Page 1

l ia ec sp E os o n çã 1 a di 9 E Jun 2013 | Ed. 19 | Ano 02

Primando pelo respeito aos associados, a ACIPG representa e desenvolve o comércio, a prestação de serviços e as indústrias da região, criando produtos que aumentam a competitividade e promovendo o associativismo!


Palavra do Presidente

A

Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) comemora 91 anos em junho. Fundada em 18 de junho de 1922, em pouco tempo a entidade já recebia o apoio de empresários locais. Durante os anos de existência, sempre teve participação no desenvolvimento de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais, apoiando projetos e debates de interesse da comunidade. No campo empresarial, disponibiliza mais de 30 produtos e serviços para o comércio, prestação de serviços e indústria. Campanhas para fortalecimento empresarial também são marcas da ACIPG que trabalha com datas comemorativas e ações de desenvolvimento para o setor. Grandes parcerias financeiras com a Caixa Econômica Federal,

Sicoob, Sicredi e Uniprime e com movimentos e conselhos de Ponta Grossa como Conseg, Conselho de Entidades, OSPG, MCG e MCCE-PG marcam os 91 anos da entidade que acompanhou e reivindicou melhorias em diversos setores da cidade. A entidade sempre apresenta ótimos resultados nos indicadores do Programa Capacitar, da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Paraná (FACIAP). O objetivo do Programa é analisar processos internos, clientes, finanças, recursos humanos, desenvolvimento local, cultura associativista e prestação de serviços. O último resultado apontou que a ACIPG saiu dos 74% em 2011 para 82% em 2012. A meta da atual gestão é chegar em 90%. ACIPG... 91 anos primando pelo respeito aos associados, desenvolvendo as empresas da região,

Sérgio Leopoldo Presidente da ACIPG

representando, defendendo e produzindo serviços que aumentam a competitividade, promovendo o associativismo! Parabéns a todos os associados, presidentes, diretores e colaboradores pelo trabalho realizado!

Gestão 2012-2014 DIRETORIA

CONSELHOS

Diretor de Prestadores de Serviços Juliano Kobellache

Presidente Conjove Bruno Ronchi

Diretor de Comércio Exterior Osvaldo Malta Callegari

Representante Conjove Thiago Azevedo

Diretor de Produtos Miler José Oliveira

Presidente CEME Iliana Busnardo

Diretor de Assuntos Comunitários Luiz Eduardo Pilatti Rosas

Diretor de Fomento Joel José Pavesi

Representante CEME Elda Godoy

Diretor Secretário Amarildo Pramio

Diretor de Eventos José Carlos Loureiro Neto

Diretor Financeiro Rodrigo Baron Martins

Diretor de Planejamento Urbano Marcus Vinicíus Caldeira Baggio

Câmara Técnica do Meio Ambiente Daniele Sabatke

Presidente Sérgio Leopoldo Vice-presidente de Relações Públicas Nilton Fior

Diretor Jurídico José Eli Salamacha Diretor de Assuntos Econômicos Weliton da Silva Barreiros

Diretor de Capacitação Profissional Paulo Roberto Veiga

Diretor de Comércio Flávia Maria Barrichello

Diretor de Responsabilidade Social Osni Mongruel Junior

Diretor de Indústria Jarbas Góes

Diretor de Shopping Center Milane Aparecida Fadel Barbur

Diretor Rural Sandra Camargo Queiroz

Diretor de Bairros Neymar de Meira Albach

Diretor de Turismo Daniel Wagner

Diretor de Associativismo Marcos Rogério Dombrowski

Parceiros

Câmara Técnica do Polo Industrial Jarbas Góes

CONSELHO DE REPRESENTANTES Efetivos César Moro Tozetto Gustavo Mandalozzo Railda Alba Francisca Schiffer Rogério Scheffer Alcides José Madalozzo Carlos Jabur Jeroslau Pauliki José Alvaro Góes Filho José Divalsir Gondaski Marcio Pauliki

Suplentes Irineu Czepula Ivo Bremm Antônio Bento de Paiva Álvaro César de Freitas Torres Jr. Paulo Roberto Pedrollo Jr. Altamir José de Lima Fernandes Douglas Costa Ernesto José Moro Martins João Luis Giostri Luiz Gustavo de Carvalho

CONSELHO SUPERIOR Alcy Antônio Marochi Calixto Abrão Miguel Ajuz David Pilatti Montes Douglas Fanchin Taques Fonseca Edílson Luiz Carneiro Baggio Helvio Frederico Hess Jordão Bahls de Almeida Neto Leodgar Pedro Correa Renato Gomes Napoli Ovídio Gasparetto Hilário Devicchi Railda Alba Francisca Schiffer Marcio Pauliki

EXECUTIVO Ariane Wiesinieski Festa Rafael Lizieri

Edição e Textos: Thaís Helena Ferreira Neto MTB 6868 Jornalista Responsável: Thaís Helena Ferreira Neto MTB 6868 Capa e Projeto Gráfico: Shinken - Comunicação Diretor de Arte e Diagramação: Fábio Ricardo Pereira da Silva Tiragem: 3000 exemplares Anuncie na Revista ACIPG em Ação comercial@acipg.org.br Sugestões, críticas e comentários thaishelena@acipg.org.br ACIPG Rua Comendador Miró, 860 (42) 3220-7200 É permitida a reprodução parcial ou total do conteúdo das matérias desta Revista, desde que obedecidos os créditos.

Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 3


Sumário 26 CAPACITAÇÃO

ACIPG e IMM desenvolvem Projeto Quasar

27 SEGURANÇA

Campanha contra pichação tem primeiros resultados

06 PARABÉNS, ACIPG!

Entidade completa 91 anos

32 COMÉRCIO

Ponta Grossa recebe campanha do comércio

34 PESQUISA

Perfil dos trabalhadores informais

38 CONJOVE

Conselho realiza visitas técnicas

16 ENTREVISTA

Conversa com o secretário João Ney

40 NOVOS SÓCIOS

Entidade recebe 58 novos sócios

42 EMPREENDER

Destaques dos Núcleos Setoriais da ACIPG

44

ANIVERSARIANTES

46

ARTIGO

Empresas associadas de Maio e Junho

23 PARCERIA

Patentes são foco da ACIPG e UEPG

A indignação e a revolta dos brasileiros

28 ACIPG NOS BAIRROS

Entidade lança projeto para 12 regiões


91 anos

ACIPG completa 91 anos Contribuição para o desenvolvimento de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais, debate de assuntos de interesse da sociedade, grandes campanhas e fortes parcerias marcam a trajetória da entidade

F

undada em 18 de junho de 1922, a Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) em pouco tempo já recebia o apoio de empresários locais. Durante os anos de existência, sempre teve participação no desenvolvimento de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais, apoiando projetos e debates de interesse da comunidade. Grandes parcerias financeiras com a Caixa Econômica Federal, Sicoob, Sicredi e Uniprime e com movimentos e conselhos de Ponta Grossa como Conselho Comunitário de Segurança de Ponta Grossa (Conseg), Conselho de Entidades, Observatório Social de Ponta Grossa (OSPG), Movimento Campos Gerais de Igual para Igual (MCG) e Movimento de Combate à Corrupção Eleito-

Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 6

ral (MCCE-PG) marcam os 91 anos da entidade que acompanhou e reivindicou melhorias em diversos setores da cidade. No campo empresarial, disponibiliza mais de 30 produtos e serviços para o comércio, prestação de serviços e indústria. Campanhas para fortalecimento empresarial também são marcas da ACIPG que trabalha com datas comemorativas e ações de desenvolvimento para o setor. De acordo com o presidente da ACIPG, gestão 2012-2014, Sérgio Leopoldo, a entidade tem uma história de muitas ações e conquistas. “A ACIPG participa ativamente de questões de interesse dos associados e da sociedade. Todos que por aqui passaram contribuíram com ações para melhoria da classe empresarial e cidade. Durante os anos, foram realizadas grandes parcerias e campanhas”. “Fico extremamente honrado em fazer parte da ACIPG, como associado e diretor, podendo felicitá-la pelos 91 anos. Enalteço e parabenizo todos os presidentes, diretores e colaboradores que fizeram e fazem esta Associação, motivo de orgulho para seus as-

sociados e ponta-grossenses. Entidade séria, independente e que busca, diariamente, cumprir seus objetivos”, comenta o vice-presidente da ACIPG, Nilton Fior. A entidade sempre apresenta ótimos resultados nos indicadores do Programa Capacitar, da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Paraná (FACIAP). O objetivo do Programa é analisar processos internos, clientes, finanças, recursos humanos, desenvolvimento local, cultura associativista e prestação de serviços. O último resultado apontou que a ACIPG saiu dos 74% em 2011 para 82% em 2012. “A meta da atual gestão é chegar em 90%”, destaca Leopoldo. O historiador da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Niltonci Batista Chaves, comenta a trajetória da ACIPG. “A entidade surgiu em um momento muito especial para Ponta Grossa que é o início do século XX. Período de grande crescimento urbano, econômico e industrial. A ACIPG é a primeira entidade de classe empresarial do interior do Paraná e exerce desde sua origem uma influência muito forte na história econômica e no desenvolvimento de Ponta Grossa e dos Campos Gerais”. De acordo com Chaves, grandes lutas se desenvolveram dentro da ACIPG reivindicando melhorias para a cidade e região. “A melhoria das estradas no interior do Paraná, a implantação de um sistema de telefonia e comunicação para os Campos Gerais, melhorias no sistema de eletrificação em Ponta Grossa e a luta junto com outras entidades para a vinda do curso de Medicina para a cidade são algumas das ações que a ACIPG realizou para benefício da comunidade”, comenta o historiador. “A entidade está sempre à disposição para colaborar com a cidade. Uma das funções da ACIPG é promover o diálogo da classe empresarial com órgãos públicos e colaborar com o desenvolvimento de Ponta Grossa. Em nosso site temos o link de ouvidoria, um espaço de comunicação com o associado e a sociedade, que podem participar com sugestões e críticas”, destaca Leopoldo. Atualmente, a entidade trabalha em parceria com a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) para patentes e novas tecnologias, plane-

ja novos produtos e serviços, ações de fomento e capacitação profissional, programa empreender, movimento contra a PEC 37, campanhas do comércio como ‘Ponta Grossa: Comércio forte, cidade forte’, Projeto ACIPG nos Bairros, aproximação com o poder público através de reuniões de diretorias com deputados estaduais, federais e secretários municipais, entre outras metas.

Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 7


91 anos

Parabéns, ACIPG! Gleisi Hoffmann

Ministra-chefe da Casa Civil da Presidência da República

“A ACIPG se consolidou ao longo de nove décadas como um importante instrumento para promoção do desenvolvimento regional, atuando de forma decisiva no estabelecimento de estratégias voltadas para o crescimento empresarial de Ponta Grossa. Atenta às demandas locais, a Associação acompanhou as mudanças econômicas pelas quais o nosso País passou nesses 91 anos e que ainda vem passando. Acredito que a transformação socioeconômica do nosso Brasil é resultado de um enorme esforço nacional e reconheço que ACIPG faz parte desse processo. Desejo ainda mais sucesso para a instituição”.

Beto Richa

Governador do Paraná

“A história, a economia e a cultura de Ponta Grossa foram e são essenciais para a formação do caráter paranaense. Neste contexto, assume papel significativo a história e o desempenho da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa, que comemora 91 anos de existência. Entendo que em todo o nosso Estado as entidades associativas prestaram e prestam inestimável apoio ao desenvolvimento econômico, social e cultural dos paranaenses. E este papel é ainda mais realçado pela atuação da ACIPG, uma das mais tradicionais e atuantes de nosso Paraná, onde o comércio e seus representantes sempre foram um fator de destaque de progresso humano. Meus parabéns aos comerciantes, industriais e empresários de Ponta Grossa, muito bem representados por sua entidade, a aniversariante ACIPG!”

Sandro Alex

Deputado Federal

“Ponta Grossa vive um dos momentos mais importantes de sua história. Um ciclo de desenvolvimento que a coloca entre as cidades de maior destaque no país. Os números no setor comercial apontam Ponta Grossa com o maior crescimento no Paraná. Para todos nós ponta-grossenses isto é motivo de muito orgulho, pois esta história foi construída ao longo de muitos anos e com muito trabalho. A Associação Comercial e Industrial de Ponta Grossa ao longo dos seus 91 anos foi protagonista deste crescimento participando de forma efetiva nas discussões e conquistas do setor. Recebam todos os nossos cumprimentos e vamos continuar o trabalho de união pelo progresso de nossa cidade”.

Plauto Miró Guimarães Filho

Deputado Estadual e 1º Secretário da Assembleia Legislativa do Paraná

“Tenho pela Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa um grande respeito. A Associação que completa 91 anos tem no decorrer de todo esse período marcado posições importantes na defesa da indústria, do comércio, enfim de toda a economia da região, em especial de Ponta Grossa. Quero nesse momento parabenizar a toda diretoria que realiza um grande trabalho à frente desta tão importante entidade”.

Péricles de Holleben Mello Deputado Estadual

“A história da Associação Comercial, Industrial e Empresarial se confunde com a história de Ponta Grossa. Nesses 91anos, a ACIPG trilhou um caminho de sucesso e expansão. Ao longo dos anos, a entidade se consolidou como uma importante aliada da classe empresarial, contribuindo para o desenvolvimento da cidade e dos Campos Gerais. Com seu perfil inovador e empreendedor, a ACIPG tem um papel preponderante na vida do cidadão ponta-grossense, pois suas atividades vão além do apoio ao empresariado. São inúmeras as campanhas comunitárias, de envolvimento com a sociedade, dando uma clara demonstração do seu papel social. A promoção e fomento ao turismo regional também ganhou força nas mãos da ACIPG. Quero renovar meu apoio e colocar meu mandato à disposição. Parabéns a toda diretoria e equipe de funcionários por esta data especial!” Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 8

Ricardo Barros

Secretário de Estado da Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul

“Parabéns a todos aqueles que ajudaram a construir a história de um dos órgãos mais importantes do Paraná. A Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa é uma referência no trabalho contínuo pela melhoria e o desenvolvimento da cidade. Uma entidade respeitada e reconhecida pelas diversas lutas em defesa da classe empresarial e da comunidade ponta-grossense. Que esses sejam os primeiros 91 anos de outros tantos. Parabéns!”

