Issuu on Google+

PUB

PUB

PUB

PUB

PUB

www.actualsintra.com

Sexta-feira, 23 de Novembro de 2012

Director: Bruno Maia

ANO VI | Nº 135 | Distribuição Gratuita DR

AS

Autarquia aguarda decisão do Supremo Tribunal Administrativo

Sintra rejeita propostas da UTRAT Página 7 AS

Certificação de Qualidade

Junta de Freguesia de Agualva aposta na “melhoria contínua”

A certificação foi atribuída nas áreas da qualidade, ambiente Página 7 e higiene e segurança, no dia 19 de Novembro.

Autárquicas 2013

Basílio Horta avança pelo PS A Concelhia do PS já escolheu o candidato à Câmara Municipal de Sintra, numa opção classificada como um “sinal claro de esperança”. Página 10 PUB


2

Abertura

Sexta-feira23deNovembro2012

(*) Francisco de Queiroz francisco.queiroz.actualsintra@gmail.com

Por Bruno Maia(*)

O Tribunal que decida A indefinição continua, e da Assembleia Municipal que decorreu esta quarta-feira no Auditório Acácio Barreiros do Centro Cultural Olga Cadaval, não saiu fumo branco acerca da posição concreta da Câmara de Sintra quanto à aplicação da polémica Lei 22/2012, de 30 de Maio, acerca do reordenamento do território no concelho. Depois de remeter o assunto para a Unidade Técnica a fim de obter esclarecimentos sobre o caso concreto de Sintra, tendo em conta as suas especificidades, disse esta entidade não ser esta a sua competência, considerando por isso ter havido uma “não-pronúncia” por parte do município. Assim, avançou com duas propostas. Esta quarta-feira, foram ambas rejeitadas, unanimemente, pela Assembleia Municipal, entre uma discussão política onde a Coligação Mais Sintra e a oposição esgrimiram argumentos já conhecidos, sem apresentar qualquer novidade. Do lado da maioria, porque, como disse Fernando Seara, não será assumida qualquer posição antes de se conhecer a decisão do Supremo Tribunal Administrativo, para onde esta matéria foi remetida, face ao teor da resposta da UTRAT. Do lado da oposição, porque reiterou a opinião de não considerar qualquer alternativa à manutenção das actuais 20 freguesias. Agora, o Tribunal que decida.

(*) Director do Actual Sintra

O universo é simplesmente incrível! Você sabia que Júpiter, nosso maior planeta do sistema solar, é um planeta gasoso? Pois saiba que é isso mesmo. Esse gigante gasoso fica a 600 milhões de km da terra e a 800 milhões de km do sol. O que escrevo nas próximas linhas tem principalmente o objetivo de que o leitor entenda como o universo é fascinante. Eu diria até que se tivéssemos a habilidade de falar como anjos seria mais fácil de descrever melhor a beleza exuberante do universo. Bem, voltando ao nosso irmão maior, existem mais de 60 luas girando em torno de Júpiter. Com suas cores e manchas ele tem uma beleza estranha e contém violentas tempestades e correntes de jatos que impediriam qualquer ser humano de se aproximar dele. Uma das suas luas, chamada Europa, tem a água como componente central. Júpiter tem 86% de hidrogênio e quase 14% de hélio, os elementos mais leves e

mais abundantes do universo reunidos em uma colossal massa. Ele é tão grande que precisaria de mil planetas terra para igualar ao seu tamanho. E uma curiosidade é a sua força gravitacional – por exemplo, uma pessoa de 70 kg pesaria 160 kg em Júpiter. Mas como explorar um planeta que não é sólido e onde não se pode pousar uma nave nem andar, uma vez que ele é gasoso? E onde a sua radiação é tão forte que mataria um viajante planetário em apenas 01 segundo? Como tudo o que DEUS faz é perfeito e tem sempre alguma utilidade, podemos dizer que Júpiter é o nosso guardião, o nosso protetor, sem ele a Terra poderia sofrer desastres terríveis. Com o seu tamanho gigantesco e a sua gravidade muito forte, ele atrai coisas como meteoros, cometas, asteróides e outros escombros do universo que seriam fatalmente jogados em nossa direção se não fosse a sua ação. Júpiter suga esses corpos celestes e jogam em outra direção, geralmente rumo

ao sol, livrando assim a raça humana de sua própria extinção. Podemos assim dizer que devemos a nossa existência ao nosso irmão maior. A maior prova da força desse planeta se deu em julho de 1994 quando o cometa Shoemaker colidiu com Júpiter, atraído pela sua força gravitacional. Quando atingiu a atmosfera do planeta, Shoemaker se partiu em vários pedaços de até 2 km de diâmetro e seguiu rumo a Júpiter a uma velocidade de 60 km por segundo. A essa velocidade supersônica se os pedaços do cometa atingissem a Terra os efeitos seriam tão catastróficos só comparados ao que extinguiu os dinossauros. Para quem duvida que existe alguma força imensa que rege todas as leis da natureza – e que nós religosos chamamos de DEUS – sugiro que comece a raciocinar sobre esse vasto, imenso e misterioso chamado UNIVERSO. Ora, só existe vida aqui na terra porque o nosso planeta está rigorosamente no local certo para a que a vida se torne possível: nem muito longe a ponto de ser um planeta gelado, nem muito perto a exemplo de Vênus que é extremamente quente. Simplesmente DEUS colocou (não importa como) o planeta Terra na distância ideal para que pudesse existir água líquida e uma atmosfera propícia à vida. Toda vez que leio algo sobre o universo ou assisto algum programa sobre o tema sempre agradeço a DEUS por nos proporcionar a vida e sempre penso em como DEUS é extremamente bondoso, justo e dotado de uma inteligência única. Obrigado Senhor por nos oferecer um universo tão maravilhoso, tão misterioso e tão exuberante. (*) Escritor Brasileiro

FICHA TÉCNICA DIRECTOR: Bruno Maia (bruno.maia.@actualsintra.com) SECRETARIADO: Fabíola Inácio DEPARTAMENTO COMERCIAL: Alberto Parente (alberto. parente.actualsintra@gmail.com), Clara Castro e Helena Martins (helena.martins@actualsintra.com) COLABORADORES: Cátia Tavares, Cristóvam Augusto (caviolao@yahoo.com.br), Desidério Zeffir, Domingos Elias, Francisco de Queiroz (francisco.queiroz.actualsintra@gmail. com), Hugo Miguel (hugo.miguel.actualsintra@gmail.com), João Pereira (joao.pereira.actualsintra@gmail.com), Luís Geirinhas, Nuno Cruz (nuno.cruz.actualsintra@gmail.com) e Sandra Cruz DIRECÇÃO DE ARTES E PAGINAÇÃO: Fabiano Rodrigues EDIÇÃO ON-LINE E INFORMÁTICA: Magnólia Pontes PUBLICIDADE: comercial@actualsintra.com ADMINISTRADOR: António Maia (antonio.maia@actualsintra.com) DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE: Sérgio Folgado IMPRESSÃO: GRAFEDISPORT - Impressão e Artes Gráficas, SA

TIRAGEM MÉDIA MENSAL: 30.000 exemplares PROPRIEDADE: Centrais a Cores - Publicações Periódicas e Artes Gráficas, Lda. Registo: ICS- 125276 NIPC – 508290600 Inscrito na CRC Castelo Branco. Capital Social: 5.000€ Depósito Legal: 265617/07 REDACÇÃO E PUBLICIDADE: Avenida do Brasil, nº 27, Loja C 2735-668 São Marcos Telefone: 309 973 189 Fax: 309 973 190 E-mail: geral@actualsintra.com comercial@actualsintra.com

Cristóvam Augusto(*) caviolao@yahoo.com.br

Apresentam-se aqui reflexões relacionadas com um trabalho que vem sendo realizado no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba – Campus João Pessoa, mais especificamente, no Curso Técnico em Instrumento Musical. Frise-se, desde já, não se busca nutrir sentidos e interesses pessoais. Muito contrariamente, realiza-se apenas uma justa homenagem aos musicistas dessa Camerata que, com muito altruísmo, têm realizado performances significativas e de considerável expressividade musical, destilando traços de uma verdade artística tecida à luz da universalidade humana. A Camerata de Violões do IFPB surgiu

Camerata de Violões do IFPB recentemente, no segundo semestre de 2012, trazendo uma proposta de pesquisa e interpretação de peças originais e transcrições para Violão em seus mais variados níveis, estilos e épocas da música nacional e internacional. Todos os integrantes são alunos da referida escola, vivenciando efetivamente conhecimentos teórico-instrumentais através da prática de música de câmera. Dentro do cronograma de atividades, algumas apresentações musicais foram realizadas e outras estão previstas, sempre com um repertório variado em busca da excelência artística. Há também a proposta de integração do canto, acordeom, baixo e elementos percussivos,

desenvolvendo-se efetivamente as potencialidades musicais dos sujeitos envolvidos à luz do repertório de várias culturas. As relações de natureza humanista nutrem e arrimam as ações pretendidas, pela tomadia de um amplo e profundo sentido artístico-musical, para muito além do limite das utilidades imediatas e da técnica instrumental propriamente dita. Trata-se, portanto, de um espaço em que processos crítico-reflexivos iluminam os caminhos de construção da performance musical. A criação desse núcleo de atividades no âmbito do IFPB representa um espaço efetivo de desenvolvimento através da arte dos sons, em especial, da arte do Violão, impulsionando

perspectivas e projetos de vida. Sentido que nos move, pelo realizar de uma ação plural que arrima a singularidade. Ação que destila o sentido da arte para a vida, na possibilidade de “Evocar em nós todos os sentimentos possíveis, penetrar a nossa alma de todos os conteúdos vitais”, conforme nos ensina Hegel (2005, p. 50). De modo que é um grande privilégio pessoal a vivência com os integrantes dessa Camerata, algo que nos permite compreender, cada vez mais, a ideia que vale reiterar: “Todas as vossas coisas sejam feitas com amor” (I Coríntios 16:14). (*) Musicólogo Brasileiro http://lattes.cnpq.br/5139071381170084


Destaque

Sexta-feira23deNovembro2012

3

Dia 1 de Dezembro

Rápidas

Teatro Solidário para equipar Sala Multisensorial do C.E.C.D.

