Issuu on Google+

Ano 03

131/2012 1848 pessoas receberam este informativo

A Cultura não é feita de momentos. É preciso investimentos, dedicação e renovação.

Limeira, 23/09/2012

Artistas Limeirenses Aniversariantes

Marcos Lima Se você tem uma iniciativa cultural mande pra gente.. Estaremos divulgando !

A CULTURA SÓ SE MOVIMENTA NA BASE DAS AÇÕES. CRIE

MOBILIZE

25/09 Eduardo Barsotti Músico

FAÇA PROJETOS

rEiNvEnTe SONHE

DIVULGUE SEU TRABALHO

29/09 Bruna Pimentel Cantora

Estamos no Twitter ►►► http://www.twitter.com/acarte_limeira

30/09 Lorena Fabrini Artes Musicais

ACARTE NO FACEBOOK

COLABORE Não imprima este Jornal

http://www.facebook.com/profile.php?id=100002670408260

Os aniversariantes postados aqui fazem parte da comunidade da ACARTE no FACEBOOK. FAÇA PARTE DA NOSSA COMUNIDADE TAMBÉM


CONEXÃO ARTES VISUAIS MINC/FUNARTE/PETROBRAS VINTE PROJETOS DE TODO O BRASIL SERÃO SELECIONADOS E PREMIADOS COM R$ 45 MIL CADA Eliseu Daniel

A Fundação Nacional de Artes (Funarte), vinculada ao Ministério da Cultura, lançou nesta sexta-feira, 14, o Edital Conexão Artes Visuais MinC/Funarte/Petrobras que contemplará 20 projetos em todo o país. Cada proponente do projeto selecionado receberá um prêmio no valor de R$ 45 mil. As inscrições estarão abertas até 31 de outubro. Poderão participar do processo seletivo pessoas físicas e jurídicas de natureza cultural, com ou sem fins lucrativos, atuantes na área das Artes Visuais. A análise dos projetos será feita por uma comissão composta por cinco profissionais. Serão avaliadas a excelência dos projetos, a exequibilidade dos prazos propostos, a estratégia de planejamento das ações e a divulgação para o público-alvo. O programa está em sua terceira edição e o investimento total é de R$ 1,5 milhão. Entre as ações a serem viabilizadas com os prêmios estão obras, mostras, palestras, seminários, oficinas, residências, mapeamentos, exposições e publicações. Os proponentes têm total liberdade para escolher o tema de seus projetos, assim como o local onde serão desenvolvidos. O objetivo é contemplar propostas de produção artística experimental, de reflexão crítica e de profissionalização dos processos de gestão cultural. As atividades e os produtos gerados por meio do edital serão oferecidos gratuitamente ao público. Mais informações: conexao@funarte.gov.br ACESSE O EDITAL: http://www.cultura.gov.br/site/wp-content/uploads/2012/09/Edital-Conex%C3%A3oArtes-Visuais.pdf

Kleber Leite

Paulo Hadich

Lusenrique Quintal

FOTOS DOS CANDIDATOS A PREFEITURA DE LIMEIRA


X Festival de Apartamento (Campinas/SP) Arte da Performance Sábado - 02/07/2011 a partir das 20:30h Entrada Franca, mas uma garrafa de vinho será muito apreciada. Organização: Thaíse Nardim Ludmila Castanheira Rodrigo Emanoel Fernandes fitrião: Flávio Rabelo a sétima edição do

Estão abertas as inscrições para Prêmio VIVALEITURA, que tem o objetivo de reconhecer e estimular Saudável Casa Subversiva - Campinas experiências de incentivo à leitura em todo país. O prêmio tem inscrições Rua Nair Pimenta da Silva, 905 abertas até 29 de setembro. Participe! Bairro: Residencial Terra Nova Distrito de Barão Geraldo - Campinas/SP

http://www.premiovivaleitura.org.br/cadastro/default.asp

O Prêmio VIVALEITURA é dividido em três categorias: (1) Bibliotecas públicas, privadas e comunitárias; (2) Escolas públicas e privadas; (3) Sociedade: ONGs, pessoas físicas, empresas, universidades/faculdades e instituições sociais. Neste ano, serão contemplados 18 projetos, seis em cada categoria, que receberão troféu e o prêmio de R$ 30 mil cada um. Também será concedida a menção honrosa "José Mindlin" para as iniciativas de destaque na categoria "Sociedade". A cerimônia de premiação acontecerá em dezembro. Confira o edital. http://www.premiovivaleitura.org.br/edital/default.asp

