Page 1


2


Mensagens de boas vindas prática e com uma enorme taxa de empregabilidade. É por isto que estudar no ISEC é ter uma formação que nos distingue. A Associação de Estudantes do Instituto Superior de Engenharia de Coimbra é igualmente a vossa nova casa, pois todos os estudantes são automaticamente membros da nossa instituição com plenos direitos. Tendo como principal missão a defesa dos vossos direitos enquanto, a AEISEC é também promotora das mais diversas iniciativas que vão desde a integração no meio académico, actividades desportivas, formativas e e a aproximação e inserção no mercado de trabalho, sendo exemplo disso, a FENGE - Feira de Engenharia de Coimbra, que é a maior feira de engenharia organizado por estudantes em Portugal.

Rui Rente Campos Presidente da AE ISEC Sejam bem-vindos ao Instituto Superior de Engenharia de Coimbra, sejam bem-vindos à Associação de Estudantes do ISEC, sejam bem-vindos à Engenharia. É com enorme prazer e satisfação que vos dou as boas-vindas a aquela que será a vossa casa nos próximos três anos. A vivência de uma experiência no Ensino Superior em Geral, no ISEC em particular e na cidade de Coimbra, será algo que ficará intrínseca à vossa personalidade e à vossa forma de encarar a vida.

A AEISEC está de portas abertas para te receber e ouvir, participa activamente! Sejam bem-vindos, espera!

estávamos

à

vossa

Saudações Académicas.

O ISEC é uma das instituições de ensino superior de referência na área da engenharia, integrado no Ensino Superior Politécnico, com uma formação de forte componente

Rui Rente Campos

3


atuais do mercado de trabalho na área da engenharia. A Presidência do ISEC estará sempre disponível a ajudar os alunos com qualquer problema ou qualquer dúvida relacionada com o funcionamento ou a nível de outras questões do foro académico. Quero desejar boa sorte a todos e dizer que contamos com a ajuda de todos para poder melhorar e dinamizar o campus do ISEC.

Doutor Nuno Ferreira Presidente do ISEC É com muito agrado que vos dou as boas vindas pela vossa entrada no Instituto Superior de Engenharia de Coimbra.

Despeço-me com as melhores Saudações Académicas.

Nuno Ferreira

O ISEC é uma das Instituições de Ensino Superior Politécnico mais antigas do país a lecionar os cursos de Engenharia. A experiência acumulada ao longo de várias décadas, a excelência e diversidade de competências dos seus docentes, aliada à qualidade e variedade de equipamentos laboratoriais de que dispõe, confere a esta instituição a capacidade de proporcionar aos seus alunos um ensino de excelência com grande relevância à formação prática do “saber fazer, que responde às necessidades

4


expectativas trouxeram.

e

projectos

que

aqui

te

Sê bem vindo(a)! A escolha e inscrição num curso do IPC é um passo certo para os que pretendem obter uma formação profissional sólida e reconhecida pelos empregadores. Encontrarás também no Politécnico de Coimbra oportunidades para dar continuidade à tua licenciatura em cursos de mestrado que, tal como nas nossas licenciaturas, aliam a especialização técnica e científica à prática profissional. Contamos ter-te connosco durante todo o teu percurso de formação superior!

Doutor Rui Antunes Presidente do Instituto Politécnico de Coimbra

Caro estudante,

Mas, tão importante como vires estudar para o Politécnico de Coimbra é também o facto de ires estudar naquela que sempre foi a cidade dos estudantes, onde são, desde sempre, desejados, bem recebidos e bem tratados. Aqui terás oportunidade de conhecer jovens de todo o país e de muitos outros países. Aqui sentirás que as tradições académicas são genuínas. Aqui conhecerás a sensação de pertencer ao grupo dos estudantes de Coimbra e essa experiência ficará certamente gravada na tua memória para toda a tua vida.

Parabéns pelo sucesso da tua candidatura ao ensino superior! É para nós uma honra que tenhas escolhido um dos cursos do Politécnico de Coimbra (IPC) para dar continuidade à tua formação. Penso que posso apresentar, em nome de todos nós – professores, funcionários não docentes e estudantes do IPC –, as boas vindas e expressar o nosso desejo de que concretizes no Politécnico de Coimbra as

5


É também importante saberes que podes contar com as associações de estudantes para te ajudar e que nelas poderás encontrar apoio e oportunidade para desenvolveres actividades extra-curriculares e para participares na vida institucional Todos nós procuraremos estar à altura das tuas expectativas. Para isso contamos também com o teu apoio e ajuda. Basta-nos que sejas um bom estudante, ou seja, que tenhas boas notas mas, também, que participes na vida institucional, nas actividades cívicas e extra-curriculares promovidas pela Escola e pelas Associações de Estudantes e, claro, em actividades de lazer e divertimento.

Saudações académicas, Rui Antunes

6


O ISEC O Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (ISEC), unidade orgânica de ensino do Instituto Politécnico de Coimbra (IPC), resultou da conversão do antigo Instituto Industrial e Comercial de Coimbra, determinada pelo Decretolei nº 830/74, de 31 de dezembro.

Portugal, de características totalmente inovadoras ao nível da sua estrutura e lecionação, e que respondem às mais recentes Diretrizes europeias em matéria de formação superior. Trata-se de licenciaturas transnacionais que envolvem, em simultâneo, várias instituições de ensino europeias, possibilitando aos estudantes a frequência de três instituições de ensino de países diferentes ao longo da sua formação.

O ISEC começou por formar bacharéis em engenharia civil, engenharia electrotécnica, engenharia mecânica e engenharia química, ministrando cursos com planos de estudo de oito semestres.

Os primeiros dois anos são lecionados no estabelecimento de ensino de origem do aluno e os restantes dois anos, de especialização, em duas das instituições de ensino estrangeiras participantes. No ano letivo de 2006/2007 entrou em funcionamento o novo curso de Engenharia Biológica, já estruturado de acordo com o modelo de Bolonha e conferindo, por isso, o grau de Licenciado ao fim de 3 anos letivos.

No ano letivo 2003/2004 começou a funcionar o Curso europeu de Informática, formação piloto em

7


Nesse ano não foram abertas vagas para o 1º ano da licenciatura bietápica em Engenharia Química. As restantes licenciaturas bietápicas foram adequadas ao modelo de Bolonha encontrando-se, neste momento, os dossiers já aprovados pela Direção Geral do Ensino Superior. Deste trabalho de adequação resultaram também propostas de vários mestrados. O ISEC participou na lecionação de diversos CET - Cursos de Especialização Tecnológica, e tem atualmente em funcionamento no DEIS a 2ª edição do CET em Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos, e do CET em Automação, Robótica e Controlo Industrial, a funcionar no DEE. Encontram-se a ser lecionados os CET’s em Tecnologia e Gestão Automóvel pelo DEM, Energia e Automação pelo DEE. O DEIS vai lecionar o CET em Construção e Administração de Websites.

No ano letivo de 2007/2008 entram em funcionamento dois novos cursos, Engenharia Biomédica e Engenharia e Gestão Industrial. Assim, funcionarão nove licenciaturas de acordo com a Declaração de Bolonha e cinco licenciaturas Bietápicas.

8


Ao longo dos anos de atividade, o ISEC tem procurado atingir alguns objetivos como merecer do mercado de trabalho, e da comunidade em geral, apostar na exigência da qualidade, de forma a contribuir para a formação de técnicos superiores capazes de enfrentar os desafios que lhes possam ser colocados na sua atividade profissional; avançar na prestação de serviços e atividades de Investigação & Desenvolvimento.

O ISEC ministra ainda cursos autónomos que conferem algum tipo de certificação (Academia Cisco, por exemplo) ou inclui nas disciplinas lecionadas conteúdos que conferem direito a certificações (Microsoft MCSE, por exemplo). O ISEC é um centro de criação, transmissão e difusão de cultura, ciência e tecnologia, cabendo-lhe ministrar a preparação para o exercício de atividades profissionais no domínio da engenharia e promover o desenvolvimento na região que está inserido.

9


10


Licenciaturas Engenharia Biológica Saídas Profissionais Pretende-se que os licenciados em Engenharia Biológica fiquem habilitados para desenvolver atividades em áreas multi e interdisciplinares que integrem as ciências e tecnologias biológicas e químicas e possuam formação sólida em técnicas/métodos laboratoriais. Objetivos

Assim, as saídas profissionais dos Engenheiros Biológicos graduados pelo Departamento de Engenharia Química e Biológica do Instituto Superior de Engenharia de Coimbra enquadram-se nos seguintes sectores industriais:

O curso de Licenciatura em Engenharia Biológica do ISEC tem por objetivo formar Engenheiros Biológicos capazes de exercerem a sua atividade profissional com um elevado nível de competência técnica e científica. (curso aprovado de acordo com a Declaração de Bolonha)

11


Engenharia  

 

Biomédica

-

Ramo de Bioeletrónica

Indústrias agroalimentares, farmacêutica e química; Laboratórios, desenvolvendo atividades de controlo de qualidade e tratamento de efluentes; Empresas de serviços, de projeto e de consultoria; Organismos públicos e em instituições de ensino e de apoio à investigação científica.

Objetivos

Diretor de Curso Ana Veloso anaveloso@isec.pt Telefone: 239 790 340 Extensão: 3427

O curso de Licenciatura em Engenharia Biomédica – Ramo de Bioeletrónica -tem como objetivo formar profissionais cujas competências se inscrevem principalmente na área da Instrumentação com ênfase nos equipamentos utilizados na Saúde (diagnóstico e terapêutica).

