Page 1

em foc o Ano 2 | Edição nº 07| Outubro, Novembro e Dezembro

Descubra como esse cuidado pode ser decisivo para sua saúde. Pág 04

Médico de Família

Florais

O novo programa iniciou atividades em Bragança e região. Pág 09

Conheça os benefícios desta terapia alternativa. Pág 15

1


ÍNDICE ABRE ASPAS Pág. 03

ESPECIAL Pág. 04

EDITORIAL

NOTÍCIAS Pág. 06

Filiado(a),

REDE CREDENCIADA

Superar as dificuldades e traçar novas estratégias para o futuro marcaram o ano de 2018 para nossa Amafresp, visto que o período exigiu que refletíssemos e nos adequássemos às constantes alterações que a área da saúde vem vivenciando nos últimos anos. Equacionar esse cenário com as questões classistas tornou esse desafio maior ainda e requereu da diretoria, colaboradores e filiados sua parcela de contribuição para que os objetivos fossem alcançados.

Pág. 07

PREVENÇÃO Pág. 08

ARTIGO Pág. 10

RAIO X Pág. 10

VIVER BEM Pág. 15

EXPEDIENTE Amafresp em foco Diretoria da Amafresp: Renato Pei An Chan Analista de Comunicação: Fabieli de Paula Soares MTB: 0056177/SP Assistente de Redação: Giselle de Melo dos Santos Designer: Carolina Tiemi Circulação: janeiro a março 2019 Tiragem: 9.200 exemplares Impressão: Grupo Pigma E-mail: amafresp@afresp.org.br

ANS- N o 31763- 2

2

O controle dos custos e o do valor da cota direcionaram as nossas ações, e a expectativa é que as medidas em curso possam trazer um ganho para o filiado ao longo de 2019. Diante disso, como medidas de curto prazo, priorizamos mudanças no modelo de auditoria e a inserção de mais de 70 novas regras no sistema de autorização de procedimentos, com o objetivo de coibir desvios ou envio de pedidos irregulares. Além disso, renegociações contratuais estão em andamento com os principais prestadores para expandir uma nova forma de pagamento do custo de atendimento, denominada “diária global”, com grandes hospitais da capital, o que resulta em um pagamento a preço fechado dos procedimentos mais comuns, maior previsibilidade e controle de custos, além de mais

eficiência em todo o processo de auditoria das contas. Em projetos de médio e longo prazo, lançamos o programa Amafresp Presente, que tem por finalidade conter a ocorrência de internações desnecessárias com o acompanhamento mais próximo dos filiados convalescentes. Estão previstas ainda as ações de monitoramento e campanhas de prevenção, por meio do programa Amavida, implantado em outubro de 2018 (veja mais na página 05); e a expansão pelo estado do programa Médico de Família, que iniciou os atendimentos em Bragança Paulista e região (saiba mais na matéria da página 09). Para saber ainda mais sobre prevenção, não deixe de ler matéria especial na página 04. Desejamos muita saúde em 2019 e que a família Amafresp possa proporcionar mais bem-estar e qualidade de vida a você. Participe ativamente dos programas de orientação, monitoramento e prevenção, afinal eles foram preparados estrategicamente e com carinho a você. Nosso trabalho é contínuo e, como a busca pela inovação deve ser constante, inúmeros serviços e ações serão implantados ao longo de 2019. Aguarde novidades!


abre aspas “Estive presente no primeiro evento do programa Amavida, que aconteceu no mês de outubro. Foi uma palestra bem esclarecedora e muito importante para as mulheres. Pretendo apreciar os próximos eventos!” Eliana Pessoa – Filiada da capital

“Gostei da palestra “Outubro Rosa – Prevenção e Tratamento”. A Dra. Marianne explicou as principais dúvidas e fez uma boa exposição do tema. O programa Amavida chegou na hora certa. Recomendo!” Maria Pereira de Souza – Filiada da capital

“É necessário cuidar-se. O programa Amavida nos oferece essa oportunidade, de maneira prática. As ações do Novembro Azul foram muito positivas.” Fujio Hatakeyama - Filiado da capital

