Page 1

dezembro/2013

1

Jornal do Agrupamento de Escolas de Almeida

N.º 7

dezembro de 2013

Editorial

Sempre que começa um NOVO ANO, civil ou letivo, o desejo de MELHORIA e de crescimento aumenta. Tal desejo só se torna realidade se cada um de nós refletir sobre a sua ação quotidiana e se TODOS assumirmos metas e objetivos de melhoria, como uma equipa unida que TRABALHA, PERSISTE, INSISTE e VENCE todos os obstáculos. No passado dia 14 de outubro, o Agrupamento de Escolas de Almeida (AEA) e o Ministério de Educação e Ciência (MEC) celebraram entre si o Contrato de Autonomia do AEA – o qual objetiva promover o desenvolvimento crescente, consciente, orientado e metódico das capacidades cognitivas e emocionais de cada aluno da nossa comunidade educativa, criando assim VALOR EM EDUCAÇÃO. Para que tal VALOR se acrescente, importa que alunos, professores, pais e encarregados de educação, assistentes operacionais, assistentes técnicos, parceiros do AEA e restante comunidade educativa se envolvam e se empenhem numa ação conjunta eficiente – e que o resultado dessa ação ultrapasse a soma das partes envolvidas. Em tal processo, o empenho e o esforço individual, nomeadamente o dos alunos, é uma condição fundamental. E, neste sentido, TODOS OS ALUNOS DO AEA devem saber tirar partido de todos (continua na pág. seguinte...)

Melhores alunos do Agrupamento foram premiados no início do ano letivo

Ceia de Natal


dezembro/2013

Editorial

(...continuação da pág. anterior)

os recursos humanos e materiais que o AEA coloca ao seu dispor – ESTRUTURAS DE ACOMPANHAMENTO AO ALUNO. Numa perspetiva complementar, o AEA tem vindo a desenvolver o conceito que designou de Etnoconhecimento e que consta de: 1.º) olhar para as potencialidades da região raiana em que o AEA está inserido; 2.º) identificar em tais potencialidades o melhor que elas podem oferecer ao sucesso dos alunos, valorizando o saber endógeno local; 3.º) transportar para a sala de aula o saber endógeno e transformá-lo em conhecimento académico; 4.º) valorizar e promover a fixação futura dos nossos jovens concretizando, passo a passo, com determinação e perseverança, o Projeto Educativo do AEA – Ensinar e Aprender a CRESCER. Neste âmbito, deixemos a letargia incapacitante que muitas vezes nos assola e que em nada contribui para a melhoria que todos desejamos. Vamos arregaçar mangas, TRABALHAR COM CONFIANÇA E ENTUSIASMO e implementar o Plano Anual de Atividades deste ano letivo, com propostas ricas e diversificadas, algumas das quais damos conta neste número. O grande objetivo do AEA não é baixar os custos pessoais e emocionais da comunidade educativa, mas sim elevar o VALOR DO BEM DA EDUCAÇÂO na conceção da própria comunidade educativa. É este o trabalho futuro a que o AEA se propõe, com estratégias pragmáticas, de implementação recente, das quais constam todos os colaboradores internos e todos os nossos parceiros, com especial destaque para as Associações de Pais, Autarquia, Centro Lúdico de Vilar Formoso, Instituto Politécnico da Guarda, Associação Rio Vivo, Associação de Desenvolvimento das Encostas da Fonte Santa e a recém-criada Associação de Estudantes do Agrupamento de Escolas de Almeida.

Divulgação

2

A estratégia do AEA: gerar valor à EDUCAÇÃO O Agrupamento de Escolas de Almeida (AEA) foi criado por agregação dos Agrupamentos de Escolas de Almeida e de Vilar Formoso, no ano de 2010 para servir o concelho de Almeida, sendo constituído pelos Jardins de Infância de Nave de Haver e da Miuzela, pela Escola do Ensino Básico da Miuzela, pela Escola Básica e Secundária de Vilar Formoso e pela Escola Básica e Secundária Dr. José Casimiro Matias – Almeida (escola-sede). O Agrupamento de Escolas de Almeida (AEA) pretende desenvolver na comunidade educativa o conceito de Valor. Para o AEA, o Valor na EDUCAÇÃO traduz-se na taxa dos benefícios em relação à implicação pessoal e emocional necessária para obter esses benefícios. O AEA pretende que o benefício seja o mais aproximado possível da implicação requerida na concretização desse benefício. Visando a criação deste Valor, o AEA em colaboração e articulação com todos os seus parceiros locais, regionais e transfronteiriços pretende aumentar os níveis de educação e qualificação média no concelho de Almeida e concelhos limítrofes, fomentando uma escola justa e inclusiva, capaz de impulsionar o crescimento científico, técnico, económico e social da região raiana do distrito da Guarda – uma aposta na equidade em educação reforça a coesão social e a confiança na formação e qualificação profissional. É claro que, na conjuntura atual, o Agrupamento de Escolas de Almeida reconhece que, apesar de haver cada vez mais alunos a seguirem uma via de ensino universitária ou profissional, há também muitos jovens e adultos que ficam para trás, que não obtêm na escola a formação, o saber e as competências básicas exigidas na sociedade atual, o que se traduz numa desvantagem real em termos de oportunidades de emprego e de

vida e mesmo em termos de imagem da escola quando falamos de seriação em rankings nacionais. Num exercício de reflexão a que o AEA se tem vindo a obrigar nos dois últimos anos, surgem naturalmente as seguintes questões: Como melhorar continuamente o ensino e a aprendizagem no concelho de Almeida e nos concelhos limítrofes que integram a região raiana do distrito da Guarda, salvaguardando a equidade – justiça e inclusão - na ação educativa? Uma forma de melhorar o desempenho escolar e prevenir o insucesso é, segundo a OCDE, identificar precocemente os alunos em risco e tomar medidas rapidamente. Isto é, quanto mais informações e maior for a monitorização sobre o desempenho do aluno, e quanto maior for a sua frequência e participação nas atividades escolares, maior é a probabilidade de melhorar os seus resultados e evitar o insucesso – sendo a escola uma das principais entidades promotoras do enriquecimento de conteúdos e do estímulo à procura de formação técnica por parte dos alunos e das famílias. Importa por isso apostar na inovação e na tecnologia como forma de minimizar as debilidades estruturais ao nível do tecido produtivo e empresarial da região. Neste âmbito, acresce ainda que, o concelho de Almeida assume uma importância estratégica pertinente no desenvolvimento económico e social da região raiana do distrito da Guarda. Os investimentos dos últimos anos na criação de infraestruturas, os fatores endógenos, a raia luso-espanhola e os excelentes acessos rodo e ferroviários, oferecem oportunidades que os diversos parceiros devem potenciar, através de uma aposta sistemática na qualificação humana. A centralidade do concelho de Almeida representa um potencial estratégico no país, porque integra o principal itinerário de trocas comerciais terrestres de Portugal [eixo transeuropeu ser... (continua na pág. seguinte)

