__MAIN_TEXT__

Page 1

Relatรณrio Anual

2018


Sobre o Relatório Todos os anos, a Adami mantém o com-

A partir desta publicação, referente ao

promisso de apresentar aos seus stake-

ano de 2018, nosso então “Relatório de

holders um resumo das ações e resulta-

Sustentabilidade” passa a se chamar

dos obtidos pela organização.

Relatório Anual. Apesar da mudança de nomenclatura, continuamos focados em

É por meio do relatório anual que con-

relatar as principais ações desenvolvidas

seguimos nos conectar com os nossos

pela empresa no âmbito social, econô-

públicos e reforçar nossos valores e

mico e ambiental, conforme metodologia

crenças àqueles que nos acompanham.

de relato desenvolvida pela Global Report Iniciative (GRI).

No último relatório, publicado pela empresa, do ano de 2017, demos um impor-

Permanecemos ancorados nos princí-

tante passo em relação à materialidade

pios para relato da GRI, mas aprovei-

do conteúdo apresentado.

tamos deste material para ir além de alguns dos aspectos explorados pela

Todos os temas abordados foram defini-

diretriz.

dos pelos nossos stakeholders por meio de uma pesquisa que envolveu 40 repre-

Por esse motivo, optamos por comparti-

sentantes, divididos igualmente, entre

lhar a nossa história com a nossa identi-

clientes, fornecedores, colaboradores e

dade e, começamos a fazê-lo a partir do

comunidade.

nome.

Os temas mais escolhidos por eles serão

Sejam bem-vindos ao Relatório Anual de

a nossa base para relato durante os pró-

2018 da Adami S/A!

ximos dois anos.


Nossa ideologia Missão

Valores

Cultivar florestas, beneficiar madeiras, produzir papel, embalagem e energia, gerando riqueza com equilíbrio ambiental e desenvolvimento social.

Resiliência: determinação para alcançar nossos objetivos.

Visão Ser reconhecida pela gestão do negócio e qualidade dos produtos e admirada pelo desempenho.

Transparência: relacionamentos verdadeiros geram confiança. Integridade: fazer o que é certo. Segurança: solidez na administração do negócio.


Sumário

6

Mensagem do Presidente

8 13

A Adami é

Acreditar nas pessoas

29 43 51

Adaptar, evoluir e inovar

Nossos Mercados

O que fazemos hoje pelo amanhã


Mensagem do Presidente Encerramos 2018 com a certeza de que

crescimento sustentável a médio e longo

superamos muitos desafios e estamos

prazo, trazendo novos desafios para as

prontos para iniciar um novo ciclo de

empresas brasileiras.

conquistas na Adami. A empresa, em 2018, conseguiu manter O ano que passou foi marcado por mui-

seus objetivos estratégicos de curto,

tos acontecimentos no cenário político e

médio e longo prazo, conforme seu pla-

econômico em nosso país. A economia

nejamento.

nacional foi e está sendo afetada por acontecimentos internacionais, como o

Mantivemos o foco na redução gradu-

aumento dos juros americanos, competi-

al da nossa alavancagem financeira,

ção entre os dois maiores players mun-

aumento do fluxo de caixa livre e com

diais (China e EUA) e também por diver-

investimentos seletivos conseguimos

sos movimentos internos tais como a

melhorar nosso desempenho econômi-

greve dos caminhoneiros, problemas polí-

co-financeiro (ROE, ROIC e margem do

ticos e eleição à presidência da República.

EBITDA).

Os fatos geraram pressão na economia, que afetaram o país como um todo.

Da mesma forma, no corrente ano melhoramos nossas práticas, processos e

Por outro lado, as mudanças que estão

sistema de gestão, preparando-nos para

em andamento no cenário político e

o novo ciclo de prosperidade que acredi-

socioeconômico (agenda de competivi-

tamos virá a acontecer.

dade e produtividade), com a entrada do

6

novo governo, devem iniciar um proces-

Nossa contribuição com a sociedade

so de recuperação que, acreditamos,

está alicerçada na geração de impostos

venha a reconduzir a nação de volta ao

estaduais e federais sobre faturamento e


impostos sobre folha de pagamento da

que a busca por resultados é árdua, a

ordem aproximada de R$ 131 milhões,

Adami S/A prestes a completar 77 anos

contribuição que, certamente, deve ser

sobrevive, combinando a sabedoria ad-

redistribuída pelo poder público em for-

quirida com o passar do tempo com a

ma de serviços e benefícios de qualidade

coragem de investir em tecnologia e pro-

à população. Também continuamos

mover inovação.

focando seriamente nossos compromissos com o meio ambiente, tanto nas

Que a alternância de governo represente

florestas quanto em nossas unidades

a esperança de um futuro mais segu-

industriais e nas comunidades as quais

ro e efetivo, e de podermos continuar

estamos inseridos.

investindo e somando forças com quem sempre esteve ao nosso lado: nossos

Mantemos nossos processos de investi-

clientes, colaboradores, fornecedores e

mento para gerar valor aos nossos clien-

comunidade.

tes e comunidade, bem como, nossos investimentos nas pessoas que fazem parte do nosso quadro de colaboradores. Durante o ano de 2018, investimos diretamente mais de R$ 8 milhões em alimentação, plano de saúde, transporte, educação e formação, esporte e lazer, seguro de vida e campanhas internas. Para o ano de 2019 seguimos focados na sustentabilidade da empresa e reforçamos o nosso compromisso em continuar investindo no desenvolvimento e qualidade de vida de nossos colaboradores, na melhoria de nossos processos produtivos e em tecnologias que possam minimizar nossos impactos ambientais, bem como, promover a satisfação de nossos clientes. No mundo de hoje, em que as relações são cada vez mais complexas, em

José Adami Neto Diretor-Presidente

7


A Adami é Global Uma empresa com 77 anos de história, presente em todo o Brasil, em 27 países de 3 continentes. Possui cinco unidades de negócio que são: Unidade de Papel, Unidade de Embalagem e Unidade Madeireira, em Caçador (SC); Unidade de Energia com operações nas cidades de Ponte Serrada (SC), Passos Maia (SC) e Caçador (SC) e Unidade Florestal com sede em Caçador (SC) e Unidades de Manejo nas cidades de Água Doce (SC), Calmon (SC), Lebon Régis (SC), Macieira (SC), Matos Costa (SC), Palmas (PR), Passos Maia (SC), Ponte Serrada (SC) e União da Vitória (PR).

8


Versátil

5

Unidades de Negócio

4

Marcas

14

Papel, Embalagem,

Adami, Vert, Accendo e

Molduras, painéis de

Madeireira, Florestal

Chapecozinho Energética.

madeira, portas, baten-

e Energia.

Produtos

tes, guarnições, rodapés, madeira serrada, paletes, pellets, papel, chapas de papelão ondulado, embalagens de papelão ondulado, toras de madeira e energia.

9


Certificada Suas atividades industriais e florestais são reconhecidas e certificadas pelos principais órgãos certificadores do mundo.

NBR ISO 9001:2015 Em 2018, houve a migração do Sistema de Gestão da Qualidade da Adami ISO 9001:2008 para a ISO 9001:2015 pela BRTÜV Avaliações de Qualidade Ltda. Nesta mudança ocorreu a expansão da certificação para dois novos processos dentro da Unidade Madeireira: a fabricação de painéis e a serraria, resultando em um novo escopo: produção de madeira serrada, painel, moldura, guarnição, batente, rodapé, porta e kit de porta. Para atender a versão mais recente da norma, a empresa estabeleceu seu primeiro planejamento estratégico formal, focando em pilares como: satisfação dos clientes, gestão e desempenho do negócio. Dessa forma, novos processos foram implantados para que a Adami se adequasse à nova versão. As melhorias contribuíram para que a empresa continue atendendo aos requisitos de um Sistema de Gestão da Qualidade compreendendo: - Demonstrar sua capacidade para prover produtos e serviços que atendam requisitos dos clientes, estatutários e regulamentares aplicáveis. - Aumentar a satisfação do cliente por meio da aplicação eficaz de um sistema.

