Issuu on Google+

Crônica Doutor, preciso de um fortificante. Tenho uma noiva, mas me sinto cansado quando estou com ela. O primeiro lance nno dá trabalho, o segundo já vai me animando, e o terceiro me tira o fôlego. - Vá só até o segundo. - aconselha o médico. - Mas como, doutor, se ela mora no terceiro andar ?... O paciente foi ao médico e reclamou de fortes dores no estômago: - Acho que foram as ostras que eu comi ontem. - Elas estavam frescas ? quis logo saber o médico. - Bem... nno tenho certeza. - Mas quando vocL abriu as conchas, que côr elas tinham ? - ah! doutor, tinha que abrir as conchas?!... O rapaz ciumento interroga a namorada que acaba de voltar do médico: - Ele perguntou o que vocL está sentindo ? - Perguntou. - Ele falou de sua boca ? - Claro. - Ele falou do seu seios ? - Claro. - Falou de suas pernas ? - Falou. - E do bundno ? - Ah, de vocL ele nem lembrou...

Espaço reservado para o seu anúncio. Escolha os tamanhos: Simples(R$ 15,00) Duplo(R$ 30,00) Triplo(R$ 60,00) Total(R$ 100,00)

Porque é que as frutas escurecem depois de cortadas? Quando o oxigLnio entra em contato com essas frutas ele reage com uma substância delas e escurece-as, ou oxida como dizem os químicos. Mas isso nno quer dizer que as frutas fiquem estragadas. Para retardar essa oxidaçno, quando cortares ou descascares essas frutas podes regá-las com limno. O ácido do limno ou da laranja pode fazer com que as frutas demorem a ficar escuras porque o ácido é um anti-oxidante. Porque é que a água quente ajuda a soltar a gordura dos objetos? A gordura, como qualquer material sólido, funde-se quando é aquecida. Em contato com a água quente, ela torna-se líquida e passa a flutuar em pequenas camadas. Para remover a gordura de vez, é necessário acrescentar detergente, pois a água sozinha nno é capaz de acabar com ela. O sabno tem a funçno de penetrar nestas placas de gordura e dissolvL-las. Porque é que a água nno é inflamável se ela é constituída por hidrogénio e oxigénio? As substâncias só ardem se, além de serem constituídas de elementos combustíveis, conseguirem reagir com o oxigLnio do ar. A água nno entra em combustno porque a sua estrutura molecular é tno estável que nno reage com o oxigLnio. Seria preciso muita energia para romper as suas moléculas. Nem o calor do fogo é capaz de quebrar as ligaçtes moleculares da água.

AMOR VocL viu o que eu era. VocL enxergou através da minha fachada e gostou de mim, apesar de tudo. Entno fiz planos, e me virei do avesso para fazer o que fiz, para que pudesse estar com vocL... Nno devia Ter te perturbado com tudo aquilo. Devia Ter deixado tudo de lado e partido com vocL. Que se fodesse tudo, só porque nno aguentei a proximidade. Só porque tive medo de uma palavra... Apenas uma palavrinha ... Amor. Sabe a melhor maneira de matar um homem? Para fazer doer mais? Para torcer a faca em seu coraçno e em sua alma, e rir enquanto ele grita e morre? VocL pte a lâmina na mno de seu melhor amigo ... E mata o pobre diabo de amor. (Garth Ennis).

Filmagem (84) 9149 2515

Ano I - 01 - Natal - RN - 2009

Wellington Lima Repórter Fotográfico

Tel: 9975 - 3572 Sociais, Book’s, Jornalísticas Foto:Adrovando Claro

Clovis Tinoco Fotografias (84) 9984 1644

FOTÓGRAFO PROFISSIONAL

Assis Candido

Jornalheto

Camilo Bernardo Casamentos - Aniversários 15 anos - Book´s - Publicidade Eventos sociais em geral

Fone: (84) 9969-9995

Zumbi Bar A melhor paçoca com cerveja da cidade Rua Rio Canoa,190, Parque Industrial