Darci Piana

Presidente do Sistema Fecomércio Sesc Senac Paraná

“É interessante notar que, em 1922, enquanto o Brasil comemorava 100 anos da Independência e o governo tentava conter seguidas crises políticas, os empreendedores ponta-grossenses davam uma grande demonstração de otimismo e visão estratégica do futuro, ao fundar a Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa. Hoje, ela é uma referência, reconhecida por suas ações bem sucedidas que fazem da cidade um dos principais polos de desenvolvimento do Paraná. Por tudo isso, parabenizo a ACIPG e seus diretores que realizam um trabalho incansável pelo progresso princesino, que hoje tem a incumbência de manter viva a chama acesa quando da fundação da entidade, há exatos 91 anos. Sucesso para a ACIPG, sucesso pra Ponta Grossa e para o Paraná!”

Marcelo Rangel

Prefeito de Ponta Grossa

“O progresso de uma cidade passa pela organização e união do setor produtivo, a Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) em parceria com o poder público pode contribuir para o desenvolvimento de Ponta Grossa”.

Aliel Machado Bark

Presidente da Câmara Municipal de Ponta Grossa

“Precisamos pensar constantemente na cidade que queremos para o nosso futuro. E para isso devemos trabalhar na idealização de planejamentos estratégicos, que estabeleçam maior eficácia à gestão pública e a possibilidade de projetarmos Ponta Grossa para os próximos anos. Nessas diretrizes, há 91 anos foi fundada a Associação Comercial e Industrial de Ponta Grossa. Anos que refletem uma trajetória preocupada com as questões relacionadas ao desenvolvimento da região, abrangendo as áreas do comércio, indústria e prestação de serviços. Além disso, no decorrer desses anos, conseguimos observar características de determinação, inovação e pioneirismo, que fazem com que eu não só parabenize a Associação Comercial, mas também reconheça o trabalho que vem desempenhando em prol do desenvolvimento de nossa cidade e região”.

Rainer Zielasko

Presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Paraná (FACIAP)

“Chegar aos 91 anos com o espírito associativista sempre renovado é um grande privilégio. A Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa é uma das maiores entidades filiadas à FACIAP e inspira confiança e dedicação mútuas aos seus associados. Parabéns a todos que já estiveram e estão à frente da ACIPG pelo brilhante trabalho desenvolvido em prol do empresariado e do desenvolvimento local”.

Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 9


91 anos Ardisson Naim Akel

Presidente da Junta Comercial do Paraná

“Conheço e convivo com os companheiros da ACIPG há mais de 20 anos. Acompanhei ao longo desse tempo o desenvolvimento e a crescente estruturação desta que é uma das mais antigas entidades de representação empresarial de nosso Estado. Quando presidente da Faciap - Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Paraná -, vi como ela cresceu, modernizou-se, ampliou-se e testemunhei suas lutas, não só corporativas como cívicas, pelo bem de Ponta Grossa e do Paraná. Por todos esses motivos, congratulo-me com os dirigentes e associados dessa notável Associação Comercial e Industrial de Ponta Grossa, almejando-lhes crescentes sucessos e êxitos”.

João Carlos Gomes

Reitor da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)

“Há poucos anos de completar um século de história, a Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) se consolida através da uma história de conquistas. Nesses 91 anos de atividades, são inúmeras as bandeiras desfraldadas pela entidade, com forte atuação política e comunitária, sempre tendo como objetivo o crescimento de Ponta Grossa a partir do seu potencial econômico e social. Nessa missão, a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) sempre encontrou na ACIPG uma parceira de todas as horas. Hoje, não se pode falar em desenvolvimento sem passar pela integração universidade/empresa. Nesse aspecto, a UEPG conta com o suporte fundamental da ACIPG para inserir Ponta Grossa no cenário da inovação tecnológica”.

Jefferson Nogaroli

Presidente do Sicoob Sul e presidente do Sicoob Central Paraná

“A ACIPG é uma bandeira do associativismo paranaense. Grande parte das conquistas associativistas do nosso Estado, que beneficiam milhares de comerciantes e lojistas, nasceu das lutas e reivindicações desta Associação. O Sicoob é parceiro da ACIPG que nos acolheu desde o início. Por isso, parabéns pelos 91 anos e parabéns pelo histórico de dedicação à causa empresarial, não apenas nos Campos Gerais, mas em todo o Paraná.”

Augusto Francesco Carlo Garofani Presidente Uniprime

“Em meu nome e representando o Conselho de Administração da Uniprime Campos Gerais Cooperativa de Crédito, cumprimento a ACIPG e seus dirigentes por seus 91 anos de fundação. Sempre desenvolvendo um trabalho de vanguarda, proporcionando crescimento e expansão do comércio princesino, liderando e orientando as ações dos empresários. Nossos votos de continuidade e sucesso. A Uniprime tem orgulho de fazer parte da ACIPG e tê-la como nossa cooperada. Parabéns!”

Jorge Gomes Rosa Filho Indianara Prestes Mattar Milléo

Vice-presidente Executiva e Coordenadora Regional da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP) e Secretária de Governo Municipal

“Mais de noventa anos de existência com uma trajetória de sucesso, a história da ACIPG define-se como uma entidade de trabalho, respeito ao associado, busca incessante pela inovação e sobre tudo perfeita sincronia com as causas sociais e econômicas de nossa gente. É um privilégio estar Secretária de Governo Municipal e Coordenadora Regional da FIEP neste momento festivo onde cumprimento efusivamente todos os membros desta engrenagem que constitui uma das maiores provas que o associativismo é fator primordial e determinante para o desenvolvimento social, econômico e cultural nos diversos setores da sociedade em que atua. Cumprimentos extensivos a todos os homens de bem que colaboraram na construção desta história de sucesso”.

Vice-presidente e diretor Financeiro do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE)

“Há muitos anos, a Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) é a casa do BRDE nos Campos Gerais. Através de uma parceria, os técnicos do Banco de Fomento da Região Sul atendem empreendedores nas dependências da Associação e, assim, recebem demandas de crédito, prestam assistência, resolvem dúvidas. Lembrar dessa próxima relação é dizer que as instituições trabalham juntas pelo desenvolvimento econômico e social e que, nesse momento de comemoração dos 91 anos de atividades da ACIPG, além de parabenizar dirigentes, colaboradores e associados pela passagem da importante data, temos que renovar os votos de união pelo avanço da cidade de Ponta Grossa.”

João Paulo Koslovski Luis Borgo

Superintende Regional da Caixa Econômica Federal

“Em nome da Caixa e do Governo Federal a quem representamos, parabenizamos a ACIPG pelos 91 anos de existência e estamos felizes com a parceria existente entre as duas entidades. Parceria esta que a cada dia fica mais sólida! Estamos à disposição dos associados e diretores da ACIPG para fomentar empresas, comércio, indústria e melhoria de vida da população da região”.

Lauro Osmar Schneider

Presidente da Sicredi Campos Gerais

“A Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) tem sido uma importante aliada dos empresários da cidade. A Sicredi Campos Gerais tem uma importante parceria com a entidade. Completar 91 anos só demonstra a solidez desta associação que, assim como a Sicredi, acredita na força da união das pessoas para o desenvolvimento da comunidade. Parabéns ACIPG!”

Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 10

Presidente do Conselho Deliberativo do SEBRAE/PR

“Quase um século a serviço das empresas de Ponta Grossa! A história da ACIPG é um exemplo a ser seguido, inspiração para organizações que apostam nos negócios como força do desenvolvimento. O que une entidades como a ACIPG e o SEBRAE/PR é, sem dúvida, a crença no desenvolvimento econômico e social de um município, de um estado e de um país, por meio do empreendedorismo. Os 91 anos de apoio às empresas de Ponta Grossa, ofício exercido com competência pela ACIPG, devem ser vistos como uma inspiração para outras organizações. Parabéns à ACIPG pelo pioneirismo, pela visão de futuro, pelos projetos ousados e pelo compromisso com as empresas de Ponta Grossa. Os 91 anos, comemorados em 2013, são apenas o início de uma longa trajetória”.

Lecy Ferreira Mattos

Presidente Unimed-PG

“Em nome da Unimed Ponta Grossa felicitamos a Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) pelo seu 91º aniversário. O crescimento contínuo de suas atribuições e serviços oferecidos aos seus associados contribui para o desenvolvimento de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais. Obrigado diretoria ACIPG!”

Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 11


91 anos Edmilson Schiebelbein

Presidente OAB – Subseção Ponta Grossa

“A Ordem dos Advogados do Brasil, Subseção de Ponta Grossa, parabeniza a Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa pelos 91 anos de atividades desenvolvidas na cidade. A entidade, além de primar pela defesa dos interesses dos seus associados, vem atuando de forma ativa na busca do desenvolvimento da economia do Município, agindo com credibilidade e brilhantismo, conjuntamente com as demais entidades organizadas e com o poder público, na busca de recursos e investimentos, solidificando o comércio, a indústria, o setor agrícola e os prestadores de serviços da nossa cidade e região”.

Ovídio Gasparetto

Presidente da ACIPG – gestão 1956-1958/1958-1960

“Tenho participado de inúmeras solenidades e reuniões com as varias diretorias desta Casa e testemunho o extraordinário progresso, evolução profissional e institucional da ACIPG. O embrião que implantamos na época de nossa gestão, graças à operosidade, crença nos valores empresariais e a sensibilidade às necessidades da sociedade contemporânea, vem conduzindo-a a novas realizações, desafios e indiscutível sucesso. Neste momento do país, em que sentimos e presenciamos a Nação despertar novamente no repudio à ineficiência dos poderes públicos, à sua incompetência, à proliferação sistêmica da corrupção em amplos setores da sociedade, quando nos surpreendíamos com a passividade e conformismo de nosso povo, foram a juventude e as pessoas de bem que vieram novamente às ruas, para demonstrar sua reprovação à situação reinante. Cabe a nós empresários conscientes e responsáveis, como têm sido os da ACIPG, continuar engrossando essas fileiras, com seu trabalho e crença em nosso país. Que os homens da ACIPG de amanhã, dos mais maduros aos mais jovens, continuem a gerir esse destino e inspirem-se nos seus contemporâneos”.

Leodgar Pedro Correia

Presidente da ACIPG - gestão 1968/1970

“Muitas pessoas passaram por essa Casa, gostaria de parabenizar todas elas, colaboradores, diretores e associados. Há 91 anos um grupo de empresários teve essa feliz ideia de congregar, em torno de uma causa, o desenvolvimento da sociedade industrial e comercial do nosso Município e região. Dessa união surgiu a ACIPG, da qual tive orgulho de participar como presidente e tantos outros cargos até hoje. Parabéns a todos que hoje fazem da Associação Comercial e Industrial de Ponta Grossa um exemplo de administração em benefício de toda a sociedade”.

Edílson Luiz Carneiro Baggio

Presidente da ACIPG - gestão 1974-1976/1988-1989

“Credibilidade, conceito e representatividade não se ganham, conquistam-se através de ações concretas, participações efetivas, posturas corretas e, principalmente, demonstrações permanentes da busca do bem comum. É exatamente isto que fez durante 91 anos de existência a nossa ACIPG e continua fazendo. Certamente também fará no futuro, orgulhando a todos que dela participaram, participam e participarão como diretores, associados ou colaboradores, trabalhando sempre na construção de um futuro melhor e de uma cidade mais humana e feliz. Parabéns ACIPG pelo seu aniversário, vida longa e grandes conquistas são nossos votos!”

David Pilatti Montes

Presidente da ACIPG – gestão 1986/1988

“A ACIPG é uma das mais importantes instituições do Paraná e tenho imenso orgulho de, como ex-presidente, ter participado dessa caminhada que hoje alcança 91 anos. Nós, pontagrossenses, parabenizamos a ACIPG através de seus dirigentes lembrando que esta entidade teve e têm fundamental importância, não somente para a vida empresarial local, mas como agente político e social, formador de opinião e construtor do futuro de nossa cidade”. Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 12

Alcy Antônio Marochi

Presidente da ACIPG – gestão 1989-1992

“É confortante ver a passagem dos 91 anos da ACIPG e a reflexão que o seu desempenho tem na comunidade, incentivando o desenvolvimento econômico, social e também atuante na luta pelos anseios dos empresários, fornecendo cursos, reuniões e palestras para aperfeiçoamento e profissionalização, contribuindo para a competitividade no mercado. Ponta Grossa é uma cidade atrativa para investimentos no cenário nacional e no exterior, e tenho orgulho em ver o estágio de desenvolvimento que chegou a Associação, atualmente, atuante em todos os segmentos da cidade. Relatamos estar juntos à ACIPG como diretor a mais de 1/3 de sua existência e ver a força do associativismo no dia a dia de nossos empresários. Parabéns pelos 91 anos!

Calixto Abrão Miguel Ajuz

Presidente da ACIPG – gestão 1992/1993

“A ACIPG sempre foi uma entidade atuante no desenvolvimento de nossa cidade, sempre apoiando a vinda de novas indústrias desde épocas passadas. Hoje, vivemos uma nova fase industrial, com isso nossa cidade está recebendo novas indústrias e tornando o nosso setor comercial cada vez mais forte em relação a outras cidades do nosso Estado. Como ex-presidente da ACIPG, tive a felicidade de participar da história de nossa entidade e desejo a atual diretoria, nos 91 anos da entidade, que continuem o trabalho em favor do desenvolvimento da cidade”

Renato Gomes Napoli

Presidente da ACIPG – gestão 1993-1998/2002-2004

“Parabéns a entidade que completa 91 anos! A ACIPG é um agente de desenvolvimento de Ponta Grossa, levando sempre alternativas de sustentabilidade econômica através de seus produtos e serviços à classe empresarial e, participando, ativamente, de importantes decisões da sociedade. A entidade é um polo de análises e discussões para o fomento da economia da cidade, sendo sempre forte e representativa para seus associados e população”.

