__MAIN_TEXT__

Page 1

  

  

   

    


   

       ! " 



#$%&'(&

  " ) ! $ $*+  ,+-.&& /'0')&(01% $23&/(4(566' ,73&/(4(5665 "$3+$8$9: ;<3===9$9:

       " ) ! $ $*+  ,+-.&& /'0')&(01% $23&/(4(566' ,73&/(4(5665 "$3+$8$9: ;<3===9$9:

      " ) ! $ $*+     " ) ! $ $ *+ !"  "  # $"     " ) ! $ $*+


  

 " = ! ( ()*9; (*((,;9(>2?@( ! 9*A@ !8 (* ! " 9(B9* 9(,@9 !;'2B((;C D22 !(B !D!;(?((8 DB,9E9**(' (F*2(B G; H8 D992 I29@D> 9*((DF;(B !(,9@9 ;@(@;A9(* 8 "'D2 !C;9( !D999(; DB*8


 








 



  


       !"#$%&'$($ '#$$)*)  (  $  %  %+$($ $$,$ 


                            ! "   #      

 $    !    

      %&  &       '"     (   

  &   %)   (   

(       *+   ,         "      -   ( .'  ( . 

       &            )      /  (  0 

              

(  

1  

       & "

       

         0   ,              )         "   2        "   3                       4              "    5  &    *6 7+    

         & 

         

 


Broa de Milho Ingredientes: Para um forno a lenha tradicional de tamanho médio (aprox. 8 broas): 6Kg de farinha de milho; 4kg de farinha de trigo; 50gr de fermento de padeiro; 300gr de crescente; 100gr de sal; Água q.b.

Broa de Milho

Modo de Preparação: Com o auxílio da peneira, peneirar a farinha de milho para a gamela. Aquecer a água até ferver. Com a farinha de milho uniformemente distribuída pela gamela, abrir ao centro desta um buraco e depositar, gradualmente, o sal e a água a escaldar e mexer até o primeiro dissolver. Juntar a água quente aos poucos e amassar bem a farinha até criar uma massa “semi-molhada”, ou com uma consistência média. “Descansar a massa” para que arrefeça um pouco. Acrescentar água tépida e a farinha de trigo gradualmente e amassar vigorosamente durante algum tempo, até formar novamente uma massa de consistência média. Misturar muito bem por toda a massa o fermento de padeiro e o crescente. Benzer a massa. Tapar a gamela com um pano. Deixar repousar num local de temperatura amena até a massa levedar bem (aproximadamente 1 hora). Aquecer bem o forno de lenha até as suas paredes ficarem brancas. Puxar as brasas com o rodo para a boca do forno. Tender bem a massa e assentar directamente sobre a pá bem polvilhada com farinha e pronta a entrar no forno. Meter ordenadamente as broas no forno, deixando as maiores no fundo e as baixadas junto à boca. Tapar a boca do forno. Deixar a broa cozer entre uma a uma hora e meia (depende do tamanho). Verificar para não deixar queimar a broa (se necessário abrir um pouco a porta ao forno). A baixada coze em cerca de meia hora. Preparar a pá. A broa estará pronta se ao bater com a mão no seu fundo esta emitir um som oco ou se espetar um palito e ao retirar não sair com massa. Retirar as broas para a gamela.

Fonte: Câmara Municipal de Mira

Fonte da Fotografia: AD ELO - Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego


Carapaus e Petingas Fritas Ingredientes: Sardinhas pequenas (petingas) ou carapaus pequenos q.b.; Sal q.b.; Óleo para fritar q.b.; Farinha própria para fritos q.b..

Carapaus e Petingas Fritas

Modo de Preparação: Temperar as sardinhas pequenas (petingas) ou carapaus pequenos com sal. Deixar repousar. Passar as sardinhas por farinha e fritar em óleo bem quente. Escorrer antes de servir. Acompanhar com broa.

Fonte da fotografia: www.rotadabairrada.pt

Fonte: Testemunhos da População Local


Enguias de Escabeche Ingredientes: Ingredientes para 4 pessoas: 20 a 24 enguias pequenas (cerca de 1,2kg); 2,5dl de vinho branco; 2,5dl de vinagre branco; 2 dentes de alho; 1 folha de louro; Sal q.b.; Pimenta q.b.; Azeite para fritar q.b..

Enguias de Escabeche

Modo de Preparação: Preparar o molho juntando o vinagre, o vinho branco, os dentes de alho, o louro, o sal e a pimenta. Deixar de infusão durante algumas horas. Cortar as cabeças às enguias, amanhar, lavar e por de molho durante 1 hora, em água e sal. Depois, escorrer e espetar em espetos de madeira, de maneira a ficarem com o aspecto de uma mola. Fritar em azeite. Retirar dos espetos e colocar num prato fundo. Deitar o molho sobre as enguias e servir algum tempo depois, com arroz de marisco.

