Page 1

Entes fantasticos

Informática - O que é CPU: CPU é sigla inglesa de Central Processing Unit, que,

Anjo Corredor No folclore do Estado das Alagoas, o “Anjo Corredor” é um homem com um cacete ou cajado, que caminha sem parar a vida toda, batendo nas cancelas dos engenhos. As crianças, quando ouvem falar, trepam-se nas cumeeiras das casas, e as mães de família fecham as portas. O Anjo Corredor, como se deduz, age apenas percutindo nas porteiras e o rumor anuncia sua aproximação fantástica.

em Português, significa “Unidade Central de Processamento”. Também conhecido como processador, a CPU corresponde ao cérebro do computador, onde é feita a maior parte dos cálculos. É o elemento de

Ano 1 - 02- Natal - RN

maior importância em equipamentos eletrônicos. É responsável pelo processamento de todos os tipos de dados e pela apresentação do resultado do processamento. Inicialmente, a CPU era composta por

Automóvel Encantado

vários componentes separados, mas evoluiu para

Os choferes profissionais de longas viagens noturnas, transportando cargas do Nordeste para os Estados do Sul e do Centro do Brasil, narram a existência de veículos encantados, aparecendo e desaparecendo misteriosamente, embora denunciados pelas luzes ofuscantes dos faróis ou pela mancha vermelha da lâmpada traseira.

um único circuito integrado que recebeu o nome de

Raro será o motorista sem uma estória impressionante nesse gênero. O chofer de praça, nas cidades, dá igual depoimento dos automóveis fantásticos, nas altas horas da madrugada citadina. (Luís da Câmara Cascudo, “Superstições e Estórias de Chofer,” O Estado de S. Paulo, setembro de 1958).

ria, fornece como saída os dados resultantes do

O folclore da máquina é tão rico e variado como qualquer dos congêneres. Motores que trabalham espontaneamente, luzes que se acendem sem iniciativa técnica, rumores típicos de mecanismos que estão, quando verificados, absolutamente parados, são estórias vivas em centenas de exemplos nas usinas e parques industriais.

as decodifica e executa, requisitando a ULA quando

Atesta-se, como escreve B. A. Botkin, que “are evidence enough that machinery does not destroy folk-lore.” (Existem evidências suficientes de que as máquinas não destroem o folclore) Bem ao contrário.

Tira Gosto

microprocessador. O microprocessador é um dispositivo programável de entrada e saída de dados, que processa os dados digitais de entrada e, associando as instruções armazenadas em sua memóprocessamento. Uma CPU é composta pelos seguintes componentes: Unidade lógica e aritmética (ULA): executa as operações aritméticas e lógicas; Unidade de controle (UC): extrai instruções da memória e necessário; Registradores e Memória cache: armazena dados para o processamento. A velocidade de processamento das informações em um computador está diretamente relacionada à velocidade do processador. Quanto mais rápido o processador, maior a velocidade de processamento. Intel e AMD são as principais empresas fabricantes mundiais de processadores.

Tira Gosto—Editoria : Adrovando ClaroDT RN 531 Email: folhagratis@gmail.com

1

Foto: Adrovando Claro


Lendas Senhor do Corpo Santo A Igreja de São Pedro Gonçalves ou do Corpo Santo, no Recife, foi demolida em outubro de 1913. Era igreja velha, já no tempo dos holandeses.

O porteiro, compadecido, fez o velho entrar, deu-lhe o que comer e com que se enxugar, e indicou um recanto na sacristia onde poderia agasalhar-se e dormir, em cima de um colchão.

Todas as relíquias, objetos do culto, alfaias, púlpitos, colunas, foram guardados na Igreja da Madre de Deus.

Pela madrugada, o sacristão foi acordar o velho, levando uma esmola de despedida.

E veio também o Senhor do Corpo Santo, imagem impressionante do Senhor Bom Jesus dos Passos, alto, sombrio, macerado, com as manchas roxas de sangue coagulado, assombroso pela naturalidade e grandeza trágica.