12


Saídas Profissionais Os licenciados em Engenharia Biomédica - ramo de Bioeletrónica - têm um leque alargado de saídas profissionais que contemplam, entre outras, as multinacionais fornecedoras de equipamento de tecnologia médica e de laboratório clínico, as pequenas e médias empresas responsáveis pela conceção e implementação de planos de manutenção e controlo de qualidade, bem como pela instalação de equipamentos médicos, serviços hospitalares de instalação e manutenção de equipamentos médicos, hospitais e clínicas do sector privado e público, laboratórios clínicos, centros de hemodiálise, empresas de consultoria na área dos equipamentos de saúde, entidades de reabilitação, estética e medicina desportiva, organismos dependentes do Ministério da Saúde, serviços de Utilização Comum dos

Hospitais (SUCH), centros de saúde, empresas farmacêuticas e Centros Especializados de Diagnóstico Médico. Diretor do Curso José António Matias Lopes zematias@isec.pt Telefone: 239 790 300 Ext.: 3912

13


Engenharia Civil

Saídas Profissionais O Engenheiro Técnico Civil/Engenheiro Civil formado pelo ISEC fica apto a desenvolver a sua atividade de investigação, conceção, estudo, projeto, fabrico, execução, fiscalização e controlo de qualidade na sua área de formação, tanto em serviços da administração pública central e local, como no setor privado. Um profissional formado no ISEC pode ainda desempenhar funções em gabinetes de projeto e consultoria, integrar equipas de investigação e desenvolvimento, e ser formador de ensino técnico e profissional.

Objetivos O curso de Licenciatura em Engenharia Civil tem como principal finalidade a formação de técnicos superiores, com competências na área da execução, gestão e projeto de obras (construção civil e obras públicas).

Diretor do Curso Filomena Isabel Nunes e Santos Cruz filcruzs@isec.pt Telefone: 239 790 310 Ext.: 3102

14


Engenharia Eletromecânica

Saídas Profissionais

Objetivos

Conceção, execução e exploração de sistemas e produtos elétrico-mecânicos na indústria de equipamento mecânico e térmico, projeto, produção, instalação e manutenção de sistemas elétricos e mecânicos; área de produção, transporte e distribuição de energia elétrica; empresas em nome individual; desempenho de funções na indústria, nas áreas de produção, manutenção e qualidade, integração em equipas de investigação e desenvolvimento; ensino e formação.

Pretende-se, com este curso, formar profissionais com competências específicas nas áreas tecnológicas, desenvolvendo o seu sentido prático e fornecendo conhecimentos sólidos nas ciências de base da engenharia, com incidência nas áreas de mecânica e eletrotecnia, de modo a conferir ao diplomado uma capacidade polivalente de intervenção.

Diretor do Curso Cândida Maria dos Santos Pereira candida@isec.pt Telefone: 239 790 300 Ext.: 3303

15


Engenharia Eletrotécnica Objetivos

Saídas Profissionais Conceção e supervisionamento de sistemas eléctricos, gestão da produção, do transporte e da distribuição de energia eléctrica, definição de normas de qualidade e segurança dos dispositivos elétricos na indústria, empresas de construção e obras públicas, indústria de automação, direção fabril, serviços da administração pública central e local, integração em equipas de investigação e desenvolvimento, ensino e formação.

Formar engenheiros habilitados a exercer a sua atividade com rigor científico e competência tecnológica, nos diversos domínios da eletrotecnia e, designadamente, no ramo da automação e no dos sistemas de energia.

Engenharia Eletrotécnica – Pós Laboral Objetivos

16


Diretor do Curso Adelino Jorge Coelho Pereira ajcp@isec.pt Telefone: 239 790 300 Ext.: 3221

Formar engenheiros habilitados a exercer a sua atividade com rigor científico e competência tecnológica, nos diversos domínios da eletrotecnia e, designadamente, no ramo da automação e no dos sistemas de energia. Esta licenciatura bietápica é lecionada em regime misto, das 16h30 às 23h00, permitindo acesso a diversos públicos, designadamente ao estudantestrabalhadores. Saídas Profissionais Conceção e supervisionamento de sistemas eléctricos, gestão da produção, do transporte e da distribuição de energia eléctrica, definição de normas de qualidade e segurança dos dispositivos elétricos na indústria, empresas de construção e obras públicas, indústria de automação, direção fabril, serviços da administração pública central e local, integração em equipas de investigação e desenvolvimento, ensino e formação.

Engenharia

e

Gestão

Industrial Objetivos O curso de Engenharia e Gestão Industrial do ISEC tem por objetivo formar Licenciados em

17


Engenharia e Gestão Industrial de elevada capacidade técnica e científica nas áreas da Engenharia e da Gestão. (curso aprovado de acordo com a Declaração de Bolonha).

possuam formação sólida em técnicas / métodos de controlo de gestão. Assim, as saídas profissionais dos Licenciados em Engenharia e Gestão Industrial graduados pelo Departamento de Engenharia Química e Biológica do Instituto Superior de Engenharia de Coimbra enquadram-se nos seguintes sectores industriais:      

Saídas Profissionais

Pretende-se que os licenciados em Engenharia e Gestão Industrial fiquem habilitados para desenvolver atividades de coordenação e gestão em áreas multi e interdisciplinares que integrem as diferentes ciências e tecnologias dos ramos da engenharia e

 

18

Saúde e Segurança Social; Serviços Públicos e Empresas de Serviços; Transportes e Comunicações; Bancos e Seguros; Administração Pública; Gabinetes de Estudos e Projetos de Engenharia; Laboratórios de Engenharia e Instituições de ensino e de apoio à investigação científica; Indústrias Farmacêutica, Química e afins; Indústrias do sector Mecânico, Metalomecânica, MáquinasFerramentas, Eletromecânica, Energia e Frio Industrial, Refinação


de Petróleos, Gases;

Petroquímica

e

adaptado ao modelo de Bolonha, dispõe de um horário noturno adequado a trabalhadores-estudantes.

Diretor do Curso David José da Rocha Domingues davidd@isec.pt Telefone: 239 790 340 Ext.: 3431

Para garantir este horário póslaboral, as horas de contacto de todas as disciplinas funcionarão, a par com o horário diurno, de segunda-feira a sextafeira, das 19h30 às 23h20. Em caso de necessidade, este horário será alargado às tardes de sexta-feira, num regime de frequência não obrigatória, complementado por métodos de aprendizagem alternativos como o elearning.

Engenharia Informática e de Sistemas – Ramos Objetivos A licenciatura em Engenharia Informática do Instituto Superior de Engenharia tem por objetivo formar Engenheiros Informáticos capazes de exercerem a sua atividade profissional com um elevado nível de competência técnica e científica.

Saídas Profissionais Engenheiro de software; engenheiro de redes informáticas; engenheiro de sistemas; gestor de sistemas de informação; administrador de bases de dados; engenheiros de multimédia; chefe de departamento de informática; chefe de projeto em empresas de software, empresas de projeto e

Dando continuidade à missão do curso misto da licenciatura bietápica em Engenharia Informática e de Sistemas, o novo ciclo de estudos,

19


consultoria, empresas de serviços (banca, seguros, energia), administração pública (hospitais, instituições de ensino), multinacionais de informática e de telecomunicações, empresas fabris (metalomecânica, química e celulose e papel); ensino e formação; instituições de investigação e desenvolvimento tecnológico.

Engenharia Informática e de Sistemas (Pós-laboral) Objetivos A licenciatura em Engenharia Informática do Instituto Superior de Engenharia tem por objetivo formar Engenheiros Informáticos capazes de exercerem a sua atividade profissional com um elevado nível de competência técnica e científica. Dando continuidade à missão do curso misto da licenciatura bietápica em Engenharia Informática e de Sistemas, o novo ciclo de estudos, adaptado ao modelo de Bolonha, dispõe de um horário noturno adequado a trabalhadores-estudantes. Para garantir este horário pós-laboral, as horas de contacto de todas as disciplinas funcionarão, a par com o horário diurno, de segunda-feira a sextafeira, das 19h30 às 23h20. Em caso de necessidade, este horário será alargado

Diretor do Curso Francisco José Baptista Pereira fduarte@isec.pt Telefone: 239 790 300 Ext.: 3524

20


às tardes de sexta-feira, num regime de frequência não obrigatória, complementado por métodos de aprendizagem alternativos como o elearning.

Diretor do Curso Francisco José Baptista Pereira fduarte@isec.pt Telefone: 239 790 300 Ext.: 3524

Engenharia Informática e de

Obrigar o aluno a estudar numa instituição de ensino superior europeia e numa língua estrangeira; Incentivar o estudo de línguas estrangeiras (Francês, Inglês e Alemão) e de temas europeus; Disponibilizar aos alunos um leque variado de áreas de especialização nas instituições parceiras;

Saídas Profissionais

Sistemas (Curso Europeu)

Engenheiro de software, engenheiro de redes informáticas, engenheiro de sistemas; gestor de sistemas de informação, administrador de bases de dados, engenheiros de multimédia, chefe de departamento de informática, chefe de projeto em empresas de software, empresas de projeto e consultoria, empresas de serviços (banca, seguros, energia), administração pública (hospitais, instituições de ensino), multinacionais de informática e de telecomunicações,

Objetivos Os objetivos do projeto de criação do curso, apresentado à UE, resumem-se a:  Criar um curso de âmbito europeu na área de Ciências da Computação;  Garantir uma estrutura curricular harmonizada entre as instituições participantes no projeto;

21


empresas fabris (metalomecânica, química e celulose e papel), ensino e formação, instituições de investigação e desenvolvimento tecnológico.

O curso de Licenciatura em Engenharia Química do ISEC tem por objetivo formar Engenheiros Químicos com um elevado nível de competência técnica e científica e com a capacidade exigida para com êxito ingressar no mercado de trabalho. (curso aprovado de acordo com a Declaração de Bolonha)

Diretor do Curso Francisco José Baptista Pereira fduarte@isec.pt Telefone: 239 790 300 Ext.: 3524

Engenharia Quimica

Saídas Profissionais Pretende-se que os licenciados em Engenharia Química fiquem habilitados para desenvolver atividades em áreas multi e interdisciplinares que integrem as ciências e tecnologias químicas e possuam formação sólida em técnicas/métodos laboratoriais. Assim, as saídas profissionais dos Engenheiros Químicos graduados pelo Departamento de Engenharia Química e Biológica do Instituto Superior de

Objetivos

22


Engenharia Mecânica

Engenharia de Coimbra enquadram-se nos seguintes sectores industriais: 

 

  

Indústria Transformadora (Alimentar, Farmacêutica, Papel/Pasta de Papel e Cerâmica); Metalomecânica e Moldes; Serviços de Administração Pública (Central e Autárquica);

Tratamento de Efluentes e Resíduos; Formação Profissional; Consultoria (Ambiental, Higiene e Segurança, Energia e Licenciamento Industrial); Controlo de Qualidade.