10


FSC® (Forest Stewardship Council®) A Adami também possui a certificação FSC® nos empreendimentos de manejo florestal e cadeia de custódia. A certificação garante que a madeira utilizada em determinado produto é oriunda de um processo produtivo manejado de forma ambientalmente adequado, socialmente benéfico e economicamente viável, e no cumprimento de todas as leis vigentes.

PSQ-PME No segmento de portas de madeira, a Vert está inserida no programa de certificação concedido pela ABNT e atende os requisitos da norma técnica NBR 15930-2 Portas de Madeira para Edificações. A empresa está em constante evolução na certificação de portas e possui três famílias certificadas: PEM (Porta de Entrada de Madeira), PIM (Porta Interna de Madeira) e PIM RU (Porta Interna de Madeira Resistente a Umidade). Em 2018, iniciou-se o processo para certificação de mais um produto: PEM RU (Porta de Madeira Resistente a Umidade).

ENPlus No âmbito da fabricação de pellets, a Adami recebeu a auditoria do organismo certificador onde verificaram-se: documentos, materiais utilizados e o parque fabril. O novo produto com a marca ACCENDO foi certificado com o selo da ENPlus, que garante a qualidade e o combate à fraude, na totalidade da cadeia de abastecimento. 11


12


Acreditar nas pessoas 13


O sucesso em nossas mãos

Valorizar àqueles que contribuem dia-

Buscamos construir relacionamentos só-

riamente para o desenvolvimento da

lidos e criar ambientes colaborativos que

empresa é mais que um dever, na Adami

gerem oportunidades de sucesso a todos.

o respeito às pessoas é condição fundamental.

14


Nossa gente

1.787 274 homens

mulheres

2.061 colaboradores

15


Colaboradores por faixa etĂĄria 812 homens

de 18 a 30 anos

399 homens

de 31 a 40 anos

332 homens

de 41 a 50 anos

186 homens

de 51 a 60 anos

58 homens

acima de 60 anos

111 mulheres

de 18 a 30 anos

88 mulheres

de 31 a 40 anos

56 mulheres

de 41 a 50 anos

17 mulheres

de 51 a 60 anos

2 mulheres

acima de 60 anos

Colaboradores por tempo de empresa 312 homens

59 mulheres

613 homens

118 mulheres

atĂŠ um ano

de 1 a 5 anos

342 homens

de 5 a 10 anos

230 homens

de 10 a 15 anos

133 homens

de 15 a 20 anos

78 homens

de 20 a 25 anos

63 homens

de 25 a 30 anos

11 homens

de 30 a 35 anos

5 homens

acima de 35 anos

16

atĂŠ 1 ano

de 1 a 5 anos

51 mulheres

de 5 a 10 anos

26 mulheres

de 10 a 15 anos

11 mulheres

de 15 a 20 anos

4 mulheres

de 20 a 25 anos

4 mulheres

de 25 a 30 anos

1 mulheres

de 30 a 35 anos

0 mulheres

acima de 35 anos


Pessoas com deficiĂŞncia (PCD)

93 homens

7 mulheres

Colaboradores efetivados no primeiro emprego

83 homens

Colaboradores em licença paternidade

72 homens

12 mulheres

Colaboradoras em licença maternidade

11 mulheres

17


Indicadores sociais internos Valor (R$) Alimentação

2.861.991,00

Plano de saúde

3.225.869,00

Cesta básica

2.481.516,00

Transporte de colaboradores

1.645.170,00

Seguro de vida em grupo

188.945,00

Atendimento odontológico

18.384,00

Esporte e lazer

289.361,00

Ginástica laboral

96.644,28

Brindes de Natal

230.249,25

Kits de material escolar

26.320,00

Festa da Criança

41.292,31

Reconhecimento Pelo 5º ano consecutivo, a Adami se manteve entre as 100 Melhores Empresas em Índice de Desenvolvimento Humano Organizacional (IDHO) e também em Cidadania Corporativa. Os dois levantamentos são realizados pelo Grupo Gestão RH com as empresas listadas entre as maiores e melhores do país. Indicadores de responsabilidade social, qualidade de vida, ética e relacionamento com os stakeholders são alguns dos itens avaliados.

18


Bem Viver Adami O Bem Viver Adami é um programa que

ma são desenvolvidos diversos projetos e

visa a qualidade de vida e integração do

ações que contribuem para o bem-estar

colaborador, por meio da prática saudá-

e saúde de todos.

vel do esporte e lazer. Dentro do progra-

19


Em 2018, cerca de 1.500

Foram realizadas também competições inter-

colaboradores participaram de

nas em 17 modalidades esportivas, totalizan-

alguma atividade do programa.

do 1.982 atendimentos. Para 2019, a meta é ultrapassar os 2.000 atendimentos. Todos os

Torneio do Trabalhador

380

participantes Bingo do Trabalhador

1.200 participantes

anos, os eventos esportivos recebem um maior número de participantes, demostrando que o esporte é um importante aliado da empresa na busca pela integração, socialização e bem-estar dos colaboradores. Ano

Participantes

2013

420

2014

1.154

2015

1.489

2016

1.929

2017

1.949

Além das modalidades esportivas realizadas por meio dos jogos internos, também foram disponibilizados horários supervisionados de

Dia Internacional da Mulher

120

participantes Festa da Criança

1.000 participantes

20

esporte e lazer no complexo da Unidade do Sesi de Caçador. As atividades aconteceram semanalmente durante todo ano, oportunizando momentos de socialização e incentivo a prática de esportes coletivos.


CENTRO DE CONDICIONAMENTO FÍSICO ADAMI A Adami possui um Centro de Condicio-

Para manter a frequência e participação,

namento Físico com modernos equipa-

foram realizados desafios e atividades

mentos de ginástica e musculação, local

mensais, entre elas: conversa com a nu-

que pode ser frequentado gratuitamente

tricionista, degustação de suplementos e

pelos colaboradores.

circuitos funcionais.

Em parceria com o Sesi são realizados cerca de 200 atendimentos mensais.

PROJETO GERAÇÃO FUTURO O projeto Geração Futuro surgiu da

Como principais objetivos do projeto,

constatação de um número significati-

estão: proporcionar atividade de lazer,

vo de crianças, filhos de colaboradores

unindo diversão com o desenvolvimento

moradores das vilas da empresa, que

de habilidades, aprimorar potenciali-

necessitavam de uma atividade no con-

dades motoras, promover a disciplina,

traturno e que possibilitasse desenvolvi-

integração e autonomia dos jovens

mento e qualidade de vida.

participantes.

A Adami entende que a prática esportiva vai além da atividade física ou fator de qualidade de vida. O esporte é capaz de desenvolver talentos e cooperar no processo de inclusão social. E por isso, subsidia o Geração Futuro. Atualmente, o projeto atende 20 crianças com idade entre 7 a 11 anos, moradoras das vilas da empresa no bairro Castelhano, oferecendo aulas de iniciação ao futsal.

21


NOSSA GENTE, NOSSA HISTÓRIA “Nossa gente, nossa história” é um pro-

Em 2017, foram 118 colaboradores ho-

grama de reconhecimento aos colabora-

menageados com 10, 15, 20, 25, 30 e 35

dores por tempo de empresa.

anos de empresa.

Desde 2002, o programa “Nossa gente,

Além do jantar comemorativo oferecido

nossa história” é realizado pela Adami e

a esses colaboradores e familiares, os

já homenageou mais de dois mil colabo-

homenageados também recebem um

radores.

vale presente.

A Adami acredita que valorizar e reconhecer esses profissionais é uma forma de agradecê-los pela dedicação e contribuição diária durante o período.

22


Lapidar diamantes Acreditar nas pessoas e investir em seu potencial é uma

É nessa tríplice que se es-

atividade tão delicada e engenhosa quanto lapidar dia-

trutura o trabalho realizado

mantes. Descobrir o potencial interior de cada colabora-

pela área de Desenvolvimento

dor e nortear os caminhos para que ele possa evoluir e

Humano Organizacional da

atingir os resultados esperados demanda determinação,

Adami.

planejamento e tempo.

