Issuu on Google+

ciência

desporto

workshop investigação

cultura eventos

políticas

tecnologia

ciência emprego

somos ciências

!

especial ::: novo estudante :::

Jornal info Rua do Campo Alegre, S/N 4169-007 Porto ae.secretaria@fc.up.pt http://aefcup.pt/

edição set.2012

AEFCUP


editorial

Somos Ciências!

especial: novo estudante “ (...) a comunicação entre os Estudantes e a AEFCUP e a AEFCUP e os próprios Estudantes é fundamental (...) ” Começo este editorial, obviamente, por dar as boas-vindas a to-

bitualmente compiladas num guia do novo aluno, agregadas aqui

dos os novos estudantes e desejar aos que reingressam um ex-

por uma questão de practicidade e de sentido de responsabi-

celente regresso. Face a tantas atribulações recentes, sobretudo

lidade ambiental), com o objetivo de melhorar a sua integração.

no âmbito Pedagógico e Institucional, cabe-nos a nós, AEFCUP,

Concluo relembrando a nossa inteira disponibilidade para

assumir o compromisso de manter-nos atentos e ativos no

continuar a responder às dúvidas dos estudantes, através

apoio aos estudantes e na resolução das diversas problemáti-

do

cas que se nos vão deparando, muitas das quais fruto da falta

a levar as reclamações/sugestões às instâncias necessári-

de bom senso e até da má-fé de algumas entidades. A AEF-

as, enfim para ouvir as suas preocupações e dar-lhes voz.

email

ae.apoioaoestudante@fc.up.pt

,

para

continuar

CUP não se deixará intimidar pelas incoerências de discursos que procuram muitas vezes atrasar duas das grandes facetas da nossa atuação: a de fiscalizadores das condições para os Estudantes e a de promotores de melhorias nas mesmas. Para isso a comunicação entre os Estudantes e a AEFCUP e a AEFCUP e os próprios Estudantes é fundamental, sendo uma prioridade para esta Direção, como já antes demonstrado e como recentemente confirmado pela criação de uma nova Imagem Corporativa e da remodelação do nosso Website. Mais uma vez

02

este Jornal assume o papel de plataforma de informação rel-

[ Ivo Reis ] Presidente

evante, desta feita exponenciada pelo conjunto de informações

Direção AEFCUP

úteis especialmente recolhidas para os novos estudantes (ha-

Façam parte da vida da Associação de Estudantes da Faculdade de Ciências (...)

ae.presidente@fc.up.pt

Bem-vindos!

Caros colegas, novos estudantes da Faculdade de Ciências.

A FAP, para além da sua principal atividade de representação

Parabéns! Integram hoje a mais importante componente da

estudantil e intervenção sobre a área pedagógica e da política

Fa uldade de Ciências: a sua massa estudantil! A Faculdade de

educativa, desenvolve diversas atividades como a Receção ao

Ciências é hoje uma das mais relevantes da sua área a nível na-

Caloiro, a Queima das Fitas, projetos de voluntariado como a

cional, e a investigação nas áreas científicas assume-se como

FAP no Bairro ou mais especificamente na área do Empreend

a área de maior discussão e relevo na vida pública nacional.

dorismo as Jornadas de Empreendedorismo Diogo Vasconcelos.

Enquanto Presidente da Federação Académica do Porto, espero

Termino realçando a necessidade de uma participação as-

que a vossa passagem pelo ensino superior nesta grande ac demia

soci tiva e cívica ativa, e uma intervenção social que

seja cheia de sucessos académicos. Quero realçar a importância

ajude a construir uma faculdade e uma academia melhor.

de uma participação ativa na vossa faculdade e academia, a importância do desenvolvimento de um espírito crítico e uma postura sempre construtiva perante os desafios! Aproveitem as imensas oportunidades culturais da nossa academia, e aproveitem a gratuitidade do desporto universitário. Façam parte da vida da Associação de Estudantes da Faculdade de Ciências, parte integrante (e importante) da Federação Ac démica do Porto (FAP) que representa 27 associações de estudantes da academia do Porto.

[ Luís Rebelo ] Presidente da FAP presidente@fap.pt


SEMANA RECEÇÃO AO NOVO ESTUDANTE 10-13 Recepção aos novos estudantes FCUP 13 Recepção UnivErsidade do Porto 14 Visitas guiadas pelo campus 17-19 Apresentação AEFCUP nas aulas teóricas 19 Peddy paper Universidade Porto

marca na tua agenda

es não falt

!

