Page 1

Matinhos, Outubro de 2010 -

Diretoria 2010/2013 - Ano VII - Nº 54- www.acimamatinhos.com.br

GENTE QUE FAZ A HISTÓRIA - PÁG 11

Matinhense desde os quatro anos, ele é exemplo de cidadão atuante em ações comunitárias e comprometido com os ideais do desenvolvimento da cidade. Conheça um pouco da sua história e de sua família.

ESPORTES - PÁG 08

PMPR e Guarda Municipal realizam palestra sobre a importância da implantação de uma unidade K9 no município. Neste dia, houve demonstração do trabalho com cães para alunos da Escola Wallace Thadeu M. Silva ESPECIAL - PÁG 09

A Comunidade Parati foi escolhida para um visita técnica, promovida pelos Núcleos Empresariais de Turismo de Guaratuba e Matinhos. A ACIMA esteve presente nesse passeio incrível e cheio de emoções junto à floresta atlântica CULTURA - PÁG 10

Musicalidade infantil é fonte de alegria e transformação social. A atividade, que visa incentivar o interesse pela música, atende cerca de 300 crianças na Casa da Cultura.

Comemorar o Dia da Criança é criar uma oportunidade de fazer os pequeninos felizes. É também lembrar e festejar a criança que existe dentro de cada um. Com esse objetivo, algumas pessoas e instituições realizam, no mês de setembro e outubro, confraternizações que proporcionam momentos de muita alegria. Exemplo disso é a ação realizada no bairro Tabuleiro, pela Tia Nilda, no dia 26 de setembro. O evento reuniu mais de mil pessoas. Outro encontro marcante deve acontecer no dia 13 de outubro, no Restaurante da Bisa, onde Neli Rodrigues receberá mais de 70 crianças atendidas pela APAE. Com o mesmo propósito, de oferecer alegria, o Instituto Pampuch também promove uma Tarde de Recreação, que ocorre no dia 12. Veja como foi a “Festa das Crianças” no bairroTabuleiro, na página 12


Jornal da ACIMA

2

INSTITUCIONAL

Diretoria Gestão 2010/2013 CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Presidente: Adalto Mendes Lüders Posto Kaimã Vice Presidente: Diego Leonardo de Mattos Raposo Farmácia Econômica Diretor Secretário: Jair Bernardo Martins Supermercado Martins Diretor Tesoureiro: Valdemar Salvador Marques VM Corretor de Imóveis Diretor SCPC: Alceu Fernandes Cenatti Advocacia Cenatti Diretora de Eventos: Laurita da Silva Laurita Center Diretor Planejamento: Leonir de Santi Lajes Taba Diretor Comunicação: Mario Gonçalves da Costa JK Auto Posto

CONSELHO FISCAL

1º Conselheiro: Flávio Trombetta Trombetta Materiais de Construção 2º Conselheiro: Helinson Panpuch Mineração Nova Prata 3º Conselheiro: Karam Elias Karam Karam Imóveis

SUPLENTES

1º Suplente: Edival Martins Junior –Vida Clinicas 2º Suplente: Laurita da Silva – Laurita Center 3º Suplente: Alceu Cenatti – Advocacia Cenatti

CONSELHO SUPERIOR

Carlos Dalberto Freire - Presidente Conselheiro Vitalício - Nelson Cotovicz Conselheiro Vitalício - Kohdr S. Chiah Conselheiro Vitalício - Antonio Silvano Conselheiro Vitalício - José Lucas de Souza Conselheiro: Mario Gonçalves da Costa JK Auto Posto Conselheiro: Ivan Regis da Silva Supermercado Quintetto Conselheira: Nívea Carraro Gurski Gurski Materiais Elétricos Conselheiro: Milton Araújo Costa Pague Menos Calçados

Colaboradores:

Alexandre Roberto Ferreira Tiago Franklin da Cruz

Associação Comercial e Empresarial de Matinhos Av. Curitiba, 485 Matinhos - PR CEP 83260-000 Fone: (41) 3453-2345 / 3453-6084 Fax: (41) 3453-2112 site: www.acimamatinhos.com.br e-mail: acima@acimamatinhos.com.br

Expediente

Jornalista Responsável: Marlene Portes DRT/PR 6222 marlene_portes@yahoo.com.br (41) 9996-3126 Colaboração: Yole Scofano yolescofano@gmail.com (41) 8838-7425 Arte Final: Alexandre Roberto Ferreira (41) 8827-0523 alexandre@acimamatinhos.com.br Diagramação: Tiago Franklin Cruz (41) 9642-3626 tiago@acimamatinhos.com.br Tiragem: 3.500 exemplares Publicação mensal editada pela Assessoria de Comunicação Social da ACIMA. Permitida a reprodução total ou parcial, desde que citada a fonte.

Matinhos, Outubro de 2010

Editorial

TUDO É POSSIVEL, QUANDO SE PENSA EM CRIANÇAS No mês em que comemoramos o Dia das Crianças, dedicamos esta edição a elas. Destacamos, desta forma, as ações voltadas a atender as crianças do nosso município. Seja realizada pelo poder público, entidades ou por pessoas físicas, gostaríamos de parabenizar as iniciativas e dizer que, com certeza, esses momentos de alegria jamais serão esquecidos, seja pelos pequeninos ou pelas “crianças adultas”. Na página 12 você vai ver como foi a tarde de confraternização realizada por Dona Nilda, do bairro Tabuleiro. Vai saber ainda que, seguindo o mesmo exemplo, no mês de outubro haverá festa para as crianças da APAE, no Restaurante da Bisa e ainda um dia de muitas brincadeiras no Instituto Pampuch. Destacamos também uma atividade que mobiliza cerca de 300 baixinhos. Trata-se das aulas de Musicalização, do Departamento de Cultura , que têm como objetivo desenvolver o interesse dos alunos pela música. E, para quem tem filho que não gosta de comidas saudáveis ou não quer comer nada, preparamos dicas de nutrição, na página 13. Na editoria ‘Gente que faz a história’, o entrevistado é Hélio Brenner de Oliveira, da Loja Capri. Ele é cidadão participante em várias ações comunitárias e já fez parte da diretoria da ACIMA. Já na coluna Empreendedores, Geraldo e Marisa, da ‘Contra Fogo’, nos contam um pouco de sua trajetória de esforço e superação Apresentamos, também, uma boa opção para quem gosta de se divertir fazendo um belo passeio. Você vai conhecer, na página 09, a Comunidade Parati, localizada em Guaratuba. Um local fantástico para sair da rotina e se encontrar com a natureza. Boa leitura a todos. Um ótimo mês de outubro!

ACIMA COMPLETA 40 ANOS DE FUNDAÇÃO No dia 15 de outubro, a ACIMA (Associação Comercial de Matinhos) completa 40 anos. Fundada por 19 comerciantes, em 1970, seu primeiro presidente foi Hamilton Zanom. O intuito dessa instituição é, primordialmente, defender os interesses de seus associados e participar ativamente do desenvolvimento da economia local. Durante esse tempo, muitas pessoas dedicaram-se a cumprir os objetivos sociais aos quais a ACIMA se propôs desde o início. Ela superou limitações e participou de decisões importantes relacionadas tanto ao comércio como à sociedade matinhense, de uma forma geral. A Associação e a cidade de Matinhos cresceram e se desenvolveram juntas. Trilharam um caminho de desafios e superações. Atualmente, a união e o trabalho em conjunto tornam o comércio forte e dinamizado. Os serviços de proteção ao crédito dão maior segurança aos empresários e aos cidadãos. Através de cursos e palestras, oferece possibilidades de aperfeiçoamento profissional e ainda cria mecanismos de geração de empregos. Nestes 40 anos, a ACIMA é a entidade que representa comerciantes e comerciários do município e, deste modo, vem cumprido um papel muito importante. Afinal, incentivar o “comércio forte é garantia de melhor condição social”. E, valorizar o comércio local é contribuir para o desenvolvimento da cidade e da melhoria da qualidade de vida de seus habitantes. Parabéns ACIMA!!! Marlene Portes