JFSM

São Martinho recebe Feira de Saúde

A Junta de Freguesia de São Martinho promoveu, no passado dia 17 de Novembro, com o apoio da Unidade de Saúde Familiar Monte da Lua e da Câmara Municipal de Sintra, entre outras entidades participantes, a Feira da Saúde. Com entrada livre, o local escolhido foi a Escola Básica da Várzea de Sintra. Durante o certame, os visitantes puderam usufruir de diversos rastreios médicos, workshops sobre cozinha sem sal, demonstrações de diversas actividades físicas e de meios de suporte básico de vida e ainda de exposições de trabalhos dos alunos daquela escola, numa iniciativa classificada pela organização como “um sucesso”.

JOMA promove jantar de angariação de fundos

A Juventude Operária do Monte Abraão (JOMA) vai promover um Jantar de Angariação de Fundos, no próximo dia 8 de Dezembro, sábado, pelas 20h00 horas. A iniciativa, que terá lugar no Salão Paroquial de Monte Abraão, conta com o apoio da Câmara Municipal de Sintra, da Junta de Freguesia de Monte Abraão e de outras freguesias do concelho. Os interessados em participar neste jantar, que terá o valor único de 20 Euros, devem assegurar a sua presença através do telefone 309 875 430, ou através do email geral@clubejoma.com.pt.

SUS e Paróquia de Sintra organizam Lanche Solidário

O Sport União Sintrense (SUS) e a Paróquia de Sintra voltam, este ano, a unir esforços numa causa solidária, através da realização do Lanche de Natal solidário. O evento terá lugar no dia 8 de Dezembro às 15h30, no salão da Igreja de São Miguel. Esta acção, aberta ao público, tem como intuito adquirir receitas que reverterão na totalidade para a instituição Exercito de Salvação de Sintra, que acolhe crianças que foram retiradas dos pais, e para a Missão Guiné, destinada a angariar fundos para mulheres grávidas desnutridas.

A

No próximo dia 1 de Dezembro, pelas 21h30, a solidariedade acontece na Academia de Santo Amaro, em Lisboa, e o Centro de Educação para o Cidadão Deficiente (C.E.C.D. Mira Sintra) foi a entidade escolhida para receber os frutos desta acção.

pagam-se as luzes, abrem-se as cortinas e entra em cena a Peça de Teatro “O Fantasma da Revista”. O espetáculo solidário resulta da parceria entre o C.E.C.D. Mira Sintra (através do seu Centro de Atividades Ocupacionais - Polo Pendão – ‘C.A.O. PP’) e a Academia de Santo Amaro, com o objectivo de associar solidariedade e cultura, numa missão muito especial: reverter a receita de bilheteira, integralmente, para o C.E.C.D. Mira Sintra, permitindo, desta forma, equipar a Sala Multisensorial das instalações do C.A.O. PP. (sala terapêutica de estimulação e relaxamento). Diana Carmona, Coordenadora Executiva do Centro de Atividades Ocupacionais do Pólo Pendão, explica que “a iniciativa partiu da Terapeuta Ocupacional Carla Braga, que pertence ao Teatro Amador da Academia de Santo Amaro e que, desde logo, se disponibilizou para contactar a Direcção do Teatro, no sentido de aferir a possibilidade de realização desta iniciativa solidária, tendo recebido um feed-back muito positivo”.

Agilizados os formalismos para o evento pretende-se agora que os bilhetes disponíveis na Sede do C.E.C.D. Mira Sintra e no C.A.O. PP, pelo valor de 5 Euros, sejam rapidamente vendidos numa resposta de forte adesão a esta missão social. Uma vez esgotados, nesta venda inicial, ficam indisponíveis no dia do evento. Diana Carmona contextualiza a iniciativa relembrando a “conjuntura económica e social tão exigente que o país atravessa”. Por isso, salienta que “é imperativo procurar e

manter parcerias que se associem a nós, às nossas causas, e fundamentalmente que ambos ganhemos com isso”. Esta verba, adianta, “irá enriquecer a intervenção terapêutica com o acesso a novos materiais didáticos, ajudas técnicas e material terapêutico. Todos estes materiais vão fazer parte da Sala Multisensorial e vão, com toda a certeza, proporcionar uma melhor qualidade de vida aos jovens que deles beneficiam.” No que diz respeito ao ganho da Academia, Diana Carmona afirma que “passa indubitavelmente pela satisfação em participar num evento de responsabilidade social pois, quando se ajuda o outro, enriquece-se por dentro, é a plena participação na sociedade civil. Como já tem sido tradição, a Academia de Santo Amaro decidiu, desde logo, dar-nos as mãos e avançar connosco neste projeto social até porque existe na Academia uma consciência social de partilha do seu trabalho com a comunidade. Por isso, e por muito mais, só temos a agradecer o facto de termos sido escolhidos.”

Iniciativa da AMES e ADENE

Projecto inovador ajuda a poupar energia eléctrica M

edir o consumo eléctrico com a finalidade de incutir alterações comportamentais para a poupança no consumo é o objectivo do projecto “Cloogy Kit Home”, que a Agência Municipal de Energia de Sintra desenvolve e disponibiliza em parceria com a ADENE – Agência para a Energia. O Cloogy Home é um dispositivo que permite medir o consumo energético de uma habitação ou estabelecimento de forma centralizada ou a partir de tomadas individuais, sendo a informação recolhida num smartmeter instalado no quadro eléctrico, e disponibilizada aos utilizadores em tempo real através da internet e de aplicações móveis, para a respectiva monitorização. Este dispositivo fornecerá relatórios e de sugestões online / por email com o intuito de incutir alterações comportamentais para a poupança no consumo energético. Neste contexto, a AMES dispõe de 90 kits Cloogy Home para entregar a famílias resi-

DR

A iniciativa promove a mudança de comportamentos e a poupança dentes no município de Sintra, sem custos, com vista ao estabelecimento de um caso de estudo de diminuição na factura energética. As condições que serão necessárias para que possa beneficiar deste projecto são ter abastecimento eléctrico da habitação em baixa tensão, com potência até 13,8 kVA;

quadro monofásico e ligação fixa à internet e um router wireless (o sistema Cloogy não suporta internet 3G por banda móvel) na residência. Os interessados em participar nesta acção devem inscrever-se através do email geral@ames.pt.


DR

4

Local

Sexta-feira23deNovembro2012

Caminhada organizada pela Viver Sintra

AS

Solidariedade rendeu uma tonelada de alimentos A manhã de domingo, dia 11, começou por ameaçar chuva o que, mesmo assim, não impediu mais de 500 pessoas de participarem na Caminhada organizada pela Associação Viver Sintra.

A

partida e a chegada foram no Jardim Central da Barota, em Massamá Norte, e os participantes percorreram pouco mais PUB

de 3 km nas ruas de Massamá, numa caminhada que teve como objectivo principal a angariação de alimentos não perecíveis para

ajudar todos aqueles, e que são cada vez mais, que precisam de ser auxiliados para ultrapassar os tempos difíceis que atravessamos. De acordo com a organização, ainda que não seja fácil determinar um número preciso porque acabam sempre por se juntar muito mais pessoas do que aquelas que formalizaram a sua inscrição, estiveram presentes mais de meio milhar de pessoas que, numa atitude solidária, juntaram o útil ao agradável e, para além da caminhada, entregaram cerca de uma tonelada de alimentos não perecíveis que, no final, foram divididos pelas freguesias de Monte Abraão, Massamá e Pero Pinheiro, cabendo agora às Juntas de

Freguesia fazer chegar os bens tão necessários aos mais carenciados. E diga-se que tudo correu de acordo com o previsto. O Grupo Motard Foge Com Elas, de Monte Abraão, ajudou a PSP a controlar o trânsito para que tudo corresse pelo melhor, e os Bombeiros Voluntários de Queluz marcaram presença para poder socorrer alguém que, eventualmente viesse a precisar de ajuda. No final dos cerca de 45 minutos de caminhada a organização distribuiu maçãs, águas, castanhas assadas e jeropiga por todos aqueles que se juntaram a mais uma importante iniciativa solidário no concelho de Sintra. PUB

PUB


Local

Sexta-feira23deNovembro2012

5

Decisão tomada a 16 de Novembro

Sintra reduz taxas de IMI e IRS Em reunião do executivo camarário do passado dia 16 de Novembro foi deliberado por unanimidade reduzir as taxas aplicadas no IMI e no IRS na área do município. Para a autarquia, a medida “representa um forte contributo para atenuar parte do enorme aumento de impostos a que os contribuintes vão ser sujeitos em 2013”.

N

a reunião do dia 16 de Novembro foram aprovadas as taxas de IMI de 0,39% e 0,6%, respectivamente para os prédios avaliados e para os não avaliados, “bastante abaixo dos máximos legais, que permitem a definição de taxas até 0,5% e 0,8%”, sublinha a Câmara Municipal, adiantando que, “com esta medida abdica de uma receita adicional de 14 milhões de Euros, em favor dos contribuintes do concelho”. Relativamente às taxas que se encontram em vigor em 2012, verifica-se para o próximo ano uma redução de 0,4% para 0,39% na taxa a aplicar aos prédios avaliados, o que significa uma diminuição de 2,5%, enquanto que ao nível dos prédios não avaliados a taxa é reduzida de 0,7% para 0,6%, o que na prática representa um diminuição de 14,3% no montante a pagar pelos proprietários destes imóveis. Relativamente ao IRS, foi aprovada a transferência de 1% da receita a que a auPUB

DR

A Câmara de Sintra quer contribuir para o alívio da carga fiscal dos munícipes tarquia teria direito, para os contribuintes com residência fiscal na área do município de Sintra, permitindo assim que, aquando da apresentação do IRS de 2013, estes contribuintes possam ser beneficiados com uma redução do montante a pagar.

