Page 1

Textos CrĂ­ticos

Socorro Afonso Nilson


Textos Críticos

Texto crítico publicado no blog http://rondagrupo.blogspot.com.br/p/socorro.html março 2009

Espetáculo: Socorro Direção/Concepção: Zilá Muniz, Dançarinos: Egon Seidler, Karina Degregório, Paula Bittencourt e Vicente Mahfuz; Consultoria em Formas Animadas: Valmor Nini Beltrame; Bonecos: Marcos Oliveira; Cenário: Fernando Marés; Iluminação: Camila Ribeiro e Irani Apolinário; Figurino: Zilá Muniz; Trilha sonora: Zilá Muniz e Javier Venegas (músicas de Steve Reich); Fotos: Camila Ribeiro, Cristiano Prim, Vicente Mahfuz e Marcos Klann http://rondagrupo.blogspot.com.br/p/socorro.html

2


Textos Críticos

“Gritos de Socorro”, texto do austríaco Peter Handke que serviu de roteiro para montagem do espetáculo pelo Ronda Grupo de Dança e Teatro, usa a linguagem não verbal para elaborar um discurso sobre as relações de coexistência entre as pessoas no mundo contemporâneo, seus conflitos e as regras a que estão submetidas. Para pôr em cena essas questões, a diretora e coreógrafa Zilá Muniz se utilizou de dança, teatro de animação, enunciações sobrepostas, jogo de sombras e uma trilha sonora de grande qualidade sugestiva. O aproveitamento estético das correlações sugeridas no texto e a maneira como a montagem sugere as inter-relações das coreografias com o tema proposto é um dos pontos fortes do espetáculo. Com iluminação precisa, favorecendo os jogos de segundo plano e cenas simultâneas, a beleza plástica da movimentação coreográfica dos 3


Textos Críticos atores sintetiza, juntamente com a excelente trilha sonora montada pela diretora, um aparato simbólico capaz de, sem enredo claro, tornar-se compreensível e provocar identificação. Não por acaso, certas cenas podem provocar certo desconforto na plateia quando, por exemplo, no jogo entre vontade e resistência vemos o poder do mais forte arremessar repetidamente para trás o mais fraco; quando vemos transformado em boneco o corpo do atorbailarino - manipulado indiscriminadamente pelo grupo que o cerca; ou quando vemos o “não” enunciado pelo ator se misturar aos outros “nãos” emitidos pela atriz até quase a incompreensão. Estas pequenas cenas que se sucedem como num apanhado metafórico de situações cotidianas provocam o desconforto justamente por parecerem habituais, metaforicamente reconhecíveis no diaa-dia. Tal como na montagem do Grupo Teatro Sim... Porque Não?!!!, “O Pupilo Quer ser Tutor”, 4


Textos Críticos as metáforas de Handke vão mais fundo, não pelo drama específico dos personagens que retrata, mas pelas correlações com uma realidade tão avassaladoramente presente, que é impossível ficar inerte a explosão de significados que o autor suscita. Neste aspecto, a montagem do grupo Ronda alcança também o patamar simbólico que insere o público num universo que, à primeira vista, parece áspero, difícil e até aleatório, mas que aos poucos se torna tão real, tão presente, que é impossível não se saber pertencente a este mundo que não raras vezes se define pela aspereza, dificuldade e aleatoriedade.

5

Crítica teatral sobre o espetáculo Socorro  

Texto crítico sobre o espetáculo teatral Socorro. Florianópolis, SC - Brasil. 2009. março 2009

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you