Page 1

DIÁRIO DE VIAGEM TRAVEL JOURNAL

FLORES


Caderno bilingue que contĂŠm os trilhos pedestres incluĂ­dos nas reservas da Biosfera, notas de apontamento e um plano de viagem. Bilingual containing the hiking trails included in the biosphere reserves, notes and pointing a travel plan.


DIÁRIO DE VIAGEM TRIP DIARY

NOME / NAME DATA DA VIAGEM / DATE OF TRAVEL


Se podes olhar, vê. Se podes ver, repara. If you can look, see. If you can see, repair. José Saramago


Trilhos Pedestres Hiking Trails

Durante séculos, nos Açores, a maneira mais fácil de viajar entre localidades, na mesma ilha, era por mar: na realidade os caminhos eram escassos e poucos possibilitavam passagem a carruagens ou carros de bois. Na sua maioria eram caminhos de pé posto, por onde passavam as gentes na sua labuta diária, acompanhadas, claro, por cavalos, burros e mulas. Também por aí passava o gado nas idas e vindas das pastagens. Por esses caminhos se deslocavam as populações para as festas vizinhas, se passavam os produtos agrícolas, o peixe, o carvão e outras mercadorias para a troca. Tudo o que era maior, seguia por mar.

In the Azores, for centuries, the easiest way to travel from one place to another within the same island was by sea; in fact there were not many paths and few were suitable for carriages or oxcarts. There were mainly footpaths, which the islanders used in their daily toil, accompanied by horses, donkeys and mules, of course. The paths were also used to take cattle to or from the pasturelands. The locals also used these paths for festivities in the vicinity, and for transporting agricultural produce, fish, charcoal and other merchandise to trade. Anything larger was transported by boat.

É essa rede de caminhos que tem vindo a ser reabilitada e posta à disposição de todos para usufruto da paisagem dos Açores. Na realidade, cada um desses trilhos passa em zonas de beleza excepcional, ligando quase todos os recantos de cada uma das ilhas, tanto junto ao mar, como em altitude. Pode-se conluir que estes trilhos pedestres, especialmente os das Reservas da Biosfera, podem e devem potenciar o conhecimento do ambiente e da natureza.

It is this network of footpaths that has been restored and made accessible to all so that they can enjoy the landscape of the Azores. Indeed, each of these footpaths goes through exceptionally beautiful areas, linking almost all of the corners of each of the islands, both along the coastlines and in the uplands. You can collude these hiking trails, especially those of Biosphere Reserves can and should enhance knowledge of the environment and nature.


caminho certo/ right way fotografia/photography: diogo caetano


Segurança e Ética Security and Ethics

Apesar de cada uma das ilhas ser um espaço limitado e pequeno, o passeio por um trilho não está isento de riscos que podem ir de uma queda, até ser apanhado por uma intempérie.

Even though each of the islands is a small, confined area, following a walking trail may involve risks, such as a fall, or being caught in a storm.

Informe sempre alguém do local para onde se dirige e da hora a que pensa voltar: a melhor garantia do sucesso de uma busca é ela ser atempada.

Always let someone know where you are heading for and when you expect to be back: the best chances of success of a search party is when it responds in good time.

Não se meta em atalhos, siga o percurso marcado: desde que as condições de tempo piorem, um simples regresso de uma incursão mal pensada, pode revelar-se difícil e cansativo.

Do not stray from the track - keep to the signed footpaths: ff weather conditions worsen, just finding your way back from a poorly planned outing can prove difficult and tiring.


SIMBOLOGIA SYMBOLS

Caminho a seguir

Virar à esquerda

Right way

Turn left

Caminho errado

Virar à à direita

Wrong Way

Turn right

Marca de nevoeiro

Fog Mark

LEGENDA LEGEND Percurso principal

Main walking trail

Painel Informativo

Information Board

DIFICULDADE DIFICULTY Fácil / Easy

Médio/ Medium

Díficil/ Hard

112 número nacional de emergência emergency call number


PR1-FLO

Ponta Delgada - Fajã Grande

1 PONTA DELGADA 2 FAROL DE ALBERNAZ Ponta de Albernaz Levada Ilhéu Maria Vaz Pesqueiro

3 Quebrada Nova

Ponta dos Fanais

4

Rolo da Ponta Ponta da Fajã

5 Porto da Fajã Grande N

FAJÃ GRANDE


INFORMAÇÃO DO TRILHO TRAIL INFORMATION NÍVEL/ LEVEL: EXTENSÃO / EXTENSION: 12 km TEMPO/ TIME: 3h00

TOPOGRAFIA TOPOGRAPHY ALTITUDE/ LEVEL (m)

400 300 200 100 0 0

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

DISTÂNCIA/ DISTANCE (km)

DESCRIÇÃO DESCRIPTION

Este trilho começa na estrada agrícola de betão entre Ponta Delgada e o Farol da Ponta de Albarnaz, termina na Fajã Grande e tem a duração total de cerca de 2h30m. No início, deve seguir durante cerca de 1,5 km pela estrada até encontrar um caminho sinalizado à direita, para onde deve virar.