Douglas Fanchin Taques Fonseca

Presidente da ACIPG – gestão 1998-2000/2000-2002

“Em 1890 Ildefonso Pereira Correia, o Barão do Serro Azul, fundou no Paraná a secular Associação Comercial do Paraná, a terceira do gênero no país. Na condição de seu presidente, foi designado para o governo de Curitiba, quando o Governador Vicente Machado abandonou a cidade com a aproximação dos Maragatos. Protegeu a cidade, não permitiu o saque, promoveu a paz e perdeu a vida por isto. Foi considerado traidor pela República de Floriano Peixoto, e covardemente fuzilado na serra do mar. Perdeu a vida, mas deixou marca na história de cidadão exemplar e do espírito que deveria nortear a ACP e todas as outras que viriam a ser fundadas pelo Paraná entre elas a ACIPG. A palavra de ordem é antes do corporativismo e até do bem estar material, buscar sempre o bem estar social. A ACIPG não é sindicato ou uma simples entidade de classe, é antes de tudo uma entidade cidadã, se comporta como tal e assim deverá ser sempre”.

Jordão Bahls de Almeida Neto

Presidente da ACIPG – gestão 2004-2006/2006-2008

“A ACIPG é uma entidade inserida no contexto histórico de Ponta Grossa. Há 91 anos participa ativamente de todos os movimentos em prol da melhoria da cidade e de seus cidadãos. É uma entidade de grande respeitabilidade, empenhada em levar aos seus associados informações que dizem respeito à classe empresarial. Parabéns ACIPG pelos seus 91 anos de profícua participação na sociedade ponta-grossense”.

Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 13


91 anos Hilário Devicchi

Presidente da ACIPG – gestão 2008-2009

e feitos”.

“A ACIPG muito fez, porém muito mais tem a fazer pela nossa cidade. As atividades e o comprometimento de uma Associação Comercial vão muito além das obrigações do meio, pois devem liderar projetos estruturais de macro interesse da sua comunidade, em parceria fina com suas co-irmãs da cidade, com os poderes públicos e privados, visando projetos ousados. Somos chamados todos os dias a nos abrir ao novo, que nos é dado em nosso caminhar para o nosso crescimento profissional, empresarial, social e pessoal. Parabéns pelos seus 91 anos de existência

Railda Alba Francisca Schiffer

Presidente da ACIPG – gestão 2009-2010

“Parabenizo a entidade pela dedicação à sociedade empresarial, industrial e aos cidadãos ponta-grossenses. A ACIPG sempre procurou fazer o melhor ao associado e à sociedade, trabalhando fortes bandeiras no desenvolvimento dos empresários e da cidade. Associação crítica, independente, associativista e representativa. Parabéns ACIPG pelos 91 anos de lutas e vitórias”.

Márcio Pauliki

Presidente da ACIPG – gestão 2010-2012

“Ao longo de seus 91 anos, a ACIPG levantou bandeiras que a fizeram conquistar o direito de não apenas representar seus associados, mas sim toda a nossa sociedade! Hoje ela defende e apoia não apenas o desenvolvimento econômico, mas também o desenvolvimento social de nossa gente, pois a entidade sabe que uma cidade progressista se faz com cidadãos empreendedores! Força Empresarial... Força Social... Força Política... esta é a nossa ACIPG que com a União de Forças e a Divisão de Tarefas avança a cada dia! Parabéns!”

Lojas Maxitango

Associada desde 1956

“Diretores e funcionários das lojas Maxitango parabenizam com muito orgulho e satisfação os 91 anos da ACIPG. A entidade tem contribuído com o sucesso dos comerciantes da cidade de Ponta Grossa durante todos esses anos. Somos parceiros da ACIPG e temos certeza de que juntos caminharemos rumo a um sucesso cada vez maior. Parabéns!”

Joalherias Gravina Associada desde 1960

“A ACIPG representa uma entidade da maior importância para o comércio de nossa cidade. Nesses 91 anos, quase um século, esteve ao lado dos empresários, defendendo e reivindicando seus interesses e necessidades. Promoveu o crescimento de Ponta Grossa, antecipando-se, muitas vezes, na busca de soluções que garantissem o desenvolvimento contínuo e bem alicerçado deste segmento. Comemoramos mais um aniversário, gratos por contarmos com sua insubstituível parceria!”

Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 14

(42) 3301-6194 (42) 9129-7751


Entrevista

Entrevista: João Ney Marçal Júnior ACIPG conversa com o secretário Municipal de Planejamento João Ney Marçal Júnior, 57 anos, é ponta-grossense, engenheiro civil, com especialização em gestão e marketing. Sempre teve atividades como executivo na iniciativa privada, tendo atuado por mais de vinte anos na Metalúrgica Santa Cecília, em Ponta Grossa, onde exerceu diversas funções até chegar à direção comercial da empresa. Por mais de 10 anos foi executivo da Vivo, tendo sido gerente de comunicação corporativa no Paraná e Santa Catarina por três anos e diretor regional em Santa Catarina por quatro anos.

Secretaria

ta distribuição de responsabilidades e imensa parceria entre os colegas. Apesar de sermos uma equipe heterogênea, com uns mais experientes no serviço público e outros com experiências apenas na iniciativa privada, os entendimentos são tranquilos. Há regras e respeito entre todos, e a consciência geral de que representamos o Prefeito e suas propostas em todas as ações que implementamos.

ACIPG: Com seis meses da atual gestão pública, como o senhor analisa as Secretarias e a atual estrutura da Prefeitura Municipal de Ponta Grossa? João Ney: Sem dúvida, a estrutura de primeiro escalão montada pelo Prefeito Marcelo Rangel é a mais correta para o momento atual de nossa cidade. A criação das Secretarias de Cidadania e Segurança e Meio Ambiente, a Fundação IPLAN de Turismo e a transformação ACIPG: Em relação à reatidas antigas secretarias de Culvação do Instituto de Platura e Esportes em Fundações, nejamento da Gestão GoJá enviamos à Câmara foram providências acertavernamental (IPLAN), qual Municipal o ajuste nedas que possibilitam o atené o posicionamento de sua dimento pontual aos pontos Secretaria? Há uma previcessário ao Conselho Desensíveis e prioritários. Aliás, são de efetivação do Instiliberativo do Instituto e totalmente de acordo com as tuto? propostas da campanha eleiJoão Ney: Sem dúvida. E essa temos o aval do Prefeito toral. foi uma decisão do Prefeito para estudarmos a cria Entretanto, a estrudesde sua campanha, atentura funcional dos demais ção de estrutura funciodendo o anseio geral de que escalões, a rigidez das regras há a necessidade de um IPLAN nal efetiva para o IPLAN salariais, a impossibilidade forte, que pense o desenvolde trabalhar-se com benefívimento de Ponta Grossa em cios motivacionais e a falta de todas as áreas. plano de cargos e salários são Já enviamos à Câmara Mumuito ruins para o funcionanicipal o ajuste necessário ao mento da máquina. Não há liberdade ou possibilidades le- Conselho Deliberativo do Instituto, a fim de dar partida às gais para que os gestores exercitem políticas de valorização ações; e temos o aval do Prefeito para estudarmos a criação dos servidores; sem dúvida, em algum momento esse tema de estrutura funcional efetiva para o IPLAN, a fim de impedir terá que ser discutido com os funcionários e a sociedade em o seu “desmonte” a cada mudança de gestão. geral, a fim de que nossos servidores passem a ser valorizados pelo mérito e eficiência. Plano Diretor Ainda há grandioso problema com a estrutura de ACIPG: Constantemente, a ACIPG retoma discussões cargos em comissão, pela pequena quantidade (relação co- que envolvem a elaboração do novo Plano Diretor de missionados x efetivos) e pelos baixíssimos salários, que di- Ponta Grossa. Em junho de 2012, diretores da entidaficultam em muito a busca de profissionais específicos para de entregaram considerações à Câmara de Vereadores as funções de confiança que a estrutura administrativa e os referentes aos projetos de Lei sobre o Plano Diretor secretários necessitam. do Município. Os projetos norteavam questões como

ACIPG: Como está o sistema de integração entre as Secretarias? O que pode ser alterado ou melhorado? João Ney: A integração da equipe é muito boa, com correRevista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 16

zoneamento urbano, estudo de impacto de vizinhança, sistema viário, desapropriação, operações urbanas consorciadas, entre outras. Em relação à elaboração

do novo Plano Diretor da cidade quais são as perspectivas? Como a ACIPG e demais entidades representativas podem colaborar com o estudo? João Ney: Caberá ao IPLAN a responsabilidade da revisão de nosso Plano Diretor, utilizando-se de todas as contribuições recebidas. Todas as regras do Estatuto das Cidades estarão em discussão e as audiências públicas e todas as sugestões serão objeto de avaliação e consideração.

Mobilidade

ACIPG: Tratando-se de mobilidade urbana, grande desafio das cidades contemporâneas em todo o mundo, como a Secretaria de Planejamento estuda e analisa o crescimento do trânsito no Município? João Ney: O estudo e a implantação de um Plano de Mobilidade Urbana conforme previsto pelo Estatuto das Cidades é fator fundamental para o desenvolvimento de nossa cidade. O ajuste de situações atuais, com as priorizações corretas, é nossa preocupação constante e medidas de ajustes pontuais já estão sendo definidas e implantadas. Podemos registrar desde já nossa decisão de priorização total ao transporte coletivo, estudando e implantando condições de modernização e ampliação do sistema, visando a efetiva escolha desse meio de transporte por todos, capturando cada vez mais usuários. ACIPG: Ainda no campo da mobilidade, qual a perspectiva da Secretaria para a avenida Vicente Machado, centro de Ponta Grossa, que concentra grande fluxo de veículos além do transporte coletivo? João Ney: Nosso entendimento é de que a cidade necessita de ações específicas de descentralização, com a criação de vias alternativas e novas ligações interbairros, diminuindo a necessidade de que tenhamos que cruzar a Vicente Machado em todas as ocasiões. Isso vale, inclusive, para o transporte coletivo, que pretendemos que tenha roteiros diferentes e um novo modelo de terminais de integração, desafogando as vias centrais. Oportunamente, teremos a discussão pública de propostas nesse sentido.

Acessibilidade

ACIPG: Em relação à acessibilidade de pessoas com necessidades especiais o que está em estudo? O projeto Acesso Legal, uma parceria da ACIPG com o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea) e Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Ponta Grossa (AEAPG) tem por objetivo a acessibilidade no comércio. O projeto poderia ter apoio da Prefeitura para ser inserido efetivamente no Município? João Ney: Um programa moderno de acessibilidade, com ajustes de passeios, a retirada de obstáculos, a implantação de rampas e Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 17


Entrevista pisos táteis, etc, não poderia jamais deixar de ser nossa prioridade número um no tema Mobilidade Urbana. Estamos estudando legislação atualizada de passeios e, obviamente, considerando o tema acessibilidade em todos os projetos que estão em estudo na Secretaria de Planejamento e no IPLAN. Assim, todas as propostas, sugestões e projetos nesse sentido serão objeto da melhor atenção para implantação. Não há em nossa equipe nenhuma pretensão de autossuficiência e nenhum desconforto em utilizar ideias de quaisquer profissionais ou entidades que tenham o objetivo do bem comum.

Bairros

ACIPG: Qual o planejamento da Secretaria para os bairros da cidade? Como os mesmos serão atendidos e quais as melhorias pensadas? Há algum viaduto em estudo para ligar centro e bairros? João Ney: No plano de trabalho do Prefeito Marcelo Rangel há inúmeras ações programadas para nossos bairros, seja na melhoria das vias e equipamentos públicos, como na implementação de ligações entre eles, criando corredores de convivência que dispensem a necessidade de “ir ao centro”, como ocorre hoje. Na área do sistema viário interno, trabalhamos em projetos de pavimentação das vias principais, construção de passeios e correção do sistema de iluminação pública. Está em andamento trabalho de identificação de necessidades e de locais que possam comportar equipamentos públicos de lazer e de convivência, além dos regulares equipamentos de educação (escolas, creches, etc) e unidades de saúde. Temos a preocupação e plano de fomentar em nossos bairros o surgimento e crescimento de áreas comerciais locais, visando ampliar a possibilidade do atendimento das necessidades em áreas mais próximos da moradia. Isso atenderá diversas demandas, pois além de diminuir a necessidade de deslocamentos, pode propiciar o surgimento de oportunidades de trabalho adicionais, privilegiando os moradores locais. Além das ações pontuais nos bairros e das ligações entre eles, temos a preocupação de atuar com o IPLAN na reestruturação da ordem viária, redesenhando as ligações bairros/centro, com a adoção de condições especiais que privilegiem o transporte coletivo. Essas ações demandarão a provável necessidade de construção de obras especiais (viadutos e trincheiras) que desenhem novos trajetos, até então impedidos pela irregular topografia de nossa cidade ou pela necessidade de transposição de rodovias que cortam os bairros (como a Avenida Souza Naves, a Presidente Kennedy, etc.) ou de linhas férreas ainda existentes. Iremos criar novas ligações de bairros importantes (Ronda, Jardim Carvalho) com o centro, definir solução eficiente para a Avenida Carlos Cavalcanti, retomar o estudo da chamada “rota da saúde”, utilizando a ligação Jardim Europa-Uvaranas (através de Olarias e Coronel Cláudio), etc. Adicionalmente, podemos citar desde já o projeto que será implantado para ligar o bairro Santa Paula com Oficinas (mais precisamente do Gralha Azul com o Santa Maria) e a região do Santa Luzia (Três Rios/Manacás) Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 18

com Los Angeles. De fato, são inúmeras as ações planejadas para nossos bairros, especificamente na questão do sistema viário, mas é muito importante que se ressalte que a sequência de passos para tais implantações compreende a identificação de fonte adequada para obtenção de recursos (Ministério das Cidades, Paraná Cidade), a produção de projetos e suas justificativas, etc., o que demanda forte trabalho e tempo. Encerrando, registro que temos um grupo de trabalho específico na Secretaria de Planejamento que está atuando em programa de modernização dos sistemas de arrecadação (IPTU, ISS) com a intenção de suprimir a sonegação e ampliar as receitas. Com o modelo atual, temos baixíssima capacidade de arrecadação, com exíguos recursos para investimentos, o que nos obriga a contar basicamente com as fontes de financiamentos externos. Temos expectativa de ampliar significativamente nossas receitas nos próximos anos com a adoção de ferramentas de cobranças mais eficientes, identificação e lançamentos de impostos justos e corretos. Isso permitirá maior independência e agilidade na execução dos programas.


