__MAIN_TEXT__

Page 1

Informativo Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia em Identificação Digital

Publicação Bimestral - ano 5 - número 43 - Mai/Jun 2014

Cases de sucesso incorporam o 12º CertForum Ao longo de dois dias intensos de palestras, aconteceu o maior fórum sobre certificação digital no padrão da ICP-Brasil, o 12º CertForum – Fórum de Certificação Digital, realizado nos dias 27 e 28 de maio, em Brasília. O fórum foi organizado pela Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia em Identificação Digital – ABRID e realizado pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação – ITI, e contou com a participação de palestrantes e personalidades de diversos setores das esferas pública e privada. A mesa de abertura evidenciou a abrangência da ICP-Brasil e, contribuindo com palavras incentivadoras neste painel, o Presidente-Executivo da Abrid, Dr. Célio Ribeiro, salientou que a associação tem orgulho de, cada vez mais, trabalhar junto a outras instituições,

12º CertForum aconteceu em maio, em Brasília

impulsionando a troca de informações e conhecimentos. A ICP-Brasil alcançou áreas pertinentes da sociedade a fim de ampliar e melhorar o processo de desburocratização de documentos e cessar o uso do papel, como na área da saúde, no setor financeiro, Direito e tecnologia, bem como na emissão segura de documentos. Palestrantes como o Gerente de Compras e Contratações da Companhia de Gás de São Paulo – Comgás, Dr. Fernando Mattedi; o Secretário de Competitividade e Gestão da Secretaria Nacional da Micro e Pequena Empresa, Carlos Leony; o Coordenador Geral de Sistemas de Fiscalização da Receita Federal, Dr. Daniel Belmiro; o Chefe do Departamento de Saúde e Assistência da Polícia Militar do Distrito Federal, Alexandre Saud; o Gerente de Redes do Ministério da Saúde, Thiago Pereira; o Gerente de Tecnologia da Informação do hospital alemão, Denis Costa; o Gerente Sênior de Capital Humano da Ernst & Young, Leandro Souza; e o Gerente de Divisão do Banco do Brasil, Paulo Henrique Moreira, exibiram cases de sucesso em suas respectivas áreas. Já no segundo dia do 12º CertForum, o Diretor da Infraestrutura de Chaves Públicas do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação ITI, Maurício Coelho, abriu a mesa abordando o sistema de Certificação Digital Brasileiro e a ICPBrasil, quanto à regulamentação, homologação, estrutura e raízes. Ainda agregando

conhecimento ao evento, o Chefe do Centro de Desenvolvimento de Sistemas do Exército Brasileiro, o General de Brigada, Bráulio Machado; o Coordenador do Comitê de Defesa Cibernética da Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa – ABIMDE, Roberto Gallo; o Coordenador Estratégico de Ações Governamentais do Serpro, Marcos Martins Melo; o Diretor de Sistemas do Detran do Estado de São Paulo, Clóvis Simabuku, e, por fim, o Ministro Eduardo Hossanah, do Itamaraty, em parceria com o Analista de Sistemas do Serpro, Pedro Malta, também palestraram. O 12º CertForum contou com o patrocínio das empresas Boa Vista Certificadora Digital, Certisign, Correios, Digitalsign, Gemalto, Kryptus, Scytl, Serasa Experian, Soluti e Valid Certificadora Digital.

Parabéns às

ASSOCIADAS, por mais um ano

de sucesso! EU FAÇO PARTE 3M do Brasil A.E.T. Europe B.V. Akiyama Corporação Alterosa Card Solutions Bayer MaterialScience Biológica Sistemas

Boa Vista Serviços Certisign CR Consultoria Datacard Group Dermalog Giesecke & Devrient América do Sul Gemalto

HID Global Iafis Indra do Brasil Infineon Technologies IntelCav Mako Montreal NEC Brasil

NXP Semiconductors Oberthur Technologies OVD Kinegram Corporation Print Laser SABIC Safran Morpho Serasa Experian

Sicpa Smartrac SOLUTI Thales Group Thomas Greg & Sons do Brasil Valid Certificadora Vision-Box


Thales Group

ARTIGO

Thales: líder de mercado em biometria civil

Bruno Gaultier da Thales Identity, Diretor de Novos Negócios Internacional para Biometria & Identidade.

