__MAIN_TEXT__

Page 1

Informativo

Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia em Identificação Digital

Publicação Bimestral - ano 5 - número 44 - Jul/Ago 2014

Estádios brasileiros utilizam solução de segurança da HID Global A HID Global aplicou sua tecnologia nos produtos da Assa Abloy, empresa líder em soluções de abertura de portas na qual a HID faz parte. Trata-se de uma solução de controle de acesso que garante a segurança interna dos bastidores dos estádios. Esse recurso foi usado em diversas aplicações por seis dos doze estádios no Brasil, a qual alguns jogos da Copa do Mundo de 2014 ocorreram, como em Fortaleza, Natal, Recife, Curitiba, Brasília, além do grande estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. A HID Global participa constantemente do mercado de soluções similares e é líder no que se refere aos equipamentos eletrônicos para o controle de acesso físico. Para complementar sua e? cácia, a Assa Abloy agrega um amplo portfólio de soluções para fechadura, como por exemplo, fechaduras mecânicas, maçanetas, fechaduras eletromecânicas e eletromagnéticas, barras de pânico, molas, etc. Conforme o Diretor de Vendas da HID Global no Brasil, Gustavo Gassmann, essa ferramenta é um controle de acesso físico que faz a leitura de crachás de funcionários e colaboradores nas áreas internas dos estádios. “Quando falamos de estádios, temos que considerar que para ter

70.000 expectadores, é necessário o trabalho de muitos empregados, uma quantidade de pessoas que entram e saem de áreas restritas constantemente. A ? nalidade das soluções fornecidas pela HID é tornar esta circulação mais ordenada e, sobretudo, ter a capacidade de gerenciamento destas pessoas”, destacou. Questionado sobre como a solução alcançou o patamar de garantir a segurança

Solução de controle e leitura e leitura da HID Global

nos estádios brasileiros, Gustavo Gassmann a? rmou que a ferramenta supriu a necessidade. “Objetivamente, é muito difícil medir o impacto com 100% de certeza quando falamos de algumas soluções que trabalham em conjunto com outras, e logicamente existe uma interação com diferentes pessoas que gerenciam as

soluções. Acompanhei quatro jogos da Copa do Mundo e, além de ter assistido a partidas muito emocionantes, ? quei com muito orgulho de ver os produtos da HID e da Assa Abloy fazendo parte destes eventos”, garantiu o Diretor de Vendas da HID. Entretanto, o Diretor frisou a di? culdade de implantar a solução, que é a integração com outras soluções, mas assegurou que as di? culdades encontradas são identi? cadas e tratadas por técnicos especializados. “Temos uma equipe de suporte local dedicada a fornecer ajuda em qualquer tipo de di? culdade que possa se apresentar, este é um dos grandes valores da HID, entre outros. Temos o orgulho de estar no Brasil há mais de 10 anos prestando serviços comerciais, de estoque local, de suporte e garantia vitalícia na grande maioria de nossos produtos”. A HID Global é uma empresa do G r u p o A s s a A b l o y , q u e organizacionalmente pertence ao mesmo grupo econômico. No Brasil, são empresas independentes com objetivos e soluções diferentes e sempre que existe alguma possibilidade de sinergia comercial, ela é executada. Fonte: Ascom/Abrid

Parabéns às

ASSOCIADAS, por mais um ano

de sucesso! EU FAÇO PARTE 3M do Brasil A.E.T. Europe B.V. Akiyama Corporação Alterosa Card Solutions Bayer MaterialScience Biológica Sistemas Boa Vista Serviços Casa da Moeda do Brasil

Certisign CR Consultoria Datacard Group Dermalog Giesecke & Devrient América do Sul Gemalto HID Global Iafis

Indra do Brasil Infineon IntelCav Mako Montreal NEC Brasil NXP Semiconductors OVD Kinegram Corporation

Oberthur Technologies Print Laser SABIC Safran Morpho Serasa Experian Sicpa Smartrac Soluti

