Page 1

WWW.AFROBAROMETER.ORG

A qualidade da democracia e da governação em Cabo Verde Resultados do Afrobarometro Round 7 - Cabo Verde - 2017

A

F

R

O

S

O

N

D

A

G

Estudos de Mercado, Inquéritos de Opinião e Consultoria Económica

E

M


Resumo • Condições económicas do país: Cerca de 58% dos cabo-verdianos considera que o país está sendo dirigido na direção errada.

• Insegurança: Somente 2% dos cabo-verdianos experimentaram algum tipo de

violência em decorrência de um evento de campanha ou de uma manifestação.

• Atitudes face à democracia e liberdades: A maioria dos cabo-

verdianos afirma que as pessoas são totalmente livres para dizerem o que pensam sobre a política. : Aproximadamente 82% dos cabo-verdianos afirma que as pessoas são totalmente livres para dizerem o que pensam sobre a política.

• Questões nacionais: 38% dos cabo-verdianos não sabem ou não ouviram

falar o suficiente sobre a regionalização para emitirem uma opinião a respeito.


O que é o Afrobarometer? Uma rede de pesquisa africana, não-partidária que mede as atitudes dos cidadãos em matéria de democracia, governação, economia, sociedade civil, e outros tópicos. Iniciado em 12 países em 1999, expandiu para 36 países africanos no Round 6 (2014-2016). Round 7 foi realizado 2016/2018. Objectivo: Dar ao público uma voz na formulação de políticas, fornecendo dados de alta qualidade de opinião pública para os responsáveis políticos, defensores de políticas, organizações da sociedade civil, académicos, mídia, investidores, doadores, e os africanos comuns. O inquérito é realizado em cada país por Parceiros Nacionais. Em Cabo Verde, o inquérito é realizado pela Empresa AFROSONDAGEM.


PaĂ­ses onde Afrobarometer estĂĄ presente


Metodologia Amostra nacionalmente representativa de cidadãos adultos Todos os entrevistados são seleccionados aleatoriamente. Amostra é distribuída entre as ilhas / zonas / urbanas / rurais na proporção de sua participação na população nacional. Cada cidadão adulto tem uma chance igual de ser selecionado. Entrevistas face-a-face na língua de escolha do entrevistado. Questionário padrão permite comparações entre países e ao longo do tempo. A amostra em Cabo Verde foi de 1200 pessoas com 18 anos e + com uma margem de erro de +/- 3% e um nível de confiança de 95%. Para este round, o inquérito foi realizado em Cabo Verde de 20 Novembro a 5 Dezembro de 2017.

A

F

R

O

S

O

N

D

A

G

Estudos de Mercado, Inquéritos de Opinião e Consultoria Económica

E

M


O inquĂŠrito foi realizado nas seguintes ilhas


Caraterização da amostra 66% dos respondentes viviam no Meio Urbano

Rural 34% Urbano 66%

A

F

R

O

S

O

N

D

A

G

Estudos de Mercado, Inquéritos de Opinião e Consultoria Económica

E

M

50% dos respondentes eram do sexo Feminino

Feminino 50%

Masculino 50%

7


Caraterização da amostra 52% dos respondentes tinham entre 18 a 35 anos

40% dos respondentes tinham o nível secundário Pós secundário 14%

Mais de 65 8%

18-25 26%

56-65 11%

Ensino primário 37%

46-55 15%

26-35 26%

36-45 14%

A

F

R

O

Sem instrução 9%

S

O

N

D

A

G

E

M

Ensino secundário 40%

8


Resultados


Atitudes face ao mercado e Ă economia


Principais resultados ■ A maioria dos cabo-verdianos considera que o país está sendo dirigido na direção errada. ■ A actual condição económica do país é considerada má por cerca de metade dos cabo-verdianos. Esta posição mantem-se inalterada face aos resultados registados em 2014. ■ Pouco mais de 1/5 dos cabo-verdianos qualificam as suas condições de vida como sendo boas, um aumento de 5 pontos percentuais comparativamente a 2014.