A Thales é um antigo fornecedor de sistemas de gestão de identidade, sistemas biométricos e documentos seguros para as autoridades francesas, com mais de 30 anos de experiência no apoio aos programas governamentais de implantação de sistemas de gestão de identidade segura. Na década de 1980 a Thales desenvolveu e forneceu os primeiros sistemas de aquisição de dados de identidade e produção de documentos para cédulas de identidade nacionais francesas e permissões de residência para pessoas de nacionalidade estrangeira. Com base nessa experiência, a Thales ganhou um contrato em 2006 para instalar o sistema de personalização gráfica e eletrônica para os novos e-passaportes franceses. Em 2009, a Thales projetou e desenvolveu o sistema nacional de biometria AGDREF II para a gestão do status de residência para pessoas de nacionalidade estrangeira e prorrogou seu contrato inicial com o AGDREF 1 Bio em 2012. Em 2010, a empresa foi encarregada de estender a implantação de sistema de solicitações de vistos BioNET Schengen. No inicio de 2013, a Thales foi escolhida para o sistema francês de aquisição segura de dados biométricos para e-documentos, incluindo e-passaportes e a futura cédula de identidade eletrônica nacional.

Parceira de confiança do Quênia Em 1995, a Thales forneceu um sistema completo de produção de documentos para cédulas de identidade nacionais, permissões de residência para pessoas de nacionalidade estrangeira e cartões de refugiados. O sistema, entregue ao Gabinete Nacional de Registros (NRB), tem a capacidade de produzir até 10 milhões de cartões e cédulas por ano. O projeto marcou o inicio de uma longa parceria com a Thales, que forneceu atualizações e aperfeiçoamentos para o sistema em bases regulares. Em 2004, a Thales entregou um novo sistema de gestão de identidade biométrica para substituir o sistema manual em uso. O Sistema de Identificação Automatizada de Impressões Digitais (AFIS, na abreviatura inglesa) foi integrado com os sistemas de gestão de produção segura existentes. O sistema permite emitir documentos de identidade seguros e identificar os portadores com base em suas impressões digitais. Foi produzido um total de 15 milhões de cartões até agora, com o novo sistema de identidade biométrica desenvolvido pela Thales. Em 2011, o Ministério da Imigração do Quênia contratou a Thales para atualizar o sistema de produção de cédulas de identidade em Nairóbi. As novaws cédulas de identidade incluem uma foto colorida com um substrato composto, com uma vida de mais de 10 anos. Também foram produzidos 4 milhões de cédulas nacionais de identidade com esse substrato, até agora. Sistema completo de emissão na República dos Camarões por 20 anos Em 1994, a Thales ganhou um contrato inicial do governo da República dos Camarões (Délégation Générale de la Sûreté Nationale – DGSN) para instalar uma solução completa, que incorpora matrícula, produção, autenticação e emissão de cédulas de identidade nacionais e permissões de residência. Em 2005, a Thales foi escolhida para fornecer um sistema de reconhecimento biométrico com base a AFIS, uma base de dados que contém as impressões digitais de mais de 8 milhões de pessoas. Em 2008, a Thales celebrou um novo contrato para atualizar o sistema nacional de cédulas de identidade. O documento de identidade de nova geração inclui uma foto colorida do portador, bem como outras características de segurança.