A Câmara de Sintra refere ainda que “o estímulo à economia local também não foi esquecido”, tendo sido deliberada, em conformidade com os anos anteriores, a isenção do pagamento da Derrama sobre o IRC às pequenas e médias empresas sediadas no

concelho, que apresentem volume de negócios inferior a 150 mil euros,“permitindo assim que estas firmas, que têm vindo a sofrer directamente o impacto da crise económica e financeira que assola o país, possam ser aliviadas desta contribuição”. Durante a reunião de Câmara, foi referido pelo presidente Fernando Seara que “é convicção do Município que, em termos gerais e com particular relevância nas zonas urbanas, a avaliação de imóveis que está neste momento a decorrer não irá conduzir a um aumento significativo do IMI a pagar pelos contribuintes”. Frisou ainda o autarca que a redução de impostos que propôs e que foi aprovada pelo executivo,“só foi possível pela actual situação financeira do município, patente na existência de pagamentos em atraso a fornecedores e num prazo médio de pagamento de 27 dias que, só por si, funciona como um estímulo adicional que a autarquia tem procurado fazer à economia local”.


6

Local

Sexta-feira23deNovembro2012

Campanha solidária em São Marcos

Recolha de alimentos supera 2011 em 20% A Junta de Freguesia de São Marcos promoveu, pelo sétimo ano consecutivo, a campanha de recolha de alimentos. A iniciativa teve lugar nos dias 10 e 11 de Novembro, em diferentes superfícies comerciais da freguesia e registou um notável aumento de 20% em relação ao ano passado.

A

7ª edição desta campanha de recolha de alimentos decorreu no fim-de-semana de 10 e 11 de Novembro, em vários espaços comerciais de São Marcos, inserida no âmbito do projecto, “Partilhe o que tem com quem menos tem”. De acordo com a Junta de Freguesia presidida por Nuno Anselmo, a iniciativa “registou uma extraordinária adesão, superando em cerca de 20% a recolha de 2011”, pelo que a acção foi classificada como “um grande sucesso”. De acordo com a instituição, foram angariadas, através desta recolha, cerca de três toneladas em diferentes géneros alimentares. Arroz, massas, leite, bolachas, açúcar, farinha, óleo estão à frente na lista de produtos alimentares recolhidos pelos voluntários. Os bens angariados serão, posteriormente distribuídos, pelas famílias acompanhadas pelo Gabinete da Acção Social da Junta de Freguesia de São Marcos. Colaboraram nesta Campanha várias empresas sediadas na freguesia, como o Pingo Doce, o Lidl, a Martibela e a Korsublime, assim como cerca de 90 voluntários de diferentes associações: Escoteiros 215 de

JFSM

DR

Câmara de Sintra promove passatempo de fotografia

Com o objectivo de valorizar a fotografia enquanto forma de expressão artística, a Câmara de Sintra promove o passatempo “Revelações”, aberto à participação de todos os fotógrafos não profissionais. As candidaturas decorrem até ao dia 7 de Dezembro. Os resultados do passatempo e a inauguração da exposição com os trabalhos seleccionados serão apresentados numa cerimónia pública, no dia 14 de Dezembro, pelas 18h30, na Casa da Juventude, na Tapada das Mercês. O melhor trabalho será divulgado no Facebook da Divisão de Juventude e Desporto e será realizada uma exposição que percorrerá todos os Espaços Jovem Municipais de Sintra.

A iniciativa da Junta de São Marcos teve “uma extraordinária adesão” São Marcos AGP, Guias de Portugal, Igreja Bíblica Evangélica, e Grupo de Teatro de São Marcos - Lua Singular. De acordo com a Junta, “todos os munícipes que não tiveram oportunidade de participar nesta campanha podem ainda fazer a seu contributo”. Os interessados po-

dem assim proceder à entrega de alimentos nas instalações da Junta de Freguesia de São Marcos, na sede, localizada na Avenida do Brasil 27-A, na delegação, na Rua Cidade de Lisboa 67-A ou ainda no Centro Carlos Paredes – Lúdico, Cultural e Desportivo de São Marcos.

De 19 a 22 de Novembro

AESintra promove Semana da Segurança A

AESintra promoveu, na semana passada, entre os dias 19 e 22 de Novembro, a segunda edição da Semana da Segurança, com o objectivo de informar e esclarecer as empresas sobre as suas obrigatoriedades legais em matéria de segurança e saúde no trabalho. Como Associação Empresarial e prestadora autorizada de serviços nesta área, “a AESintra assume o seu papel de dinamizadora de uma política de prevenção dos riscos profissionais e da promoção do bem-estar no trabalho, junto das empresas e instituições do concelho de Sintra”, referiu a instituição liderada por Manuel do Cabo. No âmbito desta iniciativa, foi realizado, no dia 19, o workshop “segurança no trabalho – combate a incêndios”. No dia 20, teve lugar a acção de sensibilização “Prevenção na infância”, na Creche Sempre em Flor, em São Carlos, que visou sensibilizar as crianças sobre Primeiros Socorros e Reciclagem, como forma de possibilitar que os mais novos despertem para uma aproximação à

Rápidas

AS

A AESintra sublinhou a importância de uma política de prevenção de riscos cultura de prevenção. A 21, decorreram rastreios de saúde, no dia em que foi inaugurado o Gabinete de Enfermagem da Associação. Nos dias 21 e 22, mais dois workshops, sobre as temáticas “Segurança no Trabalho:

Avaliar e Informar” e “Prevenção e Segurança no Sector Alimentar. Todas as acções foram gratuitas para os associados e contaram com a participação de especialistas nas temáticas abordadas.

EB da Cavaleira inaugura Biblioteca Escolar

No âmbito da Eterna Biblioteca - 10º Encontro de Professores e Educadores do Concelho de Sintra sobre Bibliotecas Escolares, foi inaugurada, no dia 9 de Novembro, a Biblioteca Escolar Danuta Wojciechowska, na EB da Cavaleira, com a primeira pincelada dada pela ilustradora na parede da biblioteca. Do programa desta inauguração constou ainda a declamação de leituras pelos alunos da escola da Cavaleira e a actuação da Orquestra Juvenil Mestre Domingos Saraiva.

Vila Alda apresenta “Trazer os morcegos à luz do dia”

A Vila Alda foi palco da inauguração da exposição e atribuição de prémios do concurso “Trazer os morcegos à luz do dia”, no dia 15 de Novembro. O facto de 2011 e 2012 terem sido consagrados “Ano do Morcego”, numa iniciativa lançada pelo Programa do Ambiente das Nações Unidas e pelo Acordo sobre a Conservação dos Morcegos Europeus, em virtude do declínio de muitas espécies de morcegos a nível mundial, a autarquia e o Parque Natural Sintra-Cascais dinamizaram no ano passado uma sessão de apresentação sobre os Morcegos e as potencialidades de exploração pedagógica deste tema dirigida às escolas. Depois da sessão de apresentação, a autarquia decidiu lançar um concurso de ilustração sobre os morcegos, com destaque para as espécies existentes na área do Parque Natural Sintra-Cascais, fomentando a pesquisa e criatividade dos participantes.


Manchete

Sexta-feira23deNovembro2012

7

Fusão de Freguesias no concelho de Sintra

Assembleia Municipal chumba propostas da UTRAT O

A Assembleia Municipal de Sintra reuniu esta quarta-feira, para debater as propostas avançadas pela Unidade Técnica para a Reorganização Administrativa do Território (UTRAT), relativas à fusão de freguesias no concelho. Os dois cenários acabaram por ser recusados, com a votação em uníssono de todas as bancadas.

Auditório Acácio Barreiros, no Centro Cultural Olga Cadaval, voltou a ser palco da Assembleia Municipal, na noite da última quarta-feira, cujo objectivo visava o debate em torno das duas propostas avançadas pela UTRAT, dadas a conhecer na última edição do Actual Sintra. Logo no início dos trabalhos, a intervenção do presidente Fernando Seara sublinhou que o Município de Sintra aguarda, no momento, uma decisão do Supremo Tribunal Administrativo sobre esta questão pelo que, enquanto a deliberação não acontecer, a autarquia “não se pronunciará sobre o assunto”. Recorde-se que a Câmara Municipal havia pedido esclarecimentos à Unidade Técnica quanto à aplicação da Lei no caso concreto do município de Sintra, tendo esta recusado, alegando não ser da sua competência. O assunto seguiu, por isso, para tribunal. Em causa estão especificidades do concelho, como o número de habitantes que a Lei preconiza – 50 mil habitantes, no máximo, por freguesia. O caso de Algueirão Mem Martins, com 67 mil, e outros casos de agregação que podem levar a exceder esse número suscitou, por isso, dúvidas à Câmara de Sintra, que também pretende ver o prazo para pronúncia da Assembleia Municipal alargado.

