Page 1

JORNAL BOLETIM - O JORNAL QUE TODO MUNDO LÊ - 1ª QUINZENA DE NOVEMBRO DE 2010 - EDIÇÃO 17

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

ACE REALIZOU FESTA DE ARROMBA

A ORGANIZAÇÃO E UNIÃO DA DIRETORIA GARANTIRAM O SUCESSO DO EVENTO. PÁG 12

HISTÓRIA

MAIS UMA VEZ O CAJAMARILDO APRONTA COM OS CLIENTES. QUER VENDER GATO POR LEBRE E ACHA QUE NINGUÉM VAI PERCEBER. SEU DESTINO DESSA VEZ FOI O PRONTO SOCORRO. CONFIRAM NA PÁG.14

O EMPREENDEDOR

VOCÊ SABIA? O PRIMEIRO ANIVERSÁRIO DA ACE FOI REALIZADO EM 1980. AINDA COM O NOME DE ACIC, O SHOW FOI COM UM DOS ARTISTAS MAIS FAMOSOS DA ÉPOCA. PÁG 14

CONHEÇA A ACE

CRIADA ATRAVÉS DO ESFORÇO DE UM GRUPO DE EMPRESÁRIOS. A PRIMEIRA SEDE DA ACE FOI NO BAIRRO DO POLVILHO. PÁG. 06

A FAMÍLIA KAWAMOTO TRADICIONAL NA REGIÃO, CRESCEU NO COMÉRCIO LOCAL A CUSTA DE MUITO TRABALHO. YOSHIMA MANTÉM A TRADIÇÃO. PÁG. 03


2

JORNAL BOLETIM - 1ª QUINZENA DE NOVEMBRO DE 2010 - EDIÇÃO 17

FALA PRESIDENTE

HORA DE ENFEITAR A CIDADE E A VITRINE Chegamos ao final do ano. Trabalhamos muito até aqui e chegou a hora de trabalhar ainda mais. Com o 13° salário, muita gente planeja comprar presentes, renovar o guarda-roupas, reformar a casa, viajar... e opções para isso nossa cidade oferece. Além do que, com um pouco mais de “dim-dim” no bolso, muita gente aproveita e leva a família para almoçar no final de semana. Enfim, o comércio aquece de verdade. Tem opção pra todo mundo e temos que estar preparados para atender essa demanda, ter ainda mais atenção com o nosso cliente. Por que não aproveitar o espírito natalino para encher os olhos das crianças de brilho? Um Papai Noel na frente da loja, ou um arranjo bonito com bolas coloridas faz uma grande diferença. Com o movimento nos comércios, a cidade enfeitada, os clientes satisfeitos e a felicidade estampada no rosto de todos, com certeza 2010 será um ano marcante. Mas clientes... muita atenção! Consumir em Cajamar gera emprego e renda. Compre com responsabilidade, o ano está acabando e... em janeiro vem IPTU, IPVA, materiais escolares e outras dívidas continuam.

Abigail Fernandes Meylan

Presidente da ACE-Cajamar (Associação Comercial e Empresarial de Cajamar)

AGENDA CULTURAL Turma da Manha Oficinas de Teatro de Jordanésia Professor/Diretor Adilson Pereira Roberto Villani

NO BOSQUE DOS SABIÁS - DE ROBERTO VILLANI DIRETORIA DE CULTURA JORDANÉSIA DIAS: 16 E 17 DE NOVEMBRO AS 20H A VIDA É SONHO: DE PEDRO CALDERÓN DE LA BARCA DIRETORIA DE CULTURA JORDANÉSIA 20/NOV AS 20H00 E 21/NOV AS 19H

Turma de Sábado à tarde Oficinas de Teatro de Jordanésia Pesquisa de Elizabete Araújo da Silva Direção: Sergio Carvalho

NAS LENDAS QUE AS ONDAS LEVAM DE GABRIELA RABELO DIRETORIA DE CULTURA JORDANÉSIA 23,24 E 25/NOV AS 20H

Turma da tarde Oficinas de Teatro do Polvilho Professor/Diretor: Adilson Pereira Adaptação: Adilson Pereira

A CIGARRA E A FORMIGA - DE LA FONTAINE DIRETORIA DE CULTURA JORDANÉSIA 26, 29 E 30/NOV AS 20H

Turma da Tarde Oficinas de Teatro de Jordanésia Professor/Diretor Adilson Pereira

A VIDA É SONHO DE PEDRO CALDERÓN DE LA BARCA DIRETORIA DE CULTURA JORDANÉSIA 27/NOV AS E 20H 28/NOV AS 19H

Turma de Sábado à tarde Oficinas de Teatro de Jordanésia Pesquisa de Elizabete Araújo da Silva Direção: Sergio Carvalho

UM GRANDE AMOR DO SERTÃO O MISTÉRIO DA FACA CENTRO CULTURAL DO POLVILHO 08/NOV AS 20H00

Turma da Noite - Oficinas de Teatro do Polvilho Professor/Diretor Adilson Pereira Inspirada em uma conversa com uma cadastrada do site Recanto das Letras. Autor desconhecido

UÉ, CADÊ O INVERNO? - DE NEGA CENTRO CULTURAL DO POLVILHO 09, 10 E 11/NOV AS 20H00

Turma da Manha Oficinas de Teatro de Jordanésia Professor/Diretor Adilson Pereira Roberto Villani

ADOLESCENTES MALVADAS CENTRO CULTURAL DO POLVILHO 12, 13 E 15/NOV AS 20H00

Turma da tarde - Oficinas de Teatro do Polvilho Professor/Diretor Adilson Pereira Baseado no roteiro cinematográfico de Samantha Silver e Jason Dudek

“NOVEMBRO DOS ESPETÁCULOS” Compareça (MEIA HORA ANTES) no local para adquirir seu ingresso. PROMOÇÃO: PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE CAJAMAR. (Diretoria de Cultura e Turismo) Informações: 11 4447-4019 ou 4447-2626

FALANDO DE DIREITO A LEI MARIA DA PENHA A Lei nº 11.340 de 07 de agosto de 2006, mais conhecida como Lei Maria da Penha, recebeu esse nome em homenagem à farmacêutica Maria da Penha Maia Fernandes, que lutou pena condenação de seu ex-marido (ocorrida após 19 anos das agressões) que tentou matá-la duas vezes, sendo uma com um tiro, que a deixou paraplégica e outra eletrocutada e afogada. O objetivo da referida lei é punir com mais rigor as agressões contra a mulher no âmbito doméstico ou familiar, com detenção de 03 meses a 03 anos. Dentre as violências consideradas, estão: física, psicológica, sexual, patrimonial e moral. A mulher agredida deverá procurar a autoridade policial para relatar o fato e, neste caso, por decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça), não é necessário a apresentação de queixa formal, com a elaboração do Boletim de Ocorrência, para abertura do processo com base na Lei Maria da Penha. Segundo o ministro Napoleão Nunes Maia Filho, somente a intenção da vítima em solicitar o uso da lei já tem validade legal. Em 2008, por decisão do STJ, uma ação penal prosseguiu mesmo com a desistência da vítima, pois se entendeu que as agressões, a violência doméstica contra as mulheres é um delito cuja ação penal é pública incondicionada, ou seja, não depende de representação da vítima. É uma posição muito importante da justiça brasileira, uma vez que muitas mulheres desistem da ação por sofrer ameaças ou então por ter perdoado o agressor e, não raro, acabam sofrendo novas agressões e, em alguns casos, são assassinadas por eles. Fontes: http://pt.wikipedia.org / www.planalto.gov.br

