Issuu on Google+

12

FORTALEZA - CEARÁ - BRASIL Terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

VERDE

Municípios que levam nomes de árvores da Caatinga

A

s árvores dão sombra, frutos, nutrem o solo, ajudam a curar doenças, refrescam o ambiente, fornecem abrigo aos animais e ainda ornamentam. Sua representatividade para o país não está apenas nas florestas exuberantes que possuímos e que dão o verde à bandeira nacional, mas em seu próprio nome. O Brasil é o único país do mundo que leva o nome de uma árvore, o pau-brasil (Caesalpinia echinata), ainda hoje utilizado na fabricação de arcos para instrumentos de corda.

Assim como a história do nosso País, muitas localidades no sertão têm seu nome graças a uma árvore. Municípios no Ceará como Carnaubal, Cedro, Saboeiro, Juazeiro do Norte, Jucás, Lavras da Mangabeira e Tamboril são alguns exemplos que possuem seus nascimentos ligados a uma espécie na Caatinga. A Carnaúba (Copernicia prunifera), referente à cidade de Carnaubal, é considerada símbolo do Ceará, está presente na bandeira do Estado, sua cera é usada em chips, tonners, polidores, tintas e nas indústrias alimentícia e farmacêutica. O Cedro (Cedrela fissilis) é conhecido nacionalmente por sua madeira nobre. Já o Saboeiro (Sapindus saponaria) tem seu fruto conhecido por antigamente ser usado durante o banho do sertanejo para eliminação de coceiras, ácaros e fungos. E a entrecasca do Juazeiro (Zizyphus joazeiro) já foi muito usada como sabonete, xampu e até creme dental. O Jucá (Caesalpinia férrea) é uma árvore utilizada na medicina popular por suas propriedades curativas, na construção civil e em movelarias. O fruto da mangaba (Hancornia speciosa) possui alto valor nutricional e estão presentes na produção de doces, sorvetes e compotas. E a árvore Tamboril (Enterolobium contortisiliquum) é conhecida pela produção de canoas com sua madeira. Assim como o pau-brasil, essas árvores eram encontradas em abundância em nosso território e devido ao desmatamento desenfreado estão

desaparecendo. A proteção da Caatinga é fundamental para que as espécies encontradas nela não cheguem ao estágio em que se encontra o pau-brasil, que desde 1920 é considerado raro e está na lista oficial de espécies da flora brasileira ameaçadas de extinção.

www.acaatinga.org.br


ABC da Caatinga