Page 1

EDIÇÃO 10 / OUT - NOV - DEZ / 2009 ANO III Impresso da Continental - Fábrica de Pneus de Camaçari

Ano novo, é hora de

refletir! comunicação

Ter uma boa comunicação é importante?

responsabilidade social

Final de no letivo, mas alegria continua...

cultura

Cultivando o espírito do empreendedorismo


18

20

cultura

Cultivando o espĂ­ritodo empreendedorismo

responsabilidade social promovendo a cidadania


sumário

4 7 8 10

12

24 artigo

Procedimentos

entre nós Em solo baiano: expectativas para o futuro

editorial entrevista Thiago Brazileiro

educação e lazer Conti Ecológica

capa /

Ano novo, é hora de refletir!

16

responsabilidade ambiental

22

comunicação

26

programa embaixador

28

responsabilidade social

30

mundo conti

32

retrô

Projeto Aroeira: A arte de plantar vidas

a importância da boa comunicação no ambiente profissional

programa embaixador vista esta camisa

Fim de ano letivo, mas a alegria continua...


entre nós

Em solo

baiano expectativas para o futuro “O sucesso depende das pessoas e do que juntas elas podem fazer”

Trabalho há 11 anos no Grupo Continental. Comecei como Engenheiro em Lousado, Portugal, trabalhando na área da qualidade. Foram anos de investimento profissional, aprendizado até que eu pudesse perceber o funcionamento do negócio e entender um pouco mais sobre a cultura da nossa empresa.

seguir. Para uma empresa ter futuro tem de apresentar resultados positivos e como estes resultados dependem, sobretudo de nós, podemos claramente dizer que temos o futuro em nossas mãos. Eu acredito que estamos aptos e capacitados para fazer mais e melhores pneus e, finalmente atingirmos os resultados necessários.

Há pouco mais de três meses instalado na Continental Camaçari já pude perceber o grande potencial que a nossa fábrica tem. Temos aqui uma equipe jovem e dinâmica que pode em conjunto alcançar excelentes resultados no futuro. Para isso, é preciso a colaboração de todos e a união dos nossos esforços.

Para 2010, tenho boas expectativas. Estou otimista que com o empenho e dedicação de todos possamos, de fato, melhorar nossos resultados e em poucos anos sermos reconhecidos como uma fábrica de referência dentro do Grupo Continental. No entanto, vale a pena ressaltar que isso somente será possível se houver o engajamento e comprometimento de todos nas suas atividades. As minhas expectativas são, portanto, boas, mas os resultados dependerão naturalmente do empenho das pessoas.

Ainda, e digo “ainda” porque acredito que seja por pouco tempo, estamos no fim da tabela em muitos indicadores de desempenho dentro do grupo Continental e em alguns outros estamos mesmo na lanterna vermelha. Somos uma fábrica que possui o que há de melhor em termos de equipamentos e o tempo de funcionamento não é mais justificativa para não apresentarmos os resultados necessários e que somos perfeitamente capazes de con-

Neste ano de 2010 teremos mais um grande desafio a vencer. Precisamos mudar drasticamente, e essa mudança, dentre outras coisas, se faz necessária, principalmente em nossos níveis de produção. Em PLT, ainda no primeiro semestre de 2010, teremos que atingir a meta de


Por Pedro Matos (Diretor Superintendente)

Teremos um grande foco na questão segurança, pois nossos colaboradores são a grande riqueza que a nossa empresa possui, e a saúde deles é, sem dúvida, o bem mais importante. Segurança, absenteísmo e scrap são as áreas que estaremos focados em atingir a marca “zero”. É preci-

Queremos fazer da equipe de Camaçari, uma equipe vencedora. Está em nossas mãos. Para finalizar este artigo, deixo uma frase como mensagem de reflexão: “O sucesso depende das pessoas e do que juntas elas podem fazer”.

5 EDIÇÃO 10 / OUT - NOV - DEZ / 2009

A política de gestão tem que ser, sobretudo, participativa e envolver todas as pessoas. Poderia citar mais de trinta pontos que precisamos nos atentar, mas prefiro me ater a um que acho essencial; as pessoas. Minha gestão será baseada nas pessoas e será feita para as pessoas. Queremos ouvir mais o nosso colaborador, aproximar o chão de fábrica e a gerência, priorizar o lado humano e tentar sanar suas insatisfações para que haja maior motivação na hora do desenvolvimento das atividades. Queremos incentivar o trabalho em equipe, a exposição de sugestões, idéias e opiniões que possam melhorar a execução dos nossos processos.

ANO III

Depois de um período de crise e turbulência econômica em 2008/2009, a economia dá sinais de melhora e começa a crescer com um ritmo mais acelerado. Penso que este é o momento de tirarmos vantagens deste cenário, pois se nós não fizermos isso, os nossos concorrentes certamente farão. Esse é o momento que precisamos aproveitar para fazer mais e melhor, buscando atrair investimentos adicionais da Matriz, aumentar postos de trabalho, criar riqueza e com isso almejar um futuro melhor para nós e nossas famílias. Tudo dependerá dos resultados e do que juntos conseguirmos alcançar.

so conter os nossos custos, pois não estamos sozinhos e nossos concorrentes não dormem quando o assunto é produzir pneus e atrair clientes. Por isso, se não refrearmos os gastos e avançarmos em nossa produtividade, certamente seremos engolidos pela rivalidade acirrada do mercado.

conticomvocê

armazenarmos por dia uma média de 15 mil pneus, e em CVT, 1200 pneus, para que juntos, no segundo semestre de 2010, possamos alcançar os 16000 de pneus armazenados por dia em PLT e os 1300 em CVT.