Poder público

Poder público

Planejamento de Ponta Grossa é tema de reunião

Deputado Sandro Alex participa de reunião de diretoria da ACIPG

João Ney Marçal Júnior participa de discussões na sede da ACIPG

Aproximação com o poder público é uma das metas da entidade

D

Secretário Municipal de Planejamento, João Ney Marçal Júnior e o diretor do departamento de Projetos, Carlos Roberto de Oliveira, em reunião de diretoria da ACIPG

ando continuidade a uma das metas do Plano de Voo da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG), de aproximação com o poder público, diretores da entidade receberam o secretário Municipal de Planejamento, João Ney Marçal Júnior e o diretor do departamento de Projetos, Carlos Roberto de Oliveira, no dia 06 de maio. Em abril, já foram realizadas reuniões de diretoria com o secretário Municipal de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional, Álvaro Scheffer e o secretário Municipal de Meio Ambiente, Fernando Pilatti. No aspecto do Planejamento, a diretoria da ACIPG trouxe para discussão com o secretário assuntos pertinentes à acessibilidade no comércio, Plano Diretor, Instituto de Planejamento da Gestão Governamental (IPLAN), tecnologia de informações na Prefeitura, planejamento para a área urbana e rural da cidade, entre outros temas. João Ney Marçal Júnior comentou alguns aspectos das ações desenvolvidas. “Há trabalhos que foram para a Secretaria recentemente e que estamos dando o suporte necessário, mas há muito que fazer, o que reestruturar. Por exemplo, precisamos melhorar a informação na Prefeitura, Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 20

A

aproximação com o poder público é uma das metas da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG). A entidade recebeu o deputado federal Sandro Alex em reunião de diretoria no dia 03 de junho. Na ocasião, o deputado apresentou números conquistados para a região que o elegeu com quase 100 mil votos. Sandro Alex comentou os R$72 milhões conseguidos por ele para pavimentação de Ponta Grossa e região, R$4 milhões para a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e R$5 milhões para a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), entre outros números. “Ressalto todos os méritos da ACIPG durante sua existência. Quero ser parceiro da entidade e da diretoria para trazermos melhorias e recursos a Ponta Grossa e região. Acredito que a cidade vive um momento de transição em vários setores, portanto, precisamos trabalhar juntos”, comenta o deputado. A diretoria da ACIPG também apresentou demandas da cidade como ampliação de créditos existentes no Estado, recursos ao Turismo, água, esgoto, pavimentação, capacitação profissional, mobilidade, habitação, Contorno Norte - importante obra que desafogará o trânsito no contorno de Ponta Grossa, contribuindo para transporte da safra -, melhorias na cadeia pública Hildebrando de Souza,

construção da Casa de Custódia, melhorias para o Distrito Industrial, aeroporto, simplificação/diminuição da carga tributária, entre outras. Muitos dos assuntos fazem parte da agenda 20 10, pauta de compromissos assumidos pelo deputado com a ACIPG e com o Conselho de Entidades. O presidente da ACIPG, Sérgio Leopoldo, destaca que a entidade está aberta para receber e dialogar com os representantes políticos. “A ACIPG tem entre suas metas essa aproximação. O que puder ser feito para conseguir recursos e melhorias a Ponta Grossa faremos, como auxilio em projetos, pesquisas, estudos. Queremos somar com o deputado e demais políticos”. O presidente também deixou os canais de comunicação da ACIPG à disposição do deputado, como a Revista bimestral. “Podemos colaborar na divulgação dos recursos conseguidos e das ações planejadas. Seria mais uma alternativa para que os números cheguem à população. O que é bom para a cidade, para seu desenvolvimento e para a sociedade tem o apoio da ACIPG”, comenta. Leopoldo reiterou convite ao deputado Sandro Alex para que as visitas à sede da entidade sejam contínuas, estabelecidas, por exemplo, semestralmente. A entidade também estuda agenda com os deputados estaduais para que participem das reuniões de diretoria.

a estrutura de controle estatístico. Hoje, nosso foco é estreitar, dar informação e remontar a estrutura. Queremos trabalhar pela cidade e estou em parceira com as entidades para o desenvolvimento de Ponta Grossa”, frisa o secretário. De acordo com o diretor do departamento de Projetos, Carlos Roberto de Oliveira, integrar planejamento é integrar ações e estudos são realizados para que Ponta Grossa tenha um sistema integrado de informações. “A Prefeitura precisa ter esse planejamento, assim poderia mudar a óptica e não correr atrás da cidade, mas ter perspectivas baseadas em planos, programas, prevendo assim as ações”, destaca. “Agradecemos a presença do secretário e do diretor que prontamente atenderam nosso convite para participar da reunião. Convidamos secretários para que acompanhem as reuniões de diretoria, apresentem o plano de governo e conversem sobre a administração pública. Queremos somar, colaborando com o desenvolvimento de Ponta Grossa”, ressalta o presidente da ACIPG, Sérgio Leopoldo. No dia 03 de junho diretores da ACIPG receberam o deputado federal Sandro Alex Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 21


Aumento de vereadores

Proposição que buscava número de 15 vereadores na Câmara foi reprovada

A

pós dois anos da última votação sobre o tema, a Câmara Municipal de Ponta Grossa voltou a discutir o número de vereadores. A maioria dos vereadores rejeitou por 14 votos contra nove a proposição que visava reduzir o número de cadeiras na Casa para 15, em sessão realizada dia 18 de junho. Eram necessários no mínimo 16 votos pela aceitação do projeto para que ele fosse aprovado, ou seja, sete a mais que o obtido. Como a proposição não foi aprovada, não retornará ao Plenário. Além de movimentos e conselhos da sociedade civil organizada, a população se fez representar na galeria da Casa por aproximadamente 70 pessoas. Este ano, a Câmara, por meio do vereador Sebastião Mainardes, protocolou o pedido. Durante as últimas semanas o assunto foi debatido inclusive em audiência pública, no dia 28 de maio. Na ocasião, o coordenador do Conselho de Entidades, Renato Cordeiro, entregou ao presidente da Comissão Especial para análise do projeto de emenda à Lei Orgânica Municipal (LOM), vereador Pietro Arnaud, documento assinado pelas entidades sugerindo, antes da apreciação em Ple-

Divulgação

Movimento Cidadania em Ação lembra que a adesão ao projeto teve apoio popular

Sessão realizada dia 18 de junho decidiu manter número de vereadores em 23, foram 14 votos contra nove

nário da decisão da Comissão, outras audiências públicas para debate com a população. “Os vereadores traíram o povo mais uma vez. Aproveitaram a situação de terem sido eleitos graças a um projeto que não teve discussão no passado. Votaram pelos interesses próprios”, comenta o presidente do Conselho Comunitário de Movimento Cidadania em Ação Segurança de Ponta Grossa (Conseg), Henrique Henneberg. No período de agosto a Advogados do Brasil (OAB), a qual outubro de 2011, o Movimento Ci- ajuizou Ação Direta de Inconstitu A porta-voz do Movimento de dadania em Ação do Conselho de cionalidade (ADIN). O Tribunal de Combate à Corrupção Eleitoral, MaEntidades fez coleta de 25 mil as- Justiça do Paraná julgou em feveria Vilma Nadal, também se mostrou sinaturas junto aos eleitores para reiro deste ano procedente a ADIN contrária. “Eles pisaram na população propor o projeto de lei de iniciati- estando, portanto, o caminho abere vão continuar fazendo caridade em va popular que visava alteração da to para protocolar-se o projeto e troca de voto”, diz. lei orgânica de Ponta Grossa, com qualquer outro de iniciativa popu O coordenador do Conselho redução do número de vereadores lar. de Entidades, Renato Cordeiro, deseleitos para 15 e redução na pro- As assinaturas sumiram taca que o Conselho deve se reunir posta orçamentária do Município, da sede da Associação Comercial, e estudar suas próximas ações. “A prevendo limite máximo de 2% Industrial e Empresarial de Ponta população deve fazer sua avaliação para despesas do Legislativo. Devi- Grossa (ACIPG). Os indícios de furto do ao regimento interno da Câmara do material recaem sobre um epivoto a voto. Precisamos avaliar que Municipal, que previa obrigatorie- sódio ocorrido na sede da ACIPG na ouve uma história sim, quando derdade de apresentação de fotocó- madrugada do dia 27 de setembro rubamos artigos que praticamente pia do título de eleitor de todos os de 2012, conforme noticiado no boproibiam o protocolo de projeto de assinantes para protocolo de pro- letim de ocorrência 2012/875898 iniciativa popular na Justiça. O Movijetos de lei de iniciativa popular, o da 13ª SDP, cujos fatos encontrammento Cidadania em Ação contribuiu Conselho de Entidades recorreu ao se sob investigação policial. para uma mudança dentro da CâmaConselho Estadual da Ordem dos ra”, enfatiza. Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 22

Parceria

ACIPG e UEPG assinam parceria para patentes e novas tecnologias Ação aproxima o setor produtivo da universidade

A

Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) e a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) através da Agência de Inovação e Propriedade Intelectual (Agipi) assinaram dia 10 de junho, na reitoria da UEPG, parceria para patentes e novas tecnologias. A ação tem por objetivo aproximar o setor produtivo da universidade, permitindo que as empresas que demandam serviços possam contar com a Agipi. Licenciamento de patentes, desenvolvimento de novas tecnologias, prestação de serviços e consultoria, certificação de produtos e processos, solução de problemas técnicos e incubação de projetos inovadores são envolvidas pela parceria. “A universidade necessita de maior cooperação com o setor produtivo. O Brasil está hoje na 13ª posição mundial em produção cientifica e apenas na 58ª posição em registro de patentes. O país tem déficit no setor, precisamos dessa aproximação entre indústrias e universidades”, comenta o reitor da UEPG, João Carlos Gomes. Para ele, é importante que ACIPG e UEPG, em próximas gestões, dêem continuidade ao trabalho e a assinatura da parceria. Até 2012 a UEPG tinha uma patente registrada em seu nome e de 12 a 15 em nomes de professores. No ano passado, a instituição contabilizava 27 registros e 15 em fase final. “Em dois anos são 42 patentes, mas precisamos que elas cheguem ao setor produtivo. Ponta Grossa é forte na área industrial e tecnológica, mas precisamos de integração”, ressalta o reitor. O presidente da ACIPG, Sérgio Leopoldo, comenta que a iniciativa é pioneira e que a entidade vai colaborar com a busca de clientes para a universidade. “Primeiro vamos tentar com as indústrias associadas à ACIPG, depois com as demais. Vamos divulgar, expandir a proposta a outras Associações Comerciais e Empresariais (ACEs) do Estado. É o primeiro convênio firmado entre ACIPG e UEPG, e almejamos que venham outros. O Paraná precisa trabalhar neste caminho, despertar o interesse das ACEs para as universidades, chegando às indústrias. Ponta Grossa é uma cidade mais comercial que industrial, mas a ACIPG tem a possibilidade de ampliar ações nos dois segmentos”.

Assinatura de acordo entre ACIPG e UEPG para patentes e novas tecnologias aconteceu na reitoria dia 10 de junho

“Agradeço o trabalho da ACIPG e da Câmara Técnica do Polo Industrial (CTPI) que colocaram-se à disposição para conseguir essa integração com as empresas de uma forma produtiva. O objetivo é que a universidade se torne aberta às empresas para disseminação de patentes e novas tecnologias. Temos estrutura de laboratórios disponíveis para prestação de serviços a Ponta Grossa e Campos Gerais”, comenta o professor e diretor da Agipi, João Irineu de Resende Miranda. O professor destaca que será feita uma feira da universidade dentro da ACIPG. “A iniciativa já demonstra o comprometimento desse órgão e da universidade. A UEPG está comprometida com as empresas”, frisa. “Para a execução dos projetos existem recursos do Governo Federal, através da FINEP - Agência Brasileira da Inovação. Também há possibilidade de financiamento para mão de obra para trabalhar na empresa no setor de desenvolvimento tecnológico e muitos dos financiamentos são a fundo perdido”, destaca o diretor de indústria da ACIPG e coordenador da CTPI, Jarbas Góes. Interessados podem entrar em contato através do telefone 3220-3263 ou agipi@uepg.br.

Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 23


Inpag


Capacitação

ACIPG e IMM desenvolvem Projeto Quasar

A

Capacitação profissional realizada em etapas é levada a bairros da cidade

Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) e o Instituto Mundo Melhor (IMM) desenvolvem o Projeto Quasar. Trata-se de uma corrente de capacitação que fornecerá em cada bairro uma primeira turma (inicialmente mantida por um grupo de empresários) onde cada participante deverá, após ser colocado no mercado de trabalho, manter a capacitação de outro membro da própria comunidade, gerando um efeito contínuo. “Evidentemente, não há como vincular juridicamente o cumprimento dessa promessa de repasse. Será o próprio vínculo social entre os membros do projeto que dará sequência ao compromisso. A ideia é criar uma mentalidade de ajuda ao próximo em cada bairro que passarmos. Paralelamente, com a melhora de renda das famílias beneficiadas, o projeto acabará diminuindo a miséria e a violência nos bairros. A participação dos empresários e da comunidade no sentido de divulgar o projeto para que os interessados entrem em contato com a ACIPG é essencial”, explica o coordenador do projeto, Eduardo Salamacha. A capacitação é realizada em etapas. A primeira é feita pelo IMM com cursos online sobre informática, apresentação em entrevista de emprego, noções de comportamento no trabalho. A segunda parte é a de capacitação

que será feita com o SENAI ou outras entidades do Sistema S. “Nossa ideia é colocar um módulo sobre o Observatório Social com o curso online para estimular a fiscalização do Poder Público e angariar voluntários ao OSPG por meio da conscientização da população de seus deveres e direitos enquanto cidadãos”, comenta o coordenador. “A ACIPG tem entre suas metas o desenvolvimento local e este projeto trabalha a mão de obra especializada através da qualificação profissional. Temos oportunidade de encaminhar profissionais, após o término dos cursos, às indústrias, comércio e prestadores de serviços. A gestão financeira do projeto será realizada pela ACIPG que emitirá relatórios aos patrocinadores sempre buscando total transparência”, destaca a gerente administrativa e financeira da ACIPG, Ariane Wiesinieski Festa. O presidente do IMM, José Eli Salamacha, também comenta o projeto. “O IMM vai qualificar os participantes através de grade virtual de conhecimento, composta de 48 horas aproximadamente, para posterior encaminhamento ao Sistema S para complementação do treinamento. As atividades poderão ser desenvolvidas no Expresso de Informática Mundo Melhor ou na Sala Virtual Mundo Melhor localizada na ACIPG”, frisa.

