Page 1


Quem Somos

índice

3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13

O DESPERTAR - 2014/20145

14 15 16-17 18-19 20-21 22-23 24-25 26-27 28 29 30-31

02

Editorial As escolas do Agrupamento Afonso de Paiva

Escola Básica Afonso de Paiva (escola-sede) Morada: Rua Dr. Francisco José Palmeiro 6000-230 Castelo Branco

Uma visão da escola Cidadania Inclusão

Telefone: 272 339 240 Telemóvel: 964 863 699 Fax: 272 339 249 Email: agrupamentoapaiva@gmail.com

Escola e Comunidade Uma escola com arte Desporto Escolar Saúde e Ambiente Leitura e Literacia Formação

Memória Anual setembro outubro novembro dezembro janeiro fevereiro março abril maio-junho Finalistas do 9.º Ano

Edição N.º2, junho2015 FICHA TÉCNICA: Propriedade: Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva Diretor: Rui Duarte Redação: Equipa de Divulgação e Comunicação do AE Afonso de Paiva Créditos Fotográficos: Comunidade Educativa Design Gráfico e Paginação: Informarte Impressão: Alves & Albuquerque Tiragem: 1400 exemplares


“Numa tripulação nenhum elemento é louvado pela forte individualidade da sua remada.” R. W. EMERSON A participação é uma das dimensões decisivas na construção de qualquer projeto conducente à transformação das escolas em espaços de liberdade, de iniciativa e de intervenção. É pela participação e pela intervenção que a inovação se constrói e, no caso da educação, a escola é o seu lugar privilegiado. O conceito de escola como Comunidade Educativa assenta no reconhecimento da importância de cada um dos elementos do Agrupamento para a construção e concretização de um Projeto Educativo. Mais um ano a terminar e, uma vez mais, o Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva edita a revista anual O DESPERTAR referente ao ano letivo 2014/2015, com o intuito de divulgar/partilhar a dinâmica interna, assim como um conjunto de atividades e ações, desenvolvidas quer no âmbito das atividades curriculares, quer no âmbito das atividades de complemento e enriquecimento curricular. As imagens captam a enorme variedade de eventos e atividades realizadas nas diferentes unidades orgânicas do Agrupamento e refletem o esforço, a dedicação, o empenho e a colaboração que todos manifestaram no decurso de mais um ano da vida do nosso Agrupamento. Neste anuário estão representados todos os elementos da Comunidade Educativa que deram o contributo indispensável na prossecução da Missão e dos Valores inscritos no Projeto Educativo e dos objetivos propostos no Plano Anual de Atividades de 2014/ 2015: os alunos, os docentes, os funcionários, os pais e todas as instituições parceiras que connosco colaboram. O Agrupamento faz-se com todos e para todos existe como espaço de aprendizagem, de crescimento e de realização pessoal e profissional, mantendo uma atitude de constante e total abertura e cooperação com a comunidade local em que se insere. Para todos o meu bem-haja. Como instituição de ensino é nosso dever possibilitar a todas as crianças e jovens

um ensino académico de qualidade, mas, tão importante como isso, é também nosso dever garantir que todos se sintam elementos fundamentais deste espaço de partilha. Somos um Agrupamento dinâmico e rico na diversidade e são “momentos da vida” como os que aqui encontramos ilustrados que nos indicam que o Agrupamento é também um local de encontro, de socialização, de convívio e de afetos, onde desejamos que toda a comunidade escolar, efetivamente, se possa sentir realizada e feliz. Quero deixar um agradecimento público à equipa de Divulgação e Comunicação e a todos aqueles que com ela colaboraram, pelo empenho e dedicação que mostraram ao longo do ano letivo, na promoção da imagem das diferentes unidades orgânicas, das iniciativas e projetos desenvolvidos, no reforço da imagem identitária do Agrupamento, conferindo-lhe um elevado nível de visibilidade perante a comunidade, a nível local, regional e nacional. Aproveito a oportunidade para desejar a todos os alunos um final de ano letivo pleno de sucesso, com sinceros votos de que os saberes, competências e valores adquiridos vos possam servir de referência pela vossa vida fora. Aos finalistas desejo as maiores felicidades para as novas etapas da sua vida, pedindo-lhes que não esqueçam a nossa Escola. Voltem sempre… Aos que ficam, a todos sem exceção, faço um apelo para que continuemos a nortear a nossa ação, tendo como horizonte primordial a prestação de um serviço público de qualidade que contribua para formar cidadãos críticos e conscientes dos seus deveres e direitos. Com entusiasmo, motivação e otimismo, continuaremos a apostar num Agrupamento que promova uma cultura de liberdade, sempre atento à diversidade da comunidade que acolhe, num Agrupamento inclusivo e que defenda, intransigentemente, os valores da Competência, da Responsabilidade, da Solidariedade, da Disciplina, da Participação e do Humanismo. Votos de boas férias…e até sempre. O Diretor do Agrupamento Rui Duarte O DESPERTAR - 2014/2015

EDITORIAL

03


O AE Afonso de Paiva é constituído pela EB Afonso de Paiva (escola-sede com 1.º, 2.º e 3.º ciclos), pelos jardins de infância de Freixial do Campo, Quinta das Violetas, Salgueiro do Campo e Sarzedas, pela Escola Básica do 1.º ciclo com jardim de infância do Castelo e pelas escolas básicas do 1.º ciclo de Mina, São Tiago e Sarzedas, possuindo ainda um espaço (escola do 1.º ciclo já extinta) que funciona como sala de apoio (Salgueiro do Campo).

As escolas do

Agrupamento Afonso de Paiva

EB do Salgueiro do Campo

EB das Sarzedas

EB Afonso de Paiva

Atividades

O DESPERTAR - 2014/2015

de Enriquecimento Curricular

04

Oferta formativa ENSINO REGULAR

OUTRAS OFERTAS

- Pré-escolar - 1.º Ciclo - 2.º Ciclo - 3.º Ciclo

Ensino Doméstico Ensino Especializado da Música Intervenção Precoce (SNIPI) Unidade de Ensino Estruturado para Alunos com Espectro do Autismo (UEE) Ensino Bilingue para Alunos com Deficiência Auditiva (EREBAS) Educação e Formação para Adultos (Estabelecimento Prisional)

AEC de Inglês . AEC de Atividade Física e Desportiva . AEC de Expressão Musical . AEC de Expressão Plástica . Clube da Floresta “O Mocho” . Clube de Leituras . Clube de Música . Clube de Teatro . Desporto Escolar . Oficina de Artes . Programa Eco-Escolas . Programa Parlamento dos Jovens . Projetos diversos

EB da Mina


EB S. Tiago

Queremos ser um agrupamento capaz de receber todos os públicos e de se organizar para nele cada um encontrar uma resposta adequada e uma oportunidade. Um agrupamento capaz de detetar as diferenças potenciadoras de uma comunidade escolar mais rica, que assente a sua riqueza na diversidade. Queremos assumir uma cidadania empenhada, criar uma instituição prestadora de serviços educativos, implementando soluções adaptadas à comunidade que serve, propondo-se responder às suas necessidades e expectativas, criando oportunidades para todos e assumindo-se como agente de mudança.