“Faço parte do programa Médico de Família de Bragança Paulista e região. A primeira consulta e o retorno foram fantásticos. O Dr. Scalise é muito atencioso, dedicado e um excelente profissional. Estou muito satisfeita com o programa, que é nota mil.” Maria Cristina Zanin – Filiada de Bragança Paulista

Envie suas sugestões, elogios, críticas e dúvidas para amafresp@afresp.org.br 3


especial O PODER DA PREVENÇÃO

Os ditados populares fazem parte do nosso dia a dia, mas poucas vezes paramos para refletir o quanto de sabedoria e verdade existem neles. Um dos ditados que cabe bem a essa matéria é o “melhor prevenir do que remediar”. Se analisarmos o que ele quer dizer, “prevenir” significa, entre outras coisas, tomar atitudes de forma a evitar, por exemplo, uma doença. Prevenir é uma atitude de amor próprio, traz bem-estar para a vida e pode evitar arrependimentos. Afinal, a saúde é nosso bem mais precioso. Mesmo que você não tenha nenhuma queixa de saúde, é importante que pelo menos uma vez por ano passe pelo médico para fazer uma avaliação. Cada paciente tem sua individualidade, e é isso que vai determinar o que o profissional da saúde irá avaliar. As mulheres, por exemplo, devem periodicamente fazer os exames preventivos contra o câncer de mama e colo de útero, enquanto os homens após os 40 anos devem realizá-los para a prevenção de câncer de próstata. E até quem não tem problema de visão deve pelo menos a cada três anos fazer um exame de vista. Isto permite que algumas doenças sejam detectadas precocemente e mais facilmente tratadas. Faça um balanço da sua vida em termos de saúde e analise o que pode ser melhorado. É preciso se sentir responsável por sua saúde. Não basta ir ao médico, é necessário buscar a mudança. Está nas mãos de cada um melhorar os hábitos de vida, controlar o peso, ter uma alimentação mais saudável, praticar atividade física, parar de fumar e reduzir o consumo de bebida alcoólica. São atitudes que, sem dúvida, reduzem os fatores de risco de várias doenças.

4

ENTENDA OS NÍVEIS DE PREVENÇÃO Do ponto de vista médico, a prevenção acontece em três níveis. São eles: 1 – Prevenção primária: todas as atitudes tomadas para remover causas que possam levar a um problema de saúde. Aqui, enquadram-se atividades como exercícios físicos e imunização por meio de vacinas. 2 – Prevenção secundária: ações que têm o objetivo de detectar um problema de saúde em seus estágios iniciais. Assim, o tratamento é facilitado e é possível reduzir ou prevenir suas consequências ou disseminação. O câncer de mama é um grande exemplo desse nível. 3 – Prevenção terciária: atitudes que buscam reduzir os prejuízos decorrentes de um problema de saúde agudo ou crônico, como a reabilitação após um infarto.


AMAFRESP REALIZA PRIMEIRAS AÇÕES DO PROGRAMA AMAVIDA

FIQUE DE OLHO PARA PARTICIPAR DAS PRÓXIMAS AÇÕES! Curta nossa página (facebook/Amafresp) e acesse www.amafresp.org.br

Atuando de maneira estratégica e para incentivar a adesão dos filiados a medidas de prevenção da saúde, a Amafresp lançou o programa Amavida, que oferece um conjunto de ações programáticas e integradas que objetivam: a promoção da saúde; a prevenção de riscos, agravos e doenças; a compressão da morbidade; a redução dos anos perdidos por incapacidade; e o aumento da qualidade de vida. O diretor da Amafresp, Renato Pei An Chan, explicou que o conceito do Amavida está associado à visão holística e plena sobre a área da saúde, além da busca pelo oferecimento de cuidado integral e humanizado. “Esse programa contribui para a promoção da saúde e prevenção de riscos e doenças. Queremos que a Amafresp seja um plano de saúde, e não um plano de gestão de doenças”, disse. As primeiras atividades do programa foram marcadas pelo Outubro Rosa e Novembro Azul. Em 31 de outubro, na sede da Associação, mais de 80 mulheres participaram da palestra “Outubro Rosa – Prevenção e Tratamento”, ministrada em cortesia pela Prof.ª Dra. Marianne Pinotti, mastologista do Hospital Beneficência Portuguesa. O evento também foi transmitido ao vivo pelo Facebook da Amafresp. Já a campanha Novembro Azul realizou quatro ações: na sede da Afresp (6 de novembro), durante o Almoço dos Aposentados de Santos (7 de novembro) e no Centro de Convivência de Guarulhos (24 de novembro e 1 de dezembro). Mais de 110 associados realizaram exames de glicemia, pressão arterial e PSA (homens acima de 40 anos), tendo sido detectados 4 casos com resultados alterados. Diferentemente da campanha de vacinação, as ações do Amavida irão priorizar eventos já programados em cada regional ou por outra diretoria, permitindo realizar prevenção sem os custos de organização e estrutura. “Estamos buscando fazer mais com menos”, ressaltou Chan.