@ Jardins do DCC

re v i L r A o a a Cinem

20

project x

pipocas&comp anh

ia

Di a Des portivo

@ Jardins

d o D CC

03

25

Jogos Tradicionais Aula Experimental de Zumba

INSUFLÁVEIS @ ? :)

festa noturn a ! muitas sur pre s as

* Preços Económicos * Jantares de grupo por marcação * Abertura - 7h00

27

Rua do Campo Alegre - nº725 tlf.: 9197559176


ciência Conexão da massa dos Quarks com o Higgs Podes pensar que já ouviste tudo o que precisas de saber acerca da origem da massa. Afinal, cientistas que colidem protões no Large Hadron Collider (LHC) recentemente apresentaram provas surpreendentes que sugerem a existência do há muito procurado bosão de Higgs, a partícula que “daria massa à matéria”. Mas enquanto o bosão de Higgs pode ser responsável pela massa das partículas fundamentais como os quarks, os quarks por si só não contam para a massa da maioria da matéria visível que compõe o Universo. De onde é que vem toda essa massa “extra”?

FCIÊNCIAS

Continue a ler em: www.fciencias.com

É possível aprender enquanto dormimos? A maior parte da sociedade deve considerar tal coisa impossível. Porém, um estudo realizado por cientistas do Instituto Weizmann (em Rehovot, Isarel) indica que é possível usar as horas que passamos a dormir, para aprender coisas novas. De acordo com o site Nature, os investigadores usaram um simples método de aprendizagem chamado condicionamento clássico, ou condicionamento Pavlov como também é conhecido, para ensinar a associar dois estímulos enquanto dormiam.

04

Os dois estímulos escolhidos foram sons e odores (tanto agradáveis, como desagradáveis), pois não necessitamos de estar acordados, para o nosso cérebro processar essa informação. Ora estes estímulos provocam uma resposta: Quando uma pessoa sentia um cheiro agradável, a inspiração era mais profunda,

q u e m s o m o s? O FCiências, é uma organização sem fins lucrativos que para além de se focar na divulgação científica aos mais variados níveis, como alunos de ciências que somos e com a curiosidade apurada, tem ainda como objetivo dar auxílio aos estudantes, fornecendo-lhes um leque diversificado de sebentas, exercícios entre outros documentos de apoio, por vezes elaborados pelos elementos da equipa, ou por outros alunos que colaboram esporadicamente com o FCiências. Tudo isto é conseguido através da página web em www.fciencias.com e o respetivo fórum de discussão.

enquanto quando o cheiro era desagradável, as inspirações eram muito mais curtas. Continue a ler em: www.fciencias.com

Teste sanguíneo capaz de detectar traumatismos Todos os anos muitos ferimentos traumáticos não são devidamente diagnosticados porque os seu sintomas são descartados ou porque nada de pouco usual aparece nos TACs (Tomografia Axial Computadorizada). A falta de um diagnostico correcto induz o risco de aparecimento de um novo traumatismo em cima do já existente, podendo levar a complicações graves, como a morte ou coma.

queres participar? Num esforço de se tornar transversal a todos os cursos, e poder proporcionar apoio aos mesmos, o FCiências tem todo o gosto em aceitar novos membros, que tenham gosto pela ciência e pelo conhecimento, por isso, se tiveres curiosidade e quiseres trabalhar connosco, basta contactar-nos através do e-mail: info@fciencias.com

Continue a ler em: www.fciencias.com

sabe mais em: h t t p : // w w w . f c i e n c i a s . c o m /

website: www.fciencias.com | contato: info@fciencias.com Encontra-nos nas redes sociais

A equipa do FCiências, deseja-te um bom ano nestaacademia,equedesfrutesdetodososeventos que esta te proporcionará ao longo do ano.

A administração do Fciências

envia-nos as tuas sugestões para o JORNAL INFO a ciência também começa aqui ! ae.comunicacao@fc.up.pt


[INFO] útil Conhece a Universidade do Porto: SABE+ em: www.up.pt

A Universidade do Porto pode integrar na sua organização como blocos constitutivos as seguintes entidades:

[ Reitoria ] Núcleo central da organização da Universidade do Porto que integra todos os órgãos de governo central.

[ Unidade(s) Orgânica(s) ] onde se encontram as Unidades Orgânicas de Ensino

e Investigação, também designadas por faculdade/instituto têm por missão o ensino, a investigação e a prestação de serviços nos domínios das suas atribuições específicas.

[ Agrupamento ] de unidades orgânicas

tens dúvidas? aefcup responde!

[ Serviços autónomos ] SASUP e CRSCUP Para além dos blocos, a UP é ainda dividida em Órgãos, como o Senado e a Provedoria, sendo que alguns são de governo, como o Conselho Geral e o Reitor.