Jardim de Infancia das Sarzedas

Jardim de Infancia do Salgueiro do Campo

EB e Jardim de Infancia do Castelo

Um lema, uma missão: integrar, unir, formar Este é o lema do nosso Agrupamento, o mote que sintetiza a forma como pensamos a escola, definimos as nossas metas e planeamos toda a nossa ação educativa. Construímos todos os dias uma escola alicerçada nos seguintes princípios: - INTEGRAR realidades distintas, tendo em conta a heterogeneidade dos alunos e dos agregados familiares, garantindo igualdade de oportunidades para todos. - UNIR para finalidades comuns, agregando esforços e vontades de toda a comunidade educativa. - FORMAR para o desenvolvimento dos indivíduos, de acordo com as suas potencialidades e anseios. Princípios norteadores na missão de educar e formar Abertura ao meio . Ambição . Cidadania e cultura democrática . Cooperação . Criatividade . Diversidade . Eficácia e eficiência . Exigência . Inovação . Qualidade . União . Valorização do conhecimento e do indivíduo

uma visão da escola

O DESPERTAR - 2014/2015

Jardim de Infancia do Frexial do Campo

Jardim de Infancia Quinta das Violetas

05


O DESPERTAR - 2014/2015

cidadania

06

O Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva visa contribuir para a formação de pessoas responsáveis, autónomas, solidárias e que respeitem os outros. A prática da cidadania constitui um processo participado, individual e coletivo, que apela à reflexão e à ação sobre os problemas sentidos por cada um e pela sociedade. Por se tratar de uma das nossas prioridades, os alunos têm, semanalmente, como Oferta Complementar, a Educação para a Cidadania, em que são abordados diversos temas fundamentais, tais como: Educação Rodoviária, Educação para o Desenvolvimento, Educação para a Igualdade de Género, Educação para os Direitos Humanos, Educação Ambiental/Desenvolvimento Sustentável, Educação para os Media, Educação para a Saúde e a Sexualidade, Educação do Consumidor, Educação Intercultural, promoção do Voluntariado, entre outros. A Educação para a Cidadania concretiza-se diariamente nas diversas áreas/disciplinas e, ainda, noutras atividades e ofertas do Agrupamento, nomeadamente, clubes, projetos e ações de sensibilização dinamizadas por professores e parceiros do Agrupamento. Por outro lado, o Agrupamento implementou, no presente ano letivo, o Projeto de Promoção da Disciplina na Escola, para que, numa ação conjunta e concertada dos atores educativos, conseguisse otimizar a disciplina, melhorar a postura cívica dos alunos dentro e fora da sala de aula e, consequentemente, a qualidade do processo de ensino e aprendizagem.

A ESCOLA COMO ESPAÇO EDUCATIVO E DE CIDADANIA


segura o acompanhamento do aluno ao longo do processo educativo, tendo como principal objetivo contribuir para o seu sucesso académico, pessoal e social. O SPO desenvolve a sua intervenção em três áreas essenciais: a) apoio psicológico e psicopedagógico: avaliação e acompanhamento especializado de alunos com problemas familiares, emocionais, comportamentais e relacionais, dificuldades de aprendizagem e/ou necessidades educativas especiais; b) Orientação escolar e profissional: aconselhamento dos alunos do 9.º ano na tomada de decisão quanto ao seu futuro escolar, formativo e/ou profissional; c) Apoio ao desenvolvimento do sistema de relações da comunidade educativa: promoção de relações de cooperação entre os vários intervenientes no processo educativo, em articulação com o órgão de gestão da escola, outras entidades e serviços locais especializados e comunidade educativa.

inclusão

O DESPERTAR - 2014/2015

Uma escola inclusiva, como é, desde há muito, a Afonso de Paiva, encara a diferença como uma mais-valia e não como um obstáculo. No âmbito da Educação Especial, e em articulação com outros serviços e parceiros, a escola desenvolve a sua ação, por forma a garantir a todos os alunos com necessidades educativas especiais uma educação de qualidade em interação com toda a comunidade escolar. O AE Afonso de Paiva integra diversas valências que visam criar as condições necessárias para a adequação do processo de ensino-aprendizagem às necessidades dos alunos, o sucesso educativo, a autonomia, a estabilidade emocional, a igualdade de oportunidades, bem como a preparação para o prosseguimento de estudos ou uma adequada preparação para a vida pós-escolar ou profissional. Valências de Educação Especial: Educação Especial/ Valência E1; Escola de Referência - Unidade de Ensino Estruturado (UEE); Escola de Referência - Sistema Nacional de Intervenção Precoce na Infância (SNIPI); Escola de Referência - Educação do Ensino Bilingue de Alunos Surdos (EREBAS).

AFONSO D PAIVA, UM E A ESCOLA INCLUSIVA Desempenha igualmente um paPOR UM ESCOLA C A pel fundamental o Serviço de PsicoO M TODOS E logia e Orientação (SPO), um serviço PAR TODOS A especializado de apoio educativo que as-

07


O DESPERTAR - 2014/2015

escola e comunidade

08

O Estado promove a democratização da educação e as demais condições para que a educação (…) contribua para a igualdade de oportunidades, a superação das desigualdades económicas, sociais e culturais, o desenvolvimento da personalidade e do espírito de tolerância, de compreensão mútua, de solidariedade e de responsabilidade, para o progresso social e para a participação democrática na vida coletiva. Constituição da República Portuguesa, n.º 2 do Artigo 73.º (Educação, cultura e ciência)

O AE Afonso de Paiva, enquanto instituição prestadora de um serviço fundamental para o desenvolvimento local e nacional, privilegia a abertura ao meio, o diálogo e a partilha com todos os intervenientes no processo educativo, com os estabelecimentos de ensino locais, regionais e de outras zonas do país, bem como o desenvolvimento de projetos associados a entidades de âmbito nacional. A colaboração com as mais diversas instituições reveste-se da maior importância para o sucesso da nossa ação pedagógica, o que está na base de protocolos e parcerias e na dinamização de várias atividades dentro e fora do espaço escolar. Fomentamos, também, a imprescindível proximidade com os encarregados de educação e as famílias, estimulando o seu envolvimento na vida escolar dos seus educandos e em atividades promovidas pelo Agrupamento abertas à comunidade.

A ação educativa do Agrupamento abrange o Estabelecimento Prisional de Castelo Branco, onde assegura cursos de educação e formação de adultos de nível básico, e desenvolve-se ainda em parceria com diversas instituições, das quais destacamos as seguintes: ACICB; APEF; APPACDM; Associação Amato Lusitano; Biblioteca Municipal de Castelo Branco; Câmara Municipal de Castelo Branco; Centro Social Padres Redentoristas; CESNOVA; CIJE; Comando Distrital de Operações de Socorro; Conservatório Regional de Castelo Branco; ERID; Escola Profissional Agostinho Roseta; Estabelecimento Prisional de Castelo Branco; ETEPA; GNR; INETESE; Instituto Politécnico de Castelo Branco; IPDJ; JI Alfredo da Mota; JI João de Deus; Juntas de Freguesia de Freixial do Campo, Salgueiro do Campo e Sarzedas; Núcleo de Castelo Branco da EAPN Portugal (Rede Europeia Anti-Pobreza); Ordem dos Psicólogos; PSP; Unidade Local de Saúde.