AS

A Câmara de Sintra aguarda a deliberação do Supremo Tribunal Administrativo

Propostas da UT consensualmente recusadas A Unidade Técnica considerou que a Assembleia Municipal de Sintra não se pronunciou quanto a este processo, tendo sugerido duas propostas para a reforma no concelho. Na primeira, limitando-se à aplicação estrita das percentagens e proporções, com vista à redução das actuais 20 para as pretendidas 11 freguesias, propôs as seguintes fusões: Queluz e Belas; Massamá e Monte Abraão; São Marcos, Agualva e Cacém; Rio de Mouro e Mira Sintra; Santa Maria e São Miguel, São Martinho e São Pedro de Penaferrim; Pero Pinheiro

e Montelavar; Almargem do Bispo e Casal de Cambra. Neste enquadramento, mantinham-se como actualmente São João das Lampas, Terrugem, Algueirão Mem Martins e Colares. Na segunda hipótese, os critérios preconizavam a fusão das freguesias de São Marcos e Cacém; Agualva e Mira-Sintra; Almargem do Bispo, Montelavar e Pêro Pinheiro; São João das Lampas e Terrugem; Santa Maria e São Miguel, São Martinho e São Pedro de Penaferrim; Massamá e Monte Abraão; Queluz e Belas, mantendo-se nas actuais fronteiras Algueirão-Mem Martins, Rio de Mouro, Colares e Casal de Cambra. De acordo com a UTRAT, esta seria a solução que melhor se aplicaria ao

concelho de Sintra, atendendo às suas “especificidades territoriais”. Por proposta apresentada à Assembleia Municipal pelo deputado António Rodrigues (Coligação Mais Sintra), ambas as hipóteses foram unanimemente recusadas. O social-democrata deixou clara a sua posição: “também não gosto de nenhuma das propostas da URAT”. À oposição, deixou ainda uma crítica, por “dizerem que não, mas nunca esclarecerem qual é a sua alternativa”. Por seu turno, PS, CDU e BE apresentaram uma proposta a rejeitar a extinção de qualquer das 20 freguesias actualmente existentes que foi chumbada por maioria, com 27 votos contra, da Coligação Mais Sintra, contra 22 a favor, dos partidos proponentes. Durante o debate, a oposição voltou a criticar a extinção ou fusão de freguesias, bem como a postura da Câmara Municipal. A socialista Piedade Mendes referiu que “na Assembleia da República estão deputados a trabalhar na extinção de freguesias, enquanto Sintra espera comodamente uma resposta do tribunal”. Lino Paulo, da CDU, classificou esta lei como “antidemocrática” e “impossível de aplicar a Sintra”, enquanto Maria Helena, do Bloco de Esquerda, frisou “a oportunidade perdida” para se discutir de forma adequada esta reforma.

Cerimónia decorreu no dia 19

Junta de Agualva tem qualidade certificada A

Junta de Freguesia de Agualva recebeu, no passado dia 19 de Novembro, a certificação do seu Sistema de Gestão Integrado, nas áreas da Qualidade, Ambiente e Higiene e Segurança, cumprindo assim os requisitos das normas internacionais NP EN ISO 9001:2008; NP EN ISSO 14001:2004 e OHSAS 18001:2007, tornando-se, desta forma, a primeira Junta de Freguesia certificada nos três referenciais. A cerimónia de entrega oficial decorreu Sala Multiusos da instituição, contando com a presença do presidente Rui Castelhano e Fernando Seara, presidente da Câmara de Sintra, bem como de representantes da TÜV Rheinland Portugal. De acordo com a Rui Castelhano, presidente da Junta de Freguesia de Agualva, esta acção marca “o início de um processo rumo à mudança de mentalidade”, destacando que a “crescente exigência dos públicos obriga as

AS

A Junta de Freguesia de Agualva é a primeira certificada nos três referenciais

entidades, quer sejam públicas ou privadas a reinventarem os seus procedimentos, repensando uma nova forma de organização, no sentido de melhorar a qualidade dos seus produtos e/ou serviços”. Mas,“mais importante que a certificação é o espírito inerente à melhoria contínua”, enfatizou. Neste sentido, esta Junta “pretende corresponder e, sempre que possível, superar as expectativas dos cidadãos no âmbito dos serviços de Atendimento ao Público, Observatório do Espaço Público, Serviços Administrativos Gerais e nas Actividades de valorização Pessoal”. Fernando Seara felicitou a Junta de Agualva pela “capacidade de avançar com um processo de certificação”, trazendo para o espaço público “a consciência de que se tem que ser avaliado por entidades externas e determinar o que está bem, o que está mal e o que deve ser melhorado ou corrigido”.


8

Publicidade

Sexta-feira23deNovembro2012

EDITORIAL

Iluminemos Monte Abraão! Eis-nos de novo na época do Natal, um período de especial sensibilidade, independentemente dos sentimentos que nos desperta esta quadra. Para mim e para a equipa que dirijo é uma honra poder partilhar convosco o Natal enquanto representantes de todos Vós na condução desta nossa querida Freguesia. Como é sabido e, infelizmente, até demasiado sentido, atravessamos uma conjuntura económica particularmente má. Famílias, empresas e instituições têm vindo a ver diminuídas as suas receitas e aumentadas as despesas. As autarquias – Câmaras Municipais e, em especial, Juntas de Freguesia – estão a ser atingidas com grande dureza. Os orçamentos baixaram significativamente e, ao mesmo tempo, aumentou o número de pessoas a que temos de acudir, com - por sua vez - necessidades cada vez maiores. Neste contexto, a Junta de Freguesia de Monte Abraão (tal como tantas outras) vê-se obrigada a restringir o leque de opções para os seus gastos. Quer isto dizer que tem de gastar menos e ser ainda mais selectiva quanto às actividades/iniciativas em que participa financeiramente. Esta é a única forma de conseguirmos continuar a ajudar quem mais precisa e de manter a qualidade dos espaços públicos que caracteriza Monte Abraão. Assim, e à semelhança do que sucedeu nos últimos anos, a Junta de Freguesia de Monte Abraão não poderá assegurar a iluminação natalícia (decorativa) do território, que tanto nos orgulhava e que a todos dava enorme gosto e alegria.

Deste modo, apelamos a que cada um ilumine/decore a sua casa/prédio/estabelecimento comercial da forma que puder. Certamente que, com a união de todos, com o que cada um conseguir (naturalmente que na exacta medida das suas possibilidades), não deixará de se perceber que, em Monte Abraão, também é Natal! A iniciativa dos cidadãos e a imaginação não estão reféns da crise. A iluminação de Natal que Monte Abraão apresentará, será a melhor prova disso. Obrigado a todos pela Vossa compreensão. Desejo-vos um excelente Natal, com o que de mais importante ele pode conter: amor e tranquilidade junto dos que mais gostamos. Maria de Fátima Campos, Presidente JF Monte Abraão

Gabinete de Apoio à Família A Junta de Freguesia de Monte Abraão continua a dinamizar o Gabinete de Apoio à Família, loja social que assegura a doação de vestuário, têxteis, calçado, electrodomésticos e brinquedos à população em situação de fragilidade socioeconómica que resida em Monte Abraão. O espaço estará aberto todas as quintas-feiras, no horário compreendido entre as 09h30 e as 12h30.

Lanche de S. Martinho, em Monte Abraão O Centro de Convívio da 3.ª Idade, da Igreja de Nossa Senhora da Fé, celebrou o Dia de S. Martinho com um lanche convívio que contou com a presença de mais de 40 sócios e utentes e com a visita da Presidente da Junta da Freguesia de Monte Abraão. Como não poderia deixar de ser, as castanhas e a jeropiga fizeram parte da ementa, bem como os bolinhos caseiros, simpaticamente confeccionados pelas colaboradoras do espaço.


Publicidade

Sexta-feira23deNovembro2012

Roteiro Turístico de Natal “Cores de Dezembro”

A Junta de Freguesia de Monte Abraão vai promover em parceria com a empresa Mais Passeio um roteiro turístico de Natal na cidade de Alenquer, também conhecida por cidade presépio. “São de um azul cinzento as nuvens de Dezembro, e vento traz um beijo frio que nos faz abraçar o Natal… Os olhares são mais atentos aos sorrisos dos outros e alma sente-se mais com a tristeza do homem que passa ao lado… A cidade presépio acolhe os visitantes e explica a razão do seu nome: Alenquer. Damião de Góis é o nosso guia na zona acima do rio, enquanto a rainha D. Leonor nos aguarda do outro lado da margem. A cada esquina, uma história, em cada pátio, uma música…. A vontade de Alão apresenta-nos às 16 freguesias de Alenquer, mas a Aldeia Galega e a Porta da Conceição retêm os passeantes entre muralhas e vinho. A Igreja da Misericórdia, o Convento de São Francisco e o Museu Hipólito Cabaço são pontos de paragem obrigatório para quem quer conhecer as cores.” Para participar no roteiro turístico basta efectuar a sua inscrição, até ao dia 10 de Dezembro, nas instalações da Junta de Freguesia de Monte Abraão, de segunda a sexta-feira, das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

JOMA promove jantar de angariação de fundos A Juventude Operária do Monte Abraão (JOMA) vai promover, no próximo dia 8 de Dezembro, pelas 20h00, um jantar de angariação de fundos. A iniciativa vai ter lugar no Salão Paroquial da Igreja de Nossa Senhora da Fé e conta com o apoio da Junta de Freguesia de Monte Abraão. O evento incluiu muita animação, contando com momentos de fado, danças populares, homenagens, exibição de vídeos e exposições. Os interessados em participar neste jantar, que terá o valor único de 20 Euros, devem assegurar a sua presença através do telefone 309 875 430, ou através do email geral@clubejoma.com.pt.