Inscreva-se gratuitamente, até 29/9, pelo site ou via postal, como carta registrada, com Aviso de Recebimento (AR), endereçada a PRÊMIO VIVALEITURA / Fundação Biblioteca Nacional, Av. Rio Branco, n° 219 – Centro, CEP 20040-008, Rio de Janeiro-RJ. Os trabalhos enviados pelos Correios devem conter a ficha de inscrição devidamente preenchida e anexada ao trabalho. Boa sorte! FICHA DE INSCRIÇÃO: http://www.premiovivaleitura.org.br/imprensa/downloads/Ficha_Inscricao.pdf

http://www.premiovivaleitura.org.br/

VOCÊ ESTA PENSADO EM REGISTRAR SUAS MÚSICAS ? ACESSE: http://www.musica.ufrj. br/index.php?option=c om_content&view=arti cle&id=97&Itemid=129 E SAIBA MAIS..


CANÇÕES À L’ACARTE 2012 Você

VEM AÍ...

Banda Peladonna

MANDIKA

Estrela do Oriente


Edital ProAC nº 16/2012 - ARTES VISUAIS A SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA torna público o CONCURSO que fará realizar visando à seleção de projetos de ARTES VISUAIS para apoio cultural, com observância na Lei Federal nº 8.666 de 21 de junho de 1993, Lei Federal nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998 (Lei de Direitos Autorais), no que couber, na Lei Estadual nº 6.544, de 22 de novembro de 1989, e alterações posteriores, Lei Estadual nº 12.268, de 20 de fevereiro de 2006, bem como toda a legislação complementar relacionada ao ProAC, e em conformidade com as condições e exigências estabelecidas neste Edital e seus anexos. para apoio cultural, com observância na Lei Federal nº 8.666 de 21 de junho de 1993, Lei Federal nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998 (Lei de Direitos Autorais), no que couber, na Lei Estadual nº 6.544, de 22 de novembro de 1989, e alterações posteriores, Lei Estadual nº 12.268, de 20 de fevereiro de 2006, bem como toda a legislação complementar relacionada ao ProAC, e em conformidade com as condições e exigências estabelecidas neste Edital e seus anexos. Data Inicial: 13/08/2012 Data Final: 26/09/2012 . DO OBJETO 1. Seleção de 10 (dez) projetos que contemplem produção e exposição de ARTES VISUAIS, no Estado de São Paulo, com prêmio de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) cada. 2. O valor máximo de apoio aos projetos selecionados neste Concurso será de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais). II. DAS DEFINIÇÕES Para os efeitos deste Edital, entende-se que: Artes visuais são manifestações artísticas contempladas em sua diversidade, tais como a pintura, a escultura, a gravura, a fotografia, a videoarte, a performance, a instalação, a arte em mídias eletrônicas e digitais e outras experiências artísticas; essas manifestações são consideradas obras de arte; Projeto de produção e exposição de artes visuais é aquele que contempla a produção de um trabalho artístico com sua exposição pública, por um período de tempo definido. O trabalho poderá compreender, de acordo com os seus objetivos e conceitos, uma ou mais obras de arte; e poderá ser individual ou coletivo (dois ou mais artistas); Proponente é a pessoa física, que venha a inscrever projeto neste Concurso, conforme as condições descritas no item IV – DAS CONDIÇÕES DE HABILITAÇÃO.

BAIXE O EDITAL http://www.cultura.sp.gov.br/StaticFiles/SEC/edital/site_16.doc

a


SE VOCÊ TEM ALGO A FALAR SOBRE CULTURA COM OS CANDIDATOS, VENHA PARTICIPAR CONOSCO.. SERÁ A OPORTUNIDADE DE VOCÊ FALAR SOBRE NOSSAS NECESSIDADES CULTURAIS