A arte, nas suas diferentes manifestações e meios de expressão, é uma presença constante no AE Afonso de Paiva, o que advém da riqueza da sua oferta educativa e de quem a dinamiza. O ensino artístico tem a maior relevância para a educação e formação das crianças e jovens, quer no desenvolvimento de conhecimentos e competências, quer na valorização pessoal, no reforço de atitudes e valores e na dimensão humana que desejamos para a nossa escola. É através da arte que cada um encontra um meio privilegiado de expressão, de construção, de afirmação da sua identidade, de descoberta e de valorização da pluralidade do mundo. O contacto com a arte acontece nas numerosas visitas aos museus, nas frequentes exposições de trabalhos, nos encontros com escritores e ilustradores, nas atividades de escrita criativa, na apresentação de peças de teatro e concertos, entre outros. O Agrupamento oferece, ainda, o Ensino Especializado de Música, em parceria com o Conservatório Regional de Castelo Branco, a AEC de Expressão Musical e, como oferta de escola para o 3.º ciclo, as disciplinas de Artes e Música. No âmbito das atividades extracurriculares, os alunos têm ainda a possibilidade frequentar o Clube de Música, o Clube de Teatro e a Oficina de Artes, que proporcionam experiências vastas e enriquecedoras, partilhando-as publicamente, ao longo do ano, com a comunidade educativa.

“ É na arte que o homem se ultrapassa definitivamente.” Simone de Beauvoir

O DESPERTAR - 2014/2015

uma escola com arte 1.º lugar Concurso «A minha escola»

2.º lugar Concurso «A minha escola»

3.º lugar Concurso «A minha escola»

09


O Desporto Escolar desempenha um papel fundamental na Educação e ao longo da vida. Como refere a página institucional deste projeto de âmbito nacional: «É missão do Desporto Escolar contribuir para a formação integral e realização pessoal de cada aluno, cumprindo o compromisso com o que se consagra no artigo 79 da Constituição da República Portuguesa: “todos têm direito à cultura física e ao desporto”». (http://desportoescolar.dge.mec.pt/) O acesso à prática desportiva regular e de qualidade contribui para a promoção do sucesso escolar dos alunos, dos estilos de vida saudáveis e de princípios associados a uma cidadania ativa. Dessa forma, a prática desportiva desenvolve potencialidades físicas e psicológicas que contribuem para o desenvolvimento global dos jovens, constituindo-se, também, como um espaço privilegiado para fomentar competências sociais e valores morais. Valores Responsabilidade . Espírito de equipa . Disciplina . Tolerância . Perseverança . Humanismo . Verdade . Respeito . Solidariedade . Dedicação .

O DESPERTAR - 2014/2015

Oferta do AE Afonso de Paiva no ano letivo 2014-2015 Atletismo – Escalões: Iniciados Masculinos e Femininos Badminton – Escalões: Infantis Masculinos e Femininos | Iniciados Masculinos e Femininos Basquetebol – Escalões: Infantis Femininos | Iniciados Masculinos Futsal – Escalões: Infantis Masculinos | Iniciados Masculinos

10

desporto escolar


Respeitar o Planeta, Preservar a Saúde e Preparar o Futuro

saúde e ambiente ça de atitude relativamente ao meio natural. Têm ainda particular dimensão as atividades de recolha de materiais recicláveis e a utilização de materiais reciclados nos trabalhos desenvolvidos pelos alunos. A educação para a saúde é outra das prioridades pedagógicas do Agrupamento. Em articulação com todos os ciclos de ensino, do pré-escolar ao 3.º ciclo, ao longo do ano são desenvolvidas, em colaboração com diversas entidades, ações que visam promover a saúde individual e coletiva. Entre outros, têm particular destaque os temas “Saúde oral”, “Alcoolismo”, “Alimentação e atividade física”, “Consumo de substâncias psicoativas”, “Sexualidade”, “Infeções sexualmente transmissíveis” e “Violência em meio escolar”.

O DESPERTAR - 2014/2015

O AE Afonso de Paiva orgulha-se de ser uma instituição que tem como preocupação fundamental preparar os alunos para a sua vida futura. É nessa função transversal que o Agrupamento tem vindo a desenvolver ações e projetos promotores da saúde e do ambiente. No domínio ambiental, a Escola tem vindo a participar anualmente no Projeto Eco-Escolas, programa internacional desenvolvido em Portugal desde 1996 pela ABAE. São alvo de atenção não apenas os resíduos e a sua reciclagem, mas também temas como a floresta, a água, a energia, os transportes e a própria alimentação. Procura-se, assim, complementar a formação dos alunos, tornando-os cidadãos mais conscientes e ativos nas questões ambientais. No âmbito das atividades extracurriculares, o Clube da Floresta “O Mocho” promove a educação ambiental com atividades e projetos criativos, incutindo conceitos e valores essenciais para uma mudan-

11


“Ler é sonhar pela mão de outrem.”

O DESPERTAR - 2014/2015

(Fernando Pessoa)

12

leitura e literacia

A leitura é indissociável da vida escolar. Alargar as possibilidades de leitura e torná-la numa inseparável companheira ao longo da vida é, para nós, uma missão fundamental. A literacia da leitura, dos média e da informação mobiliza um conjunto de recursos e estratégias, de forma a que ler seja simultaneamente um prazer, um meio de informação e de aprendizagem e um processo contínuo de construção da identidade. As bibliotecas escolares (BE) do AE Afonso de Paiva, localizadas na EB S. Tiago e na EB Afonso de Paiva, desenvolvem, nos seus espaços e nas escolas e jardins de infância (JI) do Agrupamento, múltiplos projetos e iniciativas, sempre em estreita ligação com os professores das diversas áreas e disciplinas. São exemplo os seguintes projetos de promoção da leitura e das literacias: sessões de animação de leitura, encontros com escritores e ilustradores, feiras do livro, dinamização do Clube de Leitur@s, programa “Voluntários de Leitura”, “Top+ Leitor do mês”, “Livro da Semana” e “Autor do mês”, Projeto “SOBE – Saúde Oral e Bibliotecas Escolares”, Projeto “Aprender com a Biblioteca Escolar”, organização da Semana da Leitura, promoção de concursos associados à leitura, apresentação em linha (no blogue Viagem das Letras da biblioteca) de novidades literárias e digitais, incentivo e apoio aos currículos, desenvolvimento de competências para o uso da BE no âmbito das literacias da informação, digital, dos média e da leitura. As atividades de promoção da leitura associadas ao uso das novas tecnologias ocorrem ainda noutros espaços, sendo de destacar a estreita ligação do Agrupamento à Biblioteca Municipal de Castelo Branco, onde os nossos alunos dos JI e do 1.º ciclo têm igualmente participado em diversas sessões de leitura no âmbito do projeto “Hora do Conto”.


Procurando responder às necessidades de formação dos seus agentes educativos, fomentando a constante melhoria do serviço educativo prestado, o AE Afonso de Paiva proporciona anualmente, através do seu Plano de Formação, em articulação com o Centro de Formação da Associação de Escolas Alto Tejo, um conjunto de ações de formação contínua acreditadas e seminários destinados a docentes, assistentes administrativos, assistentes operacionais e técnicos.

cólogo Jorge Delgado, e a ação de sensibilização “Elos de Inclusão”, dinamizada pelos docentes daquele departamento, contando, ainda, com a colaboração da pediatra Maria dos Anjos. Irá ainda decorrer, até ao final do ano letivo, a ação de formação contínua “(Re)educação e desenvolvimento vocal”, para pessoal docente, a ser orientada pela terapeuta da fala, Liliana Lucas. Na modalidade de seminário, serão desenvolvidas ações sobre os seguintes temas: “Nova norma ortográfica“, destinada a assistentes operacionais e administrativos e “Armazenamento na nuvem”, destinada a pessoal docente, ambas orientadas pela prof.ª bibliotecária Carla Nunes; “JPM” e “Manutenção de equipamentos informáticos”, para pessoal não docente, ambas orientadas pelo prof. Luís Santos. A formação desenvolveu-se igualmente junto da comunidade educativa através de múltiplas ações de sensibilização das quais damos conta na secção “Memória Anual” desta publicação.