EDITORIAL O otimismo, a união, a perseverança e dedicação com que as nossas ações são realizadas, tornam possíveis chegar a metas desejadas e alcançar objetivos pretendidos, mesmo os considerados mais difíceis e complexos. Temos exemplos da própria ABRID que, no início, com pequeno número de empresas associadas, hoje já somamos 40, mas com dedicação e empenho, pôde alcançar metas almejadas e até impensáveis. Grandes e importantes eventos foram e são realizados com o esforço dos poucos funcionários, e principalmente das empresas associadas, eventos estes que movimentam o país com órgãos públicos federais, estaduais, municipais, empresas públicas e entidades representativas de classe dos mais variados segmentos mostrando a importância de ações que podem ser tomadas em benefício do cidadão e demonstrar as mais modernas tecnologias existentes no mercado mundial e que estão disponíveis como meio de facilitação para alcance destas metas. Em todo este processo sempre existe a dedicação de cada funcionário, apoiando todas as iniciativas para tornar realidade o que se projeta e dando divulgação do potencial que a empresa na qual trabalha e representa dispõe, com possibilidade de participar ativamente tanto de projetos quanto de soluções nas mais variadas maneiras de atuar. Sabemos que o país não atravessa uma fase das mais promissoras, mas temos absoluta convicção que nos próximos anos, principalmente nos períodos pós copa e eleições a nível nacional tanto pelo que temos assistido e se tem apresentado com ações de alguns órgãos públicos, vislumbramos melhores possibilidades de concretização de projetos de governo já existentes e outros a serem lançados. As dedicações quase que exclusivas em grandes obras e investimentos para atender exigências da Copa do Mundo de Futebol 2014 já estão superadas e poderão ser, a partir de agora, retomados outros muitos que ficaram em compasso de espera. Repetimos que para tudo há necessidade de sempre otimismo, dedicação, perseverança e seriedade nas mais variadas ações que empreendemos, e todos, na sua área ou atribuição são responsáveis pelo alcance das metas, sejam a níveis de empresas, sociedade ou governo. Portanto, cada um de nós temos este dever de somar para alcançar, e nunca deixar que o desânimo ou pessimismo sejam barreiras para o que podemos conquistar.


Sistema de reconhecimento de placas é da Montreal Se há corpos em movimento, existe chance de colisão. E, como se não bastassem as leis da física, a imprudência contribui ainda mais para a insegurança no trânsito. Para manter motoristas na linha, a tecnologia é cada vez mais acionada. Radares, barreiras eletrônicas, bafômetros... A lista de equipamentos já é grande e não para de crescer ou ser aprimorada, como mostra um recente projeto desenvolvido por pesquisador da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ). Em uma dissertação de mestrado, Eduardo Pimentel de Alvarenga, 32 anos, aprimorou os sistemas de reconhecimento automático de placas, uma tecnologia já usada em diversos países, incluindo o Brasil. Esses mecanismos são softwares capazes de, sozinhos, ler e interpretar as identificações de veículos. São muito úteis, por exemplo, para controle de tráfego, estacionamento e monitoramento de faixas exclusiva. Porém, alguns modelos ainda deixam a desejar, apresentando um número excessivo de erros. O programa criado por Alvarenga se mostrou capaz de reduzir bastante a imprecisão de identificação. O índice de acerto é de 98,6% semelhante ao do Template Matching, software italiano que está entre os mais precisos do mercado. O invento brasileiro, contudo, tem ainda a vantagem de ser mais leve do que os demais, funcionando em praticamente qualquer máquina, desde os potentes computadores

dos centros de monitoramento de trânsito até um smartphone utilizado por um fiscal de rua. Diversas aplicações “Os que existem hoje são feitos com redes neurais, e por isso são razoavelmente pesados. Isso dificulta a execução em ambientes com menor poder de processamento”, diz o autor. Há ainda outro diferencial: o novo modelo é capaz de “aprender” com os próprios equívocos. “Quando o sistema detecta um erro de interpretação, ele próprio aprende que não deve repeti-lo na próxima tarefa. Então, quanto mais ele é usado, mais apurado ele fica”, diz o especialista, que utilizou combinação gráfica e inteligência artificial para desenvolver o trabalho. O produto já foi vendido para uma empresa que faz o processamento de dados de alguns departamentos de Trânsito, a Montreal Informática. “Ele é o único software nacional que temos hoje, e teve apoio de capital 100% brasileiro”, diz o empresário Luiz Antonio Santos, reforçando que esse tipo de projeto fortalece o desenvolvimento científico no país. O projeto gerou ainda o convite para Alvarenga trabalhar em uma empresa do ramo na Áustria. “Se o empregador dele permitir, vamos dar continuidade ao que ele fez. Tudo isso com a intenção de inserir no mercado brasileiro em breve”, aposta Santos. O software poderá ser usado não apenas pelos departamentos de Trânsito