Objetivos Pretende-se com este curso formar profissionais com competências específicas nas áreas tecnológicas de produção e térmicas, desenvolvendo o seu sentido prático e tendo em consideração as evoluções mais recentes, a par de uma formação sólida nas ciências de base de engenharia.

Diretor do Curso Ana Veloso anaveloso@isec.pt Telefone: 239 790 340 Ext.: 3427

Saídas Profissionais Organização da produção e organização industrial; gestão e manutenção industrial; projeto (automação,

23


construções mecânicas, redes de fluídos, sistemas de aquecimento/ar condicionado, etc); controlo da qualidade; consultoria; direção de produção; climatização de edifícios; conceção e produção de moldes; ensino e formação profissional. Diretor do Curso Luís Manuel Ferreira Roseiro lroseiro@isec.pt Telefone: 239 790 300 Ext.: 3302

24


Calendário Escolar 2012 / 2013 1º Semestre

2º Semestre

Início de aulas: 24 de setembro de 2012

Início de aulas: 18 de fevereiro de 2013 Fim de aulas: 07 de junho de 2013 Apoio a exames: 10 a 14 de junho de 2013 Época de exames - normal: 17 de junho a 05 de julho de 2013 Época de exames – recurso: 08 a 24 de julho de 2013 Férias da Páscoa: 25 de março a 01 de abril de 2013 Semana Académica: 06 a 12 de maio de 2013 Época Especial: 02 a 17 de setembro de 2013.

Fim de aulas: 04 de janeiro de 2013 Apoio a exames: 07 a 11 de janeiro de 2013 Época de exames - normal: 14 a 31 de janeiro de 2013 Época de exames - recurso: 01 a 16 de fevereiro de 2013 Férias de Natal: 22 de dezembro a 01 de janeiro de 2013

25


Serviços Prestados pelo ISEC Biblioteca Esta iniciativa visa possibilitar o acesso eletrónico às principais fontes de conhecimento, abrangendo a maior parte das áreas científicas, e estimular as condições de acesso universal ao saber por parte da comunidade científica e académica, procurando gerar economias de escalas e promovendo as condições de universalidade de acesso á produção científica. A b-on permite o acesso a mais de 3500 publicações eletrónicas de seis editoras. e-mail: biblio@isec.pt

A Biblioteca do Instituto Superior de Engenharia encontra-se instalada no rés-do-chão do Edifício Interdisciplinar. Possui uma sala de leitura com capacidade para 230 lugares, gabinetes para trabalho em grupo, gabinetes para Hemeroteca com 100 títulos de publicações periódicas especializadas. O fundo monográfico da biblioteca do ISEC é de cerca de 13 800 títulos. Através da biblioteca é possível aceder á b-on – Biblioteca do Conhecimento On-line que reúne as principais editoras de revistas científicas internacionais de modo a oferecer um conjunto vasto de artigos científicos disponíveis on-line.

26


Gabinete Pública

de e

Relações Apoio

ao

Estudante

Apoiar, divulgar e organizar conferências, cursos breves, seminários e palestras. e-mail: gabrp@isec.pt

Gabinete de Apoio ao Aluno

O Gabinete de Relações Públicas, em estreita ligação com o Conselho Diretivo, os restantes órgãos da Escola, os departamentos, e em colaboração com a associação de estudantes, tem por competências:  Organizar iniciativas destinadas a divulgar os cursos, as atividades e investigação e desenvolvimento e os serviços á comunidade;  Divulgar informações que possam facilitar a aquisição de instrumentos de trabalho e acesso a atividades culturais;  Promover o intercâmbio de estudantes com outras escolas, nacionais e estrangeiras;

e Saídas Profissionais O Gabinete de Apoio ao Aluno e Saídas Profissionais pretende assumir-se como uma “porta de acesso” dos alunos e diplomados do Instituto Superior de Engenharia ao mundo profissional, alcançando, simultaneamente, benefícios para a comunidade externa á instituição. GAASP procura apoiar os alunos na sua inserção profissional, bem como dar resposta às suas mais diversas solicitações. e-mail: gaasp@isec.pt

27


Gabinete

de

Relações

Gabinete

de

Apoio

a

Internacionais

Projetos

O ISEC dispõe de um gabinete de relações internacionais onde se encontra disponível informação sobre mobilidade para o estrangeiro, nomeadamente através do Programa Sócrates/Erasmus (www.socleo.pt). Este programa permite um amplo acesso transnacional aos recursos educativos da Europa, privilegiando a aprendizagem ao longo da vida, como meio de fomentar uma cidadania ativa e aumentar a empregabilidade. Os alunos devem analisar com o Coordenador das Relações Internacionais do seu Departamento as possibilidades de mobilidade, de forma a definir o plano de estudo, equivalências e estrutura de trabalho.

O Gabinete de Apoio a Projetos (GAP), criado a 1 de Fevereiro de 2007, tem como missão promover o envolvimento do ISEC em programas e projetos nacionais e internacionais, nos domínios da investigação e desenvolvimento, da educação e formação, da cultura, da cooperação e do intercâmbio. e-mail: gap@isec.pt

e-mail: ri@isec.pt

28


Serviços Académicos

cursos, transferências e reingressos ou outros; preparar os elementos relativos aos cursos e aos alunos para responder a solicitações de caráter estatístico, bem como destinadas a publicações do ISEC, IPC ou de outras entidades.

Os Serviços Académicos, funcionam no Bloco Administrativo e, exercem as suas atividades e atribuições no domínio pedagógico da vida escolar dos alunos e do expediente e arquivo a eles respeitantes. À secretaria de alunos compete, nomeadamente prestar informações sobre as condições de ingresso e frequência no instituto; dar andamento ao expediente de todos os processos referentes a matrículas, inscrições, passagem de certidões, declarações e demais documentos relativo aos alunos; conferir os processos quanto ao montante das propinas e proceder ao seu recebimento. Aos serviços de organização pedagógica compete organizar os processos de equivalência e assegurar o respetivo expediente; organizar e informar os processos de candidatura de concursos especiais, mudanças de

Auditório O Auditório do Instituto Superior de Engenharia, com capacidade para 250 pessoas, destina-se aos mais relevantes atos académicos, sessões culturais, congressos, palestras, conferências, colóquios e similares da responsabilidade da escola de instituições externas. Compreende ainda uma zona de secretariado e serviço de bar anexo.

Atividades

Coro

29


O CISEC - Coro do Instituto Superior de Engenharia de Coimbra - é um equipamento cultural que depende diretamente do Conselho Diretivo desta instituição. É sua missão promover os valores culturais e artísticos, nomeadamente através da fruição da música em geral e da prática da música coral em particular.

Coimbra (duas das unidades orgânicas do Instituto Politécnico de Coimbra). Desde a sua criação o Coro está sob a direção do Maestro César Nogueira. O CISEC é composto por estudantes, docentes e funcionários. e-mail: cisec@isec.pt

Pretende afirmar-se como um novo organismo cultural da cidade e, assim, contribuir para a divulgação da música coral junto da comunidade onde está inserido. O CISEC existe desde o ano de 2003, embora só se tenha institucionalizado no ano letivo de 2007/2008.

A direção artística é assegurada por um docente da Área de Música da Escola Superior de Educação, conforme protocolo firmado entre o Instituto Superior de Engenharia de Coimbra e a Escola Superior de Educação de

30


laços criados, de lugares conhecidos, de muitas e muitas histórias contadas,

Tuna

que nos fazem recordar com saudade tudo aquilo que aprendemos e vivemos na Tuna e na Vida Académica.

Foi a 7 de Março do ano 2010... Nasce a inovadora ISECOTUNA – Tuna Mista do Instituto Superior de Engenharia de Coimbra, com coragem, audácia, energia e destreza para tal efeito. Cláudio Maio, João Ferreira e Igor Ferreira, fundadores da ISECOTUNA contaram como todo o apoio da Associação de Estudantes do ISEC para criar condições necessárias para o desenvolvimento e para o florescer da ISECOTUNA no mundo académico de Coimbra.

Estar na Tuna é uma forma especial de encarar e de estar na vida onde a transmissão do conhecimento é o suporte para a realização pessoal e profissional dentro do ISEC.

Sendo a ISECOTUNA uma tuna com inúmeras atuações por todo o país e distinções alcançadas, a história da nossa Tuna, é composta por um sem número de amizades nascidas, de momentos vividos, de experiências inesquecíveis, de músicas cantadas, de

31


No seio da Escola de Guitarra já foram criados 2 grupos de Fado que atuam a nível nacional e internacional e estão já dois novos grupos em formação.

Escola de Guitarra A Escola de Guitarra do ISEC foi criada em 2005, através de assinatura de protocolo firmado entre o ISEC e a Associação Cultural “Coimbra Menina e Moça”. Nesse protocolo a Associação Cultural “Coimbra Menina e Moça” comprometia-se a abrir uma escola para ensino da Guitarra de Coimbra que poderia ser frequentada pelos alunos, docentes, e não docentes daquele estabelecimento de ensino. O ensino da Guitarra de Coimbra tem sido ministrado pelos professores Alexandre Cortesão e António de Jesus, fundadores da Escola de Guita. A Escola de Guitarra do ISEC começou a funcionar com 8 alunos e neste momento estão a frequentar a Escola de Guitarra 90 alunos, tendo ficado cerca de 200 em lista de espera.

32


Apoio Social Serviços de Ação Social

Serviços e recursos dos SASIPC

Os Serviços de Ação Social do Instituto Politécnico de Coimbra têm por filosofia base de atuação favorecer o acesso e a prática de uma frequência académica bem-sucedida a todos os estudantes do Instituto, com discriminação positiva em àqueles que sejam economicamente carenciados e ou deslocados de Coimbra. A concretização deste objetivo realiza-se mediante a concessão de apoios sociais aos estudantes do Instituto Politécnico de Coimbra, que compreendem, designadamente:     

Gabinete de Ação Social O Gabinete de Ação Social (GAS) visa apoiar, nas suas várias vertentes, o estudante no processo de integração e adaptação à sua nova condição de estudante do Ensino Superior. O funcionamento do GAS é assegurado por Técnicas de Serviço Social que, na sede dos Serviços bem como nos gabinetes existentes em cada uma das Escolas/Institutos, efetuam o atendimento e encaminhamento social das situações, de acordo com as normas deontológicas e éticas do Serviço Social.