Ficha Técnica:

“dialogus” - Jornal Trimestral do Agrupamento de Escolas de Almeida

Propriedade e edição: Agrupamento de Escolas de Almeida Av.ª Prof. Dr. José Pinto Peixoto 6350-228 ALMEIDA www.agrupamentodealmeida.net // agrupamentodeescolasde.almeida@gmail.com Diretor: Joaquim Ribeiro Pedroso Paginação e design gráfico: Armindo Pereira // Textos e fotos: comunidade educativa do Agrupamento Impressão: LITORRAIA - Parque Industrial, Lt. 36 6320-317 SABUGAL


dezembro/2013

Divulgação

3

A estratégia do AEA: gerar valor à EDUCAÇÃO ... (continuação da pág. anterior) ve as principais plataformas logísticas do corredor Portugal – Salamanca – Valladolid – Irun e constitui um suporte essencial à principal rede de autoestradas deste eixo, pois integra a A23 e a A25]. Como salvaguardar o acompanhamento pedagógico do aluno do Agrupamento de Escolas de Almeida – estratégias de intervenção intensivas e de curto e médio prazo - de modo a evitar o fracasso escolar e a repetição de ano letivo? O ensino secundário precisa de ser atraente, oferecer caminhos de qualidade, desviando os “caminhos sem saída” e maximizando eficazmente ligações efetivas ao mundo do trabalho, oferecendo orientação e um bom aconselhamento aos jovens e trabalhando os currículos vigentes de modo flexível e diversificado, quer para o ingresso no mercado de trabalho, quer para o prosseguimento académico – promovendo um maior e melhor alinhamento do conhecimento adquirido na escola com o requerido pelo mercado de trabalho e empresas locais, regionais e transfronteiriças.

Importa, por isso, apostar no combate à insuficiente oferta de formação, que tem penalizado os resultados das escolas do agrupamento nos resultados dos exames nacionais – especificamente no ensino secundário, porque no ensino básico os resultados da avaliação externa dos alunos têm vindo gradualmente a melhorar e, concretamente no presente ano letivo, os resultados dos exames do ensino básico do agrupamento superaram positivamente as expetativas. No ensino secundário, a oferta formativa escassa traduz-se numa ineficiência do potencial desses jovens, por muitas vezes não se identificarem com a opção formativa escolhida, ou que se viram limitados a escolher. Este constrangimento regional também tem limitado a capacidade de inserção dos jovens do concelho de Almeida no mercado de trabalho. Para responder pragmaticamente a este problema, o AEA identificou recentemente os recursos que servem de alicerce e/ou complemento às potenciais áreas de formação em que é urgente apostar, quer ao nível do ensino profissional, quer ao nível do ensino pós-secundário, necessárias para o desenvolvimento do concelho e da região raiana do distrito da Guarda. Neste âmbito, os jovens e adul-

tos que terminaram o ensino profissionalizante e ou profissional no AEA e concelhos limítrofes, ou que concluíram (ou não concluíram) o ensino secundário, e que querem melhorar/aumentar a sua qualificação e ingressar no mercado de trabalho (ou mesmo para os que querem prosseguir uma via académica), o Instituto Politécnico da Guarda e o Agrupamento de Escolas de Almeida iniciaram, em 2012/2013, a implementação do ensino pós-secundário no AEA, alargando as oportunidades de qualificação certificada para jovens e adultos. Para promoção da melhoria da qualidade das aprendizagens dos alunos, associada à valorização do trabalho dos seus docentes, o AEA tem vindo a oferecer Cursos Profissionalizantes e Profissionais e alargou a sua oferta de modo sequenciado aos Cursos de Especialização Tecnológica (CET) [nas áreas de Gestão e Animação Turística, Gerontologia e Restauração], em parceria com o Instituto Politécnico da Guarda (IPG). Como melhorar as práticas de ensino e aprendizagem no Agrupamento de Escolas de Almeida – flexibilização, diversificação e articulação curricular – dentro e fora da sala de aula, aperfeiçoando a mobilização de recursos científicos, técnicos e humanos, na procura de equidade em educação? Desde há dois anos, o AEA tem vindo a sugerir aos professores e à comunidade educativa em geral, o desenvolvimento de novas propostas pedagógicas, relacionadas com o ETNOCONHECIMENTO do concelho de Almeida, em que se utilizam metodologias diferenciadas em sala de aula, que valorizem não somente os saberes disciplinares, mas que procurem vincular a esses saberes os sa-

beres oriundos da cultura, das práticas produtivas, das tradições históricas e que possam contribuir para a formação do aluno-cidadão. Com a incorporação destas temáticas em sala de aula, o AEA não está apenas a contribuir para a formação da cidadania dos alunos, mas está também a protagonizar um novo ensino, focado não somente na aprendizagem, mas na ação pedagógica inovadora e reflexiva, no conhecimento multi, inter e transdisciplinar de documentação, de estudos e de outros modos e formas de valorização dos conhecimentos e das práticas resultantes de um grupo cultural e transmitidos por meios não convencionais. No âmbito do conceito ETNOCONHECIMENTO, o AEA visa o desenvolvimento da exploração/investigação de saberes, tradições e costumes locais, apontando a uma cultura de desenvolvimento ETNO (com conexão à etnografia), com o acompanhamento didático, pedagógico e científico do AEA – especificamente com a implementação de outros projetos da rede de parcerias do AEA, da qual constam: Câmara Municipal de Almeida, Juntas de Freguesias do Concelho, Centro Lúdico de Vilar Formoso, Instituto Politécnico da Guarda (IPG), Instituto de Emprego e Formação Profissional da Guarda (IEFP), Universidade da Beira Interior (UBI), Universidade de Coimbra (UC), Associação de Desenvolvimento das Encostas da Fonte Santa (ADEFS), Associação Rio Vivo, Fundação Vox Populi, Associação Sócio Terapêutica de Almeida (ASTA), Entidades de Segurança, Proteção e Saúde (GNR, CPCJ, Escola Segura, Bombeiros Voluntários de Almeida e Segurança Social), Comurbeiras (Comunidade Intermunicipal da Beira Interior), ... (continua na pág. seguinte)