A empresa atua de forma a manter os talentos que possui e lapidar aqueles que precisam complementar sua formação. Dessa forma, oferece capacitação afim de melhorar as competências e gerar oportunidades de crescimento nos diferentes níveis. 23


PROGRAMA CRESCER O Crescer é um programa de desenvolvimento mútuo em que a empresa investe, o colaborador se qualifica e o aprendizado é aplicado no trabalho, refletindo em conhecimento, crescimento profissional e melhores resultados para todos. O Programa faz a junção de diversos projetos e atividades paralelas de desenvolvimento e engajamento realizados na Adami. Para que o colaborador possa vislumbrar quais caminhos precisa percorrer para atingir o crescimento profissional, a empresa decidiu redesenhar as trilhas de carreira, a fim de definir a formação e conhecimentos necessários para cada posto de trabalho. A trilha de carreira Adami é um mapa que oferece uma perspectiva de onde o colaborador está profissionalmente, aonde ele quer chegar, por onde tem que passar e o que precisa adquirir para chegar lá. As trilhas de carreira traçadas pela área de Recursos Humanos em parceria com as demais áreas serão os possíveis caminhos para que o colaborador se desenvolva e cresça na Adami, porém elas apenas mostram as possibilidades, cada colaborador é dono de sua carreira, e é ele quem decide o caminho a seguir.

24


ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

FORMAÇÃO TÉCNICA

Em 2018, a Adami formou mais

A inovação tecnológica em nossos

de 50 alunos nos Ensinos Médio e

processos fabris exige cada vez mais

Fundamental.

qualificação de nosso quadro de colaboradores. Dessa forma, a Adami investe

A empresa disponibiliza escola em

em cursos técnicos que possam agregar

sua Unidade Papel/ Embalagem gra-

conhecimento aos colaboradores no

tuitamente para os colaboradores e

desenvolvimento de suas atividades e

dependentes.

também trazer melhorias aos processos produtivos da empresa.

Além do estudo, a Adami também oferece transporte e lanche nos inter-

Visando prepará-los para essa nova

valos de aula.

realidade, a Adami oferece curso Técnico em Celulose e Papel. Em 2018, duas tur-

Em 2018, a média mensal de colabo-

mas com 70 alunos foram iniciadas e 45

radores estudantes foi de 124 alunos

colaboradores alunos receberam o título

e 84.948 horas de participação.

de Técnicos em Celulose e Papel.

As aulas ocorrem no Centro de

No decorrer do curso, os alunos precisam

Educação Pierina Adami (Cepa) em

identificar problemas e desenvolver uma

parceria com o Sesi.

melhoria no processo de produção de papel e embalagens de papelão ondulado que possa ser aplicada no processo. Além do Técnico em Celulose e Papel também está previsto para ser implantado em breve um curso técnico na área da madeira. O objetivo tal qual o primeiro é profissionalizar essa área de negócio, preparar a mão de obra para as novas tecnologias que serão implantadas e com isso obter maior produtividade.

25


ALÉM DA FORMAÇÃO TÉCNICA Melhorar o desempenho

planejamento pessoal de

dos colaboradores é, sem

cada colaborador em que

dúvidas, hoje, um dos

são desenvolvidas compe-

maiores desafios de todas

tências como: planejamen-

as empresas. Sabe-se que

to, comunicação, negocia-

essa evolução não acon-

ção, tomada de decisão e

tece apenas por meio de

inteligência emocional, foco

instruções e conhecimen-

em resultados.

tos técnicos, mas com atividades que trabalham os

Os treinamentos comporta-

aspectos emocionais e mo-

mentais contribuem signifi-

tivacionais do colaborador.

cativamente para o dia-dia do colaborador, tanto em

Os treinamentos técnicos

seu âmbito profissional,

são importantes aos co-

quanto no âmbito pessoal.

laboradores, pois trazem conhecimentos novos e

Através desses treinamen-

atuais, num mundo dinâmi-

tos, ocorre um processo de

co e em constante mudan-

ressignificação de valores,

ça. Mas é fundamental uma

que serve como estímulo

mescla com treinamentos

para comportamentos be-

comportamentais, pois uma

néficos para a empresa.

boa dose de motivação é imprescindível para uma equipe de alto desempenho. É nessa perspectiva que a Adami iniciou em 2018, uma proposta de trabalho para desenvolvimento de colaboradores com foco em gestão de pessoas. Inicialmente, a metodologia realiza um levantamento do perfil comportamental e um 26


Valor investido em educação, capacitação e desenvolvimento profissional Ano

Total

2017

728.542,78

2018

1.141.123,32

Indicadores de treinamento 2017 (horas)

2018 (horas)

Treinamentos internos e externos

20.657

30.216

Ensino fundamental e médio

86.668

84.948

Cursos técnico / superior / especialização / idiomas

88.131

94.593

194.456

209.757

Treinamentos e cursos

Total

27


28


Adaptar, evoluir e inovar 29


Investimentos,

tecnologias & Inovação

Em quase oito décadas de existência, um

mos nossos resultados e aumentarmos

dos objetivos da Adami é aliar tradição e

nossa capacidade competitiva.

inovação em seus processos produtivos para garantir o futuro do negócio.

No mesmo viés, a busca por tecnologias, conhecimento e inovação nos garante

30

Toda a experiência de mercado adquirida

crescimento e nos impulsiona no reco-

até aqui servirá de base para melhorar-

nhecimento do negócio e desempenho.


MELHORA NO PROCESSAMENTO DE FIBRAS

Em 2018, a Unidade de Negócio Papel

Sempre em busca de aprimorar os

registrou uma redução no consumo do

processos nas diversas etapas de sua

amido utilizado na produção. A partir do

cadeia produtiva, em 2018, a Adami

mês de maio iniciaram-se estudos que

melhorou a tecnologia empregada no

resultaram em uma nova composição

fracionamento de fibras.

Papel

REDUÇÃO NO CONSUMO DE AMIDO

deste insumo, gerando uma economia de 10,37Kg/Ton. de papel produzido. A

Após a implantação da tecnologia,

mudança representou efetivamente uma

constatou-se aumento na qualidade

redução no custo de R$ 605.865,52 no

das fibras, dispensando a necessida-

período de maio a dezembro. Nesse perí-

de das fibras virgens produzidas na

odo, houve reajustes de preço para esse

Unidade de Pasta Químico-Mecânica.

insumo, caso o valor tivesse se mantidomédio do período de janeiro a abril deste

Além da mudança de conceito no

ano, teríamos uma economia total de

processo de produção, o mercado de

R$ 1.052.820,73.

aparas oferecia fibras recicladas a um preço abaixo das fibras produzidas

MELHORA NA DEPURAÇÃO DO PAPEL Está prevista para 2019, a implantação de uma melhoria no circuito de aproximação da máquina de papel. Atualmen-

naquela Unidade. Dessa forma, tornou-se mais vantajoso vender ao mercado a energia elétrica produzida para a Semi-Química e desativar as atividades de produção da pasta químico-mecânica.

te, os produtos passam por uma limpeza fina na preparação de massa e uma secundária na máquina de papel. Com o equipamento, todo o papel produzido será tratado novamente, o que irá melhorar o aspecto e qualidade final do produto.

31


Papel

NOVA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ÁGUA Com um investimento de R$ 329 mil

cesso, ficando em um valor abaixo de 0,5

reais foi adquirida em 2018 uma Nova

NTU conforme portaria 2.914/11 do Mi-

Estação de Tratamento de Água (ETA). O

nistério da Saúde, contudo, vale ressaltar

equipamento é responsável pelo trata-

que a água da nova ETA será utilizada

mento da água para geração de vapor,

somente para o processo produtivo.

que tem como finalidade a secagem de papel. A nova ETA proporciona menor

Entenda como a nova ETA irá funcionar:

turbidez à água utilizada em nosso proEtapa 01 A ETA recebe água do rio da forma como ele se encontra. Durante o processo, a água chega até a Calha Parchall da ETA onde recebe uma dosagem de floculante, que permite a neutralização de cargas nas superfícies das partículas coloidais suspensas em meio aquoso. Etapa 02 Nessa etapa, a água passa para o decantador onde as partículas - em suspensão e já na forma de flóculo - decantam por diferença de peso, separando dessa forma a parte sólida presente na água (sólidos totais, turbidez) da parte líquida já previamente limpa. Etapa 03 A água já previamente clarificada passa de forma descendente por um conjunto de filtros contendo materiais filtrantes, areias e carvões minerais antra-citroso, que fazem uma filtragem final da água já pronta para o processo. 32


Visando garantir a rápida resposta

produto e reduzir o tempo de resposta

ao cliente e atuar de forma efetiva na

no atendimento das reclamações.

solução dos problemas, em 2018, o processo de gestão das reclamações da

O novo sistema alcançou resultados

Unidade de Embalagem foi reformulado.

significativamente positivos em compa-

Um software para melhorar a gestão

ração ao mesmo período de 2017:

das etapas foi implantado. Além disso,

- Redução de 65% no tempo de resposta

os profissionais que fazem o tratamento

ao cliente;

das não conformidades externas recebe-

- Redução de 25% das reclamações;

ram capacitação. Dessa forma, a em-

- Redução de 35% no valor das devoluções.