@alfbrito

Andresa L. Ferreira de Brito Advogada, pós-graduada em Direito do Trabalho

PREÇO OU CUSTO? por: Ronaldo Hofmeister Consultor – Sebrae/PR

O preço é formado pelo mercado e não podemos simplesmente aplicar a fórmula Preço=custo+margem . Mas por outro lado se o preço está definido pelo mercado e sabemos qual a nossa margem a única coisa que sobra para a empresa administrar é o custo. Se imaginarmos que vamos produzir a melhor pizza do mundo utilizando os melhores ingredientes, o melhor chefe de cozinha e as melhores técnicas existentes e simplesmente somarmos todos os custos e nossa margem podemos chegar a um valor muito alto. Se neste exemplo chegássemos ao valor de R$ 100,00 para cada pizza será que teríamos mercado? Provavelmente venderíamos algumas pizzas para um mercado muito específico, mas será que este mercado tem um tamanho suficientemente grande para sustentar esta oferta de pizzas a R$ 100,00? Portanto fica claro que não podemos simplesmente somar os custos e lançarmos o preço do produto, temos que saber quanto os clientes estão dispostos a pagar. Como o preço é definido pelo mercado só resta para empresa administrar os custos. Temos que saber o preço do mercado e administrar muito bem as compras para obter os melhores custos pode gerar uma grande vantagem competitiva para a empresa. Na sua empresa você administra preço ou custo?

FIESP E FECOMERCIO CRITICAM EVENTUAL VOLTA DA CPMF A FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SÃO PAULO (FIESP) E A FEDERAÇÃO DO COMÉRCIO DO ESTADO (FECOMERCIO) CRITICARAM NESTA SEXTA-FEIRA (5) A POSSIBILIDADE DE RECRIAÇÃO DA CPMF OU OUTRO IMPOSTO SEMELHANTE. REUTERS - “A sociedade brasileira não aceita elevação da carga tributária. Ao contrário, quer a sua redução e o constante aumento de qualidade nos serviços públicos. Nesse sentido, o que todos esperamos é que, logo nos primeiros meses do novo governo, sejam promovidas as necessárias reformas, entre elas a tributária --com simplificação e transparência nos sistemas”, afirmou em nota o presidente da Fiesp, Paulo Skaf.

ANUNCIE LIGUE: 11 4448-2353 11 4447-6476


JORNAL BOLETIM - 1ª QUINZENA DE NOVEMBRO DE 2010 - EDIÇÃO 17

3

O EMPREENDEDOR AMPLIANDO OS NEGÓCIOS FAMILIARES

DEPOIS DA REVOLUÇÃO DE 1968, A FAMÍLIA DEIXOU O VAU NOVO, NA CIDADE DE SANTANA DE PARNAÍBA. O IRMÃO TAKAO FOI O PRIMEIRO A TOCAR A MERCEARIA, QUE CONTINUA PERTENCENDO À FAMÍLIA SOB O COMANDO DO IRMÃO SHIMA Tudo começou em 1949, em Santana de Parnaíba, no bairro do Vau Novo, com os pais Yoshio Kawamoto e Natsue Kawamoto. Após a revolução de 1968, a família teve que se mudar para o bairro do Polvilho. O filho Takao comandou a mercearia, situada hoje no Polvilho. Yoshima Kawamoto, o Shima, é o atual proprietário, e os negócios continuam sob o comando da família. Shima lembra que o seu pai era um empresário de muita visão. “Ele, naquele tempo, acreditava que o Polvilho seria um bairro promissor. Hoje, onde estão concentrados os grandes comércios, ele já apontava como um lugar

Mais um empreendimento do Shima, que aposta em novidades para a cidade.

de grande investimento”. O filho Adilson é o responsável por um outro negócio da família. “Hoje chama Shima Gás, muita gente não lembra que no começo a distribuidora de gás tinha

o nome de Pibe Gás”, comenta Shima. A família é natural do Japão, da cidade de Nagakute, próxima à Nagoia. Shima se orgulha da cidade e comenta que já recebeu

governantes do Japão em visitas ao Brasil, além de uma breve conversa com o consul brasileiro no Japão, o Sr. Geraldo Afonso Muzi. Falando em política, Shima, que já foi candidato

NATAL DO BRASILEIRO DEVE SER DE MESA FARTA VENDA EM SUPERMERCADOS CRESCE 4,83% EM SETEMBRO; PARA DEZEMBRO, PREVISÃO É DE 12,54%

As vendas dos supermercados voltaram a crescer em setembro, depois de desacelerarem em agosto. Segundo um levantamento da Abras (Associação Brasileira de Supermercados), os negócios cresceram 4,83% na comparação com setembro do ano passado e apontam para um Natal farto – a previsão é de crescimento de 12,54% frente ao mesmo período de 2009. Segundo o Índice Nacional de Vendas, divulgado nesta quartafeira (27), o volume de vendas reais no varejo caíram 0,55% de agosto até o mês passado. Apesar disso, os negócios acumulam aumento de 4,75% entre janeiro e setembro. Para Tiaraju Pires, superintendente da

Abras, as vendas voltaram a uma trajetória de crescimento, após um mês de agosto mais atípico. Acreditamos que os últimos meses do ano devem ser de boas vendas e de mesa farta. A pesquisa mostrou que o otimismo do setor para o Natal e Réveillon de 2010 ficou acima do registrado em 2009, quando a expectativa de crescimento nas vendas foi de 7,9%. - Tradicionalmente, as festas de final de ano são a melhor data para o setor supermercadista. Neste ano, há um otimismo adicional por conta do bom desempenho da economia e também devido à ascensão das classes D e E ao mercado de consumo. Nada mais natural que a mesa seja mais farta em

2010. Os supermercadistas já aumentaram as encomendas de produtos para a época, como cerveja (15,2%), panetone (14,1%), refrigerante e bacalhau (ambos com 13,8%), peixes frescos (6,8%), tender (8,2%) e peixes congelados (9,1%). Destaque também para os produtos importados. As maiores redes encomendaram 12,1% a mais de importados em geral (azeites, azeitonas, queijos, embutidos, entre outros), 11,1% a mais de frutas especiais importadas e 7,5% a mais de vinhos estrangeiros. Aumento de preços Considerando somente os dados de setembro, a cesta de 35 produtos de largo consumo analisada pela GfK para a pesqui-

sa da Abras apresentou alta de 2,15% no preço em relação a agosto deste ano. Na comparação com setembro de 2009, o AbrasMercado apresentou crescimento de 6,73%, passando de R$ 259,33 para R$ 276,77. Os produtos com as maiores altas em setembro, na comparação com agosto, foram a carne e a farinha de mandioca. Os produtos com as maiores quedas no último mês foram a cebola, o tomate e a batata. No acumulado dos nove primeiros meses de 2010, as categorias que apresentaram as maiores altas foram o feijão (aumento de 36,3%), o queijo mussarela e o queijo prato.

