Page 3

Entrevista – Marina Barbosa Nesta entrevista para o Boletim Adunifesp, Marina Barbosa, professora da Universidade Federal Fluminense (UFF) e presidente eleita do Andes-SN, fala das prioridades de sua gestão. A Chapa 1, “Andes Autônoma e Democrática”, concorrente única das eleições do Sindicato Nacional, foi eleita com 9.860 votos, em cerca de 90 instituições de ensino superior. O pleito ainda contou com 701 votos em branco e 275 nulos. A próxima gestão do Andes-SN contará na Regional São Paulo com as professoras Clélia Rejane e Soraya Smaili, da Unifesp. Quais serão as prioridades da próxima gestão? O nosso programa de chapa destaca diversos pontos, como a defesa da educação pública e gratuita; da autonomia e da democracia nas universidades; da dignidade do trabalho docente; da carreira única e da ampliação e fortalecimento do Andes-SN. Trata-se, pois, de um extenso rol de preocupações, todas muito importantes. Gostaria de dar ênfase especial à necessidade de priorizar à retomada do protagonismo dos professores para que possamos, a partir do cotidiano da vida universitária, revigorar esse agir coletivo dos docentes na luta pelos seus direitos e por uma universidade integrada com a sociedade, portanto, como parte de um projeto emancipador para toda a população brasileira. Existem atualmente iniciativas do Governo e do Congresso que congelam salários, desregulamentam a carreira e prejudicam diretamente os docentes. Quais os objetivos do Andes para os próximos dois anos em relação à carreira e ao salário dos docentes? Não é preciso insistir no caráter perverso dessas iniciativas. No Congresso, está em curso o PL 549 que visa o congelamento dos salários dos servidores federais, cujos reajustes anuais ficariam, por dez anos, restritos ao índice inflacionário do ano anterior mais 2,5%. Como argumento, os seus autores dizem pretender a contenção dos gastos públicos; portanto, contribuir para a política de controle de juros e de manutenção do superávit para atender aos compromissos financeiros internacionais, ou seja, pagamento da dívida. De outra feita, recentemente tem havido investidas do governo em relação à carreira docente. Acuado pelo Tri-

bunal de Contas que questionou as ações das fundações, ditas de apoio, nas universidades federais, os ministérios do Planejamento e da Educação têm apresentado propostas de alteração da carreira com a flexibilização principalmente do regime de dedicação exclusiva. Essa investida escancara a universidade para o interesse mercadológico, puramente competitivo e meritocrático. Tanto em relação à carreira como aos salários, o nosso último Congresso estabeleceu no seu plano de lutas o enfrentamento direto a essas questões. Como foi o Congresso realizado em Belém? A defesa das cotas foi a aprovação mais significativa? Os eixos centrais de luta aprovados são a valorização do trabalho docente da educação superior; a luta em defesa da universidade pública; ações contra as tentativas de subordinação do sindicato aos governos; e contribuição ativa e decisiva, no âmbito da Conlutas, no processo de construção de uma nova central. Nesse sentido, avançamos porque definimos políticas que buscam responder às demandas dos docentes e da universidade tanto quanto da necessidade de fortalecimento da organização sindical. Sobre as cotas, é preciso reafirmar que o assunto tem sido insistentemente debatido no Andes. Nossa posição histórica é a favor das políticas universalistas, em contraposição às focais. No último congresso, esse enfoque não foi abandonado. Assim, a adoção do sistema de cotas deve ser vista sob o aspecto da transitoriedade para atender as situações agudas de desrespeito aos direitos de importantes setores, os quais vêm cobrando providências para reparar flagrantes injustiças.

Profile for Adunifesp Seção Sindical do ANDES

Boletim Adunifesp nº05 (maio de 2010)  

Boletim Adunifesp-SSind nº05, gestão 2009-2011, publicado em 27 de maio de 2010. Jornalista responsável: Rodrigo Valente; Projeto gráfico e...

Boletim Adunifesp nº05 (maio de 2010)  

Boletim Adunifesp-SSind nº05, gestão 2009-2011, publicado em 27 de maio de 2010. Jornalista responsável: Rodrigo Valente; Projeto gráfico e...

Profile for adunifesp
Advertisement