estaduais, mas também por empresas, como as que gerenciam estacionamentos. “O sistema pode saber que carro entrou e saiu do pátio, informando se a pessoa está cadastrada ou não e identificando irregularidades”, diz Alvarenga. Disparidades Outro desafio nacional é a disparidade entre os estados. De acordo com um estudo publicado no fim do mês passado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), menos de 20% das grandes cidades brasileiras utilizam tecnologias para o controle de trânsito, inclusive as mais simples, como inserir horários de circulação do transporte público. Apenas 10% possuem sistemas inteligentes para fiscalizar infrações. A diferença é grande. Por exemplo, o Distrito Federal terá, em breve, mais de mil radares, câmeras e barreiras eletrônicas — existem 982 e mais 100 devem ser instalados neste ano. Diferentemente, Blumenau (SC) não possui nenhum sistema eletrônico do tipo. Para Márcia, a desigualdade é reflexo de uma política de baixos investimentos no país. “O Brasil possui acesso às tecnologias, inclusive as mais caras de ponta, mas os municípios investem muito pouco nisso”, diz.

Smartrac e Confidex anunciam cooperação empresarial A Smartrac e a Confidex anunciaram um acordo de distribuição nos Estados Unidos. O acordo permite que a Smartrac e a sua afiliada nos Estados Unidos distribuam produtos especiais da marca Confidex exclusivamente nos Estados Unidos. Em troca, a Confidex beneficia rede de vendas e serviço forte da Smartrac, compreendendo os seus recursos internos e externos.

Calendário 2014 DATA Agosto Setembro Outubro Apoio Institucional

A Smartrac e a Confidex esperam que esta cooperação vai acelerar ainda mais a adoção de RFID UHF marcação especialmente em aplicações industriais e de gestão de ativos. Além disso, os clientes de ambas as empresas vão beneficiar deste regime por ter acesso a um tag RFID e etiqueta especialidade portfólio completo e diversificado apoiada por recursos de serviços únicos.

Informações no site da ABRID - www.abrid.org.br

EVENTO Workshop Identificação Moderna: Processos e Aplicações - Regiões Norte/Nordeste II WITAID - I Workshop de Inovações Tecnológicas na Área de Identificação Workshop Identificação Moderna: Processos e Aplicações - Regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul

LOCAL Recife/PE A definir Brasília/DF


BR Distribuidora renova confiança na Indra como parceira tecnológica A BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras, confia novamente na Indra como parceiro tecnológico para a prestação de serviços e desenvolvimento de projetos em ambiente SAP. Recentemente, a multinacional de consultoria e tecnologia renovou dois contratos com a BR Distribuidora com vigência até 2016, totalizando um investimento de cerca de R$ 59 milhões para fornecimento de serviços de tecnologia da informação e de Business Intelligence em ambiente SAP. Está sob a responsabilidade de uma das equipes da Indra, o desenvolvimento e

manutenção de projetos que envolvem as diferentes áreas da companhia, como financeira e contábil, vendas, RH, transporte e distribuição, planejamento e produção, entre outras, além de prestar serviços internos de assistência aos usuários. Um dos projetos de maior relevância realizado até o momento foi o de estruturação do processo de recolhimento do SPED (Sistema Público de Escrituração Digital) que está diretamente relacionado à obrigatoriedade de tributação em folha de pagamento. Já a outra equipe da Indra está alocada no cliente para coordenar o

desenvolvimento e suporte técnico sob o ambiente de Business Intelligence, bem como prestar consultoria. Um dos projetos realizados é o Painel de Indicadores para suporte à gestão dos processos comerciais da Gerência de Grandes Consumidores da BR, além da otimização de outros sistemas corporativos.