dezembro/2013

Divulgação

4

A estratégia do AEA: gerar valor à EDUCAÇÃO ... (continuação da pág. anterior) Associação de Desenvolvimento Regional Territórios do Coa, Ayuntamiento de Ciudad Rodrigo, Aldeias Históricas de Portugal, Raia Histórica Castelos do Coa, Agrupamento de Escolas de Fuentes de Onõro, Associação Natureza e Transumância Faia Brava (de Figueira de Castelo Rodrigo), entidades regionais de Apoio à Terceira Idade e Empresas regionais de Restauração, Hotelaria e Turismo. A criação de valor na comunidade educativa de Almeida é a peça chave do Marketing do AEA bem-sucedido. Mas, devido ao facto de o valor ser determinado somente pela perceção do aluno e da comunidade educativa, pode ser difícil de quantificar – e nesta missão, todos os que intervêm na comunicação, incluindo os órgãos de comunicação social, podem atuar decisivamente, ajudando a criar o valor em EDUCAÇÂO pretendido. Nesta missão, intervêm todos os que de modo direto e indireto têm contribuído para a

criação de identidade e reforço da autoestima de toda a comunidade educativa de Almeida. Frise-se a mais recente atribuição à escola – Prémio Bolsas Sociais EPIS, Empresários para a Inclusão Social. O AEA foi premiado pela EPIS com três bolsas de estudo de 400€, durante três anos. Esta candidatura distinguiu-se pelas suas boas práticas na promoção da qualificação dos jovens e adultos, onde se destacam (1) sistemas de sinalização precoce de risco dos alunos desde o 2.º Ciclo, (2) estruturas diversas de acompanhamento dos alunos com risco (apoio ao estudo, centros de aprendizagem, tutorias individuais com professores, coadjuvação entre professores no Português e Matemática), e (3) processos de identificação de jovens e adultos que não obtiveram formação básica ou secundária, desempregados ou socialmente desintegrados, para reintegração em cursos profissionais, em parceria com diversas instituições do distrito da Guarda, incluindo o Instituto Politécnico da Guarda e o Instituto de Emprego e Formação Profissional.

Este reconhecimento, vindo de uma entidade externa à escola, tem uma importância acrescida no reconhecimento do trabalho que tem vindo a ser feito, no sentido de promover o sucesso educativo e prevenir o abandono escolar e a saída precoce do sistema educativo. Os três alunos premiados estão inseridos em contextos socias e familiares complexos que não lhes permitem o desenvolvimento de uma harmoniosa literacia cognitiva e emocional. A atribuição das bolsas sociais EPIS 2013 incute nestes jovens responsabilidade e respeito pelo trabalho. Consequentemente, permite-lhes completarem a sua formação básica e empreenderem em oportunidades de vida – sendo esta uma das linhas norteadoras do Projeto Educativo do Agrupamento de Escolas de Almeida. As bolsas sociais foram entregues no passado dia 25 de novembro, numa cerimónia na Escola Básica Mestre Domingos Saraiva, em Algueirão, onde estiveram presentes os alunos e diretores dos agrupamentos premiados, bem como Sua Excelência o Secretário

de Estado do Ensino e da Administração Escolar, Dr. João Casanova de Almeida. Para as famílias dos alunos que beneficiam destas bolsas socias, este prémio deve ser visto como um incentivo financeiro associado a uma grande responsabilização na vigilância de hábitos de trabalho dos seus educandos. O grande desafio para a comunidade educativa é valorizar os serviços da escola, concretamente do Agrupamento de Escolas de Almeida (AEA), com a qualidade que esperam e com a implicação pessoal e emocional que eles desejam. O grande objetivo do AEA não é baixar os custos pessoais e emocionais da comunidade educativa, mas sim elevar o valor do bem da EDUCAÇÂO na conceção da própria comunidade educativa. É este o trabalho a que o AEA se tem proposto, com estratégias pragmáticas de implementação recente. É este o marketing do AEA – gerar valor à EDUCAÇÃO.

Cerimónia de entrega das Bolsas Sociais EPIS 2013 / 2016


5

Pré-escolar e 1.º Ciclo

dezembro/2013

O Magusto No dia 11 de Novembro, dia de S. Martinho, realizou-se o tradicional magusto escolar. Este ano o local escolhido voltou a ser o Largo da Santa Eufêmia, na Freineda, onde existem condições excepcionais para este tipo de concentrações, acrescidas da hospitalidade ímpar dos responsáveis pelo local, que disponibilizaram caruma, materiais e condições de comodidade e de higiene à centena de participantes envolvidos. Neste dia radioso, convidativo às actividades do exterior, deu-se largas à imaginação e ao convívio entre escolas e entre turmas, participando todos os alunos do Pré-escolar e do 1º Ciclo do Agrupamento de Escolas de Almeida, acrescentando um colorido, um aroma e uma sonoridade diferente ao local. Revivendo uma tradição desta zona, os alunos vivenciaram aventuras, jogos, cantares e danças à volta de uma fogueira que ia aquecendo as amizades e assando as castanhas. Quando o cheiro a castanhas assadas se generalizou pelo local foi dado o toque a reunir junto à fogueira, para saborearem o fruto da época quentinhas e boas e aliviassem a mochila de alguns mimos que tinham levado para um lanche reconfortante. Era tempo de calma e de retempero de forças. Depois tiveram lugar as pinturas, enfarruscadelas, prática comum na nossa região, queixinhas e abusos do costume, com os adultos a darem o exemplo e as crianças a ultrapassarem a graça para “mudarem” a cor de pele, neste dia. Seguidamente, brincadeiras e correrias voltaram ao local, para que o espaço voltasse a ser repovoado e os jogos recomeçados. Era ainda tempo de brincar e conviver, aproveitando até à última, esta oportunidade, neste dia festivo de S. Martinho, que tinha sido tão simpático e generoso. Com o aproximar da hora do almoço deu-se por concluída a actividade.