[ Conselho Geral ] Decide sobre os Estatutos, elege o seu Presidente e o Reitor. [ Reitor ] É o órgão superior de governo e de representação externa da Universidade.

ae.apoioaoestudante@fc.up.pt

Conduz a política da Universidade e preside ao Conselho de Gestão e ao Senado.

[ Senado ] É um órgão consultivo que tem por missão assegurar a coesão da Uni-

versidade do Porto e a participação de todas as Unidades Orgânicas na sua gestão.

[

Provedoria ] Defende e promove os direitos e interesses legítimos de toda a comunidade académica da Universidade do Porto. O provedor do Estudante, apesar da falta de poder decisório, faz a defesa dos estudantes através de uma actuação independente, imparcial e confidencial.

05

Conhece a Faculdade de Ciências: SABE+ em: www.fc.up.pt

A Faculdade de Ciências da UP é gerida por 5 Órgãos Centrais:

[ Director ]

Tem como competências, para além de dirigir os serviços e zelar pela observância das leis, dos estatutos e dos regulamentos, representar a FCUP no senado, perante os demais órgãos da UP e perante o exterior. Preside ao conselho executivo e emite os regulamentos necessários ao bom funcionamento da FCUP;

São ainda parte da FCUP alguns órgãos importantes como:

[ Conselho de Representantes ] Compete a este órgão eleger o dire-

[ Gabinete de Apoio ao Estudante (GAE) ] Tem como

tor e aprovar alterações nos estatutos e regulamentos. Propõe iniciativas que acha positivas para a faculdade e aprovar propostas do plano estratégico e do plano de ação do mandato do diretor. Compete também aprovar os relatórios de atividades e de contas anuais. Contém 4 alunos.

[ Conselho Executivo ] Tem como função coadjuvar o director e exercer as competências delegadas pelo conselho de gestão da UP

[ Conselho Científico ] Pronunciam-se sobre o plano estratégico e de

atividades cientificas da FCUP, assim como, tudo o que é avaliação dos trabalhos de investigação e dos próprios docentes/investigadores. Aprovam mudanças nos planos de estudo sendo que, também propõem ao diretor nomes para os diretores de curso e a composição dos júris de provas e de concursos académicos (ex: apresentação teses mestrado)

[ Conselho Pedagógico ] Cabe a este conselho pronunciar-se so-

bre as orientações pedagógicas e os métodos de ensino e de avaliação, como também decidir casos sob o regime de prescrições e precedências. Analisa os ciclos de estudo, assim como, aprovar o calendário lectivo e mapa de exames da faculdade. É a este órgão de gestão, que tens que te dirigir para alguma queixa relacionada com as unidades curriculares (cadeiras), leccionamento das aulas ou comportamentos dos docentes. Para além de vários professores, fazem parte 8 alunos.

função apoiar os estudantes em qualquer tipo de questões relacionadas com a FCUP, como por exemplo, apresentar a faculdade, atendimento personalizado, fornecendo informações sobre as actividades de ensino e investigação e envio de documentação acerca das mesmas a quem o solicitar. Também compete ao GAE apoiar os alunos com necessidades educativas especiais, estudantes estrangeiros e PALOP e alunos em Erasmus. [ Gabinete de Imagem e Relações com o Exterior (GIRE) ] tendo como objetivo final a consolidação da

imagem da FCUP, criando um espírito institucional e aproximando-a cada vez mais da Comunidade, o GIRE desenvolve e apoia diversas iniciativas no sentido de promover a Faculdade e as suas atividades. [ Centro de Informática (CI) ] Tem como mis-

são proporcionar um ambiente informático robusto e seguro, que suporte as atividades académicas e administrativas. É responsabilidade do CI a administração deste sistema constituído por infraestruturas, aplicações, serviços e apoio especializado.


ESPECIAL

NOVO ESTUDANTE

SERVIÇOS A

RUA

(RUCA I)RESIDÊNCIA UNIVERSITÁRIA

DO

CAM PO

ALE

GRE

Jardim Botânico (UP)

HORÁRIO (dias utéis): 09H às 18H Fins de semana: 10H às 18H

Parque estacionamento (DCC)

IBMC

FC 6

F

HORÁRIO: 20H às 6H ABERTO AOS FINS DE SEMANA E FERIADOS

DEP. CIÊNCIA DOS COMPUTADORES Aberto 24h Bar

AEFCUP Centro Desportivo Universitário do Porto (CDUP)

DEP. BIOLOGIA Bar

DEP. FÍ

Centro


PÓLO UNIVERSITÁRIO - CAMPO ALEGRE FACULDADE DE CIÊNCIAS [ UP ]