30 DE OUTUBRO DIA DO COMERCIÁRIO A todos os empregados do comércio, a homenagem da Associação Comercial de Matinhos - ACIMA


Matinhos, Outubro de 2010

Jornal da ACIMA

3

RADAR ACIMA

REUNIÃO DA ACIMA DISCUTE AÇÕES Matinhos terá a primeira Usina de SOCIAIS E EVENTOS EM MATINHOS Reciclagem do litoral do Paraná

Por Marlene Portes

No dia 27 de setembro foi realizada, nas dependências do Posto Kaimã, a reunião mensal da ACIMA (Associação Comercial e Empresarial de Matinhos). O encontro contou com a presença de 20 associados e do secretário de Turismo, Ruy Hauer Reichert . Um dos assuntos discutidos na noite foi a Campanha “Natal Legal”, que inicia, oficialmente, no dia 21 de novembro. Segundo o presidente da ACIMA, Adalto Lüders, as visitas da diretoria da entidade para vendas dos kits a empresas que têm interesse em participar da Campanha devem prosseguir. A meta é reunir, pelo menos, 100 empresas. Outra questão debatida está relacionada aos transtornos causados por eventos como o Triathlon realizado no dia 25 de setembro, sábado. Os presentes concordaram que, embora seja uma boa oportunidade para movimentar o turismo local, o fechamento de ruas traz prejuízos para a população e para o comércio localizado na avenida Juscelino Kubitschek.

“Vamos entrar em contato com os organizadores do evento, para que em uma próxima oportunidade o trajeto seja mudado e que não ocorra em dia útil”, se comprometeu Ruy Reichert. Visando encontrar uma forma de contribuir para o Programa “Boa Visão”, do Rotary Club, foram levantadas algumas sugestões de como a ACIMA e seus associados podem ajudar na aquisição de 56 óculos para as crianças atendidas pelo Programa. Neste caso, ficou pré-definido que será realizada uma rifa e um Curso de Atendimento ao Cliente, com a arrecadação revertida para a causa. Outra sugestão, a de repassar parte do recurso obtidos no “Natal Legal” para ações sociais, será discutida nas próximas reuniões. Durante o encontro, o secretário de Turismo falou sobre a importância da união dos setores público e privado na constituição do Conselho Municipal de Turismo. “Precisamos reunir ideias e desenvolver projetos em parceria, seja para eventos de temporada ou fora de temporada”, enfatizou.

A Empresa Construtora Graciosa Casas Pré Fabricadas Ltda, de propriedade do Sr. Jose Luiz da Silva, vai investir aproximadamente 5 milhões de reais na realização do projeto da primeira Usina de Reciclagem do litoral do Paraná. Atualmente, apenas 20% do material produzido na cidade são reciclados, sendo que o restante vai para o aterro municipal. Com a usina em funcionamento, o objetivo é reciclar cerca de 80% de todo material. Os responsáveis por toda a triagem e comercialização deste produto serão os catadores que fazem parte das duas associações de catadores existentes em Matinhos. Segundo o Secretário Municipal de Meio Ambiente, Sérgio Luiz

Ciolli, a partir de um trabalho conjunto entre o Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Prefeitura Municipal de Matinhos, todo tipo de licenciamento necessário para a realização deste empreendimento já foram expedidos. Agora, com as licenças em mãos, em breve a construção da usina será iniciada. Adaptação do texto original divulgado pela Assessoria de Comunicação Prefeitura Municipal de Matinhos

MATINHOS GANHA NOVA CASA DE MATERIAIS ELÉTRICOS

Por Marlene Portes

A Aguileri Materiais Elétricos, Hidráulicos, Ferragens, Materiais de Limpeza e Piscinas foi inaugurada no dia 14 de Setembro, e já atrai grande número de clientes. Os proprietários, Fernando e Solange Aguileri já eram moradores da cidade e agora, com o novo empreendimento investem no comércio local. No dia da inauguração a empresa foi cadastrada na ACIMA-Associação Comercial de Matinhos e já conta com o apoio nos serviços de proteção ao crédito e dos eventos promovidos pela entidade.


Jornal da ACIMA

4

Matinhos, Outubro de 2010

EM FOCO

SBC FERRAGENS - CORTE E DOBRA

INAUGURA UM NOVO CONCEITO NA CONSTRUÇÃO CIVIL DO LITORAL PARANAENSE

O

Por Marlene Portes

dia 03 de setembro foi marcado pela inauguração de mais um grande empreendimento em Matinhos. A nova empresa é constituída por Jonas e Leonir de Santi (Lajes Taba e Ecomix), Tadeu Balles (Balles & Balles Construção Civil) e Mário Costa (GM Auto Posto), que juntos criaram a SBC Ferragens para Construção – Corte e Dobra. O objetivo é atender o mercado da construção civil, oferecendo armações de ferro, de acordo com o projeto e a necessidade do construtor. O serviço de corte e dobra automatizado é um sistema que dispensa a preparação manual das armações no local da obra. A tecnologia proporciona maior produtividade, qualidade, economia de custos e ainda elimina o desperdício. Instalada em um barracão de 1200m2, localizado na Avenida Curitiba, 1135, a empresa conta com equipamentos de última geração. As sete máquinas de corte e dobra têm capacidade para cortar ferros de todas as bitolas, que são fornecidos pela Votoraço. Para facilitar a entrega, é utilizado um caminhão munck da empresa. A SBC inicia suas atividades com 10 colaboradores, treinados e preparados para atender com presteza os clientes de todo o litoral paranaense. Para comemorar o novo empreendimento, os sócios ofereceram um coquetel para amigos e convidados. O evento contou com a presença do Prefeito de Matinhos Eduardo Antonio Dalmora e o VicePrefeito Gentil Arzão, comerciantes, empreiteiros e engenheiros. Também prestigiaram a festa a senhora Nilda Teles da Silva (Tia Nilda) e o padre Mansueto, que concedeu uma bênção especial.

Foto Edilson Tadeu Giordano

“Nosso objetivo é facilitar o trabalho dos construtores, agilizando o processo da obra. Além disso, a empresa é uma nova opção de abertura de vagas de trabalho” (Jonas de Santi)

“Acreditamos no desenvolvimento de Matinhos e de todo o litoral paranaense. Por isso resolvemos investir em nossa cidade, trazendo novidades para o setor da construção civil” (Tadeu Balles)

“A empresa atende o projeto estrutural, do piso ao teto, de qualquer tipo de construção. Ao receber as armações prontas, o construtor racionaliza custos com mão de obra, tempo e material” (Mário Costa)

Foto Edilson Tadeu Giordano

Foto Edilson Tadeu Giordano

Foto Edilson Tadeu Giordano

Foto Edilson Tadeu Giordano

Foto Edilson Tadeu Giordano


Matinhos, Outubro de 2010

Jornal da ACIMA

5

EMPREENDEDORES

Segundo o Dicionário Aurélio o significado de EMPREENDEDOR é ATIVO, ARROJADO - AQUELE QUE EMPREENDE.

