__MAIN_TEXT__

Page 1

Revista

Palavra do presidente

Número 2 | Setembro-Dezembro/16 D I S T R I B U I Ç Ã O G R AT U I TA Osório e Região, Rio Grande do Sul

04

ASSOCIAÇÃO COMERCIAL, INDUSTRIAL E DE SERVIÇOS DE OSÓRIO/RS

06 Nova diretoria da ACIO é eleita e toma posse

Osório: Uma cidade em franco crescimento econômico

12

Convênios da ACIO

17 O CARTÃ NIO Ê V N CO

VA DA SIL JOÃO EMPRESA DA NOME 20 02/20 Validade


03

Índice Palavra do Presidente

04

Reforma Tributária - Por Germano Rigotto

05

Nova diretoria da ACIO é eleita e toma posse

06

PPCI: a complexa legislação em debate

07

ACIO oferece cursos de aperfeiçoamento - PDG e PDV

09

Eventos da ACIO em destaque

10

Osório: uma cidade em franco crescimento econômico

12

Imposto de fronteira barra desenvolvimento do RS

14

Notícias da ACIO

15

Convênios da ACIO

17

Diretoria Gestão 2016/2018 Presidência Presidente: Jorge Ramos; Primeiro Vice Presidente: Sérgio Boeira Madalena, Segundo Vice Presidente: Ugo Dalpiaz.

Laísa Maggi. Diretoria Comercial: Diretor Vandrei Martins. Diretoria de Marketing: Diretor Isaac Colombo.

Tesouraria Diretoria Financeira: Diretor Gilson Becker; Diretor Adjunto: Evandro Ourique. Fazem parte desta diretoria: Nelson Mallmamm (Banrisul), José Valdir Colling (Sicredi), Eliane de Souza Pereira (Caixa Econômica Federal), Ricardo Rejes Peres (Banco do Brasil).

Diretoria Social: Diretora Dione Curtinovi; Diretores Adjuntos: Otemar Alves de Borba, Fabrício Caseres de Souza, Michele Kingesk de Souza, Romeu Inácio Schneider, Isolde Schneider, José adair Nunes de Oliveira e Odete da Silva Arceno.

Secretaria Diretoria Administrativa: Diretor Renan Marculan; Diretora Adjunta:

Dirnei de Souza, Domingos Brum. Diretores Adjuntos: Maria Odila Nozari, Antônio Donizete Dalpiaz, Paulo Macedo. Conselho Deliberativo: Joel Dadda, Leoni Luiz Martins, Osvaldo Luiz Jacques Guazzelli, Jairo Vieira. Diretores Adjuntos: Rodrigo Garcia, Marcela Baru, Edilon Zimmer, Wolmar de Souza.

Diretoria Jurídica: Diretor Ronaldo Trajano. Diretores Adjuntos: Gilberto Dalpiás, Edson Shimtz. Conselho Fiscal: Fabrício Ramos,

Expediente A Revista ACIO é uma publicação da Moovem Produções Ltda, com distribuição gratuita. A diretoria da entidade (ACIO) e a produtora não se responsabilizam por opiniões ou conceitos emitidos em entrevistas, artigos ou colunas assinadas. Não é permitida a reprodução parcial ou total de matérias e artigos publicados nesta revista sem a citação da fonte. Uma produção da Revista Costa Azul.