A encarregada de Prevenção da Amafresp, Ticiana Melosi, acrescentou que o programa valoriza a qualidade de vida, desde o momento em que o paciente está saudável até uma condição em que precise de tratamento contínuo. “Os procedimentos do Amavida envolvem gerenciamento da saúde e acompanhamento personalizado”, afirmou.

5


Notícias DIRETOR DA AMAFRESP PARTICIPA DO 19º SEMINÁRIO DOS PLANOS DE SAÚDE DO FISCO ESTADUAL O diretor Renato Pei An Chan participou do 19º Seminário dos Planos de Saúde do Fisco Estadual, em 29 de outubro, na sede da Associação dos Auditores Tributários do Distrito Federal (Aafit). Mais de 40 pessoas, entre gestores, técnicos e especialistas convidados da área de saúde na modalidade de autogestão dos treze planos de saúde do Fisco Estadual, debateram o sistema de ressarcimento ao SUS, monitoramento da saúde populacional, otimização financeira em custos assistenciais da apólice de saúde e outros assuntos. “Os seminários da Febrafite são importantes para o compartilhamento de experiências entre as autogestões, além de oxigenar as administrações com novas tendências e serviços para a gestão da saúde. Tudo isso tem o intuito de oferecer o melhor serviço ao filiado a um custo competitivo”, disse Chan.

AMAFRESP ESTEVE PRESENTE NO 21º CONGRESSO INTERNACIONAL UNIDAS O diretor da Amafresp, Renato Pei An Chan, a gerente Rosângela Lázaro e o coordenador Alexandre Palácio participaram do 21º Congresso Internacional Unidas – Caminhos para Inovar, realizado em novembro, na Bahia. O objetivo do evento foi proporcionar aos participantes a possibilidade de debater temas importantes e diretamente relacionados com a gestão e a regulamentação do segmento de saúde do Brasil e do mundo. Segundo Chan, o congresso foi uma excelente oportunidade de networking entre congressistas, empresas e negócios do setor da saúde e especializados em soluções tecnológicas e ferramentas de gestão.

6


rede credenciada COMPOSIÇÃO DA REDE CREDENCIADA EM 2018

O setor de Credenciamento da Amafresp, em 2018, continuou os trabalhos para composição da rede credenciada de serviços na capital e, principalmente, nas cidades do interior. Ao total, foram mais de 119 credenciamentos, evidenciados nas tabelas abaixo. Além da prospecção, foi realizada a revitalização da rede, ou seja, os credenciados que não tiveram movimentação em um período de dois ou mais anos foram contatados para informar se ainda desejam prestar atendimentos aos filiados da autogestão, resultando em 207 descredenciamentos de prestadores. A coordenadora do setor, Liliana Barros, afirmou que os critérios de credenciamento estão cada vez mais rigorosos, levando em conta a capacidade técnica, qualidade da formação do prestador e suficiência de rede em determinadas especialidades, principal motivo pelo qual muitos pedidos de credenciamento não são efetivados.

CREDENCIADOS REGIONAL

TOTAL

REGIONAL

Liliana ainda ressaltou a importância da participação do filiado neste processo. “É necessário que nosso filiado manifeste suas necessidades e indique profissionais que se adequem aos padrões exigidos pela Amafresp”, falou. Em relação aos descredenciamentos, a coordenadora explicou que é uma ação necessária para que haja uma rede credenciada ativa. “Nosso indicador médico não refletia a real composição da rede, uma vez que alguns prestadores não realizavam efetivamente atendimentos”, comentou. Em 2019, o objetivo é intensificar parcerias com prestadores de serviços médicos, visando à garantia da qualidade e do custo do atendimento. Além disso, Liliana disse que o setor dará continuidade à ampliação de credenciamentos de médicos de família no interior de São Paulo, disponibilizando aos filiados um profissional de referência e confiança.