Fonte: R7/Notícias

em 2000, 2004 e 2008, comenta que no começo não pensava, mas hoje vê como uma possibilidade de contribuir com a cidade que acolheu toda sua família. Hoje o novo empreendi-

mento é a ótica. A franquia, que já está funcionando a todo vapor, foi adquirida em sociedade com o Sr. Ivan . Apesar da família se dedicar totalmente ao comércio e ser uma tradição, a filha Andrea seguiu outros caminhos. No ramo de turismo, ela conhece outros lugares e viaja para diversos países. Shima não deixa de citar a funcionária Artemia, que trabalha há muitos anos na mercearia, e a esposa Margarida, seu braço direito. “Cajamar é muito bom para viver, aqui criei meus filhos, o ambiente é muito bom por causa das amizades que a gente tem, e isso só se conquista com o tempo”, finaliza Yoshima.

FALANDO DE TECNOLOGIA 30 ANOS PASSAM “VOANDO” É fácil falar assim. Principalmente se você já passou dos 30 anos de idade. Mas já parou para avaliar o quanto o mundo evolui em 30 anos? Quanto a Associação Comercial e Empresarial de Cajamar avançou com o seu trabalho, ou então, como a tecnologia mudou o mundo durante esse tempo? Aqueles dias em que os pequenos empresários organizavam suas finanças em cadernetas de papel ficou no passado. A máquina de escrever, que por mais moderna que fosse quando surgiu, já foi abandonada. Por menor que seja um comércio, hoje o que você vai encontrar operando na gestão dele, é um computador. E não é só isso! Você ainda acha que os comerciantes utilizam planilhas de Excel? Enganou-se. Eles evoluíram e muito, já conhecem os mais modernos softwares para controle administrativo e não deixam de lado qualquer inovação que chega ao mercado. Com o passar do tempo, acompanhar o avanço da tecnologia deixou de ser exclusividade para aqueles que tinham poder aquisitivo. Ter os mais modernos equipamentos tornou-se necessidade e entrou na lei da concorrência, se você é inovador ganha o maior número de clientes. É acompanhar o andamento do mundo e estar cada vez mais perto do consumidor, que muda sua preferência a cada lançamento de mercado. O avanço da oferta do crédito aos pequenos empresários vem ajudando muito, e nisso a ACE teve uma grande participação. Acompanhar as tendências de mercado e orientar a classe empresarial contribuiu muito não só com a evolução do nosso comércio, mas com o desenvolvimento da própria cidade. E mais uma vez, tecnologia é inovação, ficar longe dela é estar 30 anos atrás de toda a sociedade.

@katiasilva_85

Kátia Silva - Jornalista Diretora da Amplitude Comunicação Empresarial


4

JORNAL BOLETIM - 1ª QUINZENA DE NOVEMBRO DE 2010 - EDIÇÃO 17

RECONHECIMENTO

CHARGE DO BOLETIM

O REAL VALOR DA COMUNICAÇÃO

http://s180.photobucket.com/home/formaggiogreen/index

DE QUE ADIANTA FAZER SE NÃO TIVER NINGUÉM PARA COMUNICAR E DISSEMINAR O CONTEÚDO PARA OUTRAS PESSOAS?

Estamos todos em uma sociedade, compartilhamos dos mesmos benefícios e das mesmas dificuldades. Muitas coisas precisam mudar, isso acontece naturalmente com

o passar do tempo, não podemos nos acomodar, é claro. A concorrência saudável e leal, ajuda o crescimento do mercado em que estamos atuando. Quando o Jornal

Boletim foi criado, ele teve uma visão de focar algumas ações da ACE Associação Comercial e Empresarial de Cajamar. A visão de ser diferente nunca diminuiu o brilho e a credibilidade de ou-

tros veículos de comunicação de Cajamar que há tantos anos levam a leitura a milhares de lares. É com esse respeito que em nome da ACE agradecemos o carinho com que os comunicado-

res trataram o jantar. As publicações nos foram de grande importância: Jair de Oliveira (Clik do Gato), Hélio Lunardi (Jornal Cajamar News) e Joelma e Luci (Jornal

Evidência). Ter uma matéria tratando o assunto foi a forma que encontramos de agradecer e homenagear a imprensa de Cajamar. E as palavras ideais são: muito obrigado!


6

JORNAL BOLETIM - 1ª QUINZENA DE NOVEMBRO DE 2010 - EDIÇÃO 17

ACE 30 ANOS

Foto: Alex Barros

Foto: Alex Barros

Os convidados foram recepcionados pelo músico Pacheco

O Diretor da ACE Fernando Feitoza iniciou a abertura solene

CONHEÇA UM POUCO DA ACE A ACE foi criada em 1980 no distrito do Polvilho, através do esforço de um grupo de empresários. Nesse ano a associação tinha o nome de ACIC – Associação Comercial e Industrial de Cajamar. A entidade tinha como finalidade congregar sem fins lucrativos: políticos, religiosos e empresas industriais ou coletivas estabelecidas no município, que se dedicavam às atividades comerciais, econômicas, científicas, serviços e profissionais liberais.

Filiada à FACESP – Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo, e hoje situada na Rua Vereador Mário Marcolongo, 207 em Jordanésia, a ACE - Associação Comercial e Empresarial de Cajamar desenvolve suas atividades com as mesmas finalidades. Em Jordanésia são realizados cursos e palestras no CTC - Centro de Treinamento e Capacitação. O espaço também é alugado para empresas e reuniões de vários segmentos. A ACE também par-

ticipa de eventos empresariais realizados na cidade, promovendo a interação entre as empresas de Cajamar, como por exemplo as palestras ministradas por Luciano Pires e Oscar Schmidt em 2009, e pelo ganhador do Aprendiz 5, Clodoaldo Araújo. São firmados com a associação convênios que oferecem condições diferenciadas aos associados, como: planos de saúde, registro de marca, entre outros. E campanhas incentivando o consumo no comércio local.