Fonte da Fotografia: www.rotadabairrada.pt

Fonte: «Cozinha Tradicional Portuguesa» de Maria de Lourdes Modesto, 2005


Folhadinhos de Leitão Ingredientes: Leitão q.b.; Cebola q.b.; Alho q.b.; Louro q.b.; Azeite q.b.; Salsa q.b.; Farinha q.b.; Molho de leitão q.b.; 1 placa de massa folhada já esticada; Sementes de sésamo q.b.; Ovo para pincelar q.b..

Folhadinhos de Leitão

Modo de Preparação: Fazer um refogado com a cebola, o alho, o azeite, o louro e a salsa. Deixar refogar um bocado e adicionar depois a carne de leitão desfiada. À parte, ferver o molho de leitão com água, adicionando depois a farinha e o leite, para o engrossar. Juntar este preparado ao refogado, e deixar arrefecer um pouco. Ligar o forno e regulá-lo para 180ºC. Cortar 12 quadradinhos de massa folhada, cortando tiras ao alto e depois na horizontal. Colocar um pouco do recheio de leitão no centro de cada quadradinho de massa, embrulhando depois as pontas da massa para cima, torcendo-as de modo a formar uma trouxinha. Colocar os folhadinhos num tabuleiro forrado a papel vegetal e pincelar com a gema de ovo diluída num pouco de água. Salpicar com sementes de sésamo (opcional) e levar ao forno até a massa folhar e ficar douradinha e estaladiça, durante cerca de 30 minutos. Os folhadinhos podem ser servidos mornos ou à temperatura ambiente.

Fonte: Testemunhos da População Local

Fonte da Fotografia: AD ELO - Associação de Desenvolvimento Local da bairrada e Mondego


Pão da Mealhada Ingredientes: Água q.b., Farinha q.b., Fermento de padeiro q.b., Sal q.b..

Modo de Preparação: Peneirar a farinha para um alguidar de barro na qual se abre um buraco no meio onde se coloca o fermento. Junta-se depois a água morna com o sal dissolvido. Envolver este preparado com a farinha e misturar tudo até a massa ficar consistente. A massa deve ser batida, fazendo aquilo que se designa por dar abas (levanta-se a massa de lado e bate-se com ela para o centro). Quando a massa apresentar um aspecto compacto e uniforme, deixar, cobrir com farinha e com um pano branco fazendo a típica reza: «S. Mamede te levede; S. Vicente te acrescente; Deus te ponha a virtude; Que da minha parte fiz o que pude.» Esta reza é acompanhada pelo sinal da cruz no meio da massa. Após este ritual a massa fica a levedar até apresentar um aspecto rendilhado. Dependendo da quantidade de massa que se preparou ela irá ficar a levedar em local quente e coberta com cobertores para não arrefecer. Após a massa estar lêveda, terá de tender e colocar o pão no tabuleiro, num pano designado por «bergal» (pano branco de algodão). Após a massa tendida deixar repousar mais um tempo até se colocar no forno. O forno alimentado a lenha de videira deve já estar quente e limpo da borralha. Este forno é feito com lages de barro e revestido a tijolo de burro para manter a temperatura uniforme e durante mais tempo. Colocar então o pão numa pá de madeira onde se molda com as mãos atribuindo-lhe um aspecto um pouco achatado e aplicar dois cortes com a tesoura. Colocar no forno durante 10 a 15 minutos, retirar e desfrutar o sabor intenso desta maravilha da gastronomia da Mealhada.

Fonte: EPVL - Escola Profissional da Mealhada, Câmara Municipal da Mealhada e Associação Maravilhas da Mesa da Mealhada

Pão da Mealhada


Peixes do Rio Fritos Ingredientes: Peixes do rio q.b.; Sal q.b.; Óleo para fritar q.b.; Molho: Colorau q.b.; Sal q.b.; Polpa de tomate q.b.; Pimenta q.b.; Alho q.b.; Vinagre q.b.; Piripiri q.b.; Vinho branco q.b.; Louro q.b..

Modo de Preparação: Temperar os peixes com sal, e de seguida fritá-los em óleo bem quente. Num tacho colocar o colorau, a polpa, o alho picado, o piripiri, uma folha de louro, uma pitada de sal e pimenta a gosto, um pouco de vinagre e vinho branco. Levar ao lume para ferver durante 20 minutos. Servir o molho à parte, regando a gosto.

Fonte: Câmara Municipal de Penacova

Peixes do Rio Fritos


Rissóis de Leitão Ingredientes: Ingredientes para a massa: Água q.b.; Farinha q.b.; Óleo q.b.; Margarina q.b.; Sal q.b..

Rissóis de Leitão

Ingredientes para o recheio: Leitão q.b.; Cebola q.b.; Alho q.b.; Louro q.b.; Azeite q.b.; Salsa q.b.; Molho de leitão q.b..

Modo de Preparação: Ferver a água numa panela, juntamente com o óleo, o sal, e depois com a farinha. Mexer sempre até a massa despegar da panela e formar uma bola. Deixar arrefecer a massa, e assim que possível passar a massa para o balcão/pedra, amassando sempre até formar uma bola lisa e elástica. Quando o recheio estiver pronto, esticar a massa com a ajuda de um rolo e um pouco de farinha. Para o recheio fazer um refogado com a cebola, o alho, o azeite, o louro e a salsa, deixando-se refogar um bocado, adicionando-se depois a carne de leitão desfiada. Ferver, à parte, o molho de leitão com água, adicionando depois a farinha e o leite, para o engrossar. Juntar este preparado ao refogado, e deixar arrefecer um pouco. Colocar o recheio na massa esticada e cortar com o formato e tamanho desejado. Passar os rissóis por ovo e pão ralado e fritar em óleo bem quente. Servir frios.