Embalagem

NOVO SISTEMA DE ATENDIMENTO DAS RECLAMAÇÕES

presa visa garantir a disponibilidade do

MELHORIAS NA CLIMATIZAÇÃO E ASSEPSIA DA FÁBRICA DE EMBALAGEM Com previsão de investimentos em

Aprovando tecnicamente o novo telha-

2019, foram iniciadas na fábrica de em-

do e recuperação de estrutura metálica,

balagem, algumas mudanças estruturais

seguirão estudos orçamentários para as

para melhorar a climatização, assepsia

demais áreas cobertas existentes.

das instalações e proporcionar conforto térmico dentro do processo produtivo.

As mudanças visam diminuir o calor dentro de fábrica e melhorar a ventilação.

A 1ª etapa será realizada no setor de Acessórios e Onduladeira Marquip com

No setor de Acessórios em que já foram

a instalação de venezianas nas paredes,

feitas algumas adequações, os testes re-

substituição parcial do telhado e instala-

alizados na parede constataram redução

ção de parede com isolamento térmico

de 3ºC da temperatura do ambiente.

para impedir que o calor se propague nos outros ambientes da fábrica.

33


Embalagem

AUTOMATIZAÇÃO DO PROCESSO Em 2018, o Transfer Car, equipamento

onduladeira BHS, o sistema de unitiza-

responsável pela coleta dos produtos

ção de chapas com vistas a eliminação

convertidos nas impressoras com en-

de paletes de madeira que seguem para

dereçamento à linha de paletização, foi

os clientes. Esse novo sistema permi-

colocado em modo automático.

tirá redução no consumos de paletes de madeira, melhor e maior controle de

Com isso, o fluxo de produtos tornou-se

recebimento das chapas solicitadas por

mais constante e consequentemente o

clientes uma vez que as chapas sai-

processo ganhou maior agilidade.

rão contadas/cintadas, o que eliminará reclamações por parte dos clientes por

34

No final de 2018, foi iniciada a incorpora-

falta de chapas, além da redução no

ção no processo produtivo de chapas da

tempo de carregamento e descarga.


Em 2018 foi contratada uma empresa

Posteriormente, optou-se pela própria

para estudo e levantamento das con-

fabricante, BHS, que está fazendo le-

dições físicas da Onduladeira BHS. Na

vantamento e estudos do equipamento.

apresentação das propostas houve

Agora a Adami está aguardando propos-

comparação com os anseios técnicos da

tas da fabricante para dar sequência ao

gestão.

projeto.

Embalagem

PROJETO DE ADEQUAÇÃO A NORMA NR12

AUMENTO NA EFICIÊNCIA Apesar das dificuldades ocorridas em

Para 2019 há ainda a previsão de au-

2018, com a greve dos caminhoneiros e

mento de turno em onduladeira, que

a instabilidade do país, a Unidade de Ne-

passará a ter operação também no 3º

gócio Embalagem conseguiu encerrar o

turno. Essa ampliação irá gerar um au-

ano com o volume de produção próximo

mento de quadro e consequentemente

ao esperado para 2019.

oferta de emprego à região. O processo de treinamento dos colaboradores deve

A soma de três fatores levou a Unidade a

ocorrer a partir de setembro de 2019.

um crescimento significativo: eficiência produtiva, aumento de vendas e colaboradores mais integrados. O aumento de eficiência gerou um crescimento na ordem de 10% na conversão e 9% de Onduladeira, em comparação com o ano anterior. Para atender ao acréscimo de volume de produção previsto para 2020, estão em estudos a aquisição de novos equipamentos produtivos e adequações dos espaços físicos para o processo e logística. 35


Madeireira

TECNOLOGIA DE PONTA NA NOVA SERRARIA Está prevista para 2019, a implantação da nova serraria. O projeto conta com equipamentos de ponta para classificação das toras e otimização dos cortes com parametrização, conforme a necessidade de cada produto e para cada cliente. As máquinas trabalharão agregadas com scanner 3D, scanner infravermelho e câmeras com triangulação a laser, atualizando nosso parque fabril para o que há de mais moderno existente em processamento de cortes no mundo.

FOCO NA QUALIDADE Alinhados ao planejamento estratégico da empresa e visando proporcionar a melhor experiência de consumo aos nossos clientes, são realizados mensalmente grupos de estudo com a participação de todos os envolvidos no processo para reforçar os conceitos das boas práticas de fabricação, melhoria contínua dos processos e redução das desconformidades de produtos. A atuação contínua destes grupos de estudo proporcionou uma redução gradativa de reclamações nos últimos anos. No ano de 2018 houve queda de 36% nos registros da Unidade Madeireira com relação a 2017. Número que demonstra nosso comprometimento em cumprir o que determina a nossa Política da Qualidade, que é produzir com foco na satisfação do cliente.

36


Em 2018 foram realizadas as obras para

A escolha do nome e componentes visuais

implantação da fábrica de pellets na Uni-

se deu por meio de uma extensa pesquisa

dade de Negócio Madeireira. O projeto

com o propósito de evidenciar na marca,

recebeu um investimento de 15 milhões

características essenciais do produto. A

de reais e iniciou a operação no primeiro

palavra Accendo é derivada do latim e

semestre de 2019.

significa: acender, aquecer, iluminar.

Além de todo o planejamento produtivo,

Para 2019 ainda estão previstos novos

visando aproveitamento pleno de nossos

investimentos na produção a fim de atin-

materiais, também foram iniciados os

girmos a capacidade plena da produção

trabalhos de branding para criação da

da fábrica de pellets e atendermos a um

marca e logotipo do novo produto.

mercado em franco e sólido crescimento.

Madeireira

FÁBRICA DE PELLETS

Os pellets produzidos pela Adami serão comercializados com a marca Accendo.

37


Florestal

SISTEMA DE INVENTÁRIO FLORESTAL ENTRA EM OPERAÇÃO Em 2018, entrou em operação o siste-

• Distribuição de sortimento dinâmica,

ma de inventário florestal desenvolvido

havendo a opção de simular diferentes

pela Adami S/A, fruto da integração do

diâmetros e comprimentos em cada

Departamento Florestal e Departamento

classe diamétrica, bem como, adicionar

de Tecnologia da Informação (TI).

uma nova classe; • Distribuição de sortimento para madei-

Como resultado, obteve-se um produ-

ra em pé (valorização), retirada (colheita)

to customizado, capaz de atender as

e remanescente (prognoses);

demandas específicas e exclusivas dos

• Otimização dos códigos de defeitos e

povoamentos florestais da empresa,

sua influência na distribuição de sorti-

possibilitando, resultados e ajustes mais

mento;

precisos, que permitem uma tomada de

• O sistema realiza a simulação de

decisão mais segura.

desbaste, com base na real retirada de madeira, ou seja, em operação de des-

Principais ganhos relacionados ao inven-

baste são selecionadas as possíveis

tário:

árvores que serão marcadas e retiradas

• Integração do sistema de inventário ao

na colheita, obedecendo às técnicas

sistema de gestão da Adami (SGF);

operacionais;

• Diminuição de erros operacionais rela-

• Conversão de medidas (mst x m³ x

cionados com a coleta de dados;

ton);

• Aumento da capacidade de coleta de

• Ganho na agilidade de processamento

informações;

das informações;

• Transferência de dados com maior

• Diminuição do erro de inventário;

agilidade;

• Personalização de relatórios.

