Issuu on Google+


ESTE FOLHETO É PARTE INTEGRANTE DO ACERVO DO BEHETÇOHO EM FORMATO DIGITAL, SUA UTILIZAÇÃO É LIMITADA. DIREITOS AUTORAIS PROTEGIDOS.


INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO O Acervo Eletrônico de Cordéis do Behetçoho é uma iniciativa que pretende dar consequências ao conceito de (com)partilhamento dos artefatos artísticos do universo da oralidade, com o qual Behetçoho e Netlli estão profundamente comprometidos.

INFORMAÇÕES SOBRE A EQUIPE A equipe de trabalho que promoveu este primeiro momento de preparação e disponibilização do Acervo foi coordenada por Bilar Gregório e Ruan Kelvin Santos, sob supervisão de Edson Martins.

COMPOSIÇÃO DA EQUIPE Isabelle S. Parente, Fernanda Lima, Poliana Leandro, Joserlândio Costa, Luís André Araújo, Ayanny P. Costa, Manoel Sebastião Filho, Darlan Andrade e Felipe Xenofonte


APOLÔNIO ALVES DOS SANTOS

VINGANÇA DA HONRA OU OS MONSTROS DO SEXO

1989


Como simples trovador com o coração aflito vou contar um ocorrido horroroso e esquisito recentemente passado em São José do Egito Foi no sitio Logradouro pequena propriedade de Antonio Paulo Morais homem de capacidade onde sempre residiu em paz e sem novidade Eudócia Nunes mandou me contar, do Rio de Janeiro esse horroroso fato em detalhado roteiro e agora eu conto em versos para este mundo inteiro


-Pois Eudócia é natural daquele mesmo lugar um amigo lhe escreveu mandando comunicar aquela tragédia triste que eu pretendo narrar No dia 12 de junho do ano 89 aconteceu este fato que o mundo todo comove conto detalhadamente para que ninguem reprove Trata-se de Vesgilândia uma martir que se viu no dominio de dois monstros e três dias resistiu as torturas mais crués que a natureza assistiu


Foram três dias de angustias que essa jovem sofreu amarrada, amordaçada todas as forças perdeu estuprada e torturada não resistindo morreu Vesgilândia era estudante n'um colégio em São José saia todos os dias depois de tomar café e ainda caminhava uns três quilômetros de pé -Até o ponto de ônibus porque era necessário pegar essa contução no seu costume diário pois o mesmo a levaria ao seu intinerário


Sua mãe dona Marlene se orgulhava bastante em vê a filha seguir a vida de estudante desejava para ela uma carreira brilhante Vesgisândia era formosa parecia um anjo louro uma ninfa sertaneja a deusa do Logradouro ainda era muito jovem e não pensava em namoro Contava 16 anos aquela infelicitada no caminho da escola foi agarrada e levada pra dentro dos matagais aonde foi estuprada


Depois numa casa velha de campo, abandonada que ficava sucumbida e distante da estrada foi ali que os bandidos deixaram ela amarrada Após terem praticado todos atos imorais sairam bem satisfeitos com seus instintos brutais deixaram ela amarrada com os braços para trás Além disto ainda acharam essa malvadeza pouca pegaram sua calcinha com perversidade louca da qual fizeram uma rolha e a meteram em sua boca


Do dia 12 a 14 passou a pobre sofrendo fome, sede e agonias no estado mais horrendo sem poder pedir socorro que sofrimento estupendo Deixamos aqui a vítima na casa velha amarrada vamos saber do pai dela e a sua mãe amada quando sentiram a falta de sua filha adorada O seu pai quase maluco no outro dia rumou foi direto na escola chegando lá perguntou a professora lhe disse aqui ela não chegou


O pobre homem voltou já quase doido varrido sua mãe tambem chorava num pranto bem dolorido dizia meu Jesus Cristo o que terá acontecido? Senhor Antonio Morais perdeu o gosto da vida e a mãe dona Marlene chorava tão comovida já adivinhando a morte de sua filha querida Logo espalhou-se a noticia reuniu-se a vizinhança e sairam procurando com fé e perseverança de encontrar Vesgislândia sem perderem a esperança


Assim caçaram três dias sem resultado de nada até que alguem lembrou-se da casa abandonada chegando lá encontraram a moça morta amarrada Todos ficaram atônitos da terrivel atrocidade todo povo revoltou-se da grande barbaridade que sofreu aquela jovem tamanha perversidade Logo as autoridades souberam a triste noticia e alguns policiais caminharam com pericia e aquele barbaro crime ficou entregue a policia


A policia começou fazer investigação prenderam ali varios homens todos dessa região e levando todos eles para averiguação Até que chegou a vez de passarem em um roçado um rapaz limpava mato sozinho bem descuidado quando avistou a policia ficou um tanto espantado -E ficou logo amarelo da cor de flor de algodão e com uma tremedeira como quem sofre sezão uma praça disse: você nos deve uma explicação


-Ele nessa ocasião confessou tudo ligeiro disse quem matou a moça fui eu e meu companheiro e foi levar a policia na casa do seu parceiro Depois de prisioneiros contaram ao delegado que prenderam aquela moça naquele canto isolado mas todas as noites iam matarem seu triste fado -Porém na terceira noite que foram violentá-la a encontraram sem forças já desmaiada e sem fala eles por perversidades acabaram de matá-la


-Lhe enfiaram um estaca pelas partes genitais e quando viram que ela já não respirava mais deixaram lá o cadáver e se retiraram em paz Quando os vizinhos souberam dessa horrenda confissão cento e cinquenta homens foram invadir a prisão e arrancaram os bandidos de dentro da detenção E depressa os conduziram pra aquele mesmo local onde amarraram a moça e fizeram o grande mal tudo que ela sofreu os mesmos sofreram igual


Tudo que a moça sentiu fizeram os mesmos sentir primeiro foram castrados e tiveram que engulir cada qual os seus testículos quietos sem reagir Mataram logo um dos tais aos poucos devagar e o segundo amarrado vendo o outro se ultimar sabendo que a mesma dor teria ali que passar Assim fizeram justiça eliminando os bandidos e que eles praticaram mereciam ser punidos os sofrimentos da moça foram bem retribuidos


Os nomes dos dois bandidos um era José Gilvão o outro Cicero do Bode perverso de coração que nem merecia ter o nome de um cristão Seu ascendido Morais tio da desventurada com esta tragédia triste ficou de alma agitada sentiu muito aquela morte da sobrinha idolatrada Termino pedindo a Deus consolo para seus pais senhora dona Marlene e “seu” Antonio Morais sua filha esta no céu foi receber seu troféu das graças celestiais

FIM



Vingança da honra ou os monstros do sexo