Os alunos regressaram às suas escolas com alguma tristeza por as horas terem passado tão depressa e simultaneamente com alegria de terem vivido tão intensamente em liberdade, harmonia e sã camaradagem, revivendo a tradição do magusto escolar.

O Halloween na Miuzela

Aderindo à proposta lançada pelo Grupo de Inglês e pelas Bibliotecas do Agrupamento, o Pré-escolar participou no “Concurso de Caldeirões. As crianças deram asas à imaginação e criaram um fantástico caldeirão que mereceu o 1º prémio e um saboroso chupa. Foram ainda desenvolvidas outras atividades relacionadas com o Halloween. Os meninos de Almeida fizeram uma bruxa assustadora. Na Miuzela o tema foi desenvolvido em articulação com o 1º CEB. Depois de terem decorado as suas abóboras aprenderam a canção “Era uma bruxa que vivia num castelo”, enviada pelos meninos de Nave de Haver através da Ana e do Rui.

ERA UMA BRUXA Era uma bruxa Que morava num castelo E tinha um pato Com o bico amarelo Mas esse pato Era muito espertalhão E andava sempre À volta do caldeirão E vai um dia Sem a bruxa dar por isso Vai ao caldeirão E rouba-lhe o feitiço A bruxa pega E pega na varinha E transforma o pato O pato em sardinha Mas a sardinha Tinha um bico amarelo Que coisa estranha Aconteceu neste castelo


Ambiente - 1.º Ciclo

dezembro/2013

Liberdade para um Milhafre-real No dia 16 de Outubro de 2013 foi devolvido à Natureza um milhafre-real (Milvus milvus) em Almeida. Esta ave juvenil tinha sido encontrada no chão, ferida, por particulares que encaminharam o animal para o CERVAS através de técnicos do Parque Natural do Douro Internacional. No momento do ingresso no CERVAS o milhafre apresentava uma fractura numa das asas, pelo que foi necessário proceder ao tratamento da lesão, e de seguida treino de voo em conjunto com outras aves de rapina diurnas. A devolução à Natureza foi realizada com alunos, professores e auxiliares da Escola Básica e Secundária Dr. José Casimiro Matias, em Almeida,

a quem o CERVAS agradece o interesse e empenho na dinamização da ação. Antes da libertação realizou-se uma acção de educação ambiental dedicada às aves de rapina diurnas, com particular ênfase na ecologia e identificação dos principais grupos existentes na região, recorrendo a diversos tipos de materiais didáticos e biológicos. Os problemas de conservação e ameaças foram também abordados, tendo sido dado um destaque especial à problemática do envenenamento, que afecta espécies de hábitos necrófagos como o milhafre-real, mas também outras espécies ameaçadas, como é o caso do lobo-ibérico (Canis lupus signatus).

Devolução à Natureza de um Peneireiro-vulgar

No dia 16 de Dezembro de 2013 foi devolvido à Natureza um peneireiro-vulgar (Falco tinnunculus) em Vilar Formoso. A primeira parte desta ação que decorreu na Escola Básica e Secundária de Vilar Formoso envolveu alunos do 3º e 4º ano e consistiu numa sessão teórica sobre aves de rapina diurnas. Depois, no exterior da escola, e envolvendo mais alunos, professores e funcionários, realizou-se uma ação de esclarecimento sobre a história da ave e o que deve ser feito quando se encontra um animal selvagem ferido. Este peneireiro tinha sido encontrado ferido e encaminha-

do para o CERVAS através do SEPNA/GNR de Vilar Formoso, tendo sido detectadas fracturas em ambas as asas, após ter sofrido um acidente traumático de origem desconhecida. Após um período de recuperação clínica e posterior treino de voo e caça, em contacto com outros peneireiros, a ave foi devolvida à Natureza num local muito próximo de onde tinha sido encontrada ferida, junto a zonas com campos agrícolas. Esta ação permitiu também divulgar o projeto LIFE - MEDWOLF e alertar para as ameaças à fauna selvagem da região interior da Beira Alta, desde as aves de rapina ao lobo-ibérico.

6


7

Pré-escolar e 1.º Ciclo

dezembro/2013

Aniversário da Ana e do Rui

Uma vez mais os meninos do pré-escolar reuniram-se para festejar o aniversário das suas mascotes e aprenderem a relacionar-se em grande grupo. Os meninos tiveram ainda oportunidade de explorar os ingredientes (cor forma tamanho cheiro) que iam utilizar na confeção do bolo. Esta atividade foi aproveitada para desenvolver competências de higiene e saúde alimentar, apreendendo que bolos só se devem comer nas festas. Foi isso mesmo que depois fizemos, uma grande festa. Os aniversariantes tiveram direito a muitas prendas e uma canção feita só para eles. Nós regalámo-nos com os bolos, um para a Ana e outro para o Rui.

GRANDE CORRIDA DE SACOS A Grande Corrida de Sacos é um projeto de caráter pedagógico e ambiental promovido pela VALORMED junto da comunidade escolar, mais precisamente de alunos do 1ºCiclo do Ensino Básico. Pretende premiar as 5 escolas que entreguem mais medicamentos fora de uso e respetivas embalagens nas farmácias (embalagens de medicamentos, cartonagens, folhetos informativos, frascos, bisnagas, saquetas, ampolas vazias ou parcialmente vazias, colheres e/ ou copos de plástico). Será atribuído um parque infantil, e sua instalação, às 5 escolas que mais resíduos de medicamentos entreguem nas farmácias. Início da competição: 2 de dezembro de 2013. Fim da competição: 4 de abril de 2014. Para colaborar e ajudar o Agrupamento de Escolas de Almeida, deve entregar os medicamentos na farmácia Moderna, em Vilar Formoso, ou na farmácia Cunha, em Almeida. No ato da entrega dos medicamentos deve fazer referência ao ID das escolas: o de Almeida é o 130 e o de Vilar Formoso é o 129.

