Page 16

2010

Jubileu de Diamante do Esquadrão Profeta Coronel-Aviador José Alves Candez Neto

Ex-Comandante do Primeiro Grupo de Comunicações e Controle (1º GCC) Profeta Honorário Comandante Interino do Quarto Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA IV)

Poucos países no mundo dispõem de uma Unidade como o Primeiro Grupo de Comunicações e Controle, o 1º GCC. Uma Organização Militar equipada com sistemas transportáveis, que podem ser empregados em uma gama diversificada de missões operacionais: - integrados aos meios fixos, ampliando a cobertura existente e/ou otimizando a detecção à baixa altura; - isoladamente, assumindo a responsabilidade das comunicações e/ou controle em uma Zona de Responsabilidade Operacional (ZRO); e - em substituição aos meios fixos, quando de suas inoperâncias, decorrentes de intervenções técnicas para manutenções preventivas ou corretivas. O 1º GCC, de forma a garantir o cumprimento da sua missão, no nível de emprego operacional exigido nas recentes operações militares, necessita que os sistemas de apoio ao teatro, os de telecomunicações, que trafegam os dados e a voz, e os de detecção tenham condições técnicas de suportar a demanda dos novos serviços e sistemas que estão à disposição das Forças Armadas. O Programa de Reestruturação Operacional do 1º GCC, o PRO GCC, lançado em fevereiro de 2004, teve como principal finalidade manter o alto padrão de pronta resposta da Unidade em apoio à tomada de decisão da Força. Algumas palavras são muito simples de serem ditas. Entretanto, como diz o Hino do 1º GCC, as palavras que geram decisões, assim como as que geram força de vontade e as que produzem resultados concretos, são as que vêm da autocrítica. Se quisermos evoluir ou provocar as mudanças necessárias a uma vida melhor, é preciso identificar nossos próprios erros. Encarando nossas falhas, amadurecemos como profissionais e como pessoas, nos aperfeiçoamos como indivíduos. Essa foi a essência do PRO GCC. O Programa simplesmente incentivou a realização de uma autocrítica, levando todo efetivo à reflexão de como estavam esculpindo seu trabalho, sua profissão... que buscassem reviver o verdadeiro profissional do 1º GCC. Pois, “somos uma história em cada homem; Que nutre um pleno zelo de escultor; Cada manobra é uma obra prima; Fruto das mãos de um hábil operador...”. E a obra-prima que estava sendo esculpida naquele momento chamava-se “O futuro do Primeiro Grupo de Comunicações e Controle”. Todo o efetivo do 1º GCC se tornou, naquele mo16 Jubileu de Diamante - Esquadrão Profeta

O 1o GCC a serviço do País mento, escultores. Todos ofereceram o melhor de si e a obra retomou o seu destino, fruto das mãos de hábeis operadores... “Olhos que guardam sonhos Palavras que cruzam o ar Unificando a terra, o céu e o mar Primeiro GCC: Destreza em controlar Arte de comunicar.” O PRO GCC analisou as estruturas operacionais e identificou soluções para a otimização dessas estruturas. Evidenciou um conjunto de medidas que contribuíram para garantir o nível adequado de eficiência e eficácia em apoio ao emprego da Força Aérea, envolvendo fatores diversos como a complementação da vigilância do espaço aéreo e do recolhimento de aeronaves a qualquer tempo (MGCA), atuando na distribuição geográfica dos Esquadrões subordinados. Igualmente destacou aspectos relacionados com a doutrina de emprego de radares transportáveis e dos requisitos de medidas de proteção eletrônica e fortaleceu a capacidade de apoio às estruturas de comando e controle para as operações aéreas militares, adequando o nível de emprego do 1º GCC ao atual cenário da Força Aérea Brasileira. O Programa foi fundamentado em premissas estratégicas básicas para o emprego do Grupo, dentre as quais destacam-se: a possibilidade de atuar em todo território nacional e, em especial, na defesa da Amazônia e do Atlântico Sul, bem como fora dele; permitir permanente evolução da eficiência operacional; integrar forças, combinadas ou não, organizadas de forma modular, no momento e locais oportunos, visando atender às características do conflito; deslocar-se, em pronta-resposta, para qualquer área estratégica, dentro ou fora do Território Nacional; priorizar a aquisição de equipamentos e software produzidos pela indústria nacional; atuar de forma autônoma; e permanecer na ação, sustentado por um adequado apoio logístico. Amigas e amigos do 1º GCC, os resultados dessa mudança de postura, que abraçamos tão intensamente, fez por merecer o reconhecimento profissional de toda a Força Aérea. Hoje estamos orgulhosos quando assistimos a “vibração” de cada um dos integrantes da “Família GCC”, como parte importante e somatória, entusiasmados com a importância do seu trabalho, sentimentos dos quais a nossa Organização é completamente dependente para continuar respirando e progredindo, servindo competentemente à Força e à Nação. Parabéns a todos!

Edição Especial - Esquadrão Profeta  

Revista Aeroespaço na sua Edição Comemorativa do Jubileu de Diamante do 1º/1º GCC, produzida pela Assessoria de Comunicação Social do DECEA,...

Edição Especial - Esquadrão Profeta  

Revista Aeroespaço na sua Edição Comemorativa do Jubileu de Diamante do 1º/1º GCC, produzida pela Assessoria de Comunicação Social do DECEA,...

Advertisement