Segurança

Campanha tem primeiros resultados ‘Pichar é Crime’ tem o objetivo de orientar alunos e população

N

a madrugada de 25 de maio, uma equipe da Ronda Ostensiva Municipal Urbana (ROMU), que patrulhava as dependências da Colônia Dona Luíza, nas proximidades do cemitério local, flagrou três rapazes, todos de 18 anos, pichando muros. Os meninos foram encaminhados para a 13.ª Subdivisão Policial, onde foi realizado Boletim de Ocorrência e o Termo Circunstanciado. O processo será enviado ao Juizado Especial Criminal e os rapazes responderão pelo crime ambiental, podendo ser condenados a uma pena de três meses a um ano e multa. A ação foi um flagrante da equipe que patrulhava o local, mas a população também pode ajudar denunciando atos como este através do número 153. Assim que o crime é relatado ao disque denúncia, a Guarda Municipal aciona os órgãos policiais para o flagrante. Lançada em 12 de abril, a Campanha ‘Pichar é Crime’ visa orientar crianças e adolescentes nas escolas e população em geral, além de combater à pichação na cidade de Ponta Grossa. A iniciativa é da Prefeitura Municipal de Ponta Grossa, através da Secretaria de Cidadania e Segu-

rança Pública, Secretaria Municipal de Educação e Conselho Comunitário de Segurança de Ponta Grossa (Conseg), e tem o apoio das Polícias Civil e Militar, Guarda Municipal, Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) e CCR Rodonorte. “A campanha será desenvolvida em várias frentes como distribuição de cartilhas educativas nas escolas, cartazes, panfletos, palestras, vídeo e spots. As ações de orientação também serão para os pais e as comunidades onde se localizam essas escolas que recebem o projeto”, lembra o secretário de Cidadania e Segurança Pública, Ary Lovato. “A campanha vem para combater a pichação, mas também valorizar a grafitagem através do ensino, do aprendizado, demonstrando as diferenças entre crime e arte. A ação prevê oficinas para trabalhar com o grafite nos muros das escolas abordando temas como sustentabilidade, economia de energia, etc. Esta ação vem fortalecer a campanha demonstrando que as patrulhas estão firmes no combate à pichação”, comenta o presidente do Conseg, Henrique Henneberg.

P IcHaR

É CRIME

ACIPG e IMM em parceria para Sala Virtual Em maio, foi lançada da sede da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) a Sala Virtual Mundo Melhor, uma parceria com o Instituto Mundo Melhor (IMM). A Sala foi viabilizada com a doação de 06 notebooks do IMM à ACIPG e da implantação do ambiente virtual de aprendizagem do Instituto, composto por 90 cursos nas áreas de educação, saúde, informática, línguas, administração, empreendedorismo e governança doméstica. “É um importante passo na consolidação da parceria entre as entidades para a qualificação da mão de obra ponta-grossense. Os computadores doados pelo IMM à Sala Virtual poderão ser utilizados pelos alunos cadastrados em horário comercial”, destaca o presidente da ACIPG, Sérgio Leopoldo. “Todo esse conteúdo será disponibilizado para beneficiar os participantes dos projetos desenvolvidos pelo IMM e ACIPG: Reservista Legal, ACIPG Estágios, Jovem Mundo Melhor e Quasar”, explica o presidente do IMM, José Eli Salamacha. Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 26

Eduardo Salamacha, José Eli Salamacha e Sérgio Leopoldo no lançamento da sala virtual na ACIPG

Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 27


ACIPG nos Bairros

Entidade lança Projeto ‘ACIPG nos Bairros’ Projeto pretende levar mais de 30 produtos e serviços a empresários e moradores de 12 regiões da cidade

A

Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) lançou em maio o ‘ACIPG nos Bairros’ dentro do programa ‘ACIPG em Ação’. Desde 20 de maio, a entidade trabalha com o projeto que prevê levar soluções empresariais aos comerciantes de 12 regiões de Ponta Grossa, fortalecendo o desenvolvimento empresarial nos bairros. Ronda, Cará-Cará, Uvaranas, Nova Rússia, Oficinas, Boa Vista, Jardim Carvalho, Chapada, Neves, Contorno e Órfãs serão os bairros trabalhados pelo projeto, além da área central da cidade. Através do projeto, a entidade conta com um estande em locais estratégicos nos bairros mapeados e também atua, através de seus colaboradores, com um trabalho de visitação aos empresários apoiados por um marketing direcionado dos serviços da ACIPG, identificando as reivindicações dos comerciantes. De acordo com levantamento da agência regional da Junta Comercial, o Município abriga pouco mais de 21 mil Cadastros Nacionais de Pessoas Jurídicas (CNPJs). Centro concentra 28% das empresas, Uvaranas 13%, Nova Rússia 12% e Oficinas 10%. “A ação está atrelada a uma das metas do Plano de Voo da entidade, a de buscar soluções empresariais, colaborando com o desenvolvimento das empresas da cidade. Hoje, a ACIPG oferece produtos e serviços aos associados e queremos divulgar ainda mais as oportunidades que a entidade realiza”, comenta o presidente da ACIPG, Sérgio Leopoldo. O diretor de Produtos da ACIPG, Miler José Oli-

Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 28

veira, destaca a ação. “Ao disponibilizarmos um estande da ACIPG nos aproximamos dos empresários das regiões mapeadas e ao mesmo tempo prestamos serviços à população dos bairros, como consultas SPC/Serasa e cadastro de currículos. Levamos as soluções empresariais que a ACIPG possui e isso faz toda a diferença quando falamos de desenvolvimento local. O empresário encontra na ACIPG, entre os mais de 30 produtos e serviços oferecidos, ferramentas para melhorar sua rentabilidade, tendo mais oportunidades de crescimento”. As ações estão programadas para que a estrutura da ACIPG fique 15 dias em cada bairro, atendendo das 9h às 19h30, nos estacionamentos de supermercados, seguindo assim a programação até completar o ciclo. “O planejamento estratégico da ação está programado para atuar durante todo o ano. O projeto é uma maneira de escutar quem não é associado e analisar suas necessidades, apresentando os serviços da ACIPG, entidade que completa 91 anos em 2013”, frisa o gerente comercial da ACIPG, Rafael Lizieri. A gerente administrativa e financeira da ACIPG, Ariane Wiesinieski Festa, comenta os parceiros que apoiam o projeto. “Para o desenvolvimento e execução da ação contamos com o apoio do Sicredi que soma com o trabalho de visitação e consultoria de crédito às empresas. O Instituto Mundo Melhor (IMM) nos apoia com um ônibus equipado para demandas de cursos nos bairros. A Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) também acredita no projeto”.

Primeira região: Oficinas O projeto ‘ACIPG nos Bairros’ da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) esteve no bairro de Oficinas de 20 a 31 de maio. Apenas na primeira semana, 464 pessoas passaram pelo estande localizado no estacionamento do supermercado Tozetto. Na ação de campo, a equipe da ACIPG visitou empresas apresentando o trabalho da entidade e anotando solicitações dos empresários. As principais foram referentes a informações sobre Feirão do Imposto, imposto de renda, abertura de empresas, serviços jurídicos, e abertura de cartório no bairro. “O principal objetivo é a aproximação com os empresários do bairro. Temos nossa sede no centro da cidade, mas somos a casa do empresário e precisamos chegar à região em que ele está instalado”, comenta o presidente da ACIPG, Sérgio Leopoldo. “Ao finalizarmos a atuação no bairro de Oficinas

pudemos identificar o que precisamos melhorar e o que estamos fazendo corretamente. Vamos prosseguir de bairro em bairro até fecharmos todas as ruas de Ponta Grossa”, comenta o diretor de Produtos da ACIPG, Miler José Oliveira. Rafael Lizieri, gerente comercial da entidade, comenta que o bairro de Oficinas é forte comercialmente e que alguns fatores da região só foram possíveis identificar com o trabalho de visitação porta a porta. “Oficinas abriga hoje certa de 10% das empresas da cidade isso dá um número próximo de 2.100 CNPJ, no entanto, visualmente identificados com fachadas ou placas, contamos um número perto de 240 empresas, das quais 90% receberam visita da ACIPG. Percebemos que muitas empresas funcionam em residências sem identificação visual, é o caso de formalizados pelo Micro Empreendedor Individual (MEI), representantes comerciais, salões de costura, cabeleireiros e atividades que não dependem de ponto físico para operar empresarialmente”.

Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 29


ACIPG nos Bairros

Segunda região: Uvaranas De 03 a 14 de junho, a Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) realizou o projeto ‘ACIPG nos Bairros’ em Uvaranas que conta com 13% das empresas da cidade. A região é a segunda a receber o projeto que visitou 297 empresas durante quinze dias no local. No estande da ACIPG, que ficou no estacionamento do supermercado Tozetto, passaram 174 pessoas no período. Na ação de campo, a equipe da ACIPG visitou empresas apresentando o trabalho da entidade e anotando solicitações dos empresários. As principais foram referentes à segurança, bancos (Itaú e Brasil), estacionamento e informações sobre a situação do binário da Avenida Carlos Cavalcanti. “Essa aproximação com os empresários e população é importante. Vamos reunir essas demandas por informações e transmitir à Prefeitura. Em nosso planejamento temos mensalmente convidado secretários muni-

cipais para as reuniões de diretoria, alguns já estiveram na sede da entidade e com certeza levaremos essas solicitações aos demais, colaborando para a solução do binário em Uvaranas”, comenta o presidente da ACIPG, Sérgio Leopoldo. “Com o projeto também prestamos serviços à população da região, como consultas SPC/Serasa e cadastro de currículos. Levamos as mais de 30 soluções empresariais que a ACIPG possui e isso faz a diferença no desenvolvimento local”, comenta o gerente comercial da ACIPG, Rafael Lizieri. O gerente comenta que o próximo bairro visitado pelo projeto será Nova Rússia e que o estande ficará no estacionamento do supermercado Condor, das 9h às 19h30.

Distribuição gratuita 9000 exemplares Abrangência PONTA GROSSA e CAMPOS GERAIS (Carambeí, Castro, Jaguariaíva, Arapoti, Piraí do Sul, Tibagi, Telêmaco Borba, Imbaú, Ortigueira, Reserva, Cândido de Abreu, Prudentópolis, Imbituva, Ipiranga, Irati, Palmeira).

e-mail: pontagrossa@sempresaude.com.br

www.sempresaude.com.br Sérgio Oliveira 42 9987-8180 Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 30

Mara Megda 42 8418-1290

Revista Saúde


Comércio

Ponta Grossa recebe campanha do comércio 2013

D

‘Comércio forte, cidade forte’ tem foco no Dia dos Namorados e Pais

e 07 de junho a 12 de agosto, o comércio local recebe a campanha ‘Ponta Grossa: Comércio Forte, Cidade Forte’, que promete aquecer as vendas de duas importantes datas: Namorados e Pais. Realização da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) e do Sindicato do Comércio Varejista de Ponta Grossa (Sindilojas), a campanha sorteará dois iphones e dois ipads e um Clio zero quilômetro. O presidente da ACIPG, Sérgio Leopoldo, destaca a ação. “Recente pesquisa da Federação do Comércio (Fecomércio) apontou que Ponta Grossa teve aumento nas vendas no varejo. A campanha vem dar força ao empresário do centro e bairros, fortalecendo datas de meio de ano, como Namorados e Pais”, comenta. “Mesmo com a alta da inflação o aumento nas vendas é esperado para 2013. Sindilojas e ACIPG oferecem uma campanha muito forte para

que os lojistas consigam atrair mais consumidores, transformando a cidade com um comércio realmente eficiente”, comenta o presidente do Sindilojas, Antenor Guimarães. A diretora de Comércio da ACIPG, Flávia Barrichello, destaca a expectativa para a campanha. “Temos aproximadamente 100 pontos participantes nos dois ciclos. A expectativa é que tenhamos 300 mil cupons na campanha. Uma ótima oportunidade do lojista presentear seu cliente, oportunizando o cupom para que ele concorra aos prêmios”. A campanha sorteará dois iphones e dois ipads no dia 25 de junho, com entrega em 28 de junho e um Clio zero quilômetro sorteado no dia 13 de agosto e entregue dia 16 de agosto. A mídia coletiva, os materiais disponibilizados para divulgação nas lojas e a chance dos clientes ganharem prêmios são destaques apontados por empresários que aderiram à campanha. O empresário Jorge Luis do Prado, da MGA Presentes, do bairro de

Oficinas, ressalta que aderiu à ação com o objetivo de levar essa cultura de grandes campanhas aos bairros. “Tivemos um resultado muito positivo aderindo à campanha de Natal. O comércio sozinho não consegue grandes resultados como o que se vê com campanhas de mídia coletiva, como a ‘Comércio forte, cidade forte!’”. A empresária Marilda Ramos, proprietária da Ramos Joalheria, também comenta que a campanha sempre é positiva para seu negócio. “O cliente quer algum diferencial e com certeza o cupom para concorrer aos prêmios e ao automóvel é uma alternativa que impulsiona para a compra. O cliente sempre quer ganhar e pede o cupom

na loja”. Sandra Mara Haenisch Faria, proprietária da Ramelk Cosméticos, destaca os atrativos da campanha. “Os materiais de divulgação chamam a atenção do cliente. Sempre aderimos, pois nosso cliente quer participar, concorrer às premiações, além da campanha incentivar as vendas no comércio local”.