Thales Group Thomas Greg & Sons do Brasil Valid Certificadora Vision-Box


ARTIGO

RECONHECIMENTO FACIAL: A tecnologia de busca forense mais “natural” Boston. O estudo analisou a con? abilidade do sistema de reconhecimento facial automático para auxiliar a aplicação da lei na identi? cação de suspeitos de bombardeio. Na simulação, os pesquisadores utilizaram o mesmo vídeo usado para incriminar os suspeitos e procurou as faces contra um banco de dados de 1 milhão imagens. O estudo concluiu que o produto NEC NeoFace mostrou maior precisão dentre os produtos utilizadas na simulação.

Fonte: NEC

Aplicação da Tecnologia

Diversas informações podem ser fornecidas por meio da face humana e, atualmente, o rosto de uma pessoa tornou-se a base para a mais fascinante e promissora tecnologia forense: sistema de reconhecimento facial. Razões pelas quais a tecnologia de reconhecimento facial está se tornando mais predominante e precisa: é uma tecnologia simples de implementar e operar; usuários ? nais não precisam ser especialistas em biometria para avaliar o resultado de uma busca; o crescimento do uso de smartphones para capturar fotos e vídeos; o processo de captura da face é não intrusivo, dispensa contato e é menos restritivo; investimento contínuo na melhoria da tecnologia por empresas de biometria, como a NEC. O caso de grande repercussão mais recente envolvendo tecnologia para identi? car suspeitos é o bombardeio na Maratona de Boston, em abril de 2013. Exsitem opiniões divergentes se a tecnologia de reconhecimento facial foi útil na busca pelos terroristas, mas uma coisa é clara: a vigilância por vídeo foi muito útil para rastrear os movimentos dos suspeitos. As imagens divulgadas dos suspeitos de Boston, obtidas por câmeras de vigilância instaladas no entorno do evento, tinham entre 12 a 20 pixels, enquanto o recomendado requer cerca de 90 pixels. Mesmo em uma condição de baixa qualidade das imagens, o sistema de reconhecimento facial auxiliou na análise das mesmas. Um estudo recente realizado pela Universidade Estadual de Michigan (MSU) simulou a atividade pós-forense dos atentados de abril de 2013 na maratona de

O campo de busca forense é uma aplicação natural para o reconhecimento facial. Agentes de campo munidos com PDAs podem enviar buscas para sistemas de reconhecimento facial remotos ou até mesmo uma lista de pesquisa local no próprio dispositivo e rapidamente determinar se um indivíduo é um criminoso conhecido. Mesmo que o principal uso do sistema de reconhecimento facial seja por agências governamentais, as demais oportunidades estão surgindo para uso desta tecnologia, tais como: segurança em caixas eletrônicos; controle de acesso a funcionários; ? delização de clientes e identi? cação de clientes VIP. Visualizando o Futuro “O reconhecimento facial continua sendo um grande foco de investigação forense devido à sua natureza não-invasiva e porque é o principal método de identi? cação de pessoa. Inúmeras oportunidades surgirão para agências governamentais e aplicações comerciais”, disse Raf? e Beroukhim, vice presidente da Divisão de Soluções em Biometria da NEC. Apesar de algum ceticismo, os algoritmos atuais possuem uma precisão dez vezes maior em relação aos algoritmos de reconhecimento facial de uma década atrás e 100 vezes mais precisos do que os de 1995. Algoritmos atuais superam a percepção humana em reconhecer faces e podem até mesmo identi? car gêmeos idênticos. O mercado continua a ganhar aceitação, crescendo em cerca de 60% ao ano e deverá superar 1 bilhão em 2013. Devido ao potencial da tecnologia para tornar a vida melhor e mais segura, muitos especialistas forenses prevêem que a tecnologia de reconhecimento facial se tornará parte da sociedade.