Foto: Alex Barros

CRIADA EM 1980, SEU NOME AINDA CONFUNDE MUITAS PESSOAS, QUE AINDA ADOTAM O PRIMEIRO NOME: ACIC

O Buffet Dauds preparou um jantar com muitas variedades para agradar a todos os convidados

Dados da ACE - Cajamar

Foto: Alex Barros

CRESCIMENTO

A animação tomou conta dos convidados ao som do DJ Nil


JORNAL BOLETIM - 1ª QUINZENA DE NOVEMBRO DE 2010 - EDIÇÃO 17

7

ACE 30 ANOS

Fotos: Alex Barros

O JANTAR FOI PATROCINADO POR EMPRESAS DE VÁRIOS SEGMENTOS

RUBENS, MARCIO MONTANARO E CARLINHOS REPRESENTARAM A UNIMED JUNDIAÍ CONVENIADA A ACE DE CAJAMAR.

Fotos: Alex Barros

A JOVEM EQUIPE DO SUPERMERCADO ESTRELA ESBANJOU ALTO ASTRAL, E APROVEITOU O EVENTO DO INÍCIO AO FIM.

O CAJAMARENSE REINALDO, PROPRIETÁRIO DA CONTABILIDADE ASSESCON APOIOU E PRESTIGIOU O EVENTO.

PATROCINADOR DO EVENTO, O BANCO HSBC FOI REPRESENTADO POR ROBERTO (POLVILHO) E ALEX (JORDANÉSIA).


8

JORNAL BOLETIM - 1ª QUINZENA DE NOVEMBRO DE 2010 - EDIÇÃO 17

ACE 30 ANOS EVENTO RECEBE PERSONALIDADES DE CAJAMAR E REGIÃO

Fotos: Alex Barros

O PREFEITO DANIEL FONSECA PRESTIGIOU O EVENTO ACOMPANHADO DA PRIMEIRA DAMA NÉIA FONSECA

Fotos: Alex Barros

DAVI DAVID E MARYLUZ, O CASAL DE ADVOGADOS E APOIADORES DO EVENTO REPRESENTAM A DVD ADVOGADOS E ASSOCIADOS

LUCIANA BARUSSO E DENILSON VAZ DE LIMA EMPRESÁRIO DE CAJAMAR RESPONSÁVEL PELOS VÍDEOS DO EVENTO.

RICARDO DINIZ, PRESIDENTE DA ACE-JUNDIAÍ, ACOMPANHADO DE SEU VICE JOÃO SÉRGIO MENANDRO


JORNAL BOLETIM - 1ª QUINZENA DE NOVEMBRO DE 2010 - EDIÇÃO 17

9

ACE 30 ANOS CONFRATERNIZAÇÃO MARCA OS 30 ANOS DA ASSOCIAÇÃO

REPRESENTANTES DA MAIS NOVA ACADEMIA DE NATAÇÃO DE CAJAMAR (PORTAL MOVIMENTO DAS ÁGUAS), MICHELE E MAURÍCIO

Fotos: Alex Barros

A CORRETORA DE SEGUROS GEBRAM, QUE APOIOU O EVENTO, FOI REPRESENTADA POR VANUSA, ADRIANA E ROSE.

Fotos: Alex Barros

O EMPRESÁRIO DO RAMO DE PANIFICAÇÃO ANTÔNIO BEZÃO, NA COMPANHIA DE VALÉRIA, FOI CUMPRIMENTADO POR AMIGOS.

SIRLEI EVARISTO, REPRESENTANDO A CAIXA ECONOMICA FEDERAL, SEMPRE PRESENTE NOS EVENTOS DA ACE


10

JORNAL BOLETIM - 1ª QUINZENA DE NOVEMBRO DE 2010 - EDIÇÃO 17

ACE 30 ANOS Fotos: Alex Barros

O AMBIENTE FAMILIAR FOI MARCANTE NO EVENTO

Foto: Alex Barros

A EMPRESÁRIA KILMA (BRIMAD), CURTIU O EVENTO EM FAMÍLIA, ACOMPANHADA PELO FILHO BRENO E O ESPOSO ALAHYR JUNIOR.

Foto: Alex Barros

EDGAR BRITO E SUA ESPOSA ANDRESA EM MOMENTO RARO, DIVIDIAM A ATENÇÃO ENTRE OS CONVIDADOS E A FAMÍLIA.

LUCIANA E DENILSON CONVENCERAM AS FILHAS BRUNA E LARISSA A TROCAR O HALLOWEEN PELO JANTAR.

ABIGAIL ABRINDO MÃO DO TÍTULO DE PRESIDENTE PARA “CORUJAR” OS FILHOS ANDRÉ E RENATO.


JORNAL BOLETIM - 1ª QUINZENA DE NOVEMBRO DE 2010 - EDIÇÃO 17

11

ACE 30 ANOS Fotos: Alex Barros

POLÍTICOS DE CAJAMAR PRESTIGIAM O EVENTO

FÁTIMA LIMA, ALÉM DE CURTIR O EVENTO, LEMBROU DOS TEMPOS DE JUVENTUDE COM OS AMIGOS ADA E ABIGAIL.

Foto: Alex Barros

ATUAL DIRETOR DE GOVERNO E EX-PREFEITO DE CAJAMAR, MESSIAS PRESTIGIOU MAIS UM EVENTO DA ACE.

Foto: Alex Barros

IRINEU, EX-VEREADOR DE CAJAMAR, OCUPA ATUALMENTE O CARGO DE DIRETOR DE EDUCAÇÃO.

AMIGOS, ADANIAS E ABIGAIL RELEMBRARAM DAS ATUAÇÕES NO TEATRO DE CAJAMAR.


12

JORNAL BOLETIM - 1ª QUINZENA DE NOVEMBRO DE 2010 - EDIÇÃO 17

ACE 30 ANOS

ORGANIZAÇÃO E UNIÃO DA DIRETORIA GARANTIRAM O SUCESSO DO EVENTO

Abigail e Edgar Brito comemorando o resultado do evento.

Buffet e firmamos o contrato com as condições vantajosas que nos foram oferecidas, com base em nossa proposta de patrocínio”, disse Kátia Giurni, gerente da ACE. Depois do “pontapé inicial”, o negócio foi apresentar aos outros empresários a idéia do evento. PATROCINADORES

O jantar seria realizado pelo Buffet Dauds, mas faltava ainda estruturar o evento, decorar o espaço e ir atrás de recurso. “Foi um desafio muito grande, fomos formatando nosso evento conforme íamos recebendo apoio. Pensamos em no mínimo 200 pessoas,

mesmo sabendo que nos anteriores não conseguimos atingir esse número. No final de tudo e graças à visão dos empresários, fechamos nosso evento com 250 convidados”, disse Abigail. Patrocinaram o jantar: AG Moreira Marcas e Patentes, Portal Movimento das Águas (Academia de Natação), Banco HSBC e o Buffet Dauds. Também apoiaram: Gebram (Seguros), Agetel (Lista Telefônica) , Banco Bradesco, Unimed Jundiaí, DVD Advogados Associados, Assescon Contabilidade, Supermercado Estrela e Studio D Produção (Produtora de Vídeo).