NATAL NA MIUZELA

Uma vez mais é Natal, e uma vez mais os meninos do jardim-de-infância e da escola, convidaram a comunidade para a sua festa de natal, vivenciando com eles esta quadra que os encanta e maravilha. Vestidos a preceito desempenharam os seus papéis tal como que haviam ensaiado, formando o presépio vivo. Depois com vozes afinadíssimas entoaram várias canções sobre os temas que desenvolveram neste 1º período e sobre a quadra natalícia. Seguiu-se a ceia de natal saboreada num ambiente de franco convívio e simplicidade. As crianças eufóricas aguardavam a chegada do pai natal, que veio carregadinho de presentes. Finalmente o Sr. Presidente da Junta de Freguesia, presenteou os meninos com um pai natal de chocolate.


dezembro/2013

Notícias

Premiados os alunos do Agrupamento que mais se distinguiram no ano letivo 2012/2013 O Pavilhão Multiusos de São Pedro do Rio Seco, foi mais uma vez o local que acolheu o encontro com os pais e encarregados de educação do Agrupamento de Escolas de Almeida antes do início do ano letivo. Neste encontro de início de ano letivo, a direção do Agrupamento pretende transmitir toda a orgânica e modo de funcionamento do Agrupamento e ao mesmo tempo ouvir dos pais e encarregados de educação todas as dúvidas e preocupações

acerca do que será o dia a dia dos seus educandos durante o seu percurso escolar. Serviu também este encontro para premiar os alunos que, nas suas respetivas turmas, mais se distinguiram ao longo do ano letivo 2012/2013, tanto no ensino básico como no secundário. Foram também distinguidos alguns alunos que mais se evidenciaram em provas de desporto escolar e no desenvolvimento de alguns projetos em que, ao longo do ano, se envolveram.

8


9

Natal

dezembro/2013

O Natal dos mais pequenos

Os alunos e professoras da turma do 1.º e 2.º ano da Escola de Almeida, realizaram uma pequena festa de Natal, onde mostraram os seus “dotes” musicais e artísticos. Algumas canções e pequenas peças de teatro alusivas ao Natal, mostraram o seu perfeito desempenho, a que assistiram alguns familiares. Do espetáculo, que além dos alunos e professoras da turma contou com a colaboração dos professores Paulo Marques, João Patornilo e Tânia Loureno, deixamos aqui alguns registos fotográficos.

No dia 18 de dezembro, mais de uma centena de elementos da comunidade escolar, entre atuais e antigos professores e funcionários e respetivas famílias, reuniram-se na canti-

A CEIA DE NATAL

na escolar da Escola de Almeida para mais uma Ceia de Natal do Agrupamento de Escolas de Almeida. A refeição, soberbamente confecionada pelas funcioná-

rias da cantina, foi servida pelos alunos que se encontram a frequentar o Curso Profissional de Restauração e Mesa, serviço que agradou a todos os presentes.

Neste tempo de alegria e partilha, foi ainda prestada a merecida homenagem aos docentes recentemente aposentados e que receberam os aplausos e cumprimentos de todos.


dezembro/2013

Espaço das “Línguas”

Dia da Hispanidade No passado dia 12 de outubro celebrou-se na escola Dr. José Casimiro Matias, em Almeida, o dia da hispanidade. Foi precisamente nesta data que, há largos anos atrás, Cristóvão Colombo iniciou a colonização europeia das Américas e originou a difusão linguística e cultural espanhola. Por outras palavras, entende-se Hispanidade como a comunidade formada por todos os povos que partilham a língua e cultura espanhola. Foi uma atividade aberta a toda a comunidade escolar, assinalada na sala de convívio dos alunos, com a projeção de informação relativamente a Espanha, nomeadamente, a origem da bandeira espanhola, quais são os países de língua oficial espanhola e como este dia é celebrado em Espanha. Em particular, os alunos do 8º ano puderam visualizar um vídeo sobre a vida de Cristóvão Colombo, como este descobriu “o novo” continente e impulsionou a língua espanhola para fora do reino europeu. Concluiu-se a atividade com o preenchimento de um “quizz”, por parte dos alunos participantes, cuja finalidade era selecionar as respostas corretas sobre a informação difundida.

O Dia Europeu das Línguas

O dia 26 de setembro chegou repleto de idiomas que nos abrem as portas do conhecimento e nos transportam para além fronteiras. Este dia foi comemorado no Agrupamento de Escolas de Almeida através da afixação de cartazes alusivos ao dia, através de uma ementa composta de pratos relacionados com a gastronomia dos países cujas línguas são estudadas no agrupamento e com uma amostra gastronómica e turística preparada pelos alunos da Escola

10

Básica e Secundária de Vilar Formoso. Estiveram envolvidos neste evento os Docentes do Departamento de Línguas, os Professores Estagiários de Português e Espanhol, os Alunos do Ensino Profissional, bem como outros elementos da Comunidade Educativa. E, assim caminhamos à procura de saber mais, de saborear mais, de abraçar outras cores!!!! O Departamento de Línguas

Natal, tempo de solidariedade No âmbito do Projeto Rato de Biblioteca, promovido pela Fundação Vox Populi, vem o Agrupamento de Escolas de Almeida agradecer publicamente ao Intermarché de Vilar Formoso o contributo prestado, fornecendo-nos um dos prémios das rifas de Natal que visam angariar fundos para a participação no Projeto.

No passado mês de Dezembro, decorreu na Escola Dr. José Casimiro Matias, uma causa organizada pelo núcleo de estágio da Covilhã e respetivas orientadoras, cujo objetivo final era ajudar os alunos mais carenciados com bens alimentares, tornando o natal, destes, mais risonho. Para o efeito, solicitámos a ajuda de toda a comunidade escolar na entrega de produtos alimentícios para a elaboração de cabazes solidários.