Junta de Freguesia de Monte Abraão Av. da Liberdade, nºs 29 e 31, Monte Abraão 2745-300 Queluz Tel: 21 437 36 35 Fax: 21 437 36 60 E-mail: geral@jf-monteabraao.pt

9

Mexe-te por solidariedade A Associação Viver Sintra realizou no dia 11 de Novembro uma caminhada solidária que teve por objectivo a angariação de bens alimentares para distribuição pelas instituições do concelho de Sintra. A caminhada, com partida e chegada no Jardim Central da Barota, em Massamá Norte, contou com a presença de, aproximadamente 500 pessoas, entre as quais a equipa de colaboradores da Junta de Freguesia de Monte Abraão. Ainda associados a esta iniciativa estiveram os incansáveis Bombeiros Voluntários de Queluz, a Polícia de Segurança Pública - Divisão de Sintra, professores, alunos e colaboradores da Escola Secundária Miguel Torga, o Núcleo Associativo de Pais do Agrupamento de Escolas Ruy Belo (NAPARB), Junta de Freguesia de Massamá, o Grupo de Motards Foge Com Elas, de Monte Abraão e a excepcional equipa da Associação Viver Sintra. Um especial agradecimento à Protecção Civil de Sintra, que gentilmente cedeu uma tenda insuflável que permitiu guardar todos os alimentos recebidos. Graças a esta iniciativa, os nossos armários voltaram a encher-se de alimentos, que serão justamente distribuídos pela população mais carenciada da Freguesia de Monte Abraão. O nosso sincero agradecimento à Associação Viver Sintra e parabéns pela iniciativa!

Dia Internacional do Eco-Escolas, em Monte Abraão A Escola Secundária Miguel Torga celebrou o Dia Internacional do Eco-Escolas (7 de Novembro). Para assinalar a data, a escola dinamizou diversas actividades em simultâneo, com a colaboração dos alunos que foram surpreendidos com a visita do Vice-Presidente da Câmara Municipal de Sintra e da Senhora Presidente da Junta de Freguesia de Monte Abraão.


10

Local

Sexta-feira23deNovembro2012

Candidato à Câmara Municipal de Sintra

Iluminação reduzida

Socialistas escolhem Basílio Horta

A Comissão Política Concelhia de Sintra do Partido Socialista deu a conhecer, após reunião do dia 13 de Novembro, a indigitação de Basílio Horta como candidato independente pelo PS à Câmara de Sintra. Os socialistas sublinham que esta escolha “representa um claro sinal de esperança para todos os sintrenses”.

A

Concelhia de Sintra do PS revelou, na última semana, que Basílio Horta vai correr, como candidato independente pelo Partido Socialista, à Câmara de Sintra, nas próximas eleições autárquicas. No comunicado de 14 de Novembro, os socialistas salientam que “vencer as próximas eleições autárquicas, ganhar a Câmara Municipal de Sintra e a presidência das Juntas de Freguesia, é o grande objetivo de todos militantes”. De acordo com o PS, esta candidatura pode permitir que Sintra, “segundo concelho do país em população, se transforme no motor e no exemplo de desenvolvimento sustentado na Área Metropolitana de Lisboa”, para além de ser uma mudança no sentido de tirar o concelho “do marasmo e da estagnação em que viveu nos últimos doze anos”. A escolha de Basílio Horta como candidato socialista à presidência da Câmara Municipal de Sintra “representa um claro sinal de esperança para todos os sintrenses”, pode ainda ler-se, por tratar-se de uma personalidade “cujo perfil é

Monte Abraão inaugura Presépio JFMA

DR

A O PS salienta que Basílio Horta é “um símbolo de integridade e honestidade” garantia de disponibilidade e entrega total ao serviço público”, sendo “um símbolo de integridade e honestidade”. Basílio Horta é licenciado em Direito e exerce a profissão de advogado, para além de ser Professor Associado no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas. Do seu vasto currículo, constam ainda o exercício de fun-

ções públicas como Ministro do Comércio e Turismo, de Estado, da Agricultura, Comércio e Pescas, Embaixador de Portugal na OCDE e Presidente do Conselho de Administração da AICEP. Actualmente, exerce as funções de Deputado na Assembleia da Republica, eleito pelo Partido Socialista de que é vice presidente do Grupo Parlamentar.

Junta de Freguesia de Monte Abraão anunciou esta semana que, “perante a actual conjuntura e os crescentes cortes que também têm atingido as autarquias, não será possível assegurar a iluminação natalícia por toda a freguesia, conforme vínhamos fazendo até ao eclodir da crise”. Neste sentido, a instituição presidida por Fátima Campos irá apenas manter o tradicional presépio na Rotunda Padre Francisco José dos Santos, junto à Estação da CP, e respectiva iluminação, a ser inaugurada hoje, pelas 17h00. Simultaneamente, foi lançado um apelo aos residentes na freguesia para que “decorem e iluminem as suas residências durante a época natalícia”. Face às dificuldades e constrangimentos financeiros impostos pelo momento, a Junta “apela à união de todos os fregueses e para que, dentro das suas possibilidades, escolham um ou mais elementos alusivos ao Natal e enfeitem as suas casas, dando assim cor e vida ao nosso Monte Abraão”.

PUB

PUB

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE AGUALVA ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE AGUALVA RUA ANTÓNIO NUNES SEQUEIRA, Nº 16 - 2735-054 AGUALVA-CACÉM TELEFONE: 219 188 540 * FAX: 219 146 129 E-Mail: geral@jf-agualva.pt * www.jf-agualva.pt

EDITAL Nº8/2012 Fernando Carlos Monteiro Ribeiro Gomes, Presidente da Assembleia de Freguesia de Agualva, ao abrigo do disposto no art.º 14 da lei nº 169/99, de 18 de setembro, com as alterações da Lei 5-A/2002 de 11 de janeiro (em observância ao art.º 23º do Regimento da Assembleia de Freguesia de Agualva), convoca uma Sessão Extraordinária da Assembleia de Freguesia, para o dia 27 de Setembro de 2012 pelas 21h00 horas, na Rua António Nunes Sequeira, nº 16, com a seguinte ordem de trabalhos: Ponto Único. Análise e discussão sobre o projecto de reorganização administrativa territorial, proposto pela Unidade Técnica para a Reorganização Administrativa do Território (UTRAT), para a Freguesia de Agualva. -----------------------------------------------------------------------Agualva, 19 de novembro de 2012

RUA ANTÓNIO NUNES SEQUEIRA, Nº 16 - 2735-054 AGUALVA-CACÉM TELEFONE: 219 188 540 * FAX: 219 146 129 E-Mail: geral@jf-agualva.pt * www.jf-agualva.pt

EDITAL Nº9/2012 Fernando Carlos Monteiro Ribeiro Gomes, Presidente da Assembleia de Freguesia de Agualva, ao abrigo do disposto no art.º 13 da lei nº 169/99, de 18 de setembro, com as alterações da Lei 5-A/2002 de 11 de janeiro (em observância ao art.º 22º do Regimento da Assembleia de Freguesia de Agualva), convoca uma Sessão Ordinária da Assembleia de Freguesia, para o dia 5 de Dezembro de 2012 pelas 21h00 horas, na Rua António Nunes Sequeira, nº 16, com a seguinte ordem de trabalhos: -------------------------------------------------------------------------------------Ponto 1. Apreciação da informação escrita do Presidente da Junta acerca da actividade por si ou pela Junta exercida, durante o 4º trimestre de 2012, conforme a alínea o) do nº 1 do artigo 17º da Lei nº 169/99 de 18 de setembro, com as alterações da Lei 5-A/2002, de 11 de janeiro. -------------------------------------------Ponto 2. Discussão e aprovação do Orçamento, das Grandes Opções do Plano e Plano Plurianual de Investimento (PPI), conforme a alínea a) do nº 2 do artigo 17º da Lei nº 169/99 de 18 de setembro, com as alterações introduzidas pela Lei 5-A/2002, de 11 de janeiro. ----------------------------------------------------------------Ponto 3. Aprovação do Mapa de Pessoal de 2013, de acordo com a conjugação do artigo 5º da Lei 12-A/2008 de 27 de Fevereiro e o artigo 3º do decreto-lei 209/2009 de 3 de setembro. ---------------------------------------------------------------Agualva, 19 de novembro de 2012

O Presidente da Assembleia de Freguesia, O Presidente da Assembleia de Freguesia,

( Fernando Carlos Ribeiro Monteiro Gomes )

( Fernando Carlos Ribeiro Monteiro Gomes )


Publicidade

Sexta-feira23deNovembro2012

11

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE MONTE ABRAÃO

Reorganização Administrativa Territorial da Freguesia de Monte Abraão Moção PS / CDU / BE Considerando que a Unidade Técnica para a Reorganização Administrativa do Território (UTRAT) emitiu em 2 de Novembro p.p., a sua proposta de extinção por agregação da Freguesia de Monte Abraão; Considerando que a proposta apresentada pela UTRAT faz tábua rasa da vontade das populações, da sua história, das suas tradições e da posição firme e maioritária dos órgãos eleitos da Freguesia de Monte Abraão que, sem rodeios e de forma determinada, se opõem à extinção desta Freguesia; Considerando que a proposta da UTRAT demonstra um desconhecimento profundo da realidade da Freguesia de Monte Abraão, da sua relevância para a vida de milhares de pessoas, do território e dos incontáveis serviços que presta às populações; Considerando que a irresponsabilidade demonstrada em todo o processo, decorrente da aplicação da Lei n.º 22/2012, de 30 de maio, pelo PSD e CDS na Assembleia Municipal e na Câmara Municipal de Sintra, nos conduziu a este ponto em que está em causa, em concreto, a extinção da Freguesia de Monte Abraão; Considerando que Monte Abraão é uma Freguesia totalmente urbana que se depara com delicados problemas de natureza social e humano que compelem a um acompanhamento particular, frequente e, muitas vezes, individual; Considerando que a Freguesia de Monte Abraão tem uma grande densidade populacional, com mais de 30.000 pessoas residentes, que, por si só, torna completamente absorvente a sua gestão diária que será duplamente agravada em caso de agregação com qualquer Freguesia limítrofe, tornando impraticável a adequada resposta às solicitações mais básicas da população; Considerando o extraordinário desenvolvimento em todos os domínios, sejam sociais e/ou culturais, de recuperação de espaços verdes e espaços públicos, etc., que a Junta de Freguesia de Monte Abraão tem vindo a realizar desde a sua fundação que, por certo, sofrerá um perigoso retrocesso em caso de agregação; Considerando que nos dias de hoje o apoio social assume particular acuidade, temos para nós que em caso de agregação vai desperdiçar-se o excelente, insubstituível e reconhecido trabalho desenvolvido nesta sensível área pela Junta de Freguesia de Monte Abraão; Considerando que a decisão política das opções das agregações das Freguesias deve caber aos autarcas eleitos, que melhor conhecem a realidade local e as necessidades das suas populações;