Em relação à Direcção do País | Cabo Verde | 2014-2017 100%

80%

46%

58%

60%

40%

20%

49%

38%

0%

2014

2017

Direção certa

Na direção errada

Pergunta aos entrevistados: Você diria que o país está caminhar na direção errada ou direção certa?


Como é que descreveria as actuais condições económicas deste país | Cabo Verde | 2011-2017 100%

80%

60%

40%

47%

47%

12%

14%

13%

2011

2014

2017

31% 20%

0%

Boas/Muito boas

Muito más/Más

Pergunta aos entrevistados: Em geral, como é que descreveria as actuais condições económicas deste país?


A sua própria condição de vida | Cabo Verde | 2011-2017 100% 80% 60%

40%

37%

31%

27%

20% 0%

14%

16%

2011

2014 Boas/Muito boas

21% 2017 Muito más/Más

Pergunta aos entrevistados: Em geral, como é que descreveria a sua própria condição de vida?


Comparação da condição de vida do entrevistado em relação a outros cabo-verdianos | Cabo Verde | 2011-2017 100%

80%

21%

24%

23%

60% 38% 40%

43%

20%

24%

33%

49%

24%

0% 2011 Melhor/Muito melhor

2014

2017

Iguais

Muito piores/Piores

Pergunta aos entrevistados: Em geral, como considera as suas condições de vida em relação àquela dos outros cabo-verdianos?


Olhando para o futuro, espera que as condições económicas neste país daqui a 12 meses | Cabo Verde | 2011-2017 100% 11% 80%

10%

24%

10%

10%

60%

40%

15%

74%

59%

72%

20%

0%

2011 Melhor/Muito melhor

2014

2017

Iguais

Muito piores/Piores

Pergunta aos entrevistados: Olhando para o futuro, espera que, nos próximos doze meses, as condições económicas neste país vão melhorar ou vão piorar?


Atitudes face à insegurança


Principais resultados

A percepção de insegurança vem diminuindo ao longo dos anos, mas mesmo assim continua num grau elevado. A diferença entre a percepção da violência e a realidade vivida em termos de segurança é bastante acentuada, sendo que a maioria dos cabo-verdianos não têm sido vítimas de qualquer tipo de violência.


Percepção de insegurança| Cabo Verde | 2011-2017 100%

80%

60% 46%

40%

36% 37%

30%

27%

25% 19%

20%

17%

20% 8%

9%

9%

0% Sentiram inseguro ao caminharem no seu próprio bairro

Tiveram medo de crimes dentro da sua própria casa 2011

2014

Foram roubados em sua casa

Foram fisicamente atacados

2017

Pergunta aos entrevistados: Durante o ano passado, quantas vezes, se é que alguma vez, você ou alguma pessoa da sua família? Resposta – (% que dizem: “apenas uma ou duas vezes”, “várias vezes”, “muitas vezes”, “sempre”).


Tiveram medo de violência | Cabo Verde | 2017 Violência entre pessoas da sua vizinhança ou comunidade

23%

Violência numa manifestação política ou evento de campanha

11% 2%

7%

Violência ocorrida durante um protesto 6% 2% público ou marcha

0% Sim, mas não experimentou

20%

40%

60%

80%

100%

Sim, experimentou

Pergunta aos entrevistados: Favor diga-me, se nos últimos dois anos, você alguma vez teve medo dos seguintes tipos de violência? [Se sim:] Você experimentou pessoalmente esse tipo de violência nos últimos dois anos?


Atitudes face Ă democracia


Principais resultados

76% dos cabo-verdianos mostram-se nada/pouco satisfeitos com o funcionamento da democracia. 44% consideram que somos uma democracia com grandes problemas. 70% defendem que a democracia ĂŠ preferĂ­vel a qualquer outra forma de governo. 82% consideram que os polĂ­ticos nunca/poucas vezes fazem o melhor para ouvir aquilo que o povo tem para lhes dizer.