Diretor-Executivo: Velton da Silva Cézar Comercial: Victor Garcia Editores-Executivos: Rubem Pires Junior - MTb 9310/RS e Melissa Maciel MTb 17111/RS Projeto gráco: Jonatan Fortes Repórteres: Rubem Pires Junior e Daiane Pajares Colaboração: Germano Rigotto, Sandro Silveira, Guilherme Mansan, Bruna Fangueiro e Melissa Maciel. Impressão: Gráca Triângulo Contatos referentes a esta publicação podem ser feitos pelo fone (51) 3663.2007


04

Palavra do Presidente Jorge Ramos

A

o ser reeleito Presidente da ACIO – Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Osório para o mandato 2016/2018, minhas palavras aos associados, familiares, funcionários e à comunidade de Osório é de esperança. Sim! Apesar de todo o complexo quadro político e econômico que vive o nosso país e nosso Estado, é preciso manter a esperança. Acredito, como presidente desta Instituição que completa neste ano, 85 anos de existência, que devemos atuar na defesa dos empresários e de todos nossos funcionários para que possamos cada vez mais produzir com uma carga tributária justa. Para isso, faz-se muito necessário uma reforma tributária séria que vem sendo protelada por governos de todas as cores partidárias. Prova disto é o artigo do ex-governador Germano Rigotto publicada nesta edição da Revista da ACIO. Devemos trabalhar para que o estado brasileiro como um todo, preste serviços públicos de qualidade focados principalmente nos três pilares básicos: saúde, educa-

ção e segurança pública. Por outro lado, podemos comemorar que a nossa região vem sendo presenteada com investimentos não apenas na cidade Osório, mas em todo o nosso litoral gaúcho. Sobre o governo de Michel Temer, enfatizo que cono na equipe econômica do Ministro Henrique Meirelles pela sua experiência e seriedade. Acredito que não existe outra alternativa para sairmos da atual crise econômica, a não ser a limitação dos gastos públicos, a boa gestão dos recursos e o combate à corrupção. Somos radicalmente contra o aumento de impostos e tributos, em qualquer nível, seja ele federal, estadual ou municipal. Contamos com a força e a mobilização da sociedade, nossos senadores, deputados, prefeitos, vereadores, dirigentes de entidades, comerciantes e empresários para sensibilizar nossos governantes do peso que carregamos e o resultado disso na vida de todos brasileiros. A saída é gastar de forma inteligente, produzir, investir e crescer.

Presidente da ACIO – Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Osório; da Câmara de Dirigentes Lojistas de Osório (CDL) e do Centro Empresarial de Osório (CEO) e Diretor da Federasul.


05

Uma Reforma Sempre Adiada Germano Rigotto

N

o meio das crises, econômica, política e ética que vivenciamos nos últimos meses a Câmara criou uma comissão especial para analisar e formular propostas sobre a reforma tributária. Já acompanhei diversas tentativas similares a essa. Em muitas delas me envolvi pessoalmente. E, infelizmente, mesmo com o esforço de muitas pessoas de boa vontade, até hoje, não vimos essa transformação acontecer. Tanto foram os bloqueios, contratempos e desvios no caminho, que decidi escrever um livro a respeito – a ser lançado nos próximos meses. E a atual iniciativa da Câmara, por mais meritória que seja, caminha para ser mais uma na prateleira dos insucessos. Itamar Franco foi o primeiro presidente a tentar uma mudança no sistema tributário do país. No entanto, tudo o que conseguiu foi a criação do Imposto do Cheque, mais tarde convertido em Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). Veio o primeiro mandato de Fernando Henrique Cardoso. Eu, líder do governo no Congresso, embora presenciasse o desejo do presidente em relação à reforma, sentia o Executivo dividido, sem convicção. Havia um alarmismo vindo de setores da Fazenda, sempre temerosos em perder receita. Propostas foram formuladas, mas a reforma não avançou. No mandato seguinte, o então presidente da Câmara, deputado Michel Temer, decidiu constituir uma comissão para tratar do tema. Fui escolhido para presidir o colegiado. Fizemos um trabalho que me orgulha até hoje. Realizamos diversas audiências, ouvimos especialistas, percorremos todos os estados do país, estudamos diferentes projetos, enm, mergulhamos fundo na questão da reforma tributária. Chegamos a um ponto elevado de convencimento, mas de novo o Executivo acabou travando o avanço dos projetos. Depois vieram Lula e Dilma. Durante o governo de Lula,

