Page 1

Informativo Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia em Identificação Digital

Publicação Bimestral - ano 8 - número 60 - Mar/Abr 2017

Diretor da ABRID

SAOP/INI/DIREX/PF

participa do lançamento da nova carteira funcional da PF

Brasílio Caldeira, diretor do INI, Glédston dos Reis e Edson Rezende, ex-diretores do INI e Leandro Daiello, Diretor-Geral do DPF durante o lançamento da nova Carteira Funcional da PF.

O Departamento de Polícia Federal (DPF) lançou oficialmente, no dia 31/3, o novo conjunto de identificação funcional que traz uma série de importantes elementos de segurança. Para a cerimônia, que contou com a presença do diretor geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, foram convidados todos os ex-diretores do Instituto Nacional de Identificação (INI/DPF), dentre os quais está Edson Rezende de Oliveira, atual diretor de identificação digital da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia em Identificação Digital (ABRID), que dirigiu o Instituto no período de 1995 a 2001. Para Edson Rezende ”O documento é

mais moderno e, principalmente, mais confiável com vários itens de segurança, justificando sua importância e preocupação com seu uso, procurando dificultar sua falsificação e utilização por criminosos no cometimento dos mais variados tipos de crimes. A nova carteira substitui o atual que é usada pelos servidores do órgão a mais de 20 anos”, ponderou Rezende. O modelo lançado já está em processo de confecção e permitirá uma identificação mais rápida e precisa. Será composto do Cartão de Identidade Funcional, com todos os dados do servidor - como nome, filiação e matrícula. Além de garantir porte de arma aos servidores policiais.

de sucesso!

ASSOCIADAS, A.E.T. Europe B.V. Akiyama Corporação Alterosa Card Solutions Casa da Moeda do Brasil Certisign

Fonte: Agência de Notícias PF com adaptações.

por mais um ano

Parabéns às

EU FAÇO PARTE

A nova carteira trará ainda elementos de segurança, como tinta de variação óptica, com luminescência à luz ultravioleta na cor dourada, fundo geométrico duplo, fotografia fantasma do titular, QR-Code, que retornará os dados biográficos do portador, imagem escondida, fundo invisível fluorescente com brasão da PF, entre outros. Modernos e mais seguros, os cerca de 20.000 documentos – de servidores policiais e ocupantes do plano especial de cargos, serão trocados no prazo de um ano, data de validade estabelecida para os documentos atuais.

CR Consultoria Entrust Datacard Gemalto Giesecke & Devrient América do Sul

Infineon Technologies

ICE Cartões Especiais

NEC Brasil

IntelCav Mako Montreal

NXP Semiconductors Oberthur Technologies OVD Kinegram Corporation SABIC Serasa Experian

Smartrac Surys Thomas Greg & Sons do Brasil Valid Vision-Box


ARTIGO

4 princípios para a construção de uma infraestrutura segura para a Internet das Coisas

analisando os riscos e considerando a natureza dinâmica das ameaças cibernéticas. A avaliação deve incluir todos os elementos: o dispositivo, a nuvem e as redes. Deve medir o impacto da fraude contra o custo do que precisa ser protegido, alcançando um equilíbrio. 2. Proteger os dispositivos