Conti com Você Revista Continental - Fábrica de Pneus de Camaçari Ano III, Edição 10/2009 Diretor Superintendente: Pedro Matos | Gerente de Recursos Humanos: Kalil Nicioli Jornalista Responsável e editora chefe: Adriana Souza (DRT/BA 3369) | Editoração: Accessing Fotos: Adriana Souza, Accessing e Banco de Imagens da Continental AG.

Tiragem: 1250 exemplares | Circulação: interna Colaboraram nesta edição: Elinaldo Cardoso, Cecília Almeida, Lorena Lima, Thiago Brazileiro, Cláudio Pereira, Liliana Kuhn, Alan Vasconcelos, Kalil Nicioli e Pedro Matos. Contatos: +55 71 3642-8435 adriana.souza@conti.com.br / www.conti.com.br


editorial

Por Kalil Nicioli

(Gerente de Recursos Humanos)

Contudo, temos aprendido com a vivência da nossa fábrica (fatos positivos e negativos) e estamos certos que existem situações que precisamos mudar, reciclar e transformar em algo melhor. Com a experiência adquirida até agora, temos condição de iniciar uma fase de transformação e reciclagem que envolva todos em suas qualificações, atitudes e comportamentos. Desenvolver o que está indo bem, e transformar o que ainda precisa ser melhorado. Essa é a nossa meta para o novo ano. Em 2010, estamos preparando um novo layout para a nossa revista. A partir da próxima edição, você poderá conferir as novas mudanças. Aguarde. Feliz 2010 e boa Leitura!

7 EDIÇÃO 10 / OUT - NOV - DEZ / 2009

Na seção Educação e Lazer, confira como foi o passeio ecológico ao zoológico de Salvador, promovido pela Continental para a criançada da Creche Escola Recanto das Árvores, em comemoração ao dia das crianças. Na seção cultura, veja como foi a Semana de Empreendedorismo realizada em Camaçari, onde contou com a presença de empresas do pólo e o apoio e participação da Continental Pneus. Na linha de Responsabilidade Ambiental, veja como foi realizada a 3ª etapa do Projeto Aroeira, onde colaboradores e familiares participaram e plantaram vidas no entorno da fábrica de Camaçari.

Na seção atualidade, entenda a importância da Comunicação no ambiente profissional. Fique por dentro das dicas de como se comunicar bem para não provocar ruídos na sua comunicação. Na seção CCV e Você, perceba, através do artigo da colaboradora Cecília Almeida, porque seguir os procedimentos dentro do ambiente de trabalho se faz necessário.

ANO III

Nesta edição, teremos a entrevista com o estagiário de produção Thiago Brazileiro, que relatará sobre a experiência e importância do estágio antes da formação profissional. O aprendizado, os medos e dificuldades desse processo tão importante para o estudante.

Seguindo ainda a linda de Responsabilidade, acompanhe como foi a 2ª edição do pólo de Cidadania, onde mais uma vez, colaboradores voluntários participaram de um dia de ação social em prol de moradores das cidades de Camaçari e Dias D’Ávila. Ainda nesse seguimento aprecie como foi a confraternização de final de ano da Creche Escola Recanto das árvores.

conticomvocê

Depois de um ano difícil e cheio de incertezas, fechamos mais um ciclo com a sensação de dever cumprido. Ano novo, vida nova! Novas esperanças, novos projetos, novo fôlego para 2010! É com esse espírito que encerramos a última edição do trimestre de 2009, com a matéria intitulada: “Ano novo, é hora de reavaliar! Fazer o balanço dos acontecimentos do ano que passou e refletir sobre nossas metas, vitórias alcançadas, o que ficou pendente de ser realizado e maximizar o trabalho para vencer os novos desafios do ano que acaba de chegar.


entrevista

THIAGO

BRAZILEIRO Se já é difícil conseguir uma vaga no mercado de trabalho quando se tem experiência, o que dizer daqueles que estão começando e ainda não têm a tão valorizada trajetória profissional bem sucedida? Como apresentar um currículo atraente se nenhuma porta foi aberta e a chance de aplicar o aprendizado acadêmico ainda não apareceu?

Fazer estágio em grandes empresas é a resposta para essas perguntas que surgem diariamente na cabeça de muitos jovens indecisos sobre suas carreiras. Muitas vezes, pior do que a incerteza é fazer a escolha errada e só perceber isso muito tempo depois. A oportunidade de atuar no ambiente profissional, antes mesmo de ter na mão o diploma, é uma forma de identificar se o caminho escolhido levará ao futuro desejado.


O estagiário Thiago Brazileiro, estudante do 9º semestre de Engenharia Elétrica, há mais de um ano estagia no Depto. de Engenharia Industrial da Continental Camaçari. Na entrevista a seguir, o estudante relata a importância de estagiar numa multinacional.

CCV: Quais as maiores dificuldades enfrentadas pelo estagiário no seu ponto de vista? TB: Para os estagiários de engenharia, sem dúvida, é conciliar o período de avaliações das universidades com a jornada de trabalho, pelo fato de que determinados assuntos demandarem maior dedicação e tempo para os estudos.

CCV: De que forma você avalia o seu aprendizado? TB: O perfil de determinação e organização, acredito, foram fundamentais para minha inserção nas atividades da empresa. E o fato de gostar do que realizo dentro da Continental, faz com que meu aprendizado seja sempre prazeroso. Avalio que os conhecimentos obtidos hoje serão essenciais para futuras decisões.