Fonte: Testemunhos da População Local

Fonte da Fotografia: AD ELO - Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego


% "-  "%+ " .


  

       

                               

     !"    #$  %      &"      '  ! % (          )     !  (  !  %)  (     " *   +" %  

         !    

  ,  (   

      

  


Sopa de Peixe Ingredientes: Peixes variados (raia, tamboril, cação, cavala) q.b.; Sal q.b.; Batatas q.b.; 1 pitada de hortelã ou coentros.

Sopa de Peixe

Modo de Preparação: Cozer os peixes, deixando arrefecer para depois retirar as espinhas e pele. Em seguida, desfiar o peixe em pedaços não muito pequenos e reservar. Fazer um refogado e após alguns instantes, juntar as batatas, o sal e a água de cozer o peixe, depois de ser coada. Se necessário, acrescentar mais água. Deixar cozer muito bem e passar tudo com a varinha mágica. Levar novamente ao lume e juntar o peixe desfeito, deixando apurar. Rectificar os temperos, podendo adicionar uma pitada de hortelã ou coentros. Servir quente.

Fonte da Fotografia: AD ELO - Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego

Fonte: Testemunhos da População Local


                      !   "  # $ 

       %&  ' ! '                          !  ( '      !              )!   

 * &+  

  


 6 %#  6"(" 61 6 , 67)3   %# 51( 


Arroz de Lampreia de Montemor-o-Velho Ingredientes: Lampreia q.b.; Arroz carolino q.b.; Salsa q.b.; Vinho q.b.; Colorau doce q.b.; Louro q.b.; Malagueta q.b.; Sal q.b.; Cravinho q.b.; Cebola q.b.; Azeite q.b..

Modo de Preparação: Limpar muito bem as lampreias, amanhá-las aproveitando o sangue e cortar às postas. Deixar a marinar em vinho e especiarias durante 24 horas. Fazer um refogado de cebola e azeite, juntar um pouco de colorau e, de seguida, a lampreia, mexendo-a suavemente. Adicionar a calda da marinada e deixar cozer cerca de 25 minutos. Retirar as postas da lampreia para uma caçoila de barro, adicionar o arroz e deixar cozer cerca de 15 minutos. Verificar temperos e estando o arroz pardo, adicionar um pouco de vinagre e desligar o lume. Servir a lampreia separada do arroz.

Fonte: Câmara Municipal de Montemor-o-Velho

Arroz de Lampreia de Montemor-o-Velho


Arroz de Míscaros Ingredientes: Míscaros q.b.; Arroz q.b.; Vinho tinto q.b.; Azeite q.b.; Alho q.b.; Piripiri q.b.; Cebola q.b.; Colorau q.b.; Salsa q.b.; Louro q.b.; Sal q.b..

Modo de Preparação: Fazer um guisado com cebola picada, alho inteiro, salsa, louro, piripiri, colorau e azeite. Adicionar os míscaros. Quando estes estiverem bem refogados, adicionar o vinho (cerca de 1 copo), deixando cozinhar durante alguns minutos. Juntar a água, temperando com sal e colocar arroz quando estiver a ferver. Deixar cozer. O arroz de míscaros deve ser servido a "correr". Para adicionar carne entremeada ou presunto, dever-se-á juntá-los ao refogado antes dos míscaros.

Fonte: Câmara Municipal de Penacova

Arroz de Míscaros


 

  

 

    

   

             

        !   " #$   %  !!! !  ! &  ' $&  !   $ &  !  

  ! $   

% ! $%"(      %   #) &&    %   #$  !   

 " $ &      ' $&    )!     

$$$$$&*$  $  $  %!     $  !  +$ $  %  $ 

 " $

 


Arroz de Sardinha Ingredientes: 12 sardinhas; 1 ou 2 cebolas; 2 tomates; ½ de pimentos; Louro q.b.; 250gr de arroz; Azeite q.b.; 1 dl de vinho branco seco; Água q.b.; 1 piripiri; 1 raminho de salsa; 1 dente de alho; Sal a gosto; Limão ou vinagre vínico q.b..