This trail starts on the rural cement road between Ponta Delgada and Ponta do Albarnaz lighthouse, ends in Fajã Grande and has the estimated time of about 2.5 hours. Follow the road for about 1.5 km until you find on your right-hand side a signposted track that you should take.


Esta parte do trilho, ladeada de hortênsias, desce e atravessa várias ribeiras até chegar a uma cancela que corresponde a cerca de metade do percurso percorrido. Nesse local pode desfrutar de uma vista sobre o Ilhéu de Maria Vaz, Ponta de Albarnaz e a Ilha do Corvo. A seguir, continue a caminhar descendo até à Ponta da Fajã, por um caminho de terra batida alternado com pedra de calçada. A partir da Ponta de Fajã o caminho é em piso alcatroado até terminar na Fajã Grande. O percurso atravessa um Sítio de Interesse Comunitário (SIC). É responsabilidade de todos(as) nós contribuirmos para a sua protecção, bem como assegurar a sua biodiversidade através da conservação deste habitat natural.

This part of the trail is bordered by hydrangeas, descends and crosses several rivulets until it reaches a wooden gate. It corresponds to the track’s halfway. Here you can enjoy views over Maria Vaz islet, Ponta do Albarnaz and Corvo island. Next, continue to walk, descending to Ponta da Fajã, on an unpaved track, which alternates with a stone paved path. From Ponta da Fajã to Fajã Grande, where the trail ends, you have a tarmacked road. This trail crosses a Site of Community Interest (SIC) and, for this reason, we all have not only the responsibility of contributing to its protection, but also of ensuring its biodiversity through the conservation of this natural habitat.


ilhĂŠu de maria vaz /maria vaz islet fotografia/ photography: gerbrand michielsen


PR2-FLO

Lajedo - Fajã Grande

2 FAJÃ GRANDE Ponta do Baixio Furnas Ponta da Coelheira

Rolo da Fajãzinha

FAJÃZINHA

BREDOS

Ponta dos Bredos

MOSTEIRO

Calhau Novo

N

Ponta dos Fanais 1 LAJEDO


INFORMAÇÃO DO TRILHO TRAIL INFORMATION NÍVEL/ LEVEL: EXTENSÃO / EXTENSION: 10 km TEMPO/ TIME: 2h30

TOPOGRAFIA TOPOGRAPHY ALTITUDE/ LEVEL (m)

350 200 250 150 100 50 0

1

2

3

4

5

6

7

8

9

DISTÂNCIA/ DISTANCE (km)

DESCRIÇÃO DESCRIPTION Este trilho começa na freguesia do Lajedo, termina na Fajã Grande e tem a duração de cerca de 2h30m. Durante o percurso podem observar-se a costa oeste da ilha das Flores

This trail begins in the parish of Lajedo, ends in Fajã Grande and has the estimated time of about 2.5 hours. Along the trail you can observe the western coast of Flores island and the adjacent islets.


ilhéu do cartário / cártario islet fotografia/photography: gerbrand michielsen

O trilho passa pelas freguesias do Mosteiro, Fajãzinha e Ribeira Grande, até chegar à Fajã Grande, onde termina. Em geral, o piso é de terra batida, calçada antiga e, por vezes, é interrompido por pequenos troços de alcatrão, principalmente dentro das localidades. O percurso atravessa uma Zona de Protecção Especial (ZPE). É responsabilidade de todos(as) nós contribuirmos para a sua protecção, bem como assegurar a sua biodiversidade através da conservação deste habitat natural.