Geraldo e Marisa Uma História de Superação

Yole Scofano

de oferecer garantias aos bancos, fiz uma parceria com a Caixa e com o Banco do Brasil. Desta forma, conseguimos capital para modernizar a empresa. ACIMA: Diante de tudo, teve algum momento em que pensou que a responsabilidade era grande demais? Geraldo: Me recordo do dia do primeira confraternização que fizemos com nossos colabora- na empresa, saiba que está plantando dores, aconteceu na FETIEP. Imagine uma semente que precisa ser regada que 90% dos nossos colapermanentemenboradores são casados e, te. Invista no nesse dia, cada um trouxe layout, na mer“É muito importana sua família. Quando olhei cadoria, no atente que o comerciante dimento. Trate ao redor, fiquei em silêncio o cliente como absoluto e passei a perceber tenha a ACIMA como parceiro, agindo as coisas de uma forma diparceira, não só para com honestidade ferente. São esposas, filhos, e transparência. crianças que estudam, dechecar o nome dos pendem de medicamento, Geraldo & Maclientes, mas como alimentação, material escorisa agradelar. Precisamos fazer a noscem: uma entidade que sa parte para que cada um Eu e Marisa, ajuda os comerciantes, faça a sua parte. Afinal, são em nome de tomuitas as pessoas que detrazendo apoio e dos os colaborapendem da Contra Fogo. dores da Contra informação” ACIMA: Para se manter Fogo, agradeceno mercado, em seu ponto mos a oportunide vista, o que uma emdade de falar da presa precisa ter ? nossa empresa. Esperamos que, contanGeraldo: Senso de equipe e, princi- do um pouco da nossa trajetória, pospalmente, saber que o nosso patrão são samos de alguma forma ajudar a outras os nossos clientes. Os nossos colabora- pessoas que precisam de um incentivo dores não trabalham para nós, eles tra- para suas caminhadas. balham conosco. Nós apenas adminisSempre tive vontade de receber a tramos. O conceito primordial é saber ACIMA, pois quando eu comecei aqui que você precisa atender seus clientes em Matinhos, não havia nenhum jornal da forma como você gostaria de ser voltado ao comércio da cidade, era só atendido. Crescemos com nossos erros política. Hoje, quando leio o Jornal da e, sendo assim, buscamos inovar, seja ACIMA, encontro informações releno produto ou na prestação do serviço. vantes. ACIMA: Quais as qualidades que É muito importante que o comerum empreendedor precisa ter? ciante tenha a ACIMA como parceira, Força de vontade e saber que, se não só para checar o nome dos clientes, você está na dificuldade hoje, existe um mas como uma entidade que ajuda os amanhã. Acredite no seu negócio, eco- comerciantes, trazendo apoio e infornomize, invista. Quando você investe mação. Arquivo Pessoal

Os proprietários da CONTRA FOGO, nos recebem na sede de sua empresa e compartilham conosco detalhes de uma trajetória de sucesso. Eles contam um pouco da vida profissional, do empenho, fé e determinação que, aliadas à união de um casal, revelam uma história de superação. ACIMA: Geraldo, como começou mercadoria para a empresa. Nesta ocaa história da Contra-Fogo? sião, já contava com um escritório e um Geraldo:Minha família é de Apuca- telefone. rana, eu vim para Matinhos sem dinheiACIMA: Você possui uma veia ro, cheguei aqui no dia 11 de novembro comercial excelente e a Marisa uma de 1987. Eu sabia que tinha muitas opor- excelente administradora. Quando tunidades e na área de equipamentos de aconteceu a união de forças do casegurança só existiam empresas em Pa- sal? ranaguá e Santa Catarina. Na praia não Geraldo: Marisa veio de Cascavel e havia nenhuma. Como não tinha condi- também já havia passado por muitas dições financeiras para iniciar, fui buscar ficuldades. Nos conhecemos e ela veio trabalho em Paranaguá, onde fiquei por trabalhar comigo. Nós dois sabíamos um ano. Como não era funcionário re- que, juntos, poderíamos nos desenvolgistrado, precisava abrir uma empresa ver muito mais. Pouco depois, nos mupara continuar a trabalhar, prestando damos para um local próximo ao Posto serviços. Foi quando me veio o nome Avenida, na Av. JK , ao lado da Litoral Contra Fogo, que vem de todo material Móveis. que é anti chama, (que não pega fogo). ACIMA: Uma empresa para atuar ACIMA: O início foi muito difícil? na área em que vocês atuam, é necesGeraldo: Iniciei próximo ao Car- sário que siga leis e normas. Como linhos Auto Peças, no quebra-mola. aconteceu esta adequação e o que isto Foram 12 meses dependendo da ajuda pode trazer de benefícios? das pessoas, pois, sem carro, não tinha Geraldo: Na ocasião em que mudacomo me locomover com os extinto- mos de endereço, com a loja maior, reres. Muitos amigos me ajudaram, entre solvemos investir na contratação de eneles destaco o Márcio, genheiros e iniciamos do Seda. Sabe Yole, o credenciamento junas dificuldades eram “Aos poucos fomos into ao INMETRO. Inmuitas, as pessoas vestimos na expansão vestindo em nossa nova pensavam que eu iria e começamos a atenestrutura, que atualdesistir . Bom, eu não der Paranaguá e Antotinha dinheiro para inmente possui 500 m2. nina. Daí foi o início vestir, minha sala era do primeiro passo para Hoje a empresa atua bem pequena, não tiatender as grandes emnha móveis. Quando com 30 profissionais, presas. Atualmente a um cliente entrava, Contra Fogo atende a sendo considerada a eu tinha que sair para uma média de 99,9 % segunda maior empreele se sentar, então eu do mercado de Parao atendia da calçada. sa de equipamentos de naguá. Em Matinhos, Quando tinha que ir Pontal e Guaratuba combate a incêndios, de ônibus entregar a média de 90 % do extintores em deteratendendo Curitiba e mercado. Aos poucos minadas localidades, fomos investindo em Litoral”. muitas vezes tive que nossa nova estrutura, dormir embaixo de que atualmente possui marquises, abraçado 500 m2. Hoje a empresa atua com 30 aos extintores para ninguém me roubar. profissionais, sendo considerada a seACIMA: Diante de tantas dificulda- gunda maior empresa de equipamendes, o que te fez não desistir? tos de combate a incêndios, atendendo Geraldo: Eu tinha um sonho e pre- Curitiba e Litoral. Nossas lojas estão cisava apostar nele. Foram 12 meses localizadas em Guaratuba, Matinhos e até que aconteceu um convite de uma Paranaguá. A fábrica fica no Balneário empresa de Joinville para atuar no lito- Corais, Matinhos. ral. Essa empresa investiu e fomos nos ACIMA: Como você conseguiu redesenvolvendo. Passamos para a frente cursos financeiros para os investida Refrigeração do Tio, quando a Con- mentos? tra Fogo começou o espaço era 2x 3 mt Geraldo: Quando comecei, era difícil - na segunda etapa já tinha os seus 10 a abertura de crédito para pequenos mt, foi quando pudemos colocar mais comerciantes. Quando tive condições


6

Jornal da ACIMA

GESTÃO & COMÉRCIO

Matinhos, Outubro de 2010


Matinhos, Outubro de 2010

Jornal da ACIMA

7

Palavra de Especialista

Quanto custa perder um cliente? Poucas empresas sabem quanto custa perder um cliente e, embora a maioria dos empresários tenham a busca de novos clientes como preocupação constante, a maioria pouco faz para manter a clientela adquirida. Todo negócio exige a manutenção de seus clientes como condição básica para a manutenção saudável do seu negócio. O fato é que, se você ao invés de se preocupar em “ganhar” novos clientes, investir em qualidade no atendimento, produtos de qualidade e treinamento da equipe, para manter cada cliente que chega até sua empresa, você vai descobrir o quanto é mais negócio mantê-lo, ao invés de tentar recuperá-lo. Para iniciar um bom trabalho, em princípio aconselho que você escute mais o seu cliente. Procure dar mais atenção às suas principais reclamações, pois melhor que um bom elogio, somente uma boa reclamação. Você pode estar confuso diante desta afirmação. A sugestão pode parecer um tanto desafiadora para seus corações, pois afinal de contas, quem é que vai gostar de receber uma crítica ou mesmo escutar reclamações de seus clientes? Agora que tal ficar mais atento a quanto sai caro perder um cliente? De acordo com as estudos realizados pela National Retail Merchants Association as pesquisas revelam que 68% dos clientes das empresas fogem delas por problemas relacionados à postura de atendimento. Numa escala decrescente

de importância, podemos observar os seguintes percentuais: • 68% dos clientes fogem das empresas por problemas de postura no atendimento; • 14% fogem por não terem suas reclamações atendidas; • 9% fogem pelo preço; • 9% fogem por competição, mudança de endereço, morte. Vamos agora falar em valores reais? Se sua empresa é do ramo supermercadista, por exemplo, e um cliente compra em média algo em torno dos seus R$ 450,00 mensais – Se ele deixar de comprar em sua empresa durante 1 ano, você perdeu R$ 5.400. Bom, pode não parecer muito pra você? Vamos melhorar, (ou piorar). Levando em conta que um cliente insatisfeito normalmente consegue falar mal da sua empresa para uma média de 10 pessoas, vamos supor que, dependendo do seu grau de influência (e insatisfação), ele consiga convencer no mínimo a três pessoas de sua família ou amigos a não comprarem mais em seu estabelecimento. Concluímos que, ao final de um ano você teve uma