participei ativamente de um grupo de trabalho dentro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social. Também ali conseguimos realizar um debate elevado e produzir um encaminhamento de proposta. Mas o desfecho não foi diferente. Quanto mais avançávamos, mais notávamos a resistência de determinados setores – os mesmos que sempre tiveram muita inuência junto à Presidência da República, em todos os mandatos. A presidente Dilma, desde sua posse, falava da importância de promover uma modernização tributária no país para dar continuidade ao crescimento da economia. Em seu primeiro discurso, na Câmara, disse: "É inadiável a implementação de um conjunto de medidas que modernize o sistema tributário, orientado pelo princípio da simplicação e da racionalidade". No entanto, nunca houve uma proposta estrutural concreta. A única tentativa foi de aprovar medidas pontuais para reduzir a carga tributária e impulsionar a produção no país. Pouco se avançou. Resgato sumariamente essas passagens para mostrar que o país, até mesmo em tempos de calmaria política e econômica, não conseguiu promover uma verdadeira reforma tributária nas últimas décadas. É muito difícil que agora, no auge de uma instabilidade, consiga fazê-lo. Preocupa-me, inclusive, que o momento possa levar até mesmo a ter um efeito contrário, inibindo qualquer mudança. A reforma tributária é um nó, um dos que mais trancam o progresso do país. A racionalização do nosso sistema, ampliando a base de cobrança e diminuindo a complexidade das regras, impulsionaria a produção e traria benefícios, especialmente, para os mais pobres. Mas tudo isso depende de uma nova concertação nacional, que precisa ser precedida de um permanente esforço de formação de opinião – tarefa a que tenho me dedicado. A reforma só ocorrerá quando o país perceber quão ela é importante.

"Preocupa-me, inclusive, que o momento possa levar até mesmo a ter um efeito contrário, inibindo qualquer mudança."

Ex-governador do Rio Grande Sul e presidente do Instituto Reformar de Estudos Políticos e Tributários - www.germanorigotto.com.br


06

ACIO chega aos 85 anos rearmando seu cooperativismo Primeiro semestre de 2016 foi de prestação de contas, eleição e posse da nova diretoria da ACIO Por Rubem Pires Júnior

F

oi realizada na noite de 29 de março, na sede da ACIO, uma Assembleia Geral Ordinária com a nalidade de prestação de contas da gestão 2014/2016 e eleição da diretoria para o período 2016/2018. Manoela Campos

da eleita para o biênio 2016/2018, tendo como membros os associados relacionados a seguir: Presidente: Jorge Antonio Cardoso Ramos, empresa Atacado Cavalhada; 1º Vice Presidente: Sergio Boeira Madalena, empresa Sérgio Madalena e Petró Imóveis; 2º Vice Presidente: Ugo Dalpiaz, empresa Supermercados Dalpiaz. (Conra a relação completa dos nomes que integram a nova diretoria da ACIO na página 3 desta publicação). Evento de Posse - Na noite de 9 de maio foi realizada, na sede da ACIO, a posse da nova diretoria executiva da entidade para o biênio 2016/2018. O evento contou com a presença de associados, diretores e autoridades municipais, estaduais e federais. Na ocasião, foi comemorado o aniversário da ACIO e apresentada sua nova marca alusiva aos 85 anos, completados no dia 23 de abril deste ano. Nova identidade visual e conceito da marca ACIO

Os vice-presidentes, Sérgio Boeira Madalena e Ugo Dalpiaz e o Presidente da ACIO, Jorge Ramos