Bolsas de Estudo Alojamento Alimentação Serviços de saúde, cultura e desporto Serviços de reprografia, livros e material escolar.

Os Serviços de Ação Social do Instituto Politécnico de Coimbra localizam-se em S. Martinho do Bispo, no entanto,

33


poderás no ISEC encontrar a Assistente Social, Dra. Sofia Braga da Cruz, no

A bolsa de estudo anual corresponde a um ano letivo completo e compreende dez prestações mensais.

Bloco Administrativo, em frente aos Serviços Académicos (Secretaria), com o horário de atendimento das 9h0013h00 às 14h00-17h00, de 2.ª a 6.ª feira

Bolsas

de

Estudo

Excetuam-se do ponto anterior as situações em que o bolseiro frequente um curso superior de duração diferente da prevista no ponto anterior, sendo, nesse caso, o número de prestações igual ao número de meses de frequência do respetivo curso.

2012-

2013

Que informação reunir? A bolsa de estudo atribuída a estudantes do ensino superior é uma prestação pecuniária anual para comparticipação nos encargos com a frequência de um curso superior ou com a realização de um estágio profissional de carácter obrigatório, atribuída, a fundo perdido e no respetivo ano letivo, sempre que o estudante não disponha de um nível mínimo adequado de recursos financeiros.

Para o correto preenchimento da candidatura á bolsa de estudo na plataforma online deverá ter contigo os teus documentos e dos membros do teu agregado familiar (Nº de BI/Cartão Cidadão, N.º de Contribuinte (NIF), N.º da Segurança Social (NISS) e Declaração IRS). Deverás garantir que tem contigo todos os documentos que atestem os dados preenchidos. Uma vez que a qualquer momento, poderão ser solicitados como

34


meios de prova para atribuição da Bolsa de Estudo.

DA VINCI, bem como os oriundos dos Países Africanos de Língua Oficial

ONDE?

Portuguesa, através da disponibilização de alojamento, como o objetivo de facilitar a sua integração social e escolar.

Através da Plataforma On-Line da DGES: www.dges.mctes.pt Nota: Os documentos solicitados via correio eletrónico não podem ser enviados por correio ou entregues pessoalmente (SEDE | GAS).

Atualmente, os Serviços de Ação Social do IPC possuem duas residências em Bencanta, cada uma com cem camas, sendo quatro destinadas a deficientes. As residências dispõem de uma sala de convívio equipada com TV Cabo e Hi-Fi, lavandaria e, para cada doze quartos, uma sala de estudo com equipamento informático e uma cozinha.

Alojamento Este serviço tem como finalidade oferecer aos estudantes condições de instalação a preços acessíveis e que obedeçam a requisitos que permitam bom ambiente de estudo e de convívio. O instituto Superior de Engenharia de Coimbra tem vindo também a apoiar os estudantes ao abrigo dos programas europeus de mobilidade SOCRATES/ERASMUS e LEONARDO

Os SASIPC possuem também quatro dos cinco blocos construídos na Quinta da Nora, ao lado do ISEC. Cada bloco tem 19 quartos duplos, sala de convívio, cozinha e lavandaria, e destinam-se a servir, preferencialmente, os alunos do Instituto Superior de Engenharia e da Escola Superior de Educação.

35


Serviços Médicos No Instituto Superior de Engenharia está instalado um Gabinete Médico onde os alunos têm acesso a consultas de clínica geral e de planeamento familiar.

O funcionamento das residências coincide com o período de duração do ano letivo do estudante, estando abertas todos os meses, à exceção de Agosto. O concurso para alojamento realiza-se anualmente e em simultâneo com a candidatura a bolsa de estudo.

Os alunos do ISEC podem ainda beneficiar de consultas de especialidade (Oftalmologia, Estomatologia, Acupunctura e Homeopatia), na Residencial n.º 1, Bencanta, onde funcionam os Gabinetes Médicos dos SASIPC. Através do Protocolo celebrado com os SASIPC, os alunos têm também apoio médico gratuito nos Serviços Médicos Sociais da Universidade de Coimbra mediante credencial passada no Gabinete Médico dos SASIPC.

36


do telefone 239 802 350 ou via correio eletrónico: gpsic@ipc.pt. Local de funcionamento: Edifício do Auditório do ISEC

Alimentação De forma a assegurar aos estudantes a possibilidade de efetuarem refeições qualitativamente equilibradas e a preços acessíveis, os Serviços de Acão Social do IPC dispõem atualmente de seis cantinas, apresentando no seu total uma capacidade de mil e dezasseis lugares sentados.

Gabinete de Psicologia Com o intuito de apoiar os alunos nas suas dificuldades sociais, emocionais e/ou académicas, é disponibilizado um serviço de apoio psicológico especializado facultado pelo Gabinete de Psicologia dos Serviços de Ação Social.

No Instituto Superior de Engenharia funciona uma Cantina, que serve pequeno-almoço, almoço e jantar e ainda um Snack-Bar, cuja gestão está entregue à Associação de Estudantes do ISEC.

As consultas podem ser marcadas junto dos Gabinetes de Ação Social, através

37


Voluntariado no IPC

Desporto e Lazer

Nesta vertente, já tomou posse o Conselho de Voluntariado do IPC (IPCSer). O IPCSer surgiu da necessidade de formar cidadãos e profissionais mais exigentes, informados e produtivos, conscientes da sua responsabilidade sobre o mundo que os rodeia, competências estas que nem sempre são apreendidas em contexto formal de ensino. Este órgão é constituído por 14 elementos, sendo eles o Presidente do IPC, Dr. Rui Antunes, o administrador do SAS IPC, Dr. Jorge Oliveira, e por um aluno e um docente de cada estabelecimento de ensino do IPC. Este projeto, já conta com cerca de 170 voluntários, dos quais 120 já estão encaminhados para entidades.

Existe em Bencanta um Parque Desportivo com um campo relvado para a prática de futebol e rugby e um campo polivalente para a prática de futebol de 5, ténis, etc.

Para mais informações: http://voluntariadoipc.wordpress.com

38


AE ISEC do Instituto Superior de Engenharia no politécnico, altura em que os cursos do ISEC passaram de quatro para três anos. Posteriormente, a AEISEC esteve também no pelotão da frente da reivindicação da autonomia dos estabelecimentos do ensino superior politécnico, que culminou na Lei 54/90, de 5 de setembro.

Associação de Estudantes A Associação de Estudantes foi criada em 1979/80, com o objetivo de se estabelecer uma unidade que zelasse pelos interesses e direitos dos estudantes, que lhes providenciasse informação, cultura, desporto e lazer. Desde então tem crescido, e atualmente é uma das Associações mais respeitadas no panorama nacional em termos de política educativa.

De salientar que a AEISEC é membro fundador da Federação Nacional das Associações de Estudantes do Ensino Superior Politécnico (FNAEESP), na qual tem sido sempre um ativo interveniente.

Ao longo da sua existência tem liderado inúmeras lutas em prol do desenvolvimento do ISEC e na defesa dos interesses dos estudantes. Ficaram para a história acontecimentos como o “Dia do Gás”, conhecido por esta designação por os estudantes da altura terem sido expulsos do Governo Civil com gás lacrimogéneo. Corria então o ano de 1988, dia do Estudante a 24 de março, e lutava-se contra a integração

A Direção da AEISEC é, atualmente, composta por 9 elementos, e eleita anualmente, podendo (devendo) todos os alunos participar no ato eleitoral. São ainda órgãos da AEISEC a Mesa da Assembleia Geral de Alunos e o Conselho Fiscal.

39


À Direção cabe a gestão dos assuntos correntes, a tomada de decisões relacionadas com interesses gerais dos estudantes, bem como a organização e atividades diversas. A Direção é composta por: Presidente: Rui Rente Campos Vice-Presidente: Hugo Matos Vice-Presidente: Aníbal Alves Tesoureiro: João Santos Secretário: Cláudio Maio Vice-Secretário: Igor Miranda Ferreira Administradora: Rita Silva Coordenadora de secções: Diana Ferreira Vice-Coordenador de secções: Ricardo Rosa Telefone : 239 708 620 e-mail : aeisecoimbra@gmail.com

40


Secções da AEISEC desporto universitário, e fomentar a prática do mesmo.

Secção de Comunicação e Imagem

É uma secção sempre disposta a integrar novos projetos, desde que estes sejam de interesse para a comunidade académicas.

Responsável pela edição do “Engenhocas”, o jornal dos estudantes do ISEC. É também responsável por todas as publicações, panfletos e cartazes da AEISEC. Se tens algum gosto pela escrita, sobre qualquer tema ou queres escrever alguns artigos em especial, junta-te a nós. Podes enviar artigos para comunicação.aeisec@gmail.com

Secção de Eventos A Manutenção é responsável por prestar apoio, ao nível de instalações e a todos os eventos realizados. É o esforço por detrás dos eventos.

Secção de Eventos

Gabinete

de

Estágios

e

O convívio, a cultura, a educação, são alguns dos temas para os quais esta secção está vocacionada. Como tal, é responsável pela realização de todos os acontecimentos desportivos e culturais que aconteçam na nossa Instituição. Tem também o intuito de promover o

Tem como principal objetivo obter empregos ou estágios para os recémlicenciados engenheiros deste instituto, o que para ser grande apreço tem sido conseguido com sucesso. A FENGE – Feira de Engenharia – é um evento que marca a agenda anual do GESP e que pretende colocar em contato direto os

Saídas Profissionais

41


estudantes do ISEC com o mercado de trabalho.

