Page 1

Agrupamento de Escolas de Afonsoeiro e Sarilhos Grandes Biblioteca Escolar


Alda, a “Galega” Junto ao rio morava uma Alda, oriunda da Galiza, que tinha uma venda para servir as gentes que abordavam o porto, no sentido de se deslocarem para Lisboa. No percurso das viagens, logo por certo, os viajantes afirmavam passar pela Alda, a “Galega”, que originaria o nome primitivo da povoação – Aldeia Galega, hoje Montijo.


No âmbito do projecto da Biblioteca Escolar do Agrupamento foi estabelecida uma parceria com o Serviço Educativo do Museu Municipal do Montijo no sentido de dar a conhecer e/ou ampliar o conhecimento relativo à história local no que respeita às origens da sede do concelho.

As técnicas do referido serviço educativo apresentaram a Lenda da Aldeia Galega, antigo nome do Montijo, através de leitura da lenda em paralelo com o visionamento de um powerpoint elucidativo da mesma às turmas do Agrupamento de Escolas de Afonsoeiro e Sarilhos Grandes.


Foi-nos explicado que, tal como todas as lendas, este tipo de informação é sustentada na tradição oral, perpetuada de geração em geração, sendo difícil o apuramento da sua veracidade. No entanto as lendas desempenham um papel essencial na justificação de topónimos,* de costumes e tradições de cada localidade, espelhando a sua cultura.

* Topónimo – nome de uma localidade, lugar ou sítio


De seguida fizemos actividades de compreensão do texto ouvido, ou seja reconstruímos oralmente a lenda, apurámos as características das personagens e dos locais, mais especificamente em relação ao espaço usado pela Alda, a galega, para desenvolver a sua actividade económica – a estalagem*.

* Estalagem – hospedaria, albergaria, pousada

Posteriormente procedemos à exploração tridimensional da lenda em grupos de trabalho na elaboração de maquetas:  pintura das personagens e da estalagem; edificação dessas estruturas.


Só conhecendo o passado podemos compreender o presente.

Ficámos a saber a importância que a Alda que veio da Galiza ( zona norte de Espanha) teve para o desenvolvimento do comércio local com a instalação da sua estalagem, a qual servia de abrigo aos comerciantes de outros pontos do país que se deslocavam para Lisboa.

Lendas da nossa terra  

Lendas da nossa terra

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you