Não o encontrou. Enchia o colchão uma maravilhosa imagem do Senhor Bom Jesus dos Passos, vestida de seda lilás, com resplendor de prata, tão rica, imponente e poderosa de semelhança divina, que o sacristão dobrou os joelhos, contrito.

Outrora o Senhor do Corpo Santo, na procissão soleníssima dos Sete Passos, saía da sua igreja, na antepenúltima quinta-feira da Quaresma, para o Convento do Carmo, e daí regressava, com acompanhamento, cumprindo um ato litúrgico, que não está nos rituais, mas vivia na praxe secular. Era a imagem mais sugestiva e possuidora das admirações populares. Ninguém sabe quem a esculpiu nem a época em que apareceu. Dizem que, numa noite de frio e chuva áspera, clareada de relâmpagos e sonora de trovões, pleno fevereiro de inverno recifense, o frade leigo que estava como porteiro no Convento do Carmo ouviu bater repentinamente à porta. Abriu-se e deparou um velhinho encharcado, humilde, trêmulo, com uma voz extremamente doce e triste, suplicando agasalho por uma noite. O porteiro, zangado com o atrevimento, recusou hospedagem e mandou-o dormir na rua ou debaixo das pontes. E fechou o portão. O velhinho lá se foi, cambaleando, arrimado a um bordão, até a igreja de São Pedro Gonçalves, onde bateu. O porteiro-sacristão atendeu. Novo pedido, com voz expirante.

Quando se espalhou o sucesso, verificado pelo povo que o velhinho fora o próprio Senhor do Corpo Santo, os frades do Carmo penitenciaram-se, sem culpa maior, pela falta de hospitalidade manifestada pelo irmão leigo da portaria. E como o Senhor do Corpo Santo procurara primeiramente o Convento do Carmo, alegaram que tinham direito à posse da imagem. Os padres da Igreja de São Pedro Gonçalves retrucaram, e o caso foi a juízo, com debatido, longo e verboso processo, tornados tão volumosos os tomos da demanda, que eram transportados num jumentinho. Mas a Igreja de São Pedro Gonçalves ganhou o pleito, cedendo apenas ao Convento do Carmo a honra de hospedar o Senhor do Corpo Santo por uma noite, a noite que fora recusada ao velhinho misterioso e de fala triste. A Igreja do Corpo Santo, outrora rutilante de luzes, desapareceu, arrasada pelos engenheiros que desejavam ampliar a cidade. A Igreja da Madre de Deus maternalmente acolheu o Senhor do Corpo Santo numa de suas salas.

Frases Curiosas de Parachoque de Caminhão .Você prefere duas mulheres ou uma mulher e 1/4? .Seja dono de sua boca para não ser escravo de suas palavras! .Homem é como basculante: quando velho, não levanta mais. .Mulher bonita e dinheiro só vejo na mão dos outros. .Mulher é como pizza: só é boa fora de casa! .Do Amazonas ao Chuí, só paro para fazer xixi. .60 num bar, 70 sair 100 pagar, aí mando a policia 20 buscar. .Bata na sua mulher; você não sabe porque está batendo mas ela saberá porque e está apanhando.

E lá continua, sem mais ter volvido a cumprir a tradicional visita ao Convento do Carmo.

.A terra é virgem porque a minhoca é mole.

Se o olhar, sombrio na majestade do seu sofrimento e de sua solidão litúrgica, reze três “ave-marias”, uma delas por mim.

.Dizem que dinheiro é coisa do diabo; mas quiser

Amém.

ver o diabo, ande sem dinheiro.

Lendas Brasileiras / Câmara Cascudo

.Deus cura, o medico manda a conta. Quem anda apressado passa por cima do que precisa.

2

Tira gosto2  

Jornal de lazer e cultura - Natal - RN - Brasil

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you