Serviço AE ISEC

Horário

Sala de Estudo Ricardo Ferraz

10h00 – 2h00

Sala de Informática – Gerais

9h00 – 23h00

Sala de Informática da AE

9h00 – 18h00

Secretaria da AE

9h00 – 12h30/13h30 – 18h00

Secção de Textos

9h00 – 13h00/14h00 – 19h00

Bar

8h00 – 22h00

Bar (Bicho)

8h00 – 22h00

42


Vida Académica caracteriza, e que tanto marcam os estudantes que por aqui passam, acompanhando-os na memória mesmo depois de terminarem os seus cursos e regressarem ás suas terras de origem, são exatamente a Praxe, o uso do traje, o fado/canção de Coimbra e as festas académicas.

Tradições académicas A vida académica em Coimbra é única. Está impregnada de valores e tradição e de usos e costumes particulares que a tornam especial e inesquecível, sendo fruto de uma vivência nunca antes experimentada e acumulada ao longo de séculos e de gerações de estudantes.

Praxe A Secção de Apoio à Praxe é a responsável por toda a praxe no ISEC, devendo todos os assuntos ser direcionados a esta. Tendo como princípio ajudar o estudante recém-chegado a integrar-se no ambiente académico e a criar amizades, a Praxe, prática defendida por uns e reprovada por outros, está presente nos valores da tradição e é parte indissociável da vida académica coimbrã.

Algumas das tradições académicas que conferem a Coimbra o ambiente especial que tão bem a

43


Formalizada por um código – o Código da Praxe do ISEC feito com base no código original de Coimbra, o código de 1957, a Praxe Académica estabelece as normas de vivência estudantil.

“Coimbra… É difícil falar de Coimbra. Cidade antiga, pródiga em cultura e tradição que arrasta consigo as origens romanas e um nome que quase ficou no esquecimento: “AEMINIUM”.

O tempo de “caloiro” (uma das categorias mais baixas na hierarquia da praxe, correspondente aos alunos do primeiro ano) é, para muitos dos estudantes, significado de boas e inesquecíveis memórias, de acontecimentos marcantes e irrepetíveis. Contudo, é necessário referir que qualquer estudante que não se identifique com as tradições relacionadas com a praxe académica, tem o direito de inaliável de não participar nas actividades e de recusar ser praxado pelos alunos mais velhos tendo para isso de se dirigir á Secção de Apoio a Praxe (SAP) para aquisição do documento indicado para tal.

No entanto, duas coisas nos ocorrem de imediato à memória, os seus estudantes e o seu Fado. “Falar de Coimbra é também falar dos seus cantos e recantos, de espaços, de saudades, beleza da viela Medieval, ouve a Serenata que em noite de chuva, faz chorar uma guitarra por um coração apaixonado”. Foi neste ambiente que Coimbra se tornou numa das maiores cidades do país, uma ponte entre o passado histórico e a actualidade. Foi em 1980 que a academia estudantil de Coimbra se uniu em busca das suas tradições, tendo o ISEC participado, de forma activa, e de pleno direito pois já

44


existíamos como Instituto desde 1 de Janeiro de 1975.

Superior

Abril 99 Este texto encontra-se agora divulgado visto que reflecte não só o enquadramento da SAP na vida académica do ISEC, mas porque também exprime grande parte das suas funções.

É nesta realidade que nos inserimos. Há uma dúzia de anos que a SAP (Secção de Apoio a Praxe) existe e vem fomentando o conhecimento da Praxe e a correcta aplicação da mesma, não tendo poderes deliberativos, as suas funções são pura e simplesmente prestar informações, esclarecer dúvidas e apoiar a Praxe.

É de salientar que as tradições reguladas pela SAP, tal como o texto acima indica, foram criadas por estudantes com o objectivo de ser algo tão pessoal entre os mesmos, de estudantes para estudantes, de gerações para as gerações vindouras.

Neste sentido dá posse e apoio à Comissão do Carro da Queima das Fitas, organiza a Queima do Grelo, o concurso dos Carros dos vários Institutos Superiores e promove regularmente reuniões de Quartanistas e Veteranos onde se estudam e se discutem assuntos relacionados com a Praxe do ISEC.

“Praxe. Diversão levada à seria que mais uniu todo o género de classes sociais. Tomou tamanhas proporções das quais a intervenção estudantil, social e até a nível politico.” Ironia das ironias… Algo que surgiu pela união de um grupo, o estudantil, que participou de inúmeras intervenções, serve agora de intervenção por leigos querendo desunir o mesmo grupo que a criou.

Contamos contigo para ajudares a perpetuar e transmitir este misto de alegrias, irreverência de actividade, “A Tradição”.

45


“rasgões” feitos pelos amigos, família e pelo(a) namorado(a).

Se ainda acreditas que Coimbra só é Coimbra com todas as suas vivências académicas, veste a capa e batina ou sê caloiro hoje.

Fado de Coimbra

E vive-as Quanto ao Fado de Coimbra, um ex-libris da cidade conhecido em todo o mundo, canta-se nas festas universitárias ou outras solenidades ligadas à vida académica. Diferente do Fado de Lisboa, o Fado de Coimbra é normalmente cantado na escuridão com solenidade e no meio de grande silêncio e nostalgia e, por tradição, só pode ser cantado por vozes masculinas. Está associado aos temas do amor – simbolizado nas célebres serenatas à pessoa amada – e do findar de um ciclo da vida concretizado na despedida da universidade.

DURA PRAXIS SED PRAXIS

Traje Académico O traje, que particularmente durante a Queima das Fitas faz de Coimbra uma cidade de “capas negras”, é composto por fato de calças, colete e batina de fazenda preta, para os homens, e fato de saia e casaco igualmente de fazenda preta, para as mulheres. Uns e outros usam obrigatoriamente camisa branca com gravata preta, sapatos e meias da mesma cor. Por cima dos fatos usam uma longa capa preta, onde alguns cosem emblemas variados (da sua instituição de ensino, da cidade, do concelho de origem do portador da capa, etc.), que pode apresentar

46


considerada por todos a maior manifestação estudantil que ocorre em Portugal. Em maio, durante uma semana que começa obrigatoriamente com a tradicional Serenata Monumental no Largo da Sé Velha, as capas negras são mais que muitas e a Academia, obedecendo a memórias já centenárias, esquece os estudos e perde-se nas noites sem fim. A festa da Queima atinge o seu ponto alto com a realização do Cortejo. Formado na alta, pelos quartanistas que aí se dirigem para queimarem o “grelo” e que depois, como “novos fitados”, desfilam nos carros alegóricos enfeitados com as cores das faculdades, o Cortejo integra no seu percurso milhares de estudantes “liderados” pelos alunos finalistas, reconhecíveis por suas cartolas e bengalas.

Como se canta num dos fados que mais significado tem para os estudantes finalistas, a “Balada do 6º ano de Medicina”, da autoria de Fernando Machado Soares e Edmundo Bittencourt, “Coimbra tem mais encanto na hora da despedida”.

Queima das Fitas, Maio A Festa da Queima das Fitas, é por excelência, a festa dos estudantes da cidade de Coimbra e da sua população, sendo igualmente

47


Festa das latas, novembro As “Latadas” ou “Festa das Latas” remontam ao século XIX, quando os estudantes de Coimbra expressavam ruidosamente a sua alegria pelo fim do ano letivo, utilizando todos os objetos que produzissem barulho, nomeadamente as latas. O momento alto desta festa, atualmente realizada no início do ano letivo, é o cortejo que tem lugar na terça-feira da “Latada”, pelas ruas da cidade, onde tomam lugar de destaque os “novos grelados” e “fitados” e em que no final os “caloiros” são batizados no rio Mondego.

A garraiada, o sarau académico, o chá dançante e o baile de gala, para além dos muitos concertos com bandas nacionais e estrangeiras que se realizam todas as noites no “Queimódromo”, são outros dos eventos de referência que compõem o programa da Queima das Fitas.

Durante o cortejo, os caloiros, para além de arrastarem as latas, desfilam vestidos consoante a fantasia pessoal do seu ”padrinho” ou “madrinha” e transportam cartazes de teor crítico, alusivos a professores, ao ensino superior e ao sistema educativo, a

Apesar da Queima das Fitas ser uma festa da Universidade de Coimbra, os alunos do Instituto Politécnico de Coimbra são convidados pela Academia a participar ativamente nesta festa que é, principalmente, dos estudantes.

48


acontecimentos governantes.

nacionais

e

a

Tal como acontece na Queima das Fitas, também na Festa das latas os alunos do Instituto Politécnico de Coimbra são convidados pela Academia a participar no cortejo. Atualmente é realizada uma festa própria de receção aos novos estudantes do IPC, organizada pelas várias associações de estudantes das escolas do Instituto, com o apoio da presidência.

49


Viver em Coimbra‌.

50


Coimbra, Cidade dos Saberes… por D. Fernando I, o Magno, ficando o governo da região entregue a D. Sesnando, que a reorganizou económica e administrativamente.

As primeiras campanhas muçulmanas de ocupação da Península Ibérica decorreram entre 711 e 715 e Coimbra capitulou em 714. A sua topografia e situação geográfica contribuíram para o seu crescimento e desenvolvimento. Apesar de não ser uma cidade grande, no contexto geral do Al-Andaluz, era o maior aglomerado urbano a norte do Tejo. Tinha 10 hectares de recinto muralhado e entre 3000 a 5000 habitantes. Da época islâmica perdurou a denominação dada ao interior da cidade intramuros, a almedina, e extramuros, o arrabalde. A localização da alcáçova, ou seja o palácio fortificado onde vivia o governador da cidade, foi também estabelecida durante a permanência islâmica na cidade. Esta construção será mais tarde o paço real, onde viveram os primeiros reis de Portugal.

