Page 30

prêmio

Mulher Simplesmente Mulher 2017 Tradicionalmente realizado em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, o evento de entrega do troféu “Mulher Simplesmente Mulher”, homenageou, na edição de 2017, a vice-governadora Cida Borghetti e a empresária do ramo de confecções, Emili Mouchbahani, sócia-proprietária das lojas Emilie, no bairro Juvevê. A cerimônia foi realizada sob a coordenação do Conselho da Mulher Empresária (CME). O prêmio é concedido a mulheres de valor ético e moral, e também representa o atestado dos excelentes serviços prestados à sociedade em seus respectivos campos de atuação, justificando a visão institucional da entidade. “Outorgado a essas mulheres de extraordinário valor ético e moral, é também o atestado dos excelentes serviços prestados à sociedade em seus respectivos campos de atuação, justificando plenamente a visão institucional desta Casa”, disse o presidente Gláucio Geara. Reconhecendo a importância do empreendedorismo feminino ao longo das décadas, as lutas por elas encampadas através dos séculos e o seu papel diante da crise, Maria Cristina Coutinho disse que “muitas mulheres são responsáveis por movimentar a economia principalmente em momentos de recessão, já que muitas estão à frente de negócios de grande impacto e porque são detentoras de poder criativo, predicado muito importante nestas épocas” Representando o setor político, Cida Borghetti, reconhecida nacionalmente pelo seu trabalho em prol da mulher, da criança e do adolescente, sobretudo nas questões relacionadas à saúde, antes de

30

_ maria cristina coutinho, emili mouchbahani, cida borghetti e gláucio geara

chegar ao cargo de vice-governadora, obteve os mandatos de deputada estadual e federal, exercendo-os entre 2003 e 2014. A vice-governadora lembrou da força feminina em prol do desenvolvimento da economia no Estado e parabenizou aquelas que contribuem, em suas respectivas áreas de atuação, gerando riquezas para o Paraná. Por sua vez e representando o setor empresarial, Emili Mouchbahani de Souza é a administradora geral das tradicionais Lojas Emilie desde 1981, fundada pela sua avó, uma visionária que emigrou do Egito para o Brasil, e aqui prosperou. A longa experiência de Emili no comércio varejista foi complementada pelos cursos de Administração (1982 a 1985), na Fundação de Estudos Sociais do Paraná (FESP), e a

a O prêmio é concedido o mulheres de valor étic o ta en e moral, e repres es atestado dos excelent à s serviços prestado sociedade

pós-graduação em Gestão de Negócios (1986-1987), na Faculdade de Administração e Economia (FAE). Contabilizando 36 anos à frente dos negócios, Emili lembrou que sua escola “foi o exemplo de dedicação, respeito e honestidade que pôde apreender com as duas gerações de sua família, que lutaram e ainda lutam para manter os negócios, mesmo diante dos momentos desfavoráveis da economia pelos quais o país ainda atravessa”, encerrou.

Revista do Comércio Edição 182 | Abril, Maio e Junho de 2017  

Abril, Maio e Junho de 2017

Revista do Comércio Edição 182 | Abril, Maio e Junho de 2017  

Abril, Maio e Junho de 2017

Advertisement