Foto: Alex Barros

Após a realização do Jantar em 2008, os diretores da ACE decidiram “dar um tempo”, pois os eventos de 2007 e 2008 não atenderam as expectativas e geraram prejuízo para a entidade. Após conversas, o evento de 2010 foi planejado e cada diretor deu sua sugestão. Com a proposta formatada, o evento ganhou corpo com o apoio de empresas parceiras da ACE, além de outras que “compraram a idéia”. O Buffet Dauds foi um dos primeiros a entender a proposta da ACE e entrou como patrocinador do Jantar 2010. “Assumimos o risco, fechamos a data com o

Edgar Brito agradecendo a presença dos patrocinadores, das autoridades presente e dos convidados

Com tantos patrocinadores e apoiadores, a ACE realizou um evento marcante. O EVENTO

Com certeza o dia 29 de outubro ficará na memória de todos que participaram do jantar. Muita gente não imaginava que poderia participar de um evento de alto nível em Cajamar. As recepcionistas receberam muito bem os convidados e acompanhavam cada um até a mesa pré-reservada.

Enquanto o coquetel era servido aos presentes, o músico pacheco passeava no espaço tocando músicas agradáveis, em saxofone reto e saxofone. Os agradecimentos iniciaram após a chegada da maioria dos convidados as 21h, quando o Diretor da ACE, Fernando Feitoza, agradeceu os convidados e convidou a Presidente Abigal Fernandes Meylan para oficialmente cumprimentar a todos. Abigail lembrou de quando iniciou e assu-

miu o desafio de presidir a associação. “Participei do projeto Empreender pelo SEBRAE. Foi meu primeiro contato com a ACE e dediquei meu tempo e empenho para colocar em prática”, disse Abigail emocionada. Após o final do seu discurso e com muitos aplausos, ela convidou o vice-presidente Edgar Brito. “Quero passar a palavra ao meu vice, que de tão atuante não merece esse título, ” finalizou Abigail.

Foto: Alex Barros

Foto: Alex Barros

QUEM FOI NO EVENTO TALVEZ NÃO TENHA PERCEBIDO. MAS, ALÉM DO JANTAR E DA BALADA, VÁRIOS DETALHES FORAM LEVADOS EM CONSIDERAÇÃO. O BANHEIRO, POR EXEMPLO TEVE SUPORTE EM CESTO DE VIME PARA O PAPEL TOALHA, SERVIÇO DE LIMPEZA DURANTE TODO O EVENTO. FORAM COLOCADOS ASSENTOS, QUE PERMANECERÃO NO GINÁSIO DE ESPORTES, E ESPELHOS

Daniel Fonseca cumprimenta Edgar Brito e elogia o nível dos eventos realizados pela ACE

Edgar Brito iniciou seu discurso agradecendo a cada um dos patrocinadores e apoiadores do evento. Agradeceu as autoridades presentes e cobrou a participação de outros empresários. “Muitas pessoas não acreditam na capacidade da cidade de Cajamar, mas nós podemos realizar eventos como esse. Quero pedir a cada um de vocês que comentem com outras pessoas, empresários, pois com certeza no próximo ano será ainda melhor”, disse Edgar Brito. O evento foi total-

mente custeado por empresários. “Não podemos esperar que a prefeitura faça tudo, temos que participar e realizar eventos desse nível, temos que assumir a responsabilidade também”, completou Edgar, que passou em seguida a palavra ao prefeito de Cajamar, Daniel Fonseca. Acompanhado da primeira-dama Néia Fonseca, Daniel agradeceu o convite e lembrou de outros eventos em que esteve presente, como as palestras de Luciano Pires e Oscar Schmidt. “Tenho acompanhado o trabalho

da associação, vocês tem realizado eventos de bom nível. Parabéns à Abigail e ao Edgar”, disse Daniel Fonseca. Após o discurso e a abertura oficial, foi exibido um vídeo com todos os patrocinadores e uma mensagem da ACE com a palavra da Presidente Abigail. Patrocinadores e amigos foram fotografados ao lado da presidente Abigail e do vice Edgar Brito, e receberam a foto ainda ano evento. Após o jantar, todos se divertiram ao som dos anos 70, com uma seleção especial do DJ Nil.


JORNAL BOLETIM - 1ª QUINZENA DE NOVEMBRO DE 2010 - EDIÇÃO 17

CELSO RUSSOMANO,53, É DEPUTADO FEDERAL, JORNALISTA E BACHAREL EM DIREITO

13

CONSUMIDOR

BOTIJÃO DE GÁS

QUANDO VOCÊ ADQUIRE UM PRODUTO FALSIFICADO “PIRATA”, SAIBA QUE, APESAR DE ACHAR QUE ESTÁ LEVANDO VANTAGEM EM RELAÇÃO AO PREÇO, VOCÊ ESTÁ COLOCANDO A SUA VIDA EM RISCO. ENTÃO, FIQUE ATENTO:

• existem no mercado vários produtos pirateados como os botijões de gás, que são envasilhados por empresas não autori-

zadas. Portanto, exija a identificação da distribuidora tanto no botijão de gás, quanto no caminhão de entrega do produto.

Importante: o Instituto de Pesos e Medidas – IPEM fiscaliza as distribuidoras e os revendedores de gás no Estado de São Paulo. Os demais Estados são fiscalizados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial – Inmetro.

• para instalar o botijão de gás no fogão são necessários também uma mangueira de gás e um regulador de pressão de gás. Eles devem ser aprovados pelo Inmetro. Ao rosquear a borboleta do regulador na válvula com as mãos, para ver se há vazamento, faça uma espuma de

sabão e aplique sobre a válvula. Se a espuma borbulhar é porque há vazamento. Se for constatado vazamento, remova o botijão para um lugar ventilado e chame a empresa distribuidora; • nunca deite o botijão de gás, nem o coloque de cabeça para baixo. Mantenha-o num

ambiente bem arejado, vazamento, o gás fique com ventilação, para acumulado, causando evitar que, em caso de uma explosão. Lembre-se: o gás do botijão (GLP) é mais pesado que o ar e, por este motivo, tende a ficar acumulado no chão. O que geralmente acontece nos acidentes com o botijão é que as pessoas o instalam dentro de casa, e saem para o trabalho. Quando chegam, a primeira atitude é a de acender as luzes da casa. Como o gás encontrase acumulado no ambiente, o interruptor de luz faz o papel do acendedor do bocal do fogão, causando uma explosão no ambiente.