Liberdades e garantia


Principais resultados

A maioria dos cabo-verdianos afirma que as pessoas são totalmente livres para dizerem o que pensam sobre a política. 6 em cada 10 consideram que a imprensa é livre para investigar e documentar os erros do governo ou criticar as suas actividades e/ou desempenho. 2/3 dos cabo-verdianos afirmam que os cidadãos têm liberdade para filiar a qualquer organização política.


Até que ponto é livre para dizer o que se pensa | Cabo Verde | 2017 1% 9%

Totalmente livre/Um pouco livre Não muito livre/Nada livre Não sabe

90%

Pergunta aos entrevistados: Neste país, até que ponto se é livre para dizer o que pensa?


Avaliação positiva das liberdades políticas | Cabo Verde | 2017 Para dizer o que pensa sobre a política

70%

Para filiar em qualquer organização política

67%

Dos partidos e dos candidatos da oposição para falar ou organizar manifestações, opinar, ou criticar o…

64%

De grupos independente ou das ONGs para falar, organizar reuniões e defender seus pontos de vista livremente,…

61%

De Imprensa para investigar e documentar os erros do governo ou criticar as suas atividades e o seu… 0%

59% 20%

40%

60%

80%

100%

Pergunta aos entrevistados: Favor diga-me se existe atualmente mais liberdade para cada um dos aspetos abaixo comparado com alguns anos atrás, ou se as coisas continuam na mesma? - Sua própria liberdade para dizer o que pensa sobre a política. – Sua própria liberdade para filiar em qualquer organização política que quiser. – A liberdade de Imprensa para investigar e documentar os erros do governo ou criticar as suas atividades e o seu desempenho. – A liberdade de grupos independente ou das organizações não governamentais para falar, organizar reuniões e defender seus pontos de vista livremente, incluindo criticar o governo se assim entenderem. - A liberdade dos partidos e dos candidatos da oposição para falar ou organizar manifestações, opinar, ou criticar o governo.

Resposta – “(% que dizem “um pouco mais de liberdade” ou “muito mais liberdade”


Formas de governar| Cabo Verde | 2017

O exército governa o país

22%

Apenas um partido político é autorizado a concorrer em eleições e a governar As eleições e a Assembleia Nacional são extintas para que o primeiro ministro decida tudo

69%

16%

81%

9%

0%

83%

20%

Aprovo/Aprovo fortemente

40%

60%

80%

100%

Desaprovo/Desaprovo fortemente

Pergunta aos entrevistados: Há várias maneiras de governar um país. Você desaprovaria ou aprovaria as seguintes alternativas?


A democracia é preferível a qualquer outra forma de governo | Cabo Verde | 2005-2017 100% 81% 80%

81%

81%

70%

70%

60%

40%

20%

0% 2005

2008

2011

2014

2017

Pergunta aos entrevistados: Qual destas três declarações está mais próxima da sua opinião pessoal? - A Democracia é preferível a qualquer outra forma de governo. 9

7

7

9

8


Formas de escolher os nossos líderes | Cabo Verde | 2017 Concordo/Concordo fortemente que devemos escolher os nossos lideres através de eleições

72%

Concordo/Concordo fortemente que devemos escolher os nossos lideres através de outros meios

12%

Não sabe

2%

0%

20%

40%

60%

80%

100%

Pergunta aos entrevistados: Qual das seguintes declarações está mais próxima da sua opinião? Escolha a Declaração 1 ou a Declaração 2. 1. Devíamos escolher os nossos dirigentes neste país por meio de eleições regulares, abertas e honestas. 2. Porque as eleições às vezes produzem maus resultados, devíamos adotar outros meios para escolher os dirigentes deste país


Compromissos com a democracia | Cabo Verde | 2017 É importante obedecer o governo no poder independentemente de em quem votou.