Poesia Verdade

Breve Resposta

Aquele que duvida e nno investiga torna-se nno só infeliz mas também injusto. (Pascal)

É ... a esperança se renova. Mas no coraçno de quem? Quem permite a esperança Se renovar no coraçno? Penso que só as crianças... Pena que elas um dia Se tornam adultas. (Nathalie Bernardo)

Perdi a comodidade da ignorância. (Michael Allred) Para a mentira ser segura e atingir profundidade,deve trazer B mistura qualquer coisa de verdade...(António Aleixo) Cada vez que mentes para evitar um esforço, a manta sob a qual te escondes torna-se um pouco maior, até que acabes por te afogares debaixo dela. (Rafik Schami) Os fatos nno deixam de existir só por serem ignorados. (J. Sádaba) A verdade nunca é injusta; pode magoar, mas nno deixa ferida. (Eduardo Girno) A pior verdade custa apenas um grande desgosto. A melhor mentira custa muitos pequenos desgostos e, no fim, um desgosto grande. (Jacinto Benavente)

Claudio Fotojornalismo Assessoria fotográfica e eventos sociais, culturais e políticos (84) 8802 3540 EVALDO GOMES DA SILVA FOTÓGRAFO PROFISSIONAL R. Felipe Camarão - 374, Cidade Alta Natal/RN-cep.: 59025-200 Fone: (84) 9431 1123

Evaldogomes@hotmail.com

Passarela

SETE ECLIPSES POR ANO O número máximo de eclipses que podem ocorrer num ano é de sete. Podem ser cinco do sol e dois da lua ou quatro do sol e trLs da lua. O número mínimo de eclipses num ano é dois e, nesse caso, sno ambos do sol. Mas a natureza que é sábia, prefere o meio termo e, nesse caso, ordinariamente tem lugar quatro eclipses em cada ano. Eclipse é o desaparecimento total ou parcial de um astro, resultante da interposiçno de outro astro. Há eclipse do sol quando a lua se interpte ao sol e B terra. Há eclipse da lua quando a terra se interpte B lua e o sol. Os eclipses dizem-se totais ou parciais, segundo o astro ou o planeta desaparecem B vista do observador localizado na face da terra inteiramente ou só em partes. Para os antigos o eclipse era presságio de calamidades, mas hoje se sabe que é fenômeno natural na rota dos planetas, pois em cada 18 anos e 11 dias os eclipses se reproduzem matematicamente, surgindo tal qual apareceram anteriormente. Sno muitos raros os eclipses totais do sol. O último que a humanidade assistiu ocorreu em 1999. O próximo já se sabe que será verificado em 2066.

Gáudio estava sentado no vaso, Cagando e lendo Maiakóvski, Quando surgiu a serpente. Uma cascavelzinha com olho de gato, Que saiu do buraco Do ralo do chuveiro. Gáudio atirou-lhe o livro as fuças Desarmando o bote, Mas morreu picado, Porque demorou-se mais No banheiro. Nno quis sair sem limpar A bunda. (Eloésio)

Fernando Pereira Fotografias (84) 9984-0899

Carlos Eufrasio Fotografias (84) 9987 2950

Variedades

Fotos: Adrovando Claro Expediente Direção geral, organização, edição e fotografias: Adrovando Claro(RN 00082 RF) Tiragem: 3.000 exemplares Correspondência: Caixa Postal 2708 – Natal – RN – 59022-970 Fone: (84) 9431 8366 – E-mail: fiodepapel@bol.com.br Fio de Papel, Folhita, Folha da Praia e Jornalheto sno folhetos gratuitos e alternativos de serviços e lazer. Artigos e anúncios são de inteira responsabilidade de seus autores.

Gosta de fotografia? Entre num fotoclube: www.aphoto.art.br Encontre um fotógrafo para o seu evento, acesse o portal da fotografia potiguar: http://centraldefotografos.tripod.com

Curso Grátis de Fotografia http://prismaoficinadefoto.tripod.com


Jornalheto 01