• Integração do processo de cubagem no próprio coletor, sem a necessidade do processamento de dados em escritório para posterior coleta a campo; • Apresentação dinâmica (gráficos) das estimativas de altura e volume; • O sistema realiza combinações entre as estimativas de altura e volume, que se obtém dos resultados do inventário; 38


2018 caracterizou-se como um ano de expansão, crescimento e inovação para a área florestal. O investimento em novos equipamentos e tecnologias possibilitou maior eficiência e agilidade das nossas

Florestal

TECNOLOGIA A SERVIÇO DAS FLORESTAS

atividades. No âmbito de geotecnologias, incorporou-se a computação móvel (tablets) para auxiliar na localização em campo. Esta ferramenta permite a inserção de mapas digitais, os quais são empregados para consultas de dados, edição e coleta de informações em campo e realização de inspeções/verificações. Também foi implantado o programa de poda semi-mecanizada com a aquisição de tesouras elétricas para realização de poda. A poda é um trato silvicultural adotado pela Adami com o objetivo de produzir madeira livre de nós e, por conseguinte, de boa qualidade do ponto de vista madeireiro. Os ganhos relacionados a essa ação são: ergonomia dos colaboradores, qualidade no acabamento do corte e aumento de produção. Equipamento

Atividade

Produção

(altura)

(árvores/homem/dia)

Manual (serrote)

1ª poda: 1,80m

680

Semi-mecanizado (tesoura elétrica)

1ª poda: 1,80m

1.100

39


Florestal

Para manter-se competitiva, em 2019 a Unidade Florestal investirá em tecnologia para otimização de produção. Destacam-se: - Monitoramento do módulo de colheita florestal em tempo real, quanto a localização, geração de relatórios de produção e controle fiscal; - Aquisição de equipamentos para preparo de solo;

REFORMAS NA CASA DE VEGETAÇÃO No ano de 2018 foram realizadas melhorias nas estruturas do viveiro florestal. Com a reforma da casa de vegetação houve um aumento de aproximadamente 15% na taxa de germinação de sementes. O acréscimo é atribuído, principalmente, ao aumento de luminosidade incidida. Considerando 1kg de sementes, esse aumento na taxa de germinação equivale à um aumento de produção de 5.200 mudas. Quando esses valores são extrapolados para um lote (10 kg de sementes), esse aumento refere-se à 52.000 mudas de pinus aptas ao plantio e à uma área efetiva de aproximadamente 33 hectares.

- Incorporação de drones no monitoramento e atualização de informações cartográficas, monitoramento patrimonial e

NOVOS VEÍCULOS NAS FRENTES DE TRABALHO

de combate a incêndios,

Em 2018 foram adquiridos veículos novos para as

bem como, monitora-

equipes de inventário e controle de formiga (Ranger/

mento fitossanitário;

Mini Bus). Os veículos possibilitam conforto e agilida-

- Expansão do módu-

de para os colaboradores.

lo de colheita florestal para atender à demanda

O Mini Bus conta com um sistema de reboque desen-

produtiva, principalmen-

volvido especificamente para armazenamento e trans-

te, impulsionada pela

porte de iscas formicidas, dispensando a necessidade

expansão da Unidade

de estoque e trazendo segurança aos colaboradores.

Madeireira. Como o veículo é itinerante, o depósito é deslocado conforme necessidade da equipe de controle de formigas. Além disso, o veiculo foi personalizado com um sistema que visa disponibilizar um local próprio para acondicionamento, preparo e realização das refeições nas frentes de trabalho. 40


Um de nossos principais investimentos

Está previsto para o primeiro semestre

no ramo energético, a construção da

de 2019 a conclusão do comissiona-

PCH-SSA, se concretizou durante o ano

mento dos equipamentos, o início de

de 2018, com a execução das obras civis

operação em testes e operação comer-

e eletromecânicas.

cial. Também em 2019 serão realizados

Energia

CHAPECOZINHO ENERGÉTICA S/A

todos os serviços referentes ao PRAD Neste período foram executadas todas as

(Plano de Recuperação de Áreas Degra-

instalações referentes à tomada de água,

dadas).

câmara de carga, conduto forçado, casa de força, subestação da geração, linha de

O projeto tem um investimento previsto

transmissão e Bay de conexão na subes-

de 44,5 milhões de reais com financia-

tação da concessionária Celesc SE-VBA,

mento de 80% junto ao BRDE, sendo que,

além de todos os serviços complementa-

95% desses recursos já foram investidos.

res e necessários ao empreendimento.

41


42


Nossos mercados

43


Embalagem

RESULTADO POSITIVO MESMO COM DIFICULDADES No ano de 2018, o mercado de papelão

As vendas na Unidade de Embalagem

ondulado permaneceu de lado, ou seja,

da Adami S/A tiveram um aumento de

esteve sem direção definida, sem ten-

10,4% em comparação com 2017. O

dências de alta ou baixa, apresentando

índice é bastante positivo considerando

um irrisório crescimento, conforme

que a Associação Brasileira de Papelão

confirmou o boletim estatístico da ABPO

Ondulado deverá apresentar um cresci-

de dezembro de 2018.

mento aproximado de 1,63%.

Ainda em 2018 é importante ressaltar

Dada pela característica regional de seu

que alguns fatores tais como, o desem-

mercado e também pela consolidação

prego elevado, a greve dos caminhonei-

de vendas de chapa de papelão ondula-

ros, e as incertezas com o futuro político

do, a Adami descolou do cenário econô-

e agenda econômica, contribuíram

mico do país e conseguiu apresentar um

diretamente para que o ritmo de cresci-

crescimento bastante relevante.

mento permanecesse fraco.

SATISFAÇÃO DE CLIENTES Comparativos dos resultados da pesquisa de satisfação nos anos de 2017 e 2018: Item avaliado

2017

2018

Qualidade do produto

3,42

3,40

Prazo de entrega

3,39

3,33

Atendimento

3,71

3,68

Transporte / condições de recebimento

3,29

3,30

Comparativo com os principais fornecedores

3,20

3,31

*Conceitos: 1. Ruim | 2. Regular | 3. Bom | 4. Muito Bom

Com os resultados obtidos, verificamos

Entretanto, os dados apontam que há

que a organização tem uma avaliação

possibilidade de melhorar nossos in-

positiva dos clientes, visto que todos os

dicadores de avaliação da satisfação e

requisitos ficaram acima da média. Já

percepção dos clientes sobre os itens

em relação ao ano anterior, a avaliação

avaliados.

permaneceu estável. 44


No ramo de portas, 2018 caracterizou-se

nho a um melhor custo-benefício. Além

como um ano de muito trabalho, persis-

disso, focamos nossa atuação em esta-

tência e foco para atingir os objetivos.

dos onde já possuímos equipe técnica e estão concentrados nossos maiores

Após meses de perdas acumuladas, a

volumes de vendas.

construção civil ficou estagnada em relação ao mesmo período do ano anterior.

No mercado externo, ampliamos nossa

Madeireira

FOCO E PERSISTÊNCIA PARA ATINGIR OS OBJETIVOS

carteira e estamos prospectando clienOs reflexos dessa crise foram sentidos

tes de grande potencial, com os quais já

por muitas construtoras que tiveram de

concretizamos parcerias.

encerrar as atividades, reduzir o ritmo de trabalho e cancelar lançamentos e

Nosso propósito principal permanece em

obras, o que afetou diretamente o setor

entregar produtos com o melhor desem-

de portas.

penho aliado a um atendimento diferenciado e que atenda às necessidades dos

Para equilibrar a balança, buscamos no-

nossos clientes. Acreditamos que assim

vos clientes de porte médio e lançamos

conseguiremos manter nossas parcerias

as portas impressas UV, que garantem

e fidelizar novos clientes.

maior qualidade, resistência e desempe-

MADEIRA SERRADA E PAINÉIS DESPONTAM Alinhamentos na gestão de pessoas do setor, ajustes técnicos nos equipamentos e manutenção preventiva mais eficaz resultaram em um aumento de 10% no volume de produção de madeira serrada. Já a ampliação na fábrica de painéis re-

VOLUME TOTAL DE VENDA Produto Madeira bruta

Volume 14.146m3

Portas

65.902 unidades

Kits de portas

84.238 unidades

Molduras

40.757m3

Painéis

12.209m3

fletiu em um aumento de 30% da capacidade produtiva e tornou o processo mais dinâmico e flexível. 45


Madeireira

NOSSO TRABALHO RECONHECIDO Todo o comprometimento em entregar

A Vert também foi reconhecida como for-

produtos com qualidade diferenciada

necedora destaque pela LEO Madeiras, no

é reconhecido pelos nossos principais

quesito “Crescimento de Vendas”.

clientes sejam do varejo ou das engenharias.