Arroz de Sardinha

Modo de Preparação: Preparar as sardinhas e salpicar com sal. Num caçoilo de barro ou num tacho, deitar o azeite, a cebola picada, o ramo de salsa, o piripiri partido ao meio, o meio pimento, o tomate sem pele nem grainhas, o vinho branco, alho e louro. Deixar cozer sem estrugir, acrescentar um pouco de água e, depois de tudo bem cozido, juntar as sardinhas, que só devem levar uma leve fervura. Retirar as sardinhas e, se necessário, juntar mais água, indispensável para abrir o arroz. Depois de juntar o arroz, quando este estiver quase aberto, colocar novamente as sardinhas, deixar apurar e servir bem quente. No momento de servir, espremer um limão sobre o arroz ou borrifar com vinagre vínico. Fonte: Câmara Municipal da Figueira da Foz

Fonte: www.figueiradigital.com




  

         

    

            

  

       

                        !   "#             $ % & &  &    '         ( " )  * $&  &      %   &    )

     # +  &    )  ,  -   &     +   .!  +        &/ 0    /   &  &/    )

 12/   # .!3% ! + 4  5 6 &2        .!37 -   8



  


Lampreia à Moda de Penacova Ingredientes: 10 Lampreias; 5L Vinho tinto maduro (preferencialmente Bairrada); 6 Cabeças grandes de alho; 3 Cabeças de alho porro; Arroz carolino q.b.; 4 Folhas de louro; Salsa fresca; Sal q.b.; 1 Noz-moscada (ralada na hora); Pimenta moída q.b.; 1 colher de vinagre tinto. Para os refogados: Azeite q.b.; Cebolas; 2 dentes de alho; Sal q.b.; 1 colher pequena de vinagre tinto.

Modo de Preparação: Cortar a lampreia dando um golpe até meio do dorso. Assim que sair sangue deitar logo um pouco de vinho. Fazer outro golpe, a mais ou menos seis centímetros, deitar vinho e retirar a tripa sem a danificar. Repetir estas operações nas restantes lampreias. Colocar dentro de um alguidar vinho o sangue e as ovas que caíram aquando dos golpes (caso as lampreias sejam fêmeas). Colocar no alguidar com as lampreias, o sal, o louro, a noz-moscada, os alhos, os alhos pôrros partidos, um bom ramo de salsa fresca e a pimenta. Cobrir completamente as lampreias com o vinho. Mexer tudo para incorporar sabores. Manter as lampreias nesta marinada durante um dia e meio ou, no mínimo, de um dia para o outro. Durante este tempo, mexer, pelo menos, duas vezes, para incorporar sabores. Preparar um refogado, com um pouco mais de azeite do que o habitual. Junto com a cebola migar dois dentes de alho. Deixar alourar. Dentro do tacho, colocar a marinada, sem as lampreias, e deixar ferver para que o álcool do vinho se evapore. Juntar as lampreias e deixar cozer lentamente durante 01h15m a 01h30m. Se necessário, rectificar os temperos. Quando estiverem prontas, retirar do lume. Preparar um refogado para o arroz. Deixar alourar a cebola picada e o alho. Introduzir a água necessária para o arroz abrir e, quando isso acontecer, utilizar a calda das lampreias necessária para acabar de cozer o arroz (no total utiliza-se três vezes a calda das lampreias correspondente à medida de arroz). No final ralar para o tacho um pouco de noz-moscada e um pouco de Vinagre tinto. Mexer. A Lampreia à Moda de Penacova é acompanhada com grelos de nabos cozidos, bem escorridos, salteados com azeite e alho.

Fonte: Câmara Municipal de Penacova

Lampreia à Moda de Penacova


%4 ) #$$$3 )/$$ !%+ %#  $$    


Bacalhau Assado na Brasa com Batata Assada na Areia Ingredientes: 2 kg de bacalhau demolhado; 1 kg de batata miúda; 100gr de alhos; 0,5 l de azeite; Pimenta e louro q.b..

Bacalhau Assado na Brasa com Batata Assada na Areia

Modo de Preparação: Fazer uma fogueira em cima da areia durante mais ou menos uma hora, puxar o brasido para o lado, para depois assar o bacalhau. No local onde se fez a fogueira, puxar a parte de cima da areia para o lado e colocar as batatas na cova que ficou. Cobrir as batatas com a areia que anteriormente se puxou para o lado e deixar assar durante mais ou menos 40 minutos. Depois de assar o bacalhau nas brasas, colocar num tacho azeite, alhos picados, pimenta e louro. Tirar a areia das batatas assadas, passando-as num saco de serapilheira. Colocar numa travessa, abrindo-as com um murro. Servir o bacalhau acompanhado das batatas e do respectivo molho.

Fonte das Fotografias: in «http://blog-do-manel.blogspot.com» de Manuel Ribeiro

Fonte: Câmara Municipal de Mira e Confraria Nabos e Companhia


Caldeirada de Peixe Ingredientes: Peixe variado (raia, robalo, lulas, cação, safio...) q.b.; Azeite q.b.; Tomates q.b.; Pimento q.b.; Batatas q.b.; Cebolas q.b.; Alho q.b.; Salsa q.b.; Louro q.b.; Pimenta q.b.; Sal q.b..

Caldeirada de Peixe

Modo de Preparação: Arranjar e lavar os peixes, passando-os por várias águas. Cortar em postas mais ou menos regulares e temperar com sal grosso. Descascar e cortar as batatas às rodelas bem como o pimento, os tomates e as cebolas. Num tacho, colocar uma camada de cebola, pimento, tomates e alho picado e por cima uma camada de batatas, seguida de outra de peixe, alternando as camadas não esquecendo de as regar com o azeite e temperando com sal, pimenta e louro. Tapar o tacho e levar a cozer em lume brando, agitando de vez em quando.