A Assembleia foi aberta às 20h pelo presidente Jorge Ramos e contou com a presença de 40 associados. O presidente expôs aos membros da diretoria e associados a prestação de contas do seu mandato à frente da entidade. Destacou o aumento no número de associados que passou de 217 em dezembro de 2014, para 247 em dezembro de 2015. Além disso, detalhou as contas da administração e as colocou à disposição de consulta para todos os associados que desejarem. Os números são positivos apesar da conjuntura econômica atual e são frutos das política de associativismo e serviços fornecidos pela ACIO. A prestação de contas teve parecer favorável do conselho scal da entidade e foi aprovada por unanimidade por todos os presentes. Além disso, de forma breve, foi realizado, pelo presidente da ACIO, um relato acerca das ações realizadas pela ACIO durante a gestão que se nda. Eleições - A leitura da composição da chapa única foi realizada pelo presidente Jorge Ramos, para conhecimento de todos os presentes que a mesma foi a única chapa apresentada dentro do prazo permitido. As cédulas foram distribuídas aos presentes, e após nalizada a votação, a Sra. Maria Odila Nozari e o Sr José Dirnei de Souza contabilizaram os 15 (quinze) votos para a chapa única, sendo a mesma considera-

Na mesma noite de posse da diretoria, foi apresentada pelo consultor de marketing Jonatan Fortes, a nova identidade visual da ACIO e o novo conceito da marca ACIO. Ela faz parte de um conjunto de ações que visam modernizar a comunicação da entidade. Uma nova página da ACIO no Facebook já está no ar com uma linguagem mais moderna e com muitas informações aos associados. As ações relativas à comunicação são coordenadas pelo Diretor de Marketing da ACIO, Isaac Colombo.

Divulgação

A nova identidade visual da entidade remete aos seus 85 anos de associativismo.


07

Desburocratização da Lei Kiss é aprovada Prossionais técnicos, bombeiros e lideranças políticas entendem que a revisão da lei irá agilizar o processo de liberação de PPCIs em todo Estado Por Daiane Pajares

Getty Images

As mudanças preveem a redução da burocracia na concessão de alvarás de bombeiros


08

Como solicitar o alvará pela internet: • O proprietário ou responsável técnico deve acessar o site sisbom.cbm.rs.gov.br e clicar no ícone "Plano Simplicado com Risco Baixo" e fazer o cadastramento. • Feito o cadastro, será emitida uma guia para ser paga. Após o pagamento, é preciso acessar novamente o site para receber a

conrmação dos bombeiros, que analisará a solicitação. • Por m, basta imprimir o alvará, que tem função de Certicado de Licenciamento do Corpo de Bombeiros. • A vistoria, que antes era feita em todas as solicitações de alvará, passa a ser por amostragem. Pa r a m a i s i n f o r m a ç õ e s acessewww.cbm.rs.gov.br


09 Cursos de PDG e PDV são o "embrião" de uma futura Escola do Empreendedor Os programas de desenvolvimento de vendedores e de gestores da ACIO estão modicando a visão dos empresários sobre esses temas em suas organizações Por Rubem Pires Junior