82%

O Presidente deve sempre obedecer as leis e aos tribunais, mesmo que ele pense que estão errados.

77%

Devíamos escolher os nossos dirigentes neste país por meio de eleições regulares, abertas e honestas.

72%

Muitos partidos políticos são necessários para garantir que os CV tenham reais oportunidades de escolha de quem os governa

71%

A Assembleia Nacional deveria garantir que o Primeiro Ministro se explicasse a ela regularmente sobre a forma como o seu Governo gasta o dinheiro dos contribuintes.

69%

A Constituição deveria limitar o Presidente a ser eleito no máximo duas vezes

64% 0%

20%

40%

60%

80%

100%

Resposta no gráfico: % que dizem “concorda” ou “concorda muito” com cada afirmação


Grau de democracia em Cabo Verde | Cabo Verde | 2011-2017 100%

80%

60%

48%

44% 44%

40% 32%

31% 20%

15%

37%

11%

13%

2014

2017

0% 2011

Uma democracia, com grandes problemas

Uma democracia, com pequenos problemas

Uma democracia completa

Pergunta aos entrevistados: Na sua opinĂŁo, que grau de democracia existe hoje em Cabo Verde?


Satisfação com a democracia| Cabo Verde |2011-2017 100% 76%

80% 65% 60%

40%

50% 45%

28%

20%

22%

0% 2011 Bastante/muito satisfeito

2014

2017 Nada /pouco satisfeito

Pergunta aos entrevistados: Em que grau se sente satisfeito/a com a maneira como está a funcionar a democracia em Cabo Verde?


O Presidente da República nunca ignora a lei | Cabo Verde | 2017 O Presidente ignora a Assembleia Nacional e só faça aquilo que quer

74% 14%

71%

O Presidente ignora os tribunais e as leis do país

14%

A rivalidade entre partidos políticos leva a conflitos violentos

49% 45%

0% Nunca/Raramente

20%

40%

60%

80%

Frequentemente/Sempre

Pergunta aos entrevistados: Quantas vezes, em Cabo Verde ...?

100%


Não tem medo de intimidação ou violência política de concorrentes | Cabo Verde | 2017 100%

92%

76%

80%

60%

40%

20% 10%

8%

0% Os candidatos da oposição estão impedidos de concorrer aos cargos Muitas vezes/ás vezes

Sente medo de ser vítima de intimidação ou de violência política Um pouco/Nada

Pergunta aos Entrevistados : Durante as campanhas eleitorais neste país, com que frequência: voc ê pessoalmente sente medo de ser vítima de intimidação ou de violência política; na sua opinião, durante as eleições neste país, com que frequência os candidatos da oposição estão impedidos de concorrer aos cargos.


A justiça não funciona igual para todos | Cabo Verde | 2017 Têm de ter cuidado em quem 9% votam nas eleições Têm de ter cuidado com o que dizem sobre a política

72%

13%

59%

Têm de ter cuidado com as 11% organizações politicas que…

56% Frequentemente

As pessoas são tratadas de forma diferente perante a lei

25%

Os funcionários do governo que cometem crimes ficam impunes

20%

33%

Siempre

21%

As pessoas comuns que violam as 7%13% leis ficam impunes 0%

20%

40%

60%

80%

Pergunta aos entrevistados: Na sua opinião, neste país, com que frequência : -

As pessoas têm de ter cuidado com o que dizem sobre a política? As pessoas têm de ter cuidado com as organizações politicas que aderem ? As pessoas têm de ter cuidado em quem votam nas eleições? As pessoas são tratadas de forma diferente perante a lei? Os funcionários do governo que cometem crimes ficam impunes? As pessoas comuns que violam as leis ficam impunes?

100%


Os líderes políticos escutam? | Cabo Verde | 2017 100%

80%

60%

83%

82%

40%

20%

0%

12%

11% Membros da Assembleia Nacional Nunca/Só às vezes

Vereadores eleitos

Frequentemente/Sempre

Pergunta aos entrevistados: Com que frequência acha que as seguintes entidades fazem o melhor para ouvir aquilo que o povo tem para lhes dizer?