Por esta razão, há alguns anos atrás, estabeleci com as distribuidoras o cumprimento do Código de Proteção e Defesa do Consumidor – CPDC, fornecendo informações adequadas sobre o manuseio e o produto. Os botijões de gás devem vir com Manual de Instrução, lacre, manutenção e requalificação, sem qualquer amassado, tudo para garantir a segurança do Consumidor. Esses cuidados evitam acidentes. Portanto, não aceite botijão de gás sem o Manual de Instrução, amassado, enferrujado, e sem o lacre. Você pode exigir,

ainda, que seja pesado na sua frente, pois algumas empresas enchem os botijões de gás com peso abaixo do estabelecido. Saiba que a Nota Fiscal é a sua garantia de uma compra segura, pois, no caso de acidente, você pode responsabilizar o fornecedor (Amparo Legal: artigos 14; 31; 34; 39, inciso VIII; 66, do CPDC. Constitui crime contra a ordem tributária não fornecer Nota Fiscal (Amparo Legal: artigo 1º, inciso V, da Lei n.º 8.137, de 27 de dezembro de 1990 – Pena: reclusão, de dois a cinco anos, e multa).

Todo cuidado é pouco ! CELSO RUSSOMANO,53, É DEPUTADO FEDERAL, JORNALISTA E BACHAREL EM DIREITO

@celsorussomanno


14

JORNAL BOLETIM - 1ª QUINZENA DE NOVEMBRO DE 2010 - EDIÇÃO 17

CENAS DA CIDADE

CAJAMAR EM QUADRINHOS

O DIA EM QUE A TENENTE MARQUES PAROU - Uma obra emergencial da SABESP e o horário de pico fizeram com que o trânsito parasse literalmente. Nem o esforço dos agentes de trânsito foi capaz de amenizar o stress de quem passava pela principal via de acesso do bairro.

Você Sabia ? 1° Aniversário da Associação, na época com o nome de ACIC

O primeiro presidente da ACE foi o Sr. Elmir Rinaldi. Na época, a diretoria preparou um show com um dos artistas mais famosos dos anos 80.

Elmir Rinaldi, ao lado do cantor Sérgio Reis.

ELMIR ABIGAIL EDGAR VIVIANE FERNANDO ACE CAJAMAR ANIVERSÁRIO JANTAR COMEMORAÇÃO COMERCIANTES EMPRESÁRIOS POLÍTICOS AMIGOS FAMÍLIA

http://s180.photobucket.com/home/formaggiogreen/index

PERDE TEMPO

Sérgio Reis em seu show animando o público


JORNAL BOLETIM - 1ª QUINZENA DE NOVEMBRO DE 2010 - EDIÇÃO 17

15

CLASSIFICADOS Tel: 4408-5562 / 44484568 PALIO HLX flex 2006 vermelho 1.8 4p completo 25.900,00 Tel: 4408-5562 / 44484568

A-3 aspirado gasolina 2002 prata 1.8 4p completo 28.900,00 Tel: 4408-5562 / 44484568

BERLINGO GLX gasolina 2001 cinza 1.8 4p completo 17.900,00 Tel: 4408-5562 / 44484568 C-3 glx gasolina 2006 preto 1.4 4p completo 25.500,00 Tel: 4408-5562 / 44484568

CELTA LIFE flex 2008 vermelho 1.0 2p 19.900,00 Tel: 4408-5562 / 44484568 CORSA SEDAN gasolina 2002 verde 1.0 4p lt. 16.500,00 Tel: 4408-5562 / 44484568 KADETT GL gasolina 1996 branco 2.0 2p 9.500,00 Tel: 4408-5562 / 44484568 MERIVA MAXX flex 2006 vermelha 1.8 4p completa 32.900,00 Tel: 4408-5562 / 44484568 VECTRA GL gasolina 1997 vermelho 2.0 4p dh. ve. te. al. 15.900,00 Tel: 4408-5562 / 44484568 S-10 ADVANTAGE flex 2009 preta 2.4 4p completa 52.000,00 Tel: 4408-5562 / 44484568 S-10 cab simp gasolina/gnv 2001 preta 2.4 2p dh. al. te 25.000,00 Tel: 4408-5562 / 44484568

DOBLO FIRE gasolina 2002 verde 1.3 4p dh.ve.te 24.500,00

PALIO EX gasolina 2000 verde 1.0 2p ve. al. te. lt. dt. 12.000,00 Tel: 4408-5562 / 44484568 PALIO 16V gasolina 1996 azul 1.6 4p dh. ve. te. al. 11.500,00 Tel: 4408-5562 / 44484568 PALIO EDX gasolina 1997 verde 1.0 4p ve. te. lt. dt 10.900,00 Tel: 4408-5562 / 44484568 SIENA CELEBRATION fire gasolina 2010 vermelho 1.0 4p completo 28.900,00 Tel: 4408-5562 / 44484568 STILO SCHUMACHER gasolina 2006 preto 1.8 4p completo + teto 39.000,00 Tel: 4408-5562 / 44484568 STILO CONECT flex 2007 preto 1.8 4p completo 34.900,00 Tel: 4408-5562 / 44484568 STRADA TREKKING flex 2010 prata 1.4 2p dh. ve. al. te. 35.900,00 Tel: 4408-5562 / 44484568 STRADA ADVENTURE flex 2006 preta 1.8 2p completa 28.500,00 Tel: 4408-5562 / 44484568 UNO MILLE SX gasolina 1997 azul 1.0 4p ve. lt. dt 9.500,00 Tel: 4408-5562 / 44484568 UNO MILLE FIRE flex 2008 prata 1.0 2p lt. dt 19.900,00 Tel: 4408-5562 / 44484568

ECOSPORT XLS flex 2007 cinza 1.6 4p completa 35.900,00 Tel: 4408-5562 / 44484568 F 1000 cab simp diesel 1990 preta 3.9 2p dh.al. 30.000,00 Tel: 4408-5562 / 4448-

4568 CARGO 815E diesel 2006 branco 2p dh. 69.900,00 Tel: 4408-5562 / 44484568

CIVIC EX aut gasolina/gnv 1999 branco 1.6 4p completo 16.900,00 Tel: 4408-5562 / 44484568

SPRINTER CDI 313 turbo diesel 2005 branca 2.8 4p dh. ve. 49.900,00 Tel: 4408-5562 / 44484568