“fuga” de “só” três clientes. Porém, se pensar que os mesmos gastem em média o mesmo valor citado acima, e que juntos podem significar uma perda de R$ 5.400 x 3 = 16.200 - Logo, ao final de quem sabe uns dois anos, algo em torno dos seus R$ 32.400 – Se ainda assim você acreditar que é pouco, continue os cálculos e pense no prazo de 10 anos. Existem certas coisas que não podemos mesmo deixar de comprar e uma delas é comida. Se o seu cliente não está mais comprando com você, pode ter certeza de que ele está comprando em outro lugar. Criar um envolvimento maior com as suas ações, isto sim faz a diferença, garantir os serviços, produtos e encorajar as reclamações, são pontos de partida para se construir a “lealdade” do cliente. Invista em programas de treinamentos, eles sempre auxiliam nos processos para a manutenção de clientes satisfeitos e poderá certamente oferecer a sua empresa uma ótima participação no mercado e aumento dos lucros. Boas vendas e até a próxima!

Yole Scofano é escritora da Revista Música e Mercado, atualmente com circulação em 21 países. Palestrante / Instrutora e Consultora Empresarial (41) 8838-7425 yolescofano@gmail.com

Estamos surpresos com a Contabilidade!!!

Em projetos de Auditoria e Planejamento Tributário que realizamos em nossos clientes, constantemente nos deparamos com vários problemas financeiros e fiscais. As empresas não querem pagar valores muito altos para os escritórios contábeis que lhes atendem. Na contrapartida, recebem serviços abaixo dos padrões aceitáveis. Não que um escritório que cobre caro pelo serviço esteja completamente isento de questionamentos, mas o inverso está quase que absolutamente comprovado. Problema maior para as empresas que acreditam levar vantagens com o baixo desembolso. No médio e longo prazo, os erros nos cálculos dos tributos e nos lançamentos dos documentos fiscais legais, geram enormes prejuízos financeiros, além de uma desnecessária dor de cabeça. Seja criterioso na escolha de seu Contador. Fique atento para ver se sua empresa já não está com o pé na Areia Movediça. Para maiores esclarecimentos de como identificar possíveis falhas na Contabilidade, entre em contato Tel. (11) 5044-9576. Márcio Iavelberg Formado em Administração, com MBA em finanças e especialização em direito tributário, Márcio é sócio da Blue Numbers, consultoria financeira especializada em finanças para pequenas e médias empresas. É responsável pelo sucesso financeiro de inúmeras empresas que, constantemente, são mencionadas como casos de sucesso em revistas de negócios. Além de consultor, atua também em Conselho de Administração. www.bluenumbers.com.br / bluenumbers@bluenumbers.com.br


Jornal da ACIMA

8

Matinhos, Outubro de 2010

EM FOCO

PMPR FAZ PALESTRA E DEMONSTRAÇÃO DE TRABALHO COM CÃES

Divulgação

Fotos Roberto Meissner

Divulgação

dade K9 seja efetivada, Taurino esclareceu que algumas exigências devem ser atendidas, como instalações físicas padronizadas, plantão 24 horas no cuidado com os cães, constante treinamento do binômio (policial e cão) e controle administrativo. Segundo o diretor do departamento da Guarda Municipal, Gilmar Alves Rolin, a estrutura já existe e conta com quatro cães (dois pastor capa preta e dois rottweiler) em estágio de treinamento. “Faltam pequenos ajustes na estrutura do canil e um veículo adaptado. Com relação à parte burocrática, estamos encaminhando a documentação ao setor jurídico do município para análise e parecer final. Acredito que no início de dezembro já estaremos com os cães atuando nas ruas”, declara. Após a palestra, foi realizada uma demonstração do trabalho com os cachorros para as crianças da Escola. Na simulação, os animais encontraram narcótico escondido no motor de um veículo e ainda auxiliaram o policial na repressão de um indivíduo suspeito.

EQUIPE ‘LIMPA MAIS’ VENCE A FASE MUNICIPAL DE FUTSAL NOS JOGOS COMERCIÁRIOS Habilidade, destreza e persistência não faltaram às equipes que disputaram a final da fase municipal de Futsal dos Jogos Comerciários do Paraná. O jogo aconteceu no dia 14 de setembro, no Ginásio do Sesc, em Caiobá. Depois do empate em 1x1, os times do ‘Catarina Distribuidora de Bebidas’ e do ‘Limpa Mais’ decidiram nos pênaltis quem ficaria com o título. O ‘Limpa Mais’ levou a melhor e é o campeão da categoria Fusão Livre. Agora a equipe vai disputar a fase regional, que será realizada nos dias 23 e 24 de outubro, no Sesc Matinhos. ACIMA

A Guarda Municipal de Matinhos, em parceria com a Polícia Militar do Paraná (PMPR) promoveu, no dia 27 de setembro, na Escola Municipal Wallace Thadeu de Mello e Silva uma palestra sobre a importância do policiamento com cães e da implantação de uma unidade K9 no município. Estiveram presentes, policiais militares, agentes da Guarda Municipal, a secretária de Administração, Mirian Zaninelli, o secretário do Meio Ambiente, Sérgio Cioli, o secretário de Turismo, Ruy Hauer Reichert e o diretor de Turismo, Roberto Paulo Meissner. Durante a explanação, o comandante do Canil Central da PMPR, Willians Taurino Moreira, destacou que o trabalho desenvolvido no Paraná é referência em todo o Brasil. Ele citou diversas situações (demonstradas em vídeos e fotos) em que a atuação dos cães foi de fundamental importância nas ações policiais. “Trata-se de um serviço especializado, que supera qualquer tipo de tecnologia no combate ao crime. Além da ação repressiva, a presença do cão é bem vista pela comunidade, pois inibe a criminalidade”, ressalta. Segundo Taurino, as operações com cães podem ser desenvolvidas em trabalhos como: - Patrulhamento tático; - Busca de vítimas ou marginais; - Intervenção em ocorrências de risco; - Resgate em estruturas colapsadas; - Controle de Distúrbio Civil – CDC; - Retomada de estabelecimento prisional; - Faro de narcóticos; - Faro de explosivos; - Demonstração ao público externo. Para que a implantação da Uni-

A equipe Pamputerra obteve uma de suas melhores performances dos últimos cinco anos, na quinta e sétima etapa do Campeonato Paranaense de Velocidade na Terra 2010. As competição foram realizadas nos dias 25 e 26 de setembro, em São José dos Pinhais. Durante a quinta etapa, no dia 25, os pilotos contaram com o incentivo de uma grande torcida. Com isso, conseguiram um excelente desempenho. O piloto Emerson Pampuch (Gol 6) largou na sexta colocação e seguia fazendo uma boa corrida já com algumas ultrapassagens. Quando estava na terceira colocação, seu carro apresentou uma falha no motor e foi obrigado a reduzir o ritmo, acabando a prova na sexta colocação. Já o piloto Helinson Pampuch (Gol 9) largou em quarto lugar na geral. Em uma pista molhada e adversa, contou com a sorte e utilizou sua habilidade para desviar do acidente que envolveu o segundo e o terceiro colocado. Helinson manteve o ritmo até o final e acabou vencendo a categoria Marcas B. No Domingo, a sétima etapa foi ainda melhor para equipe Pamputerra. Emerson (gol 6 ) largou em oitava colocação após a sua troca de motor. Helinson (Gol 9) largou em quarto lugar na geral e já na segunda volta pulou para terceiro, deixando seu concorrente direto para trás . Num ritmo muito forte, com vários pilotos brigando pelas primeiras posições a corrida teve muitos atrativos para o público que acompanhou a etapa. Após várias disputas, a equipe pode, no final, comemorar a primeira dobradinha da equipe: Helinson em primeiro e Emerson em segundo na categoria Marcas B. Uma grande alegria para a torcida Pamputerra que estava no autódromo e vibrou com mais essas conquistas. A próxima etapa será nos dias 17 e 18 de outubro no Autódromo de São José dos Pinhais e os pilotos da equipe PAMPUTERRA, após estas vitórias irão em busca do título da categoria ... é esperar pra ver..... Helinson Pampuch (Mineração Nova Prata) ão lgaç Divu