Pesquisa

Trabalhadores informais têm dificuldades para é o caminho indicado para crescimento nos negócios Formalização conseguir melhorias profissionais

E

studo realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) observou o comportamento dos empreendedores dos setores do comércio e serviços que trabalham no mercado informal, identificando os motivos para a situação de informalidade. Conquistar a autonomia profissional e não depender de horários fixos e da rigidez patronal são razões apontadas para a migração de trabalhadores com carteira assinada para empreender em um negócio ainda não formalizado. De acordo com o estudo, a maioria tem uma jornada de trabalho extensiva e dificuldades para fazer a gestão do negócio. A pesquisa do SPC Brasil ouviu 612 empreendedores autônomos informais - sem inscrição no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) - dos setores de comércio e serviços nas 27 capitais brasileiras. A alocação amostral para cada cidade foi proporcional ao tamanho da população economicamente ativa (PEA) e a margem de erro é de 4,00 pp. A pesquisa mostra que quatro em cada dez informais estão no mercado informal para não depender de patrões. Outras razões citadas são necessidades pessoais, como o desemprego após uma demissão (48%) e a busca por um retorno financeiro mais atrativo (41%). Mais de 80% dos entrevistados alegam não adotar qualquer tipo de gestão financeira, seja para controlar, analisar ou planejar. O percentual de trabalhadores informais que já trabalharam com carteira assinada em algum momento é de 78%, mas somente 2% do universo dos entrevistados acumulam esse tipo de atividades com algum vinculo formal. Sete em cada 10 entrevistados precisaram de algum capital para a abertura do atual negócio. Desses, 76% utilizaram exclusivamente recursos próprios. Como não portam CNPJ, esses empresários não conseguem comprovar vínculo formal, considerado uma garantia básica para a obtenção de linhas de crédito e financiamento em instituições bancárias. De acordo com a pesquisa, a jornada de trabalho média diária de um empreendedor informal supera a de um trabalhador em regime CLT. São aproximadamente oito horas por dia, de segunda a sábado, somadas ainda as outras seis horas no domingo. Mais de 42% dos pesquisados disseram nunca tirar férias e 22% afirmaram que raramente o fazem. Os que conseguem pelo menos um período de descanso anual somam 27%. Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 34

“Os negócios informais têm, com toda certeza, grande dificuldade de sobrevivência, seja por falta da identidade jurídica, não acesso a serviços bancários, impedimento de oferecer seus produtos e serviços ao setor público, entre outras questões. Direta ou indiretamente o informal é impedido da sua possibilidade de crescimento sendo fundamental para o mesmo a abertura formal”, comenta o diretor de Prestadores de Serviços da ACIPG, Juliano Kobellache. “Com uma carga horária de trabalho desgastante, fica difícil para esse trabalhador planejar e especializar sua administração, definindo funções e tarefas. As condições precárias forçam esse empresário a atuar no improviso”, explica a economista do SPC Brasil, Ana Paula Bastos.

Características

Mais vulneráveis aos órgãos de autuação, 30% dos comerciantes informais alegaram que já se sentiram obrigados a mudar o ponto de venda em função da fiscalização e outros 27% não puderam nem registrar boletim de ocorrência após furtos de mercadorias. Por parte dos prestadores de serviços, 17% confessam já terem sofrido rejeição de clientes em relação à qualidade do serviço. Para contornar as dificuldades, o empreendedor informal se vê condicionado a adotar práticas menos sofisticadas. Exemplo disso é que apenas um em cada dez (9%) já aceitam cartões de crédito ou débito como forma de pagamento e a principal maneira de divulgação do negócio é a indicação por boca a boca (73%). Os produtos mais comercializados entre os empreendedores informais são bens de menor valor agregado como roupas, alimentos, bijuterias e eletrônicos. As principais tarefas entre os prestadores de serviços são atividades relacionadas à manicure, cabeleireiro, pintor e pedreiro. O ticket médio que um cliente gasta em um estabelecimento do comércio informal é de aproximadamente R$ 30, enquanto que no setor de serviços o valor chega a R$ 70. A maioria são pessoas acima dos 35 anos (71%) e com o nível de instrução de Ensino Médio completo ou incompleto (88%). Outro fator apresentado pela pesquisa é que uma parcela pequena dos empreendedores informais demonstra preocupação em garantir uma aposentadoria no futuro, 72% dos pesquisados não fazem contribuição previdenciária por conta própria.

Regularização

A abertura formal deve seguir alguns fatores como estudo da viabilidade de seu negócio, posteriormente, cautela na escolha do imóvel que receberá as instalações de sua empresa, como regulamentação no Corpo de Bombeiros e às normas do setor de zoneamento e vigilância sanitária Municipal. “O empresário deve buscar assessoria de um contador para orientação sobre aspectos tributários e demais detalhes da legislação. O processo de abertura se inicia com a elaboração do contrato social. Posteriormente, contrato e cópia autenticada dos documentos pessoais dos sócios ingressantes são levados à Junta Comercial ou Cartório (conforme o ramo) para que se tenha o registro. Com o registro, o empresário deverá providenciar a inscrição no CNPJ junto à Receita Federal, tendo condições de solicitar, via requerimento, a licença ao Corpo de Bombeiros. O empresário que se dedicar ao comércio deverá também providenciar uma inscrição estadual. Após a liberação da licença junto ao Corpo de Bombeiros e cópia de todos os demais registros envolvidos nos processos anteriormente citados, o empresário irá protocolar na Prefeitura um requerimento solicitando o alvará de localização, que automaticamente (conforme o ramo) irá licenciar também com a emissão da licença sanitária. O cumprimento destas etapas dá o direito da nova empresa iniciar suas atividades legalmente”, esclarece o diretor de Prestadores de Serviços da ACIPG, Juliano Kobellache.

bruto maior do que R$ 60.000,00 anuais. “Para atender esse universo, foram concentrados esforços de todos os órgãos envolvidos no processo de legalização afim de simplificar as etapas e facilitar o trabalho, tanto em agilidade quanto em custos, fazendo com que este empresário não tenha nenhum desembolso para abrir sua empresa”, destaca Kobellache. O MEI também pode ser uma alternativa de legalização rápida, mas recomenda-se cautela no atendimento aos limites de enquadramento, faturamento, contratação de empregados e de configuração societária. *Com assessoria SPC Brasil

MEI

O Micro Empreendedor Individual (MEI) é mais uma porta de entrada ao universo empresarial, com o objetivo de estender o registro aos micro negócios, que não tenham um faturamento

Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 35


Fonte: CNDL, SPC Brasil


Conjove

Conselho do Jovem Empresário realiza visitas técnicas Entre os objetivos estão o conhecimento de processos de gestão e novas ferramentas empresariais

O

Conselho do Jovem Empresário de Ponta Grossa (Conjove) tem na programação de seu planejamento estratégico, na atual gestão, o programa de visitas técnicas que propõe conhecer a gestão e as empresas da região, contribuindo com a capacitação profissional dos membros. “Muitas vezes não conhecemos os procedimentos de empresas próximas a nós. O programa traz a possibilidade de inserir os conselheiros nas empresas, ampliando os conhecimentos técnicos, os procedimentos e a gestão empresarial”, comenta o presidente do Conjove, Bruno Ronchi sobre as visitas técnicas. Durante a atual gestão já foram realizadas cinco

Visita à Beaulieu do Brasil

visitas. Em junho do ano passado, os conselheiros estiveram nas mediações da Tetra Pak, em março deste ano, a visita foi à Beaulieu do Brasil, em abril à RPC TV e agora em junho, à Heineken e à SMART - Sistemas Construtivos. De acordo com Ronchi, a proposta de visistas técnicas já foi realizada em outras gestões do Conjove, mas a atual decidiu aprimorá-la e reativá-la. “Todo e qualquer conhecimento vem agregar, principalmente para empresários que querem crescer. As visitas oportunizam desde ampliação de conhecimentos de processos produtivos até ferramentas avançadas de gestão. Esse novo conhecimento pode ser adaptado para cada negócio, cada realidade dos conselheiros”, explica.

Uma parceria com muitas vantagens para você e sua empresa!

Visita à RPC

A ACIPG atua como correspondente da Caixa Econômica Federal e facilita o acesso aos diferentes serviços do banco como abertura de conta, empréstimos consignados, financiamentos e outros. A parceria disponibiliza ainda uma equipe para atendimento às empresas de Ponta Grossa.

Entre em contato com a ACIPG e saiba mais: Visita à Heineken Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 38

Visita à SMART

www.acipg.org.br

(42) 3220-7213 (42) 9972-6771 www.acipg.org.br Rua: Comendador Miró, 860 – Centro


Novos Sócios Abril

Novos Sócios Maio

COMÉRCIO

COMÉRCIO

PIZZARIA MAGNATA - AV. BISPO DOM GERALDO PELLANDA, 589 - CENTRO

IMPORT LINE - RUA ISABEL OSOSVISKI, 1105 - PIRIQUITOS

FORCAMP AGROFLORESTAL - RUA CEL. GENEROSO M. DE ARAÚJO, S/N - NOVA RÚSSIA

HIP HOP STORE - RUA BALDUÍNO TAQUES, 445 - CENTRO

STYLLO ROSA - EST. JOSÉ KALINOSKI, 101 - CONTORNO

BICHO DA SEDA - RUA DR. FRANCO GRILLO, 200 - COLÔNIA DONA LUIZA

FINER SOLUÇÕES - AV. BALDUÍNO TAQUES, 1906 - CENTRO

PONTAMED - RUA DR. FRANCO GRILLO, 374 - COLÔNIA DONA LUIZA

LOJA SHEKINAH - RUA TANGARA, 392 - COLÔNIA DONA LUIZA

NAIR PRESENTES - RUA GUARANIAÇÚ, 40 - BONSUCESSO

ARPREL - PROJ. E MONT. ELÉTRICAS - RUA DR. EUGÊNIO JOSÉ BOCCHI, 1001 - BOA VISTA

WULF HORSE SHOP - RUA BALDUÍNO TAQUES, 1694 - CENTRO

PRINCESA PET SHOP - RUA ALMIRANTE BARROSO, 2744 - UVARANAS

GAPPE PRODUÇÕES E EVENTOS - RUA SANTOS DUMONT, 383 - CENTRO

JULIA PRESENTES E CONFECÇÕES - RUA NICOLAU KLUPPEL NETO, 1378 - CONTORNO

GERDAU AÇOS LONGOS - AV. SENADOR FLÁVIO CARVALHO GUIMARÃES, 1141 - BOA VISTA HENNY ARAÚJO FASHION - RUA JÚLIA LOPES, 630 - ORFÃS

SERVIÇOS

LACERDA GÁS - RUA GALATAS, 53/63 - CHAPADA

MONTAZA SERVIÇOS E INSTALAÇÕES - RUA UCRÂNIA, 1316 - VILA MARINA

BARRACÃO AUTO PEÇAS - RUA JULIA LOPES, 238 - NOVA RÚSSIA

PGFER - AV. VISCONDE DE MAUÁ, 3060 - OFICINAS

CLEO’S - RUA SANTA RITA DURÃO, 248 - OFICINAS

CECOB - RUA BARÃO DO RIO BRANCO, 36 - CENTRO

ZAIKA IMPORT - RUA CESAR HADDAD, 607 - UVARANAS

MECTRUCK - ROD. BR 373 KM 5,5, 1000 - ROD. P. GROSSA À FOZ

ENNE - RUA ERMELINO DE LEÃO, 703 - CENTRO

LINDY COSMÉTICOS E SALÃO DE BELEZA - AV. CONGONHAS, 800 - CHAPADA

MICHEA SOLUÇÕES INDUSTRIAIS - RUA ENG. CARLOS A. HADDAD, 47 - UVARANAS

SINEPE - RUA GUARARAPES, 2028 - VILA ISABEL PRIME BEEF - ANTÁRTICA - AV. VICENTE MACHADO, 198 - CENTRO

SERVIÇOS

SHAWARMA - AV. VICENTE MACHADO, 200 - CENTRO

ARSENAL DESIGN GRÁFICO - RUA FERNÃO DIAS, 251 - OFICINAS

OSCIP GERAR PONTA GROSSA - RUA JOÃO CECY FILHO, 223 - UVARANAS

BRITISH AND AMERICAN - RUA SANTOS DUMONT, 333 - CENTRO

FAYAD IMÓVEIS - RUA THEODORO ROSAS, 619 - CENTRO

PRINCELOG TRANSPORTES E LOGÍSTICA - RUA SETE DE SETEMBRO, 800 - CENTRO

VIDEFRIGO - AV. PRESIDENTE KENNEDY, 8383 - CARÁ-CARÁ

APROVEST UNIFORMES - AV. GENERAL CARLOS CAVALCANTI, S/N - UVARANAS

TRANSPRIMO - AV. PRESIDENTE KENNEDY, 7000 - CONTORNO

COLÉGIO SANT´ANA - RUA PINHEIRO MACHADO, 189 - CENTRO

E C B - RUA ENGENHEIRO SCHAMBER, 328 - CENTRO

FACE KIDS STÚDIOS FOTOGRÁFICOS INFANTIS - RUA SINEAR, 24- JD. CARVALHO

CENSUPEG - RUA IGUAÇÚ, 274 - SANTO ANTÔNIO

JEFF LAVA CAR - RUA SOTERO DOS REIS, 344 - COLÔNIA DONA LUIZA

PIT STOP BORRACHARIA - RUA VICENTE SPOSITO, S/N - UVARANAS

GI MADALOZZO CABELEIREIROS E ESTÉTICA - RUA FOREL, 351 - COLÔNIA DONA LUIZA

L H REPRESENTAÇÕES - RUA PRUDENTE DE MORAIS, 220 - VILA ESTRELA

SÔNIA SALÃO E LOC. DE TRAJES - RUA THAUMATURGO DE AZEVEDO, 928-A - VILA CIPA

RP TRANSPORTES - RUA PERICLÉS GUIMARÃES MARTINS, 119 - CONTORNO

TECHSOLUTIONS - TV. CATULO DA PAIXÃO CEARENSE, 220 - CENTRO

WAY PRODUÇÕES & PUBLICIDADE - RUA NILO PEÇANHA, 234 - VILA ESTRELA

LANCHONETE RESTAURANTE CABANA - AV. VISCONDE DE MAUÁ, 1237 - OFICINAS

LABORATÓRIO OSCAR PEREIRA - RUA FRANCISCO CAMERINO, 99 - ORFÃS PIZZARIA CAPITÃO CAVERNA - RUA CONRADO PEREIRA RAMOS, 400 - JD. CARVALHO

AGRONEGÓCIO ASSOCAMPOS - RUA JOSÉ CARLOS GOMES, S/N - DISTRITO INDUSTRIAL

INDÚSTRIA JP - METAL MECÂNICA - RUA ANA SCREMIN, S/N - DISTRITO INDUSTRIAL LAMINADORA SÃO JANUÁRIO - RUA ANTÔNIO SAAD, 2633 - BOA VISTA ESCRITEL - RUA WASHINGTON LUIZ, 444 - 31 DE MARÇO

Sejam bem-vindos!