9 EDIÇÃO 10 / OUT - NOV - DEZ / 2009

CCV: O desenvolvimento do programa de estágio tem ajudado na decisão da área a seguir dentro da sua formação? TB: Com absoluta certeza posso dizer que sim. Este programa de estágio e a satisfação em trabalhar em um ramo da engenharia o qual me identifiquei dentro da equipe foram fatores decisivos para minha escolha no curso de especialização referente à área em que hoje atuo e sou responsável. Penso que esta decisão ampliará meus conhecimentos e somará novas experiências e técnicas ao grupo de trabalho.

CCV: O que você mais absorveu dentro do seu cronograma de estágio? O que você acrescentaria no mesmo? TB: Além do aprendizado obtido no processo de fabricação de pneu, como o de extrusão, calandragem e construção, vejo que as estratégias utilizadas no trabalho em equipe, bem como o gerenciamento de ações com pessoas de culturas distintas e o comportamento diante às adversidades foram aquisições importantíssimas adquiridas ao longo do estágio. A motivação pelo trabalho e empenho para a realização das tarefas poderão ser acrescidas ao longo do tempo de serviço através de incentivos de obtenção de novos conhecimentos para o trabalhador.

ANO III

CCV: O seu estágio lhe dá a oportunidade de aplicar os conhecimentos adquiridos na faculdade? TB: Sim, sem dúvida. A empresa oferece estratégias que possibilitam ao estagiário uma autonomia supervisionada na hora da elaboração de novos projetos, discussão de idéias e participação ativa na dinâmica da empresa.

CCV: Você acredita que o idioma pesa na hora da contratação, principalmente em uma empresa multinacional? TB: Sim. É de fundamental importância sabermos nos comunicar através de uma segunda língua. Tratando de uma empresa de grande porte como a Continental, com diversas plantas por todo o mundo, é indispensável lidarmos com pessoas de culturas diferentes para o aprendizado e para o sucesso de certos planejamentos e tarefas. Para isso, faz-se necessário o uso de outro idioma. Acredito que o domínio de uma língua inglesa ou alemã seja imprescindível para a aquisição de um futuro profissional na empresa.

conticomvocê

Conticomvocê: Você acredita que o estágio cria um vínculo com o mercado de trabalho? Thiago Brazileiro: Sim. O estágio é a primeira porta que se abre ao estudante para o início de sua vida profissional e para o ingresso no mercado de trabalho. Um bom estágio, agregado à vontade de aprender, leva o indivíduo a criar vínculos e elos com a empresa na qual trabalha, ampliando, assim, suas perspectivas profissionais e experiências empregatícias.


educação e lazer


comemorou mais um dia das crianças com os alunos da Creche Escola Recanto das Árvores de maneira peculiar.

O passeio ecológico foi apenas uma das atividades do dia ecológico, que contou com o apoio de professores, familiares e voluntários da empresa. Antes do roteiro, um lanche especial acompanhado da entrega de presentes fez a alegria da garotada. “Não venci o concurso, mas ganhei presente, lanchei, brinquei e me divertir”, fala a pequena Taís, de 6 anos. No trajeto de ida, alegria foi o que não faltou, já que o grupo de educadoras e, diga-se de passagem, bem animadas, agitava e contagiava a garotada. “O importante é fazer a alegria dos pequenos. Um passeio como esse, sem dúvida, é mais que especial”, completa a professora Francis Carvalho.

11 No zoobotânico os animais foram o principal motivo dos assobios, cantos, sorrisos e muita conversa. Os pequenos agitados, perguntaram sobre a vida animal, tipos de espécie e todas as curiosidades de cada animal visto. “Não queria que o dia acabasse né pró? Ele ta tão bom!”, confessa Carlos. De volta a Camaçari, as crianças desfrutaram de um delicioso lanche, conversaram sobre o que viram no passeio e puderam descansar da longa caminhada pelo zoobotâncio da cidade.

EDIÇÃO 10 / OUT - NOV - DEZ / 2009

responsabilidade social da Continental

ANO III

conscientização ambiental, a área de

Após concurso interno com o tema: “Como vejo o mundo amanhã?”, acompanhado pela coordenadora da instituição Francis Carvalho, 40 alunos da instituição, entre 4 e 12 anos foram contemplados com o passeio ao Parque Zoobotânico de Salvador. “Nem acreditei que eu ia fazer o passeio.. pra quem nem conhecia o mar..”, confessa Carlos de Souza, aluno da creche.

conticomvocê

Com o intuito de educar através da


capa


E mais um ano chega ao fim. Época de fazer o balanço do ano que passou na vida profissional, afetiva, familiar, financeira, etc. Esse é o período que fazemos uma reavaliação de nossos planos, visualizamos novos projetos e traçamos novas metas. É o momento de identificar o que foi positivo, para reforçar, refletir e maximizar os objetivos, como também de identificar o que foi negativo, para corrigir, aperfeiçoar e manter-se focado na melhoria. Promessas de Ano Novo! Além de fogos de artifício, ceia e muita festa, fazer planos para o ano que acabou de chegar faz parte das comemorações do Reveillon.

