Page 1

I

NSTITUTO

P

OLITÉCNICO DE

L

S

– ESCOLA SUPERIOR EDUCAÇÃO BÁSICA

ETÚBAL

ICENCIATURA EM

DE

ED

UCAÇÃO

A Integração das TIC no processo de ensinoaprendizagem: uma opção ou uma necessidade?

DOCENTES: MARIA RODRIGUES & HELENA CAMACHO

A

NA

F

ILIPA

C

S

ETÚBAL

, OU

TUBRO DE

BAIR

LÁUDIA

2011

OS Nº

RE

I Nº

090142012 090142075


L

ÍNGUA

P

ORTUGUESA E

TE

CNOLOGIAS DE

I

NFORMAÇÃO E

C

OMUNICAÇÃO

Com base na leitura em alguns textos, sugeridos pela docente Helena Camacho, pensamos que hoje em dia a integração das TIC no processo de ensino-aprendizagem é indispensável, pois segundo a afirmação de João Paz, ”nunca as TIC estiveram tanto na ordem do dia e na agenda educativa como hoje”. É importante reconhecer que a utilização das TIC assiste a todos os níveis de ensino, tendo em conta que nalguns casos o primeiro contacto das crianças com as novas tecnologias é feito em meio escolar. Segundo o autor João Paz afirma “as novas tecnologias não são a pedra filosofal para o sucesso educativo” ou seja, o uso ou não das TIC por parte dos professores não os torna melhores ou piores professores, até mesmo em relação às investigações que até então eram feitas através dos livros, passaram a ser feitas com o recurso à internet. No entanto, a utilização das TIC também acaba por ter alguns aspetos negativos, pois segundo a autora Patrícia Fidalgo no ensino superior “deparamo-nos com a heterogeneidade das turmas, agora constituídas não apenas por alunos vindos do ensino secundário, mas também por alunos de faixa etária mais avançada provenientes do mercado de trabalho e que estiveram muitos anos sem estudar”. Este é um facto que sem dúvida leva a que esses alunos acabem por se sentir “excluídos”, temos como exemplo a dificuldade que os alunos dos maiores de 23 sentem com o uso da plataforma MOODLE, sendo esta uma plataforma online que nos permite um alargamento no que toca ao espaço e tempo de aprendizagem, deixando esta aprendizagem de ser exclusivamente feita na sala de aula. Dessa forma, se houver dificuldades na utilização das tecnologias, sentirá também dificuldades no seu manuseio e perceção, pois segundo Patrícia Fidalgo “A democracia das TIC passa essencialmente pela aquisição de competências que permitem a utilização eficaz daquelas e que incorporem o processo de aquisição de conhecimentos, como um percurso que vai além das salas de aula que cuja duração é de uma vida”. Na conceção da autora Patrícia Fidalgo, o uso de todos os tipos de novas tecnologias (quadros interativos, vídeos, projectores, etc…) é importante tanto para docentes bem como para os discentes, uma vez que as TIC vieram promover uma maior dinamização por parte dos docentes podendo acompanhar os alunos através de um sistema tutorial, e que os discentes sintam uma flexibilização no que toca ao seu próprio tempo individual de aprendizagem de competências, um maior incentivo do autoconhecimento, etc. No entanto, também menciona

A

NA

F

ILIPA

BAIR

OS Nº

090142012 & C

LÁUDIA

RE

I Nº

090142075

1


L

ÍNGUA

P

ORTUGUESA E

TE

CNOLOGIAS DE

I

NFORMAÇÃO E

C

OMUNICAÇÃO

que estas mudanças carecem de haja um aumento das fontes de conhecimento e dos recursos de aprendizagem. Patrícia Fidalgo refere ainda que para uma “consciencialização de que um aumento do número de fontes de conhecimento e dos recursos de aprendizagem (…) há que concretizar efetivamente o processo de democratização de acesso às novas tecnologias”. Presentemente ainda muitos professores e educadores mantêm alguma relutância quanto ao uso das TIC, mencionando que isso iria fazer com que reformulassem materiais, estratégias e conteúdos. Há também falta de equipamentos em algumas escolas, o que justifica o falto aproveitamento das TIC. Na nossa opinião a integração das TIC no processo de aprendizagem, pode ser opcional, porque não é a sua utilização que trará melhores resultados de aprendizagem, mas também pode ser necessária, pois cada vez mais, as novas gerações têm influência das novas tecnologias (ex: consolas de jogos, jogos de computador, etc…), fazendo estas parte do seu ambiente natural, seja a nível lúdico ou social. Assim sendo, a integração das TIC torna-se, não só uma via mais fácil para os jovens acederem à informação que necessitam para realizar as suas 2

aprendizagens, como um meio mais cativante de aprender.

A

NA

F

ILIPA

BAIR

OS Nº

090142012 & C

LÁUDIA

RE

I Nº

090142075

Integração das TIC  

Texto argumentativo sobre a integração das TIC no processo de ensino-aprendizagem.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you