DESCREDENCIADOS 2018 TOTAL

REGIONAL

TOTAL

REGIONAL DO ABCD

9

REGIONAL DE OSASCO

4

REGIONAL DO ABCD

11

REGIONAL DE ARAÇATUBA

2

REGIONAL DE PIRACICABA

2

REGIONAL DE ARAÇATUBA

REGIONAL DE ARARAQUARA

2

REGIONAL DE PRESIDENTE PRUDENTE

1

REGIONAL DE BAURU

1

REGIONAL DE RIBEIRÃO PRETO

REGIONAL DE CAMPINAS

7

REGIONAIS DA CAPITAL (DRTC I, II E III)

22

REGIONAL

TOTAL

REGIONAL DE PIRACICABA

2

1

REGIONAL DE PRESIDENTE PRUDENTE

4

REGIONAL DE ARARAQUARA

1

REGIONAL DE RIBEIRÃO PRETO

14

REGIONAL DE CAMPINAS

15

REGIONAL DE SANTOS

5

REGIONAIS DA CAPITAL (DRTC I, II E III)

REGIONAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

6

REGIONAL DE FRANCA

1

REGIONAL DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

5

REGIONAL DE GUARULHOS

16

REGIONAL DE SOROCABA

8

REGIONAL DE JUNDIAÍ

9

REGIONAL DE TAUBATÉ

3

REGIONAL DE MARÍLIA

2

TOTAL GERAL

119

15

REGIONAL DE SANTOS

1

108

REGIONAL DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

3

REGIONAL DE FRANCA

1

10

REGIONAL DE GUARULHOS

REGIONAL DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

9

3

REGIONAL DE JUNDIAÍ

REGIONAL DE SOROCABA

8

7

REGIONAL DE MARÍLIA

REGIONAL DE TAUBATÉ

4

TOTAL GERAL

207

REGIONAL DE OSASCO

3

7


prevenção CONHEÇA O PROGRAMA AMAFRESP PRESENTE

A Amafresp, para intensificar práticas assistenciais de qualidade de vida e buscando promover a recuperação da saúde do seu filiado convalescente, desenvolveu o programa Amafresp Presente. Segundo dados da diretoria da autogestão, a Amafresp está selecionando os filiados com condição de fragilidade, portadores ou não de incapacidade funcional e/ou (co)morbidades, e com alto índice de (re)internações hospitalares nos últimos 12 meses. Entre os principais objetivos do programa, estão a manutenção e estabilização clínica do filiado; o controle dos fatores de risco por meio de acompanhamento personalizado de saúde; a promoção de qualidade de vida; e a redução no custo assistencial da Amafresp em virtude da diminuição no

8

número de internações evitáveis. O filiado selecionado pela equipe do programa e que aderir às suas regras terá um médico de família como referência para seus cuidados e benefícios exclusivos, por exemplo: fornecimento de medicação oral e coleta domiciliar de exames laboratoriais. Para mais informações sobre o funcionamento do Amafresp Presente, consulte a Instrução Normativa nº 08 do Regulamento da Amafresp. “Internação é o item que representa a maior parcela de custo da Amafresp e o Amafresp Presente é um dos programas que, além de contribuir, de maneira humanizada e efetiva, para o bem-estar do filiado, poderá ajudar a diminuir o número de reinternações”, explicou o diretor da Amafresp, Renato Pei An Chan.