O DESPERTAR - 2014/2015

formação

No presente ano letivo, foram realizadas as seguintes ações de formação contínua destinadas aos docentes: “O uso pedagógico do Excel”, que teve como formador o prof. de Informática, Júlio Diamantino; “A biblioteca escolar no apoio efetivo ao currículo”, ministrada pela prof.ª bibliotecária, Carla Nunes; e “Aprofundar a Língua Gestual Portuguesa - nível III”, orientada pela formadora de Língua Gestual Portuguesa, Célia Reis. Na modalidade de seminário, foram desenvolvidas diversas ações de sensibilização/informação – algumas destinadas aos docentes, outras ao pessoal não docente e técnicos. No âmbito do Projeto de Implementação de Medidas de Segurança, foram realizadas as ações “Normas de Segurança/Extintores” e “Plano de Evacuação de EB Afonso de Paiva”, ambas dinamizadas por João Esteves, responsável da Empresa RC Consultores. O Departamento de Educação Especial organizou o II workshop “Sobreviver ou Sobre o Viver na Escola – A Resiliência na prática Educativa”, que teve como orador o psi-

13


setembro

MEMÓRIA ANUAL

As primeiras chuvas dissipam a letargia de verão. O ar húmido das manhãs, prenúncio de mudança, lembra-nos que o tempo, insensível às vontades, impõe o seu ritmo, cumpre o seu ciclo. E chega setembro! E nas escolas, em cada setembro, ultimam-se os preparativos para o novo ano que se inicia: preparam-se espaços, planificam-se aulas, definem-se estratégias… A comunidade educativa aguarda, expectante, os muitos jovens e crianças que lhe são confiados. Assim é, também, no Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva. Consciente da exigência da sua função, o Agrupamento promove, ao longo do ano, atividades destinadas aos vários agentes da ação educativa, cujos objetivos visam, sempre, o sucesso das aprendizagens, a formação dos nossos alunos e a satisfação dos envolvidos no processo. Neste sentido, e para celebrar o início das atividades, a Direção do Agrupamento organizou uma receção a todos os professores e funcionários, que resultou num momento de agradável convívio e partilha.

O DESPERTAR - 2014/2015

Atentos às motivações dos mais jovens e ao papel que o desporto desempenha no desenvolvimento pessoal e social dos mesmos, os professores de Educação Física proporcionaram aos seus alunos momentos de contacto pessoal com atletas de alto nível, na modalidade de ténis, acompanhando-os numa ação de sensibilização onde esteve presente o ex-número 1 mundial de Juniores, João Cunha e Silva, e assistindo aos Campeonatos Internacionais de Ténis de Castelo Branco.

14

Embelezando os nossos espaços, a exposição “Insetos em Ordem”, resultante dos trabalhos desenvolvidos pelos alunos do 8.º ano, no terceiro período do ano letivo transato, nas disciplinas de Educação Visual e Ciências Naturais, revelaram a simbiose dos conhecimentos adquiridos com a criatividade e o sentido estético dos seus autores.


outubro

MEMÓRIA ANUAL

Em outubro, fazendo jus à dinâmica que caracteriza o nosso Agrupamento, professores e alunos envolveram-se em variadas atividades, tendo sido trabalhados os valores subjacentes às temáticas das mesmas: o respeito e carinho manifestados pelas crianças do Jardim de Infância de Freixial do Campo, aquando da visita realizada ao Centro de Dia, no Dia Mundial do Idoso; o desenvolvimento da sensibilidade artística, através da comemoração do Dia Internacional da Música e da participação dos alunos da EB1 de Mina numa atividade lúdico-pedagógica intitulada “Vem ao Museu”; o investimento na proteção de pessoas e bens, através da realização de várias ações de formação, dirigidas a alunos, professores e funcionários, no âmbito do projeto de “Medidas de Autoproteção” e a defesa do ambiente, através da adesão ao movimento “Dia das Bandeiras Verdes - Galardão Eco-escolas” e à campanha “Pilhão vai à escola”. Pelo sucesso do trabalho desenvolvido nesta última, foi a escola Afonso de Paiva galardoada pela Ecopilhas com um certificado de mérito.

E sucedem-se os meses, no compasso do tempo…

Sendo o azeite uma riqueza alimentar que muito contribui para a economia local, o Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva aderiu ao projeto “Diálogos…Ciência, Tradição & Cultura”, fazendo-se representar na Feira de Ciência, Tradição & Cultura, promovida pelo Centro de Recursos de Ideias e Materiais da ESE de Castelo Branco. Realizou-se, na escola-sede, uma conferência subordinada ao tema “Um retrato de movimento da Escola Afonso de Paiva”, decorrente da participação do nosso Agrupamento num estudo realizado em Portugal e na Alemanha, intitulado “Movimento, jogo e desporto na escola a tempo inteiro”.

E porque as bruxas não são monopólio do imaginário do povo anglo-saxónico, o Halloween foi festejado, também, no Agrupamento, com atividades que apelaram à criatividade dos nossos alunos na recriação de objetos do imaginário popular. Ainda neste contexto, o grupo de Inglês, em conjunto com a Biblioteca Escolar, promoveu um concurso subordinado ao tema “Haunted Houses”, cujos trabalhos, elaborados com materiais reciclados, ornamentaram a já “assustadora e terrífica” biblioteca da nossa escola. Pela sua elevada qualidade e criatividade, os trabalhos foram expostos no centro comercial Forum Castelo Branco. Sob o mote “A tua biblioteca escolar: um mapa de ideias”, a Biblioteca Escolar assinalou ainda o Mês Internacional das Bibliotecas Escolares com diversas atividades lúdicas e didáticas.

O DESPERTAR - 2014/2015

Durante a Semana da Alimentação, a importância de uma alimentação saudável ganhou protagonismo em todo o Agrupamento com a realização de diversas atividades que envolveram, entusiasticamente, alunos, pais e professores.

15


O DESPERTAR - 2014/2015

Novembro… O ano letivo acaba de dar os primeiros passos e já há tanto para contar…