ACADÉMICOS pré-graduação pós.graduação ERASMUS tesouraria

+ BAR + CANTINA SASUP

FEDERAÇÃO ACADÉMICA DO PORTO

FC5

07

FC4

FC 3 FC 1 FC 2

DEP. MATEMÁTICA biblioteca bar

A DEP. QUÍMICA E BIOQÍMICA

DEP. GAOT ÍSICA E ASTRONOMIA Bar de Apoio Informático Biblioteca

Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto (FAUP)

Faculdade de Letras da UP (FLUP) + RESIDÊNCIA + CANTINA (ATÉ ÀS 20H30)


AEFCUP A Associação de Estudantes da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, AEFCUP, é a segunda maior associação estudantil da UP. A sua origem remonta aos anos 30 do século XX apesar de apenas ter sido constituída legalmente a 27 de janeiro de 1986. Baseada num sistema de separação de poderes, a AEFCUP tem na Direção a sua gestão executiva, ficando a supervisão e regulação a cargo da Mesa da Assembleia Geral e de um Conselho Fiscal. Os seus órgãos sociais são anualmente eleitos através de sufrágio universal e secreto pelos seus associados (todos os alunos da FCUP). Tem como principal objetivo a defesa dos interesses dos estudantes da Faculdade de Ciências, representando-os tanto a nível interno como externo. Apesar dos estudantes estarem igualmente representados no Conselho Pedagógico e no Conselho de Representantes, a AEFCUP mantém contactos periódicos com a Direção da Faculdade, Conselho Pedagógico, Serviços Académicos e com os diversos Departamentos, agilizando o diálogo entre os estudantes e os demais órgãos da FCUP. A AEF-

CUP é também parte integrante da Federação Académica do Porto, fomentando a união entre todos os estudantes da maior academia do país, juntando esforços na defesa de um Ensino Superior acessível para todos e cada vez com maior qualidade. O fomento do desenvolvimento cívico, cientifico, cultural e desportivo dos estudantes é feito através do desenvolvimento de atividades com impacto positivo no seu quotidiano. A AEFCUP tem como espaço físico variadas salas presentes no edifício FC6, DCC, incluindo uma secretaria, espaço de convívio e diversas salas atribuídas aos grupos académicos da Faculdade de Ciências. Poderás encontrar mais informação no website www.aefcup.pt

tens dúvidas? aefcup responde! ae.apoioaoestudante@fc.up.pt

[ Ricardo Lopes ] Coordenador [ Teresa Silva ] Secretária

ae.secretaria@fc.up.pt

[ Ivo Reis ] Presidente

ae.comunicacao@fc.up.pt

ae.desportivo@fc.up.pt

ae.presidente@fc.up.pt

Contatos úteis FCUP

UP

Faculdade de Ciências da Universidade do Porto Rua do Campo Alegre, 4169-007 porto tlf: 220 402 000 https://sigarra.up.pt/fcup/ (pré-graduação): tlf: 220 402 020/21/22/23/24 | pre.graduacao@fc.up.pt (pós-graduação): tlf: 220 402 030/31/32 | pos.graduacao@fc.up.pt

Universidade do Porto Praça Gomes Teixeira, 4099-002 Porto tlf: 220 408 000 http://www.up.pt/

CDUP

Centro Desportivo Universitário do Porto Via Panorâmica s/ n 4050-099 Porto tlf: 938620505 | cdup.pavilhao@sapo.pt

BIOLOGIA dbio.sec@fc.up.pt tlf: 220 402 702/704/705/706/707

SASUP Serviços de Ação Social da Universidade do Porto

MATEMÁTICA dmat.sec@fc.up.pt tlf: 220 402 202 FÍSICA E ASTRONOMIA dfa.sec@fc.up.pt tlf: 220 402 404 CIÊNCIA DOS COMPUTADORES dcc.sec@fc.up.pt tlf: 220 402 900 QUÍMICA E BIOQUÍCA dqb.sec@fc.up.pt tlf: 220 402 653 GEOCIÊNCIA,AMBIENTE E ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO dgaot.sec@fc.up.pt tlf: 220 402 489

Rua dos bragas, n.º 151 (bolsas): tlf: 222074261 | bolsas@sas.up.pt (alojamento):