AMAFRESP INICIA PROGRAMA MÉDICO DE FAMÍLIA EM BRAGANÇA E REGIÃO Em novembro, a Amafresp promoveu a palestra “Prevenção e Medicina de Família e Comunidade ” no Núcleo Avançado Millenium, localizado em Bragança Paulista, com o Dr. José Ricardo Scalise, e também lançou o programa Médico de Família para os filiados da região. Os objetivos do encontro foram mostrar a importância de um médico de família, que é um especialista em pessoas e cuida delas ao longo de todas as fases da vida, e apresentar aos filiados o Dr. Scalise como médico oficial do programa daquela região. “Oferecer um médico de família é uma ação inovadora entre os planos de autogestão. Além disso, vai ao encontro de nosso objetivo de disponibilizar para nossos filiados um profissional de referência. Queremos que a família Amafresp se sinta amparada e acompanhada por um médico de confiança”, disse o diretor da Amafresp, Renato Pei An Chan. Chan ressaltou que para o sucesso do programa é necessário que os filiados busquem o apoio desse profissional em todos os momentos, inclusive antes de procurar qualquer outro especialista: “É preciso que exista uma relação estreita entre os nossos filiados e o médico de família. Um dos principais motivos de êxito deste tipo de programa no mundo é que o médico de família conhece todo o histórico clínico do paciente, o que facilita diagnóstico e evita exames e procedimentos desnecessários, mas, para que esse histórico seja formado, é indispensável o contato permanente entre eles”.

SERVIÇO PROGRAMA MÉDICO DE FAMÍLIA AMAFRESP EM BRAGANÇA E REGIÃO Dr. José Ricardo Scalise (médico de família da Amafresp) Agendamento de consultas: (11) 2490-1811/1824 Local: Av. José Gomes da Rocha Leal, 107 – Centro – Bragança Paulista

O diretor ainda falou sobre o ganho de agilidade no tratamento em razão do programa. “Outra característica deste programa é poder proporcionar ao filiado Amafresp encaixes para atendimento com mais facilidade ou agendamentos em prazos mais curtos”, finalizou o diretor.

Leia o artigo Prevenção e ‘Seguro Saúde’ na página a seguir.

9


artigo PREVENÇÃO E “SEGURO SAÚDE” José Ricardo Scalise, médico, especialista em Medicina de Família e Comunidade e Mestre em Biologia Molecular dos Tumores É muito comum termos uma sensação de maior segurança quando fechamos um contrato com uma boa operadora de saúde, da mesma forma que nos sentimos mais seguros quando fazemos o seguro do nosso carro. A diferença é que do carro cuidamos com muita atenção, optamos sempre pelo melhor, mas, quando se trata de nossa saúde, ficamos na ilusão de que nosso contrato nos amparará quando precisarmos e pouco nos mobilizamos para evitar adoecer... Parece um pouco rude, porém, se observarmos bem, cuidamos melhor do nosso carro do que da nossa saúde, fazemos revisões preventivas, periódicas, troca de óleo, alinhamento, balanceamento, funilaria se houver o menor amassadinho! E com nossa saúde, fazemos o mesmo? Cuidamos do nosso combustível? Segundo dados do IBGE, entre 2006 e 2016, houve um aumento de 60% na taxa de obesidade no Brasil, o que se reflete na avaliação de saúde realizada pela Amafresp na Campanha Saúde, publicada na edição anterior desta revista, em que 58% dos avaliados se encontravam com seu IMC (Índice de Massa Corpórea, que é o peso dividido pela altura ao quadrado) elevado, bem como 66% com valores elevados na circunferência abdominal! A preocupação é que a obesidade é silenciosa, não dá sintomas, mas é causa de elevação da Pressão Arterial, da Diabetes e, consequentemente, do Infarto Agudo do Miocárdio e do Acidente Vascular Encefálico, as duas doenças que mais matam no Brasil e no mundo!

Fazemos nossas revisões periódicas? A Agência Nacional de Saúde mostra que apenas 35% das mulheres que possuem planos de saúde estão em dia com suas mamografias. Esses são apenas alguns exemplos de situações que colocam nossa saúde em risco, e não podemos ficar na inércia frente a elas! A Amafresp novamente se mobilizou para ajudar a enfrentarmos essas situações de risco e criou seu primeiro polo de Saúde da Família, em Bragança Paulista, em que o foco é cuidar, com uma visão global do paciente, com ações preventivas e curativas, em todas as faixas etárias. A intenção é manter tudo revisado, ajudando a estruturar mudanças no estilo de vida, para sermos mais ativos com nossos cuidados, para não sermos pegos de surpresa por situações preveníveis ou evitáveis, utilizando o plano como um plano de saúde, e não um plano de doença. Pode parecer algo inovador, mas está embasado em diversos resultados positivos nacionais e, principalmente, internacionais. No Brasil, começou no Rio Grande do Sul, no final da década de 70, com centros formadores de Médicos de Família, antes mesmo do SUS implementar a estratégia de Saúde da Família, e em países como Canadá, Inglaterra, Espanha e muitos outros que implantaram projetos em operadoras de saúde, formados com base na prevenção e focados em médicos de família. Os resultados dependem de todos nós, da nossa atenção com a saúde e com atitudes realmente mais saudáveis no dia a dia, dos médicos e da excelência da gestão.