Considerando que a Câmara Municipal de Sintra aprovou uma proposta na qual pede esclarecimentos à Unidade Técnica, a fim de aclarar dúvidas na aplicação, em concreto, da Lei no Município de Sintra; Considerando que essa proposta da Câmara Municipal de Sintra também foi apresentada, apreciada e aprovada por maioria na Assembleia Municipal de Sintra; Considerando que esta iniciativa do PSD e CDS, apresentada cinco meses depois da entrada em vigor da Lei n.º 22/2012, de 30 de maio, e a escassos cinco dias do prazo legal para emissão de pronúncia da Assembleia Municipal, mais não foi do que uma tentativa pueril de adiar o problema alicerçada numa qualquer ilusão de “negociação de bastidores” onde, por magia e mercê da enorme influência do Presidente da Câmara Municipal junto da Assembleia da República, tudo seria convenientemente adiado sine die; De facto, ao colocar a discussão da Reorganização Administrativa do Território do Município de Sintra no plano jurídico, ao invés de o colocar no plano politico, o Presidente da Câmara Municipal procurou encontrar o álibi perfeito para a sua incompreensível ausência em todo o processo, acabando por condenar a Freguesia de Monte Abraão à extinção; Considerando que a Freguesia de Monte Abraão e as respectivas populações jamais poderão sair prejudicadas pela conduta irresponsável e inexplicável da Câmara Municipal e da Assembleia Municipal de Sintra; As Bancadas do PS, CDU e BE da Assembleia de Freguesia de Monte Abraão propõem: 1- A recusa liminar das soluções apresentadas pela Unidade Técnica para a Reorganização Administrativa do Território; 2- A recusa liminar da extinção da Freguesia de Monte Abraão; 3- Exigir à Assembleia Municipal de Sintra que recuse a extinção da Freguesia de Monte Abraão e de qualquer outra Freguesia do Município de Sintra. Esta Moção, depois de votada e aprovado por esta Assembleia, será enviada para: Presidente da Assembleia da República Grupos Parlamentares da Assembleia da República Presidente da Assembleia Municipal de Sintra Presidente da Câmara Municipal de Sintra UTRAT - Unidade Técnica para a Reorganização Administrativa do Território Assembleias de Freguesia do Concelho de Sintra ANMP – Associação Nacional dos Municípios Portugueses ANAFRE – Associação Nacional de Freguesias Um órgão de comunicação social regional

Monte Abraão, 20 de Novembro de 2012 VOTAÇÃO: -APROVADA POR MAIORIA » (9 votos a favor = 7 do PS; 1 da CDU e 1 do BE) » (4 abstenções da Coligação Mais Sintra)

Moção Coligação Mais Sintra Considerando a importância para Portugal e para os portugueses, que se faça uma Reforma Administrativa do Poder Local que contemple a reorganização administrativa do território nacional e a criação de um novo modelo de gestão autárquica, mais adequado à realidade actual do nosso país e mais preparado para as necessidades futuras, num pressuposto de responsabilidade das actuais gerações para as que lhe sucederão; Considerando a importância das Juntas de Freguesia no desenvolvimento local, na defesa dos direitos e interesses dos cidadãos, bem como das necessidades concretas das suas populações, incentivando dessa forma a auto-estima territorial, de modo a interagir no sentido de uma maior proximidade, resolvendo com os seus reduzidos recursos muitos problemas que afligem os seus fregueses; Considerando que o Regime Jurídico da Reorganização Administrativa Territorial Autárquica, aprovado pelo Decreto-Lei nº 22/2012, de 30 de Maio, veio introduzir uma nova ordem jurídica nacional e territorial, com a consequente reorganização administrativa do território das Freguesias; Considerando que a decisão sobre as opções de agregação das freguesias, deveriam ter passado por todos os autarcas eleitos, que conhecem como ninguém a realidade local e as necessidades das suas populações; Considerando que a Proposta nº 617P/2012 da Câmara Municipal de Sintra, foi apresentada e aprovada por maioria na sessão da Assembleia Municipal realizada no passado dia 10 de Outubro, e que a mesma não produziu junto da Unidade Técnica qualquer comentário a não ser o de “não pronúncia” e que em face dessa decisão, resultou a apresentação na Assembleia da República de duas soluções para a Reorganização Administrativa do Concelho de Sintra; Considerando que a bancada “MAIS SINTRA” , manifestou anteriormente as suas opiniões sobre este assunto, e para que não restem quaisquer dúvidas interpretativas sobre uma matéria de importância tão relevante, reafirma o seguinte: 1) A bancada “MAIS SINTRA” não gostaria de ver a sua freguesia agregada com qualquer outra, no entanto, defendemos a tese que em caso de esta freguesia ser obrigada por força da lei a agregar-se com qualquer outra,

a solução de Monte Abraão/Massamá será a mais realista e prudente por um lado e por outro a que melhor defende os interesses de ambas as freguesias; 2) Vem deste modo a UTRAT ao encontro da nossa opinião, consubstanciada no documento já tornado público e presente na Assembleia da República, onde consta a agregação de Monte Abraão/Massamá nas suas duas soluções; Parece-nos, que a razoabilidade do pensamento da UTRAT e dos autarcas da “MAIS SINTRA” de Monte Abraão, contempla e complementa o universo de todo o trabalho desenvolvido por ambos os executivos autárquicos desde a criação de ambas as freguesias; Reiteramos, que a Presidência das freguesias a agregar seja rotativa, entenda-se, que utilize a mobilidade como padrão do serviço público a prestar a ambas as freguesias, bem como a divisão equitativa dos serviços existentes; Monte Abraão, 20 de Novembro de 2012 Bancada da Coligação MAIS SINTRA Ana Peixeiro José Raimundo dos Santos José Manuel Barandas Salgado Vasco Sousa Dias Notas Finais: a) Esta Moção deverá ficar anexa à Acta da presente sessão da Assembleia de Freguesia; b) Este Moção deverá ser tornada pública, no site da Junta de Freguesia e nos órgãos de Comunicação Social do concelho de maior tiragem; c) Esta Moção deverá ser enviada para as seguintes entidades: Presidente da Assembleia da República A todos os Grupos Parlamentares da Assembleia da República UTRAT - Unidade Técnica para Reorganização Administrativa do Território Presidente da Câmara Municipal de Sintra Presidente da Assembleia Municipal de Sintra Líderes de todas as bancadas da AMS Todas as Assembleias de Freguesia do Concelho de Sintra ANMP - Associação Nacional de Municípios Portugueses ANAFRE - Associação Nacional de Freguesias VOTAÇÃO: -APROVADA POR MAIORIA » (4 votos a favor da Coligação Mais Sintra) » (7 abstenções do PS) » (2 votos contra = 1 da CDU e 1 do BE)

AV. DA LIBERDADE, Nºs 29 E 31, MONTE ABRAÃO * TELEFONE: 21 437 36 35 * FAX: 21 437 36 60 * E-mail: geral@jf-monteabraao.pt


12

Publicidade

Sexta-feira23deNovembro2012


Sexta-feira23deNovembro2012

Publicidade

13


14

Desporto

Sexta-feira23deNovembro2012

NO DIA 9 DE DEZEMBRO

Centro Shotokai de Queluz promove dia solidário O Centro Shotokai de Queluz vai realizar, no próximo dia 9 de Dezembro, o evento Shotokai Solidário. Num dia repleto de actividades abertas aos visitantes, os valores angariados revertem a favor do Centro de Educação para o Cidadão Deficiente (C.E.C.D. Mira Sintra).

O

evento Shotokai Solidário, promovido pelo Centro Shotokai de Queluz (CSQ), vai decorrer no próximo dia 9 de Dezembro, domingo, entre as 10h00 e as 13h00. Durante a iniciativa, a solidariedade promete “agitar” o CSQ, incluindo a realização de aulas abertas e demonstrações de ginástica, dança e artes marciais. Durante as 3 horas do evento, pequenos e graúdos poderão usufruir do espaço para a prática de diversas modalidades, participando numa actividade que associa o bem-estar físico à componente solidária. A acção terá um valor simbólico de ingresso de 2 Euros, revertendo o valor total a favor de uma Instituição Solidariedade Social do Concelho de Sintra.