Ano novo, é hora de

refletir! O desejo de todos é, na maioria das vezes, aproveitar o início de um novo ciclo para mudar certos hábitos e conquistar velhos objetivos. Pode ser perder peso, iniciar um programa de exercícios, construir a casa própria, constituir uma família ou conquistar um cargo melhor no trabalho e ganhar mais dinheiro. Não importa o tamanho do sonho, o começo das realizações depende muito de acreditar que ele é possível.


capa

Para o auxiliar de manutenção Elinaldo Cardoso, 2009 foi um ano abençoado. Quando entrou na empresa, há 1 ano e 6 meses, sabia que o desafio seria grande por ser uma multinacional. De operador de produção passou a auxiliar de manutenção, depois de um processo de seleção interna. “ Fiquei radiante e realizado com mais uma conquista”, relembra. A lembrança do início dos desafios na planta de Camaçari, fazem o auxiliar se emocionar. “Quando ingressei na empresa não possuía nem o curso técnico. Entrei como operador e após um ano, me tornei auxiliar de manutenção. Fácil não foi. Precisou de muito esforço, dedicação, mas me foquei no meu desenvolvimento profissional, busquei meus objetivos e hoje, após um ano e seis meses, vejo o que antes eram apenas metas se transformar em realidade”, se emociona. Casado e pai de uma menina, Elinaldo conta com o apoio da esposa para registrar as metas do ano e trabalhar ainda mais para vencer os desafios.

“Um novo ano sempre renova nosso espírito. Traz novas promessas, novas esperanças, e é por isso que em 2010, a prioridade será finalizar minha casa, concluir minha faculdade de engenharia elétrica e continuar me desenvolvendo profissionalmente”, conclui o auxiliar de manutenção. Para Lorena Lima, Assistente Fiscal do Depto. Financeiro, o ano de 2009 foi um ano de conquistas. Ingressou na continental em 2007 como estagiária do Depto. Fiscal, e em 2008 foi contratada para exercer a função de assistente no mesmo setor. Ao final do ano de 2009, ela faz um balanço de suas conquistas e novas metas a serem alcançadas, no âmbito profissional. “2009 foi o ano de muitos projetos concretizados. Terminei a universidade e recebi o título de Bacharel em Ciências Contábeis, o que me motivou a continuar a minha caminhada. De fato, foi apenas o início e sei que ainda há muito a percorrer, muito a aprender”, afirma Lorena. Solteira e sem filhos, Lorena afirma que o ano de 2009 foi um ano focado no desenvolvimento profissional e de investimentos em mais conhecimento. “Foi um ano de entrega profissional e muito aprendizado. Participei de cursos na área tributária para melhor atuação nas atividades desenvol-

vidas, comprei livros que pudessem me ajudar a entender processos, sanar dúvidas e criar milhões de outras, pois o bom sábio é aquele que questiona”, filosofa a assistente. Em 2010, Lorena espera que seja o ano de muito trabalho, que as metas propostas dentro do ambiente profissional sejam novamente atingidas e que o trabalho em equipe continue atuante como no ano que passou. “O trabalho em equipe foi e sempre será fundamental para galgar os objetivos comuns. Para atingir as minhas conquistas profissionais, contei certamente com o apoio e a compreensão dos colegas do setor, em especial o setor fiscal, uma equipe que merece todo o reconhecimento pelo trabalho desenvolvido e pelas metas atingidas”, conclui a assistente.


Dicas de melhorias para o ano de 2010

4 5

15 • Aumentar a sua network - faça deste o ano certo para aumentar tanto a sua rede de amigos quanto a sua rede de contatos profissionais. Troque idéias, discuta, agende reuniões e participe de eventos com todos. Mas acima de tudo, faça notar-se, deixe transparecer a pessoa/profissional legal/competente que você é e faça por onde todos confiarem em você. Quanto mais sólida a sua network, mais pontos isso contará para você mais tarde;

• Melhorar o seu autocontrole em momentos de crise - você, assim como eu, já deve ter percebido quão fácil é perder a paciência e o bom humor em momentos de crise, o que pode facilmente piorar ainda mais nossos problemas. Sendo assim, uma outra meta que deveríamos traçar é melhorar nosso auto-controle, algo muito importante no convívio social bem como nas empresas. O autocontrole emocional é uma das boas características que os líderes carregam e você quer ser um líder, não? Então comece a exercitar as características da liderança desde já!

EDIÇÃO 10 / OUT - NOV - DEZ / 2009

3

• Incrementar sua formação educacional - pode ser o aprimoramento de seus conhecimentos em língua inglesa ou em outro idioma, estudar marketing e finanças, iniciar uma nova graduação ou pós-graduação, melhorar a média de notas em sua escola (alguns dos nossos leitores ainda estão no ensino médio, o que é bom, pois mostra que cada vez mais cedo as pessoas querem buscar aprimorar-se e informar-se!), estudar intensivamente uma disciplina, enfim, vale tudo, o que importa é que deve ser algo que você precise. Procure compreender onde está a sua deficiência e trace seu objetivo para conseguir reduzir ou mesmo eliminar essa deficiência em 2010;

ANO III

2

• Planejar a sua independência financeira e começar a galgar passos em direção a ela - se você ainda não planejou quando quer atingir a sua independência financeira, então esta é a hora. Quanto antes você começar a se preocupar com isso, mais cedo você poderá curtir seu bom e merecido descanso. A independência financeira deveria ser um objetivo a ser encarado por todos nós, uma vez que ela nos oferecerá a liberdade necessária para que iniciemos novos projetos ou descansemos sem sentimentos de culpa;

conticomvocê

1

• Ouvir mais e com mais atenção as pessoas, em vez de falar mais e pedir mais atenção das pessoas - esta é uma excelente meta para todos aqueles que almejam um dia ser gestores, executivos, acadêmicos, enfim, pessoas encarregadas de gerir outras pessoas ou negócios ou de cuidar da educação e pesquisa acadêmica. Esta é uma das principais características de um líder, sendo assim, desenvolver a boa qualidade de bom ouvinte é um gigantesco passo em direção a uma melhor compreensão de si mesmo e das pessoas ao seu redor, bem como dos problemas enfrentados;