raio x MAIORES PRESTADORES NO GERAL

Novembro de 2017 a outubro de 2018

10


MAIORES OFENSORES Maiores usuários | Beneficiários classificados por % no Custo Operacional Total

PERFIL DEMOGRÁFICO

Distribuição das vidas por faixa etária

19.885 BENEFICIÁRIOS

Distribuição de sinistro por faixa etária

Novembro de 2017 a outubro de 2018

11


EVOLUÇÃO DA COTA EM 2018 JAN

FEV

MAR

ABR

MAI

JUN

JUL

AGO

19.838.163,32

16.512.049,49

15.835.477,44

19.335.591,64

18.120.651,58

18.535.215,47

19.485.450,01

19.187.843,18

ENCARGOS TRIBUTÁRIOS (2)

68.797,41

57.090,84

55.383,94

62.127,01

75.452,21

79.762,86

75.239,49

65.627,68

DEVOLUÇÃO DE COTAS (3)

2.904,70

4.318,00

825,19

3.322,97

6.122,78

10.683,80

5.529,41

659,65

TAXA ADMINISTRATIVA (7%) (4)

1.244.062,90

1.388.671,43

1.155.843,46

1.108.483,42

1.353.491,41

1.268.445,61

1.297.465,08

1.363.981,50

RECEITA RECIPROCIDADE (5)

898.342,93

778.988,04

481.279,94

645.219,76

1.057.368,96

814.875,31

865.196,15

1.588.106,31

64.515,63

280.309,69

93.710,39

137.529,82

113.877,38

358.187,78

852.786,15

133.576,63

20.191.069,77

16.902.832,03

16.472.539,70

19.726.775,46

18.384.471,64

18.721.044,65

19.145.701,69

18.896.429,07

35.638,20

35.644,50

35.640,90

35.641,90

35.725,60

35.761,70

35.781,30

35.853,90

VALOR REAL DA COTA (9)

566,56

474,21

462,18

553,47

514,60

523,49

535,08

527,04

VALOR DA COTA COBRADA (10)

505,00

514,00

514,00

514,00

514,00

520,00

526,00

526,00

CUSTOS DE ATENDIMENTO (1)

RECEITAS DIVERSAS (6) SALDO (7) QUANTIDADE DE COTAS (8)

Notas explicativas:

5. Receita proveniente das associações de outros estados por

1. Representa o total gasto com despesas assistenciais, reem-

conta da utilização dos serviços da Amafresp por seus filiados

bolso, ressarcimento ao SUS, tributos dos prestadores retidos

6. Receitas com origem na cobrança de coparticipação, fran-

na fonte pela Amafresp

quias e diferença de tabela

2. Encargos tributários próprios da Amafresp (INSS autônomos

7. Saldo = (1)+(2)+(3)+(4)-(5)-(6)

+ COFINS)