CANCELOU


CULTURA VIVA Célio TURINO

Cultura Viva, um conceito de cultura que se desenvolveu no Brasil e se espalha por toda América Latina. A Cultura entendida como processo e não produto, feita pela gente, pelas pessoas, sem hierarquias ou controle. Cultura como expressão simbólica, como construção de valores e cidadania e como economia. Uma Cultura que se desenvolve com autonomia e protagonismo, potencializados na articulação em rede. Cultura como fluxo, potência, afeto, desejo e encantamento. As cidades formam o melhor ambiente para a Cultura Viva. Mil povos, mil fazeres e mil sonhos. Tudo junto (e misturado). Para sedimentar a rede Cultura Viva (ou: o “fazer cultural” autônomo e protagonista) há os Pontos de Cultura; no Brasil eram mais de 3.000 em 2010, em 1.100 municípios. Os Pontos de Cultura são entidades culturais da sociedade, com personalidade jurídica própria, selecionadas por edital público e que já desenvolvem trabalhos em suas comunidades; tem atuação das mais diversas, das linguagens artísticas às ações sócio-culturais em territórios de vulnerabilidade social, de grupos eruditos a populares, do fortalecimento de laços identitários e tradições à experimentação estética e à vanguarda da cultura digital em software livre. São os mais diversos recortes, cada qual à sua maneira. Ao se potencializarem em rede vão se desenvolvendo, tanto do ponto de vista ético, estético ou econômico. E o fazem em uma relação horizontal, entre iguais (uma igualdade que se realiza na diferença), rompendo com processos formativos de cima para baixo, ou de fora para dentro. Cada Ponto de Cultura recebe um recurso anual de R$ 60 mil e desenvolve seu plano de trabalho conforme suas necessidades, empoderando-se no processo. Até o momento esta rede acontece em convênio com o Ministério da Cultura; mas por que não assumi-la como política municipal? Custa pouco, por vezes menos que uma festa patrocinada pela prefeitura, com a diferença de que acontece em processo contínuo, por todo o ano. Mas Cultura Viva vai além dos Pontos de Cultura e também envolve ações como “Cultura Digital”, “Cultura e Saúde”, “Economia Solidária e Cultura”, “Agentes Jovens de Cultura”, “Griôs e Mestres da Cultura tradicional transmitida pela Oralidade”, “Interações Estéticas”, “Escola Viva”, “Pontos de Leitura”, “Pontos de Memória”, “Pontos de Mídia livre”, “Pontinhos (para cultura da infância e lúdica)” e “Pontões (articuladores, capacitadores e difusores na rede)” de Cultura. Todas estas ações – e outras- devem ser desenvolvidas junto com os Pontos de Cultura.

Há tanta cultura tradicional, tantos mestres, tantos Griôs e tanto conhecimento que podem contribuir para o desenvolvimento da cidade; há tantos Pontos de Mídia Livre, rádios e TVs comunitárias, sites, blogs, fanzines e revistas independentes que contribuem para difundir o que de mais profundo e esquecido se produz por aí; tantos artistas, fazendo coisas belas e dispostos a interagir com comunidades em efetivas Interações Estéticas, ensinando e aprendendo com elas; a Cultura e Saúde com terapias alternativas e a arte como elemento de desenvolvimento das pessoas com deficiências intelectuais ou físicas, a medicina tradicional e a busca da cura em ambientes saudáveis; Pontos de Memória, com memoriais e museus comunitários, de vizinhança, temáticos, afetivos, em escolas; e Pontos de Leitura e suas bibliotecas comunitárias, as biciclotecas construídas a partir de tanta idéia boa surgida da mente de gente igualmente boa, por vezes moradores de rua, catadores de papel que reciclam livros e vidas. Tanta coisa boa e bela que pode se desenconder por aí, isso é Cultura Viva. E que pode ir além. Há que desenvolver ações e programas de arte pública, em apoio à artes e aos artistas de rua, que tanto humanizam as cidades. E os grupos de teatro e dança, que na falta de apoio governamental foram abrindo seus espaços próprios, gerando pólos autônomos de arte, inovação e convivência; mas a manutenção destes espaços é custosa, cabendo a criação de um arcabouço de apoio (redução ou isenção de impostos) e financiamento público para Espaços Culturais de Grupos que assegure a manutenção dos custos fixos; como contrapartida, esses espaços poderiam oferecer sua própria programação e uso em atividades e programas como Cultura e Educação e outros. O apoio ao Circo e aos artistas circenses e todas as suas especificidades, da regulação do uso de espaços à formação, do circo tradicional ao novo circo. E as Iniciativas Culturais da Juventude ou grupos culturais não formalizados, a exemplo do programa paulistano, VAI; ou a Agentes Jovens de Cultura, para jovens artistas e articuladores culturais; ou o apoio à ações e manifestações (a exemplo da parada Gay) de combate à discriminação, sejam de caráter religioso, gênero, étnico ou cultural; ou às Culturas tradicionais e populares, há tantas, em todas as cidades, as mais surpreendentes, como em São Paulo, em que os índios Pankararu redescobrem suas raízes na favela do Real Parque, ou jovens do Hip Hop que se reencontram com o repente de seus avós; as festas populares, seja em grandes ou pequenos municípios, sempre presentes. Tanta coisa bela e sensível, que passa na frente de nossos olhos e que nos diz que a Cultura continua Viva, não porque é feita pelo Estado ou governos, nem porque se deixa transformar em mercadoria, mas porque é feita pela gente e para a gente. E vai além. http://www.culturaemercado.com.br/pontos-devista/cultura-viva/


