__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

ANS - nº31763-2

Cartilha de Prevenção

1

Diabetes Fevereiro/2015


Apresentação Uma das missões da Amafresp é prezar pela qualidade de vida de seus filiados e pela prevenção através da informação, pois esta é uma importante ferramenta para alcançarmos um cotidiano mais saudável, ativo e feliz. Ajudar nosso filiado a melhorar sua qualidade de vida e bem-estar é nosso objetivo! Nessa cartilha, colocamos à disposição de nosso filiado informações sobre a diabetes, síndrome que se detectada a tempo e tratada adequadamente pode evitar graves complicações futuras. Apresentamos informações sobre a diabetes, suas formas, causas, sintomas, seus fatores de risco e tratamentos para seu controle. Um adequado controle, além de evitar suas graves complicações, é fundamental para que nosso filiado mantenha sua saúde, bem-estar e, consequentemente, sua qualidade de vida. É a Amafresp cuidando da sua saúde. Boa leitura!

Alexandre Lania Gonçalves

Rodrigo Keidel Spada

Diretor da Amafresp

Presidente


O que é DIABETES MELLITUS? Diabetes Mellitus (DM) é uma síndrome do metabolismo que resulta no acúmulo de glicose no organismo. Pacientes com DM apresentam deficiência na produção de insulina, o hormônio produzido no pâncreas, responsável por metabolizar a glicose (reguladora da entrada de açúcar nas células). Com a deficiência parcial ou total de insulina, o organismo não absorve a glicose e as taxas de açúcar no sangue aumentam de forma permanente, o que se caracteriza como hiperglicemia e dá origem à DM.

Tipos Diabetes Mellitus Tipo I - Normalmente se inicia na infância ou adolescência. Resulta da destruição de células pancreáticas com consequência na produção de insulina, dessa forma o pâncreas produz pouca ou nenhuma insulina. Representa 5% a 10% dos casos de DM. Diabetes Mellitus Tipo II – Ocorre entre 90% a 95% dos casos. Caracterizada pela resistência das células à insulina ou pela diminuição na produção de insulina, que se torna insuficiente para a manutenção do nível normal


4

de glicose no sangue. Pode ocorrer em qualquer idade, mas geralmente é diagnosticada após os 40 anos. Diabetes Gestacional – Qualquer intolerância à glicose com início ou diagnóstico durante a gestação. Ocorre entre 1% a 14% das gestações. Na maioria dos casos há reversão após a gravidez. Pré-Diabetes – Caracterizada pela glicemia de jejum alterada e a tolerância à glicose diminuída, que são fatores de risco para o desenvolvimento da DM. É caracterizada como período intermediário entre o normal da glicose e a DM.


5

Causa Não se sabe ao certo por que as pessoas desenvolvem a DM Tipo I. Existem casos em que algumas pessoas nascem com genes que as predispõem à doença, mas outras têm os mesmos genes e não têm diabetes. Pode ser algo próprio do organismo ou uma causa externa motivada por determinados tipos de vírus. A DM tipo II possui um fator hereditário maior do que a DM tipo I. Além disso, está fortemente ligada à obesidade e ao sedentarismo.

Sintomas Os sintomas clássicos são: • Poliúria (aumento da frequência das micções) / nictúria (aumento da frequência das micções durante o período noturno) • Polidipsia (aumento da sede) / boca seca • Polifagia (aumento da fome) • Emagrecimento rápido • Fraqueza / letargia • Prurido vulvar


6

• •

Diminuição brusca da acuidade visual Hiperglicemia (aumento da glicose no sangue) ou glicosúria (presença de glicose na urina)


7

Complicações causadas pela DM • Impotência sexual • Insuficiência renal • Infecções urinárias ou cutâneas de repetição • Obstrução das veias • Aterosclerose • Síndrome do pé diabético com ulcerações (feridas) crônicas • Degeneração dos nervos periféricos • Retinopatia Diabética (lesões na retina), podendo levar da diminuição da visão à cegueira • Problemas neurológicos, principalmente relacionados aos pés, como perda da sensibilidade • Amputação de membros, entre outros

Fatores de Risco Não Modificáveis • Idade igual ou superior a 45 anos • Histórico familiar de parentes de 1º grau Modificáveis • Obesidade • Tabagismo • Sedentarismo • Hipertensão Arterial • Má qualidade da alimentação • Uso de medicamentos que aumentam a glicose


8

Diagnóstico A DM é caracterizada pelo excesso de glicose no sangue, recorrente e/ou persistente, e é diagnosticada através de coleta laboratorial de sangue após jejum de 8 h a 12 h.