Por Marlene Portes

EQUIPE PAMPUTERRA Vence Mais UMA Corrida


Matinhos, Outubro de 2010

Jornal da ACIMA

9

ESPECIAL

TURISMO NO LITORAL: VISITA À COMUNIDADE PARATI É PURA EMOÇÃO Fotos: ACIMA

Por Marlene Portes

C

om o objetivo de conhecer atrativos e locais de interesse turístico existentes em Guaratuba e região, representantes de instituições ligadas ao turismo e empresários foram convidados pelo Núcleo Empresarial de Turismo de Guaratuba e Matinhos para fazer uma visita técnica à Comunidade Parati. O encontro ocorreu no dia 22 de setembro logo cedo, na Praça dos Namorados. Estávamos em 21 pessoas. Nos dividimos e embarcamos no barco Taj Mahal e em uma ‘voadeira’ (pequeno barco a motor). Seguimos através do rio Fundo, apreciando a bela paisagem da Baía. Em todo o trajeto foi possível observar a vista privilegiada da serra do mar, manguezais, aves e algumas instalações de cultivo de ostras. Depois de 1h15m de navegação, chegamos ao Porto Parati. Fazendo a recepção, uma família de guachos. Os pequenos pássaros negros, com um canto regurgitante, parecem querer chamar a atenção para seus ninhos, verdadeiras obras primas formadas por bolsas longas e suspensas no ar, presas à árvore apenas pelas ramadas trançadas. O dia estava apenas começando, e seguimos o caminho pela floresta atlântica. Aos poucos fomos conhecendo parte da área de proteção ambiental e sua riqueza de fauna e flora. Depois de passar por uma ponte suspensa, avistamos algumas casas, da comunidade local. Um pouco mais adiante, em uma pequena lanchonete, fomos recebidos por Seu Antonio e Dona Aurora, casal simpático que atende a todos os visitantes como se fossem de casa. Ficamos então combinados de voltar para o almoço. Seguimos pela trilha que leva à principal atração, o Salto Parati. No trajeto encontramos, entre diversas espécies nativas, o cipópreto (utilizado em artesanato), a guaperuvu (árvore que dá origem à canoa de um pau só), a caraguatá (planta da família das bromélias, de colorido vermelho-arroxeado), bananeiras, palmito juçara e áreas de sam-

baqui (monte de conchas e materiais orgânicos e objetos primitivos empilhados pelos antigos indígenas), catalogados pelo Patrimônio Cultural do Estado. O caminho é ideal para o contato com a natureza. Acompanhados pelo som das águas do rio Parati, que passa ao lado da trilha, encaramos subidas e descidas, sempre com muito cuidado, para não escorregarmos nas pedras. Depois de 30 minutos, chegamos ao topo da cachoeira. Caminhando sobre a parte rasa do rio de águas límpidas, todos se encantaram com a bela paisagem. Mais alguns metros de descida íngrime e foi possível contemplar a cachoeira, com aproximadamente 20 metros de altura. Aos pés da queda d’água forma-se uma enorme piscina, revestida de pedras. Com o calor da caminhada, é um convite para um mergulho, um presente refrescante e gratificante.

casa. Como sobremesa, a fruta mais tradicional do Brasil: banana. Ah, os visitantes ainda puderam adquirir na lanchonete do Seu Antonio uma boa cachaça feita de banana, para levar para casa.

AVALIAÇÃO Antes de finalizarmos o passeio, foi realizada uma reunião com os visitantes e anfitriões para troca de idéias sobre o ordenamento do turismo local. A questão mais enfatizada foi a melhoria da estrutura para o atendimento ao turista. Todos preenchemos uma ficha de avaliação, respondendo a um questionário e apontando pontos fracos e

PAUSA PARA O ALMOÇO Já passavam das 13h quando voltamos à casa do Seu Antonio e da Dona Aurora. Enquanto nos preparáQUEM ESTEVE LÁ vamos para o almoço, Representantes da ACIMA, do assistíamos a mais um Parque Nacional de Saint-Hilaire/ espetáculo da natureza. Lange - PNSHL e do IAP/GuaraEm meio às flores das tuba participaram da Visita Técnica laranjeiras, orquídeas e promovida pelos Núcleos Empreoutras plantas nativas, sariais de Turismo de Guaratuba os beija-flores pareciam e Matinhos com apoio da Agência bailar, festejando o iníde Desenvolvimento do Turismo cio da primavera. Para Sustentável do Litoral do Paraná melhorar ainda mais a (ADETUR-Litoral) e do Sebrae/PR. sensação de bem estar, Além dos órgãos ambientais e das foi servida a refeição. entidades organizadoras, estiveram Com direito a frango presentes representantes da Secrecaipira, mandioca, peitaria Estadual de Turismo/Paraná xe frito e ensopado, e Turismo, empresários de Matinhos outros pratos muito sae Guaratuba e dois turistas, sendo borosos, regados com um europeu. o tempero delicioso e o carinho dos donos da

fortes do local. A partir dessa avaliação, as instituições participantes irão elaborar relatórios e propostas de estratégias e ações que serão discutidas em reuniões dos Núcleos e do Conselho da APA (Área de Proteção Ambiental). O foco é a criação de um Plano de Manejo que colabore com o desenvolvimento do turismo de base comunitária naquela região. Ficou com vontade de conhecer a Comunidade Parati? Entre em contato com Guará Ecoturismo (Agência de Receptivo): (41) 3472-3709 / 91784099 ou com Rodrigo (Barco Taz Mahal): (41) 9814-2510


Jornal da ACIMA

10

Matinhos, Outubro de 2010

CULTURA

MUSICALIZAÇÃO INFANTIL: FONTE DE ALEGRIA E TRANSFORMAÇÃO SOCIAL

Com o objetivo de desenvolver a percepção para a musicalidade e incentivar o interesse pela música, o Departamento de Cultura, da Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Cultura, iniciou no final de agosto as aulas de Musicalização Infantil. Realizada na Casa da Cultura, a atividade reúne cerca de 300 crianças, entre 07 e 16 anos, divididas em seis turmas. Os encontros acontecem uma vez por semana, com alunos atendidos pelo Programa Saberes (das Escolas Municipais de Ensino Integral) e do PETI (Programa para Prevenção e Eliminação da Exploração do Trabalho Infantil). A orientação sobre ritmos, expressão corporal e canto ficam sob responsabilidade dos professores Lucas Vieira e Delcio Ramos.

Marlene Portes

Segundo Ramos, a musicalização traz inúmeros benefícios para as crianças, inclusive no desenvolvimento escolar. “Além de transformá-las em indivíduos que usam os sons musicais, fazem, criam e apre-

ciam música, também desenvolve habilidades como a coordenação, a lógica, a disciplina, que contribuem para a melhora no sistema de aprendizagem na escola”. Kauane do Rosário, 10 anos, já começa a perceber que a música é fonte de alegria. “Incentivo meus colegas a não faltarem às aulas de musicalização, pois volto para escola mais animada. E quando estou em casa, fico treinando para o próximo encontro”. Milena Beatriz Pereira, 10 anos, conta que adorou quando os professores promoveram uma marcha no calçadão. “Gosto do ritmo, da batida. É muito legal. A cada dia aprendemos uma coisa nova”. Para o professor Valdecir Cagnani, do Programa Saberes, um dos maiores benefícios das aulas está na socialização. “Essa interação com crianças de outras escolas, a convivência em grupo e a disciplina que aprendem são muito importantes. Estamos notando que a cada dia que passa estão mudando o

Marlene Portes

Por Marlene Portes

comportamento. Nessa faixa etária é fundamental que eles entendam o quanto é importante o respeito entre colegas e com os professores. Essa disciplina vai se refletir na família de cada um deles e, com certeza, servirá de parâmetro para o futuro”, ressalta Cagnani. Segundo Ramos, além do desenvolvimento social, a musicalidade promove o equilíbrio, tanto físico quanto emocional, desperta a sensibilidade e faz com que as crianças tenham a percepção mais aguçada. “Mais tarde, alguns desses alunos deverão ter interesse por algum instrumento musical específico, pela dança ou canto.O intuito é colaborar para que as crianças de hoje sejam os adultos que irão promover a consciência do trabalho artístico e da cultura. O investimento é a longo prazo, mas acreditamos que a sensibilização para a prática da arte seja uma possibilidade de transformação social. Que no futu-

ro, além do turismo ambiental, possamos oferecer um turismo cultural, com grandes talentos despertados aqui”, finaliza .