16


MEMÓRIA ANUAL

Outono é o tempo das colheitas. Também na Escola semeamos para mais tarde recolhermos e novembro foi tempo de premiar os que, por mérito, se distinguiram ao longo do ano letivo transato, numa cerimónia que reuniu alunos, professores e encarregados de educação, com animação musical a cargo de alunos do Clube de Música. Na EB de Sarzedas celebrou-se, com emoção, a continuidade da escola e, na EB Afonso de Paiva, os alunos do 1.º Ciclo e da Oficina de Artes trouxeram para o interior da escola as belas e vibrantes tonalidades da época, com duas exposições que vieram, uma vez mais, enriquecer o nosso espaço: “As cores do outono” - uma instalação preparada no âmbito da área de Expressão Plástica - e “Origami no outono”, com trabalhos realizados pelos alunos da Oficina de Artes. No JI de Freixial do Campo e na EB de Mina foi tempo de reviver tradições e, com a satisfação de quem vive novas experiências, as crianças puderam contar “Fomos à azeitona!” Novembro é, também, um mês de tradições que o Agrupamento mantém bem vivas. No Freixial do Campo, as crianças foram alegremente saudando os habitantes da aldeia, pedindo o “Santorinho”. Nas escolas do Agrupamento fez-se ainda o tradicional magusto, desfrutando do verão de São Martinho. “Corremos e saltámos com muita alegria”, disseram as crianças, e ninguém ficou indiferente ao tradicional pregão: “Quentes e boas, quentinhas”. Foi, por excelência, o tempo dos reencontros, de partilhas e de novos desafios de aprendizagem: teve lugar a 1.ª eliminatória das XXXIII Olimpíadas da Matemática; na EB de Mina “A Biblioteca Municipal veio à escola”; “Os Avós vieram ao Jardim de Infância Quinta das Violetas” para participarem na atividade “Costurar Histórias com os Avós” e, no Museu Francisco Tavares Proença Júnior, “os pequenos cientistas” dos 1.º e 2.º anos da EB de Mina fizeram grandes ensaios. No dia 19 de novembro, no âmbito da comemoração do Dia Nacional da Língua Gestual Portuguesa (LGP), a EREBAS desenvolveu atividades no Jardim de Infância Quinta das Violetas e na EB Afonso de Paiva: durante o dia, foram apresentadas, pela formadora de LGP, duas histórias em Língua Gestual Portuguesa, que foram traduzidas em simultâneo pela intérprete de LGP. No âmbito do projeto TECNICEA, teve lugar um Encontro Transfronteiriço em Salamanca e, entre portas, o Desporto Escolar, no Futsal, fez a ponte com a EB João Roiz, reunindo jovens que partilham o gosto pela prática desportiva, num espírito de competição saudável – o mesmo espírito com que os alunos dos 3.º e 4.º anos da EB de Mina organizaram um animado e muito disputado torneio de Basquete.

O DESPERTAR - 2014/2015

novembro

17


dezembro

MEMÓRIA ANUAL

O DESPERTAR - 2014/2015

É TEMPO DE PARTILHA …TEMPO DE DAR E RECEBER

18

Se o outono é, por excelência, o tempo da recolha, dezembro remete-nos para a partilha. Partilhar amor, carinho, fraternidade e também boas práticas. E foram muitos os momentos que tornaram esse propósito em realidade. O Dia Internacional da Pessoa com Deficiência foi assina-

lado com um conjunto de atividades através das quais se procurou informar e sensibilizar a comunidade educativa para os assuntos relativos à diferença e mobilizar para a defesa da sua dignidade, dos seus direitos e do seu bem-estar. A equipa concelhia da Rede ESCXEL organizou uma sessão

destinada aos docentes do 1.º ciclo, com o objetivo de replicar o 15.º Seminário de boas práticas da Rede ESCXEL, subordinado ao tema “Organização e avaliação das aprendizagens no 1.º Ciclo”. Os alunos das turmas de 2.º e 3.º ano da EB Afonso de Paiva receberam a visita da Unidade Local de Saúde de Castelo Bran-

co, para uma muito útil e esclarecedora sessão sobre primeiros socorros nas crianças. Ainda no domínio da Educação para a Saúde, chegaram-nos boas notícias sobre a atribuição de diversas menções honrosas a alunos dos 2.º e 3.º ciclos, pelo seu trabalho no âmbito do concurso “Alimentação saudável

começa com o pequeno-almoço”, promovido pela Unidade Local de Saúde e pelo IPDJ de Castelo Branco. Realizou-se, na zona de lazer de Castelo Branco, o corta-mato escolar Afonso de Paiva e foi em ambiente de festa e de saudável competição que os cerca de 300 alunos participantes se reu-

niram, a fim de disputarem o apuramento para as provas distritais. Na EB de Mina, no âmbito da AEC de Atividade Física e Desportiva, as turmas dos 3.º e 4.º anos realizaram um torneio de ténis (1x1), fortalecendo, também, o respeito, o desportivismo e o fair-play entre as duas turmas. No IPDJ de Castelo Branco,


um encanto especial, desde logo com magníficas e criativas decorações que nos surpreenderam e encantaram pela originalidade, diversidade e qualidade dos muitos trabalhos que embelezaram as nossas escolas, contribuindo para despertar em todos a magia desta quadra tão especial. O amor aos livros e o incenti-

vo à leitura tiveram mais um momento alto através da realização da 6.ª Feira do Livro, numa organização da Biblioteca Escolar que abriu as suas portas a toda a comunidade educativa, incentivando também as famílias a oferecerem livros no Natal. Nas escolas do Agrupamento, foram muitos os momentos

festivos dinamizados pelas crianças, alunos, professores e outros colaboradores que animaram as festas de Natal com música, canto, coreografias, danças, dramatizações, sessões de animação de leitura e mensagens de Natal. Algumas escolas do Agrupamento levaram, também, a sua mensagem a outras insti-

tuições da cidade, nomeadamente ao Hospital Amato Lusitano e à Santa Casa da Misericórdia. E nem faltaram as lembranças com que, carinhosamente, professores, alunos e pais foram presenteados. Na escola-sede, serviram-se, também, o tradicional lanche com filhós e cacau e a Ceia de Natal - momentos de proxi-

midade e de reforço de laços. E assim se viveu este tempo de festa e de alegria, dando o melhor que há em cada um de nós aos que connosco convivem diariamente e formulando votos para que o momento que se aproximava, a Festa da Família, trouxesse, de facto, o renascer de novas esperanças.

O DESPERTAR - 2014/2015

os alunos do Clube de Leitur@s participaram numa oficina literária dedicada a Afonso de Paiva, descobrindo as fantásticas aventuras vividas pelo cavaleiro e explorador que dá nome ao nosso Agrupamento. O espírito natalício foi intensamente vivido nas escolas do Agrupamento. O Natal trouxe-nos

19


20 O DESPERTAR - 2014/2015


MEMÓRIA ANUAL

Janeiro é tempo de recomeço, tempo de alegria e de sonhos renovados. O Ano Novo foi celebrado com emoção e em festa, dentro e fora do espaço escolar, e este foi um mês de inesquecível confraternização entre todos os elementos da Comunidade Educativa, revivendo-se tradições que marcam a nossa identidade e que o Agrupamento se empenha em preservar. O mês iniciou-se com a celebração do Dia de Reis. No JI de Freixial do Campo, foi contada (e cantada) a história dos três Reis Magos, enquanto os alunos dos 1.º e 2.º anos da EB de Mina se deslocaram ao Museu Francisco Tavares Proença Júnior para assistirem à divertida peça “Um conto de Reis muito, muito alternativo…”. Com muito entusiasmo, alunos e professores das várias escolas e jardins de infância do Agrupamento cantaram e encantaram com a interpretação de diversos temas populares, levando a intemporal mensagem das Janeiras a colegas, professores, familiares e diversas instituições. Nas escolas, nas ruas, nas juntas de freguesia, em lares da terceira idade, na APPACDM de Castelo Branco e noutras instituições da cidade, nomeadamente, o Museu Francisco Tavares Proença Júnior, a Junta de Freguesia, a Câmara Municipal e o Conservatório Regional, onde o acolhimento foi sempre caloroso, ecoaram os ritmos alegres das canções, ouviram-se muitas palmas, partilharam-se sorrisos e muita emoção. Paralelamente, e fruto da pluralidade das experiências proporcionadas, decorreram outras atividades igualmente importantes para a formação integral dos nossos alunos. Uma vez que é apanágio do Agrupamento preparar os alunos para a vida em sociedade, tiveram lugar, no âmbito do Programa Parlamento dos Jovens, a Sessão com a Sra. Deputada Hortense Martins, a Campanha Eleitoral e a eleição dos Deputados à Sessão Escolar, sendo de realçar a postura cívica e o espírito democrático com que os alunos debateram ideias e apresentaram as suas propostas. A saúde, o desenvolvimento físico e o bem-estar emocional e social dos jovens são outras das preocupações do nosso Agru-