GOL COPA G4 flex 2006 amarelo 1.6 4p dh.lt. dt.roda som 25.500,00 Tel: 4408-5562 / 44484568 GOLF FLASH flex 2006 preto 1.6 4p completo 32.900,00 Tel: 4408-5562 / 44484568 POLO HATCH flex 2007 prata 1.6 4p completo 32.900,00 Tel: 4408-5562 / 44484568 SANTANA MI gasolina 1999 vermelho 2.0 4p al. te. lt. dt 17.500,00 Tel: 4408-5562 / 44484568

206 HATCH gasolina 2002 prata 1.0 2p dh. te. al. lt. dt 16.900,00 Tel: 4408-5562 / 44484568

CLIO RN gasolina 2000 azul 1.0 4p ve. te. lt. dt 13.900,00 Tel: 4408-5562 / 44484568

FLEX 2009 prata 1.6 4p completo 41.000,00 Tel: 4408-5562 / 44484568 GOL CLI gasolina 1995 azul 1.6 2p al. te. 10.500,00 Tel: 4408-5562 / 44484568 GOL 16V gasolina 1999 vermelho 1.0 4p lt. dt 12.900,00 Tel: 4408-5562 / 44484568 GOL G4 flex 2006 preto 1.6 4p completo 25.500,00 Tel: 4408-5562 / 44484568

AJUDANTE DE SERRALHEIRO Contato: Néia Silva grh. empregos@uol.com.br F. 4448.1555 / 2330/ 1791 MARCENEIRO Contato: Néia Silva grh. empregos@uol.com.br F. 4448.1555 / 2330/ 1791 SALGADOR (trabalhar em frigorífico) Contato: Néia Silva grh. empregos@uol.com.br F. 4448.1555 / 2330/ 1791 AJUDANTE GERAL (trabalhar em frigoríficos) Contato: Néia Silva grh. empregos@uol.com.br F. 4448.1555 / 2330/ 1791 AUXILIAR DE EXPEDIÇÃO (com experiencia em mecânica geral) Contato: Néia Silva grh. empregos@uol.com.br F. 4448.1555 / 2330/ 1791 AUXILIAR DE LIMPEZA 02 vagas (masculino) Contato: Néia Silva grh. empregos@uol.com.br F. 4448.1555 / 2330/ 1791 ANALISTA CONTABIL (com experiencia em Escrita fiscal) Contato: Néia Silva grh. empregos@uol.com.br F. 4448.1555 / 2330/ 1791 MOTORISTA (com curso MOOP) Contato: Néia Silva grh.

com.br F. 3769-6970 Ramail: 6980 ou 697

VIGILANTE c/ curso de Reciclagem em dia (masc. e fem.) comparecer no setor. 4 do centro de eventos F. 4447 5267 PORTEIRO c/ curso ou experiência na função (masc. e fem.) comparecer no setor 4 do centro de eventos F. 4447 5267 TELE ATENDIMENTO (2º grau,masc. e fem.) comparecer no setor 4 do centro de eventos F. 4447 5267 GARÇON (masc. e fem.) comparecer no setor 4 do centro de eventos F. 4447 5267

PAJERO IO 4X4 gasolina 2000 prata 2.0 4p completa 28.900,00 Tel: 4408-5562 / 44484568

206 HATCH gasolina 2000 prata 1.6 4p completo 16.500,00 Tel: 4408-5562 / 44484568

empregos@uol.com.br F. 4448.1555 / 2330/ 1791

COZINHEIRO (masc. e fem.) comparecer no setor 4 do centro de eventos F. 4447 5267 BARMAN (masc. e fem.) comparecer no setor 4 do centro de eventos F. 4447 5267 CONFERENTE (masc.) comparecer no setor 4 do centro de eventos F. 4447 5267 OP. EMPILHADEIRA (MASC.) comparecer no setor 4 do centro de eventos F. 4447 5267 AUX. LOGISTICA (MASC.) comparecer no setor 4 do centro de eventos F. 4447 5267 MOTORISTA para trabalhar com distribuição e logística e-mail: mario_ fagundes@tresgeracoes. com.br F. 3769-6970 Ramail: 6980 ou 697 CONFERENTE para trabalhar com distribuição e logística e-mail: mario_ fagundes@tresgeracoes. com.br F. 3769-6970 Ramail: 6980 ou 6976 AJUDANTE para trabalhar com distribuição e logística e-mail: mario_ fagundes@tresgeracoes.

POVILHO JARDIM PRIMAVERA 125 m² R$95.000,00 F. 4448-4518 COLINAS DA ANHANGUERA 04 dorms, sala, cozinha, copa, lavanderia, salão R$160.000,00 F. 4448-4518

PQ. DOS BANDEIRANTES CAJAMAR 88m x 84m de frente (área total 6.075m) Lote 5 Quadra R C/ escritura R$150.000,00 Tratar com Paulo Fone: 6533 - 5885 ALPES DE CAJAMAR 10 X 25 – R$65.000,00 F. 4448-4518

ALPES DE CAJAMAR R$65.000,00 F. 4448-4518 CONDOMÍNIO VILHENA 2 dormitórios, sala c/ sacada, cozinha azulejada, lavanderia, garagem coberta, R$ 135.000,00 (aceita financiamento) (11) 4447-4282 (11) 7459-8118 ALPES DE CAJAMAR 2 dormitórios, 1 sala c/ varanda, cozinha azulejada, 1 banheiro, 1 vaga p/ carros, 4º Andar R$ 85.000,00 (aceita financiamento) (11) 4447-4282 (11) 7459-8118 ALPES DE CAJAMAR 2 dormitórios, 1 sala c/ varanda, cozinha azulejada, 1 banheiro, 1 vaga p/ carros, 2º Andar R$ 80.000,00 (aceita financiamento) (11) 4447-4282 (11) 7459-8118

FOREST VILLE R$ 550.000,00 F. 4448-4518 JORDANÉSIA JARDIM SÃO JOÃO R$400.000,00 F. 4448-4518 POLVILHO PQ. DOS PINHEIROS Sobrado, 625x20, 03 dorms, sala, cozinha, garagem para 02 carros FINANCIMENTO PELA CAIXA!!! R$ 200.000,00 F. 4448-4518

PQ. NOVA JORDANÉSIA 3 dormitórios, sala, cozinha, banheiro, Garagem 2 carros, R$ 165.000,00 (aceita financiamento) (11) 4447-4282 (11) 7459-8118 JD. SÃO JOÃO 3 dormitórios (2 suites), 2 salas, cozinha 2 ambientes, 2 banheiros, edícula, Garagem 2 carros R$ 260.000,00 (aceita financiamento) (11) 4447-4282 (11) 7459-8118 COLINAS DA ANHANGUERA 3 dormitórios (2 suites), 2 salas, cozinha 2 ambientes, 2 banheiros, edícula, Garagem 3 carros R$ 230.000,00 (aceita financiamento) (11) 4447-4282 (11) 7459-8118 POLVILHO 3 dormitórios, 1 sala, cozinha, 1 banheiro, Garagem 4 carros R$ 230.000,00 (aceita financiamento) (11) 4447-4282 (11) 7459-8118 POLVILHO 2 dormitórios, 1 sala, cozinha c/ armário embutido, terraço 1 banheiro, Garagem 2 carros R$ 155.000,00 (aceita financiamento) (11) 4447-4282 (11) 7459-8118 COLINAS DA ANHANGUERA 3 dormitórios, 1 sala, cozinha, 1 banheiro, Garagem 2 carros R$