Divulgação

O

s cursos de formação oferecidos pela ACIO – PDG e PDV respectivamente Programa de Desenvolvimento de Gestores e Programa de Desenvolvimento de Vendedores são a base para que em um futuro próximo vai se tornar a "Escola do Empreendedor". Este é o sonho do presidente da entidade Jorge Ramos que acredita que a qualicação dos gestores e também da equipe de funcionários de uma empresa é fator fundamental para o sucesso de qualquer negócio. Com o objetivo de aprimorar os conhecimentos dos prossionais – gestores e sua equipe de vendedores - foi que a ACIO rmou parceria com Silveira e Garcia Assessoria e Gestão Empresarial coordenada por Sandro Silveira. Formado em administração de empresas, especialização em gestão de negócios e mestrado em gestão estratégica de pessoas, Sandro acredita que "o melhor caminho para o desenvolvimento pessoal e prossional de um ser humano passa pela sua formação educacional, pois somente assim ele terá condições reais de fazer parte de uma sociedade seletiva e extremamente competitiva, em relação a conquista dos seus objetivos". PDV – Programa de Desenvolvimento de Vendedores O PDV é um programa de capacitação, composto por 3 módulos sequenciais com um encontro semanal de 2h de duração, em 12 encontros e uma carga horária total de 24h. O programa tem como objetivo principal implementar a metodologia didática da educação continuada e desenvolver os alunos nos processos de técnicas de vendas e estratégias comerciais. "Estamos convictos que o processo de desenvolvimento de um prossional de vendas, requer um trabalho contínuo de formação de uma cultura de excelência no atendimento e a aplicação de técnicas de melhoria comportamental e conscientização pessoal e prossional" arma Sandro. PDG – Programa de Desenvolvimento de Gestores O PDG foi idealizado e desenvolvido visando capacitar e reciclar o empresariado local, e prepará-lo para encarar os desaos do mundo corporativo. A preocupação em renovar decididamente a metodologia de ensino, com o desenvolvimento de conceitos pedagógicos participativos, está na gênese da criação PDG. Os três pilares fundamentais do programa são: desenvolver a cultura do aprendizado contínuo; estimular o processo da auto gerencia; simplicar e desmisticar os processos de gestão. Desde o começo da montagem do programa procuramos desenvolver um repertório de técnicas interativas, capaz de

Capacitação de colaboradores das empresas da região por meio de uma abordagem prática e integrada com o mercado atual.

provocar reações nos participantes e arrancá-los de suas posturas passivas de meros receptores do conhecimento transmitido pelo professor. Esses novos métodos foram aprofundados e aprimorados e continuam a ser renovados até hoje. Sandro explica que "sai a tradicional aula expositiva, na qual o professor atua como em um monólogo, entra um conjunto de métodos diferenciados de ensino". Resultados práticos Jeniffer Caselani Duarte é a diretora do departamento de recursos humanos da empresa Unimar Distribuidora de Bebidas e sob a sua responsabilidade estão 92 funcionários. Destes, 30 já participaram dos cursos promovidos pela ACIO. Para Jeniffer, a qualicação de funcionários é crucial, tendo importância absoluta para que qualquer negócio ande bem. "O maior ativo de qualquer empresa são as pessoas que a movimentam e os resultados de qualquer empresa é totalmente proporcional ao engajamento, qualicação e dedicação de quem toca a empresa, ou seja, seus colaboradores" arma. Para ela, a qualicação é uma das chaves do sucesso, pois colaboradores mais preparados alavancam resultados melhores. Sobre os avanços constatados após a conclusão dos cursos da ACIO, Janiffer é enfática "Constatamos uma maturidade adquirida pelos vendedores, um sentimento de valorização da sua função e consequentemente, tivemos um verão com bons resultados de venda".

LUCAS E LIMA


10

Divulgação

ACIO recebe homenagens pela passagem dos seus 85 anos do Rio Grande do Sul - FEDERASUL pelos 85 anos de trabalho dedicado ao empreendedorismo e desenvolvimento da comunidade empresarial. Divulgação

Vice-prefeito Eduardo Renda (E), Presidente da ACIO, Jorge Ramos (C) e Presidente da Câmara, Gilmar Luz (D)

A ACIO foi homenageada pela passagem dos seus 85 anos em uma Sessão Solene na Câmara de Vereadores de Osório, na noite de 23 de maio. O presidente da Câmara e representantes de partidos além do vice-prefeito Eduardo Renda falaram sobre a importância da ACIO, no desenvolvimento de Osório e região. E no dia 8 de junho, a ACIO recebeu a homenagem da Federação das Associações Comerciais e de Serviços

Simone Leite, Presidente da Federasul, entregando a homenagem ao Presidente Jorge Ramos e ao Diretor Financeiro, Gilson Becker

Conheça outras empresas que comemoram seu Jubileu este ano 50 anos - Jubileu de Ouro