responsabilidade ambiental

Projeto Aroeira A arte de plantar vidas

“O voluntário pode contribuir com

Nem o dia nublado, ameaçado de chuva e com poças de

seu conhecimento, seu tempo, seus

água espalhadas pelo terreno, fez com que os colaborado-

contatos e, principalmente, com

res voluntários da empresa Continental Pneus deixassem

sua vontade de mudar o mundo e

de realizar a terceira etapa do Projeto Aroeira. O evento

ajudar a quem precisa”

aconteceu no dia 03 de outubro e apesar dos contratempos, disposição e animação não faltaram para grupo de 45 voluntários, que com paciência, alegria e bom humor, doaram quatro horas do seu dia para plantar as 350 mudas de espécies nativas da região de Camaçari.


A iniciativa do projeto surgiu há dois anos, com o objetivo de conscientizar colaboradores e familiares da responsabilidade de cada um, através de ações de educação socioambiental e de reflorestamento de áreas internas e do entorno, como a plantação de mais de duas mil mudas de árvore. “Estas são ações que nós, enquanto colaboradores podemos realizar para tentar promover a conscientização ambiental de colegas e familiares, mostrando que são pequenos gestos que produzem um resultado fundamental para a preservação do meio ambiente”, diz Liliana Kunh, Coordenadora de Meio Ambiente. O evento contou ainda com a presença da engenheira agrônoma Andréia Caldas, que antes do início do plantio ministrou uma pequena palestra sobre as árvores a serem plantadas e a importância do gesto dos participantes presentes.

“Plantar árvores é plantar vidas, por isso, parabéns a empresa pela iniciativa e aos colaboradores e familiares por manterem o projeto vivo e em pleno funcionamento”, finalizou a engenheira.

ANO III

EDIÇÃO 10 / OUT - NOV - DEZ / 2009

17

conticomvocê

“Compartilhar e participar da terceira etapa do plantio em prol da responsabilidade ambiental do projeto é mais que gratificante. Sou suspeito em falar, mas torço para que essa ação se torne uma prática mais constante dentro da empresa, e que possa atrair cada vez mais voluntários, pois a natureza precisa ser preservada”, relata Cláudio Pereira, colaborador e responsável pela jardinagem da empresa.

Ao final do evento, os participantes apreciaram um delicioso lanche oferecido pela empresa e foram surpreendidos com a entrega do “Certificado de Voluntário do Projeto”. “Eu adorei e quero vim sempre que tiver. Adoro plantar as mudinhas, é o máximo. Toda vez que tiver, vou pedir a minha mãe pra me trazer”, extravasou Carlos Eduardo, filho de Lélia Lima, colaboradora da empresa.


cultura

Cultivando o espĂ­rito do empreendedorismo

FEIRA DO EMPREENDEDOR


(Vera Frois)

Considerado o maior evento multisetorial da Bahia, a Feira do Empreendedor, que aconteceu no período de 19 a 22 de novembro de 2009, transformou a Casa do Trabalhador de Camaçari num Centro de Convenções a céu aberto. O início do evento foi comandado pelo presidente da ACEC (Associação Comercial de Camaçari), Djalma Machado, Secretário de Habitação e o Governador Jacques Vagner, que agradeceu às empresas parceiras pelo brilhante acontecimento e iniciativa. “A nossa vontade é que o evento, que já é um sucesso, seja repetido todos os anos”, afirmou o Governador. Além dos 150 expositores, que ocuparam a maior parte dos 10 mil metros quadrados do espaço, a Feira ofereceu oportunidades aos estudantes e pequenos empreendedores para divulgação e venda de produtos. “O estande além de lindo, está ótimo, super explicadinho. Eu tinha muita curiosidade em saber como funciona a Continental, o que ela faz, se e só pneu, se tem mulher trabalhando lá, e é claro, como eu faço pra entrar no time de funcionários,” indagou extrovertidamente a aluna de logística, Carine Almeida.

Durante todo o evento, o “CONTI - QUIZ”, jogo de perguntas sobre os produtos da empresa feita aos visitantes, entregou brindes em agradecimento à participação e interesse sobre a empresa. Além dos brindes, os visitantes foram surpreendidos pela “Blitz de Vendas”, realizada pela revendedora autorizada Conti Car, localizada em Salvador. “Foi um sucesso! Através da iniciativa da empresa pudemos mostrar a nossa família um pouco do local que passamos a maior parte do nosso dia, que funciona como se fosse a nossa segunda casa”, relatou Alan Vasconcelos, colaborador da empresa. Mais de 50 mil pessoas passaram pelo evento. “A expectativa para o ano que vem é transformar os 220 estandes alocados na Casa do Trabalhador em 440 com o apoio em massa das empresas do Pólo Petroquímico de Camaçari”, conclui Djalma Machado, um dos organizadores da Semana Global 2009.

19 EDIÇÃO 10 / OUT - NOV - DEZ / 2009

fazer de tudo para realizá-lo.”

ANO III

proativo, ter um sonho grande e

Nos quatro dias do evento, que contou com a presença dos segmentos corporativos, automotivos, de comunicação visual, tecnologia da informação, dentre outros, a Continental Pneus, patrocinadora oficial, ofereceu aos visitantes da Semana Global, informações corporativas, esclarecendo dúvidas sobre programas de estágios e vagas de emprego e elucidando o funcionamento de setores da planta de Camaçari. “Nosso objetivo é mostrar que faz parte da nossa visão dar apoio à economia municipal e valorizar a cultura local, através de eventos como este”, avaliou Pedro Matos, diretor superintendente da Continental Pneus.

conticomvocê

“Pensar fora da caixa, ser


responsabilidade social

Promovendo a

Cidadania Fábrica de Camaçari é exemplo nas práticas sociais de apoio à comunidade

Promover um dia de ação social, com diversos serviços de utilidade pública, foi a proposta do Pólo de Cidadania, iniciativa coordenada pelo Comitê de Fomento Industrial de Camaçari (Cofic), em parceria com o Sesi, Cidade do Saber e Prefeitura Municipal de Camaçari, Bahia.


O evento ocorreu no dia 28 de novembro em stands e palcos instalados em frente à Cidade do Saber, que ofereciam, gratuitamente, serviços como emissão de documentos, avaliação médica, tratamento odontológico, orientação nutricional, aulas de informática, corte de cabelo, palestras e atividades esportivas. Pela segunda vez, a Continental participou da ação e promoveu um dia de serviços sociais, que abrangeu desde a área de saúde, com entrega de panfletos sobre alimentação, medição de pressão arterial e glicemia, passando pela área social com a distribuição de folders alertando a população como se proteger da dengue, até a promoção da consciência ecológica, com a oficina ambiental de artesanato, onde um coordenador ensinou à população a plantar e preservar mudas de árvores nativas da região.

“A intenção do evento é oferecer serviços e atividades sócio-educativas relevantes para os moradores de Camaçari e Dias D’Ávila, consolidando nosso objetivo de participar ativamente dos projetos sociais do município”, afirmou Adriana Souza, responsável pela Área de Comunicação Social da Continental.

“É uma iniciativa importante, principalmente para nós, enquanto moradores de Camaçari e Dias D’avila, que temos a oportunidade de realizar diversos serviços gratuitamente. Espero que se torne um evento fixo e que aconteça todos os anos, pois com certeza, será um grande sucesso”, finalizou a professora Maria das Neves.

EDIÇÃO 10 / OUT - NOV - DEZ / 2009 ANO III

Mais de 1000 atendimentos foram realizados pelos oito voluntários no stand da empresa, que ofereceram aos visitantes, além dos serviços sociais, alegria, bom humor e brindes variados, a começar por garrafinhas e terminar com uma cartilha para cadastramento de currículos em nosso banco de dados para vagas de estágio e emprego.

21

conticomvocê

Na Cidade do saber foram montados em torno de 50 stands. Dentre as empresas presentes, podemos destacar Monsanto, Braskem, Bahipulp, Odebrecht, Cetrel, Quarttor e Petrobrás.


comunicação

Uma boa comunicação no ambiente profissional, é importante? É importante analisarmos, que neste novo mundo, altamente tecnológico, com tantas transformações, o sucesso de uma empresa continua a estar centrado nas pessoas. É por meio da comunicação que uma organização recebe, oferece, canaliza informação, constrói conhecimento e faz fluir o relacionamento interpessoal das pessoas que compõem o empreendimento.


A comunicação e o profissional

Mencionar termos técnicos a pessoas que não têm capacidade para entendê-los; Ajeitar a gravata, cabelos ou óculos durante uma apresentação, palestra ou reunião; Ficar olhando para o chão ou o teto; Movimentar as mãos excessivamente, ou colocá-las nos bolsos ou cintura; Seja humilde, se não entender, pergunte. Não fale sobre o que não conhece.

como transmitir a elas o que desejam, suas metas, diretrizes e expectativas de desempenho? A Comunicação é apenas um dos fatores envolvidos numa carreira, mas é um fator importante o suficiente para ser o diferencial entre uma carreira de sucesso ou de fracasso. O ser humano é um verdadeiro objeto de comunicação multimídia e deixa sua influência por onde passa pelo que ele é, além daquilo que diz ou escreve. Por isso a importância do relacionamento com colegas de trabalho, clientes, fornecedores e chefias. Uma boa comunicação é a chave para a satisfação dos colaboradores que compõem a empresa, pois comunicar é mais que informar, é atrair, é envolver. E neste processo, todos os empregados possuem seu valor e atuam de forma a tornar uma organização bem informada ou não. Vale ressaltar que melhor que uma comunicação perfeita é uma convicção perfeita daquilo que se procura comunicar. Evidentemente se a pessoa tiver essa convicção e ainda uma boa comunicação, será mais fácil conquistar seu espaço no mercado e influenciar pessoas com suas idéias. “Comunicação não é o que se diz, mas o que o receptor entende”.

Desenvolver a percepção e identificar se está ou não agradando e o que mais chamou a atenção durante o processo de comunicação; Reforçar as palavras de ação; Desenvolver a autoanálise constantemente; Criar um clima de receptividade e confiança; Administrar o conflito interpessoal; Ter habilidade para dar e receber feedbacks; Manter-se atualizado; Utilizar-se do feedback; Usar a empatia compreendendo o ponto de vista do interlocutor.

Como fazer para melhorar a comunicação pessoal? Há muitas formas, mas a primeira e mais importante é saber perguntar. Comunicação é uma via de mão dupla e todo profissional deve ter bem claro em mente que aquilo que deve dizer é aquilo que precisa ser dito para uma audiência em particular, em uma ocasião em especial, dentro de um contexto bem definido e com objetivos claros. Veja, portanto, que a comunicação eficaz é um processo, e não um discurso qualquer bem elaborado. Começa investigando, perguntando, percebendo a situação, as pessoas e o ambiente, para então adaptar a mensagem de forma que seja compreensível ao receptor, levando em consideração os ruídos do processo, as necessidades do público alvo, diferenças culturais, meios utilizados e uma série de outras variáveis. Tudo se resume em saber perguntar, em fazer as perguntas certas para que sua comunicação seja efetivamente uma resposta aos anseios e expectativas de sua audiência, mas lembre-se: “Aquilo que você é, soa tão alto que mal posso ouvir o que você diz” (R. Emerson).

23 EDIÇÃO 10 / OUT - NOV - DEZ / 2009

O excesso de vícios de linguagem como: né, tá, então, tipo assim, percebe, entre outros;

Saber distinguir o momento oportuno para enviar a mensagem;

ANO III

Respirar rapidamente de forma a prejudicar sua dicção;

Ter habilidade para ouvir e interpretar;

conticomvocê

Falar muito baixo ou alto demais, muito rápido ou excessivamente devagar;

Dicas de como se comunicar

Situações que devem ser evitadas

A boa comunicação é ferramenta essencial para qualquer profissional. E isso não só para obter benefícios diretos para sua carreira, mas até para desempenhar seu papel na função que exerce. Por exemplo: Há pessoas com uma excelente bagagem que não conseguem passar para uma posição de gerência, ou coordenação por absoluta falta de comunicação. Como poderão dirigir pessoas se não sabem


artigo

Por CecĂ­lia Almeida

Assistente do Depto. de Recursos Humanos

PRO CE DI MEN TOS A importância de conhecer e respeitar os procedimentos em cada departamento


pessoas. Numa via de mão dupla, as empresas necessitam das pessoas para realizar lucros enquanto as pessoas precisam das empresas para suas realizações pessoais e profissionais. Dentro desse contexto, a Continental Camaçari se insere, implantando e melhorando continuamente regras e procedimentos para o bom andamento dos processos em cada departamento. Os procedimentos criados e freqüentemente revisados são regras fundamentais para os processos internos, sempre visando o cliente final.

Cada colaborador deve se preparar para seguir os procedimentos de forma positiva, entendendo que, a princípio, pode ser incômodo, mas irão trazer benefícios ao trabalho de cada um e das equipes. Todos nós devemos aceitar que regras e procedimentos fazem parte da vida em qualquer contexto, sendo constantes nos mais diversos momentos. Um dos maiores desafios é solidificar uma cultura de observância dos procedimentos. As pessoas se perguntam todo o tempo se devem ou não seguir determinados pro-

Deve estar claro para todos que um procedimento, por si mesmo, não resolve todos os problemas e esse não é o objetivo. Os procedimentos existem para padronizar e, assim, manter o padrão de qualidade num mercado extremamente competitivo. É importante seguir os procedimentos dentro de cada área/setor desde o preenchimento correto do formulário do cadastro de fornecedor que evitará perdas financeiras para a empresa, passando pela programação antecipada de retiradas do pequeno caixa até os prazos para transferência e alteração de pessoal. Todos esses procedimentos, além daqueles específicos de cada departamento, devem ser respeitados e seguidos, pois têm como principal propósito o ganho para empresa e colaboradores. Como visto, não há como se pensar em aplicação de procedimento sem a participação das pessoas, desde a implantação até o funcionamento, cada etapa depende da participação de todos, começando com o comprometimento da alta gerência e depois se estendendo a toda organização.

25 EDIÇÃO 10 / OUT - NOV - DEZ / 2009

disso, as empresas têm percebido a importância das

ANO III

cada vez mais instável e repleto de mudanças. Em função

cedimentos. O ideal seria que essa resposta fosse sim, devo cumprir os procedimentos, mas as coisas não são tão simples assim. Muitas vezes a questão merece uma análise mais profunda, um colaborador julga um procedimento como ruim porque não teve participação nenhuma em sua elaboração, ele considera que é muito burocrático ou distante da prática do dia-a-dia. Pensando assim, ele se torna resistente a essa maneira de trabalhar e simplesmente não cumpre o procedimento. A solução costuma ser o efetivo envolvimento dos interessados na preparação das regras e procedimentos ou ainda na melhoria destes.

conticomvocê

Atualmente as empresas têm enfrentado um ambiente


programa embaixador

Programa

Embaixador Vista esta camisa!

Desenvolvido em dezembro de 2003 pelo departamento de Recursos Humanos da Continental Central, o Programa Embaixador, em inglês conhecido como “Ambassador”, tem como principal objetivo fortalecer e estreitar o relacionamento com Universidades e Centros de Estudos, visando a cooptação de novos talentos e futuro colaboradores.


O programa é desenvolvido pela área de Recrutamento e Seleção da empresa e conta com o apoio de 30 colaboradores de diversas áreas da empresa, que disponibilizam seu tempo em prol de um objetivo comum: cooptar novos colaboradores e partilhar o conhecimento com os demais estudantes e profissionais das áreas interessadas.

6 visitas às

Realização de dependências da Fábrica

Convênios

Estabelecimento de com Universidades e Escolas Técnicas

No ano de 2009, o projeto realizou mais de 5 eventos, incluindo feiras de estudantes nas Universidades: UNIJORGE (Primeira Semana de Tecnologia, Engenharia e Arquitetura), onde o embaixador Franklin Santos ministrou o mini curso “Introdução ao TPM” (vide fotos), na semana universitária UNIFACS, onde contamos com a visita de mais de 100 estudantes no estande da empresa. Visitaram ainda às instalações da empresa mais de 50 estudantes, vindo do SENAI e em torno de 25 engenheiros de todo o Brasil, participantes do Encontro Nacional de Engenharia de Produção. Para 2010 as expectativas são as melhores em virtude de 2009 ter sido um ano de mais ações desenvolvidas dentro do escopo do programa. Para o ano que chega, o objetivo é que isso seja multiplicado através de ações como feiras e workshops, apresentações de palestras e visitas técnicas no interior da empresa, criando oportunidade aos estudantes conhecer as instalações da empresa e ver de perto os processos produtivos. Em breve, informaremos sobre as primeiras ações do ano de 2010. Fique atento.

27 EDIÇÃO 10 / OUT - NOV - DEZ / 2009

3 eventos

Participação em em Escolas Técnicas

Para os estudantes, este projeto possibilita a extensão do conhecimento e a experiência prática, com as visitas às dependências da empresas, incluindo o acompanhamento ao processo de fabricação dos pneus. Para os professores acompanhantes, além de permitir o uso da expertise externa, também aumenta as possibilidades de ensino, fazendo a ponte entre a teoria e à prática possibilitando a revisão da grade curricular dos cursos em questão.

ANO III

5 feiras

Participação em em Universidades

conticomvocê

Metas para 2010

Os embaixadores participam de eventos como feiras, workshops, apresentações e palestras sobre a corporação e os processos de produção, logística, comunicação e engenharia da planta. Nos eventos, os palestrantes afirmam o compromisso da empresa com as práticas de Saúde, Segurança e Meio Ambiente, relatam os benefícios de trabalhar numa corporação que desenvolve o trabalho em grupo, orienta o desenvolvimento de carreiras de longo prazo e que além de fornecer oportunidades à novos talentos, também incentiva os já existentes na empresa à mudarem de função, departamento e país, dentro do plano de carreira.


responsabilidade social


Em meio a bolas, chocolates, brinquedos e muita música, que as 101 crianças da Creche Escola Recanto das Árvores, confraternizaram e celebraram o final do ano letivo. A festa foi promovida pela Continental e contou com a presença de familiares de alunos, professores e voluntários da empresa. Num local espaçoso, o que não faltou foi diversa. “Ah eu adoro brincar, ganhar presente, me divertir com meus coleguinhas. Esse escorregador é muito legal, posso descer, subir, descer de novo... está tudo lindo”, comemorou Danielle do Rosário (8), aluna da escola. A doação de brinquedos foi feita pelo grupo de voluntários que estavam presentes no evento. O parceiro Santiago Leitão participou da entrega e chegou a ser confundido com o Papai Noel pelo simples detalhe da sua barba branca.

param de brincadeiras, interagiram com as famílias e dançaram animados pelas professoras da instituição. “É gratificante poder ver a alegria das crianças expressada em forma de sorriso, e o melhor ainda

EDIÇÃO 09 / JUL - AGO - SET / 2009

Ao comando de animadores, os pequenos partici-

29

ANO III

“Olha o papai Noel pró, é ele, é ele, olha a barba dele”, em gargalhadas relatou a aluna Adrielle dos Santos”.

lida, que confia em nosso trabalho e a cada dia reafirma o compromisso conosco”, finaliza Miralva Carvalho, responsável pela instituição.

conticomvocê

poder contar com o apoio de uma instituição só-


mundo conti

Revista britânica da especialidade, vota no Continental como a

“melhor

compra”

A prestigiada revista britânica ‘Auto Express’ declarou o ContiPremiumContact 2, como vencedor do teste comparativo de pneus de Verão, deste ano. “O Continental é em termos gerais, o melhor pneu de Verão que pode comprar”, referiram os especialistas. O teste contou com 12 marcas de pneus na medida 205/55 R 16 montados num Audi A3. A medida de pneu testada, é uma das mais comuns do mercado e equipa também automóveis como o VW Golf e o Ford Focus, bem como uma variada quantidade de outros modelos do segmento médio.


1 vale por cada 2 pneus A Continental Pneus Portugal lançou este mês uma Campanha, na qual oferece vales de combustível na compra de pneus Continental. Com o aparecimento das primeiras chuvas é altura de os automobilistas prepararem os seus automóveis para o perigo das estradas molhadas. Nesta altura, os pneus desempenham um papel ainda mais preponderante na sua estabilidade e segurança, uma vez que são o único ponto de contato com a estrada. Por forma a contribuir para uma maior segurança rodoviária e incentivar os automobilistas a trocarem os pneus desgastados dos seus automóveis, a Continental vai lançar uma Campanha denominada “Não fique na Reserva!”, que estará em vigor durante o mês de Novembro, nos agentes aderentes.

ca do Sul, a Continental Pneus lança nesta segunda-feira, 2 de fevereiro, a Promoção Copa na Faixa. Até o próximo dia 30 de abril, o consumidor que adquirir quatro pneus Continental - de passeio, caminhonete ou van - em uma das lojas participantes recebe na hora uma camisa Adidas e a Garantia ContiPlus, que protege os pneus por seis meses contra danos causados por impactos acidentais. Ele ganha também um cupom para participar do sorteio de TVs LCDs Sony e viagens com direito a acompanhante para a Copa do Mundo FIFA 2010 na África do Sul.

EDIÇÃO 10 / OUT - NOV - DEZ / 2009

Patrocinadora oficial da Copa do Mundo FIFA 2010 na Áfri-

31

ANO III

2010

conticomvocê

Copa do Mundo


retr么

Linha de montagem na f谩brica de Hannover-Vahrenwald, 1921

Revista Conti Com Você - Continental Pneus  

Planjeamento editorial (sessões, arte e pautas), redação de textos e revisão de conteúdo final.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you