EDITORIAL Temos acompanhado o período de campanhas eleitorais, principalmente dos candidatos a Presidente, presenciando debates com bons níveis que têm dado esperanças de melhorias em várias atividades que sentimos necessidade de uma maior e mais e? caz ação governamental. Atentando para os projetos apresentados pelos candidatos, temos a satisfação de notar que existem perspectivas de desenvolvimento em áreas que o país e o cidadão sentem carência e precisam investimentos para atendimentos básicos às necessidades que ainda têm em quase todas as regiões. Se presenciamos maciços investimentos em variados segmentos, principalmente visando atender necessidades para realização da Copa do Mundo, esperamos serem priorizadas outras atividades, a partir de agora, para o atendimento básico e inadiável de outras necessidades do cidadão brasileiro que não foram contempladas com o grande “pacote” mencionado. Todas estas perspectivas afetam diretamente e dizem respeito, também, ao preparo das empresas privadas das mais variadas atividades, visando a participação e atendimento ao que esperamos e aguardamos para os próximos anos, objetivando um constante e necessário desenvolvimento que um país, a nível Brasil, necessita e tem capacidade para apresentar.

Presidente da Abrid, Dr. Célio Ribeiro, é condecorado com medalha O presidente da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia em Identi? cação Digital – ABRID, Dr. Célio Ribeiro, participou de cerimônia cívicomilitar, no dia 25 de agosto, Dia do Soldado. Na oportunidade, foram condecoradas personalidades e autoridades civis e militares, que se tornaram credoras de homenagem especial do Exército Brasileiro. Dentre elas, o

presidente da Abrid, que foi consagrado com a medalha ‘O Paci? cador’. O ato foi presidido pelo Ministro da Defesa e contou com uma recepção às mais altas autoridades, apresentação da tropa, leitura da Ordem do Dia do Comandante do Exército, imposição da Medalha, des? le da tropa e a saída das autoridades. Fonte: Ascom/Abrid


Certificação digital ganha reforço no ramo hospitalar representa realmente uma nova onda no

em tudo

informações por meio de ambiente virtual,

mercado de certi? cados digitais. "A primeira

instituição que atua, pois o setor muda a

tudo

onda foi a tributária, depois vimos o meio

todo instante", revela. De olho neste mercado, a Boa Vista

Os certi? cados digitais - a troca de com

validade jurídica -,

após

ganharem força em mercados como o

jurídico aderir aos certi? cados digitais. A

que

está

acontecendo na

SCPC, que desenvolve soluções focadas na

tributário e o jurídico, vêm expandindo seus terceira onda é a da saúde. Já vemos horizontes. Empresas do setor apostam no muitos hospitais usando prontuários

ajuda de tomadas de decisões e na gestão

mercado hospitalar como a próxima grande

de negócios, vem investindo em certi? cação

fonte de clientes desta tecnologia. A Certisign, líder brasileira no

eletrônicos", conta. Os ganhos provindos do setor de

digital. Para o presidente da Boa Vista

saúde crescem de maneira exponencial na

Dorival Dourado, a popularização desta

mercado de certi? cação digital, foca no

Certisign. Em 2012, apenas 2% do

tecnologia caminha diretamente com o seu

mercado hospitalar em busca de lucros

faturamento da empresa vinham deste

barateamento. "Essas aplicações ajudam a

maiores. A tecnologia

mercado. "A expectativa é, em 2014,

simpli? car e reduzem tempo e custo, mas

digital,

usada

viabilizar

o

certi? cação

principalmente

para

Prontuário Eletrônico do

Paciente (PEP), ajudando

de

vem ganhando força e

hospitais

a

economizarem

espaço a partir da não necessidade de

chegar

a 10%", revela Consentino. A

precisam de melhor difusão. Só uma maior

Certisign, que fechou o ano passado com

escala de mercado vai garantir o

faturamento de R$ 240 milhões, espera

barateamento desta tecnologia", avalia

chegar ao patamar dos R$ 260 milhões

ele. Hoje existem cerca de 5 milhões de

este ano. E ao que parece o setor de

impressão e armazenamento destes

saúde será um dos grandes propulsores

certi? cados digitais - sua grande maioria

prontuários, a chamada desmaterialização

desta evolução planejada. Consentino cita dois exemplos de

expectativa de especialistas é que este

dos processos.