Fonte da Fotografia: AD ELO - Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego

Fonte: Testemunhos da População Local


Pitau de Raia Ingredientes: Raia q.b.; Batata q.b.; Fígado de Raia q.b.; Azeite q.b.; Alho q.b.; Louro q.b.; Pimenta q.b.; Vinagre q.b.; Sal q.b..

Pitau de Raia

Modo de Preparação: Cozer as batatas cortadas às rodelas com água e sal, juntamente com o fígado e a raia. Esmagar o fígado com um garfo, depois de cozido. Preparar, à parte, o molho com o azeite, o alho, o louro, a pimenta e o fígado esmagado. Depois das batatas e a raia estarem cozidas, retirar uma parte do caldo. Juntar de seguida o preparado com o fígado e deixar levantar fervura. Desligar o lume e regar com vinagre.

Fonte da Fotografia: in Revista «Teleculinária», edição de 28 de Fevereiro de 2008, nº1503

Fonte: Câmara Municipal de Mira e Confraria dos Nabos e Companhia


Sardinha Assada na Telha Ingredientes: 16 sardinhas; 1,5dl de azeite; 3 dentes de alho; 1 chávena de farinha; Sal q.b.; Batatas q.b.; Cebolas q.b..

Modo de Preparação: Esmagar os alhos e colocar no azeite, deixando ficar assim durante algum tempo. Amanhar, lavar e temperar as sardinhas com sal. Untar generosamente as telhas de barro vermelho não vidrado com azeite e esfregar com alhos. As telhas devem ficar bem impregnadas com azeite. Passar as sardinhas pelo mesmo azeite e depois pela farinha de milho. Colocar nas telhas as sardinhas desencontradas, isto é, rabo com cabeças. Levar a assar no forno e servir nas próprias telhas.

Fonte: Câmara Municipal de Mira, Confraria Nabos e Companhia e J.F. Cadima

Sardinha Assada na Telha


! !*  ! 2-  $$ ' $ *#  


Cabidela de Leitão Ingredientes: Vísceras de leitão q.b.; Molho de leitão assado q.b.; Vinho branco q.b.; Cebola q.b.; Alhos q.b.; Salsa q.b.; Banha q.b.; Azeite q.b.; Sal q.b.; Batatas q.b..

Cabidela de Leitão

Modo de Preparação: Cortar os miúdos (fígado, coração e pulmões) do leitão em pedaços pequenos. Adicionar batatas cortadas aos cubos ou palitos grossos e os temperos: cebola picada, banha de porco, azeite, vinho, salsa, alho e sal. Depois de tudo colocado num tabuleiro próprio levar ao forno juntamente com o leitão, pois o seu tempo de cozedura é semelhante e a cabidela vai receber o líquido (molho) que escorre da assadura do leitão. Depois de cozida e antes de servir pode ainda ser temperada com molho de leitão para lhe dar um sabor mais característico.

Fonte da Fotografia: AD ELO - Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego

Fonte: Câmara Municipal da Mealhada e Associação Maravilhas da Mesa da Mealhada


Chanfana à Bairrada Ingredientes: Carne de cabra q.b.; Cebola q.b.; Alhos q.b.; Louro q.b.; Salsa q.b.; Pimenta q.b.; Colorau q.b.; Azeite q.b.; Banha de porco q.b.; Vinho tinto de qualidade q.b.; Sal q.b.; Piripiri q.b..

Modo de Preparação: Cortar a carne aos bocados, colocando-os numa caçoila de barro. Temperar a carne com sal, cabeças de alho inteiras, a cebola, o colorau, a pimenta, o louro, a salsa, a banha, o azeite e o piripiri e por fim regar com vinho tinto, até esta ficar coberta. Deixar nesta marinada de um dia para o outro. Aquecer bem o forno de cozer o pão, deixando as brasas para se manter por mais tempo. Levar a caçoila tapada ao forno de lenha e estancar a porta. Deixar cozinhar durante 3 horas ou mais, até o forno esfriar. Durante o tempo em que a chanfana estiver a assar, normalmente cerca de 4 horas, a boca do forno deve manter-se completamente vedada com barro. Geralmente, a chanfana confeccionava-se na véspera de ser consumida. Assim, deixa-se ficar no forno até à hora de ser servida. Nessa altura, o barro é picado para se abrir a porta do forno. Normalmente este prato é servido com batata assada ou cozida, com ou sem casca, e com grelos também cozidos.

Fonte: Câmara Municipal da Mealhada, Associação Maravilhas da Mesa da Mealhada e Associação Rota da Bairrada

Chanfana à Bairrada


Leitão Assado da Bairrada Ingredientes: Ingredientes para um leitão limpo com cerca de 8 kg: 2 cabeças de alhos; 1 punhado de sal; 1 colher de sopa bem cheia de boa pimenta; Salsa q.b.; 50gr de toucinho; 50 a 100gr de «unto» (manteiga de porco); 1 folha de louro.