a

Estão abertas até 1º de novembro as inscrições para o II Concurso Nacional de Pesquisa sobre Cultura Afro-Brasileira – Prêmio Palmares 2012. O concurso é de competência do Centro Nacional de Informação e Referência da Cultura Negra e tem o objetivo de estimular a produção científica e dar visibilidade aos trabalhos acadêmicos que versem sobre a Cultura Afro-Brasileira. Serão considerados como Pesquisa sobre Cultura Afro-Brasileira os trabalhos que apresentem aspectos da tradição histórica, social, cultural, geográfica ou jurídica da população afrodescendente no Brasil (incluindo comunidades remanescentes de quilombos e comunidades religiosas de matriz africana), bem como sobre patrimônio material (bens imóveis, coleções, acervos) e imaterial afro-brasileiro, compreendendo: saberes (conhecimentos e modos de fazer); celebrações (rituais e festas tradicionais); formas de expressão (manifestações literárias, musicais, plásticas, cênicas e lúdicas); lugares (espaços onde se concentram e se reproduzem práticas culturais coletivas). Ao todo, serão premiadas 13 pesquisas, sendo que nas categorias Monografia e Dissertação, a concorrência será regionalizada, ou seja: serão premiados os melhores trabalhos em cada região (Sul, Sudeste, Centro-Oeste, Norte e Nordeste). Na categoria Tese, serão premiados os 3 melhores trabalhos (1º, 2º e 3º lugar geral). Os vencedores das categorias Monografia e Dissertação receberão também uma premiação em dinheiro: R$ 4 mil para cada monografia e R$ 8 mil para cada Dissertação. Para os primeiros colocados na categoria Tese, a premiação se dará na forma da publicação de um livro, com tiragem mínima de 1.000 (mil) exemplares contendo na íntegra o conteúdo da pesquisa premiada. A participação no concurso é gratuita e aberta a qualquer pessoa com defesa comprovada de monografia, dissertação ou tese em universidade pública ou privada cadastrada no Ministério da Educação, em qualquer área de conhecimento, especialmente das Ciências Sociais e Humanas, e que atendam aos critérios do Edital. Os candidatos que desejarem se inscrever no concurso deverão realizar sua inscrição prévia encaminhando a Ficha de Inscrição para o e-mail premiopalmares2012@palmares.gov.br.

A inscrição definitiva só será efetivada após o recebimento, via postal, dos trabalhos e documentos solicitados no Edital. As dúvidas serão respondidas somente por meio do email premiopalmares2012@palmares.gov.br.

Para visualizar ou imprimir a versão em PDF do Edital http://www.palmares.gov.br/wp-content/uploads/2012/09/EDITAL-PR%C3%8AMIOPALMARES-2012.pdf


1º FESTIVAL DE CENAS CURTAS DA ACARTE a

INSCRIÇÕES ABERTAS Baixar. REGULAMENTO E FICHA DE INSCRIÇÃO. http://www.acartelimeira.blogspot.com.br/2012/09/1-festival-de-cenas-curtas.html


CULTURA LIMEIRA

I ENCONTRO TÉCNICO INTERMUNICIPAL DE BANDAS SINFÔNICAS

a


Fone: [19] 3451.5164 www.inflaveis.com.br

SENAC Limeira (19) 2114-9199

Instrumentos Musicais Limeira – SP Av. Piracicaba, 450 Vila São João Fone: (19) 3704-7200

http://www.musicalbrasil.com.br/ Caso você queira contribuir com algum tema, ou tenha alguma dúvida, entre em contato conosco! Faremos o possível para auxiliá-lo. Loja Sintonia Rock

ACARTE Associação Cultural dos Artistas e Técnicos de Limeira CONTATOS: e-mail: acartelimeira@gmail.com BLOG ACARTE: http://acartelimeira.blogspot.com/


JORNAL CULTURAL ACARTE - 131