Page 54

expansão e precarização do trabalho na universidade

manutenção de prédios e áreas públicas da UFSM De acordo com o informativo da Comissão Interna de tanto no Campus como no Centro e no CESNORS e Supervisão da carreira – CIS (UFSM, 2010), o tamanho demais prestações de serviço, e conta com a contratação da força de trabalho terceirizado já excede os 50% do inicial de 259 trabalhadores, sendo que 69 se destinam número total dos trabalhadores da UFSM. ao HUSM. Existe ainda um contrato com a empresa Pelos cálculos feitos a partir dos dados obtidos, Job Recursos Humanos (10/2010) para a prestação de esse percentual chega a 35,34%. A diferença nos serviços de limpeza, copeiragem, recepção e manuten- percentuais apresentados deve-se a não inclusão, na ção de prédios, equipamentos e instalações na UFSM análise deste estudo, dos dados referentes a bolsistas, no qual foram contratados inicialmente 97 trabalha- que, embora como refira a representante da CIS condores para atuarem principalmente na PRAE/Restau- sultada, façam parte da mão de obra trabalhadora da rante Universitário e União, CCR/Hospital de Clinicas UFSM, não fazem parte do escopo desse trabalho. As Veterinárias, CCS, CCSH/Serviços Odontológicos. implicações dessas contratações sobre os servidores Em todos os contratos a UFSM poderá aumentar técnico-administrativos serão analisadas a seguir. ou diminuir o número de trabalhadores contratados conforme a necessidade e, em todos os contratos exami- 4. Análise dos dados referentes aos efeitos da nados, o reajuste anual está previsto. O número inicial de Reforma Administrativa sobre o trabalho dos trabalhadores terceirizados que constam nos contratos é servidores da UFSM de 420. Pelas informações contidas nos contratos iniciais, O questionário aplicado aos trabalhadores da não é possível ter a exata dimensão do taUFSM, como fonte de dados sobre a inEm todos os contratos a manho da terceirização de serviços na tensificação do trabalho, foi retirado de UFSM poderá aumentar UFSM. Segundo informações obtidas uma pesquisa mais ampla de Sadi Dal junto às chefias das firmas terceirizadoras Rosso, que englobou além dos servidores ou diminuir o número de serviço, que ofertam força de trabapúblicos da União e do Distrito Federal, de trabalhadores lho à UFSM, existem entre 380 e 390 também trabalhadores do serviço bancário contratados conforme trabalhadores empregados pela firma e de finanças, do sistema de telefonia e coa necessidade e, em Sulclean, também de acordo com a chemunicação, do ramo de supermercados, todos os contratos fia, pela firma Job Recursos Humanos, o do ensino privado e da construção civil examinados, o reajuste número de trabalhadores sob sua contraresidentes no Distrito Federal. anual está previsto. tação é de 105. A opinião dos trabalhadores da Segundo informações divulgadas pela UFSM foi coletada em uma amostra total empresa Sulclean, somente no HUSM estão alocados de 200 questionários, preenchidos por representantes 360 trabalhadores terceirizados que desempenham de todos os setores e centros da universidade, dos quais diferentes funções, a este contrato não houve acesso, foram selecionados 125, por estarem esses de acordo mas o total de trabalhadores será somado aos que ti- com o período em que ocorreram as modificações pós veram seus contratos examinados, pelo fato de que Reforma Administrativa, objeto deste estudo. Desses os servidores da UFSM são distribuídos também no trabalhadores, 9 ingressaram na UFSM na década de HUSM. Incluindo este último contrato, o somatório 70, houve o ingresso de 60 servidores na década de 80 e total chega a 935 trabalhadores terceirizados. Além os demais 56 foram contratados nos anos 90. dos contratos terceirizados para o HUSM, existem Os trabalhadores da UFSM foram questionados também os contratos via FATEC, que somente para quanto à intensidade do trabalho, quanto às horas a implantação da unidade de Alta Complexidade em trabalhadas, quanto às atividades exercidas, quanto à Cardiologia foram contratados 123 trabalhadores, dos polivalência, versatilidade e flexibilidade, quanto ao quais 58 são médicos, ou 47,15% do total, e 30 são ritmo e velocidade do trabalho e quanto à cobrança técnicos em enfermagem, ou 24,39% do total, o que por resultados. As seis primeiras perguntas são baseademonstra a importância vital para o funcionamento das no trabalho de Dal Rosso (2008), as duas últimas desse setor a contratação de mão de obra terceirizada. perguntas do questionário foram elaboradas pelos 60 - DF, ano XXI , nº 48, julho de 2011

UNIVERSIDADE E SOCIEDADE

Revista Universidade e Sociedade - N°48  

Revista do Sindicato Nacional ANDES-SN

Revista Universidade e Sociedade - N°48  

Revista do Sindicato Nacional ANDES-SN

Advertisement