Há duas etapas para proteger dispositivos: a primeira é equipá-los com identidades robustas. Para proteger sua integridade (identida-de, software do dispositivo e sua configuração), os fabricantes têm que investir em estruturas de segurança adequadas, sejam elas baseadas em hardware, em software ou uma combinação de ambas, especialmente para dispositivos usados em alto risco ou ambientes potencialmente hostis. Por exemplo, dispositivos conectados usados para automóveis, drones, sensores de fábricas e câmeras de segurança. Uma parte crucial da construção de identidades seguras é o processo de autenticação. Estes dispositivos conectados devem ser capazes de conduzir a autenticação mútua com outros dispositivos: a nuvem e a rede, assim, somente o acesso autorizado é permitido. Além disso, o gerenciamento do ciclo de vida de segurança precisa ser implantado. O que isto André Mattos, significa? Garantir que os dispositivos IoT possam Diretor de Mobile Services e IoT Brasil, Gemalto se adaptar a ameaças dinâmicas através do A Internet da Coisas (IoT) está em pleno download de software, patches de software e curso, revolucionando a maneira como vivemos. atualizações de segurança em uma base regular. Criando casas inteligentes, transportes conectados e sistemas de energia inteligentes. 3. Proteger a nuvem Entretanto, a tecnologia depende da transmisUma infraestrutura de IoT segura também são de grandes volumes de dados. Com enormes quantidades de informações flutuando no deve proteger dados em movimento ou em ciberespaço e milhões de dispositivos conecta- repouso, além de garantir que ele esteja corretados, os hackers estão encontrando mais oportu- mente criptografado. O acesso aos dados dos nidades de causar impacto neste ambiente. Em dispositivos de sistemas consumidores (smartoutubro do ano passado, mais de 80 serviços, phones e tablets, por exemplo) ou servidores de como Netflix, Twitter, AirBnb, PayPal e Spotify aplicação deve ser rigidamente controlado através saíram do ar depois de um ataque hacker e foi, de mecanismos de autenticação forte. em parte, culpa de dispositivos IoT. Foi o mais grave ataque, afetando mais de 1 bilhão de 4. Proteger as redes e proteger os dados na rede clientes. Felizmente, existem maneiras de Em cada etapa de sua jornada, os dados resolver o problema. Ao proteger o dispositivo, a provenientes de dispositivos confiáveis rede e a nuvem, podemos reduzir os riscos de um ataque. Aqui estão alguns princípios para a autenticados precisam ser protegidos, caso contrário ele poderia cair em mãos erradas. Através de construção de uma infraestrutura robusta IoT. uma combinação de técnicas como cripto-grafia de dados e proteção de integridade, pode-mos 1. Segurança por projeto mitigar os riscos de ataques cibernéticos. Os desenvolvedores devem avaliar as Seguindo estes princípios, podemos ajudar a necessidades de segurança da infraestrutura, construir uma infraestrutura de IoT segura, permiconduzindo uma rigorosa avaliação de riscos no tindo que a tecnologia conectada alcance seu início do processo do projeto. A segurança por potencial máximo sem comprometer a confiança projeto precisa incluir uma auditoria detalhada, do usuário.

SURYS é a nova associada da ABRID A empresa SURYS é a mais nova associada da ABRID. A empresa nasceu como Hologram Industries há mais de 3 décadas, inspirada na criação de hologramas de segurança (OVDs).

Hoje a SURYS é uma empresa que expandiu as suas ofertas de produtos e serviços criando um vasto portfolio de soluções sempre através do uso inovador da ciência, entendimento das necessidades de seus clientes, uma forte engenharia, industrialização e finalmente gerando a confiabilidade em suas soluções para o mercado.

EDITORIAL A palavra de ordem é Modernizar, verbo transitivo direto definido pelo dicionário Aurélio como “Adaptar (-se) aos usos ou necessidades modernas”. Por sua vez, o adjetivo Moderno é definido como “1. Dos tempos atuais ou mais próximos do nosso; recente. 2. Atual, hodierno. 3. Que está na moda. Sob essa perspectiva, o Departamento de Polícia Federal (DPF) lançou recentemente sua nova carteira de identificação funcional. Atualizado, o documento reúne elementos de segurança conceituados que dificultam ainda mais uma eventual falsificação. Se uma das definições para o adjetivo moderno é “dos tempos atuais”, a Internet das Coisas (IoT) traduz bem seu significado. Considerada uma revolução tecnológica, a IoT se propõe a conectar, por meio da internet, os vários dispositivos eletrônicos do nosso dia-adia. Mas, para que essa realidade tome uma proporção maior e consequentemente impacte positivamente a vida da maioria das pessoas e das organizações, André Mattos, Diretor de Mobile Services e IoT Brasil da Gemalto aponta em seu artigo a necessidade de uma infraestrutura segura, para a qual aponta alguns princípios básicos. Palavras frequentemente usadas por nossos governantes - inovar, reformar, atualizar são sinônimos de modernizar. Reforma da previdência, do teto dos gastos públicos, além da modernização da lei trabalhista, talvez sejam as mais comentadas nos últimos tempos. Independente da palavra usada tomara que não se perca de vista o significado primeiro de modernizar: “Adaptar (-se) aos usos ou necessidades modernas” e, porque não dizer dos brasileiros modernos e daqueles nem tão modernos assim.


Feira Internacional de Segurança, a EXPOSEC é um dos principais eventos e vitrine tecnológica da América Latina para o setor de segurança e traz em sua 20ª edição atualizações de produtos e serviços nos

segmentos de Segurança Eletrônica, Privada, Pessoal, Patrimonial e Empresarial. Organizada pela Cipa Fiera Milano, em parceria com a ABESE (Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança), a EXPOSEC é um evento eminentemente de negócios, com mais de 800 marcas expositoras e público de

42 mil profissionais do setor (2016). Realizada anualmente no mês de maio, na cidade de São Paulo, figura hoje entre as mais importantes feiras do setor no mundo.

