Page 2

2

edição de 23 a 29 de agosto de 2013 – número 467

Cartas dos leitores

Opinião Fundado em 28 de outubro de 2000 www.acheiusa.com

Antonio Tozzi

Editor

Jorge Moreira Nunes

Marketing Director

Esterliz Mayer Nunes

Honorary Counselor Al Sousa

Reporters

Antonio Tozzi • Joselina Reis Ana Paula Franco

Account Executive

Thaissa Miranda (954) 369-8792

Orlando Representative Douglas (407) 235-5734

Administrative Assistant Kelly Melo

Webmaster

Sonia Pereira

Photography

Ronira Fruhstuck

Art Director

Valdemar Silva

Intern

Adriana Assera

Correspondent in Brazil

João Mário Nunes (21) 2541-0323

Newsroom

816 SE 9th St. Suite E Deerfield Beach, FL 33441

Phones

(954) 570-7568 / (954) 570-7540

Fax

(954) 419-9717

Email

info@acheiusa.com

Contributing Writers

Adriana Assemany • Amanda Kwik Andrea Felizardo • Carlos Martinez David White • Edemilson Cardoso Eduardo Garcia • Jordan Leite Jorge Grosso • Jussara Penna Marta Ramos • Marcus Coltro Octavio Aragão • Rosana Brasil Tonia Elizabeth Membro da

Brazilian-American Chamber of Commerce of Florida

Membro da

Greater Deerfield Beach Chamber of Commerce

Accredited Business

Better Business Bureau

AcheiUSA Newspaper is published by Brazilian Classifieds Ads. AcheiUSA is not responsible for the opinions expressed by its contributing writers, neither for the content of the advertised material on it. Signed articles do not represent the opinion of the newspaper. Impresso nas oficinas do

Frase da Semana

Opinião Comunidade Imigração

Participe enviando suas opiniões para o email info@acheiusa.com

O caldeirão do diabo O mundo parece que nunca esteve tão conturbado como agora. Não sei se isto é apenas impressão ou o fato de as notícias serem instantâneas. Afinal, vivemos na verdadeira aldeia global como previa na década de 60 o então profeta da comunicação, Marshall McLuhan. A verdade é que há uma profusão de notícias que fica cada vez mais difícil selecionar um determinado assunto para enfocar. Entretanto, é inegável que não se pode ignorar a situação vivida atualmente na Síria e no Egito. No país do norte da África, vive-se uma situação que poderíamos qualificar de o “samba do afrodescendente mentalmente incapacitado”, só para ficarmos na linguagem politicamente correta. Ora, o país eclodiu numa onda de violência que culminou num total de mortos inimagináveis. A mesma praça Tahir, no Cairo, que havia sido o ponto de adesão dos inconformados com os desmandos do então ditador Hosni Mubarak, foi palco de conflitos que produziram combates que praticamente levaram o país a uma guerra civil. Ora, depois de ficar décadas sob o domínio do ditador Mubarak, convenientemente mantido pelas potências ocidentais, o povo do Egito revoltou-se e foi às ruas nas principais cidades do país pedir mudanças, acompanhando o movimento verificado em outros países do Oriente Médio, que foi batizado como a Primavera Árabe. Os egípcios foram às ruas e às praças para pedir eleições diretas, direito de escolher seus representantes políticos, enfim, a instauração de um regime democrático. E assim foi feito. Com o apoio da comunidade internacional e a supervisão da ONU (Organização das Nações Unidas), foi realizado o pleito que escolheu Mohamed Morsi como o novo presidente democraticamente eleito. Entretanto, Morsi era (e ainda é) apoiado pela Irmandade Muçulmana, um grupo que advoga a adoção das leis islâmicas para governar o país, com a instauração da lei da sharia e outros regulamentos observados no Alcorão. Em outras palavras, queriam (e ainda querem) um estado teocrático. Um ano após a eleição de Morsi, o povo egípcio voltou às ruas para protestar. Desta vez, contra o próprio presidente e seus assessores que estavam mais preocupados em estabelecer princípios islâmicos do que em governar o país, que passa por uma grave crise financeira, com alta taxa de desemprego. É bom ressaltar que, por causa do turismo

“Fique longe dos EUA” Este é o conselho do advogado do fundador do Wikileaks, Michael Ratner, após ter afirmado que Eric Snowden errou ao não buscar refúgio inicialmente na Venezuela. Para ele, o julgamento de Bradley Manning foi injusto e manda um sinal ao delator da NSA.