Este ano, o Centro de Educação para o Cidadão Deficiente (C.E.C.D. Mira Sintra) foi a instituição escolhida. No ano anterior, a actuação do CSQ centrou-se, fundamentalmente, na recolha de brinquedos e envio para instituições. De acordo com o CTQ, “a parceria entre ambas as instituições resulta do sentido de responsabilidade social do Centro Shotokai de Queluz que decidiu associar-se a uma instituição de carácter social”. O Centro Shotokai de Queluz está localizado na Avenida D. António Correia de Sá, nº 13, Queluz. Os interessados podem obter informações adicionais através do telefone 214 397 322 ou pelo email geral@centroshotokai.com. PUB

ASSOCIAÇÃO AMIGOS DE SÃO MARCOS

CONVOCATÓRIA Nos termos da alínea a) do nº2, do artigo 29º, dos Estatutos da Associação Amigos de São Marcos, convoco os Associados, para a Assembleia-Geral Ordinária (Eleitoral), a realizar no dia 15 de Dezembro de 2012, na Sede Social - Rua da Escola de São Marcos nºs 11 - 11 A, em São Marcos, Sintra: Das 10h00 às 17h00, horas, ininterruptamente. A Assembleia-Geral, reunirá à hora marcada na convocatória se estiver presente mais de metade dos Associados com direito a voto, ou uma hora depois com qualquer número de presentes, conforme nº 1, do artigo 31º, dos respectivos Estatutos. ORDEM DE TRABALHOS: PONTO ÚNICO: Eleição dos Corpos Gerentes para o triénio 2013/2015. As listas concorrentes deverão ser elaboradas em observância com o preceituado nos Estatutos da Associação. Apenas serão aceites as listas, que sejam apresentadas em envelope fechado, endereçado ao Presidente da Assembleia Geral, durante o período do normal funcionamento dos Serviços Administrativos da AASM, de 2ª a 6ª feira das 09h00 às 17h00 até ao dia 30 de Novembro de 2012. Obs: Para exercer o seu direito de voto o Associado deverá apresentar o seu cartão com a quota de Setembro de 2012, e um documento de identificação com foto. O PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA-GERAL (ANTÓNIO JOSÉ MARQUES LISBOA)

João Pereira(*) joao.pereira.actualsintra@gmail.com

Profissão: Agitador As Associações de Futebol de Leiria, Lisboa e Setúbal suspenderam os seus campeonatos no fim de semana de 10 e 11 de novembro, já que um decreto-lei, emanado do Ministério da Administração Interna, impunha a data de dia 9 do mês referido para a sua entrada em vigor. Do que no referido decreto-lei se podia ler, a requisição de policiamento para os jogos de futebol das camadas jovens de ‘iniciados’ e ‘juvenis’ deixaria de ser obrigatória como até aqui. Isto percebe-se, atendendo ao estado atual do país, não se percebendo, contudo, a extemporaneidade da exigência para a entrada imediata em vigor daquela medida. E por que razão a data exigida era inoportuna? Essa razão, não tendo que ver com a medida em si, já que se afigura inevitável, tem que ver com o facto de os campeonatos já estarem em movimento, e as formalidades tidas já pelas Associações com os procedimentos, em consonância com os

clubes, serem de rearranjo incomensurável, quiçá irrealizável. Os clubes, sabe-se, são entidades formadoras, vivendo, muitos, de balões de oxigénio e da carolice de, ainda, felizmente, muita gente. E fizeram finca-pé em conjunto com as suas Associações em exigir (e conseguir) um adiamento. Não se pôs em causa a inevitabilidade da decisão exarada no decreto, que entrará em vigor no ano desportivo de 2013-2014, a partir de 1 de julho, mas dos transtornos que a sua entrada imediata acarretaria. Até porque todos os jogos de ‘infantis’ e ‘benjamins’, podendo haver uma ou outra exceção, se realizam já sem policiamento. Talvez sejam os pais aqui os polícias de serviço. Então, para que serve o policiamento? Do que a atualidade nos tem mostrado, o policiamento serve, se não mais, pelo menos para desencorajar atitudes menos próprias, quando dissuasor de gente com princípios, que luta por um objetivo... Digno.

Infelizmente, também se tem constatado que há uns quantos anormais e animais, e todo o cuidado é pouco, não vão essas bestas procurar outros locais onde o seu atraso mental se sinta bem à vontade, e um dos desses locais possam ser as imediações de um qualquer campo de futebol onde jovens jogam o seu desporto de eleição. É cada vez mais pertinente refletir no fenómeno, e suas causas, que é a violência, a maior parte das vezes verbal, mas não só, dos adeptos no futebol. Essa violência decorre do próprio jogo, a que não são alheios certos comportamentos dos próprios jogadores, árbitros, equipas técnicas e dirigentes. Isso, certamente. Mas só isso? Concretize-se: se somos gente de brandos costumes, porque nos excedemos nos recintos de jogo? As explicações partem do facto de sermos ´ mansos `, procurando em todo o lado e em todos, as causas que nos levam, então, a deixarmos de o ser. Mas será que espiolhamos bem esse ponto de partida?

Acaso já perscrutámos outras hipóteses? J. Rentes de Carvalho, escritor português, no seu romance, “ A Amante Holandesa”, mostra-nos que a nossa brandura, afinal, não se materializa na prática, onde patenteamos uma bruteza dos costumes. Temos latente uma “raiva que assusta”, que volta e meia rebenta em ódio e violência. Esta raiva é cultivada com gosto. Cultiva-se também o ressentimento. Somos uma pátria sem patriotas. Isto deixa-me triste. Há muita coisa que vem por água abaixo. Seremos então uns bárbaros? Sempre o teremos sido? A partir de agora há coisas que se explicam mais facilmente, ou pelo menos de outra maneira. “Computai, computai a nossa falha que nós fomos pràqui uma gentalha a fazer passamanes com a história; Que nós fomos (fatal necessidade!) Quadrúmanos da vossa humanidade.” Poema de Alexandre O` Neill (*)Árbitro Licenciado da AFL


Vida & Lazer

Sexta-feira23deNovembro2012

Destaques da semana CMS

Agenda Cultural

Horóscopo

“TRAZER OS MORCEGOS À LUZ DO DIA”, NA VILA ALDA A Vila Alda tem patente a exposição “Trazer os morcegos à luz do dia”. O facto de 2011 e 2012 terem sido consagrados Ano do Morcego, numa iniciativa lançada pelo Programa do Ambiente das Nações Unidas e pelo Acordo sobre a Conservação dos Morcegos Europeus, a autarquia decidiu lançar um concurso de ilustração sobre os morcegos, relacionando o seu estudo com a preservação da biodiversidade e conservação dos recursos naturais, com especial destaque para as espécies existentes na área do Parque Natural Sintra-Cascais, fomentando a pesquisa e criatividade dos participantes. A exposição fica patente na Vila Alda até dia 5 de Dezembro, todos os dias das 10h00 às 18h00. JORGE MANUEL SIMÕES APRESENTA LIVRO “O LARGO” O lançamento do livro “ O Largo” vai decorrer amanhã, dia 24 de Novembro, às 16h00, na Sociedade União 1º de Dezembro - Rio de Mouro Velho, e será feita pelo Sociólogo e Mestre em Ciência Politica, Júlio Cortez Fernandes. O autor, através de um olhar antropológico, dá conta de como uma localidade que já foi centro se torna periferia, analisando as novas lógicas urbanas decorrentes do processo de deslocamento das populações. Rio de Mouro Velho lugar de estórias e com História. O Largo 1º de Dezembro, que dá nome ao livro, é por onde tudo circula, e onde sempre se volta e, a fala é veículo e estrutura de uma dada cultura. OFICINA DE TEATRO JÚNIOR, ATÉ FEVEREIRO Neste ano lectivo, também os mais pequenos terão a oportunidade de desenvolver as suas capacidades expressivas e criativas, experienciando diferentes jogos dramáticos e explorando tanto a mímica como a palavra. As máscaras a as marionetas terão também lugar marcado nesta oficina, que tem como objetivo melhorar a autoestima, confiança e concentração de cada participante, num ambiente descontraído e de pura fruição. As inscrições deverão ser efectuadas na bilheteira do Centro Cultural Olga Cadaval, mediante pagamento do valor da primeira mensalidade e de uma caução no valor de 15 Euros. RITUAIS DA MORTE NO “CASINO DE SINTRA” “Diis Manibvs - Rituais da Morte durante a Romanidade” é o nome da exposição temporária que o Museu Arqueológico de São Miguel de Odrinhas apresenta no “Casino de Sintra”, de 2 de Novembro a 30 de Dezembro. Esta exposição terá como ponto de partida as atitudes do Homem perante a morte e dará a conhecer um importante conjunto de materiais arqueológicos descobertos na região de Sintra, com especial destaque para aqueles que testemunharam as várias práticas aqui utilizadas, naquele domínio, durante o largo período que se estende desde os inícios do Império até aos finais da antiguidade tardia. Patente no edifício Museu de Arte Moderna, agora designado como “Casino de Sintra”, com entrada gratuita.

Previsão do Tempo

CARNEIRO

Recital de harpa com Salomé Pais Matos

S

alomé Pais Matos é uma das mais destacadas harpistas da nova geração que conta já com um considerável percurso internacional, tendo tocado recentemente nalgumas das mais prestigiadas salas mundiais como o Royal Concertgebow (Amsterdão), Sala Puccini (Milão) e Royal Opera House (Londres). Em Portugal, colabora regularmente com a Orquestra Sinfónica Portuguesa, Metropolitana, Orquestra Gulbenkian, Sintra Estúdio de Ópera, tendo tocado em vários locais, dos quais se destacam a Casa da Música, o Centro Cultural de Belém e o Teatro Nacional de São Carlos. Neste recital para Harpa solo, Salomé Pais Matos apresenta-nos algumas composições para este instrumento que revelam diferentes percursos estilísticos e demonstram a evolução e plasticidade da harpa em paralelo com o contexto musical europeu desde o barroco ao impressionismo. Dia 25 de Novembro, às 18h00, no Auditório Acácio Barreiros – Centro Cultural Olga Cadaval.

Porto Coimbra Lisboa Faro

17º 13º 16º 14º 18º 15º 19º 12º

Porto Coimbra Lisboa Faro

17º 09º 15º 12º 17º 14º 20º 14º

Domingo Porto

15º 08º

Coimbra 15º 10º Lisboa Faro

16º 11º 20º 13º

TOURO

Regente: VÉNUS – 1/4 a 20/5

Amor: Tudo estará bem na relação com a sua cara metade. Trabalho: Haverá faísca no que toca aos seu colegas... mantenha a calma e pense na melhor forma de contornar a situação. Saúde: Óptima.

GÉMEOS

Regente: MERCÚRIO – 21/5 a 20/6

Amor: Algumas contrariedades se for com-prometido/a... Trabalho: Problemas financeiros... talvez não receba o dinheiro que espera. Saúde: O exercício físico ajudará.