Notícias

11

dezembro/2013

Caldeirões e bruxas no Halloween do AEA No dia 30 de Outubro celebrou-se o Halloween, atividade promovida pelo Grupo de Inglês e as Bibliotecas do Agrupamento. No concurso dos caldeirões, os participantes esmeraram-se na elaboração dos seus caldeirões e das suas bruxas. Todos diferentes mas muito originais e assustadores! Este evento envolveu alunos desde o pré-escolar ao 9º ano de escolaridade. Os trabalhos estiveram expostos nas Bibliotecas de Almeida e de Vi-

lar Formoso e foram vistos por muitos visitantes curiosos. Todos os alunos receberam um certificado de participação na atividade, bem como um saquinho de guloseimas, baseado no tradicional “Trick or Treat”. A decisão do júri não foi nada fácil. Os trabalhos eram todos muito bons! Contudo, a escolha tinha que ser feita e atribuíram-se dois primeiros prémios exe quo e um segundo e um terceiro prémio. Houve ainda mais dois prémios: um para a melhor abóbora e outro para o caldeirão mais assustador. Os premiados receberam também um diploma. Foi uma manhã muito divertida. Para o ano há mais…

Dia da Alimentação Três grupos de alunos do sexto C decidiram comemorar o dia da alimentação de forma diferente. No dia 16 de Outubro, aquando da comemoração do dia mundial da alimentação, a turma dividiu-se em três grupos de trabalho para conceberem um jogo sobre a alimentação. O primeiro grupo elaborou um Monopólio da Alimentação, o segundo um Trivial Alimentar e o terceiro um jogo de roleta sobre a nossa alimentação. Os jogos foram testados na turma e encontram-se ao dispor dos alunos na biblioteca e na sala de apoio ao estudo na escola de Vilar Formoso para que os alunos possam aprender algo mais sobre uma alimentação saudável. O lema dos jogos é, justamente, a alimentação equilibrada que proporciona um crescimento saudável. Inês, Francisca e Nádia, 6.º C

Cenário de Natal

O grupo de Educação Especial concebeu um Cenário de Natal com o objetivo de envolver toda a comunidade educativa num momento divertido cuja captação fotográfica poderá perpetuar recordações desta época natalícia. A junção de vários elementos num único cenário, onde cada um desempenha um papel diferente permite, ainda que alegoricamente, consciencializar para as diferenças e para a sua importância na constituição de um todo que ganha vivacidade na união para o mesmo fim. É certo que o ser humano para além de não conseguir viver sozinho é mais forte em grupo e é a heterogeneidade deste último que o enriquece e o torna tão peculiar. Que num pequeno gesto se semeie o respeito, a tolerância e a amizade. Os Professores: Ana Catarina e Paulo Moura


dezembro/2013

Notícias

Visita de estudo “Roteiro de pontes e lavadouros” No passado dia 15 de outubro de 2013 realizou-se no âmbito da disciplina Ciências Físico-Químicas, em colaboração com a disciplina de História, Geografia, Inglês e Espanhol, uma visita de estudo “Roteiro de pontes e segurança rodoviária” pelas povoações do

12

concelho de Almeida. A visita não era só visitar as pontes do concelho como também fontes e lavadouros e fazer o seu levantamento. O roteiro foi o seguinte: Almeida-Valverde-Peva-Aldeia Bela-Freixo-Amoreira-Côa (S. Roque) -Aldeia de São Sebas-

tião-São Pedro do Rio Seco-Vale da Mula-Malpartida-Reigada-Almeida. Depois de uma manhã em cheio apanhámos agriões na ribeira de Amoreira e fomos almoçar a Aldeia de São Sebastião onde nos pudemos divertir no parque do centro cultural. O objetivo desta visita de estudo foi verificar se as pontes tinham sinais de segurança rodoviária, o que a maior parte delas não possuíam, onde podemos verificar que não existem medidas de segurança rodoviária nas pontes. Vamos ainda realizar os folhetos de divulgação das pontes em Português, Inglês e Espanhol.

Beatriz André nº6 - 9ºA Elisabete Palos nº13 - 9ºA

Junta de Freguesia de Vilar Formoso distingue os melhores alunos do Secundário de 2012/13, da EBS de Vilar Formoso No dia 10 de Outubro de 2013, pelas dezassete horas, numa cerimónia simples, com a presença de familiares, amigos, representante da Associação de Pais e professores, a Junta de Freguesia de Vilar Formoso distinguiu e premiou os melhores alunos do 10º, 11º e 12º ano, com um prémio no valor de 200 euros para cada um, como vem sendo habitual. Foram distinguidos como melhores alunos do Ensino Secundário de 2012/13 da Escola Básica e Secundária de Vilar Formoso: Vânia Fialho Pereira, do 12º Ano; (Por frequência da universidade, recebeu o prémio o encarregado de educação); Marta Alexandra Pereira Pinto, do 11º Ano; João Silvestre Alexandre Fabião, do 10 Ano. Para o Presidente da Junta de Freguesia de Vilar Formoso, Domingos Cerqueira, estes prémios são um compromisso do executivo local para o reconhecimento do mérito aos alunos. O Director do Agrupamento de Escolas de Almeida, Dr. Joaquim Pedroso, participou na cerimónia e referiu a importância destes prémios, principalmente nas regiões do interior, que valorizam o mérito, o empenho e incentivo a outros alunos. Também espera que estes bons exemplos sirvam como referência e que, futuramente, possam regressar às localidades que os acolheram enquanto alunos. Os alunos premiados confessaram que o segredo para ser bom aluno está em estudar frequentemente e saber conciliar os estudos com outras actividades. Depois das felicitações e entrega de prémios desejou-se um futuro promissor a todos apelou-se à continuação destas distinções, como incentivo estudo e ao mérito.


13

Espaço dos Pais

dezembro/2013

Onde é que está o ganho? No gastar ou no poupar?

Sem dúvida alguma, uma das palavras que mais tenho ouvido nos últimos meses é a famosa CRISE, apesar das evidências de ser um termo usado há séculos... Nesse sentido surgiu a ideia, raramente abordada, de promover a discussão em ambiente familiar. Parece-me interessante do ponto de vista do crescimento e desenvolvimento que pretendemos para os nossos filhos que façamos uma reflexão sobre a situação económica da família e que aprendamos/ensinemos estratégias com o objetivo da disciplina no gastar.