OUTROS

DEPARTAMENTOS

08

[ Nuno Loureiro ] Coordenador

Departamento Comunicação e Marketing Departamento Desportivo e Recreativo Direção AEFCUP

tlf: 222 074 260 | alojamento@sas.up.pt (apoio médico): tlf: 220 408 235 | apoiomedico@sas.up.pt http://portaldasaude.up.pt/ câmara municipal porto: 222 097 000 hospital santo antónio: 222 077 500 hospital são joão: 222 512 100 batalhão sapadores bombeiros: 225 073 700 bombeiros voluntários porto: 222 038 387 PSP: 222 006 821 GNR: 223 399 600 STCP (perdidos e achados)- 22 5071000 metro porto: 225 081 000 raditáxis: 225073900 ou 917555085


grupos A Scientia - FCUP Junior Enterprise, Júnior Iniciativa da FCUP, tem como objetivo global promover e fomentar o empreendedorismo e a inovação científicotecnológica na sociedade portuguesa, particularmente junto dos jovens, para que estes se constituam como fator impulsionador da economia e da sócio-culturalidade nacional. Este projeto é liderado por um grupo de estudantes com elevado espírito empreendedor, que

pretendem desenvolver competências não adquiridas durante o percurso académico, criando uma ponte entre o mundo académico e o universo empresarial. Contatos: • Web: http://scientiafcup.com

TIC TAC - Teatro Amador de Ciências, tendo iniciado a sua actividade em 1994, está aberto a todos os interessados pelas artes cénicas, oferecendo anualmente workshops de formação, no âmbito do movimento, voz e interpretação. O grupo constitui elenco para levar à cena um ou mais espectáculos, encenados por um encenador experiente e participa, com

regularidade, em festivais de teatro universitário.

• E-mail: geral@scientiafcup.com

Contatos: • E-mail : teatrotictac@gmail.com • E-mail (2) : bloguetictac@gmail.com • Web : http://teatrotictac.blogspot.pt

CIENTUNA - A Tuna Feminina da FCUP, mais conhecida por Cientuna, dá música a quem as quiser ouvir desde Novembro de 1991. São um grupo de gaiatas apaixonadas por música, pela noite portuense, serenatas e tradições académicas. Cultivam o espírito de Ciências em cada terra a que levam a sua música, sob a forma de acordes e boa disposição. Tudo regado a vinho do Porto do bom. As cientunetes partilham vivências e músicas a cada ensaio e a cada atuação descarregam melodias que são hinos ao Porto, cidade que as viu nascer. “Cientuna Encanta”, “Cientuna Somos Nós”, “Lembranças” e “Sonho de Estudante” são algumas das músicas feitas para cultivar o espírito salutar que reina na Tuna Feminina de Ciências. No currículo, estão inúmeras tournées e prémios

por esse Portugal fora. E não só. O apanágio? Fazer com que atuação seja um momento único, com o máximo proveito por todos os que as ouvem. E gostam de ouvir.

TUNA JAVARDÉMICA DE CIÊNCIAS - Quase contemporâneos das cientunetes são os javardos. Cinco meses mais velhos, assuma-se. Aqui não há truque nenhum. Corria o ano 1991 quando um grupo de académicos da FCUP quis fazer serenatas ao luar às meninas de Ciências. E desde aí não parou o processo criativo, a arte de ajavardar e o mérito de recolher prémios. Com a tutela da mãe Ciência e do pai Baco, nasceu a Javardémica que logo foi apadrinhada pelo Orfeão Universitário do Porto. E desde então não pararam de espalhar a música académica por esse país fora e na vizinhança. A Tuna de Ciências do Porto, com cerca de 40 elementos, tem no reportório maioritariamente originais que muito orgulham a casa que os viu nascer, por todos os sítios onde tocam, bebem boas pingas e

tocam serenatas às meninas. Entre os hits figuram as baladas como o "Fado do Adeus ao Porto", "Sonho de um Poeta" e “Teus Olhos são Doces” e as músicas para pôr a malta toda a abanar a anca como, "O Estandarte

LÁ LÁ PITO - O nome é denunciador. Lá Lá Pito nasceram com o propósito de animar a massa estudantil da FCUP, sem dó nem piedade. De presença demarcadamente boémia e trato destravado, estão sempre prontos para destoar em uníssono para quem os quiser ver tocar e desentoar. Têm preferência assumida, pelas meninas (caloiras) de Ciências. Desde Março de 96 que recorrem a indumentária do mais alto gabarito e fazem músicas danadas para a borga. Melhor que escrever sobre o grupo mais descontraído de Ciências é ouvir ao vivo músicas como “As Meninas de Ciências”, “Capuchinho”, “A Guidinha”, “Joana”, “Mimadas” e “Nunca Se Sabe”. Mas o reportório é vasto

e impróprio para plateias sérias. A meio das suas atuações, o lançamento de roupa interior é uma tradição. Dizem que vergonha é roubar e não conseguir fugir.