FIQUE ATENTO Data: 23 a 25 de maio Local: São Paulo Expo Exhibition & Convention Center – São Paulo/SP Informações: http://exposec.tmp.br/16/

Participe do Connected Smart Cities O Connected Smart Cities envolve empresas, entidades e governos em um evento que tem por missão encontrar o DNA de inovação e melhorias para cidades mais inteligentes e conectadas umas com as outras, sejam elas pequenas ou megacidades. Para atingir este objetivo, unimos empresas de serviços e tecnologia de ponta, especialistas, prefeituras e pessoas engajadas com a otimização das cidades do Brasil, buscando inspiração em soluções implantadas nas mais inteligentes cidades do mundo e trazendo novas ideias.

Calendário 2017 DATA 23 a 25 de maio 24 e 25 de maio

EVENTO Fórum Nacional de Identificação Humana e Segurança Documental Expo Brasil Forense Cards, Payment & Identification IV Seminário Nacional de Certificação Digital

23 a 25 de maio

interFORENSICS

23 a 25 de maio

EXPOSEC International Security Fair

21 a 22 de Junho

Connected Smart Cities

10 e 11 de Agosto 29 e 31 de Agosto

Congresso INFORMATIONSHOW Biometrics HITech 2017 e XIV Congresso Brasileiro de Identificação

19 a 21 de setembro

15º CertForum – etapa nacional

25 e 26 de setembro

Congresso de Segurança da Informação, Auditoria e Governança de TIC (CNASI) Congresso de Segurança da Informação, Auditoria e Governança de TIC (CNASI) Congresso de Segurança da Informação, Auditoria e Governança de TIC (CNASI)

16 e 17 de maio

25 de outubro 30 de novembro

Realizado pelo Sator, O Connected Smart Cities 2017 será realizado no Centro de Convenções Frei Caneca nos dias 21 e 22 e junho, em São Paulo/SP.

FIQUE ATENTO Data: 21 e 22 de junho Local: Centro de Convenções Frei Caneca, São Paulo/SP Informações: http://www.connectedsmartcities.com.br/

Informações no site da ABRID - www.abrid.org.br LOCAL Royal Tulip Brasília Alvorada SHTN Trecho 1 Conj. 1B, Bloco C - Asa Norte, Brasília/DF

Transamerica Expo Center, Av. Dr. Mário Villas Boas Rodrigues, 387 – Santo Amaro. São Paulo/SP Hotel Royal Tulip Brasília Alvorada, HTN Trecho 1 Conj 1B, Bloco C - Asa Norte, Brasília - DF São Paulo Expo Exhibition & Convention Center Rodovia dos Imigrantes Km 1,5 – São Paulo Centro de Convenções Frei Caneca R. Frei Caneca, 569 – Consolação, São Paulo/SP WTC – World Trade Center - São Paulo, Av. das Nações Unidas, 12551 - Cidade Monções, São Paulo/SP Hotel Royal Tulip Brasília Alvorada, HTN Trecho 1, Conj 1B, Bloco C - Asa Norte | Brasília/DF Centro de Eventos e Convenções Brasil 21 SHS Quadra 06 - Complexo Brasil 21 - Brasília/DF Hotel Pullman Vila Olímpia Rua Olimpíadas, 205 – Vila Olímpia – São Paulo/SP Hotel Mercure Brasília Eixo Monumental SHN Quadra 05 Bloco G – Brasília/DF Hotel Transamérica Prime Barra, Av. Gastão Senges, 395 – Barra da Tijuca – Rio de Janeiro/RJ

EVENTO

20ª EXPOSEC


Tecnoservice firma acordo tecnológico com a Giesecke & Devrient A Tecnoservice Tecnologia, fabricante de soluções de segurança para automação bancária, firmou acordo com a empresa Giesecke & Devrient (G&D) para o lançamento do Safe Cash SC-X, que passa a integrar o portfólio de produtos da Tecnoservice e está equipado com BPS C1 da G&D, com capacidade de validar até 1.050 cédulas por minuto. O foco do lançamento são empresas varejistas, supermercados, agências lotéricas que recebem grandes volumes de notas em suas atividades comerciais na boca do caixa. “Escolhemos a tecnologia G&D após inúmeros testes com a BPS C1 em nosso departamento de P&D em Valinhos, São