Quanto dinheiro devemos dar aos nossos filhos e com que frequência? A resposta dependerá da idade, da maturidade, da personalidade e da atitude de cada um, parece-me evidente. Provavelmente o mais sensato é, de início, adotar a semanada e ir aumentando o intervalo e a quantidade, de acordo com a capacidade de gestão demonstrada. Por volta dos seis anos, as crianças começam a distinguir as moedas e a dar valor ao dinheiro. Nesta fase podem guardar algumas moedas no seu

mealheiro para que, mais tarde com a ajuda dos pais, possam comprar alguma pequena coisa de que gostem. É bom encorajá-los a escolher ocasionalmente um pequeno presente para um amigo ou familiar para que se habituem a dar atenção aos outros. A partir dos doze anos (mais coisa menos coisa) é natural que se tornem mais exigentes. Justifica-se uma análise em conjunto acerca da razoabilidade do gasto, não esquecendo eventuais gastos inesperados e, porque não, prevendo alguma poupança.

Associação de Estudantes do Agrupamento de Escolas de Almeida e-mail: direcao.aealmeida@gmail.com

A Associação de Estudantes do Agrupamento de Escolas de Almeida foi criada com base em três objetivos fundamentais: ajudar na auscultação dos alunos sobre os seus problemas e o funcionamento das escolas, participar na vida escolar e debater interesses dos estudantes, e, por fim, desenvolver a cooperação e solidariedade entre os seus associados, com o intuito de implementar nos jovens o associativismo juvenil. Estes foram os temas expostos na Reunião Geral de Alunos que decorreu no dia 27 de Novembro, nas duas escolas. Para além disso, foi também aprovada a proposta de Estatutos e, no final da mesma reunião, procedeu-se à eleição dos diferentes órgãos associativos, a saber: Mesa da Assembleia-Geral, Conselho Fiscal e Direção. Foram eleitos, respetivamente, para o cargo de Presidente de cada um destes

órgãos, Miguel Gouveia (11º Ano, Vilar Formoso), Catarina Santos (11º ano, Almeida) e João Alexandre (11º ano, Vilar Formoso), todos eles membros da única lista concorrente, Lista A, que concorreu com o slogan “Adquire a tua voz”. Contamos com a colabo-

ração de todos os alunos para que a Associação de Estudantes evolua dia após dia e para que todos os estudantes do Agrupamento de Escolas de Almeida tenha voz ativa na comunidade e, com isto, defender os interesses de todos os estudantes deste estabelecimento de ensino. AEAEA

O ideal será elaborarem uma lista de despesas e de prioridades e chegar a um compromisso. Se gastarem tudo antes do tempo e pedirem mais dinheiro, terá de haver um diálogo sobre o que correu mal. Só assim compreenderão a noção de controlo, confiança e responsabilidade. Poderemos permitir alguma flexibilidade nas primeiras semanadas/mesadas mas sem esquecer que a finalidade é a interiorização do VALOR do dinheiro.

Para Sempre Por que Deus permite que as mães vão-se embora? Mãe não tem limite, é tempo sem hora, luz que não apaga quando sopra o vento e chuva desaba, veludo escondido na pele enrugada, água pura, ar puro, puro pensamento.  Morrer acontece com o que é breve e passa sem deixar vestígio. Mãe, na sua graça, é eternidade. Por que Deus se lembra - mistério profundo de tirá-la um dia? Fosse eu Rei do Mundo, baixava uma lei: Mãe não morre nunca, mãe ficará sempre junto de seu filho e ele, velho embora, será pequenino feito grão de milho. Carlos Drummond de Andrade


Geral

dezembro/2013

14

Já em jeito de despedida… “Tudo o que se passou aqui faz parte de ti. Só tens de te orgulhar por teres tido a oportunidade de ter feito parte do que isto é: a ESCOLA. Todos estes anos te moldaram, todas as amizades, todos os professores de que gostavas e os que menos apreciavas, todas as boas e piores notas, as dificuldades, as brincadeiras, os sermões, as lágrimas, as gargalhadas… Tudo isso te moldou e te tornou na pessoa que és. Porque a escola não é apenas o local onde aprendes e estudas essas disciplinas aborrecidas: matemática, biologia, português, história... Que apesar de

tudo te vão render muito no futuro. A escola foi durante muito tempo a tua segunda casa. E numa casa encontra-se uma família que vive momentos e cria laços. Quando saíres desta casa, não vais poder voltar atrás. Não vais estar em pulgas para te sentares ao lado dos teus melhores amigos na sala de aula, não vais estar a contar os segundos para a campainha tocar, não te vais esquecer dos livros e dos trabalhos de casa que vais pedir ao teu colega para te deixar copiar, não vais chegar atrasado e dizer ao professor que

O dia dos Reis Magos

No dia 6 de janeiro, os pequenitos da turma do 1.º e 2.º ano da Escola de Almeida, não quiseram deixar esquecer a passagem do Dia de Reis. Acompanhados das professoras e das assistentes operacionais, pegaram em alguns instrumentos e deram “uma voltinha” por alguns espaços comuns da Escola, cantando canções alusivas ao Dia de Reis.

Aqui vimos nós, Todos reunidos, A cantar os reis, Aos nossos amigos. Não é por interesse, Mas por amizade, Dá-nos um tostão, De boa vontade.

Cantemos os reis, Do qui ri qui qui, Senão nos dão nada, Ficamos aqui. Ficamos aqui, Ficamos aqui, A cantar os reis, Do qui ri qui qui.

o despertador não tocou, não vais colar a pastilha debaixo da mesa ou fingir que a deitas fora, não vais mandar papeizinhos aos teus colegas a falar sobre mil e uma coisas, sem o professor ver, não vais fazer autênticas obras de arte nos teus cadernos, nas aulas em que os professores não param de falar, não vais comer às escondidas e depois ter de ouvir os sermões das funcionárias a dizer que havia migalhas no chão… Enfim, todas essas coisas maravilhosas que só se fazem nesta casa. Por isso recorda, sem medo, sem vergonha, tudo o que já se passou. Porque estes, prova-

velmente, serão dos anos mais marcantes da tua vida. Recorda cada momento que viveste, cada pessoa que conheceste, e que te vai acompanhar para o resto da vida. E que te acompanhem mais além da memória! Que te façam voltar atrás, como se vivesses de novo as histórias, cada vez que as recordares. Só tens de ser feliz por poderes ter vivido esses momentos e ter muito orgulho em teres conhecido as pessoas que conheceste, por quem te apaixonaste, de uma forma ou de outra, de uma maneira especial.”