Em 2018, a Unidade Madeireira ficou entre as dez empresas destaque de um levan-

Em 2018 fomos honrados duplamente

tamento realizado pelo Grupo Jota de

com o reconhecimento do nosso trabalho.

Comunicação, levando o Prêmio Referência. O reconhecimento se deu devido ao

A Cyrela, uma das maiores construto-

investimento nas duas linhas de produção

ras do Brasil, realizou em São Paulo,

para aproveitamento de madeira com

a entrega do prêmio ao seu Top 10 de

diferentes diâmetros. A ação mostrou

fornecedores. Entre mais de dois mil

comprometimento com a região, setor e

fornecedores ativos, a Vert foi, pelo se-

uma contribuição para ampliar a confian-

gundo ano consecutivo, eleita uma das

ça na economia brasileira.

dez melhores empresas fornecedoras da construtora.

46


Em 2018, a Unidade Florestal colheu

Meta:

568.282,090 toneladas de Pinus taeda,

Em 2018 foram plantadas

sendo parte da produção consumida

cerca de 700.000 mudas de

pela Unidade Madeireira (44,5%) e o ex-

Pinus taeda (438ha).

cedente destinado à venda (55,5%).

A meta para o ano 2019 é

Florestal

ÁREA FLORESTAL SUPERA EXPECTATIVAS

a produção de 1.600.000 O ano de 2018 superou as expectativas

mudas, para implantação

de mercado para o setor florestal.

de 1.000ha de reflorestamento.

A perspectiva para 2019 é marcada pela valorização do preço da madeira serrada, celulose e produtos derivados, impulsionados pela oferta/demanda de matéria prima disponível no mercado. O esperado é que os bons resultados obtidos em 2018, sejam tendência também para 2019.

47


Energia

PARTICIPAÇÃO DA ADAMI EM USINAS HIDRELÉTRICAS A partir de aproveitamentos hidráuli-

tais como a PCH Amparo, o projeto da

cos existentes em suas propriedades,

CGH Química para aproveitar a barragem

a Adami realiza investimentos no ramo

existente na extinta Unidade de Negó-

energético. Atualmente, a empresa tem

cio Pasta Químico-Mecânica e o projeto

participação em três empreendimentos

em parceria com a Cia Bom Sucesso de

do setor e outros projetos em estudos,

Eletricidade da PCH Espraiado.

PCH Passos Maia Energética S/A PCH Victor Baptista Adami Adami S/A CGH Química

Chapecozinho Energética S/A PCH Salto Santo Antônio

Participação

Situação

Geração Anual (MWh)

Utilização

25,00

50%

Em operação

98.024,4

Comercialização no Mercado Livre de Energia

100%

Sem previsão para o início das obras

-

Consumo próprio e/ou comercialização no Mercado Livre de Energia

100%

Previsão da geração comercial para março/2019

-

Consumo próprio e/ou comercialização no Mercado Livre de Energia

2,10

9,00

Adami S/A PCH Amparo

7,50

100%

Sem previsão para o início das obras

-

Consumo próprio e/ou comercialização no Mercado Livre de Energia

Cia. Bom Sucesso de Eletricidade PCH Rio Timbó

5,50

33%

33.933,62

-

Consumo próprio

35%

Em fase de finalização dos projetos e captação de recursos

-

Consumo próprio e/ou comercialização no Mercado Livre de Energia

Cia. Bom Sucesso de Eletricidade PCH Espraiado

48

Potência Instalada (MW)

29,00


Energia

Consumo de energia Ambiente de Contratação Livre (ACL)

Ambiente de Contratação Regulado (ACR)

Autoprodução

Total

Papel

63.230,20

-

8.064,00

71.294,20

Embalagem

13.412,47

-

-

13.412,47

Madeireira

21.311,86

-

-

21.311,86

Unidade de Negócio

106.018,53

49


50


O que fazemos hoje pelo amanhĂŁ 51


Papel/Embalagem

Consumo de água Utilizar a água de forma racional e cada

A redução foi possível graças ao com-

vez mais eficiente é uma das premis-

prometimento de todas áreas que estão

sas da Adami. Ano após ano, a empresa

controlando as perdas e desperdícios,

investe em tecnologias para reutilizar os

aumentando a capacidade de reciclagem

recursos hídricos em seus processos e

e reutilização da água e, dessa forma,

dessa forma reduzir a captação de água

reduzindo a geração de efluentes.

do rio Castelhano. Nos últimos três anos, a empresa con-

Consumo de água potável Unidades de Negócio Papel e Embalagem

seguiu diminuir pela metade, o consumo de água na produção de papel. Em 2016, a Adami utilizava 11,06m³ para produzir uma tonelada de papel, em 2018 a média

Água potável (m3)

Janeiro

1.510

Fevereiro

1.475

Março

1.897

A economia conquistada pela empresa

Abril

2.357

representa o consumo mensal de 2.543

Maio

2.537

residências com quatro moradores.

Junho

2.501

Julho

2.921

Agosto

2.414

Setembro

1.010

Outubro

1.338

Novembro

1.199

Dezembro

1.296

Média mensal

1.871

Média m3/hora

2,56

de consumo para a mesma quantidade ficou em 5,8m³.

Economia igual ao consumo de

2.543

residências com quatro moradores 52

Mês


a outorga do direito de uso das águas do Rio Castelhano: PORTARIA nº 145 – de 05/06/2018 da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Sustentável. - Vazão máxima captada por hora= 6m³ - Validade: 10 anos a contar a partir da

Caldeira Icavi 60 a 80m3/dia Consumo humano 40m3/dia

Madeireira

Em 2018, a Unidade Madeireira recebeu

Limpeza e outros 80m3/dia

data da publicação da portaria.

53


Papel/Embalagem

Resíduos sólidos ARMAZENAMENTO E TRATAMENTO DE RESÍDUOS A Adami possui aterro industrial próprio

Com um investimento de 1,5 milhões de

que atende aos requisitos da legislação

reais, a segunda célula do aterro possui

e garante o armazenamento e destino

capacidade para 123.000m³ e represen-

correto de todos os resíduos gerados. A

ta a certeza de que os resíduos produzi-

separação é realizada de acordo com a

dos pela Adami receberão tratamento e

NBR 10.004/2004, classificando em re-

armazenagem adequada para minimizar

síduos de Classe I (perigosos), resíduos

os impactos gerados ao meio ambiente.

de Classe II (não inertes) e resíduos de Classe II- B (inertes).

A nova célula utiliza-se de técnicas que permitem a disposição controlada des-

Em 2017 foram realizados testes de

tes resíduos no solo, sem causar danos

queima de resíduo plástico em parce-

ou riscos à saúde pública, eliminando

ria com o Instituto Senai de Tecnologia

ainda impactos ambientais.

Ambiental (IST) de Blumenau, porém o custo de transporte desses resíduos até a caldeira da extinta Unidade de Negócio Pasta Químico-Mecânica inviabilizou o projeto. Dessa forma, a empresa priorizou os investimentos na execução da 2ª célula do aterro. Em 2018 foi iniciada a construção da 2ª célula do aterro industrial. Assim como a 1ª célula, a segunda é composta por sistemas de impermeabilização, drenagem, tratamento de gases e efluentes, atendendo a todos os requisitos exigidos pelo órgão ambiental IMA, o que garante segurança socioambiental.

