Page 1

VOZ DE LOURDES

MAIO 2018 • Nº 303

“O pão é um só, assim nós, embora muitos, somos um só corpo.“ (1 Cor 10, 17)

REFLEXÃO Pág. 2

CELEBRAÇÃO DE CORPUS CHRISTI

MARIA MÃE DA IGREJA

Pág. 3

Pág. 6


2 | Nº 303 | MAIO 2018 | VOZ DE LOURDES

“Quem come este pão viverá para sempre.” (Jo 6,58)

REFLEXÃO

FESTA DO ESPÍRITO SANTO O Espírito Santo de verdade, advogado dos cristãos.

Jesus fala do Espírito Santo e o apresenta como “um outro advogado”. Advogado é aquele que defende uma causa. Depois da morte e ressurreição de Jesus, a comunidade encontrou-se diante do mundo hostil que a persegue e mata seus membros. Quem sustentará a luta de Jesus que se prolonga agora na vida dos cristãos? O defensor é o Espírito Santo, que permanece para sempre na vida da comunidade. Ele é chamado de Espírito da Verdade, isto é, aquele que estará presente em todas as ações dos cristãos em defesa da liberdade e da vida, como fez Jesus. É o Espírito de Jesus. Jesus é a Verdade. O Espírito da Verdade é a memória da fidelidade de Jesus na vida da comunidade cristã, que não caminha em direção ao vazio e à derrota porque o caminho de Jesus leva à vida. E o Espírito é a ação do Senhor atualizada na caminhada da comunidade. A exemplo do Mestre, os cristãos enfrentam um mundo hostil, o mundo da mentira, que se opõe ao Espírito da Verdade. Enfrentam-no para transformá-lo. E a força para isso vem do Espírito (advogado), que abre novos caminhos para a prática de Jesus no meio dos cristãos.

A comunidade cristã, que vive no amor, experimenta a força do Espírito de Jesus, doador da vida. Esse Espírito já está presente nela, permanecendo para sempre. Jesus havia anunciado aos discípulos que iria partir para o Pai. Essa afirmação deixara nos discípulos a sensação do abandono total, como os órfãos, sem proteção nem defesa. Jesus garante à comunidade que não a deixará no abandono e orfandade, mas estará presente nela. O mundo não mais verá Jesus, pois a sociedade injusta que o matou pensa ter tido a vitória definitiva. Mas Jesus é Vida. Nele a comunidade viverá e o verá. Por que o mundo não verá mais, mas somente a comunidade? Porque ele se manifesta no amor e no Espírito, que faz os cristãos reviverem a experiência de Jesus. Vivendo a experiência do Espírito, Jesus viverá nos cristãos. O Espírito, que procede do Pai e que Jesus comunica aos discípulos, leva os cristãos ao reconhecimento de que Jesus e o Pai são uma só pessoa. Em comunhão com esse Espírito, também os cristãos são uma pessoa com Cristo.

HORÁRIOS DAS MISSAS

Pe. Ildo Borges Valadão EQUIPE DO JORNAL

Todo dia 11 • Missa da Saúde • 15h

vozdelourdes@gmail.com • facebook.com/pnslourde Diagramação: AD3com. (43 3354-3305) • Tiragem: 1500 exemplares Os textos são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião da equipe ou da paróquia.

Quarta-feira • Missa com Novena à N. Sra. do Perpétuo Socorro • 19h

EXPEDIENTE PAROQUIAL

1a. quinta-feira do mês • Missa às 19h | Dia da Palavra às 20h

Segunda à sexta-feira das 8h às 12h e das 14h às 18h • Sábado das 8h às 12h Atendimento dos Padres: Segunda-feira das 14h30 às 17h30 | Quarta-feira das 14h30 às 17h | Sexta-feira das 15h às 17h Secretárias: Ana Maria e Tainá • Fone: (43) 3322-0313 • R. Santo Estevam, 70 Vila Siam • Londrina-PR • email: pnsloudes@sercomtel.com.br

Segunda, terça, sexta-feira e sábado • 19h Domingo • 7h | 9h | 19h

ANUNCIE AQUI!