IntelCav se une a Teraco para fornecer cartões com chip nos Estados Unidos A empresa brasileira que é parte do Grupo Inteligensa e uma das maiores fabricantes de cartões bancários no mundo anunciou que se uniu a Teraco, fabricante americana de alta qualidade e volume de produção, para fornecer uma grande variedade de cartões com chip para o mercado americano. O maior foco dos negócios combinados será a migração EMV que está começando a acontecer nos bancos nos Estados Unidos e Canadá. Adicionalmente ao fornecimento de cartões para o mercado bancário, a IntelCav é também

provedora de cartões com chip e tecnologia para os mercados de Transporte, Telecom, Identificação e Autenticação. A Joint venture combina os recursos e talentos da Teraco e IntelCav estabelecendo uma nova, grande e moderna planta em Chicago, a fim de alavancar a produção, operação e organização de vendas já existente da Teraco. A expectativa é levar essa nova planta á capacidade produtiva anual de 120 milhões de cartões. A fábrica também terá significante capacidade para produção de cartões com tarja, personali-

zação e serviços de manuseio. “Já produzimos mais 1.4 bilhões de cartões em nossas fábricas no Brasil e desse volume, mais de 600 milhões foram de cartões com chip” comenta Venanzio Cipollitti, fundador da IntelCav e do Grupo Inteligensa.

Vision-Box revoluciona os aeroportos em todo o mundo Quem viaja com frequência, facilmente compreenderá o porquê do enorme sucesso da Vision-Box. É que a empresa revoluciona a experiência dos passageiros em mais de 30 aeroportos internacionais em todo o mundo, fornecendo soluções que vieram aumentar a segurança global, mas também simplificar os processos de controlo de passageiros e reduzir substancialmente as filas de espera. Foi por isso que a única empresa no mundo escolhida após um rigoroso processo de seleção contra 10 concorrentes, para a mostra tecnológica a decorrer esta semana

EXPEDIENTE

em Aruba que reúne o Primeiro Ministro de Aruba, os CEOs do grupo Schiphol, da KLM e do Aeroporto de Aruba, bem como o ViceMinistro da Justiça Holandês, e que conta adicionalmente com a apresentação do primeiro voo da KLM de carburante “green”. Com o mote de “Happy Flow”, o encontro “Europe Meets the Americas” tem vindo a funcionar como antevisão das novas tecnologias que os aeroportos de todo o mundo irão adotar nos próximos anos para melhorar a experiência dos passageiros ao longo do seu percurso dentro do aeroporto. É na utilização da biometria que está a chave

do conceito que a empresa levou na bagagem. Literalmente. Trata-se de uma nova visão do aeroporto em que, para passar os pontos de controlo do aeroporto (segurança, imigração ou embarque), o passageiro tem apenas que olhar para uma câmara para que seja reconhecido e proceder ao passo seguinte, sem necessitar de apresentar documento de identificação ou cartão de embarque.

Presidente: Célio Ribeiro • Jornalista: Nathália Fernandes • Edição/Revisão: Nathália Fernandes • Tiragem: 2.000 exemplares Periodicidade: bimestral • Projeto Gráfico e Diagramação: Brunoteles.com • Contato: ascom@abrid.org.br - (61) 3234-6282

Info43  

O otimismo, a união, a perseverança e dedicação com que as nossas ações são realizadas, tornam possíveis chegar a metas desejadas e alcançar...

Info43  

O otimismo, a união, a perseverança e dedicação com que as nossas ações são realizadas, tornam possíveis chegar a metas desejadas e alcançar...

Profile for abrid
Advertisement