Empreender

NSTI realiza ações para o setor de TIC

O Programa é destaque em Arapoti

O

Entidade participa do XII Ciclo de Palestras focadas no empreendedorismo

Programa Empreender da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) participou do XII Ciclo de Palestras do Curso de Administração da Faculdade ULT FATI (Faculdade Arapoti), que teve como tema o Empreendedorismo. O encontro aconteceu na cidade de Arapoti, de 20 a 24 de maio. A consultora do Programa Empreender da ACIPG, Lucilene de Fátima Oliveira, realizou a palestra de abertura do encontro. O diretor de Associativismo da ACIPG, Marcos Rogério Dombrowski e a gerente administrativa e financeira da entidade, Ariane Wiesinieski Festa, também participaram do evento, difundindo o nome e as ações dos Núcleos Setoriais da entidade. “Esse contato com os estudantes é importante para a disseminação do trabalho realizado pelos Núcleos Setoriais. O Programa Empreender visa colaborar com o desenvolvimento da cidade em que está inserido e dos empresários locais”, destaca Dombrowski. O coordenador do curso de Administração, Walter Martins Júnior, comenta a participação da ACIPG no evento. “O Ciclo de Palestras em Administração de Arapoti convidou a ACIPG para o encontro devido seu destaque na área do associativismo. Buscamos formar administradores e empreendedores, assim trouxemos exemplos para ilustrar as conquistas do Programa Empreender em Ponta Grossa”. “A entidade trabalha há 91 anos com foco no desenvolvimento empresarial, levando soluções e atendendo demandas do empresário. A Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 42

ACIPG tem suas metas voltadas ao Plano de Voo que tem como finalidade o fortalecimento empresarial e o desenvolvimento local”, ressalta Ariane Wiesinieski Festa, gerente administrativa e financeira da ACIPG. Fernando Aloisio Gormanns, representante do Núcleo Setorial de Tecnologia da Informação (NSTI) da ACIPG, também palestrou para os estudantes de administração. “Uma das nossas metas é disseminar a cultura associativista. A oportunidade de apresentar o trabalho do Empreender da ACIPG em Arapoti foi excelente, pois tivemos grande participação acadêmica, jovens que buscam o conhecimento como empreendedores associativistas e como cidadãos que visam o crescimento, o fortalecimento, entre outros benefícios para sua região”, comenta a consultora do Empreender ACIPG, Lucilene de Fátima Oliveira.

Núcleo Setorial tem embasamento em planejamento estratégico 2013-2014

Núcleo Setorial de Tecnologia da Informação (NSTI) da Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) definiu seu planejamento estratégico 2013-2014. Entre as ações pensadas estão continuidade ao trabalho pelo reconhecimento do Arranjo Produtivo Local (APL) de tecnologia na região, rodada de negócios, Tertec - Terça-feira Tecnológica - uma série de palestras sobre serviços e produtos da área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) ministradas uma vez por mês por técnicos e especialistas no assunto, entre outras. “O objetivo do NSTI é ser um Núcleo atuante com regras definidas, composto por um grupo de empresas fortalecidas, reconhecidas e com representatividade na sociedade”, comenta o presidente do NSTI, Luciano Dechandt. O Núcleo consolidou importantes atuações nos últimos meses. No dia 04 de junho, NSTI e Caixa Econômica Federal assinaram parceria para melhorar interação entre empresas ligadas ao Núcleo e o Banco. A intenção é facilitar o acesso às linhas de financiamento disponíveis para empresas ligados ao setor de TIC. A Caixa fará parte

da governança do Arranjo Produtivo Local (APL) representada pelo NSTI nos Campos Gerais. No dia 27 de maio, o Núcleo participou de reunião com lideranças empresariais e políticas com o cônsul geral do Canadá no Brasil, Stéphane Larue. Cumprindo uma agenda técnica nos principais municípios do Paraná, o Cônsul, a convite do Sebrae, discutiu pautas como cooperação internacional, potencialidades regionais e oportunidades de negócios entre o Paraná e o Canadá. A ideia é construir, com representantes do poder público, universidades e entidades empresariais um plano de trabalho conjunto, para estabelecer parcerias que beneficiem os dois países. A estruturação do Parque Ecotecnológico é outra bandeira do Núcleo. A infraestrutura básica necessária para o funcionamento do projeto do Parque Ecotecnológico, como a pavimentação das ruas, energia elétrica e internet foram discutidas no dia 20 de maio com o secretário Municipal de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional, Alvaro Scheffer.

Empreender da ACIPG participou do XII Ciclo de Palestras em Arapoti

Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 43


Aniversariantes

Empresas Associadas Aniversariantes - Maio A10 DIST. DE MÓVEIS LTDA - ME ACIR OPATA & CIA LTDA ADEMIR F. SANTOS & CIA LTDA - ME AL COM. PEÇ. PARA VEÍCULOS LTDA. ALBINO A. ALBERTI JUNIOR - ME ALI ABBAS HAIDAR - PRESENTES - ME ALTERNATIVA COM. BIJUTERIAS LTDA ASSOCIAÇÃO MÃOZINHAS DE ANJO AMADEU FRANKIW & CIA LTDA - EPP ANA CECILIA SAWCZUK ME ANA K. V. MONTEIRO CONFECÇÕES ANA PAULA HORNUNG DE FREITAS ANDERSON RIBEIRO CONFECÇÕES ATENAS COM. DE EQUIP. MEC. LTDA ATLANTA COM. MED. E PERFUMARIA AUTO MECÂNICA FH LTDA - ME AUTO POSTO PITANGUI LTDA AVM COMÉRCIO DE PEÇAS LTDA BERNADETTE REINEHR MAJOLO BOSSAK MAT. DE CONSTRUÇÃO LTDA BRUNA CHRISTINE DE CAMARGO ME BRX EQUIPAMENTOS LTDA - EPP C. A. D. DA LUS & CIA LTDA - ME C. F. DOBGINSKI PREST. DE SERVIÇOS C.P.N MOLEJO LTDA - EPP CHAVE J - EMB. E FREIOS LTDA CHIARATTI & CHIARATTI LTDA CHRISTIANO JUSTUS AGRO-PEC.LTDA CICERO MORAES JUNIOR CLUBE PONTA - LAGOA CLUBE PRINCESA DOS CAMPOS COM. AGRÍCOLA MOCROSEEDES COM. COMBUSTÍVEIS BORTOLINI COM. COMBUSTÍVEIS M. LOBATO COM. DE CEREAIS E RAÇÃO WERZEL COM. PEÇAS RAMTHUN LTDA - EPP CONFECÇÕES DEDO DE DEUS LTDA CONFECÇÕES REVELAÇÃO LTDA - ME CONJUNTO RESIDENCIAL MORE I CONSMAR CONST. CIVIL LTDA CONST. DALAZOANA LTDA EPP CR COMUNICAÇÃO LTDA DIRCEU BERTE DOUGLAS M. GOUVEIA SALDANHA DWHG SERV. E PARTICIPAÇÕES LTDA. EDGAR SCHREINER SERRARIA ME EDSON LUIS BORILLE - ME EDUARDO BLANC DE ANDRADE ELETROGEN LTDA ELISETE M. TAQUES COLMAN - ME ESTOFADOS SABARÁ LTDA - EPP EVANDRO RAMOS E CIA LTDA F LOPES - PONTA GROSSA FABIANA BUSCARONS DE ANDRADE FÁB. CARROCERIAS TOZETTO LTDA FARMÁCIA DE MANIP. ÁGUA DE ANJO FARMÁCIA LUZ & COR LTDA FAVRETTO & CORREIA LTDA - ME G F VIEIRA & CIA LTDA - ME G. S. P. MÓVEIS LTDA - EPP G.GRAVINA & CIA.LTDA. G.HULLER & M.K.HULLER LTDA ME GAIOSKI & ROSA LTDA - ME Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 44

GENEVIEE PALACE HOTEL LTDA GERALDO GROCHOSKI GONDOFARMA METALÚRGICA LTDA GRACE KELLY BURGINSKY GRACHINSKI COR. DE SEGUROS LTDA GRANVEL - GRANVILLE VEÍCULOS GREYDANUS AGROINDÚSTRIA LTDA HÉLCIO RICARDO GEBIELUCA HENNY C. ARAÚJO COM. VESTUÁRIO HUBNER FUNDIÇÃO LTDA I. ILKIU BOOS & CIA LTDA - ME ILIANA ENX. & PRESENTES LTDA - ME IMEXPLAN LTDA IMPORT LINE COM. IMP. E EXP. LTDA IMPULSUM TECNOLOGIA LTDA INPAG ARTES GRÁFICAS LTDA INST. EMAG. E ESTÉTICA P. GROSSA IRMÃOS MUFFATO CIA LTDA IVONETE L. H. TRALESKI - ME JACQUELINE AP. MUNIS - FERRAGENS JANE DE CARVALHO JDR COM. DE MAT. DE CONSTRUÇÕES JEFFERSON ANTONIO SOARES JOÃO SALATIEL PEREIRA VAZ - ME JPA A. ODONTOLOGIA KOZIEL & IANK LTDA KOZINSKI & GUELKE LTDA ME LAURIENNE ALINE FAVARO - ME LAURO KREINSKI & CIA LTDA - ME LEDA M. SENGER - ME LEUZENSKI & CIA LTDA - ME LFC CAVAZOTTI & CIA LTDA ME LIGTIM - TEL. MÓVEL CELULAR LTDA LINEASPORT CONFECÇÕES LTDA - ME LOURENCO & SANTOS LTDA - ME LUCIANE M. DA SILVA WOINARSKI LUCIO S. DE OLIVEIRA IPIRANGA - ME LUIZ A. ZARPELLON & CIA LTDA - ME LUIZ AUGUSTO FERRAZ NEVEZ LUIZ RENATO LOPES & CIA LTDA - EPP M JANSEN MÓVEIS IND E COM - ME M. ALVES & M. ALVES LTDA M. NOVAES SUP. PARA INFORMÁTICA M. R. MORAIS - CONFECÇÕES - ME M.ACRAS & CIA LTDA - ME M.V.R. CONS. E CONSTRUÇÕES LTDA MACFOR COMERCIAL AGRÍCOLA MACROBRAS FERTILIZANTES LTDA MADEIREIRA FANCHIN LTDA - EPP MAGNER COM. DE FERRAMENTAS MANEIO PROD. AGROPECUÁRIOS MANIA AUTOCENTER MANOEL DE A. GOMES MAQ. REFRI LTDA MARGRAF, MARGRAF & CIA LTDA MARIA LUCIA KREMES - ME MECÂNICA STREMEL LTDA - ME MEK-COM. FERRAGENS LTDA - EPP METALSIM MIARA KRUGER & CIA LTDA MICHELE FERREIRA MAURICIO MIRIAM N. DE GEUS - CARAMBEI - ME MIRO MULTIMARCAS

MÓVEIS CORLIM LTDA MSB MAT. DE CONSTRUÇÃO LTDA NAHIR CHELSKI DA MOTTA ME NILTON R. DE ALMEIDA ROSA - ME NOVO HORIZONTE PEÇ. E MOTORES ODONTOPONTA OLIVEIRA GAMPER & CIA. LTDA. OMATEC AUT. E TECNOLOGIA LTDA PADILHA & ALMEIDA LTDA - ME PALMEIRA AMBIENTAL LTDA - ME PATRICIA DAIANY LEOBET PAULO E. GOULART NETTO - ME PERISSUTTI & DIAS LTDA ME PETROSKI E PETROSKI LTDA ME PGFER - REP. VEÍC. FERROVIÁRIOS PONTO VERDE SUPERMERCADOS PORTAL-SUL MAT. DE CONSTRUÇÃO PORTO DE AREIA SANTA CRUZ LTDA PRÍNCIPES PRESENTES LTDA - ME PRISMA COLOR TINTAS LTDA - ME PRISMA PNEUS LTDA PRUSNEI & XIMENES LTDA - ME R R ZANARDINI & CIA LTDA R. L. MODAS LTDA - ME RAFAEL CARDOSO PINHEIRO ME REGINA Q. PADILHA & PADILHA LTDA REJ INFORMÁTICA LTDA - EPP RENATO FERNANDES STOCO - EPP RESTAURANTE BUFFON LTDA - EPP RIBEIRO & ROSA LTDA - ME ROBERTO VOIGT E CIA LTDA - ME RODOGUARAGI TRANSPORTES LTDA RODOPRINCE TRANSP. RODOVIÁRIOS RODOTIBAGI TRANSP. RODOVIÁRIOS RONALD FELIPE WOLOCHN - EPP ROSA E RIBEIRO FERRAMENTARIA ROSEMERI SCARAMELLA RAISSA - ME ROSENILSON J. DE SOUZA & CIA SALAMACHA & ADV. ASSOCIADOS SANTINA MOLENDA FAUSTIN SCHAFRANSKI CLÍ. ODONTOLÓGICA SEMEAR AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL SERPONTES COMÉRCIO DE PEÇAS SERRARE COM DE FECHADURAS SENAI SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA SESI SILFERRO ESQUADRIAS DE FERRO L SILVEIRA E SILVEIRA SINDICATO EMP. DE ASSEIO E CONSER SINDICATO DOS EST. PART. ENS. DO PR SOCIEDADE EDUC. PRÓ MASTERSTAFF RECURSOS HUMANOS LTDA SUPERMERCADO SCHIRLO LTDA - ME SUPERMERCADO SUPERPÃO LTDA SYDMAIKON DUARTE - VENTANIA T. SEDORKO & CIA. LTDA - ME V. H. A. PURIFICADORES DE ÁGUA VAMILLY COMP. E SISTEMAS LTDA VANA COMÉRCIO DE PEÇAS LTDA VANDERLEY ROCHA DA SILVA - ME VIDRAÇARIA TOMACHEWSKI LTDA W. S. DECORAÇÕES E PRESENTES ZELI APARECIDA DE OLIVEIRA - ME