A musicalização auxilia no desenvolvimento da: • • • • • • • • • •

Socialização; Alfabetização; Inteligência; Capacidade inventiva; Expressividade; Coordenação motora e tato fino; Percepção sonora; Percepção espacial; Raciocínio lógico; Estética.


Matinhos, Outubro de 2010

Jornal da ACIMA

11

GENTE QUE FAZ A HISTÓRIA

Hélio Brenner de Oliveira Cidadão matinhense, de alma e coração

Hélio Brenner de Oliveira nasceu em foi trabalhar em Dois Vizinhos/Pr., onde Curitiba, em 1953, e veio para Matinhos atuou como agrônomo por cinco anos, em aos quatro anos de idade. Seus avós mater- uma Cooperativa, na área de produção de nos, Francisco Brenner e sementes. Em 1982, Valentina Barbé Brenner voltou a morar em “A gente cria amor pelas já moravam na cidade. Matinhos, trabalhan“Eles atuavam no comérdo como responsável coisas que vivencia e vê cio. Iniciaram com um serem construídas. Por isso, técnico na Solorrico, restaurante, em seguida empresa de adubos, quando alguém vem falar com uma pequena pensão em Paranaguá. ou fazer algo que não está e uma loja de variedades. Em 1983, em funFizeram história inaugução dos problemas de correto, faço questão de rando, também, o primeisaúde de sua mãe, Héro cinema de Matinhos, na dizer que amo minha cidade lio passou a trabalhar, e que a defendo sempre que década de 50”, conta Héefetivamente, com lio Brenner. é preciso”. o pai, assumindo os Filho de Darcy de Olinegócios da família. veira e Dolores Brenner A partir dai o envolvide Oliveira, Hélio estudou na cidade até mento com o comércio local foi crescendo, a 4ª série e depois foi para Curitiba, onde, inclusive tendo participado, na década de morando com os tios, concluiu o ginásio, e 80, da diretoria da Associação Comercial o 2º grau. Cursou então Ciências Econômi- de Matinhos (ACIMA). Fez parte, também, cas na FAE (Faculdade de Administração e da criação do Conselho de Segurança MuEconomia), e Agronomia, pela UFPR (Uni- nicipal. versidade Federal do Paraná). Concluiu os Em 1989 foi convidado para ser Chefe dois Cursos em 1977. Depois de formado de Gabinete do então prefeito Francisco Carlim dos Santos, cargo que exerceu durante quatro anos. Em 1990, Brenner foi agraciado com o Título de Cidadão Honorário de Matinhos. Por diversas ocasiões, recebeu convites para continuar atuando na Prefeitura, mas preferiu direcionar sua atenção às atividades comerciais da família.

Marlene Portes

PARTICIPAÇÃO COMUNITÁRIA Desde muito jovem, Brenner é uma pessoa dinâmica e gosta de se envolver com as questões relacionadas à comunidade. De família católica e atuante no desenvolvimento da história da igreja, ele faz parte do Conselho de Assuntos Econômicos da Paróquia São Pedro, há mais de 20 anos. “A ligação com a Paróquia vem dos meus pais, desde o tempo das quermesses, da antiga igrejinha (que já foi o Museu João José Bigarella e é tombada pelo patrimônio histórico), até a

Cristina, Hélio, Mariana e Nelly na formatura de Mariana em Medicina Veterinária, pela PUC, em 2008.

Foto Arquivo Pessoal

Por Marlene Portes

construção da nova Igreja Matriz. Fico orgulhoso em ter passado por este processo e presenciar as mudanças, do desenvolvimento da cidade”. Ainda como membro da igreja, está empenhado no restabelecimento do sinal da Rede Vida no município. “Faz um ano e meio que a TV está fora do ar por problemas no equipamento, devido a um curto circuito. Mas o conserto já está sendo providenciado e, em breve, estará no ar novamente”, afirma. Cidadão atuante e participativo em reuniões que tratam de assuntos da comunidade Brenner não se inibe quando precisa reivindicar melhorias para a cidade. “Em uma reunião do Rotary, onde participaram representantes da Prefeitura, levantei a questão da situação da capela mortuária, da necessidade de melhoria na estrutura e nas vias de acesso ao local. É preciso lutar pelas mudanças”. ESPÍRITO ROTARIANO Sua participação em ações comunitárias não param. Em 1983 foi um dos fundadores do Rotary Club de Matinhos e até hoje participa ativamente dos projetos rotarianos. “Entre as várias ações destaco a “Doe Sangue”, através da qual conseguimos criar uma consciência de doação nos matinhenses. Houve uma mudança de comportamento, pois muitas pessoas passaram a ser doadoras, mesmo fora do período de Campanha. Participar de ações como essa e presenciar os bons resultados é muito gratificante”, destaca.

FAMÍLIA BRENNER DE OLIVEIRA Em 27 de setembro de 1980, Hélio casou-se com Nelly Fátima Cordeiro (matinhense), com quem tem duas filhas, que são o orgulho do pai. Cristina, 28 anos, é formada em Administração, faz Pós Graduação na UFPR Litoral e trabalha junto com os pais, na loja Capri. Já Mariana, 24 anos, é médica veterinária, e atua em Curitiba. Quando fala de toda a família, não esconde a emoção, demonstrando um carinho especial pelo pai.“Quando ele chegou a Matinhos, montou um consultório dentário. Depois passou a se dedicar ao comércio, foi professor e o primeiro diretor da Escola Gabriel de Lara. No início, a cidade era muito carente. As pessoas viviam basicamente do extrativismo. Para se ter uma ideia, quando chegamos aqui, a energia elétrica só era fornecida até as 20 horas. As dificuldades eram muito grandes”, revela. Hoje, em sua loja, Brenner segue os passos de seus pais atendendo a todos com a simpatia e o carisma que herdou da mãe. “Gosto muito de atuar no comércio, de conversar com as pessoas, de receber bem tanto os moradores da cidade como os turistas. Aprendi com minha mãe o quanto é importante valorizar as pessoas e tratá-las com respeito”. A familia Brenner de Oliveira faz parte da história de Matinhos, por isso, Hélio Brenner se declara um apaixonado pela cidade: “A gente cria amor pelas coisas que vivencia e vê serem construídas. Por isso, quando alguém vem falar ou fazer algo que não está correto, faço questão de dizer que amo minha cidade e que a defendo sempre que é preciso”.

“Gosto muito de atuar no comércio, de conversar com as pessoas, de receber bem tanto os moradores da cidade como os turistas. Aprendi com minha mãe o quanto é importante valorizar as pessoas e tratá-las com respeito”.