The trail passes by the parishes of Mosteiro, Faj達zinha and Ribeira Grande, until it reaches Faj達 Grande, where it ends. Generally, the trail runs on an unpaved track, with some stone and tarmac areas, mainly in the localities. This trail crosses a Special Protection Area (SPA) and, for this reason, we all have not only the responsibility of contributing to its protection, but also of ensuring its biodiversity through the conservation of this natural habitat.

vista sobre faj達zinha e faj達 grande fotografia/photography: gerbrand michielsen

mosteiros fotografia/photography: gerbrand michielsen


PR3-FLO

Poça do Bacalhau

4 POÇA DO BACALHAU

Canto

3 FAJÃ GRANDE Quebrada

Caldeira Branca

CALDEIRA SECA 2 COADA

Caldeira Funda Caldeira Comprida

1 MIRADOURO DAS LAGOAS

N


INFORMAÇÃO DO TRILHO TRAIL INFORMATION NÍVEL/ LEVEL: EXTENSÃO / EXTENSION: 7 km TEMPO/ TIME: 3 h00

TOPOGRAFIA TOPOGRAPHY ALTITUDE/ LEVEL (m)

700 600 500 400 300 200 100 50 0

1

2

3

4

5

6

7

DISTÂNCIA/ DISTANCE (km)

DESCRIÇÃO DESCRIPTION Este trilho começa no Miradouro das Lagoas, termina na Poça do Bacalhau e tem a duração de cerca 3h. O percurso inicia-se a cerca de 50m do miradouro ao lado da Caldeira Comprida, e segue por um caminho de pé posto, ao longo de uma área muito rica em vegetação endémica rasteira.

This trail, which starts at the Miradouro das Lagoas vantage point, ends at the Poça do Bacalhau and takes about 3 hours to complete. The trail begins at about 50 metres from the vantage point next to the Caldeira Comprida and follows a footpath through an area which is rich in low-lying endemic plant life.


caldeira seca fotografia/photography: gerbrand michielsen

Após caminhar cerca de 1km, chegará a uma estrada alcatroada e, mesmo em frente, encontra-se a Caldeira Seca. Depois de contemplar a mesma, ande um pouco na estrada e entre no caminho de pé posto localizado à sua esquerda. Este caminho poderá ter algumas zonas com águas paradas e lamas, sendo por isso conveniente ter algum cuidado. Percorridos mais 500m, encontrará a Caldeira Branca com o seu aspecto pantanoso. Continuando o percurso, chegará a um caminho de terra batida onde deverá virar à sua direita. Seguindo em frente, atravessará a ponte da Ribeira do Ferreiro e, após andar mais 1km, deverá virar à sua esquerda para um novo caminho de pé posto que segue em direcção à falésia. Este caminho apresenta marcas de

nevoeiro, de maiores dimensões para serem mais facilmente reconhecidas. Chegando à falésia, deverá ter uma bonita vista sobre a Fajã Grande. Desça a pastagem ao longo da falésia até encontrar à esquerda uma cancela de madeira que dá acesso a uma antiga escadaria em pedra. Esta escadaria é muito inclinada e pode-se encontrar escorregadia, sendo assim necessário algum cuidado. Ao chegar as pastagens da Fajã Grande, siga o caminho ao longo da Ribeira das Casas até à Poça do Bacalhau, onde o trilho termina. O percurso atravessa duas zonas de reserva: Sitio de Interesse Comunitário e Reserva Florestal. E responsabilidade de todos(as) nos contribuir para a sua protecção, bem como assegurar a sua biodiversidade através da conservação deste habitat natural.


After walking for about 1 kilometre, you will come to a tarmac road, and, right in front lies the Caldeira Seca. After viewing the Caldeira, walk along the road a short way and than take the footpath to your left. There may be puddles or patches of mud on this path, so care should be taken. After about 500 metres, you will come to the Caldeira Branca, which looks like a swamp. Keep going along the footpath and you will come to a dirt path, where you should turn right. Continuing on, cross the bridge over the Ribeira do Ferreiro and then, about 1 kilometre ahead, turn left onto a new footpath which leads towards the cliff. This path has fog signs, which are larger than normal so that they are more easily recognised (see photograph). When you reach the cliff, you should have a lovely view over the Fajã Grande. Go down the fields on the cliff side until you come to a wooden gate to your left, which gives access to a stone stairway. The steps are very steep and may be slippery, so you should take special care. When you reach the fields of the Fajã Grande, follow the path alongside the Ribeira das Casas stream until you reach the Poça do Bacalhau, where the trail ends. This trail crosses two nature reserves: a Site of Community Interest and a Forest Reserve. It is everyone’s responsibility to contribute towards their protection and to safeguard their biodiversity through the conservation of this natural habitat.

lagoa comprida fotografia/photography: gerbrand michielsen

final do trilho fotografia/photography: gerbrand michielsen


Notas & Pensamentos Notes & Thoughts


Lugares, aventuras e receitas Places, adventures and recipes

aldeia da cuada/ cuada village


Turismo rural Rural Tourism

Aldeia da Cuada / Cuada Village Fajã Grande - Lajes das Flores Contactos/ Contact: 292590040 E-mail: aldeiacuada@mail.telepac.pt Site: http://www.wonderfulland.com/cuada/ TA - Turismo de Aldeia O Turismo de Aldeia corresponde, como o nome indica, a turismo em aldeias de reconhecido valor arquitectónico.

