Page 71

7º Congresso Nacional do Transporte Ferroviário

evolução paralela das tarifas de avião e TGV, com tendência para aumentar a parte do tráfego de TGV.

congéneres em relação às práticas já vigentes em mercados mais avançados.

Convirá, no entanto, não esquecer que os serviços das companhias aéreas a baixo preço (low fare ou low cost) têm tido sucesso, entrando em concorrência com o TGV em mercados que este considerava já adquiridos. Este é um fenómeno muito importante e que não está em estertor. Nem com tendência para isso.

Face às experiências atrás referidas e às tendências observáveis, faz todo o sentido admitir para o caso português, embora sem base em qualquer estudo fundamentado, que com a ligação a Madrid por TGV, prevista para 2013, seja retirado ao transporte aéreo uma fatia do tráfego de passageiros à volta dos 30%. E no caso do Porto, previsto para 2015, então essa percentagem aumentará substancialmente, inclinando-me para que chegue ao limite máximo, tendo em vista a pequena distância relativa.

O nível das tarifas TGV e por via aérea levará a modificações na procura de tráfego em função da elasticidade própria a cada um destes modos. Assim, fica a convicção de que o desenvolvimento da intermodalidade, permitindo a substituição modal, não deverá ser limitada por problemas de ordem política, técnica ou organizacional, que podem e devem ser ultrapassados rapidamente face às vantagens acrescidas que aportam ao bemestar das populações. É também evidente que para alcançar esse desiderato em pleno, torna-se necessário a abertura de estações TGV nos próprios aeroportos para a distribuição dos passageiros, conforme dita a experiência nos casos que se acabam de descrever.

5.O CASO PORTUGUÊS Por cá convirá que consigamos manter e até desenvolver a capacidade de pólo de atracção de ligações aéreas de longo curso. Para isso, temos de estar estruturados com níveis de eficiência ajustados. A qualidade das infraestruturas aeroportuárias e o nível de intermodalidade, por via da introdução do TGV, completará uma rede que nos ajudará a proteger de uma eventual tendência para o “hub” Madrid. Costuma dizer-se que o TGV é simultaneamente uma ameaça e uma oportunidade para o transporte aéreo português. Através de uma correcta integração de redes, o TGV tem capacidade para contribuir para o aumento da capacidade competitiva das infraestruturas aéreas e ferroviárias portuguesas, defendendo-nos do escoamento do tráfego via Madrid. Sobre os receios de transportadoras aéreas portuguesas, eu entendo que devem encarar o aproveitamento intermodal cooperando com a RAVE sob a forma tida por mais conveniente, como deste trabalho se retira por parte de companhias

Então, o caminho a seguir deverá ser, mais uma vez, a cooperação entre as transportadoras aéreas nacionais interessadas e o futuro TGV, nos moldes da melhor recolha das respectivas vantagens comparativas. A meu ver não será, pois, por aqui que as nossas transportadoras aéreas irão à falência!

6.TGV/TRANSPORTE AÉREO À LUZ DA TEORIA ECONÓMICA Visão concorrencial a) Por um lado, já se verificou atrás que o surgimento do TGV em França fez deslocar uma percentagem assinalável de passageiros do transporte aéreo para o TGV. Também da realidade das indicações do mercado comprova-se que quer o transporte aéreo quer o TGV têm ambos curvas de procura elásticas1, isto é, sensíveis às variações dos preços por eles praticados. Viu-se, também, que para distâncias até 1hora/1hora e 30 minutos de avião ou cerca de 3 horas de TGV, os passageiros optam por um ou outro modo em função de vários factores, objectivos ou subjectivos, incluindo, naturalmente, o preço. Logo, os dois modos de transporte são concorrentes. b) Passando para a análise das elasticidadescruzadas da procura, que medem o que sucede à procura do transporte aéreo dos passageiros 1

Elasticidade-preço da procura = variação percentual da quantidade procurada/variação percentual do preço. Exemplo: Quando o Preço sobe de 100 para 110 a quantidade procurada aumenta de 100 para 120, isto é, Epp=20%/10%=2. Procura elástica porque superior a 1.

>69

Revista FERXXI - 7ºCongresso Nacional - Teses  

Publicação relacionada com sistemas de transporte. Realizada pela ADFER - Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Ferroviário. Speciali...

Revista FERXXI - 7ºCongresso Nacional - Teses  

Publicação relacionada com sistemas de transporte. Realizada pela ADFER - Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Ferroviário. Speciali...

Profile for adfer
Advertisement