pamento. Vocacionado para o crescimento saudável das crianças e jovens nestas vertentes, o Desporto Escolar marcou também esta época com a realização das 2.ª e 3.ª jornadas do Campeonato de Futsal Iniciados Masculinos e as 1.ª e 2.ª jornadas do Campeonato Distrital de Basquetebol Infantil Feminino. As escolas básicas Afonso de Paiva e João Roiz receberam ainda duas concentrações de Badminton, reunindo atletas de diversos escalões. Várias foram as vitórias e as excelentes prestações dos nossos alunos, denotando o empenho, a entrega e o espírito de equipa com que participaram nas diversas competições. Janeiro trouxe-nos, também, os primeiros resultados de diversos concursos promovidos com o objetivo de aprofundar conhecimentos, desenvolver a criatividade dos alunos, tornar as aprendizagens mais apelativas e promover um saudável espírito competitivo e de participação. Foi o caso do concurso “Um ovo por inventar”, no âmbito do Projeto SOBE 2015 – Saúde Oral e Bibliotecas Escolares; da 2.ª eliminatória das Olimpíadas de Matemática 2014-2015; do concurso “Bookmark Contest”, realizado no âmbito da atividade extracurricular de Inglês; e de iniciativas promovidas pela Biblioteca Escolar e pelos grupos de Português, nomeadamente, a 1.ª fase do Concurso Interconcelhio de Leitura e o Concurso de Ditado “Ler mais – Escrever Melhor”. São de destacar ainda a palestra apresentada pelo conceituado físico Carlos Fiolhais, intitulada “Os génios da Física: Galileu, Newton e Einstein”; a atividade em que participaram os alunos dos 1.º e 2.º anos da EB de Mina sobre “Pensar a Paz”, na Biblioteca Municipal de Castelo Branco; a celebração do Dia do Intérprete de Língua Gestual Portuguesa pela EREBAS; o projeto “Crescer em Cidadania IV”, dinamizado pela EAPN – Rede de Luta contra a Pobreza, a exposição sobre o Sistema Solar no âmbito da disciplina de Ciências Físico-Químicas e a exposição itinerante “19141918 – Os Portugueses na Grande Guerra”, da iniciativa da Liga dos Combatentes. Foi, sem dúvida, um mês de grande azáfama, com muitas aprendizagens e muita animação!

O DESPERTAR - 2014/2015

janeiro

21


22 O DESPERTAR - 2014/2015


fevereiro E chegou fevereiro! Dando continuidade ao Plano Anual de Atividades, novas atividades foram desenvolvidas para gáudio de todos os participantes. Os alunos dos 1.º e 2.º anos da EB de Mina visitaram, no Centro de Cultura Contemporânea de Castelo Branco, a exposição “Planet Ferrovia”, do artista Viktor Fernando, tendo ainda participado num peddy-paper intitulado “FuturPaper”. Já na escola-sede, teve lugar a eliminatória interturmas do SuperTmatik de Matemática, nas modalidades de Cálculo Mental e Quiz. Os objetivos de estimular o cálculo mental e de despertar o interesse pela Matemática foram, novamente, atingidos em pleno. A convite da Biblioteca Escolar, Pedro Seromenho visitou de novo o Agrupamento, para apresentar o seu livro As gravatas do meu pai, num encontro que muito cativou os presentes. No âmbito da disciplina de Português, foi também realizada uma sessão intitulada “Uma viagem muito especial”, tendo sido homenageada a autora Sophia de Mello Breyner Andresen e a sua obra O Cavaleiro da Dinamarca. A Educação para a Cidadania esteve na base de diversas atividades promotoras dos valores e atitudes preconizados pelo Agrupamento. Durante a 2.ª semana de fevereiro, as escolas básicas de S. Tiago e de Mina dinamizaram “A semana dos Afetos”, com muitas leituras, ilustrações, coreografias e conversas sobre o tema.

O amor, nas suas diferentes vertentes, esteve ainda no centro de diversas atividades na Biblioteca Escolar, no âmbito da semana “Um amor de biblioteca!”. Na disciplina de Francês, “la Saint-Valentin” foi o mote para os alunos conhecerem a origem de certas expressões francesas que usaram para elaborar postais com dedicatórias alusivas ao tema. O Dia da Internet Segura, a ação de sensibilização “Importância da Escolarização no Desenvolvimento Pessoal e Social” - iniciativa da EAPN – Rede de Luta Anti-pobreza destinada a mães de etnia cigana, a eleição de uma aluna da EB Afonso de Paiva para Presidente da Mesa da Sessão Distrital do Parlamento dos Jovens e o Projeto de Solidariedade e Voluntariado “Seja solidário, faça uma criança feliz!”, implementado no âmbito da disciplina de EMRC, foram outras atividades de destaque no âmbito da Educação para a Cidadania. Fevereiro foi, também, o mês do Carnaval e, tal como tem acontecido todos os anos, viveram-se dias muito especiais em todas as escolas do Agrupamento, fazendo desta quadra uma época repleta de fantasia, cor e alegria. Trajados a rigor, com máscaras e divertidos disfarces, foram muitos os alunos que, na companhia dos seus professores, brincaram, cantaram e desfilaram, dando largas à sua criatividade e representando os seus papéis com muito empenho e entusiasmo.

No domínio das artes visuais, os alunos continuaram a surpreender-nos com obras de grande qualidade técnica e estética, brindando-nos com exposições frequentes. Na sequência desse trabalho de valorização pessoal e coletiva, decorreu, na Biblioteca Municipal de Castelo Branco, a entrega dos prémios do Concurso de Natal “Calendário do Advento”, com um 1.º prémio para a turma 1AP do 3.º ano da EB Afonso de Paiva e um 2.º lugar para as crianças do JI de Freixial do Campo. Nas EB Afonso de Paiva e S. Tiago foram expostos lindos bonecos de neve elaborados durante o Natal e, ainda na escola-sede, os trabalhos realizados, no ano transato, pelos alunos do 9.º ano, sobre o tema “Perspetivas Axonométricas”. No âmbito desportivo, tiveram lugar a 4.ª jornada de Futsal Iniciados Masculinos e as atividades inseridas nos projetos “Atletismo na escola – A turma mais mexida” e “Megasprinter, ambos dinamizados pelos alunos do Curso Profissional de Apoio à Gestão Desportiva do AE Amato Lusitano, em colaboração com o AE Afonso de Paiva. Realizou-se ainda o corta-mato distrital, na zona de lazer de Castelo Branco, em que os alunos do Agrupamento subiram cinco vezes ao pódio. Mais uma vez se realça o esforço e o empenho manifestados pelos nossos alunos em todas estas provas. O ano prometia e já todos se encontravam na expectativa de ver quais as atividades que março traria!