"Antes

os

hospitais

ligada a pessoas jurídicas - no Brasil. A

alugavam áreas inteiras para guardar

hospitais que já aderiram ao prontuário

número triplique até o próximo ano. Os

prontuários", como revela Julio Consentino,

eletrônico. "O Hospital Alemão Oswaldo

certi? cados

vice-presidente da Certisign. Além da economia de espaço que o

tecnologia

Cruz

já usa certi? cação digital. Essa é

responsável

por uma

uso da certi? cação digital pode oferecer aos revolução nesta área", conta. Para David Oliveira, gerente de TI do hospitais, outras vantagens também são perceptíveis, como aponta o executivo da

Hospital

digitais são geridos pelo

Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI). Apenas certi? cados no padrão ICP-Brasil (Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileiras) t êm validade jurídica.

Sepaco, localizado na capital

Certisign. "Não existe mais gasto com

paulista, os responsáveis por Tecnologia da

impressão de notas ? scais em grá? cas,

Informação

toners... Sem dúvida existe uma diminuição

sempre atentos às novidades do setor,

nos hospitais devem estar

do custo. Sem falar na redução do tempo como, por exemplo, a implementação de prontuários digitais. "Além de TI, é preciso e no melhor uso de recursos naturais", analisa. Para Consentino, o setor hospitalar

entender de equipamentos médicos, tendências do setor de saúde, ser curioso

Calendário 2014

Fonte: Certisign

Informações no site da ABRID - www.abrid.org.br EVENTO

DATA

LOCAL

Setembro

II WITAID - I Workshop de Inovações Tecnológicas na Área de Identificação

A definir

10 de Setembro

Fraudes Corporativas / Corprisk

São Paulo/SP

23 e 24 de Setembro

7ª Edição Mobile Payment

São Paulo/SP

23 e 26 de Setembro

Security 2014

Alemanha

13 a 16 de Outubro

Futurecom

São Paulo/SP

Prêmio Brasil-Alemanha Inovação

São Paulo/SP

o

Novembr

Apoio Institucional


G&D seleciona solução da maior rede móvel do Japão A NTT DoCoMo, a maior operadora de rede móvel no Japão, foi selecionada pela Giesecke & Devrient (G&D) como a solução de gestão de assinatura para o primeiro ESim comercial do Japão serviço. A G & D fornece M2M SIMs e serviços gerenciados para download entre as assinaturas nos cartões SIM. Com esta solução M2M global, o serviço DOCOMO ESim simpli? ca a implantação de dispositivos de máquina-a-máquina (M2M), como utilizados em automóveis conectados, equipamentos industriais e muitas outras aplicações. Um produto M2M sem ? os conectados podem ser enviados em qualquer lugar no mundo, ou pode ser ligado a partir de uma assinatura para outro, sem transporte e

substituindo ? sicamente um cartão SIM não é mais um sonho. Com base na sua tecnologia de smart card e seu software e serviços para o gerenciamento de cartões SIM sobre o ar, a G & D oferece uma solução segura e ? exível para controle remoto, over-the-air, download e gerenciamento de assinaturas em cartões SIM no campo. Esta ? exibilidade é fornecida sem comprometer a segurança necessária ao gerenciar os dados dos parceiros MNO subscrição con? denciais. "A G & D tem orgulho de ser parceira de tecnologia da DoCoMo para trazer esta solução ESim para o mercado e permitir que mais dispositivos M2M e aplicações", disse Carsten Ahrens, Grupo vice-presidente sênior, diretor da divisão de Telecomunicações

Indústrias em Giesecke & Devrient. "Temos aproveitado nossa pesquisa pioneira e experiência comprovada em gerenciamento remoto seguro de dados de assinatura de ESIMS para oferecer esta solução de ponta, permitindo que operadoras de telefonia celular para atender as demandas de seus clientes M2M."

