Page 12

OESTE PORTUGAL” NO TOP 20 DOS DESTINOS TURÍSTICOS SUSTENTÁVEIS QUALITYCOAST AWARDS 2013 O Município de Torres Vedras foi pioneiro em Portugal na adesão ao Galardão Europeu, QualityCoast, em 2009, tendo 2011, obtido a certificação Ouro. Graças ao empenho e trabalho desenvolvido por Torres Vedras em conjunto com a Turismo do Oeste, a Comunidade Intermunicipal do Oeste (OesteCIM) e os seus Municípios, foi possível em 2013 a Região “Oeste Portugal” efetuar uma candidatura conjunta a este importante galardão, promovido pela Coastal&Marine Union – EUCC. A região Oeste passa a ser uma primeira região do continente, a par com a região autónoma dos Açores a ter a certificação de destino QualityCoast. Esta distinção ocorreu no passado dia 20 de maio, em Gozo – Malta, na presença do Presidente da EUCC, Ministro do Turismo e do Desenvolvimento Económico de Gozo, entre outras autoridades locais de vários países da União Europeia. Em representação da OesteCIM, esteve o Vice-Presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Carlos Bernardes. Este galardão visa a implementação de políticas de gestão integrada das zonas costeiras e a maior sustentabilidade dos destinos turísticos costeiros da região, na linha das orientações do Plano de Acção para um Turismo Europeu mais sustentável. Espera-se que os membros QualityCoast confirmem o seu compromisso relativamente a: . Boa qualidade das atividades recreativas e de promoção de um turismo amigo do ambiente e do Homem;

12

. Desenvolvimento e implementação de políticas que garantam a qualidade acima referida e melhorem a situação na área, no caso de fraco desempenho; a avaliação dessas políticas deverá ser feita em cada 2 anos; . Transparência no fornecimento de informação (relativamente à sua qualidade e às iniciativas de políticas relevantes) aos visitantes nacionais e internacionais, através da internet e outros tipos de media apropriados, em estreita cooperação com outros parceiros QualityCoast. Neste sentido, o Galardão QualityCoast constitui um reconhecimento internacional das comunidades costeiras que não só apresentam e demonstram uma boa performance geral em termos de sustentabilidade e que fornecem informação transparente aos seus visitantes, mas também que planeiam melhorias nessa performance. É um sistema independente de certificação do desempenho da comunidade costeira e do seu produto turístico. Os Municípios que receberem o Galardão poderão dispor de bandeiras de reconhecimento no seu território e ser promovidos internacionalmente durante a Semana Marítima Europeia e em brochuras através das quais serão destacados como Destinos QualityCoast. O QualityCoast adopta 20 critérios de forma a fornecer uma medida do grau de sustentabilidade das comunidades costeiras e da qualidade da informação disponível ao público. Os critérios são distribuídos em 4 categorias: - Natureza; - Ambiente; - Identidade e Cultura; - Segurança e Acolhimento. Natureza

valores naturais do território, incluindo a educação ambiental - Critério 3 – Políticas “Verdes” Promoção de medidas “verdes”, pelo município e pelas empresas - Critério 4 - Paisagem Existência de extensas áreas de paisagem (incluindo florestas) e de mar Ambiente - Critério 5 – Gestão Ambiental Definição de Política com principais desafios ambientais e práticas para reduzir impactes ambientais - Critério 6 – Bandeira Azul Gestão sustentável das praias e zonas costeiras - Critério 7 – Gestão da Água Disponibilidade de água, eficiência do uso da água, tratamento de águas residuais e reutilização de águas - Critério 8 – Mobilidade Sustentável Promoção da Mobilidade Sustentável - Critério 9 – Resíduos e Reciclagem Políticas e estruturas para recolha de resíduos, reciclagem e reutilização - Critério 10 – Energia e Clima (Mitigação) Esforços para redução dos gases com efeito de estufa e promoção das energias renováveis - Critério 11 – Adaptação às alterações climáticas Esforços para protecção / adaptação às alterações climáticas Identidade e Cultura

- Critério 12 – Património cultural Presença de património cultural e nível de protecção dos elementos que estão ligados à história local - Critério 13 – Território e Tradições - Critério 1 - Conservação da natureza Presença de áreas naturais no território e designações nacionais ou Presença de paisagens naturais e humanizadas e uso tradicional do território internacionais de áreas protegidas terrestres ou marinhas - Critério 14 – Identidade Local - Critério 2 – Informação e Educação Presença da identidade local e atenção para distintos aspectos Informação e instalações que favoreçam a interacção com os físicos e sociais que são considerados típicos.

Boletim julho, agosto  

ACISCP

Advertisement