Leitão Assado da Bairrada

Modo de Preparação: Descascar e colocar os alhos num almofariz de madeira juntamente com os restantes ingredientes. Amassar tudo dentro do recipiente até que todos os ingredientes fiquem bem triturados e misturados, fazendo uma pasta. Depois de limpo e escorrido, enfiar o leitão numa vara de inox (antigamente era de eucalipto), e amarrar as patas traseiras com um arame fino. A vara deverá ter um comprimento tal que depois de metida até ao fundo do forno, deixe de fora cerca de 1m, pelo menos. De seguida, barrar muito bem o leitão, tanto por fora como por dentro, com a mistura feita anteriormente, introduzindo o restante tempero na barriga e em todas as partes vazias. Dar picadas com a agulha de coser, nas coxas e nas espáduas, introduzindo um pouco de tempero nessas picadas. Após a colocação dos temperos, coser os rasgos da barriga e do pescoço com uma "agulha de leitão" e um fio de linho ou algodão, conhecido por fio carrete, e picar totalmente a pele do leitão para não enfolar e ficar estaladiça e para que saia parte da sua gordura durante a assadura. O leitão está pronto a entrar no forno. O forno deverá ser muito bem aquecido em lenha, de preferência cascas ou madeira de eucalipto ou vides, até à temperatura de 300°C. Assar lentamente o leitão, durante cerca de duas horas, sendo a vara rodada manual e lentamente para que a assadura seja uniforme. Durante a assadura, retirar o leitão algumas vezes do forno e borrifar com vinho branco da Bairrada. Estes borrifos periódicos feitos com um ramo de salsa ou louro não deixam que a pele enfole ou rebente, tornando-a estaladiça, apetecível e sem queimaduras. A esta operação chama-se "constipar" o leitão. O leitão está assado quando se solta da vara e ao rodá-la não acompanha os seus movimentos. Retirar então do forno e fazer um pequeno orifício no ventre para retirar do seu interior todas as gorduras e molho em excesso que não tenham caído no interior do forno aquando da assadura. Depois desta "sangria" colocar o leitão novamente forno cerca de 10 minutos para enxugar um pouco. O Leitão Assado da Bairrada é, tradicionalmente, acompanhado de batatas pequenas cozidas com pele, salada simples e laranja às rodelas.

Fonte: in «Iguarias do Centro - Leitão da Bairrada», Turismo Centro de Portugal

Fonte da Fotografia: AD ELO - Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego


Negalhos à Bairrada Ingredientes: Bucho da cabra q.b.; Carne de porco q.b.; Carne de cabra q.b.; Chouriço caseiro q.b.; Cebola q.b.; Azeite q.b.; Sal q.b.; Limão q.b.; Pimentão-doce q.b.; Piripiri q.b.; Salsa/hortelã q.b.; Vinho branco e tinto q.b.; Banha de porco q.b.; Cabeças de alho inteiras q.b.; Louro q.b..

Modo de Preparação: Lavar muito bem os buchos com água e deixar estar em limão e sal de um dia para o outro. Cortar o bucho em pedaços quadrados com cerca 10cm x 10cm de dimensão. Cortar as carnes de porco e cabra, bem como o enchido aos bocadinhos. Cortar bocadinhos de bucho para juntar às carnes. Picar a cebola, a salsa/hortelã. Misturar todo o preparado do recheio juntamente com sal, azeite, piripiri e pimentão-doce. Proceder ao enchimento do bucho cortado, com o preparado. Coser com uma agulha e linha cada um dos negalhos em forma de novelo. Após cosidos, colocar os negalhos numa cacoila de barro com azeite, sal, piripiri, cabeças de alho, vinho branco e tinto, pimentão-doce, banha de porco, salsa, louro e cebola. Deixar marinar durante 2 horas. Levar ao forno a lenha a cozer a uma temperatura cerca de 300ºC, durante aproximadamente 6 horas.

Fonte: Associação Cultural e Recreativa de Enxofães

Negalhos à Bairrada




                   !   " !   ! !   #$  %   &' !  

       !    $  ! (    )      $  !  (*  ( 

 !  $  +* ! $ !    ' ( '$    '           ,  -  )$ 

  ./+/#"0. /  1' +' # $2 "$ 34  #$  ! 5 #$  ! 




$% &$$ 

   

                      ! " #      #   ! " 


Arroz Doce Ingredientes: 100gr de arroz; 150gr de açúcar; 150ml de água; Casca de limão; Sal q.b.; 1L de leite; Canela q.b..

Arroz Doce

Modo de Preparação: Ferver a água com o limão e o sal, quando levantar fervura, adicionar o arroz. Deixar secar a água, sinal de que o arroz está cozido e adicionar o leite. De seguida, colocar o açúcar e mexer até considerar que tem a consistência desejada. Colocar numa travessa e decorar com canela.

Fonte da Fotografia: AD ELO - Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego

Fonte: Confraria da Doçaria Conventual de Tentúgal


Bolo de Ançã (ou Bolo de Ovos) Ingredientes: Ingredientes para um Bolo entre as 300 e 400g: 150gr de farinha 65; 150gr farinha 55; 140gr de açúcar; 3 ovos; 50gr manteiga (derretida); 10gr de fermento; Raspa de limão (pouco).