QuestĂľes nacionais


Principais resultados

4 em cada 10 cabo-verdianos afirmam não estar informados sobre a regionalização.

Entre aqueles que têm opinião formulada, as opiniões dividemse quanto aos efeitos potenciais que se espera após a implementação da proposta da regionalização. Pouco mais de metade dos cabo-verdianos desaprova a intenção do governo de isentar o pagamento de visto aos indivíduos portadores do passaporte da UE, para impulsionar o turismo em Cabo Verde.


Governo deve priorizar a regionalização acima das necessidades do país| Cabo Verde | 2017 100%

80%

60%

40%

40%

35% 24%

20%

0%

Concorda fortemente/Concorda

Discorda fortemente/Discorda

Não sabe/Não concorda nem discorda

Pergunta aos entrevistados: Concorda ou discorda: A regionalização é importante pelo que o governo de Cabo Verde deve priorizá-la acima das demais necessidades do país


Efeitos potenciais que espera após a implementação da proposta de regionalização | Cabo Verde | 2017

A regionalização proporcionará maior autonomia às ilhas

34%

A regionalização garantirá maior liberdade de opções de desenvolvimento para as ilhas

33%

A regionalização aumentará os gastos do governo

23%

A regionalização agravará os problemas do bairrismo

10%

A regionalização agravará a burocracia nas instituições públicas

10% 0%

20%

40%

60%

80%

Pergunta aos entrevistados: Quais são os dois efeitos potenciais que espera após a implementação da proposta de regionalização em Cabo Verde? 9

7

7

9

8

100%


Governo deve isentar o pagamento do visto aos indivĂ­duos portadores do passaporte da UE | Cabo Verde | 2017 100%

80%

60%

40%

55%

31%

20%

10%

0% Aprova fortemente/Aprova

Desaprova fortemente/Desaprova

NĂŁo sabe

Pergunta aos entrevistados: Aprova ou desaprova: Governo de isentar o pagamento do visto aos indivĂ­duos portadores do passaporte da uniĂŁo europeia para impulsionar o turismo em Cabo Verde.

9

7

7

9

8


Expectativas quando os vistos para passaportes da UE ficam isentos de pagamento | Cabo Verde | 2017 Aumento da taxa de criminalidade

33%

Impulsiona o crescimento do turismo

24%

Aumento das ameaças do terrorismo

23%

Aumento a prostituição e do consumo de drogas Gera mais emprego e oportunidades de negócio

20%

19%

Perda de receita para o governo

16%

Cabo Verde torna-se num destino turístico mais conhecido Impulsiona o desenvolvimento local e o crescimento económico

16%

16%

Não Sabe/Não ouviu falar o suficiente

14% 0%

20%

40%

60%

80%

100%

Pergunta aos entrevistados: Que efeitos espera em 2018 quando os vistos para os passaportes da união europeia ficarem isento de pagamento?

9

7

7

9

8


ConclusĂľes


Conclusões

• Os cabo-verdianos mostram-se críticos em relação ao funcionamento da nossa democracia.

• Os cabo-verdianos mostram-se mais optimistas nas suas condições de vida do que na situação económica do país. • A regionalização permanece um tema desconhecido por grande parte dos cabo-verdianos.


Obrigado Siga as nossas publicações no Twitter e Facebook.

Faça sua própria análise dos dados da Afrobarometer - sobre qualquer questão, para qualquer país e round de pesquisa. É fácil e gratuito na www.afrobarometer.org/onlinedata-analysis.

A Qualidade da Democracia e da Governação em Cabo Verde 2017  

A Qualidade da Democracia e da Governação em Cabo Verde 2017

A Qualidade da Democracia e da Governação em Cabo Verde 2017  

A Qualidade da Democracia e da Governação em Cabo Verde 2017

Advertisement