Contactos: • E-mail: cientuna@gmail.com • Web: www.cientuna.blogspot.com • Facebook: www.facebook.com/cientuna • Tlf: 912 643 744 Ensaios: • Localização: Sala Convívio AEFCUP, Edifício FC6, Edifício do Departamento de Ciência de Computadores • Horário: 2ª e 4ª feira das 20H às 22H.

da Javardémica", “Cadeira do Amor” e “Aqui há truque”. Contatos: • E-mail: javadermica@gmail.com • Web: www.javardemica.com Ensaios: Localização: Sala Convívio AEFCUP, Edifício FC6, Edifício do Dep. de Ciência dos Computadores • Horário: 3ª e 5ª entre das 21H às 00H

Contatos: • Web: http://lalapito.wordpress.com Ensaios: • Localização: Edifício FC6, Edifício do Dep. de Ciência dos Computadores • Horário: 2ª das 22:00 às 0:00 e 4ª das 23:00 às 0:00

09


desporto As Seleções AEFCUP são a montra de exposições dos melhores atletas da Faculdade de Ciências. A AEFCUP orgulha-se de fazer parte dos campeonatos académicos do porto organizados pela FAP em várias modalidades há vários anos consecutivos. Contamos no nosso historial com presenças nos campeonatos nacionais universitários das seleções de Futsal feminino e de Andebol masculino bem como de algumas boas classificações nos campeonatos regionais. Temos ainda mais orgulho por vermos alguns dos nossos atletas representar as seleções nacionais nos campeonatos internacionais universitários. Apesar de tudo isto a AEFCUP ainda não está totalmente contente pois acredita que podemos fazer mais e melhor e para que isso aconteça precisamos da tua ajuda.

As nossas Seleções A AEFCUP coloca à tua disposição treinos e provas de captações para as selecções de Futsal (masculino/feminino), Futebol de 11, Basquetebol (masculino/feminino), Voleibol (masculino/feminino) e andebol (masculino/feminino). Caso estejas interessado(a) em praticar modalidades que não estejam mencionadas em cima podes contatar-nos que estaremos sempre disponíveis a ajudar-te. Caso estejas interessado(a) em participar nos treinos basta apareceres nas horas marcadas e se não souberes as horas dos treinos podes enviar um email para ae.desportivo@fc.up.pt com o teu pedido de informação.

Pratica desporto - low cost

10

A cidade do Porto apesar de ser um grande centro urbano, oferece aos seus habitantes diversos espaços onde é possível praticar exercício físico ao ar livre. Deste modo reunimos uma série de actividades para que possas manter uma vida saudável.

Correr

Para correr deixámos algumas sugestões de percursos: • Do Cais de Gaia até à Granja são cerca de 15Km de passadiço, sempre à beira-mar, com a Foz do Douro como pano de fundo. • Da Ribeira até à Foz do Douro são cerca de 7Km sempre junto ao Rio Douro • Os jardins do Palácio de Cristal oferecem um agradável espaço verde a partir do qual é possível disfrutar deslumbrantes panorâmicas do rio Douro e do mar (a entrada é livre e abre às 8h da manhã). • O Parque da Cidade é o maior parque urbano do país, com uma superfície de 83 hectares de áreas verdes naturalizadas e oferece diversos percursos pedonais. • A Quinta do Covelo é um espaço verde, com cerca de 8 héctares que dispõe de trilhos de corrida.

Andar de bicicleta

Deixámos a sugestão de 2 percursos um para iniciantes e outro para os experientes • Um trajecto mais fácil é o que liga a marginal de Matosinhos até à Foz do Douro, onde o percurso é plano e sempre acompanhado por ciclovia. • Se fores mais experiente, aconselhámos a que inclúas os seguintes locais aos teus percursos, Avenida da Boavista, Rua D. Pedro V ou Rua Mouzinho da Silveira.

Ginásios Urbanos

•Circuito de manutenção na Quinta do Covelo. As actividades ao ar livre exigem alguns cuidados pelo que recomendámos o uso de calçado apropriado para evitar lesões e garantir uma postura correcta, o vestuário deve ser o mais confortável possível e de tecidos naturais (como o algodão) de modo a facilitar a normal transpiração da pele. Não deves esquecer também a água para que te possas hidratar durante e após o exercício. Em dias de maior calor deves ainda considerar o uso de protector solar e boné. Caso tenhas preferência por praticar exercício físico em grupo existem associações como o Alinhas, que organizam actividades que incluem surf, escalada, flash mob, entre outros. Lê mais sobre o Alinhas em www.aefcup.pt .