54


Classe I

Classe II

Tipo de resíduo

Total gerado

Destinação final

Óleos e lâmpadas

Gerados 53,63m3, 6,80 toneladas de óleo e 194 lâmpadas descartadas

Coletados por empresas especializadas e certificadas

Lodo

7.275,500 toneladas

Aterro industrial próprio

Areia

750,100 toneladas

Aterro industrial próprio

Plástico

3.338,228 toneladas

Aterro industrial próprio

Plásticos e arames

361,386 toneladas

Aterro industrial próprio

Cinzas

1.525,680 toneladas

Aterro industrial próprio

Geração total: 13.250,894 toneladas/ano

Papel/Embalagem

Resíduos gerados nas Unidades de Negócio Papel e Embalagem em 2018

Nova célula do aterro industrial

55


Madeireira

PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS Um dos principais instrumentos implan-

Catarina. Esta prática facilita e esclarece

tados para melhorar a gestão ambiental

ao órgão fiscalizador todos os tipos de

na Unidade de Negócio Madeireira, foi

resíduos gerados na unidade fabril, bem

o Plano de Gerenciamento de Resíduos

como, suas quantidades, quem foi o

Sólidos. Com ele, aumentamos a critici-

transportador e destinador final.

dade no momento da classificação dos resíduos, passamos a realizar uma clas-

A evolução das ações na área ambien-

sificação em containers e/ou caçam-

tal demostra que não estamos apenas

bas que facilitou a coleta, melhorou a

atendendo as condicionantes e pro-

estética do local, eliminou problemas de

gramas ambientais exigidos por nossa

dispersão de resíduos que ocorriam com

licença ambiental, mas que buscamos

a ação do vento, proporcionou melhor

alternativas para reduzir impactos ne-

visualização dos tipos de resíduos gera-

gativos e custos com geração e desti-

dos, e possibilitou entender como alguns

nação de resíduos sólidos. Acreditamos

resíduos eram gerados e quais ações a

que dessa forma, estamos cuidando do

empresa poderia tomar para diminuir ou

presente e construindo um futuro melhor

extinguir tal geração.

para as próximas gerações.

Hoje, o acompanhamento destes processos facilita a gestão dos resíduos, e auxilia na busca por ações para diminuir a geração, reaproveitar, reciclar e/ou reu-

REDUÇÃO DE RESÍDUOS

tilizar os resíduos. A empresa estreitou a

Manutenções e intervenções técnicas

relação junto aos fornecedores de óleos

feitas na Caldeira ICAVI da Unidade Ma-

e graxas e tornou cooperativa a destina-

deireira, resultaram em uma diminuição

ção final dos recipientes vazios.

na produção de cinza, o que facilitou a destinação final do resíduo. Foram redu-

Também foram realizadas melhorias

zidas aproximadamente 300 toneladas

nas áreas de estocagem intermediária

com relação ao ano de 2017.

dos resíduos dentro da área fabril. Nossa

56

gestão dos resíduos está atrelada ao

A produção dos pellets Accendo é total-

Sistema de geração de MTR´s (Mani-

mente ecológica e utilizará 100% dos re-

festos de Transporte de Resíduos) do

síduos de madeira seca. Estes resíduos

Instituto do Meio Ambiente, órgão fisca-

representam 24,46% do total de resíduos

lizador responsável no Estado de Santa

gerados.


Em 2018, a Unidade Madeireira adequou

Para evidenciar a eficiência da fossa

uma de suas fossas sépticas visando

séptica, foi criado um Plano de Monito-

atender a legislação e NBR 7229.

ramento de Efluentes. Dessa forma, será avaliada a qualidade do tratamento ofe-

Com a adequação é feito o tratamento ne-

recido pelas fossas sépticas projetadas

cessário para que o efluente seja encami-

e, caso necessário, serão tomadas ações

nhado ao seu destino final de acordo com

para corrigir quaisquer irregularidades.

Madeireira

ADEQUAÇÕES

os parâmetros exigidos pela legislação.

Resíduos gerados na Unidade de Negócio Madeireira em 2018

Classe IIA

Classe IIB

Classe IIA e IIB

Classe I

Grupo A1 e Grupo E

Tipo de resíduo

Total gerado (2018)

Destinação final

Cinzas das caldeiras

672,82 toneladas

Reaproveitamento como fertilizante orgânico por terceiros

Resíduos de cola e tinta à base de água

450,74 toneladas

Estação de tratamento de efluentes

Papel reciclável

35,17 toneladas

Reciclagem - U. N. Papel

Cavaco de pinus (verde)

129.788,44 toneladas

Incineração para geração de energia - U. N. Papel

Cavaco seco

16.660,29 toneladas

Venda - incineração

Maravalha

25.403,68 toneladas

Venda - incineração / reciclagem / reutilização

Pó de maravalha

403,59 toneladas

Venda - incineração

Sucatas de ferro

54,99 toneladas

Venda / reciclagem / reutilização

Plásticos recicláveis

36,31 toneladas

Venda / reciclagem

73,70 toneladas

Aterro sanitário

37,53 toneladas

Aterro sanitário

Materiais não contaminados com produtos nocivos a saúde

(lixas, resíduos de varrição, poliéster, embalagens em geral)

Materiais contaminados com produtos nocivos a saúde (esto-

pas, recipientes aerossóis, peças contaminadas com óleo ou graxa)

Resíduos hospitalares

0,022 toneladas

Auto Clave

Geração total: 173.617,282 toneladas/ano 57


Madeireira

Emissões de gases Novamente, a empresa atendeu ao que é exigido pela Resolução Nº 382, de dezembro de 2006 e Lei

Material particulado total

Taxa de emissão 90,52mg/Nm3 a 8¢ O2

14.675, de abril de 2009.

Óxidos de Nitrogênio (NO2)

228,76mg/Nm3 a 8% O2

Ficando os resultados

Concentração média de O2

4,52%

Concentração média de CO2

15,81%

significativamente abaixo dos limites máximos estabelecidos pela Resolução e Legislação.

58

Parâmetros analisados

Densidade colorimétrica

20% (padrão nº1)


Parâmetros analisados

Taxa de emissão (ton/ano)

Material particulado total

22,72

Monóxido de Carbono

41,38

Papel

Caldeira Biochamm I

Caldeira Biochamm II Parâmetros analisados

Taxa de emissão (ton/ano)

Material particulado total

38,76

Óxidos de Nitrogênio

14,43

Caldeira HBremer Parâmetros analisados

Taxa de emissão (ton/ano)

Material particulado total

67,41

Óxidos de Nitrogênio

23,31

Caldeira Icavi Parâmetros analisados

Taxa de emissão (ton/ano)

Material particulado total

26,37

Óxidos de Nitrogênio

30,98

59


Florestal

Nossas florestas O compromisso ambiental

Investimentos ambientais realizados em 2018:

da empresa é voltado ao desenvolvimento de ações para promover a manutenção das Áreas de Alto Valor de Conservação (AAVC), bem como, a preservação de espécies ameaçadas de

Convênio com a Polícia Ambiental

R$ 51.600,00

Controle de espécies exóticas em Áreas de Preservação Permanente (APP)

R$ 92.745,00

Outras ações

R$ 136.0745,00

extinção e recursos natu-

R$ 280.420,00

rais em geral.

ÁREAS FLORESTAIS A empresa possui entre áreas próprias

desenvolvimento na área florestal, social

e arrendadas uma área de 45.723,65 ha.

e econômica, utilizando-se de técnicas

Em suas unidades de manejo, a Ada-

adequadas, visando atingir a melhor

mi tem como norma a conservação da

produtividade das florestas e qualidades

biodiversidade, solos e ecossistemas,

físico-mecânicas da madeira.

além do constante aprimoramento e Descrição

Produção

APP

Fazendas Próprias

11.865,90

12.872,34

Arrendamentos

6.238,43

5.246,82

18.140,73

18.119,16

Total

60


A Adami S/A, em busca do aprimora-

nios com universidades e instituições de

mento de suas operações florestais e

pesquisas mais uma vez são destaques

desenvolvimento sustentável, do ponto

no ano de 2018.

de vista social, ambiental e econômico, investe e apoia projetos de pesquisas.

Acreditamos que tornar público à co-

Florestal

PESQUISAS E RESULTADOS

munidade os resultados obtidos, é uma Nesse segmento, acredita que o envol-

forma eficiente de potencializar a aplica-

vimento por meio de parcerias e convê-

ção dessas pesquisas.

