigos engajados na luta pela vida de toda a sociedade. Fernanda Paula do Nascimento, Integrante do CEBI e estudante de Ciências Sociais na Universidade Federal de Santa Catarina.

DATAS DAS ASSEMBLÉIAS COMUNIDADE PAPA JOÃO XXIII NOSSA SENHORA DE LOURDES SÃO PAULO APÓSTOLO DIVINO ESPÍRITO SANTO SÃO FRANCISCO DE ASSIS NOSSA SENHORA DO ROCIO SÃO JOSE NOSSA SENHORA NAVEGANTES NOSSA SENHORA APARECIDA ASSEMBLÉIA PAROQUIAL

DATA 26 SETEMBRO 27 SETEMBRO 03 OUTUBRO 04 OUTUBRO 10 OUTUBRO 11 OUTUBRO 17 OUTUBRO 18 OUTUBRO 24 OUTUBRO 31 OUTUBRO

HORÁRIO LOCAL 14:00 CENTRO PASTORAL 8:00 14:00 8:00 14:00 8:00 14:00 8:00 14:00 14:00 CENTRO PASTORAL PE. FAUSTO

FESTAS DO PADROEIRO NAS COMUNIDADES: São Francisco de Assis Tríduo: 1, 2 e 3 de outubro Festa dia 4 de outubro 10:00 da manhã

Nossa Senhora Aparecida Tríduo: 9,10 e 11 de outubro Festa dia 12 de outubro 10:00 da manhã

Nossa Senhora do Rocio Tríduo: 12,13 e 14 de novembro Festa dia 15 de novembro 10:00 da manhã

Curso de Noivos: 17 de outubro e 5 de dezembro, das 13h30 às 22 horas na comunidade Papa João XXIII Curso de Pais e Padrinhos: 17 de outubro, das 14 às 20 horas, na comunidade São Paulo Apóstolo. Inscrições na secretaria paroquial ou pelo fone 3434-1091

2009 - ANO CATEQUÉTICO: “CATEQUESE, CAMINHO PARA O DISCIPULADO”


12

Fé e Vida

Ação e Missão • Setembro/Outubro 2009

Internet deve promover dignidade humana O presidente do Conselho Pontifício para as Comunicações Sociais, Dom Claudio María Celli, afirma que as novas tecnologias digitais com suas aplicações na internet, que configuram a sociedade atual, devem promover e defender, acima de tudo, a natureza e dignidade do ser humano, assegurando seu adequado desenvolvimento através da comunicação real, da verdadeira amizade e do diálogo honesto; informa Rádio Vaticano. Em artigo publicado no jornal vaticano L'Osservatore Romano, o arcebispo ressalta como o mundo digital muda cada vez mais e incide na forma

com a qual se configuram as relações humanas. Diante dessa realidade, que levou o Papa a chamar os jovens, "geração digital" –diz o prelado–, é preciso reconhecer que "essas tecnologias são um dom para a humanidade, mas essas vantagens devem estar ao mesmo tempo ao serviço de todos os seres humanos e de toda a comunidade". Depois de comentar que essas realidades possuem "grandes possibilidades e grandes limites", Dom Celli afirma que quando o Santo Padre "expressa sua avaliação positiva pelas novas tecnologias não é ingênuo, pois não se esquece das dificuldades e problemas

que as mesmas podem criar". Depois de relatar uma experiência recente na Islândia onde durante uma reunião de leigos do Conselho da Europa os participantes se perguntavam o que se deve fazer para proteger as crianças dos perigos da internet, Dom Celli explica três aspectos fundamentais que devem ser levados em consideração para viver uma adequada "cultura da comunicação", a partir da mensagem do Papa para o Dia Mundial das Comunicações Sociais. A primeira referência "é o valor da pessoa humana. O Papa não é ingênuo sobre essa questão e sabe perfeitamente que muitas coisas circulam nas

grandes redes da comunicação. Por isso diz que se deve tomar cuidado com palavras e imagens degradantes para o ser humano. Deve-se bloquear a entrada a tudo aquilo que alimenta o ódio e a intolerância, e que agride a beleza e a intimidade da sexualidade humana". A segunda dimensão é o diálogo. "O diálogo entre pessoas de países, culturas e religiões diferentes. Um diálogo que não é certamente um esconder quem sou, porque não seria isso algo respeitoso para com a pessoa com quem dialogamos. Mas é um diálogo atento e respeitoso que busca sinceramente a verdade", destacou o prelado.

Ao falar da terceira dimensão da mensagem, a amizade, o arcebispo Celli, explica que "no novo vocabulário das redes digitais é um termo que se usa facilmente". O arcebispo se referiu então à presença de Bento XVI no Youtube e indicou que "o Papa deseja estar presente em um diálogo respeitoso com todos". "Nossas amizades crescem em nosso caminhar como seres humanos. Não podemos banalizar o conceito de amizade porque é uma das maiores riquezas que o ser humano pode dispor", concluiu. Fonte: http://www.zenit.org/ article-22365?l=portuguese

2009 - ANO CATEQUÉTICO: “CATEQUESE, CAMINHO PARA O DISCIPULADO”

São Paulo Setembro  

São Paulo Setembro