The Village Tourism corresponds, as the name implies, the tourism villages of recognized architectural value.

No extremo mais ocidental da Europa num planalto sobranceiro ao Oceano, onde em segredo a natureza guarda os seus mistérios, a Aldeia da Cuada é um lugar à medida do isolamento da Ilha das Flores. Abandonada nos anos 60 quando os seus habitantes emigraram para a América, a Aldeia foi recuperada por Teotónia e Carlos Silva que sabiamente estabeleceram a ligação entre passado e presente, recuperando a traça rural das casas de pedra e adaptando-as às actuais necessidades. Sem pressa, deixe-se envolver pelo som dos pássaros e pela fragrância da erva fresca e dos loureiros com o perfume adocicado da cana roca. Neste mundo onde a paisagem embriaga, a tranquilidade é companheira fiel. É aqui o paraíso.


In most western extreme of Europe on a plateau overlooking the ocean, where a secret nature keeps its mysteries, the Village is a place of Cuada as the isolation of the island of Flores. Abandoned in 60 years when their inhabitants emigrated to America, the Village was recovered by Teotónia and Carlos Silva, who wisely settled the connection between past and present, recovering the traces of the rural houses of stone and adapting them to current needs. No hurry, soak up the sound of birds and the fragrance of fresh grass and laurels with the sweet scent of sugar cane roca. In this world where the landscape drunk, tranquility is faithful companion. Here’s paradise.


Actividades Activities

A grandiosidade e diversidade da orla costeira das Flores justificam um prolongado passeio de barco. A prática balnear encontra pouso nas piscinas naturais de Santa Cruz, nas praias junto às Lajes das Flores ou na praia de seixos da Fajã Grande e nas poças formadas na base de quedas de água, como é o caso no Poço do Bacalhau e na Ribeira Grande. Mergulho e observação de cetáceos são actividades que encontram boas condições nas Flores. A pesca pode ser realizada em rochedo, no mar ou nas ribeiras cheias de trutas. A ilha é um dos melhores pontos dos Açores para observação de aves e constitui um verdadeiro santuário para encontrar espécies nativas e migratórias, em especial do continente americano.

The magnificence and diversity of the coastline of Flores justify a long boat ride. The landing is bathing in natural pools of Santa Cruz, the beaches along the Lajes das Flores, or on the pebble beach of Faja Grande and in the pools formed at the base of the falls, as is the case in the Poça do Bacalhau and in Ribeira Grande . Diving and whale watching are activities that are good in Flores. Fishing can be performed in rock, at sea or in rivers full of trout. The island is one of the best spots for bird watching in the Azores and is a true sanctuary for native and migratory species to find, especially in the Americas.

Gastronomia Foods and drinks Durante séculos, as ilhas do grupo ocidental viveram algo isoladas.Como tal, os habitantes aprenderam a confiar na produção local como base da alimentação. Inhame com linguiça e sopa de agrião juntam-se à ementa mais tradicional das Flores. O queijo curado produzido na ilha apresenta pasta mole de textura firme. O peixe, que faz parte do património gastronómico tradicional da ilha, é vertido em receitas diversas, como a albacora assada no forno e a caldeirada de congro.

For centuries, the islands of the western group lived isoladas.Como something that the inhabitants have learned to rely on local production as a staple diet. Yam soup with sausage and watercress join the more traditional menu of Flowers. The ripened cheese produced on the island has soft paste texture firm. The fish, which is part of the traditional gastronomic heritage of the island, is poured into miscellaneous income, such as yellowfin tuna and roasted in the oven stew Conger.


Projecto SOS+SMS As Reservas da Biosfera Execução Gráfica Maria Adelaide Freitas Textos www.casasacorianas.com www.trails-azores.com www.visit-azores.com Mapas e Fotografias Direcção Regional de Turismo dos Açores Gerbrand Michielsen

Agradecimentos: Secretaria Regional do Ambiente e do Mar Direcção Regional do Turismo: Gerbrand Michielsen Pedro Arruda Associação Ecológica Amigos dos Açores: Adriano Pacheco Diogo Caetano


Caderno de viagem Flores  

Criou-se um diário de viagens com os trilhos pedestres que atravessam zonas das reservas.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you