Aniversariantes

Empresas Associadas Aniversariantes - Junho A. M. VIAGENS E COM. DE BIJOUTERIAS A.L. ARTIGOS FOTOGRÁFICOS LTDA - ME ACQUA LUA CONFECÇÕES LTDA - ME ALEXON CANDIDO BARBOSA - ME ALFIBRAS - EQUIPAMENTOS MUSICAIS AMELIA CRISTINE BAHLS - EIRELI ANDERSON LANDREIS E CIA LTDA - ME ANDRADE E SANTOS LTDA - ME ANGELUS ACADEMIA DE DANCA LTDA ANNE’S FASHION COM. DE CONFECÇÕES ANTONIO ARAÚJO FILHO ANTONIO FONTOURA TRANSPORTES AP WINNER IND. DE PROD. QUÍMICOS ASSOCIAÇÃO CULTURA FRANCISCANA ASS. DOS CONCESSIONÁRIOS VEST & ART AUTO PEÇAS CARACOL LTDA - EPP BAGGIO CONST. ASSOCIADOS LTDA - EPP BARBOSA & D’ALMEIDA LTDA - ME BRILHO UTILIDADES DOMÉSTICAS LTDA BULEK CONTABILIDADE LTDA - ME CALCÁRIO CALPONTA LTDA CALIXTO E FILHO LTDA CAMARGO RIBEIRO ASSESSORIA EMP. CARLOS H. DE A. PAIVA - ME CARNEIRO COM. SOM AUTOMOTIVO CAROLINE O. BUENO CASA DE CARNES DE MÁRIO LTDA - ME CASA DE SUSPENSÃO CASA DO CIMENTO SILVEIRA LTDA CELINA AP. RODRIGUES DOS SANTOS CELMO LUIZ NAZAR ME CÉSAR A. CASSINOTTI RAMOS - PET SHOP CLÍNICA DE DIAG. IMAGEM DE P. GROSSA COM. ESQ. FERRO E ALUMÍNIO IENSEN CONG. IR. SERVAS N. S. DA ANUNCIAÇÃO CONSTRUTORA HARMONIA LTDA - EPP COOP. CRÉD. PROFISSIONAIS DA SAÚDE CORREIA BOLSAS E BRINDES LTDA - ME CURI EMPREEND. IMOBILIÁRIOS LTDA ME CURY E CURY LTDA - ME D.F. COM. RELÓGIOS PONTO E SISTEMAS DAL COL COM. DE COMBUSTÍVEIS LTDA DELPHOS PRESENTES E DECORAÇÕES DEPILLY INSTITUTO DE BELEZA LTDA - ME DIAMANTE CONTAB. E DIGITAÇÃO LTDA DICKEL & DICKEL INFORMÁTICA LTDA DIST. PROD. VETERINÁRIOS SUPERVET DUALATTKA COM.DE VEICULOS LTDA E B DE SOUSA FILHO ENXOVAL - ME E. KOSTRZEVICZ C. DE OLIVEIRA & CIA EDINALDO R. DE OLIVEIRA ME EGHLER E EGHLER ELISANGELA STEINLE NAPOLI ME ELOANA TRANSPORTES LTDA - ME ELZIO DIAS DABUL - ME F NABOR WATANABE E CIA LTDA FAUSTIM & FAUSTIM LTDA ME FERNANDO BRASIL SOARES - EPP

FRASSON & NASCIMENTO LTDA. - ME FZ - COMÉRCIO DE MATERIAIS ELÉTRICOS GAERTNER PEREIRA PRODUTOS ÓPTICOS GP TURBINAS COM. PEÇ. AUTOMOTIVAS GUILHERME TAQUES NIEMIETZ GUILHERME ZANELLA HAMILTON GODINHO FERREIRA - ME HERMITAGE MODAS E CONFECÇÕES HESS & SCHULZ LTDA - EPP HNEDA & HNEDA LTDA - ME INSTITUTO DO S. CORAÇÃO DE JESUS ISABEL FERREIRA DOS SANTOS J & M VISTORIAS S/S LTDA - ME J. P. MENEZES FARM. DE MANIPULAÇÃO JABUR INDUSTRIA DE REFRIGERAÇÃO JEFERSON CABRAL DE ALMEIDA JM BARON TRANSPORTES RODOVIÁRIOS JOÃO ERMERSON LAMOGLIA - ME JOAO GILBERTO CRESPI - ME JOÃO JOSÉ SANTOS - PORTO AMAZONAS JOSE FELIPE DOBRUSKI & CIA LTDA - EPP JUAREZ A DA SILVA - EPP JUCELIA ALVES COELHO - FRESA JULIANA AP. ANDRUSKI VESTUÁRIO ME K. V. COMÉRCIO DE CONFECÇÕES LTDA KIRIL EGOROFF - ME KLOP INFORMÁTICA LTDA - ME KOCHI & MORIKAWA LTDA - ME KREINSKI & KREINSKI LTDA - ME KRUTSCH & PEREIRA LTDA ME L LECHMAN SCHNEIDER MÓVEIS L.G. STARKE ME LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS OSCAR PEREIRA S/S LTDA - ME LANGE ZANETTI E CIA LTDA - ME LEANDRO JOSE VICENTINI SFORMI LISLAINE CAPRI BLAGESKI & CIA LTDA LOCAPONTA LOC. DE EQUIPAMENTOS LORBER & CIA LTDA - ME LUGANO VEÍCULOS LTDA - ME LUIZ PEREIRA GOMES & CIA LTDA M G A COMÉRCIO DE ARTIGOS PARA PRESENTES LTDA - ME M L SOARES - CONFECÇÕES ME M MORITZ TRANSPORTES LTDA M. C. EQUIPAMENTOS AGRÍCOLAS LTDA M. GONÇALVES MOREIRA MACEDO DA SILVA TRANS. RODOVIÁRIOS MAGISTRALIS LAB. FARMACEUTICO LTDA MARCIA DE FÁTIMA BLAGESKI - ME MARCIA DE FÁTIMA SCHEIFER - MODAS MARCOS A. DE SOUZA SUPRIMENTOS MARILICE AP. WESTPHAL - CONFECÇÕES MAURITEC LTDA - ME METALPARK METALÚRGICA LTDA - EPP METALÚRGICA LPR LTDA MISTER PLANETA COM DE CALC. MM PARANA CONSTRUÇÃO CIVIL LTDA

MOEMA COMÉRCIO DE MADEIRAS LTDA N. M. DI DOMÊNICO & CIA LTDA - ME PACHULSKI & PACHULSKI LTDA - ME PAPELARIA VERDE LTDA. - EPP PARTICA REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS PAULA & GONÇALVES LTDA PAULA PIETROBELLI PUPO NASS PEREIRA, PEREIRA & SILVA LTDA - ME PG COM. DE ADESIVOS, PNEUS E RODAS POLI’ SUCOS NATUGEL PONTAGRAFF TINTAS E REVESTIMENTOS PRIME BEEF COMÉRCIO DE REFEIÇÕES PRINCELOG TRANSPORTES E LOGÍSTICA PRODUZA IND. E COM. DE EMBALAGENS QUADROS ARTEFATOS DE CIMENTO LTDA R.BACH KOBNER & CIA.LTDA - ME RANI ZAMMAR - ME REUNIDAS COM. ART. DE DECORAÇÕES RIO DOCE COMÉRCIO DE MADEIRAS ROLAGRIN COMERCIAL IMPORTADORA DE ROLAMENTOS LTDA - EPP ROSANGELA PANCHENIAK - ME S S MOTORES ELÉTRICOS LTDA - ME SALÃO ELLUS CABELEIREIRO SAN ANTÔNIO MARMORES E GRANITOS SANTOS, SCHWAB & SANTOS LTDA - ME SCHERMAK COMÉRCIO DE MÁQUINAS COPIADORAS E IMPRESSORAS LTDA - EPP SCORSIM MÁQUINAS INDUSTRIAIS LTDA SEBASTIÃO K. MAT. CONSTRUÇÃO SÉRGIO LUIZ SZESZ - ME SÉRGIO PEREIRA PONTA GROSSA - ME SERVOPA SA COMÉRCIO E INDÚSTRIA SEVERICH & CIA LTDA - EPP SF COMÉRCIO DE MÓVEIS LTDA SOUSA BATISTA TREINAMENTO LTDA SUELI CORREIA - ME SUSPENCAR AMORTECEDORES LTDA - ME TAINA DOS PASSOS MOREIRA TANIA REGINA SULZBACH DE PAULA TATU PNEUS OFF-ROAD LTDA - ME TRANSITEC TROPICAL RADIODIFUSÃO S/S LTDA - EPP UNIVERSO COMÉRCIO DE CONFECÇÕES VALLES & MATTOS LTDA - ME VERA LÚCIA DE ALMEIDA & CIA LTDA - ME VERBO LIVRARIA LTDA - ME VIRTUAL INFORMÁTICA LTDA - EPP VLADIMIR ANTONIO AXT - ME VLASTUIN & CIA LTDA - EPP VLM RESTAURANTE LTDA ME VOLPI & BATISTA ROSAS LTDA - ME VOZNIAKI INDUSTRIA METALÚRGICA VUNJE INDUSTRIAL DE EQUIPAMENTOS W G S MADEIRAS LTDA - ME WAGNER LUCAS VICENZI - ME ZAILDA FLARECO - ME ZANCANARO LEAL & CIA LTDA - ME Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 45


Artigo

A indignação e a revolta dos brasileiros*

A

surpreendente atitude da população brasileira ao sair em passeatas pelas principais cidades do país causou perplexidade a todos nós. Estávamos acostumados a assistir passivamente os desmandos praticados por nossos políticos e governantes, nunca acreditando que a população demonstraria pública e coletivamente sua indignação contra a corrupção e a impunidade, nem lutaria por um transporte público mais digno e barato e por serviços de saúde e ensino público de melhor qualidade. Esperamos que essa indignação seja entendida por nossos políticos e que a partir de agora eles passem a se preocupar mais com os interesses da população que os elegeu e não apenas cuidem de seus interesses particulares ou de seus apadrinhados ou financiadores de campanha. É revoltante ver que os governos, em especial o governo federal do PT, que há 10 anos deu tantas esperanças ao povo brasileiro ao assumir a Presidência da República, tenha caído na vala comum dos politiqueiros, mantendo o programa Bolsa Família, que deveria ser temporário, enquanto se criava mecanismos de resgatar a dignidade oportunizando trabalho. Nada foi feito e se procura manter um contingente de 40 milhões de pessoas dependentes do governo apenas como moeda de troca para o voto, situação tão perversa quanto era o voto do tempo do “coronelismo”. É revoltante ver que até agora, mesmo com condenação, os envolvidos no Mensalão ainda não estão na cadeia e alguns continuam exercendo cargos na Câmara Federal ou sendo lobistas junto ao Governo Federal.

É revoltante ver que péssimos gestores do governo do PT dão prejuízo de bilhões ao povo e sequer são processados ou presos. A Revista Veja de 19/06, trouxe a matéria que a Petrobrás comprou uma refinaria de Petróleo no Texas (EUA) por U$ 1.18 bilhão de dólares e não consegue vendê-la nem por 10% deste valor. O escândalo ficou maior quando se divulgou que a empresa, tida como obsoleta um ano antes de ser vendida para a Petrobrás, tinha sido comprada por apenas U$ 42,5 milhões de dólares por uma empresa belga que depois a vendeu para a Petrobrás. O TCU – Tribunal de Contas de União se limitou a dizer que ali existiu no mínimo “uma gestão temerária”, quando a própria Veja afirma que no negócio “em suas entranhas sobejam indícios de superfaturamento e corrupção”. Outro exemplo da Revista Veja, de 29/05, diz que o governo federal prometeu que diante da descoberta do petróleo no pré-sal criaria uma indústria local para suprir a exploração desta nova fronteira, definindo que 60% dos equipamentos para a prospecção de tal riqueza deveriam ser fabricados no país. Os três primeiros navios-sonda encomendados pela Petrobrás estão sendo produzidos em Singapura, mas cada navio custará o mesmo preço acertado para produzi-los no Brasil, ou seja, R$ 400 milhões acima do preço cobrado no mercado internacional. E o que dizer dos gastos com os estádios para a Copa do Mundo de 2014? Em 2007 a CBF estimou os gastos com a reforma de todos os estádios em R$ 2,12 bilhões, e agora os números já estão próximos de R$ 7 bilhões, ou seja, mais de três vezes o valor estimado inicialmente. Somente o Maracanã, orçado inicialmente em R$ 600 milhões, já custou o dobro disso.

Proteção ao Crédito: para quem gosta de Cliente Ficha Limpa A ACIPG dispõe de mecanismos adequados às necessidades da sua empresa, desde a consulta de crédito até estratégias para a conquista de novos mercados. *

José Eli Salamacha

O autor é advogado, Mestre em Direito Econômico e Social pela PUC/PR, sócio da Salamacha & Advogados Associados e diretor de Assuntos Jurídicos da ACIPG

E o que dizer de nossos membros da Câmara Federal e Senado Federal, que deveriam ser os fiscais do governo federal? Gastaram em 2012 o valor de R$ 7,5 bilhões e em 2013 a previsão é de R$ 8,5 bilhões. O desperdício ocorre também nas assembléias legislativas dos Estados, nas Câmaras de Vereadores e prefeituras de todo o país, também nos Tribunais de Contas, Tribunais de Justiça, Tribunais Federais, etc. Brasileiros, ainda é tempo de acordar! Que as demonstrações de revolta e indignação que estão sendo levadas para as ruas do país possam fazer com que nossos políticos e governantes passem a trabalhar em favor da população e que os gestores corruptos e incompetentes sejam punidos exemplarmente.

* O artigo desta edição não expressa a opinião da publicação, sendo de inteira responsabilidade de seu autor.

Revista ACIPG em Ação | Junho - 2013 | 46

Entre em contato conosco pelos nossos canais de atendimento ao associado e solicite informações detalhadas sobre nossos produtos.

Fone: (42) 3220-7236 spc@acipg.org.br


Profile for ACIPG

Revista ACIPG em Ação - Junho 2013  

Revista da Associação Comercial Industrial e Empresarial de Ponta Grossa Edição 19 - Ano 2

Revista ACIPG em Ação - Junho 2013  

Revista da Associação Comercial Industrial e Empresarial de Ponta Grossa Edição 19 - Ano 2

Profile for acipg
Advertisement