30 anos - Jubileu de Pérola

20 anos - Jubileu de Porcelana

10 anos - Jubileu de Estanho

SUPERMERCADOS DALPIAZ - 09/02/1966 SÃO JOSÉ TURISMO - 12/08/1966

AUTO PECAS KOHLRAUSCH - 01/12/1986 AUTO PECAS PEREIRA - 20/11/1986 DISTRIBUIDORA JULIANI - 30/10/1986

COMERCIAL GUERREIRO - 22/10/1996 LOJAS ECONÔMICA - 07/10/1996 ESCOLA DE NATACAO PEIXINHO AZUL 15/07/1996 COMERCIAL COLOMBO - 27/02/1996

RVM INDÚSTRIA DO VESTUÁRIO 30/11/2006 AGROPECUÁRIA NOVA - 04/09/2006 LIMPA FOSSA GUGUÊ - 28/07/2006 GALIMBERTI SEGUROS - 19/06/2006

15 anos - Jubileu de Cristal

5 anos - Jubileu de Madeira

YÁZIGI INTERNEXUS - 03/07/2001

INSTITUTO DA FACE - 15/09/2011

45 anos - Jubileu de Sara CHILE PNEUS - 15/02/1971 LOJA NILZA - 26/03/1971 LIVRARIA LULAR - 20/12/1971

25 anos - Jubileu de Prata ARROZ SÃO BERNARDO - 01/06/1991 LA LESTE - 14/11/1991 FABRICA DE EMBUTIDOS BORRÚSSIA 17/10/1991 ECCO MODA MULHER - 07/10/1991

Nós temos o ambiente perfeito... Fone: (51)

8147.4863


11

ACIO Jovem realizou Workshow com Thedy Corrêa Reprodução/ACIO

O

evento que marcou o início do trabalho da ACIO Jovem, ocorreu na noite de 15 de março , com o Workshow "Soluções Criativas" apresentado por Thedy Côrrea, vocalista da banda Nenhum de Nós, no salão de eventos do Grêmio Atlético Osoriense – GAO e contou com um público de aproximadamente 200 pessoas de todas as idades. Thedy proporcionou ao público momentos de descontração e reexão, por meio de uma abordagem comparativa entre os tipos de equipes e empresas, com os estilos musicais e instrumentos. No decorrer da palestra, o músico estimulou os presentes a avaliarem seus posicionamentos pessoais dentro da empresa e também da equipe com a qual trabalham. Além disso, empolgou o público ao entoar músicas de sucesso da banda Nenhum de Nós, tais como Camila, Camila e Amanhã ou Depois, o que fez com que os presentes o acompanhassem cantando

e batendo palmas. O evento foi um sucesso e superou as expectativas da ACIO Jovem, que surgiu com o objetivo de promover uma integração de ideias, conceitos e experiências, buscando fortalecer as lideranças e o cenário empresarial. Divulgação

Músico, escritor e palestrante Thedy Corrêa falou sobre soluções criativas em ambiente de trabalho no seu Work Show


12

Osório uma cidade que cresce em meio à crise econômica brasileira Investimentos são realizados para atrair cada vez mais empresas a Osório levando ao desenvolvimento econômico e social da cidade.

Prefeitura Municipal de Osório/Divulgação

Por Rubem Pires Junior

A área industrial contribui para o crescimento econômico do Município, aliado à melhoria de infraestrutura da cidade


13

Kunzler/Divulgação

Com mais de 50 anos de mercado, sendo dois em Osório, Kunzler é uma das marcas mais lembradas pelo povo gaúcho

ESCRITÓRIO BARUFI Contabilidade e Advocacia

Dr. Aleir Barufi da Silva OAB/RS 34.621 - CRC/RS 32.050

Drª. Marcela R. Barufi da Silva OAB/RS 57.688 - CRC/RS 57.688

Dr. Adriano Nardi da Silva OAB/RS 81.507

Escritório estabelecido em Osório desde 1978, atuando na área contábil, para pequenas, médias e grandes empresas. O escritório Barufi conta também com assessoria advocatícia.