O DESPERTAR - 2014/2015

MEMÓRIA ANUAL

23


24 O DESPERTAR - 2014/2015


MEMÓRIA ANUAL

Março trouxe-nos, de novo, muitas atividades – fruto do dinamismo do Agrupamento e do seu empenho em proporcionar aos alunos experiências estimulantes, o envolvimento em projetos potenciadores das suas capacidades, que ampliem os seus conhecimentos e os despertem para a diversidade científica e cultural do mundo. De março fica-nos a memória da Semana da Leitura, que trouxe cinco dias repletos de atividades que abrangeram todos os ciclos e escolas do Agrupamento, dando visibilidade à leitura e à universalidade e intemporalidade da palavra. A Biblioteca Escolar (BE) e os professores de diversas áreas, disciplinas e clubes proporcionaram atividades tão diversas como sessões de animação de leitura, apresentação de trabalhos, declamações, canções e rimas; a tertúlia literária “Há conversa com livros”, dinamizada por alunos; a palestra do Prof. Pedro Coelho, “Diário de uma viagem – À conquista do Monte Branco”; a representação da peça Vem aí o Zé das Moscas pelo Clube de Teatro Afonso de Paiva; a dramatização de A Carochinha e O macaco do rabo cortado, por alunos da EB de Mina; a participação dos mais idosos no JI de Freixial do Campo… O Agrupamento teve ainda a honra de receber os escritores António Mota e Rita Taborda Duarte, para grande alegria dos seus muitos leitores. Guardamos, também, a imagem de uma escola onde a arte tem um lugar privilegiado. Além dos inúmeros painéis, projeções, exposições de cartazes e desenhos que enriqueceram os nossos espaços durante a Semana da Leitura, tivemos a exposição de Educação Visual alusiva ao Auto da Barca do Inferno de Gil Vicente e, nos jardins de infância, vários encontros com os pais, a fim de os envolver na 3.ª Bienal de Artes. O teatro voltou a marcar presença com a atuação do Clube de Teatro no Museu Francisco T. Proença Júnior e as crianças do 2.º ano da EB de S. Tiago e do 3.º ano das escolas básicas de Castelo, Mina e Afonso de Paiva assistiram, na Biblioteca Municipal de Castelo Branco, à peça “Robertices”, apresentada pela companhia Atrapalharte. No desporto, a EB Afonso de Paiva continuou a somar muitos sucessos em várias modalidades. Realizou-se a final distrital do Projeto MegaSprinter, em que os nossos alunos subiram ao

pódio em todas as competições, com a sagração de dois campeões distritais, quatro vice-campeões e dois terceiros lugares. A equipa de Futsal Iniciados Masculinos foi novamente vitoriosa na 7.ª jornada do campeonato de Desporto Escolar e a equipa de Basquetebol Infantis Femininos terminou a primeira volta do campeonato distrital com duas vitórias e o apuramento, no torneio 3x3, de três equipas para o campeonato regional. A saúde e o bem-estar nortearam outras iniciativas como a apresentação a concurso de um criativo “Denticionário”, realizado pelos alunos da EB de Sarzedas, no âmbito projeto SOBE Saúde Oral e Bibliotecas Escolares, e sessões de esclarecimento sobre alcoolismo destinadas às turmas do 3.º ano da EB Afonso de Paiva, promovidas pela Unidade Local de Saúde de Castelo Branco. Destacaram-se, ainda, três atividades do Departamento de Educação Especial: a comemoração do Dia Europeu da Terapia da Fala, a realização do II workshop “Sobreviver ou Sobre o Viver na escola - A Resiliência na prática educativa” iniciativa aberta ao público e muito participada que teve como palestrante o psicólogo Jorge Delgado – e a ação de sensibilização “Elos de Inclusão”, destinada aos Assistentes Operacionais do Agrupamento. No âmbito da Cidadania, destacaram-se os nossos jovens deputados na Sessão Distrital do Parlamento dos Jovens, a participação empenhada e entusiasta dos alunos da turma 1AP (3.º ano) da EB Afonso de Paiva na campanha de solidariedade “Tampinhas para o Gonçalo” e, neste mês que foi, também, o mês da poesia, os alunos dos 1.º e 2.º anos da EB de Mina regressaram à Biblioteca Municipal para uma atividade onde se falou de amor e de tolerância. Foi também notável o empenho dos nossos alunos em competições dinamizadas no âmbito de diversas disciplinas, clubes e projetos: as XIV Olimpíadas da Floresta, pelos alunos do Clube “O Mocho”; a 2.ª fase do Concurso de Ditado “Ler Mais… Escrever Melhor”, promovido pela BE e os professores de Português; e no âmbito da Matemática, o Canguru Matemático sem Fronteiras 2014-2015, o Campeonato Interturmas do SuperTmatik (cálculo mental) e a Competição “DIZ +”.

O DESPERTAR - 2014/2015

março

25


Em abril

O DESPERTAR - 2014/2015

histรณrias mil...

26


MEMÓRIA ANUAL

O Desporto Escolar somou muitos êxitos ao longo do ano e abril não foi exceção. No Campeonato Regional de Basquetebol 3x3, a Afonso de Paiva participou com 12 basquetebolistas e regressou com 17 medalhas e o apuramento para o Campeonato Nacional. A escola-sede recebeu a 2.ª Concentração Distrital de Badminton Infantis, onde obtivemos o 1.º e o 2.º lugar em singulares masculinos. Na Final Distrital de Atletismo de Pista, os nossos 4 representantes conquistaram todos os lugares do pódio: um campeão e uma campeã distrital, uma vice-campeã, um bronze e o apuramento para os nacionais. No futsal, nas três jornadas disputadas pela equipa de Iniciados Masculinos, os nossos atletas venceram dois jogos, sempre com exibições consistentes e vantagens folgadas nas vitórias. Os momentos de confraternização viveram-se, também, no âmbito de outros projetos. Após dois meses de mistério, revelaram-se finalmente os “amigos invisíveis”, entre muitos sorrisos e ofertas diversas. Igualmente emotivos foram os intercâmbios entre alunos. No âmbito da disciplina de Espanhol, a EB Afonso de Paiva teve o prazer de receber 50 alunos do Instituto Bioclimático de Badajoz e, num intercâmbio organizado pelas professoras de Português, duas turmas do 6.º ano da Escola de Lousada Centro. Nos dois encontros, os alunos passaram dias muito animados para os quais contribuíram as magníficas atuações do Clube de Música e dos alunos de Educação Musical, além de um recheado programa cultural. E viriam ainda três dias inesquecíveis para os alunos das turmas 1 e 2 do 9.º ano. Acompanhados por três professores e uma encarregada de educação, os mesmos realizaram uma viagem a Espanha, com passagem por Ávila, Segóvia, Madrid e Parque Warner Brothers. O enriquecimento cultural, a aprendizagem, a diversão e a amizade vividas levaram a que muitos apelidassem esta visita como “a melhor viagem de finalistas de todos os tempos”. Em abril, comemoram-se os dias mundiais da Voz e da Consciencialização do Autismo e o Dia Nacional da Educação dos Surdos, tendo o Departamento de Educação Especial desenvolvido um conjunto de iniciativas para sensibilizar e informar a comunidade sobre realidades que merecem toda a atenção: distribuição de folhetos informativos, a atividade “Veste-te de azul” e a apresentação, na Biblioteca Municipal de Castelo Branco, de um conto em Língua Gestual Portuguesa com tradução simultânea que muito entusiasmou as crianças. A Biblioteca Escolar voltou a proporcionar-nos encontros com autores de renome. No Dia Mundial do Livro, tivemos a presença da piloto e autora Elisabete Jacinto, que nos conduziu numa fantástica viagem da Afonso de Paiva até Dakar. Este foi também o mês em que o ilustrador Paulo Galindro voltou ao nosso Agrupamento e nos presenteou com as suas palavras e apresentações sempre cativantes. Outras artes alimentaram os dias de abril: a visita à exposição “À Volta do Xisto”, no Museu Francisco Tavares Proença Júnior, pelos alunos dos 1.º e 2.º anos da EB de Mina; as pinturas murais realizadas pelas crianças do JI de Freixial do Campo e da APPACDM no parque infantil da aldeia e, na escola-sede, as paredes revestiram-se de novas formas e cores com a exposição de Educação Visual “Um rosto geométrico”. Educar para a Cidadania e contribuir para melhorar a vida de uma criança foi o propósito do JI Quinta das Violetas ao empenhar-se numa campanha de solidariedade para ajudar o Gonçalo, o que possibilitou a entrega de muitas tampas de plástico no quartel da GNR. No âmbito da Educação para a Saúde, o 1.º ano da EB de Mina deslocou-se a uma superfície comercial onde muito aprendeu sobre alimentação saudável. O mês terminou com uma esplêndida Feira de Fósseis e Minerais na EB Afonso de Paiva, organizada pelo Departamento de Ciências Exatas e Naturais. Durante dois dias, os alunos puderam observar e adquirir exemplares de rara beleza. A Feira foi um sucesso, ficando-nos o desejo que se renove.