Água Projeto: Dinâmica Hidrológica e parâ-

Objetivo geral do projeto foi monitorar e

metros qualitativos da água do deflú-

determinar a qualidade da água de uma

vio de microbacias reflorestadas com

rede experimental de quatro microbacias

Pinus taeda pertencentes à bacia do Rio

com diferentes coberturas e interven-

Chapecozinho, região de Passos Maia e

ções de manejo.

Ponte Serrada (SC). Status: finalizado e em fase de publicação dos resultados. Tempo de execução do projeto: 5 anos. Custo total aproximado: R$ 300.000,00.

Microbacia Plantio Inicial (MBP)

Microbacia Desbaste (MBD)

Microbacia Corte Raso (MBR)

Microbacia Floresta Nativa (MBN)

61


Junho/2015 Intervenção com desbaste na MBD Intervenção com corte raso na MBR

Monitoramento Pré Manejo

Monitoramento Pós Manejo

36 meses

Determinação do índice de Qualidade da Água (IQA) A avaliação da qualidade da água nas microbacias estudadas foi baseada no monitoramento de parâmetros físicos e químicos da água em cada um dos pontos amostrais (vertedores). A partir desses parâmetros, obteve-se o índice de

MBD (desbaste) MBR (corte raso) MBN (floresta nativa)

* média mensal do periodo de monitoramento (3 anos)

OBS: A amostragem para determinação da qualidade da água foi realizada a cada 30 dias, para cada umas das microbacias.

62

Média

Dezembro

Novembro

Outubro

Setembro

Agosto

Julho

Junho

Maio

Abril

Março

Fevereiro

Período (mês*)

Janeiro

Qualidade da Água (IQAdami).

Dezembro

Novembro

Setembro

Outubro

Julho

Agosto

Maio

Junho

Abril

Fevereiro

Março

Dezembro

Janeiro

Novembro

Setembro

Outubro

Julho

2016

Agosto

Maio

Junho

Abril

Fevereiro

Março

Dezembro

Janeiro

Novembro

Setembro

Outubro

Julho

2015

Agosto

Maio

Junho

Abril

Março

Janeiro

2014

Fevereiro

2013

Dezembro

Florestal

Periodo de monitoramento (3 anos de monitoramento contínuos):


(CETESB, 2011) Baseado no

a dinâmica da interação do manejo florestal empregado pela

IQAdami determi-

Adami S/A sobre os recursos hídricos, atestando que o mes-

nado no estudo, a

mo não promove efeitos negativos sobre a qualidade da água.

qualidade da água

Classificação

de deflúvio foi con-

Enquadramento IQA

siderada “boa”, em

Ótima

100 - 79

praticamente todo o

Boa

79 - 51

Aceitável

51 - 36

Imprópria para tratamento convencional

36 - 19

Imprópria

19 - 0

período de monitoramento das microbacias. Esses resultados demonstram

Florestal

Classificação do índice de Qualidade da Água para abastecimento público

Produção Projeto: Zoneamento do potencial pro-

Tempo de execução do projeto: 5 anos

dutivo de Pinus taeda L. E. e definição de

Custo total aproximado: R$ 600.000,00

unidades de manejo Florestal na Empresa Adami S/A, Caçador (SC) Status: finalizado e em fase de implantação dos resultados O manejo florestal, dentro do contex-

mos e redução dos custos de produção.

to de sustentabilidade, visa a máxima

Embora pareça uma conta simples a

eficiência dos recursos empregados na

ser feita, compreender de que forma as

produção florestal. Em se tratando de

variáveis do meio influenciam na capaci-

florestas, a compreensão da relação da

dade produtiva florestal, requer a análise

capacidade produtiva da espécie culti-

conjunta de variáveis complexas que se

vada frente à variabilidade dos fatores

inter-relacionam e variam regionalmente.

edafoclimáticas (atributos do solo, relevo e clima), permite atingir níveis produtivos

Com esse intuito, e baseado no conceito

satisfatórios, garantindo ainda, melho-

de Silvicultura de Precisão, buscou-se

rias na eficiência de aplicação de insu-

mapear a variabilidade espacial da ca63


Florestal

pacidade produtiva, em nível de talhão, dos povoamentos de Pinus taeda L. da Empresa Adami S/A, relacionando com atributos do meio físico (topografia e solo) e identificando os fatores limitantes ao crescimento da espécie em questão. Ao lado são apresentados resultados da espacialização das classes de produtividade para a Fazenda São Pedro localizada no município de Calmon (SC), considerando diferentes cenários (conjunto de variáveis limitantes). A análise integrada de mapas temáticos de produtividade em relação aos atributos do meio físico, assim como uma análise baseada em multicritérios possibilita identificar as variáveis condicionantes à produtividade de Pinus taeda e, por conseguinte, embasar a tomada de decisão em nível de Unidades de Manejo Florestal (talhão).

64


Os atributos de conservação definidos para as AAVCs nas áreas da Adami S/A foram analisados segundo Critérios do Princípio 9 do

Atributo 1 Florestas ou áreas que contém concentrações globalmente, regionalmente ou nacionalmente significante de valores de biodiversidade.

FSC®. Os resultados da avaliação foram obtidos por meio de estu-

Atributo 2

dos conduzidos por especialistas

Florestas ou áreas que contém concentrações globalmente, regionalmente ou nacionalmente significante de grandes florestas no nível de paisagem, contidas dentro ou contendo a unidade de manejo florestal.

qualificados e validados por meio de consultas públicas à representantes da comunidade científica, órgãos ambientais, comunidades locais e equipe técnica interna da

Atributo 3

empresa. Foram identificados três atributos de AVC, sendo:

Florestas ou áreas que estão ou contém ecossistemas raros, ameaçados ou em risco.

A AAVC está localizada no municí-

garantir a manutenção ou melhoria dos atribu-

pio de Passos Maia (SC), nas Fa-

tos de AVC, monitoramentos contínuos são

zendas Amparo, Recreio Quinhão

realizados.

Florestal

Áreas de Alto Valor de Conservação – AAVC

(IV) e Santo Antônio do Salto. De acordo com o monitoramento mais recente A área corresponde à aproxima-

da vegetação, existem na área aproximada-

damente 381 hectares de Floresta

mente 65 espécies florestais, distribuídas em

Ombrófila Mista, distribuída em

31 famílias botânicas. Deste total de espécies,

dois fragmentos florestais.

pelo menos quinze também ocorrem no Parque Nacional das Araucárias (PNA), a exemplo,

Medidas de proteção para as AAVC

Inga sp., Nectandra megapotamica, Ocotea

são tomadas com o objetivo de

puberula, Campomanesia xanthocarpa, Para-

promover a conservação das AAVC

piptadenia rigida, Dicksonia sellowiana, Ocotea

e também das espécies raras e en-

porosa, Araucaria angustifolia, entre outras.

dêmicas existentes e minimização

O PNA representa a maior porção de Floresta

de impactos que possam ser pro-

Ombrófila Mista em nível de paisagem, desta

vocados por diferentes ameaças.

forma, a observância de espécies comuns de-

Para medir a eficiência das me-

monstra a conservação do fragmento avaliado

didas de proteção, bem como,

em relação a sua matriz florestal (PNA). 65


Monitoramento das espécies ameaçadas de extinção,

três espécies da flora

considerando indivíduos com circunferência na altura

ameaçadas de extinção

do peito maior ou igual a 15,7 cm

(Portaria MMA N°443, 2014), as quais estão sendo monitoradas desde o ano 2010.

100

Número de indivíduos

Florestal

Estão presentes na AAVC

80 60 40 20 0 2010

2012

2014

2016

Ano de monitoramento Araucária – Araucária angustifolia Imbuia – Ocotea porosa Xaxim – Dicksonia sellowiana

Após o último ano de monitoramento (2016), a frequência de monitoramento passou ser realizada a cada cinco anos, período este satisfatório para acompanhar a dinâmica florística e fitossociológica do remanescente em questão. Assim, o próximo monitoramento está previsto para o ano 2021.

66


67


www.adami.com.br

Profile for Adami

Relatório de Sustentabilidade 2018  

Relatório de Sustentabilidade 2018

Relatório de Sustentabilidade 2018  

Relatório de Sustentabilidade 2018

Profile for adami4
Advertisement