Atualmente, Capital de distrito e sede de bispado, Coimbra é a maior cidade da Região Centro e uma importante referência económica, social e política ao nível nacional. Com uma população residente de cerca de 150.000 habitantes, o município de Coimbra ocupa uma área 2 de 318,8 km , compreendendo 31 freguesias. Banhada pelo rio Mondego, o maior rio que nasce em território português, Coimbra justifica a sua

A cidade foi reconquistada pelos cristãos definitivamente em 1064

51


importância também pela localização geográfica privilegiada; a menos de 40 km do Oceano Atlântico e da cidade turística e portuária da Figueira da foz, e a meio caminho entre Lisboa e o extremo norte litoral português, a cidade é servida pela auto-estrada do Norte A1 (A1 – Porto - Lisboa), ligando-se ao interior através do Itinerário Principal 3.

que a visitam desfrutar das suas belezas, de dia ou de noite, passear pelas ruas comerciais da Baixa, descobrir recantos entre o denso casario da Alta, saborear a rua rica gastronomia, encontrar-se com a natureza nos seus muitos parques e jardins, tomar uma “bica” ou um “fino” nos tradicionais cafés e entrar pela madrugada nos animados bares e discotecas. Com uma identidade única, Coimbra é por excelência uma cidade dos “forasteiros”, de gente de todo o lado que por ela passam para estudar e trabalhar e que a deixam com saudade, elegendo-o como “a minha segunda terra”. Uma terra tolerante e “mestiça” que ao longo dos séculos se habitou a gostar de receber e de dar.

Coimbra é conhecida também pela sua qualidade de vida. É uma cidade que não sofre de graves problemas sociais e onde a segurança das pessoas está salvaguardada, permitindo aos que nela vivem e aos

52


Museus e Monumentos Museus Museu Municipal - Edifício Chiado Rua Ferreira Borges – Tel.: 239 840754

Antiga Galeria do Turismo – Coleção Louzã Henriques Couraça de Lisboa

Alberga a coleção permanente de arte Telo de Morais, um valioso acervo artístico, colecionado ao longo de mais de quarenta anos. O museu é composto por seis núcleos – pintura, mobiliário, cerâmica, escultura, pratas e outras peças heterogéneas – distribuídos pelos três pisos do edifício, sendo que o résdo-chão se destina à realização de exposições temporárias.

Acervo constituído por instrumentos musicais cedidos à cidade de Coimbra pelo médico Louzã Henriques. Pavilhão Centro de Portugal Ínsua dos Ventos, Parque Verde do Mondego - Tel.: 239 837114 Exposições várias, sobretudo de arte contemporânea.

53


Casa Museu Bissaya Barreto Rua da Infantaria, 23 – Tel.: 239 853800

Praça 8 de maio – Igreja de Santa Cruz Tel.: 239 857589/239 822941

Coleções de azulejaria portuguesa dos séculos XVI, XVIII e XIX. Estatuária, pintura portuguesa, porcelanas da China (Companhia das Índias), faianças portuguesas e biblioteca. Mobiliário dos reis D. José e D. João V.

Memória artística de Santa Cruz, com exposições permanentes de pintura, tapeçaria, escultura e escultura em pedra. Museu de Física Antigo edifício do Colégio de Jesus Tel.: 239 410600/672

Museu Académico Colégio de S. Jerónimo – Praça D. Dinis Tel.: 239 827396

Exposição permanente de instrumentos científicos dos séculos XVII e XIX.

Coleções de trajes académicos, fotografias, biblioteca e objetos ligados à história e à vida académica.

Museu Nacional de Machado de Castro Largo Dr. José Rodrigues – Tel.: 239 823727

Museu de Arte Sacra da Universidade Paço das Escolas – tel.: 239 859800

O Museu está parcialmente aberto ao público. Apenas possui como zonas visitáveis o criptopórtico romano, as exposições temporárias e a loja.

Coleções de ourivesaria, paramentaria, escultura, pintura e livros de música.

Museu de Arte Sacra de Coimbra

54


Edifício gótico construído em 1213, sofreu várias obras que lhe alteraram a traça original, nomeadamente nos séculos XVI e XVII. Destaca-se o claustro com capitéis historiados do período medieval.

Monumentos Arco de Almedina Rua Ferreira Borges

Convento de Santa Clara-a-Nova Alto de santa Clara

Uma das antigas portas da cidade, cuja maior parte inferior data do século IX. O seu aspeto atual deve-se às reformas realizadas em 1541, durante o reinado de D. Manuel I.

A sua construção iniciou-se em 1649, sendo ocupado pelas freiras de Santa Clara-a-Velha em 1677. Na cabeceira da nave encontra-se uma estátua policroma de Santa Isabel e um túmulo de prata onde repousa o seu corpo. O retábulo da capela-mor é barroco e de talha dourada. No interior podem ainda ser apreciados três túmulos góticos: o da Infanta Dona Isabel, filha de Afonso IV, o de uma filha do Infante D. Pedro e o da própria Rainha Santa, este último executado por Mestre Pero Catalão, no início do século XV. Possui ainda um bonito claustro do século XVII, construído pelo arquiteto húngaro Carlos Maudel.

Convento de Celas Rua Manso Preto

55


Igreja do Mosteiro de santa Cruz Praça 8 de maio Tendo sido fundada no século XII, a atual estrutura remonta à primeira metade do século XVI. O portal, da autoria de Diogo de Castilho, com estátuas de João de Ruão e de Nicolau Chanterenne, data de 1523 e é precedido por um arco triunfal oitocentista executado por José do couto. No interior encontram-se os túmulos dos dois primeiros reis de Portugal, Afonso Henriques e Sancho I.

56


Jardim da Manga Rua Olímpio Nicolau Rui Fernandes

Rossio de Santa Clara O Portugal dos Pequenitos, inaugurado em 8 de Junho de 1940, é um parque lúdico, pedagógico e turístico, idealizado por Bissaya Barreto e projetado pelo arquiteto Cassiano Branco.

Obra renascentista da autoria de João de Ruão, que foi outrora um dos claustros do Mosteiro de Santa Cruz.

Pátio da Inquisição Pátio da Inquisição

Representa, de forma pormenorizada e numa escala reduzida, uma vasta gama de elemento da Arquitetura e da História de Portugal (Portugal Monumental, Casas Regionais, Países de Língua Oficial Portuguesa, Museus do Traje, da Marinha e do Mobiliário).

O Pátio da Inquisição deve o seu nome ao conjunto de edifícios de valor histórico e arquitetónico, onde funcionou, desde 1566 até à sua extinção, em 1821, o Tribunal do Santo Ofício. Para além do edifício que foi sede da Inquisição coimbrã, o pátio congregou o primitivo Colégio das Artes. Após obras de escavação e adaptação, funciona em parte dos antigos edifícios colegiais, desde 2003, o Centro de Artes Visuais (CAV).

Este parque temático, localizado em Coimbra é o mais antigo do País e certamente um dos mais antigos do Mundo. Quinta das Lágrimas Estrada das Lages

Portugal dos Pequenitos

57


A Quinta das Lágrimas deve o seu nome às desventuras do romance entre a dama Inês de Castro e o príncipe D. Pedro. A romântica tragédia coloca neste local a morte da bela Inês.

O templo pertenceu ao colégio da Companhia de Jesus até à sua expulsão de Portugal, em 1759. As obras iniciaram-se em 1598, mas a Igreja só foi sagrada em 1640.

A Fonte dos Amores já aparece documentada pouco depois da morte de Inês de Castro, e integra-se hoje num parque de árvores centenárias, ruínas medievais e neogóticas, tanques e regatos.

A fachada divide-se em duas fases distintas de construção e conceção. O interior do templo é em plano de cruz latina, com abóbadas de berço e uma cúpula no cruzeiro, com púlpitos quase no centro da igreja, numa conceção artística da Contra-Reforma.

Sé Nova Largo da Sé Nova

58


Sé Velha Largo da Sé Velha

Capela do Santíssimo Sacramento, completado com uma elegante cúpula de cartelas, em estilo maneirista, data de 1566 e foi executado por João de Ruão. O claustro, gótico, iniciou-se em 1218, nele se destacando os capitéis naturalistas.

O templo atual data da segunda metade do século XII, tendo sido aberto ao culto em 1184 e segue o estilo românico coimbrão da segunda fase. Com projeto do francês Mestre Roberto, a igreja tem um exterior robusto, simétrico, com escassas aberturas e coroamento de ameias. O portal central tem decoração de clara influência islâmica, enquanto que a porta lateral, chamada "Porta Especiosa", atribuída a João de Ruão, revela elegante decoração renascentista. No interior, ao longo das naves laterais distribui-se a galeria do trifório. Destaque especial para o retábulo da capela-mor, em gótico flamejante, datado de cerca de 1498 e executado pelos escultores flamengos Olivier de Gand e Jean d'Ypres. O retábulo da

59


Vila Latina – colunata neoclássica setecentista, no centro da qual existe um elemento conjunto escultórico da autoria de Laprade.

Universidade de Coimbra Paço das Escolas

Torre (“A Cabra”) – torre sinaleira da Universidade, e seu ex-libris, “carinhosamente” conhecida entre os estudantes por “cabra”, construída entre 1728 e 1733, em estilo barroco

Localizada no antigo paço real, o conjunto de edifícios que compõem a “universidade velha” apresentam um variado leque de estilos artísticos e arquitetónicos, fruto das várias reformas que foi sofrendo ao longo da sua história, de onde se destaca: Porta Férrea – entrada principal do edifício, edificada em 1634, em estilo maneirista de cariz popular

60


Biblioteca Joanina – construída no início do século XVII, durante o reinado de D. João V, é considerada uma obraprima do barroco português, possui uma coleção de cerca de 30000 obras desde o século XII ao século XIX Capela de S. Miguel - capela manuelina construída entre 1517 e 1522; o portal principal é de autoria dos escultores Diogo de Castilho e Marcos Pires Sala dos Capelos – antiga sala do trono, hoje é o local de realização das mais importantes cerimónias académicas da Universidade.

61


Parque de Santa Cruz

Parques e Jardins

Praça da República

Parque Verde do Mondego Av. Da Lousã

Popularmente conhecido como “Jardim da Sereia”, estava integrado na cerca do Mosteiro da Santa Cruz. A entrada do jardim faz-se pelo arco triunfal, coroado por três estátuas: a Fé, a Esperança e a Caridade. O Terreiro do “jogo da Pela”, continua com a sua cénica cascata ao fundo. A fonte da Nogueira, com uma estátua, representando um Tritão, (frequentemente, confundido com uma sereia) abrindo a boca a um golfinho, é o motivo pelo qual o jardim é conhecido como Jardim da Sereia.