Entre em contato com a nossa equipe e seja nosso anunciante também.


VOZ DE LOURDES | MAIO 2018 | Nº 303 | 3

“Quem come este pão viverá para sempre.” (Jo 6,58)

CORPUS CHRISTI A celebração do Corpus Christi começou no século 13, em 1243, quando uma freira agostiniana teria tido visões de Jesus Cristo desejando que o mistério da Eucaristia fosse celebrado com destaque. A Bíblia diz que durante a Última Ceia de Jesus com seus apóstolos, ele teria mandado que celebrassem sua lembrança comendo o pão e bebendo o vinho, que se transformariam em seu corpo e seu sangue. Foi a partir da visão e da cobrança de Jesus que a freira lutou para que houvesse um reconhecimento da data, que mais tarde ficou conhecida como Corpus Christi, quando, em 1264, o papa Urbano 4º consagrou a festa para toda a Igreja. A celebração do feriado consta de uma missa, procissão e adoração ao Santíssimo Sacramento. A procissão lembra a caminhada do povo de Deus, que é peregrino, em busca da

Terra Prometida. Antigamente, a tradição católica também tinha o costume de enfeitar as ruas com grandes tapetes coloridos que formam desenhos que fazem alusão à figura de Cristo, do pão e do cálice. Hoje em nossos dias existe uma interpretação em que Jesus Eucarístico está presente em nosso irmão que sofre, por isso, inúmeras paróquias do mundo inteiro tendem a fazer com que este Cristo Vivo real e verdadeiro se faça presente através de gestos concretos, como por exemplo: tapetes com alimentos não perecíveis, fraldas geriátricas, cobertores, e agasalhos. Aqui em nossa comunidade fizemos esta opção, na Santa Missa faremos esta trajetória de Jesus através destes gestos concreto.

SANTA MISSA ÀS 9H COM A PROCISSÃO AO REDOR DA IGREJA.

CONFISSÕES Toda quarta-feira confissão das 14h30 às 17h. 12 de maio

8h30

Confissões para a Primeira Comunhão dos Adolescentes e Adultos

21 de maio

19h30

Confissões para a Crisma

26 de maio

8h30

Confissões para a Crisma e Primeira Comunhão das Crianças


4 | Nº 303 | MAIO 2018 | VOZ DE LOURDES

“Quem come este pão viverá para sempre.” (Jo 6,58)

VOZ PASTORAL

GRUPO MUSA

VICENTINOS

ALEGRIA NO SERVIR

AÇÃO SOLIDÁRIA

“Também não se põe vinho novo em odres velhos, senão os odres se arrebentam, o vinho se derrama e os odres se perdem.” (Mt 9,17)

Sejamos incansáveis na busca pela perfeição, mesmo sabendo que nunca a alcançaremos. Mas na certeza que seremos melhores a cada dia. Não podemos dar o que não temos. Por isso o MUSA realizou o Amorização, encontro dos servos do MUSA realizado nos dias 13,15 e 15/04. Onde todos os servos realizaram um abastecimento e se prepararam espiritualmente para receber os catequizandos da crisma no PROVA DE FOGO.

TARDE FESTIVA A Pastoral da Pessoa Idosa da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, em comemoração ao Dia das Mães, estará realizando uma TARDE FESTIVA com chá, bolos e sorteio de Prêmios. Os convites para o evento poderão ser adquiridos no dia. Data: 06/05/2018 ( domingo) • Horário: 14h Valor: R$ 10,00

Ação Solidária: “Dia de beleza”. Conferências São Francisco de Assis, N. Sra. de Lourdes, São Maximiliano Maria Kolbe, Grupo MUSA/Promoção Humana.