Nutrição

por Mariana Oliveira (AEFCNAUP) É sabido que, quando entras na Universidade, com a correria do dia-a-dia, frequências, trabalhos e saídas à noite a cozinha é um conceito que vai carecendo de elegância. Saltar refeições e não tomar o pequeno-almoço é uma constante, já para não falar do elevado consumo de bebidas alcoólicas e do reduzido consumo de alimentos ricos em fibras e vegetais. Fazer umas diretas no estudo e umas cambalhotas na matéria é o segredo para te talvez tornares o campeão das notas milagrosas, mas o verdadeiro segredo poucos sabem dominar. Agora se te segredar que a qualidade da alimentação influencia diretamente o aproveitamento escolar, talvez dediques um pouco da tua atenção a enriquecer o teu organismo com os mimos que ele merece, como um maior consumo de vegetais, fruta e peixe, evitando alimentos ricos em gordura. Se for por falta de tempo, há várias opções tentadoras e economicamente generosas à tua carteira, como uma sopinha prontinha a levar ao microondas, que já se encontram em vários supermercados, ou mesmo vários legumes congelados que é só por em água fervente na panelinha. Muitas são as opções, e por mais pequenas que pareçam, é importante que valorizes que é mais um passo no bom caminho! E agora ainda parece fácil atribuir culpas aos alimentos pouco saudáveis disponibilizados nos bares e nas cantinas? Pois bem, tu és o cliente desses locais e eles vendem o que tu és! Talvez seja tempo para refletir...


política educativa Trabalhadores Estudantes Uma das questões que mais discussão levantou a partir de meados do ano letivo anterior foi o fim do acesso à época especial de setembro para trabalhadores-estudantes, medida imposta unicamente pela Reitoria da Universidade do Porto, que nem todas as Faculdades seguiram, mas que a FCUP, infelizmente, acabou por aplicar. Em finais de Fevereiro e inícios de Março, a AEFCUP tomou conhecimento, através das preocupações de alguns estudantes, da não fixação por parte do Conselho Pedagógico da FCUP, do acesso à supracitada época por parte dos trabalhadores-estudantes, algo não surpreendente, à data, pela recorrente fixação tardia desta época por parte deste Órgão (tal como sucedido no ano letivo 2010/2011). Não obstante, a AEFCUP levantou a questão na reunião periódica com o Diretor, tendo este se mostrado surpree dido, sugerindo um contacto direto com o Conselho Pedagógico. Depois de contactada a Presidente, esta apresentou como justificação, o Regulamento Geral de Avaliação dos Discentes aprovado a 19 de maio de 2010 pela Reitoria (depois de auscultado o próprio Senado). De imediato, a AEFCUP procurou apurar os contornos desta questão junto da Reitoria, nomeadamente através da ViceReitora para os Assuntos Pedagógicos (Formação, Organização Académica e Estudantes), Maria de Lurdes Fernandes, a qual deu voz à intransigência da Reitoria neste caso. Entretanto, para justificar esta medida, a Reitoria argumentou dizendo não existir enquadramento legal para que os trabalhadores-estudantes pudessem usufruir desta maisvalia – num comunicado lançado a 4 de abril, o próprio Re tor da Universidade do Porto (UP), José Marques dos Santos, referiu que a Lei n.º 116/97, de 4 de Novembro, que estipulava que os trabalhadores-estudantes gozavam de uma época especial de exames em todos os cursos e em todos os anos letivos, havia sido “revogada” pela nova Lei n° 105/2009, de 14 de setembro que regulamenta o Código do Trabalho e que, segundo ele, deixava de contemplar essa possibilidade.

ainda que, por exemplo, a Lei n.º 166/97, de 4 de novembro fora efetivamente revogada, mas pela Lei n.º 99/2003, de 27 de Agosto, sendo que na regulame tação do Código de Trabalho correspondente - Lei n.º 35/2004, de 29 de Julho a disposição não proibia mas, também, deixou de vincular as instituições de ensino superior em possibilitarem o acesso de trabalhadores-estudantes à época especial de Setembro, portanto tal ficaria dependente das instituições. Para além disto, algo que a Reitoria pareceu nunca ter em conta foi o contexto de grave crise económico-financeira em que o país se e contrava, e encontra, e o fato do número de trabalhadores estudantes ter aumentado para praticamente 23%, a nível nacional, um valor particularmente considerável. A Reitoria continuou intransigente, não alterando a sua posição, nem depois da FAP ter procurado apoio junto das diversas bancadas parlamentares e reunido com a própria tutela. Segundo o que a AEFCUP apurou, das treze un dades orgânicas restantes da UP que poderiam fazer uso da época especial de setembro, sete mantiveram a época, de entre as quais destaca-se a maior unidade orgânica da UP, a Faculdade de Engenharia. No caso da FCUP, em particular, foi garantido pelo Diretor, após longas negociações, que os trabalhadores-estudantes poderiam ter, a título excecional, acesso à época especial em casos específicos de trabalho a tempo inteiro e com um historial de aprovações meritório. Apesar do princípio da discricionariedade implícito no acordo, a AEFCUP estranha que apenas dois trabalhadores-estudantes em toda a Faculdade de Ciências tenham preenchido os requisitos.