12

Jornal da ACIMA

Matinhos, Outubro de 2010

EVENTOS

FESTA DAS CRIANÇAS REÚNE MAIS DE MIL PESSOAS NO TABULEIRO

Por Marlene Portes

Quando se fala em comemorar o Dia da Criança, Nilda Teles da Silva (Tia Nilda) já se tornou referência em Matinhos. Moradora do bairro Tabuleiro, ela promove há 20 anos uma tarde especial, recheada de guloseimas para as crianças. Este ano, o encontro aconteceu no dia 26 de setembro e reuniu mais de mil pessoas. A festa começou às 15h com orações e seguiu com distribuição de bolo, refrigerante, pipoca e um pacote de doces para cada criança. As doações foram recebidas de toda a comunidade matinhense e até de outras cidades. Para organizar o evento, estiveram envolvidos mais de 20 voluntários. Para dona Nilda, é um prazer indescritível poder reunir os pequeninos. “Cuidava de meus irmãos quando eram pequenos e aprendi a amar todas as crianças. Hoje, quando vejo o sorriso delas ao receberem os doces, me sinto a pessoa mais feliz do mundo”, revela. Neste dia, o eletricista Jairo Martins mudou de profissão e virou pipoqueiro. “Esta ação é maravilhosa, especialmente para as crianças que não têm condições de comprar um doce ou um pacote de pipoca. É muito gratificante”, declara Martins. Outro evento direcionado à criança será promovido pelo Instituto Pampuch. Trata-se se uma tarde de recreação realizada no antigo ‘Campo do Chico’, no dia 12 de outubro. Seguindo o mesmo exemplo de amor ao próximo, Neli Rodrigues, do Restaurante da Bisa promove, há nove anos, uma confraternização com as crianças atendidas pela APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais). O evento deste ano será realizado no dia 13 de outubro, a partir das 15h, e deve receber mais de 70 crianças. Quem estiver interessado em colaborar, doando presentes para serem distribuídos, deve entrar em contato pelo fone: 3453-6045.

Fotos: ACIMA

Porque dia 12 de outubro é o dia das crianças? A ONU (Organização das Nações Unidas) reconhece o dia 20 de novembro como o “Dia Mundial da Criança”, por ser a data em que foi aprovada a Declaração dos Direitos da Criança. Porém, a data efetiva de comemoração varia de país para país. Em Portugal, Bulgária e Equador, por exemplo, as festividades são realizadas no dia 01 de junho. No Brasil, o Dia da Criança foi criado oficialmente em 1924, pelo presidente Arthur Bernardes. Mas a data somente passou a ser comemorada em 1960, quando um executivo da fábrica de brinquedos Estrela, em parceria com a Johnson & Johnson lançaram a “Semana do bebê Robusto”. Logo depois, outras empresas decidiram criar a Semana da Criança para aumentar as vendas de brinquedos. Comemorado no dia 12 de outubro, juntamente com o dia da padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, se tornou um feriado importante. Além das comemorações religiosas, é época de grande movimentação comercial.


Matinhos, Outubro de 2010

Jornal da ACIMA

13

Vida Saudável

MEU FILHO NÃO COME! E AGORA? Para alguns pais, a hora da refeição é um verdadeiro martírio. Ao oferecer alimentos saudáveis, a criança esperneia e diz que quer apenas determinado tipo de alimento (em geral guloseimas). Ou pior: diz que está sem fome e que não vai comer. O que fazer nestas horas? A nutricionista Carol Sessa responde as perguntas que mais afligem os pais.

Fonte: Portal Idmed

Os hábitos alimentares das crianças derivam principalmente dos hábitos alimentares dos pais, por isso é importante que a família dê o exemplo: sempre ingerir alimentos saudáveis como frutas, verduras, arroz, feijão, carne diariamente. Assim, a criança estará vendo aquilo todos os dias e há uma grande tendência em querer repetir. Os pais podem ser culpados pela falta de apetite das crianças? Pela falta de apetite, não. Mas por fornecer alimentos em horários errados, sim! Devem ser estabelecidos horários para alimentação: café da manhã, almoço, jantar e lanches. As “beliscadas” entre essas refeições não podem existir, uma vez que diminuem o apetite e atrapalham que estas outras sejam feitas de uma forma completa.

E no caso da criança não querer comer absolutamente nada? O que fazer? “Forçar” a criança a comer é a solução? No caso de não querer comer nada, pode estar acontecendo alguma coisa que a deixe assim. Procure investigar o motivo: alguma doença, ciúmes, rotina diferente, etc. Identificado o problema, tente oferecer a refeição de uma forma tranquila e carinhosa, além de explicar a importância da alimentação. Nunca force a criança a comer, pois isto aumenta a tensão e diminui o apetite. Caso ela não queira naquele momento, espere um pouco e tente oferecer novamente.

Algumas famílias sofrem com as crianças que não querem comer. O que fazer quando a criança não aceita alimentos nutritivos e só come “guloseimas”, como frituras e doces? Primeiro, ver se esses hábitos não são dos pais. Caso sejam, começar mudando por aí. Mas caso não sejam, tentar explicar a importância de uma alimentação mais saudável e os riscos de uma alimentação rica em gorduras. Os alimentos saudáveis devem ser introduzidos aos poucos. Faça a criança experimentar um pedaço pequeno por dia, e ver o que ela aceita melhor. Segue uma sugestão de receita: Espetinho de frutas 1 maçã pequena 1 banana pequena 2 fatias de abacaxi 4 morangos médios 1 colher de chá de canela em pó Corte as frutas, colocando-as em espetinhos de madeira. Asse até ficar bem quente. Adicione canela.

As mães devem se desesperar quando percebem que os filhos estão emagrecendo por não comerem? Não, a primeira coisa é procurar um médico especialista para ver se não há algum problema ou doença instalada que esteja reduzindo o apetite da criança. Após isto, procure um nutricionista e veja quais as alterações alimentares que podem ser feitas, para que a criança aceite melhor o alimento.

Como deve ser o ambiente na hora do almoço? Nas crianças menores, é correto “distrair” a criança (oferecer brinquedos, ligar a TV) enquanto se oferece o alimento? O ambiente deve ser tranquilo, sem tv ligada ou qualquer outra coisa que possa distrair a criança. Ela deve estar ciente de que aquele momento é somente para fazer a refeição. Suplementos alimentares são indicados? Podem ser tomados sem receita médica? Quando devem ser utilizados? Os suplementos alimentares são indicados sim, pois são ricos em nutrientes. Entretanto, devem ser ingeridos sob orientação de nutricionista ou médico, em casos nos quais a criança não consegue atingir as suas necessidades nutricionais diárias para manutenção do peso e da saúde somente através da alimentação.

Carol Sessa - CRN: 2005100649/ES - é nutricionista; especialista em Nutrição Humana e Saúde e em Terapia Nutricional.

”Todas as crianças deveriam ter direito à escola, mas para aprender devem estar bem nutridas. Sem a preparação do ser humano, não há desenvolvimento. A violência é fruto da falta de educação.” (Leonel Brizola)

Qual o motivo de algumas crianças não quererem comer e outras não terem restrições alguma quanto à comida?


Jornal da ACIMA

14

Matinhos, Outubro de 2010

CIDADANIA

T R Â N S I TO E C I DA DA N I A

O trânsito é, sem dúvida, uma resultante das aglomerações humanas, tendo surgido o veículo justamente para facilitar o deslocamento, a comunicação e a interação entre os indivíduos e os grupos. Mas o convívio das pessoas nas vias públicas envolve uma série de fatores, que se não forem levados em consideração, acabam por tornar o trânsito violento e propenso a acidentes.

PROBLEMAS DE RELACIONAMENTO HUMANO NO TRÂNSITO Lembre sempre que no trânsito você não está sozinho e as leis não foram feitas apenas para os outros, mas para você também. Que grande parte dos problemas de relacionamento humano no trânsito ocorrem devido a uma série de fatores, tais como: supervalorização da máquina, falta de controle emocional do indivíduo, egoísmo, descaso a normas e regulamentos, falta de planejamento-horário-percurso, desrespeito aos direitos alheios.

INTERAÇÃO SOCIAL NO TRÂNSITO O condutor do veículo automotor, o passageiro, o pedestre, o ciclista, o cavaleiro, o carroceiro, o catador de papel, etc estão constantemente em processo de interação social. Comunicam-se, enfrentam problemas de trânsito (estacionamento, engarrafamentos, horários a cumprir, problemas com o veículo) e fazem uso dos direitos e deveres comuns a todos. Para promover a interação social no trânsito é necessário: • Aceitar a legislação (conhecer e cumprir) e as regras de circulação e conduta; • Abrir mão quando necessário dos seus direitos para respeitar o direito alheio; • Ajuda mútua a fim de evitar ou solucionar problemas de trânsito.