Com gratidão em nossos corações em fazer parte de uma comunidade que participa e faz junto de nós a obra acontecer! Muito obrigada a cada um que colaborou com a doação de chocolates, alimentos e roupas! Conseguimos atender às nossas famílias, que somam 16, a Creche Santa Rita de Cassia, o Centro de Educação Infantil Imaculada Conceição, a Capela Santa Ana no Bairro Santa Fé, a Conferência Santa Ana e a Conferência Santa Isabel! Além da ação de Páscoa, aconteceu dia 25/03 o “Dia de beleza” com as famílias. Para isso, contamos com o auxilio 3 cabeleireiros voluntários. Foram oferecidos cortes de abelo, café da manhã e muita diversão. O grupo MUSA pôde colaborar conosco, envolvendo nossas famílias com muito amor e alegria. No dia 31/03, tivemos o momento de oração com nossas famílias e a entrega de cestas básicas e chocolates.

PASTORAL DO DÍZIMO DIZIMISTAS: Lembramos que sua generosidade é que move nossa comunidade para a ação litúrgica, missionária e em favor das pessoas necessitadas. Mesmo que tenha parado de contribuir, não importa. O importante é recomeçar para a maior glória de Deus!

ANUNCIE AQUI!

Entre em contato com a nossa equipe e seja nosso anunciante também.


VOZ DE LOURDES | MAIO 2018 | Nº 303 | 5

“Quem come este pão viverá para sempre.” (Jo 6,58)

VOZ DO PAPA

SACRAMENTO DO CRISMA A Crisma é um dos sacramentos da Iniciação Cristã, juntamente com o Batismo e Eucaristia, os três formam um único evento salvífico, no qual somos inseridos em Jesus Cristo morto e ressuscitado e nos tornamos novas criaturas e membros da Igreja. A Crisma significa unção e, de fato, pelo óleo sagrado que recebe neste sacramento, o homem é confirmado no poder do Espírito Santo. O termo “Confirmação” recorda-nos então que este Sacramento leva a um crescimento da graça batismal: une-nos mais firmemente a Cristo; cumpre a nossa ligação com a Igreja; dá-nos uma especial força do Espírito Santo para difundir e defender a fé, para confessar o nome de Cristo e para não nos envergonharmos nunca da sua cruz (cfr. Catecismo da Igreja Católica, n. 1303).

que a Tradição, à luz da Sagrada Escritura, sempre evidenciou. Estes sete dons: eu não quero perguntar a vocês se vocês se lembram dos sete dons. Talvez vocês todos o sabem... Mas os digo eu em nome de vocês. Quais são estes dons? Sabedoria, Inteligência, Conselho, Fortaleza, Ciência, Piedade e Temor de Deus. E estes dons nos foram dados propriamente com o Espírito Santo no sacramento da Confirmação. A estes dons pretendo então dedicar as catequeses que seguirão àquelas sobre os Sacramentos. Queridos irmãos e irmãs, recordemo-nos de que recebemos a Confirmação! Todos nós! Recordemos antes de tudo para agradecer ao Senhor por este dom, e depois para pedir-lhe que nos ajude a viver como verdadeiros cristãos a caminhar sempre com alegria segundo o Espírito Santo que nos foi dado.

Ele infunde no homem o Seu Espírito Santo, cuja ação permeia toda a pessoa e toda a vida, como refletido pelos sete dons

Papa Francisco

O BATISMO “No Sacramento do Batismo o homem morre para o pecado e renasce da água e do Espírito Santo para uma vida nova em Jesus Cristo.” Pe. Constantino Gardinalli. Ninguém nasce por si ou vive só. Ninguém pode fazer uma religião por si e para si. A criança nasce numa família e por ela é cuidada. Pelo Batismo, nascemos para a comunidade e somos por ela cuidados. O Batismo não é ingresso para o céu, mas um convite à santidade, vivida em comunidade. Pelo Batismo, assumimos o compromisso de construir o Reino de Deus entre nós. Claro, se o batizando é criança, quem assume essa responsabilidade em seu lugar são os pais. Logo, os pais que não tiverem consciência de que, como Filhos de Deus, devem exercer essa missão, a de buscarem seguir os ensinamentos de Jesus, não têm condições de o fazerem em nome de seus filhos. Sem fé, não existe batizado durável. Batizar um filho é colocá-lo nas mãos de Deus. E para ter acesso e esse abraço divino de acolhida para os novos filhos, é preciso que estejamos próximos de Deus. Por isso, como pais, a primeira conduta que devemos adotar perante o Batismo é a de buscarmos uma vida em comunidade e, com ela e através dela, o enriquecimento de nossa fé, pois só com o exemplo, o testemunho, é que exerceremos influência positiva no encaminhamento dos nossos filhos à religião.

