Page 19

A arquitectura prisional é um tema que, infelizmente, não pode ser esquecido, já que “se conhecem todos

6 7

Idem, p. 196 DIAS 1994, p. 5

os inconvenientes da prisão, e sabe-se que é perigosa quando não inútil. E, entretanto, não vemos o que por em seu lugar. Ela é a detestável solução, de que não se pode abrir mão.”6

Este trabalho irá desenvolver-se em duas partes distintas, uma primeira que suportará um estudo teórico sobre o objecto desta prova e, uma segunda parte, onde se tentará desenvolver uma proposta prática para um edifício prisional a implantar no concelho de Matosinhos. A investigação teórica desta prova final irá ter como objectivo principal a reunião de informação que possibilite um enquadramento histórico-tipológico do edifício prisional, a um nível nacional e internacional, para assegurar uma abordagem mais segura perante o projecto que me proponho realizar como conclusão desta prova. Os textos, imagens e lâminas desenhadas que o compõem surgem associados entre si, não existindo qualquer tipo de imposição na sua leitura, relação ou interpretação. “Leia-se tudo como se queira e se possa, e utilize-se as imagens ou pistas que interessem.”7

009

these  

Prova final em arquitectura na FAUP - 2006_2008