Pág. 02 Pág. 06 Pág. 14

Esportes Cultura Agenda

impulsionado pelas pirâmides dos tempos dos faraós, os egípcios aprenderam a conviver bem com os ocidentais. Portanto, não os tratam como “infiéis” ou “invasores”, ao contrário das sociedades islâmicas mais fechadas. Em razão disto, a sociedade se revoltou e passou a questionar a adoção da lei da sharia que, segundo os descontentes, mergulharia o Egito num mundo de trevas e ignorância que só prejudicaria o próprio país e seu futuro. Aí fizeram uma pressão enorme que culminou na deposição de Morsi, com a ajuda dos militares. Todavia, como ninguém gosta de perder poder, os partidários do presidente deposto também foram às ruas para protestar contra o que chamaram de golpe de Estado. Analisando-se friamente, foi mesmo um golpe de Estado, dado pelos militares com apoio de segmentos da sociedade que rejeitam a teocracia. Diante desse impasse, houve conflitos entre as duas partes com mortos e feridos dos dois lados, muito mais por parte dos apoiadores de Morsi uma vez que os militares têm muito mais poder bélico e treinamento para agir. Agora, as potências ocidentais querem buscar uma saída para a crise mas não sabem como proceder. Se apoiarem os militares, podem ressuscitar o regime de Mubarak – que, aliás, deixou a prisão no Cairo nesta quinta-feira (22) -, mas se ficarem omissas podem ser responsabilizadas pelo banho de sangue que já ocorreu e que pode vir a ocorrer no futuro. E como desgraça pouca é bobagem, a ONU e os países do Ocidente têm outro pepino para descascar: verificar a veracidade das informações divulgadas pelos opositores do regime sírio de que as forças armadas, leais ao ditador da Síria Bashir Al Asad, usaram armas químicas contra eles nas imediações da cidade de Aleppo, grande reduto de resistência contra o governo de Asad. Caso fique confirmada a denúncia, aumentam as possibilidades de os governos dos EUA, Grã Bretanha e França enviarem tropas para intervir no conflito interno da Síria. Como é sabido, a Rússia e a China apóiam declaradamente o regime de Asad e isto poderia provocar um tipo de retaliação contra as nações que defendem as forças opositoras que lutam contra a ditadura síria. Ou seja, um cenário no mínimo preocupante, se não houver cabeça fria de todos os envolvidos na hora de negociar. Ou se adota a diplomacia e o diálogo ou estaremos no prenúncio da Terceira Guerra Mundial, com consequências imprevisíveis.

SEXTA Dia 23

SÁBADO Dia 24

85º

85º

84º

Tempestades Ocasionais

Tempestades Ocasionais

Tempestades Ocasionais

Pág. 17 Pág. 19 Pág. 23

Corajoso Esse negócio de muro não funciona. Eu já cruzei a fronteira duas vezes pelo México, uma vez pelo Arizona e outra vez pelo Texas, e não vi dificuldade nenhuma em escalar o muro. Os coiotes fazem buracos no muro e usam cordas também para escalar. E nunca fui pego. Foi a maior facilidade para mim. O mais difícil é pagar 30 mil reais para os coiotes depois. As autoridades americanas se acham muito, para min eles não passam de uns grandes idiotas. Marinaldo Caliman, Linhares - ES Inventor iluminado E quem será que vai lucrar com isso? O pobre homem descobriu e só falta agora ele viver na pobreza para enriquecer mais os ricos! Que ele fez um bem tremendo à Humanidade ele fez, mas não vai faltar esperto para lucrar com a inteligência dele! Deuzamar Pereira, Pompano Beach - FL Agradecida Fui uma das pessoas agraciadas com ingressos para assistir ao filme “Colegas”. Saímos, eu e os amigos, felizes, de alma lavada, ao ver que após tantas chanchadas e bobagens o brasileiro quando quer (e pode) sabe fazer e muito bem um grande filme. Humano, tocante, descritivo, mostrando a quem não conhece nossa pátria quem o Brasil realmente é: colorido, cheio de gente de alma boa, engraçado. Saí do cinema de alma lavada. Que venham mais coisas da qualidade deste filme. Obrigada AcheiUSA, ganhei meu dia ontem! Susana Menda, Aventura - FL

Humor

DOMINGO SEGUNDA Dia 25 Dia 26

Esterliz Mayer Nunes Cesar Barroso Marcus Coltro

Por Jorge Grosso

TERÇA Dia 27

QUARTA Dia 28

QUINTA Dia 29

84º

84º

84º

85º

Parcialmente Nublado

Parcialmente Nublado

Tempestades Ocasionais

Tempestades Ocasionais

Pág. 24 Pág. 26 Pág. 29

Charles Rojtenberg Datas Classificados

Pág. 30 Pág. 34 Pág. 35

AcheiUSA 467  

Brasileiro é acusado de pedofilia em Massachusetts

AcheiUSA 467  

Brasileiro é acusado de pedofilia em Massachusetts