Os Padrinhos Os padrinhos não são escolhidos apenas para “substituir os pais em caso de os mesmos faltarem”. A missão deles é ajudar os pais e educar o filho na Fé. Devem, pois, ser escolhidos pelo conteúdo moral, pelo exemplo de vida cristão e, claro, pelos laços de afetividade que tenham com a família da criança. Os padrinhos devem ser presença especial na vida de seus afilhados. Uma presença constante, alegre, animadora e, acima de tudo, uma presença que sempre revele Jesus. Os padrinhos, se solteiros, devem ser maiores de 16 anos e ter todos os sacramentos: Batismo, Eucaristia e a Crismo. Se casados, devem ser casados na Igreja católica. A Catequese Batismal É importante notar que o período de duração da Catequese Batismal varia de comunidade para comunidade, não é simplesmente uma exigência, um direito que a Igreja exerce. É, acima de tudo, uma obrigação assumida pela Igreja, de prestar essa orientação, esse esclarecimento sobre o batismo e tudo que a ele se refere, mas também sobre a própria Igreja. É, pois, muito importante participar desses momentos de estudo, reflexão e oração pelos seus filhos e afilhados. DIretrizes para os Sacramentos


6 | Nº 303 | MAIO 2018 | VOZ DE LOURDES

“Quem come este pão viverá para sempre.” (Jo 6,58)

Mesmo Maria estando agora gloriosa no céu, ela atua na terra. Com amor materno, ela cuida dos irmãos de seu Filho que ainda peregrinam na terra. Maria tem um coração de mãe tão grande como o mundo, e intercede pelos povos junto a seu filho Jesus sem cessar. Daí a fé popular depositar nas mãos de Maria, Rainha e Mãe, o destino das nações. Maria é educadora da fé. Ela cuida que o Evangelho penetre na vida de cada um para que produza os frutos de santidade. Por Maria entrou na Igreja a presença feminina, que cria nela o ambiente de família, clima de acolhimento, amor e respeito à vida. Maria faz com que a Igreja se sinta família e viva em fraternidade. Pe. Ildo Borges Valadão

MÃE DA IGREJA Porque chamamos Maria de mãe da igreja? Disse, então, sua mãe aos serventes: “Fazei o que ele vos disser”. (Jo 19,26). A igreja instruída pelo Espírito Santo venera Maria, a mãe muito amada, com afeto e piedade filial. Maria tornou-se mãe de Deus, mãe de Cristo, quando o Espírito Santo a cobriu com sua sombra. É mãe da Igreja, porque é mãe de Cristo, cabeça do corpo místico da Igreja. É mãe da igreja, porque no momento em que a Igreja nasceu do coração de Cristo, ela colaborou com seu amor, sofreu e se sacrificou com seu filho para a redenção do mundo.

SER MÃE...

Na novena de Pentecostes, Maria implorou para a Igreja e o Espírito Santo, para que irrompesse nela a vida de Cristo em toda sua plenitude.

É a missão de maior responsabilidade. É amar de forma mais completa. É dar o melhor de si e não esperar nada em troca...

A Igreja gera sua obra evangelizadora sempre novos filhos. Converter-se a Cristo, aceitar seu Evangelho, significa deixar-se transformar e renovar-se. Nascer para uma vida nova, tornar-se outro Cristo, é um verdadeiro renascimento e neste parto Maria é nossa mãe.

À ela devemos nossa vida, pois é merecedora de todo nosso respeito e digna de todo nosso afeto. Mãe é sinônimo de amor e bondade.

Parabéns pelo seu dia.