Fones 51 3663.1752- 3663.2908 Av. Amphiloquio Dias Marques, 114 | CEP 95520-000 | Osório | RS barrufi@terra.com.br - escritoriobarufi2011@hotmail.com


14

Imposto de fronteira: um problema para as empresas gaúchas Pagamento do diferencial de alíquota tornou o Rio Grande do Sul menos competitivo, avalia presidente da ACIO Por Daiane Pajares Pexels Images

O

Rio Grande do Sul possui, hoje, uma das maiores cargas tributárias do país. Desde janeiro deste ano, quando a alíquota básica do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) passou de 17% para 18% e instituiu novas faixas de cobrança para uma série de itens, as empresas e consumidores têm amargado o peso da alta de impostos. Tudo porque, além de arcar com este aumento, as e m p r e s a s g a ú c h a s a i n d a O Diferencial de Alíquota é ainda mais prejudicial para as empresas optantes do Simples Nacional, que recolhem a diferença sem possibilidade de creditamento, recaindo, no m, sobre o custo da mercadoria pagam o Diferencial de Alíquota trias gaúchas. No entanto, tem a oposição dos comer(DIFA), também conhecido como Imposto de Fronteira, ciantes que acabam desembolsando mais para adquirir que é o pagamento da diferença de alíquota interestaprodutos fabricados em outros estados e, em consedual no momento da entrada da mercadoria no territóquência, chegam mais caros ao consumidor. Para o rio estadual. presidente da Associação Comercial e Industrial de O aumento da carga tributária tornou este custo Osório (ACIO), Jorge Ramos, o imposto de fronteira é ainda maior para as empresas optantes do Simples desleal para as empresas gaúchas, pois elas deixam de Nacional que recolhem essa diferença sem possibilidaser competitivas, principalmente em relação aos de de creditamento, recaindo, no m, sobre o custo da estados que não cobram o diferencial de alíquota, como mercadoria, conforme explicou a assessora jurídica da Santa Catarina. "A Acio e a Federasul estão lutando Federasul, Fabiana Marques. Conforme a assessora, a para diminuir a carga tributária e acabar com o imposentidade é contra a cobrança do imposto de fronteira e to de fronteira, pois nossas empresas estão sangrantambém apóia a Ação Direta de Inconstitucionalidade do e morrendo e o Rio Grande do Sul também", desabaproposta pelo Conselho Federal da Ordem dos fou. Advogados do Brasil quanto a Emenda Constitucional Para entender melhor: nº 87/2015, que estabelece novas regras do recolhiPor exemplo, se uma camisa comprada em São Paulo vem com mento do ICMS em comércio eletrônico, como a imposto destacado de 12% na nota scal, será cobrado 6% na partilha do imposto entre estados. entrada da mercadoria no Estado, já que a alíquota de vestuário no O imposto de fronteira foi criado em 2009 com o Rio Grande do Sul agora é de 18% (18% alíquota RS - 12% alíquota de SP = 6%). argumento de proteger a produção similar das indús-


Notícias ACIO Repdorução/FEDERASUL

51 3663

2465 - 8182 8425 RS 030 | BR 101 | Osório, RS

15


16 Divulgação

Divulgação

Divulgação

Associe-se e tenha benefícios exclusivos! Ligue 51 3663 3400 aciosorio www. aciosorio.com.br


Composta por 27 Associações Regionais, a Famurs representa as 497 cidades gaúchas fortalecendo o municipalismo.

FOTO

Manoela Campos

Famurs no seu celular.

Famurs www.famurs.com.br

TVFamurs


Profile for ACIO

REVISTA ACIO  

Revista ACIO Ano 2 - nº 2 Setembro/2016

REVISTA ACIO  

Revista ACIO Ano 2 - nº 2 Setembro/2016

Profile for aciosorio
Advertisement