8. Total de cotas ativas na Amafresp

3. Devolução de valores cobrados em excesso

9. Valor real da cota = (7)/(8)

4. Em virtude do uso da estrutura física e de pessoal da Afresp,

10. Valor efetivamente cobrado em mensalidades

é repassado à associação o montante de 7% dos valores dos

* Valor em previsão com base em contas a pagar e receber, con-

custos assistenciais da Amafresp

tas em aberto e internações autorizadas

EVOLUÇÃO MENSAL DOS CUSTOS ASSISTENCIAIS

Novembro de 2017 a outubro de 2018

12


CUSTOS POR GRUPO DE DESPESA SET

OUT

NOV

DEZ

19.518.760,64

18.673.712,09

21.112.092,54

17.432.550,29

86.223,39

90.270,77

85.901,87

85.698,32

404,00

6.449,37

3.204,00

11.246,60

1.343.149,02

1.363.900,67

1.309.572,42

1.477.846,48

902.499,23

1.726.220,08

1.354.449,04

992.479,56

290.621,07

134.201,05

231.337,63

319.170,47

19.755.416,75

18.273.911,77

20.924.984,16

17.695.691,66

35.896,70

35.933,10

35.943,60

35.944,80

550,34

508,55

582,16

492,30

528,00

534,00

534,00

549,00

Proporção de custo por grupo de despesa (%)

Novembro de 2017 a outubro de 2018

TAXA DE INTERNAÇÃO HOSPITALAR

13


FREQUÊNCIA DE UTILIZAÇÃO Taxa mensal em consulta efetiva por beneficiário

Média de exames por beneficiário no mês

Taxa mensal em pronto-socorro por beneficiário

14


viver bem FLORAIS: EQUILÍBRIO PARA O CORPO E MENTE

A terapia floral é um método vibracional complementar e é reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Trata desarmonias emocionais e mentais, que se refletem nas mais variadas formas de sintomas no corpo. Por ser um método complementar, pode ser associada a qualquer procedimento terapêutico físico ou psíquico, acelerando, dessa forma, o processo curativo da consciência, pois age na causa das doenças, e não nos sintomas. As essências florais dão apoio energético ao processo de recuperação da saúde, melhorando a harmonia interior. Essa terapia não substitui os tratamentos médicos e psicoterapêuticos convencionais ou alternativos, mas os complementa.

entrevista. E, assim, formulará o floral para ser pedido a uma farmácia de manipulação de confiança, ou o próprio terapeuta poderá preparar o floral. Na terapia do Dr. Bach, podem ser usadas até sete essências juntas. A orientação, de forma geral, é tomar quatro gotas de sua fórmula quatro vezes ao dia. Os florais podem ser tomados por vários meses, dependendo da resposta ao tratamento. Não há um tempo determinado de terapia, pois cada pessoa tem uma resposta diferente aos florais.

Florais de Bach

RAZÕES PARA TOMAR FLORAIS

Essa terapia alternativa foi pesquisada e sistematizada pelo médico homeopata e patologista Edward Bach, que possuía um talento especial: uma grande sensibilidade para a natureza. Interessado em aliviar o sofrimento humano, um dia descobriu que a diluição de essências florais era um sistema terapêutico capaz de equilibrar estados emocionais negativos e causa de doenças físicas e mentais.

- Embora não seja o único, é o principal instrumento utilizado para o equilíbrio das emoções e dos comportamentos mentais. Pode ser usado de maneira complementar, integrando-se perfeitamente a todo tipo de tratamento (nutricional, homeopático etc).

Segundo Bach, a ação dessas essências não se dá por meio de um processo químico ou farmacológico, mas vibracional. Essa qualidade promoveria uma ressonância celular estimulante da saúde. O National Center for Complementary and Alternative Medicine, do Instituto de Saúde dos EUA, classifica essa terapia como frontier medicine, isto é, ainda pouco explorada. As 38 essências florais descobertas por Bach tratam as pessoas e não as doenças, e cada floral corresponderá às características individuais, bem como a forma como cada um reage às situações da vida. Como utilizar Os florais, preferencialmente, devem ser indicados por um terapeuta floral, que vai ajudar a pessoa a descobrir o que nesse momento atual se faz mais necessário, após uma minuciosa

- Não possui contraindicações nem efeitos colaterais, pois não é remédio. Até mesmo mulheres grávidas podem usá-lo. Indicado sem limite de idade e por tempo indeterminado. - Estimula sentimentos como o amor, a fé, a esperança, a alegria, coragem e paz, além de outras qualidades necessárias para que cada pessoa possa enfrentar a vida e as doenças de forma mais equilibrada. - Desperta o potencial de autocura que toda pessoa possui. Também melhora a fluência de energia física, mental e emocional.

15


Profile for afrespsp

Amafresp em Foco  

Amafresp em Foco  

Profile for afrespsp
Advertisement