ATITUDES PARA UM TRÂNSITO MAIS HUMANO

O bom comportamento no trânsito, correto e educado, que promove a segurança e a tranqüilidade de todos, é resultante da boa educação do grupo e em outros setores da vida diária. Existem, porém, algumas atitudes, que você pode incorporar ao seu modo de conduzir, que farão com que o trânsito se torne mais humano, seguro e educado. Para tanto, além do conhecimento da legislação de trânsito, você só precisa de bom senso. • Ao invés de acelerar quando um condutor pede passagem, diminua a velocidade e deixe-o passar. Você não está disputando um lugar no pódio; • Em vez de trafegar lentamente pela esquerda, dificultando as ultrapassagens, mude de faixa andando pela direita, você também chega lá;

• Em vez de invadir a via preferencial de um outro condutor, aguarde um pouco mais. Freadas bruscas não são muito agradáveis; • Ao invés de buzinar excessivamente no trânsito, mantenha a calma. Você conhece alguém que goste de buzina? • Em vez de mudar bruscamente de pista, confira antes o retrovisor e use as setas. Você não anda sozinho pelas vias; • Ao invés de correr na chuva, ignorando o risco da

pista molhada, diminua sempre a velocidade. O aumento de acidentes, com o tempo ruim, não é mera coincidência; • Em vez de “esquecer” o seu carro em fila dupla, atrapalhando os outros, ande um pouco mais. Tem sempre uma vaga livre adiante; • Ao invés de ficar atrás de um carro, que está indicando que vai virar à esquerda, ultrapasse pela direita. Esta é a única exceção à regra de ultrapassagem; • Em vez de carregar o capacete no braço, use a cabeça. Segurança nunca é demais; • Ao invés de “furar” o sinal que acabou de ficar vermelho, aproveitando a lógica insensata de que “o pedestre espera”, pare o carro na faixa. O respeito ao próximo vem muito antes das leis de trânsito.

Para que você possa considerar-se um condutor educado, capaz de conviver harmonicamente na sociedade e no trânsito, você deve: • Fazer uso da comunicação amigável, avisar e ajudar; • Proceder com civilidade, procurando dirigir corretamente; • Cooperar - agir em benefício de todos que estão no trânsito; • Cultivar comportamentos de bondade, tolerância e solidariedade; • Entender que os seus direitos são limitados pelos direitos alheios; • Ser compreensivo com os erros dos outros. Você também erra; • Abrir mão dos próprios direitos em favor do bem comum;

Texto adaptado de “Trânsito e Cidadania”/ Educação para o Trânsito - Fonte: Detran/PR

• Evitar o cometimento de infrações e comportamentos agressivos; • Cultivar o respeito mútuo, aceitando as limitações alheias.


Jornal da ACIMA

Matinhos, Outubro de 2010

15

VariEDADES

H

Edgard Max Podbevsek festejou, no dia 13 de agosto, sua formatura em Arquitetura e Urbanismo, no Teatro da Puc-Pr. Ele é filho de Maria Araújo Podbevsek (Dona Quininha), nasceu em Matinhos, estudou na Escola Professora Caetana Paranhos e no Colégio Gabriel de Lara. Parabéns Edgard, por essa grande conquista!!!

FLA S

TIRAMISÚ Essa receita de sobremesa de café e chocolate vai te deixar com água na boca Ingredientes

Alan Valsko Portes é filho de Marlene e Jesus Portes. Ele completou oito aninhos no dia 16 de setembro. Fanático por futebol, optou por uma festa decorada com as cores do seu time do coração: Atlético Paranaense. Parabéns garotinho liindo!

HUMOR

3 gemas 9 colheres (sopa) de açúcar 2 xícaras (chá) de creme de leite fresco ½ xícara (chá) de cream cheese 3 colheres (sopa) de vinho tinto 3 claras 2 colheres (sopa) de açúcar ½ xícara (chá) de água ½ xícara (chá) de café bem forte 3 colheres (sopa) de licor de café 10 biscoitos tipo champanhe 3 colheres (sopa) de chocolate em pó Modo de preparo Em uma batedeira, bata as gemas com o açúcar até que obtenha um creme esbranquiçado. Acrescente o creme de leite, o cream cheese e o vinho e bata até que fique homogêneo. Reserve. Bata as claras em neve com o açúcar. Despeje no creme e misture delicadamente. Reserve. Misture em uma tigela a água, o café, o licor e molhe os biscoitos nessa mistura. Parta cada biscoito em 3 partes e acomode-os no fundo de uma taça. Cubra com o creme reservado e polvilhe o chocolate em pó. Sirva gelado. Dica: Para um café bem forte, utilize 3 colheres (sopa) cheias de pó de café para 1 ½ xícara (chá) de água. Rendimento: 08 porções /Tempo de Preparo: 40 minutos. Fonte: R7 Entretenimento


Jornal da ACIMA

Matinhos, Outubro de 2010

Classificados

CLASSIFICADOS AULA DE PINTURA - Óleo sobre tela, com Paullo José. Interessados entrar em contato através do fone: 8456-6302 ou 9655-2888 paullojose@ hotmail.com MANUTENÇÃO ELÉTRICA - Faço serviços de instalação elétrica residencial e comercial. Trabalho de qualidade, com garantia. F: 96708294 falar com Jairo. RESTAURANTE DA BISA CONTRATA - Auxiliar de Serviços Gerais. Interessados entrar em contato pelo fone: 3453-6045 ou ir pessoalmente na rua Bandeirantes, 55 – Centro. Falar com Neli ou Gisele. TROCO CASA CURITIBA / MATINHOS - Troco uma casa em Curitiba, bairro Tatuquara, por casa em Matinhos. Tratar pelo fone: (41) 99571702 OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO - Imóvel Centro Matinhos, com 4 apartamentos de 3 quartos cada. Terreno com 600m2. Apenas 160 mil. Maiores informações F: (41) 9676-1052 VENDO CASA BOM RETIRO - Casa 90m2 contendo 04 dormitórios (sendo 01 suíte), 01 banheiro social, sala, cozinha, área de serviço, quintal e garagem para 03 carros. R$ 75mil F: 34739168 CRECI 13228.

VENDO SOBRADO CAIOBÁ - Excelente sobrado em condomínio fechado. 3 qtos (suíte), sala, coz, lavabo, área serv, churr, sacada, 2 vgs garagem. 150 mil Tratar: 96909330 VENDO POUSADA EM CAIOBÁ - Construção nova, com 24 qtos c/banh, restaurante, estacionamento + 4 apart de 2qtos, sala/coz/wc + 4 lojas alugadas. Valor: 2.800.000,00 Tratar: (41) 3356-4475 CÂMARA FRIGORÍFICA VENDO - Para retirar do local. Cap.armaz de 10 a 12 toneladas com 6 metros comp.X 2.5 larg.X 2.35 alt. Valor: 15 mil. Aceito carro = ou + valor. Contatos 34536921/ 9946-9104. PRESTADORA DE SERVIÇOS - Serviços de alvenaria, Pintura, Carpintaria, Azulegista e Serviços de acabamento em geral. Orçamento s/ compromisso falar com Jeferson tel.: 9640-2732 / 9108-7591 IMÓVEL LOCAÇÃO ANUAL - Procuro com urgência imóvel para locação anual em Matinhos. Preferência desocupado. Pago até 600 reais. Contato fone: 99963126. EXCURÇÕES - Para o Beto Carrero Word. Contato Cel: 9642-3626 / 8827-0523

QUER FAZER BONS NEGÓCIOS? ANUNCIE AQUI. Maiores informações na ACIMA Av. Curitiba, 485 Telefones (41) 3453-2345 / 3453-6084

16

Jornal Acima  

Acima - Associação Comercial e Empresarial de Matinhos