Epidemiologia A frequência da diabetes tem aumentado rapidamente em todo o mundo. Recentemente, a OMS (Organização Mundial da Saúde) reconheceu a doença como epidêmica. As estatísticas apontam que o número de casos registrados em 1977, cerca de 143 milhões, deve duplicar até 2025, podendo chegar aos 300 milhões. No Brasil, existem hoje 5 milhões de diabéticos. Estimativas revelam que até 2025 serão 11,6 milhões. Alguns dos fatores que favorecem esse crescimento alarmante de casos são o estilo de vida e o envelhecimento da população.


9

Tratamento Não existe cura para a Diabetes Mellitus, mas existe a prevenção da doença e diversos tratamentos, que quando seguidos corretamente, proporcionam saúde e qualidade de vida para o portador da DM. Tratamento Farmacológico Comprimidos hipoglicemiantes subcutânea.

e/ou

insulina

Tratamento não Farmacológico Dieta - a dieta é o ponto fundamental do tratamento. Deve ser individualizada para cada tipo de paciente, pois depende de peso, altura, sexo, grau de atividade realizada diariamente, entreoutros. Basicamente deve ser composta por: 50% a 60% de carboidratos, 30% de gorduras e 10% a 15% de proteínas. Deve ser dividida entre 5 e 6 porções/dia. A dieta deve ser rica em fibras, vitaminas e sais minerais, que são encontrados nas frutas e hortaliças. O consumo de bebida alcoólica deve ser restrito, principalmente para pacientes obesos. Evitar: massas/pães em excesso, carnes gordas, embutidos, frituras, laticínios integrais, molhos e cremes ricos em gordura e alimentos refogados ou temperados com excesso de óleo, além de doces e refrigerantes. Priorizar alimentos e bebidas diets e/ou com baixa caloria.


10

Atividade Física - praticar atividade física regular de 30 a 40 minutos, ao menos, 5 vezes por semana. Caminhadas diárias são boas para o controle da diabetes. Antes de iniciar a atividade física, o indivíduo deverá passar por uma avaliação médica.

Prevenção Prevenção Primária: Prevenção do início da DM. DM Tipo I – Estímulo ao aleitamento materno e evitar a introdução do leite de vaca nos 3 primeiros meses de vida. DM Tipo II – A maioria dos indivíduos que têm DM tipo II também apresenta obesidade, hipertensão arterial e dislipidemia, sendo a DM o elo de ligação entre esses distúrbios metabólicos. A prevenção está baseada na dieta e na prática de atividades físicas, buscando combater excesso de peso. Reduzir ainda o consumo de álcool e cigarro. Prevenção Secundária: Prevenção das complicações agudas ou crônicas. DM Tipo II – Além de tratar a hipertensão arterial, a obesidade e a dislipidemia, é necessário fazer a prevenção de úlceras nos pés através de cuidados específicos e realizar exames periódicos da função renal e da retina.


Diretoria Executiva Presidente: Rodrigo Keidel Spada 1º Vice-Presidente: Alexandre Lania Gonçalves 2º Vice-Presidente: Angela Manzoti Nahman Secretário Geral: Matheus Henrique Lopes P. Lima Secretário Adjunto: José Roberto Soares Lobato 1º Tesoureiro: Denis da Cruz Mangia Maciel 2º Tesoureiro: José Carlos Libano

Telefones Amafresp Amafresp Emergência 0800-173017 Gerência e Diretoria Amafresp (11) 3886-8881 Serviço Social (11) 3886-8889 Prevenção Amafresp (11) 3886-8850/3886-8856 Emissão de Guias (11) 3886-8857/3886-8816/3886-8867 Credenciamento (11) 3886-8855/3886-8853/3886-8828 Reembolso (11) 3886-8818 Filiado à

Esta cartilha foi desenvolvida pelo departamento de Marketing & Comunicação da Afresp em fevereiro/2015. Ilustrações Luciana Mattiello.

Marketing & Comunicação - 2015

11


Profile for Afresp

Cartilha Amafresp  

Cartilha de Prevenção Diabetes

Cartilha Amafresp  

Cartilha de Prevenção Diabetes

Profile for afresp_sp
Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded