Page 20

Logística e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos (Criando Redes que Agregam Valor) De Martin Christopher

RECOMENDAÇÃO DE LEITURA Há poucos meses, durante a participação em um seminário interna­ cional sobre metodologias e casos de Supply Chain Management, mais uma vez pude observar dois aspectos interessantes do mesmo problema. De um lado, profissionais que apresentam relevantes problemas relacionados às cadeias de suas empresas e, de outro lado, uma clara lacuna na compreensão de conceitos básicos sobre estrutura e funcionamento da cadeia por parte desses mesmos profissionais. Por conta, pelo menos em parte, de uma grande pressão para se desenvolver capacidade de resolver problemas de projetos de supply sem uma adequada formação de base, verifica-se que a definição do escopo dos projetos da área recebe um tratamento que, no mínimo, é deslocado. Isto é, sem entendimento do efetivo escopo do problema, procura-se encontrar a solução adequada através do escopo do projeto. Naturalmente que isso não é possível. As frustrações logo aparecem e muitos projetos são abandonados ou tocados improvisadamente, não gerando os resultados esperados. De forma cada mais intensa, e em praticamente todas as cadeias, se cons­ tata a criação de redes que agregam valor e trata-se de um valor que está distribuído em diferentes pontos da cadeia. Agrega-se valor no projeto colaborativo de produtos mas também nos projetos com foco, por exemplo, na forma como o relacionamento com um grupo de fornecedores é desenvolvido ou, ainda, na maneira de se estruturar o serviço ao cliente. Teoria e prática evoluem muito rapidamente no mundo das redes que agregam valor. A teoria é a alavanca para entender a lógica, a estrutura e as interfaces dos problemas de supply. Sem esta base, os profissionais perdem a capacidade de resolver cientificamente

seus problemas. Quem preferir trocar a expressão resolver cientificamente seus problemas por resolver sustentavelmente do ponto de vista técnicoeconômico seus problemas pode fazêlo. A 2ª edição do livro Logística e Ge­ renciamento da Cadeia de Suprimentos (criando redes que agregam valor), de Martin Christopher (Cengage Learning Edições, São Paulo, 2009), faz parte da literatura indicada para se desenvolver o conhecimento de base na área. Os principais conceitos teóricos sobre logística e gerenciamento da cadeia de suprimentos estão apresentados no livro de forma simples e didática. O autor organizou a obra em dez capítulos que cobrem boa parte das principais questões que se busca entender na gestão da cadeia de suprimentos. O primeiro capítulo é dedicado a explicar o conceito e a abrangência dos termos logística e cadeia de suprimentos em uma perspectiva estratégica. O segundo discute um importante conceito para os gestores da área: entender o conceito de valor para o cliente assim como a interface da logística com a função marketing a partir do serviço ao cliente. O terceiro capítulo desenvolve uma questão essencial na gestão das operações logísticas do dia-a-dia: quanto custa servir? O capítulo ainda destaca o benefício e o impacto do valor criado para o acionista. O quarto capítulo procura relacionar a responsividade da cadeia no contexto dos sistemas empurrados e puxados. Uma estrutura que destaca a interdependência das ações a serem executadas é proposta para se obter responsividade. As análises seguintes (gerenciamento do lead time e sincronização da cadeia), capítulos quinto e sexto, são desdobramentos quase que naturais do capítulo anterior. Trabalhos

de melhorias em cima dos diferentes lead times da cadeia é parte central das preocupações gerenciais em supply, assim como a sincronização na rede atra­ vés de integração e partilha de informações críticas. No sétimo capítulo, apoiado em uma análise sob o ponto de vista de marketing, o autor explora os impactos da globalização sobre a maneira de se planejar e exercer a gestão logística. O oitavo trata do gerenciamento de risco e preenche uma importante lacuna na literatura sobre Supply Chain Management: as cadeias estão se tor­nando cada vez mais vulneráveis, e isso sob diferentes aspectos. Os dois últimos capítulos (Superação dos obstáculos e Entrada na nova era de competição), sintetizam algumas pistas para a criação de valor e uso da logística para promover mudanças. A obra é finalizada com comentários sobre a organização do supply em um futuro com o qual já estamos sendo confrontados. Em síntese, uma obra que se revela oportuna e adequada para os que buscam entender os modernos e fundamentais conceitos de logística e gestão da cadeia de suprimentos. Darli Rodrigues Vieira, Ph.D. Prof. na Universidade Federal do Paraná − UFPR

Profile for Adoro Design

Mundo Logística Magazine 13  

Mundo Logística Magazine | Adoro Design

Mundo Logística Magazine 13  

Mundo Logística Magazine | Adoro Design

Advertisement