VOZ DE LOURDES | MAIO 2018 | Nº 303 | 7

“Quem come este pão viverá para sempre.” (Jo 6,58)

ACONTECEU PASTORAL DA CATEQUESE

DESAFIO DOS PAIS

ACONTECENDO ESTUDO BÍBLICO Acontece toda quarta-feira, logo após a Santa Missa às 19h com o Frei Ildo Perondi. Esse mês será estudado o Livro de Gêneses.

BATISMO

FEIRA DE PASTORAIS E MOVIMENTOS

No dia 08 de maio, terçafeira, acontecerá o batismo das crianças, adolescentes e adultos que se prepararam para a Eucaristia e Crisma, será na Santa Missa das 19h.

PRIMEIRA COMUNHÃO No próximo dia 13 de maio, domingo, os adolescentes e adultos receberão o Sacramento da Eucaristia na Santa Missa das 9h.

CRISMA No dia 27 de maio, domingo, na missa das 9h acontecerá à confirmação dos jovens da nossa comunidade, que disseram sim ao chamado do Senhor, no amadurecimento de sua fé em busca do Reino de Deus.

CORPUS CHRISTI Dia 31 de maio, quinta-feira, a Santa Missa às 9h com Procissão ao redor da Igreja (Lembre-se de trazer teu gesto solidário).


8 | Nº 303 | MAIO 2018 | VOZ DE LOURDES

“Quem come este pão viverá para sempre.” (Jo 6,58)

AS TRÊS PENEIRAS VERDADE • BONDADE • NECESSIDADE

Dona Flora chegou à sala do novo padre de sua Igreja para lhe levar as “novidades”: - Padre, o senhor nem imagina o que me contaram a respeito de Maria... Nem chegou a terminar a frase porque o padre a aparteou:

- Claro que não! Deus me livre!

Espere um pouco, Dona Flora. O que vai me contar já passou pelas três peneiras?

- Então essa história já vazou na segunda peneira. Vamos ver na sua terceira peneira que é a da necessidade. A senhora acha realmente necessário contar-me esse fato ou mesmo passá-lo adiante?

- Peneiras? Que peneiras, Padre? - A primeira é a da verdade. Tem certeza de que esse fato é absolutamente verdadeiro? - Não, como posso? O que sei foi o que me contaram, mas eu acho que... - Então sua história vazou na primeira peneira. Vamos à segunda que é a bondade. O que vai me contar é alguma coisa que gostaria que ou outros dissessem ao seu respeito?

- Não, padre. Passando nestas peneiras vi que não sobrou nada mesmo do que ia contar. Já pensaram como viveríamos bem melhor se todos usassem sempre estas três peneiras? Da próxima vez que surgir um boato por aí, vamos seguir este exemplo antes de obedecermos ao impulso de passá-lo adiante.

DICAS DE LEITURA MÃES QUE ORAM PELOS FILHOS Angela Abdo

ESPERANÇA, CADÊ VOCÊ? Paula Guimarães

Tudo pode ser mudado pela força da oração O livro Mães que oram pelos filhos teve como base as experiências e aprendizagem das mães que participam do grupo de mães que oram pelos filhos, da Paróquia São Camilo de Léllis (ES). Nesta obra, as mães que participam do grupo compartilham suas motivações, as dificuldades que enfrentaram e as bênçãos que receberam do Senhor e dão dicas que poderão ajudar mulheres de diversas outras regiões a se envolverem na batalha espiritual de proteção aos filhos, que elas mesmas travam todos os dias.

Neste livro,a autora apresenta os riscos que corremos ao deixar a esperança morrer.

ANUNCIE AQUI!

Entre em contato com a nossa equipe e seja nosso anunciante também.

Podemos sim ficar tristes, chorar, tomar algumas decisões erradas, mas não podemos perder a Esperança que mora em nosso coração.

VOZ DE LOURDES  

Paróquia Nossa Senhora de Lourdes Edição Maio de 2018

VOZ DE LOURDES  

Paróquia Nossa Senhora de Lourdes Edição Maio de 2018

Advertisement