Situado nas margens do Mondego, o Parque Verde ocupa uma vasta área. É um local onde podes encontrar bares, restaurantes e um pavilhão de exposições, Pavilhão Centro de Portugal. Se não te contentares com a esplanada à beira rio, podes sempre experimentar as várias atividades que o parque tem ao teu dispor: carros e trotinetas elétricas, barcos pneumáticos, canoas, gaivotas e karts.

62


Cultura Eventos Culturais

cinema português e tem como objetivo essencial patrocinar o gosto e o prazer pela produção cinematográfica nacional, bem como contribuir para o seu desenvolvimento, através da apresentação de filmes, atribuição de prémios e a realização de colóquios e seminários.

Feira do Livro, abril/maio Certame cultural organizado anualmente pelos editores e livreiros de Coimbra, a Feira do Livro, para além de constituir um momento privilegiado para o encontro entre o público, o livro e os autores, possibilita ao reunir num mesmo espaço as livrarias e editoras mais representativas do mercado, a compra, a preços especiais, de livros e obras multimédia.

Festival

Caminhos

Cinema

Festas da Cidade, julho O culto pela Rainha D. Isabel iniciou-se logo após a sua morte, embora só em 1516 lhe tenha sido concedido, pelo Papa Leão X, o título de beata, restringindo à diocese de Coimbra. Em 1556, o Papa IV estenderia o título de beata a todo o país. As festas da Cidade de Coimbra, em honra da rainha Santa Isabel, padroeira da cidade, realizam-se todos os anos pares no mês de julho. Dos festejos, merece particular destaque e procissão noturna de penitência (quinta-feira), que leva a imagem da padroeira da Igreja de

do

Português,

abril/maio/junho Organizado pelo Centro de Estudos Cinematográficos da Associação Académica de Coimbra e pelo Teatro Académico Gil Vicente, este festival é o único dedicado exclusivamente ao

63


Feira Medieval

Santa Clara-a-Nova até à Igreja da Graça, na Baixa de Coimbra, e durante a qual é lançado um espetacular fogode-artifício. A procissão de regresso da imagem da Rainha Santa, em que participam milhares de pessoas, é realizada no domingo seguinte durante a tarde.

A Feira Medieval de Coimbra, realizouse pela primeira vez em julho de 1992. O Largo da Sé Velha, continua desde essa altura a servir de palco a este regresso ao século XIV, dando oportunidade de conviver de perto com o quotidiano medieval da Feira de Coimbra.

64


Teatro, Cinema e

fotografia, artes plásticas e arquitetura e ainda como sala para a

Espetáculo

realização de apresentações de livros, recitais de poesia, leituras, tertúlias e cafés-concerto.

O Teatro Académico de Gil Vicente (TAVG) é, por excelência, o espeço destinado à realização de atividades artísticas e culturais de Coimbra, incidindo a sua programação, particularmente, nas artes de palco. Com uma programação centrada na abordagem e divulgação do teatro, o auditório do TAVG acolhe regularmente as produções do CITAC (Círculo de Iniciação Teatral da Academia de Coimbra) e do TEUC (Teatro dos Estudantes da Academia de Coimbra), não descurando, no entanto, a divulgação de outras formas de arte como sejam a realização de espetáculos de música clássica, jazz, ópera e dança ou a projeção de filmes. O Café-Teatro, para além da sua normal função de café e espaço de convívio, é utilizado como área de exposição de

No que se refere a espaços para espetáculos ao ar livre, Coimbra apresenta-nos à beira-rio, a Praça da Canção. É palco para as Festas da Cidade, a Queima das Fitas, e ainda para muitos outros espetáculos promovidos ao longo de todo o ano.

65


A Noite de Coimbra dos cafés da Praça da república. Reunido o grupos de amigos, parte-se para novos ambientes e nunca a escolha recai apenas por um espaço.

A noite de Coimbra é diferente, não dorme. A lua vigia. Não há noite tão longa, nem outra tão fugaz. Em Coimbra a noite respira juventude e boémia. Constituída por dezenas de milhares de estudantes de espírito, por natureza, irreverente, Coimbra, no que respeita á vida noturna é especial e muito movimentada. Percorrem-se as capelinhas consoante os gostos de cada um, iniciando-se a noite, quase que obrigatoriamente, num

66


Bar AAC Rua Padre António Vieira, 1 Localizado bem no coração da cidade, junto à praça da República, é um espaço principalmente frequentado por estudantes. Este bar dá lugar a variadíssimos espetáculos, eventos e convívios académicos, sempre repletos de um bom ambiente de festa.

Garden Bar Rua Sá de Miranda, 70 Antiga garagem transformada num simpático bar, onde se destaca o seu jardim interior. Dispõe de música ambiente e de uma sala com lareira. É conhecido pela grande variedade de cerveja artesanal e de whisky. Clube de Rugby Rua Castro Matoso Bar moderno e simpático, localizado numa moradia com jardim. Pertence ao Clube de Rugby de Coimbra e é muito frequentado por estudantes.

Bigorna Bar Rua Borges Carneiro, 9-11 Pequeno bar típico, situado na zona velha da cidade, com ambiente jovem e música independente e alternativa. O destaque da casa vai para os shots.

Bar Delight Rua Alexandre Herculano, 16B Espaço requintado e muito agradável, com confortáveis sofás e música ambiente.

67


Insónias Bar Avenida Sá da Bandeira Bar moderno e simpático, com clientela jovem e animada. Tem noites de karaoke às quartas-feiras e sábados.

Bar Quebra Costas Rua Quebra Costas, 45 Espaço acolhedor a passar jazz e música alternativa, criando um ambiente propício à conversa. Exposições de fotografia e pintura são aqui exibidas regularmente. Dispõe de uma pequena esplanada.

Bar Mondego Irish Pub Avenida Emídio Navarro - Parque Verde do Mondego Integrado no Parque Verde do Mondego, as "docas" de Coimbra, este bar irlandês tem uma simpática esplanada à beira rio e, com frequência, música ao vivo, integrada na programação cultural regular do bar. A decoração está a condizer com o nome, tal como a música ambiente. Serve alguns petiscos, tais como francesinhas, quiches, tartes e bolos.

Santa Clara Galeria-Bar Rua António Augusto Gonçalves, 67 Espaço inaugurado em 1993, a funcionar como bar e galeria de arte, expondo coleções de pintura, escultura e joias de design. O bar dispõe de dois ambientes diferentes, com uma sala no rés-do-chão e outra na cave. No inverno dispõe de uma acolhedora salamandra e, no verão, de uma esplanada.

68


Bar Sarau da Gula Avenida Sá da Bandeira, 114

Bar Rock Café Avenida Emídio Navarro - Parque Verde do Mondego

O Sarau da Gula, localizado perto da Praça da República e da Associação Académica de Coimbra. É um espaço de animação da noite de Coimbra. Oferece serviço de refeições ligeiras, como tapas, petiscos, francesinhas, entre outros pratos ligeiros. Organiza regularmente festas temáticas.

Espaço simpático e acolhedor, com uma agradável esplanada à beira rio. Tem música ambiente e música ao vivo com frequência que, tal como o nome indica, é Rock. A decoração está condizer, com guitarras autografadas de alguns ícones do Rock e uma bateria no teto.

The Rock Planet (Antiga Via Latina) The Rock Planet Coimbra é um espaço onde se respira Rock, organizado por 3 pisos distintos. Com decoração pormenorizada em que a qualidade dos serviços é o ponto focal, este espaço está preparado para receber grandes espetáculos de relevo nacional.

69


Manual de SobrevivĂŞncia

70


Alimentação Cantinas

Cantina A (Bencanta) Telefone: 239 802 940 Almoço: 12h00 – 14h00 (4 pratos diários diferentes e vegetariano). Funciona como Restaurante-snack Preço: Varia consoante a ementa

De forma a assegurar aos estudantes a possibilidade de terem refeições qualitativamente equilibradas e a preços acessíveis, os SASIPC dispõem atualmente de 6 cantinas (uma explorada pelos próprios serviços e cinco concessionadas) apresentando no seu total uma capacidade de 872 lugares sentados.

1

Cantina B (Bencanta) Almoço: 12h00 – 14h00 Jantar: 19h00 – 21h00 (Serve Prato social e Combinado)

Para além das cantinas, todas as Escolas/Institutos possuem dentro das suas instalações um bar, cujo horário de funcionamento acompanha o período das atividades escolares.

Cantina ESEC (Praça Heróis Ultramar) Telefone: 239 793 120 Pequeno-almoço 08h15 – 09h30 Almoço: 12h00 – 14h00 Jantar: 19h00 – 21h00

Na cantina B em Bencanta, funciona também um Bar/Snack.

