Page 88

88 | Projeto Bate-Bola Contábil

2.8.2 Aprender a conviver com a PAIXÃO O futebol é uma grande paixão, no mundo e, em especial, no Brasil. Não há como dissociar a identificação, a emoção dos associados e aficionados em geral, da existência do clube. É em decorrência dessa paixão que o clube se perpetua e que mantem fiel seu público, mesmo nas mais difíceis condições. Por outro lado, sendo paixão, a emoção é movida por resultados e os profissionais devem evitar ser contagiados pelo momento, tanto quanto positivos quanto negativos.

2.8.3 Aprender a viver com o jogo político Os clubes no Brasil, em especial, são muito sujeitos ao jogo político, tanto na chamada política clubística quanto na partidária. Muitas vezes, os clubes são usados como trampolim para carreiras nos parlamentos ou diversas esferas do Executivo. Além disso, todo o processo político-eleitoral está presente no clube, com sufrágios, campanhas políticas, trocas de gestões, etc. O contabilista precisa aprender a conviver com isso como parte natural da existência do clube.

2.8.4 Pensar em longo prazo O profissional da contabilidade, por sua formação técnica e ética, tem que pensar sempre em longo prazo, na perpetuidade do clube. Em alguns momentos, ele talvez seja o único preparado para isso. Muitos dirigentes poderão estar preocupados unicamente com o momento, com uma glória fugaz. Pelo fato de não serem permanentes no clube, restringindo sua atuação a um ou dois mandatos, podem não ter o compromisso autêntico de mais longo prazo com a entidade.

2.9 Considerações finais Os clubes de futebol são entidades como outras existentes em um país, mas com enorme impacto social e econômico: social, pois afetam a vida de milhões de

Profile for Academia Brasileira de Ciências Contábeis

Livro Bate-Bola Contábil  

Lances do Mundo Corporativo no País do Futebol

Livro Bate-Bola Contábil  

Lances do Mundo Corporativo no País do Futebol

Profile for abracicon
Advertisement