CARANGUEJO

Regente: LUA – 21/6 a 21/7

Amor: A tristeza e a melancolia poderão apoderar-se de si. Trabalho: Grandes mudanças a caminho, tente olhar mais para si e para o que quer realmente fazer da sua vida. Saúde: Estável.

LEÃO

Regente: SOL – 22/7 a 22/8

CONSERVATÓRIO DE SINTRA PROMOVE NOITE DE FADOS Num ambiente descontraído e com a cumplicidade das fadistas Joana Martins, Susana Mesquita e Susana Morgado, o Conservatório de Música de Sintra vai promover mais uma iniciativa de angariação de fundos para a construção da sua nova sede, já no dia 1 de Dezembro, com um jantar e noite de fados na Quinta da Praia (perto da praia da Aguda, Fontanelas, Sintra). Do valor de 25 Euros por pessoa, com condições especiais para crianças e jovens, 5 Euros revertem para as novas instalações da instituição. As inscrições decorrem até 25 de Novembro através de: conservatoriodemusicadesintra@gmail.com. AS CANÇÕES DA MARIA, NO OLGA CADAVAL Depois do enorme sucesso do livro/CD «As canções da Maria» eis que chega a vez de apresentar o espectáculo ao vivo. O projecto, da autoria de Maria de Vasconcelos, atingiu já o galardão de ouro e mantém-se nos lugares cimeiros do top de vendas da AFP desde a data de edição, em Março passado. Maria de Vasconcelos tornou-se bem conhecida do público pela sua carreira na rádio onde foi, a par de Nuno Markl, umas das apresentadoras do estrondoso «O Homem que Mordeu o Cão» e dos programas da manhã da Rádio Comercial e da Best Rock. O espectáculo promete momentos de diversão para miúdos e graúdos, para ajudar a estudar como que a brincar, porque tudo é mais fácil a cantar! Dia 9 de Dezembro, às 16h00, no Auditório Jorge Sampaio.

EXPOSIÇÃO DE PRESÉPIOS EM SINTRA Nos dias 1 e 2 de dezembro, a Unidade Pastoral de Sintra promove uma exposição de Presépios, que terá lugar na Igreja de S. Martinho, Vila Velha de Sintra (junto ao Turismo). Esta exposição surge no âmbito de um desafio lançado por uma paroquiana de Sintra, que se encontra em missão em Bafatá (na Guiné-Bissau) e visa apoiar a “Casa das Mães”, que acolhe crianças mal nutridas e grávidas em risco. Integrada num conjunto de actividades que visam a recolha de fundos, esta exposição conta com presépios cedidos por particulares, representações de grupos que desenvolvem actividades na Unidade Pastoral de Sintra, artesãos, com o Estabelecimento Prisional de Sintra e o Rotary/Interact Clube de Sintra. Sábado, dia 1, das 10h00 às 19h00 e Domingo, dia 2, das 10h00 às 20h30. “INTERIORES: COLEÇÃO NEVES E SOUSA”, NA VERNEY, EM OEIRAS “Interiores: Coleção Neves e Sousa” é o título da exposição de aguarelas do pintor Neves e Sousa que é apresentada, de 28 de outubro a 30 de novembro, na Livraria Galeria Municipal Verney/ Colecção Neves e Sousa, em Oeiras. A mostra pode ser visitada pelo público de terça a sexta-feira, das 11h00 às 18h00 e aos sábados, das 14h00 às 18h00. Encerra aos feriados. A Livraria - Galeria Municipal Verney/ Coleção Neves e Sousa está localizada na Rua Cândido dos reis, 90/90 A, em Oeiras.

DINOSSAUROS DA LOURINHÃ NA AMADORA, ATÉ DEZEMBRO O Núcleo Museográfico do Casal da Falagueira, apresenta uma exposição representativa do acervo paleontológico do Museu da Lourinhã. Entre as peças expostas contam-se fósseis originais e réplicas de fósseis de dinossauros do Jurássico Superior, período que decorreu há cerca de 150 milhões de anos, e que são parte de um património riquíssimo. Para os mais novos estão previstas várias atividades (caixa de areia, “laboratório” de paleontologia, entre outras). A exposição é complementada por uma mostra das melhores obras submetidas ao Concurso Internacional de Ilustração de Dinossauros. Este concurso é uma iniciativa do Grupo de Etnologia e Arqueologia da Lourinhã e, ao longo de sete edições, já permitiu reunir 443 trabalhos, realizados por 187 artistas de 37 países, de todos os continentes. Com entrada livre, a mostra está patente até 15 de Dezembro, com entrada livre, no Núcleo Museográfico do Casal da Falagueira, de segunda a sábado, das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 17h00. Sábado

Amor: Fase de ruptura...pode ter de enfrentar um abandono. Trabalho: A rotina fará parte integrante da sua vida. Saúde: Boa. Algum stress afectando o sistema nervoso.

DR

EXPOSIÇÃO DE ESCULTURA AO AR LIVRE NA VOLTA DO DUCHE A exposição de Escultura ao Ar Livre – Sintra Arte Pública, conta este ano com a 9ª edição. À semelhança de anos anteriores, tem lugar na Volta do Duche, em pleno centro histórico. Organizada pela Câmara de Sintra, em colaboração com o Centro Internacional de Escultura, esta exposição, este ano sob o tema “Os Mitos e a Mitologia”, apresenta trabalhos de 18 escultores de várias nacionalidades. Até 10 de Junho do próximo ano, será possível apreciar estas 18 esculturas, cuja matéria-prima é a pedra. Esta é mais uma iniciativa da autarquia de Sintra, enquadrada na estratégia de consolidação da marca “Sintra, Capital do Romantismo”.

Sexta

Por Desidério Zeffir

Regente: MARTE – 21/3 a 20/4

“Canções” de Pedro Abrunhosa, hoje, no Olga Cadaval “O

Coração dos meus espectáculos tem nome: Canção. E tem uma função: Contar Histórias, minhas e de outros, onde não há heróis nem vilões mas sim palavras que apetece cantar. A Canção bate por si ao ritmo fugaz que atravessa o tempo. Pode ser uma valsa francesa ou uma arriscada acrobacia de Dylan, mas todas as Canções empurram esse corpo fugidio a que se chama espectáculo para os braços do público. E, assim abraçados, celebramos juntos o pulsar de versos remotos, agora aprisionados pela nossa Voz comum. Este é o meu mundo. O mundo que visito todas as noites quando faço Canções”. Pedro Abrunhosa apresenta assim o espectáculo “Canções”, que sobe hoje ao palco do Centro Cultural Olga Cadaval, às 22h00.

15

OSSOS QUE CONTAM HISTÓRIA, ATÉ JANEIRO Esta é a exposição temporária que o Museu Arqueológico de São Miguel de Odrinhas apresenta até 12 de janeiro, cedida pela Direção Geral do Património Cultural – Laboratório de Arqueociências. Aqui se explica, com exemplos concretos, o que é a Arqueozoologia, disciplina que estuda os ossos dos animais recuperados em contexto arqueológico. Os visitantes irão constatar que o estudo dos ossos, além de possibilitar a identificação das espécies, permite ainda reconhecer outros tipos de indícios como marcas de corte, vestígios de fogo, ou a presença seletiva de apenas alguns elementos do esqueleto, indícios que dão a conhecer, com outra profundidade, a história do animal após a sua morte.

Amor: Poderá escolher um destino romantico para passar o fim-de-semana. Trabalho: Grandes aborrecimentos com o seu chefe ou superior. Saúde: Pense antes de agir. Possíveis acidentes...

VIRGEM

Regente: MERCÚRIO – 23/8 a 22/9

Amor: Tolerância é a palavra-chave. Trabalho: Mudanças fundamentais servirão para se restabelecer e voltar a acreditar em si mesmo/a. Saúde: Boa.

BALANÇA

Regente: VÉNUS – 23/9 a 22/10

Amor: Grande desgosto...mas melhores dias virão, pense que tudo não passará de uma fase em que necessita, talvez, de olhar para si mesmo/a. Trabalho. Fase de planeamento. Saúde: Recuperação de um período onde imperava a fadiga e a moral baixa.

ESCORPIÃO

Regente: PLUTÃO – 23/10 a 21/11

Amor: Fase de grande ansiedade, mas tudo se resolverá por si mesmo. Trabalho: Utilize os seus conhecimentos de forma válida e ponha-os em prática. Saúde: Possíveis resfriados.

SAGITÁRIO

Regente: JÚPITER – 22/11 a 21/12

Amor: Problemas a necessitarem de resolução urgente , relativamente a terceiras pessoas. Trabalho: Quebra de lucros no que toca a um possivel empreendimento demasiadamente arriscado. Saúde: Problemas cardiovasculares... atenção!

CAPRICÓRNIO

Regente: SATURNO - 22/12 a 20/1

Amor: Dividido entre o trabalho e o lazer... mas acautele-se porque o seu/sua companheiro/a poderá exigir mais de você. Trabalho: A vida de reclusão nem sempre é o mais indicado... Saúde: Valorize mais a sua alimentação.

AQUÁRIO

Regente: URANO – 21/1 a 19/2

Amor: Grandes conflitos vão dentro da sa cabeça... poderá resistir à tentação de trair o seu par? Trabalho: Gosta do que faz, e exige perfeição, mas não seja tão exaustivo no que toca a resolução de problemas no local de trabalho. Saúde: Atenção ao excesso de doces.

PEIXES

Regente: NÉPTUNO – 20/2 a 20/3 Amor: Visivelmente transtornado, o que planeou poderá não sair como esperava. Trabalho: Criatividade e diabrura... não se comporte como uma criança! Saúde: Recomenda-se ar livre e àgua pura para manter as boas funções do organismo.


16

Publicidade

Sexta-feira23deNovembro2012


Edição 135