71


Cantina ESTGOH (Oliveira do Hospital) Telefone: 238 605 174 Pequeno-almoço 08h00 – 10h00 Almoço: 12h00 – 14h00 Jantar: 19h00 – 20h45 (Serve em alternativa 1 prato de carne, peixe ou dieta)

Restaurante Central Rua Dr. Oliveira Matos Telefone: 239 826 748 Pequeno-almoço 08h00 – 10h00 Almoço:12h00 às 14h30 (refeição tipo) Refeição-Buffet: 12h00 às 14h30 Cafetaria: 8h30-11h00 | 12h00-14h30 Restaurante Monumentais Rua Dr. Oliveira Matos Telefone: 239 826 748 Pizzas e Pastas Horário: 12h00 às 21h15 Grill Sala B Rua Dr. Oliveira Matos Telefone: 239 826 748 (7 tipos de refeições) Horário: 11h45 às 21h30

Cantina ISEC (Quinta das Flores Rua Pedro Nunes) Telefone: 239 713 247 Pequeno-almoço 08h00 – 10h00 Almoço: 12h00 – 14h00 Jantar: 19h00 – 21h00 (Serve Prato Social e Combinado. Existe também uma secção de Grelhados com preços variados)

Outras Cantinas Restaurante Luzio Vaz Azinhaga de Sta. Comba (Junto aos HUC - Hospitais Universidade de Coimbra) Telefone: 239 483 360

Restaurante Amarelas Rua Dr. Oliveira Matos e Venâncio Rodrigues Telefone: 239 826 748 Horário: das 12h00 às 14h15 e das 19h00 às 21h15 Sandwich-Bar

da

72


Rua Dr. Oliveira Matos e Venâncio Rodrigues Refeição Rápida - Das 12h00 às 03h00 Restaurante/Cantina

Restaurante da Sereia Rua Pedro Monteiro – Casa Municipal da Cultura Telefone: 239 702 155 Refeições: das 12h00 às 18h30 e 19h00 às 21h30 Cafetaria: 09h00 às 11h30

Pólo II- Pinhal de Marrocos Telefone: 239 793 400 Pequeno-almoço: das 08h00 às 10h00 Refeição tipo: das 12h00 às 14h30 Grill: das 12h00 às 14h30 Restaurante à lista: das 12h00 às 14h30

Restaurante do Estádio Universitário Telefone: 239 810 350 Refeição tipo e self-buffet (5 pratos) Horário: das 12h00 às 14h30

Centro Cultural Casa da Pedra Pólo II- Pinhal de Marrocos Telefone: 239 406 727 Refeição social: das 19h00 às 21h15 Refeições "self-buffet" (snack)

Restaurante S. Jerónimo Edifício S. Jerónimo: Hospital Velho Telefone: 239 832 322 Refeição tipo e self-buffet (5 pratos) Horário: das 12h00 às 14h30

Horário: de 2ª a 6ª feira das 12h00 às 22h30 Restaurante das Químicas Edifício Físico-Químicas Telefone: 239 824 538 Refeição tipo: 12h00 às 14h15

73


Habitação Coimbra situa-se entre os 125€ e os 200€ mensais, dependendo das condições oferecidas e de o quarto ser duplo ou individual.

Conseguir um quarto com boas condições e a um preço razoável poderá levar algum tempo e provavelmente será necessário procurares bastante e com muita paciência.

Para aqueles que possam beneficiar de alojamento social, os Serviços de Ação Social do IPC possuem, em Bencanta, duas residências – uma masculina e outra feminina.

Uma das formas mais correntes para encontrar um quarto ou apartamento para arrendar é consultar os jornais diários de Coimbra, nos quais existe uma secção de anúncios inteiramente dedicada a esta matéria.

Na Quinta da Nora, o IPC dispõe de mais uma residência, denominada R3.

Em alternativa, podes consultar os painéis informativos existentes no Instituto e em vários locais públicos, onde muitas vezes os proprietários afixam anúncios dos quartos e apartamentos que têm para arrendar, ou procurar o apoio dos teus colegas e da associação de estudantes.

Apesar dos preços variar, em média, a renda de um quarto em

74


Transportes

Cartão Viagem

Coimbra, através dos Serviços Municipalizados de Transportes de Coimbra (SMTUC), possui uma ótima rede interna de transportes coletivos que abrange não só toda a cidade como os seus arredores, proporcionando, a par com os modernos autocarros, a possibilidade de viajar ainda, em alguns trajetos, nos tradicionais autocarros elétricos – os Troléis.

ConVIDA

Os SMTUC facultam em passe social exclusivamente reservado a estudantes, que lhes possibilita a utilização de toda a rede de transporte coletivos urbanos da cidade de Coimbra.

O novo suporte “Viagem ConVIDA” permite o carregamento com 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11 viagens, títulos de 1 dia ou viagens com estacionamento. É recarregável e tem a validade de um ano.

Relativamente aos títulos de transporte em vigor existem dois tipos de suporte:

No entanto, este suporte não permite acumular mais do que um tipo de título de transporte, isto é, se o cliente carrega o título com multi-viagens, só pode carregar deslocações +

75


estacionamento, após esgotar todas as viagens existentes. Documentos necessários: Apresentação do documento de identificação (Bilhete de Identidade ou Cartão de Cidadão); Cartão de estudante ou declaração de matrícula do estabelecimento de ensino, válidos para o ano letivo em curso;

Os carregamentos são feitos em lojas SMTUC e nalguns quiosques espalhados pela cidade. Nas lojas SMTUC também podes adquirir horários das linhas que mais te dão jeito, ou então podes sempre consultar www.smtuc.pt.

Apresentação do Cartão de Contribuinte para a emissão de recibo válido para IRS; No caso do requisitante do passe não ser o próprio é obrigatória a apresentação de fotografia a cores e atual (a devolver após a emissão do passe). O cartão-jovem proporciona descontos, e em alguns dias da semana, nos comboios Inter-Regionais e Regionais. Como alternativa ao comboio existem as empresas de transporte rodoviário, destacando-se pela sua dimensão e diversidade dos percursos efetuados, a Rodoviário da Beira Litoral.

Passe Social Especial “Estudante” Condições de Atribuição: Têm direito a adquirir o Passe Social Especial “Estudante”, os estudantes matriculados em Estabelecimentos de Ensino Básico, Secundário ou Escolas Profissionais que confiram equivalência ao Ensino Secundário, Ensino Superior ou inscritos em estágios profissionais e curriculares, Pós-graduações, Mestrados ou outros graus académicos, com idade até aos 25 anos de idade inclusive.

76


Locais de Estudo Biblioteca da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra Rua 5 de Outubro – S. martinho do Bispo Telefone: 239 802 430

Todas as escolas do IPC dispõem de uma biblioteca com sala de consulta onde é possível aos alunos aceder e consultar bibliografia e outro material não-livro, recorrendo ao serviço de empréstimo, beneficiar dos serviços de apoio ao utilizador e ainda estudar individualmente ou trabalhar em grupo. Através das páginas Internet de cada unidade orgânica é também possível fazer pesquisas bibliográficas via online.

Biblioteca do Instituto Superior de Contabilidade e Administração Quinta Agrícola Telefone: 239 802 000 Biblioteca do Instituto Superior de Engenharia Quinta da Nora Telefone: 239 790 200

Biblioteca da Escola Superior Agrária Bencanta Telefone: 239 802 940 Biblioteca da Escola Superior de Educação Praça Heróis do Ultramar Telefone: 239 793 120

77


Sala de Estudo Ricardo Ferraz no Instituto Superior de Engenharia de Coimbra Sala de Informática e Estudo da Associação de Estudantes do Instituto Superior de Engenharia de Coimbra

Bibliotecas

da

Cidade de Coimbra

Casa Municipal da Cultura Rua Pedro Monteiro Telefone: 239 702 630

Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra Praça da Porta Férrea

É na Casa Municipal da Cultura que está instalada a Biblioteca Municipal de Coimbra, que integra a Biblioteca Infantil/Ludoteca, a Imagoteca, a Fonoteca, uma Secção para Deficientes Visuais, uma Hemeroteca, a Sala de Leitura, o Gabinete de História da Cidade, a Galeria das Doações e a Videoteca.

Horários Sala de Leitura Geral Período letivo (Segunda a Sexta-Feira): 9h00 às 21h45 Férias (Segunda a Sexta-Feira): 9h00 – 12h15 e 14h00 – 17h15 Encerra às terças e quintas-feiras, no período da tarde.

78


Serviços de saúde e utilidade pública Casa Municipal da Cultura cultura@cm-coimbra.pt Segunda a Sexta-feira: 9h00 - 18h30 Encerra Sábado, Domingo e feriados

Hospitais da Universidade Coimbra Praceta Prof. Mota Pinto Telefone: 239 400 400

de

Biblioteca Municipal de Coimbra Segunda a Sexta-feira: 10h00 - 12h30 e 14h00 - 18h30 Encerra Sábado, Domingo e feriados

Hospital dos Covões Quinta dos vales – S. Martinho do Bispo Telefone: 239 800 100 Cruz Vermelha Portuguesa Av. Fernão de Magalhães, 676/678 – RC Telefone: 239 825 395 Centro de Saúde Norton de Matos

79


Avenida Mendes Silva Telefone: 239 794 110

Maternidade Professor Barreto Rua Augusta Telefone: 239 480 400

Centro de Saúde de Celas Rua Augusto Rocha, 6 Telefone: 239 487 000

Bissaya

Maternidade Daniel de Matos Rua Miguel Torga Telefone: 239 403 060

Centro de Saúde de Eiras Urbanização de Chaves Telefone: 239 499 500

INEM – Instituto nacional de Emergência Médica Delegação Regional de Coimbra Estrada das Eiras - Edifício B-Side Telefone: 239 797 800 e-mail: inem.centro@inem.pt

Centro de Saúde de Santa Clara Rua Salgueiro Maia Telefone: 239 802 110 Centro de Saúde de São Martinho do Bispo Estrada do Espírito Santo (EN 1161) Telefone: 239 802 900 Centro de Saúde Fernão de Magalhães Avenida Fernão de Magalhães, 620 Telefone: 239 856 110

80


Serviços de Utilidade Pública Intoxicações Telefone: 808 240 143 Loja do Cidadão Avenida Fernão de Magalhães

Guarda Nacional Republicana Telefone: 239 794 300

Telefone: 707 241 107 Horário de funcionamento: Dias úteis: 08h30 às 19h30 Sábados: 09h30 às 15h00

Polícia de Segurança Pública Telefone: 239 851 300 Polícia Judiciária Telefone: 239 863 000

Emergências/Ambulâncias Telefone: 112 Instituto nacional de Médica Telefone: 239 797 800

SOS Mulher Telefone: 800 200 175

Emergência

SOS Telefone Amigo Telefone: 239 721 010

Bombeiros Voluntários Telefone: 239 823 383

Linha SOS Estudante Telefone: 808 200 204

Bombeiros Sapadores Telefone: 239 792 800/8 (emergência)

Sexualidade em linha Telefone: 808 222 003

Proteção civil Telefone: 239 829 293

81


Apoios

82


Engenharia Biológica Engenharia Biomédica - Ramo de Bioeletrónica Engenharia Civil Engenharia Eletromecânica Engenharia Eletrotécnica Engenharia e Gestão Industrial Engenharia Informática Engenharia Química Engenharia Mecânica

83

AEISEC Guia do Estudante 2012 - 2013  

Guia do Estudante do Instituto Superior de Engenharia de Coimbra 2012 - 2013 - AE ISEC

Advertisement