Já os três reis são chegados À lapinha de Belém A adorar o Deus Menino Nos braços da Virgem Mãe. Os três reis do Oriente Vieram com grande cuidado Visitar o Deus Menino Por uma estrela guiados.   A linda estrela os guiou Até à sua cabaninha Onde estava o Deus Menino Deitadinho na palhinha.   Venho dar as Boas Festas As Boas Festas d’ Alegria Que vos manda Rei da Glória Filho da Virgem Maria.

Aqui vimos, aqui vimos, Aqui vimos, bem sabeis! Vimos dar as Boas Festas, E também cantar “os reis”.

Santos Reis, santos coroados, Vinde ver quem vos coroou. Foi a Virgem, mãe sagrada, Quando por aqui passou. O caminho era torto, Uma estrela vos guiou. Em cima de uma cabana Essa estrela se pousou.   A cabana era pequena, Não cabiam todos três; Adoraram Deus-Menino Cada um por sua vez.

Finalistas

Vamos cantar os reis, Nesta noite de Janeiro, Certo é que nos quereis dar, A linguiça do fumeiro. Se no-la quereis dar, Começai-a a partir, Que somos de longe terras Temos pressa em partir.   Inda agora aqui cheguei, Pus o pé nesta escada, Logo o meu coração disse, Aqui mora gente honrada.   Um raminho, dois raminhos, Três raminhos em seu peito, Viva lá o (a) menino (a)... Qu’esta vai a seu respeito.   Esta casa é tão alta, Forrada de papelão, Os senhores qu’stão lá dentro, Deitem cá um salpicão.   Esta casa está caiada, Do telhado até ao chão, Os senhores que nela moram, Deitem cá um salpicão.


15

Desporto Escolar

FUTSAL

O grupo de Educação Física iniciou as atividades desportivas com o Torneio Inter-Turmas de Futsal. Foi um torneio bem disputado, que contou com a presença de doze turmas. Pelo 2º ciclo sagrou-se vencedora a turma do 6ºC, pelo 3º ciclo a vencedora foi a turma do 9º C e pelo secundário a vencedora foi a turma do 11ºC.

Realizou-se no passado dia 18 de Novembro, na Escola secundária de Trancoso, a 1ª jornada da 1ª fase da modalidade de Futsal, no escalão de Infantis B - fem. A equipa do Agrupamento de Escolas de Almeida, teve uma excelente prestação ao obter uma expressiva vitória, por 7 - 2, sobre a Escola de Trancoso. Realizou-se, no dia 25 nov. 2013, a 1ª concentração Futsal, em Pinhel, com a participação da equipa do agrupamento de escolas de Almeida, escalão de Juvenis Masculinos, tendo a deslocação corrido dentro da normalidade e a nossa equipa alcançado a sua 1ª vitória, por 5-4, contra a equipa de Pinhel. De referir que esta equipa é constituída por alunos a frequentar a escola de Almeida e a escola de Vilar Formoso. Realizou-se, no dia 13 dez. 2013, a 1ª concentração de Xadrez, na Guarda, com a participação da equipa do agrupamento de escolas de Almeida, com vários escalões, tendo o nosso Agrupamento de escolas obtido o 1º lugar no escalão de Iniciados, 1º lugar no escalão de Juniores e um segundo lugar no escalão de Juvenis. A deslocação correu dentro da normalidade com os resultados a superarem as expectativas.

dezembro/2013

BADMINTON

Realizou-se no dia 30 de outubro o Torneio de Badminton de singulares. Neste torneio participaram cerca de 50 alunos. As finais do 2º ciclo foram disputadas pelos alunos Marco André e Marco Ramos, ambos do 5ºD. Venceu esta final o Marco André. No 3º ciclo, as finais foram disputadas pelos alunos André Afonso do 6º D e pela aluna Rita Dias do 8ºC. Sagrou-se vencedor o aluno André Afonso. No secundário, venceu o torneio o aluno Miguel Clemente do 10ºC, tendo ficado em 2º lugar o aluno Ricardo Monteiro da turma 12ºCPIG.


16

Desporto Escolar

Futsal - Iniciados Masculinos

No dia 26 Novembro, o grupo-equipa de Futsal Iniciados Masculinos, deslocou-se a Figueira de Castelo Rodrigo para disputar o 1º jogo da Fase 1, Serie B. Neste encontro, o nosso agrupamento venceu a escola local por 6:3. Em Janeiro, no dia 13, irá realizar-se na sede do nosso agrupamento os 2º e 3º jogos na nossa equipa, contra a escola de Pinhel e de Figueira de Castelo Rodrigo. Vem apoiar-nos.

TÉNIS DE MESA

O Torneio de Ténis de Mesa decorreu, no dia 27 de Novembro, no pavilhão desportivo de Vilar Formoso. Esta atividade envolveu cerca de três dezenas de alunos, provenientes do 3º ciclo e secundário. Na final do torneio do 3º ciclo o aluno, David André do 7ºB venceu o aluno André Afonso do 6ºD. Em 3º e 4º lugar ficaram os alunos Rita Dias do 8º C e Tomás Anselmo do 7ºB. No secundário em primeiro lugar ficou o aluno David Nunes da turma 10ºCPIG enquanto que em segundo ficou o Salviano Couto do 7ºB.

Realizou-se no dia 11 de Dezembro no pavilhão escolar de Almeida a 1ª Concentração de Ténis de Mesa. Estiveram presentes cerca de uma centena de alunos provenientes das escolas de Almeida, Vilar Formoso, Figueira de Castelo Rodrigo, Pinhel e Soito. A próxima concentração também irá realizar-se em Almeida no dia 4 de Fevereiro.

dezembro/2013

ATLETISMO

No dia 6 de Novembro, cerca de 30 alunos participaram no meeting de atletismo. As provas realizadas foram a corrida de velocidade e o salto em comprimento. Estas provas decorreram na pista de atletismo e na caixa de saltos da escola de Vilar Formoso. O balanço é francamente positivo, não só pelo empenho como pelos resultados alcançados pelos alunos.

Dialogus7  

Jornal Escolar do AEA

Advertisement