Paulo, onde contamos com uma equipe com mais de 15 anos de know-how em tecnologia bancária. A tecnologia G&D atende a todos nossos padrões de qualidade e poderá assegurar a tranquilidade de nossos clientes nas tarefas de processamento numerário”, comenta Flavio Pontes, diretor da Tecnoservice Tecnologia. “Nossa expectativa é ter 35% de participação do mercado de varejo com a nova tecnologia”. Hélio Inoue, gerente de vendas da divisão de Banknote – Processing da G&D Brasil, comenta que o Safe Cash SC-X irá também contribuir para a consolidação da presença da Giesecke & Devrient no mercado de varejo brasileiro, onde as

empresas que manuseiam grandes volumes de notas diariamente necessitam de tecnologias avançadas para garantir alto desempenho e segurança. “Temos na Tecnoservice Tecnologia a confiança necessária para apoiar este lançamento, colocando à disposição dos seus clientes toda a nossa equipe de suporte técnico no Brasil e Alemanha. Nossas expectativas para 2017 são as melhores com este lançamento”, afirma o executivo. Fonte: FonteMidia Americas

Serasa assina documento da ONU para fortalecer a igualdade de gênero nas empresas A Serasa Experian já integra a lista de mais de 100 empresas que aderiram ao documento “Princípios de Empoderamento das Mulheres”, iniciativa da ONU Mulheres e do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU). A assinatura do termo aconteceu no último 8 de março, Dia Internacional da Mulher, na sede da empresa em São Paulo. Ao firmar o tratado, a Serasa torna público seu compromisso com a igualdade de gênero e com a criação de uma rede de compartilhamento de informações sobre práticas adotadas em outros países. Para a gerente de Sustentabilidade Corporativa da Serasa Experian, Andréa Regina, a assinatura do documento externa políticas já executadas pela empresa. “A Serasa garante oportunidade de crescimento

para os profissionais da casa, independente de gênero”, diz Andrea. “Buscamos valorizar os colaboradores, aproveitando todo potencial de nosso time em prol do bom desenvolvimento dos processos da casa.” Os sete princípios de Empoderamento das Mulheres: 1. Estabelecer liderança corporativa sensível à igualdade de gênero, no mais alto nível. 2. Tratar todas as mulheres e homens de forma justa no trabalho, respeitando e apoiando os direitos humanos e a não discriminação. 3. Garantir a saúde, segurança e bem-estar de todas as mulheres e homens que trabalham na empresa. 4. Promover educação, capacitação e

desenvolvimento profissional para as mulheres. 5. Apoiar empreendedorismo de mulheres e promover políticas de empoderamento das mulheres através das cadeias de suprimentos e marketing. 6. Promover a igualdade de gênero através de iniciativas voltadas à comunidade e ao ativismo social. 7. Medir, documentar e publicar os progressos da empresa na promoção da igualdade de gênero. Fonte: Serasa Experian

Com apoio da Thomas Greg & Sons, Detran MT realiza segundo workshop de fiscalização Entre os dias 27 e 30 de março foi realizado o II Workshop de Fiscalização de Documentos Emitidos pelo Departamento Estadual de Trânsito do Mato Grosso (DetranMT) e Veículos. O evento aconteceu no auditório da sede da autarquia, em Cuiabá. O workshop teve como objetivo capacitar os agentes envolvidos com a fiscalização de trânsito na identificação de fraudes em documentos e veículos. “A capacitação permitirá que todos os agentes

EXPEDIENTE

envolvidos com o trânsito tenham condições de identificar documentos e veículos adulterados”, explicou o presidente do DetranMT, Arnon Osny. Participaram do evento servidores da Polícia Militar (PM-MT), Polícia Civil (PJC), Polícia Rodoviária Federal (PRF), os agentes de trânsito da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) de Cuiabá, a Guarda Municipal de Várzea Grande, e a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec). O

evento foi organizado pela Unidade de Fiscalização de Trânsito do Detran, com o apoio da Fenabrave Mato Grosso, SincodivMT e Thomas Greg & Sons. Fonte: Cenário MT e Folha Max, com adaptações.

Presidente: Célio Ribeiro • Edição/ Revisão: Ascom ABRID • Periodicidade: bimestral • Projeto Gráfico e Diagramação: Brunoteles.com • Contato: ascom@abrid.org.br - (61) 3234-6282

Info60  

A palavra de ordem é Modernizar, verbo transitivo direto definido pelo dicionário Aurélio como “Adaptar (-se) aos usos ou necessidades moder...

Advertisement