Issuu on Google+

Bondade

1

BONDADE BONDADE E SIMPATIA Luc. 6:31. I – A amorável ternura de Deus. 1. A bondade de Deus e Seu concerto. - Isa. 54 :6-10. 2. O apelo de Sua grande ternura, - Joel 2:12 e 13. 3. U poder regenerador do amor de Deus. - Tito 3:3-6. II – A compaixão do Salvador. 1. Jesus recomenda a Seus seguidores que tenham a misericórdia manifestada pelo Senhor. - Luc. 6:35 e 36. 2. A ativa compaixão de Jesus. a) Para com as multidões. - Mat. 14:14-16. b) Para com as crianças. - Mat. 19:14. c) Para com Seus inimigos. - Luc. 22 :50 e 51. 3. A assistência mútua é um dever cristão. - Mat. 22:39; Luc. 10:27 e 28. III – Exemplos do Velho e do Novo Testamentos. 1. O amor de Davi e Jônatas. - I Sam. 19:1-6. 2. O apelo de Paulo em favor de Onésimo. - Filemom 10, 16 e 17. IV – Exortações à bondade fraternal. 1. Virtudes recomendadas aos eleitos. - Col. 3:12 e 13. 2. Comunhão na igreja primitiva. - Rom. 12:10; Efés. 4:32. 3. Passos para a bondade e a caridade entre os irmãos. - II Ped. 1:5-7. 4. A sabedoria no falar e a lei da beneficência. - Prov. 31:26. 5. A regra áurea. - Mat. 7 :12.


Bondade

2 BONDADE E NOBREZA Mat. 5:16.

I – O exemplo divino. 1. Deus, a única fonte de bondade. - Luc. 18:18 e 19. 2. Natureza da bondade de Deus. - Êx. 33:19; 34:6 e 7. 3. Jesus demonstra a bondade divina. - At. 10:38. 4. A norma de trabalho de Cristo. - Luc. 4:18 e 19. II – Os efeitos da bondade. 1. O homem em seu estado natural. - Sal. 14:2 e 3. 2. A bondade de, Deus e a salvação do homem. - Rom. 2:4. 3. Desejar a bondade. - Sal. 107:9; Mat. 5:6. 4. Frutos da bondade. - Gál. 5:22 e 23. III – O ideal de Deus para com o homem. 1. Norma elevada para a conduta do cristão. - I Ped. 1:15 e 16; Mat. 5:48; Efés. 4:13. 2. Influência de uma vida piedosa. - Mat. 5:16; I Ped. 2:12. 3. O caráter dos crentes que aguardam a vinda de Cristo. - Tito 2:11-14. IV – Poder para levar vida nobre e sua recompensa. 1. Deus operando no homem. - Heb. 13:20 e 21. 2. A recompensa eterna. - Mat. 25:21.


04 Bondade