Modo de Preparação: Amassar a farinha com o açúcar, os ovos, a manteiga, o fermento e a raspa de limão, até ter uma massa homogénea, e suave ao toque. Deixar levedar. Depois de levedada colocar a massa no forno, (o forno não deve estar muito quente), pincelando com uma mistura da gema do ovo com a clara. A meio da cozedura, tirar o bolo do forno e com uma faca/tesoura desenhar a coroa. Colocar novamente no forno para a cozedura final.

Fonte: Confraria do Bolo de Ançã

Bolo de Ançã (ou Bolo de Ovos)


Bolo de Cornos Ingredientes: 250gr de farinha nº 65; 90gr de açúcar; 75gr de margarina (derretida); 7,5gr de fermento; Raspa de limão q.b.; Canela a gosto; Ovo q.b..

Bolo de Cornos

Modo de Preparação: Amassar todos os ingredientes até obter uma massa homogénea e com uma textura leve. Deixar levedar, levando de seguida a massa ao forno, depois de pincelado com ovo (gema e clara).

Fonte da Fotografia: AD ELO - Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego

Fonte: Confraria do Bolo de Ançã


Caramujos Ingredientes: Gemas q.b., Açúcar q.b., Água q.b., Folha de obreia (com formas de elementos marinhos) q.b..

Modo de Preparação: O doce de ovos obtém-se exclusivamente através de açúcar em ponto e gemas de ovos muito frescos. Separar as claras das gemas. Levar a água ao lume e deixar ferver até fazer ponto, e deixa-se arrefecer. Adicionar as gemas batidas e passadas por um coador a este preparado, depois de frio. Colocar a massa ao lume brando, numa panela de cobre, mexendo sempre, até atingir o ponto desejado. Após este processo, colocar o doce de ovos em caçoilas de barro vermelho, onde devem repousar pelo menos 24h, obtendo uma massa de ovos bastante consistente. Passado o período de descanso, colocar nos suportes metálicos os moldes de obreia e encher com o doce de ovos. Recortar os caramujos para os separar.

Fonte: Câmara Municipal da Mealhada

Caramujos


Cavacas do Luso Ingredientes: Ingredientes para as cavacas: Farinha de trigo q.b.; 1 Colher de chá de sal; Claras de ovo q.b.; Ovos inteiros q.b.; Azeite de pouca acidez q.b.; Manteiga q.b.. Ingredientes para a cobertura: Água q.b.; Açúcar q.b..

Modo de Preparação: Bater as claras e os ovos num alguidar, apenas para misturar gemas e claras. Juntar a farinha e o azeite frio. Amassar muito bem, deixar repousar e distribuir a massa pelas formas (formas redondas baixas, tipo forma de flans), previamente untadas com manteiga. Cozer em forno pré-aquecido até crescerem e ficarem douradas. Desenformar e deixar arrefecer sobre uma rede. Entretanto, preparar uma calda com açúcar e água até fazer ponto. Mergulhar as cavacas, uma a uma, nessa calda e deixar secar, separadas, em cima de papel vegetal.

Fonte: Câmara Municipal da Mealhada.

Cavacas do Luso


Espigas doces de Montemor-o-Velho Ingredientes: Para a massa: 1kg de farinha; 2 ovos inteiros; 4 claras; Farinha maizena q.b.; Açúcar q.b.; Canela q.b.; Raspa de Limão q.b..

Espigas doces de Montemor-o-Velho

Para o doce de ovos: 1kg de açúcar; 24 gemas; 2,5dl de água.

Modo de Preparação: Juntar todos os ingredientes para a massa, amassar e deixar repousar. Para fazer o doce de ovos colocar a água a ferver com o açúcar e logo que esteja em ponto pérola juntar as gemas mexendo até engrossar. Barrar as formas das espigas e rechear com o doce de ovos. Levar ao forno (350°C) durante 15 minutos. Desenformar e deixar arrefecer antes de servir.

Fonte da Fotografia: AD ELO - Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego

Fonte: Confraria da Doçaria Conventual de Tentúgal


Nevadas de Penacova Ingredientes: 6 ovos, 250g de farinha de trigo fina, 250g de açúcar branco, 1 colher de chá bem cheia de fermento em pó, Manteiga q.b..

Modo de Preparação: Bater bem o açúcar com as gemas e juntar a farinha e as claras batidas em castelo. Colocar a massa em pequenas formas previamente untadas de manteiga e polvilhadas de farinha. Levar ao forno a cozer sem deixar tostar. Depois de prontas retirar uma rodinha em forma de tampa e escavar tirando o miolo com cautela para não romper as paredes do bolo. Para o recheio desfazer 3 gemas de ovo, com o miolo tirado. Colocar ao lume 1dl de água com açúcar suficiente para o creme ficar doce. Afastar a água do lume e juntar a mistura que se obteve com as gemas e os bocadinhos de bolo. Bater bem sem talhar e levar ao lume, novamente, para cozer o ovo, não deixando que o creme fique muito grosso (fica como o doce de ovos). Deitar, depois de morno, um pouco deste doce em cada bolo, colocando, no final, a tampinha que se deixou. Bater as 3 claras que ficaram com bastante açúcar peneirado para ficar uma cobertura espessa a fim de cobrir bem cada nevada. Primeiro colocar a parte mais alta para baixo, barrar em volta e no fundo e, quando estiver seco, barrar a parte de cima.