200.000,00 (aceita financiamento) (11) 4447-4282 (11) 7459-8118

VISTA VERDE R$ 700,00 (incluso condomínio) F. 4448-4518

GUATURINHO 1080m² de construção, 1 doca, area administrativa com 2 wc, refeitório, 2 vestiários R$ 12.000,00 (mensal) (11) 4447-4282 (11) 7459-8118 FAZENDINHA 2.400 m² R$10,00 o m² F. 4448-4518 FAZENDINHA 1.000 m² R$10,00 o m² F. 4448-4518 FAZENDINHA 330 m² R$ 3.500,00 F. 4448-4518

JORDANÉSIA 1100m² de área util, topografia (plano), Km 39 Anhanguera R$ 5.000,00 (mensal) (11) 4447-4282 (11) 7459-8118 POLVILHO 432m² de área util, topografia (plano), Av. Tenete Marques R$ 1.500,00 (mensal)

O POLVILHO com amplo estacionsamento R$ 700,00 F. 4448-4518

ANUNCIE NO CLASSIFICADOS LIGUE: 11 4448-2353 11 4447-6476


16

JORNAL BOLETIM - 1ª QUINZENA DE NOVEMBRO DE 2010 - EDIÇÃO 17

OPINIÃO

LUCIANO PIRES É PALESTRANTE, ESCRITOR E COMUNICADOR

PERDEDORES HONRADOS

www.portalcafebrasil.com.br No final de 2006 a coisa estava preta nos EUA para a matriz da multinacional na qual eu trabalhava. Um aviso global foi disparado para que todas as operações apertassem os cintos. Um dos diretores brasileiros colocou em questão a comemoração de final de ano que havíamos cuidadosamente planejado para nossos 5 mil funcionários. Afinal, se era para apertar o cinto não poderia haver festa, não é? Fui a voz dissonante na diretoria, a “oposição”. Meu argumento era que estávamos terminando um ano em que nossas equipes foram duramente exigidas e reverteram um cenário ruim, obtendo resultados excelentes. Era hora de celebração e não de anti-clímax. Para mim, o preço da festa era infinitamente menor que o valor negativo do cancelamento. Não adiantou, “eles” venceram e a festa dançou. Quando o presidente anunciou o cancelamento, uma voz interior me gritou: “Não aceita! Não aceita!”. Mas a decisão da maioria fora tomada e eu tinha que aceitá-la. Mais que isso: a partir daquele momento eu – como diretor da empresa – teria que defender a decisão diante dos funcionários. Coube a mim, como Diretor de Comunicação, redigir o comunicado explicando o cancelamento. Tive que me desdobrar numa ginástica verbal para tentar transformar a decisão negativa num ato positivo e necessário. Lembrei-me dessa história assim que foi anunciado o resultado da eleição presidencial de 2010 no Brasil. Mais uma vez fui voto vencido. Não gostei do resultado, tenho preocupações com o futuro, mas... vivemos num regime democrático no qual é normal que as pessoas façam escolhas entre um lado e outro. É assim que funciona e,

como bom soldado, aceitarei o resultado e contribuirei para a harmonia do grupo. O que não pode ser aceito – sob nenhuma hipótese é a perspectiva de que um lado elimine o outro. E essa intenção foi demonstrada – até mesmo verbalizada – várias vezes durante a campanha. Vencer é democrático. Exterminar, não é. Num regime democrático os perdedores honrados aceitam a derrota e fazem sua parte para manter a harmonia do grupo. Mas jamais devem abdicar de sua existência. Muito menos resignar-se. Os perdedores honrados precisam cumprir o papel fundamental de fiscalizar, de apontar os erros e excessos. Isso se chama “oposição” e é exatamente o que legitima a democracia. Um regime sem oposição para lhe encher o saco, não é uma democracia. Aos vencedores honrados cabe ouvir os “nãos” dos opositores e contrapor seus argumentos. A convivência entre vencedores honrados e perdedores honrados é necessária e – mais que isso - benéfica para o país. E é isso o que sinceramente espero, embora nunca antes na história deste país a palavra “honra” tenha estado tão por baixo... Só pra terminar a história: os brasileiros – sempre mais realistas que o rei - foram os únicos que cancelaram a comemoração de final de ano. E o nosso cancelamento não teve qualquer repercussão junto aos “chefes” lá de fora. É claro que não perdi a chance de soltar um: “eu não disse?” na primeira reunião. Não adiantou nada, mas pelo menos enchi o saco deles. @lucianopires

Luciano Pires www.portalcafebrasil.com.br

O QUE VOCÊ ESPERA DA PRESIDENTE ELEITA DILMA ROUSSEF? Pela primeira vez na história da democracia brasileira uma mulher foi eleita Presidente da República. Apoiada pelo presidente Lula com mais de 80% de aprovação a sucessora demonstra que dará continuidade aos trabalhos do governo anterior mas dará um toque feminino. Qual a sua expectativa de uma mulher no comando e o que isso representa para o país? Dentro do que já vinha acontecendo, ela terá mais facilidade de continuar o trabalho atual. A Dilma participou do governo muito tempo, sabe onde estão os problemas e terá que consertar muita coisa. Vamos ver se o social vai melhorar. Fernando, ambientalista Minha expectativa é que ela pense em crescimento sustentável. As pessoas não podem ser negligentes na área ambiental, isso prejudica muito o progresso. O crescimento precisa continuar, mas o governo anterior pecou muito nesse ponto. Esse foi um dos pontos que fez com que a Marina Silva (outra mulher) deixasse o ministério. Nelson, servidor público

A avenida Tenente Marques começa a receber sinais para as faixas de sinalização. Uma avenida que recebe um fluxo de veículos como ela não poderia continuar sem as divisões. Isso poderá ajudar e muito o trânsito.

Em Jordanésia, a rua Mário Marcolongo (rua do HSBC) não tem sinalização para o acesso à avenida Jordano Mendes. A faixa de pedestres obriga o condutor a parar, o que tira a visão do motorista. Parar em cima da faixa é uma infração... e ai?

ed 17 BOLETIM DA ACE  

Jornal especial dos 30 anos da ACE Cajamar. A presidente Abigail Fernandes Meylan e o vice-presidente Edgar Brito receberam os convidados.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you