O DESPERTAR - 2014/2015

abril

27


O DESPERTAR - 2014/2015

ENSINAR É ENVOLVER

28


maio junho lho desenvolvido ao longo do ano, com vários alunos a disputarem competições nacionais, nomeadamente no basquetebol e no atletismo. Depois de ter ultrapassado a fase distrital e a regional, a equipa de Basquetebol da EB Afonso de Paiva esteve presente no campeonato nacional de Basquetebol 3x3, em Lisboa, ficando classificada como 9.ª equipa a nível nacional. No campeonato Megasprinter, os nossos atletas medalhados no campeonato distrital participaram, com um desempenho de grande qualidade, na final nacional realizada em Elvas. Foi também com sucesso que a equipa de Futsal Iniciados Masculinos terminou o campeonato, conquistando o 3.º lugar a nível distrital. Em maio, concluiu-se a ação de formação “Aprofundar a Língua Gestual Portuguesa”, promovida pelo Departamento de Educação Especial do Agrupamento Afonso de Paiva, com o apoio do Centro de Formação da Associação de Escolas Alto Tejo, tendo participado docentes de diferentes escolas de Castelo Branco. Encerrou-se, ainda, o projeto TECNICEA, com um encontro em Chaves no qual o Agrupamento esteve presente. Os alunos dos 1.º e 2.º anos da EB de Mina foram ver como se faz o pão e participaram no processo. Foi uma feliz oportunidade de aprender vendo e fazendo, em contexto real. Promover hábitos alimentares saudáveis e reviver as aventuras do patrono

do Agrupamento foi o mote que levou à realização do IV Festival de Sopas “Na rota de Afonso de Paiva” – uma iniciativa aberta a toda a comunidade que contou com a colaboração de professores, pessoal não docente, alunos e famílias. Mais uma vez, o festival foi um sucesso e tivemos o prazer de receber muitos amigos. Maio terminou com outro grande evento em que a participação da comunidade foi notável: a Marcha pelo Coração, este ano organizada pelo AE Afonso de Paiva e pela APEF, com muitas atividades na escola-sede. Com o final das aulas a aproximar-se, em junho, viveramse outros momentos de celebração com as atuações do Clube de Música em diversos eventos. O Clube de Teatro apresentou as peças A Guerra do Tabuleiro de Xadrez, de António Pina (grupo do 2.º ciclo) e Falar Verdade a mentir, de Almeida Garrett (grupo do 3.º ciclo). Na Sala da Nora, de 1 a 8 de junho, estiveram expostos os belíssimos trabalhos realizados no âmbito da III Bienal e Artes, organizada pelo Departamento de Educação Pré-escolar. Chegámos, assim, ao fim de uma etapa que nos deixa muito para recordar, mas não ao fim do percurso. Porque o saber nunca está concluído, o AE Afonso de Paiva procurará sempre novos caminhos para fazer da escola o melhor local para crescer. 29

O DESPERTAR - 2014/2015

Maio aproxima-nos do fim da atividade letiva, mas ainda há muito que aprender. Porque ensinar é envolver, os saberes vão sendo construídos diariamente com recurso a diversos meios e estratégias, dentro e fora da sala de aula, procurando fazer da aprendizagem um insaciável desejo de compreender e de saber. Após diversas eliminatórias, em maio realizaram-se as grandes finais online dos campeonatos de SuperTmatik de Matemática, Geografia e Astronomia. Estiveram de parabéns os nossos alunos pelos resultados meritórios alcançados, sendo de realçar um 2.º lugar no campeonato ibérico do Quiz de Matemática e um 5.º lugar no campeonato de Geografia. Realizou-se a final do concurso de ditado “Ler Mais – Escrever Melhor”, organizada pelo grupo de Português e pela Biblioteca Escolar, tendo o nosso Agrupamento recebido os finalistas do 7.º ano do concelho de Castelo Branco. Os alunos do 9.º ano foram ao teatro e assistiram a uma divertida encenação do Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente. E, no dia em que Castelo Branco recebeu Mia Couto, no âmbito do 3.º Festival Literário de Castelo Branco, também o Agrupamento Afonso de Paiva homenageou o escritor com um magnífico estendal de palavras exposto no Cine-Teatro de Castelo Branco. No âmbito desportivo, colheu-se o fruto do dedicado traba-

MEMÓRIA ANUAL


2014/2015

Finalistas do 9.º ano

O DESPERTAR - 2014/2015

Cumpriu-se uma etapa importante na vida dos nossos alunos do 9.º ano – um fim que marca o princípio de novos desafios e aprendizagens. Que tenham encontrado na nossa escola os sólidos alicerces para a construção de um futuro próspero é o nosso desejo e o que dá sentido ao nosso trabalho. A história do Agrupamento ficou mais rica com a vossa presença ao longo dos anos e com tudo o que vivemos juntos. Fisicamente mais próximos ou mais distantes, todos continuarão a pertencer ao presente e ao futuro desta casa que é vossa e terá sempre prazer em acolher-vos. Desejamos muitas felicidades a todos. Até sempre!

30

Ana Ventura | Carolina Grancho | Catarina Pereira | Catarina Coelho | Catarina Matos | Catarina Mateus | Constança Moreira | Daniel Leitão | Francisco Martins | Helena Dantas | Inês Barreto | João Gonçalves | Mateus Miguéns | Sean Melia | Sofia Martins | Tatiana Miguéns | Yuna Le Quéré | Renato Martins |

9.º ano Turma 1

Alexandra Matos | André Rita | Andreia Santos | Bruna Martins | Bruna Pedro | Diogo Cardoso | Gonçalo Sequeira | Inês Santos | João Graça | Joel Santos | José Venâncio | Leandro Pereira | Mafalda Pais | Miriam Almeida | Naida Mota | Patrícia Ascensão |

9.º ano Turma 2


António Carrega | Beatriz Santos | Bruna Silva | Celeste Daniel | Daniela Pedro | Henrique Costa | Joana Valente | João Patrício | Micaela Mendes | Rita Cruz | Rodrigo Afonso | Tiago Monteiro | Zheng Xinda | Cristiana Dionísio |

9.º ano Turma 4

O DESPERTAR - 2014/2015

Carina Silva | Dinis Freixo | Filipe Martins | Francisco Isca | Inês Nunes | João Rodrigues | João Dias | Joel Senafeita | José Lourenço | Mariana Lourenço | Patrícia Caldeira | Rita Barreiros | Rui Pires | Rui Supico |

9.º ano Turma 3

29


"O Despertar" 2014/2015  

Revista anual do Agrupamento de Escolas Afonso de Paiva