Fonte: Câmara Municipal de Penacova

Nevadas de Penacova


Pastéis de Lorvão Ingredientes: 500gr de açúcar; 250gr de miolo de amêndoa; 60gr de manteiga; 40gr de farinha; 12 ovos; 4 claras de ovos; 1 limão, Canela q.b..

Modo de Preparação: Colocar o açúcar ao lume com metade do seu peso em água, logo que esteja em "ponto pérola", retirar do lume. Juntar as amêndoas peladas e picadas, a manteiga e a farinha. Levar novamente ao lume e, logo que ferva tirar para arrefecer. Misturar ao preparado anterior, as gemas, as claras em castelo, a canela e a casca do limão. Colocar a mistura até meio em forminhas (porque crescem muito) pequenas untadas com manteiga e polvilhadas com farinha. O forno deve estar a uma temperatura moderada. Depois de cozidos, polvilhar com açúcar e colocar em forminhas de papel frisado.

Fonte: Câmara Municipal de Penacova

Pastéis de Lorvão


Pastéis de Tentúgal Ingredientes: Ingredientes para a massa: Água q.b.; Farinha tipo 55 q.b..

Pastéis de Tentúgal

Ingredientes para o recheio: Açúcar q.b.; Ovos q.b.; Gemas q.b.; Água q.b.; Manteiga q.b..

Modo de Preparação: Amassar a farinha com a água durante 20 minutos e deixar repousar. De seguida, esticar o bolo da massa em cima de um estrado com 30m² de dimensão. A massa deve ser esticada até ficar transparente. Logo que esteja seca, cortar em pequenas folhas que serão posteriormente recheadas com doce de ovos. Para fazer o doce de ovos, colocar a água ao lume com o açúcar e deixar ferver até obter o ponto pérola. De seguida, colocar as gemas e mexer até engrossar. Para "armar o pastel", colocar uma folha de massa e no centro desta colocar bocadinhos de massa. Por cima, depositar o recheio, sendo a massa enrolada após esta operação. Pincelar o pastel com um pouco de manteiga usando uma pena de galinha de forma a não exceder a quantidade necessária.

Fonte das Fotografias: AD ELO - Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego

Fonte: Confraria da Doçaria Conventual de Tentúgal


Queijadas de Pereira Ingredientes: Ingredientes para a massa: Água q.b.; Farinha tipo 55 q.b..

Queijadas de Pereira

Ingredientes para o recheio: Açúcar q.b.; Ovos q.b.; Gemas q.b.; Água q.b.; Manteiga q.b..

Modo de Preparação: Misturar a farinha com a manteiga e amassar com água morna temperada com sal. A massa deve ser amassada à mão e não deve ser muito trabalhada. Fazer o recheio enquanto a massa descansa durante cerca de 30 minutos. Para fazer o recheio passar o queijo fresco por uma peneira de rede fina. Misturar as gemas sem bater, o açúcar e os queijos passados, envolvendo bem. Estender a massa com um rolo, muito fina. Forrar formas caneladas untadas com manteiga, e encher com o recheio. A queijada é moldada manualmente ficando com sete bicos. Colocar no forno de lenha, a 250º. Devem ficar bem louras para adquirirem o seu sabor natural. Retirar do forno e colocar num tabuleiro viradas para baixo, para perderem o fole da cozedura. Depois de frias, são escovadas para retirar o excedente da farinha.

Fonte da Fotografia: AD ELO - Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego

Fonte: Câmara Muncipal de Montemor-o-Velho


Queijada de Tentúgal Ingredientes: Ingredientes para a massa: Farinha q.b.; Água q.b.; Um pouco de manteiga q.b.; Açúcar q.b..

Queijada de Tentúgal

Ingredientes para o recheio: 2 queijos de ovelha; 1 colher de sopa de farinha; 2 ovos; 3 colheres de sopa de açúcar.

Modo de Preparação: Juntar a farinha, a água, um pouco de manteiga e o açúcar para fazer a massa. Desfazer o queijo. Juntar os ovos, o açúcar e a farinha. Amassar até estar tudo bem misturado. Forrar as formas com a massa feita e encher com o recheio. Levar a cozer durante 20 minutos.

Fonte da Fotografia: AD ELO - Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego

Fonte: Confraria da Doçaria Conventual de Tentúgal


             

 

     !! "#$#!%$&  ' () *!"%+%,--#  .*!"%+%,--,  * /  01 23 *4440  01

Profile for AD ELO

E book gastronomia  

Levantamento do Receituário Gastronómico da Zona de Intervenção da AD ELO.

E book gastronomia  

Levantamento do Receituário Gastronómico da Zona de Intervenção da AD ELO.

Profile for adelo5
Advertisement