IntelCav recebe certificação para produção de cartões Dual Interface A IntelCav, em parceria com a In? neon Technologies AG, certi? cou junto à Visa, a produção de cartões iKaffee Dual Interface. A empresa é a primeira fabricante de cartões de origem Latino Americana a receber certi? cação para produção local. O cartão Dual Interface integra a tecnologia com contato e sem contato no mesmo substrato, ou seja, utiliza uma antena que garante a transação por radiofrequência. O produto certi? cado tem como base a tecnologia de acoplamento magnético, que consiste em duas antenas, sendo uma laminada no cartão e outra no módulo do chip.

“Receber a certi? cação Visa é um atestado de credibilidade para o produto. A tecnologia oferece um grande potencial de aplicações e a tendência é que sua utilização seja massi? cada nos próximos anos”, ? naliza Alvaro. Uma das maiores e mais importantes fabricantes e personalizadoras de cartões inteligentes do mundo, a IntelCav é pioneira na produção e codi? cação de cartões com chip EMV na América Latina desde 2003, e mantém sua liderança no mercado de cartões de pagamento no Brasil e na América Latina. A empresa é a maior fornecedora de cartões

Visa, MasterCard e American Express no Brasil e também é fornecedora de tecnologia para os segmentos bancário, de transporte, telecom, autenticação e identi? cação, hospitalidade e outros negócios.

NXP é a líder global em ICs seguros em Cartões de Pagamento A NXP Semiconductors NV (NASDAQ: NXPI), anunciou que está ampliando sua liderança no mercado de ICs seguros em cartões de pagamento com 48% de participação de mercado em milhões de unidades para 2013, passando de 32% em 2012. No seu recente relatório, "Pagamentos e Banking Cartões Report - 2014," a IHS Indústria, líder mundial em informação crítica e discernimento, informou que a NXP obteve um aumento signi? cativo nas vendas totais. O uso de ICs seguros ainda não é universal, mas está crescendo com uma proporção em ambos os cartões de crédito e aplicações de cartões de débito. O relatório também projeta um crescimento futuro, para

2019, e sugere que o uso de ICs seguros vai crescer ao longo dos próximos cinco anos. Há cerca de 10 milhões de cartões de crédito e débito em circulação no mundo, e cerca de 50% das pessoas usam cartões IC seguras, também comumente referido como cartões EMV. O crescimento desse mercado é alimentado pelo cartão de migração IC na China, o maior país no mercado de produção de cartões, globalmente, com 3,3 mil milhões em circulação (maior banda magnética), bem como a migração recente para EMV em os EUA. "A NXP está muito satisfeita em ser reconhecida como a líder global de mercado no fornecimento de ICs seguras dentro do

setor de cartão de pagamento e fazer uma contribuição signi? cativa para a segurança do sistema bancário global", a? rmou a Diretora de Pagamentos da NXP Semiconductors, Brintha Koether. "Nós continuamos a focar o desenvolvimento de best-in-class e soluções seguras inovadoras para o rápido crescimento do mercado de cartões de pagamento EMV".

Presidente: Célio Ribeiro • Jornalista: Nathália Fernandes • Edição/Revisão: Nathália Fernandes • Tiragem: 2.000 exemplares

EXPEDIENTE Periodicidade: bimestral • Projeto Gráfico e Diagramação: Brunoteles.com • Contato: ascom@abrid.org.br - (61) 3234-6282

Info44  

Temos acompanhado o período de campanhas eleitorais, principalmente dos candidatos a Presidente, debates com bons níveis que têm dado...

Info44  

Temos acompanhado o período de campanhas eleitorais, principalmente dos candidatos a Presidente, debates com bons níveis que têm dado...

Profile for abrid
Advertisement