Em resposta, as Associações de Estudantes, já em conce tação na sequência de uma Reunião das Associações de Estudantes da UP, através da Federação Académica do Porto (FAP), remeteram uma “carta aberta” ao reitor da UP a contestar o fim do acesso dos trabalhadores- estudantes à época especial de exames. Na extensa carta, a FAP acusava o mesmo de falta de rigor jurídico no comunicado que emitira e reiterou que, não proibindo a legislação o acesso, a UP e implicitamente as suas unidades orgânicas eram livres para alargarem o regime mínimo plasmado no Código do Trabalho, através da autonomia universitária; esta explicava

tens dúvidas? aefcup responde!

ae.apoioaoestudante@fc.up.pt

11


cultura

tecnologia

ciência emprego

eventos

políticas

desporto

workshop ciência investigação

...etcetera

Beijos!

[1]

Todo o teu corpo reage quando beijas! As veias sanguíneas dilatam e aumenta a velocidade do batimento cardíaco, fazendo com que o corpo esteja exposto a uma quantidade de oxigénio maior do que aquela que normalmente recebe. Consegues sentir o sabor e cheiro do beijo do teu parceiro, sendo que, está comprovado que afecta as emoções das pessoas. Quando beijas, os nervos do rosto enviam impulsos para o cérebro, causando a produção de várias hormonas como oxitocina, dopamina, serotonina ou adrenalina, que todas juntas contribuem para o estado de euforia. Os cientistas estão divididos em relação à razão pela qual os humanos beijam. Uma das teorias diz que é um comportamento passado de geração em geração. Estes referem que beijar começou quando as mães do homem primitivo alimentavam as suas crianças chuchando a comida e depois passando para a boca deles. O contacto lábio-a-lábio foi sendo passado ao longo da evolução, não apenas como um meio de sobrevivência, mas também como uma maneira para promover o vínculo social e como forma de expressão do amor. Outros cientistas acreditam que beijar é apenas instintivo, dando o exemplo do primata bonobo, que beija sem qualquer razão. Embora seja atípico, existem pessoas que não gostam de beijar, pois sabem que esta é uma actividade propícia à propagação de doenças infecciosas, como a mononucleose, também conhecida como a ‘doença do beijo’, sendo transmitida via saliva. (Por isso, no próximo Churrasco liberta hormonas, mas tem cuidado!)

[ AE_FAQ ]

Sou obrigado a participar na praxe? Não és, se fores abordado e não for essa a tua intenção, deves apenas informar que não queres pertencer à praxe. Não é necessário preencher nenhum papel/lista. Se pretenderes participar, deverás questionar algum estudante trajado sobre horários, ponto de encontro e outras informações.

[2] Se for candidato a bolsa tenho que pagar o valor das propinas nos prazos impostos? Não, se fores candidato a bolsa, podes aguardar que sejam divulgados os resultados e tens um período de 30 dias para pagar as propinas.

[3] Pretendo inscrever-me a cadeiras opcionais de outras faculdades, como devo proceder? Deves dirigir-te à faculdade que leciona essa cadeira e, primeiramente, verificar os horários para garantir que não existem sobreposições. Posteriormente tens de requerer a autorização do teu diretor de curso para te inscreveres nessa unidade curricular através de um documento devidamente preenchido referente à mobilidade interna e entregar esse documento nos serviços académicos da nossa faculdade.

[4]

Como podem os alunos requerer a inscrição em disciplinas extracurriculares? Deve ser efetuado um requerimento dirigido ao Diretor da Faculdade, ficando sujeitos, caso lhes seja autorizado, ao pagamento suplementar do valor de 1/5 da propina anual do ciclo de estudos.

[ C.C.]

equipa_redação

QUANDO TERMINARES DE LER O TEU INFO

COLOCA-O NO

I N FÃ O

!

coordenação_redação ricardo lopes

edição_ gráfica

carlos coelho carlos leite cristiana barbosa cristiana cardoso ivo reis mariana costa nuno teixeira nuno loureiro

catarina ferreira

junto aos bares e entradas dos departamentos

aefcup

Rua do Campo Alegre, S/N 4169-007 Porto ae.secretaria@fc.up.pt http://aefcup.pt


Info (AEFCUP) - Setembro 2012