Issuu on Google+

Nยบ 138 - ANO XXVII - 2014


2


REVISTA UNA


As melhores opções de carro você tem. Conte com o crédito do Itaú para vender bem. Aproveite e divulgue os carros da sua revenda no iCarros para milhões de compradores on-line. www.icarros.com.br

4


Itaú Financiamento de Veículos. O crédito mais rápido e consciente do mercado. O crédito mais rápido e consciente do mercado. Na hora da escolha do carro, sua orientação é fundamental. Com o financiamento, é da mesma forma. No Itaú, você tem a resposta do crédito do seu cliente em segundos para que ele saia de carro novo, inclusive nos fins de semana. Aproveite para divulgar os carros da sua revenda no iCarros para milhões de compradores on-line.

www.itau.com.br

Itaú. Feito para você. REVISTA UNA


P

PALAVRA DO PRESIDENTE

MOMENTO DE TORCER E DE FAZER O JOGO CERTO

Editorial Guido Viviani

E

stamos, enfim, em plena temporada de Copa do Mundo. Durante este mês de junho, e mais além, é o principal tema e centro das atenções. As polêmicas tendem a dar show de bola e motivos não faltarão para isso. Mas quem não aposta no “quanto pior, melhor” precisa saber manter-se na torcida pelo País, vibrando pela conquista de mais uma estrela para a camisa canarinho, sem que para tanto tenha de abrir mão de posições críticas sobre o torneio, seus custos, atrasos de obras e todas as coisas relacionadas com a Copa do Mundo. Há 64 anos o Brasil sediou outra copa e as polêmicas, na época, não foram poucas. E a seleção brasileira fez uma campanha magnífica, porém tropeçou na finalíssima, caindo para o Uruguai por 2x1, calando o Maracanã (então o maior estádio do mundo) lotado por 155 mil pessoas, cravando na alma nativa uma mágoa insuperável. Quem vai torcer por uma nova decepção? Vamos torcer pela sexta conquista. E cobrar, para o momento seguinte à Copa, a realização das obras mais importantes que ficaram à desejar. Este é o caso dos projetos de mobilidade urbana, certamente uma das maiores necessidades para o crescimento brasileiro. Ressalte-se que em termos de investimentos no tráfego e trânsito o Brasil precisa de muito mais que a conclusão das vias em torno dos estádios. Essas são obviamente importantes, mas todas as grandes e médias cidades brasileiras estão décadas defasadas nesse item. Nosso País, independente da Copa, vive um quadro de imobilidade urbana apavorante. Bem que a Copa do Mundo poderia ter contribuído mais para que essas velhas carências da urbanidade viessem a ser respondidas. Infelizmente há quem ache mais fácil acusar a indústria automobilística e os Concessionários por “venderem veículos demais” – uma estupidez que, em tristes momentos recentes, encontrou eco em grupos de baderneiros que, impunemente, se lançaram em fúria contra showrooms, destruindo bens e sacrificando empresas e empregos. Em entrevista exclusiva à UNA o ministro dos Esportes, Aldo Rebelo, reconhece o atraso nas obras de mobilidade urbana e se compromete em lutar pelo prosseguimento dessa agenda positiva para depois da Copa do Mundo. Devemos estar prontos para cobrar do governos (federal, estaduais, municipais) esse compromisso, afinal esse jogo está longe de terminar – e, nalguns lugares, nem começou ainda. Para nós, Concessionários, o momento é de jogar na defesa, evitando avançar nos gastos, pois vivemos um momento muito desfavorável ao mercado automobilístico. Recomendo a todos não só torcer, mas racionalizar, ao máximo, os custos e despesas em nossas lojas. E bola pra frente, sem se descuidar da retranca!

6


Í

ÍNDICE

18

38

32

22

40

28

11

A Ferrari vai lançar um carro novo por ano

18

Os planos da Chrysler para o Brasil

12

O encontro dos diretores da ABRACAF com Marchionne

22

Entrevista com o ministro dos Esportes, Aldo Rebelo

14

Os lançamentros da Fiat nos próximos quatro anos

28

A Rede Fiat trabalhando por um mundo melhor

Baixe um aplicativo de leitura de QR Code no seu Smartphone e passe no código da capa para escaneá-lo.

32

As novidades da gama Fiat 2015: Uno Way, Ideia e Siena

38

VIP: as bebidas que combinam com doces e chocolates

34

Dical: uma história de trabalho, superação e realização

40

Viagem: os melhores gastropubs de Londres

36

As motocicletas que são verdadeiros objetos de desejo

42

Relax: curiosidades divertidas para todas as idades

Confira as novidades da Rede Fiat em tempo real. Acesse Facebook/Abracaf.

Siga a @abracaf no Twitter.

EXPEDIENTE Associação Brasileira dos Concessionários de Automóveis Fiat Rua Itápolis, 543 - Cep: 01245-000 - São Paulo - SP Fone: 11 3661-9922 e-mail: secretaria@abracaf.com.br Presidente: Guido Benedito Viviani. Vice-presidentes: Hélcio Cardoso de Matos Sobrinho, Paulo Fernando Q. Figueiredo Jr, Ivan Ribeiro Costa, Elton Doeler e José Carlos Dourado A. Júnior Diretor Tesoureiro: Hélcio Cardoso de Matos Sobrinho Diretores: Ademir Saorin, Antonio Simão Stefano Jr., Arthur Bruno O. Schwambach, Augusto Dias Brandão, Celso Antonio Menegaz, Edmundo Cardoso de Souza Filho, Fernando Pontes, Henrique B. Menezes Jr., Ivo Luiz Roveda, Jayme Batista Gonçalves Filho, João Maurício Martins Normanha, Marcelo Pizani, Mário Sérgio Moreira Franco, Maurício de Souza Queiroz, Milena Ceolin e Victor Augusto Vieira Gomes Conselho de ex-presidentes: Luiz Romero Farias Edmo Mendonça Pinheiro, Rubens da Silva Carvalho, Flávio Antonio Meneghetti e José Maurício Andreta Junior Diretor Executivo: Márcio Cardoso Consultor editorial: Enio Lins REVISTA UNA - Projeto, criação e execução: Fatto Comunicação 360º - www.fattostampa.com.br - 11 5507-5590. Coordenação Geral: Márcio Cardoso. Diretor de Conteúdo: Rogério Nottoli (Jornalista responsável - MTB: 31056) - r.nottoli@fattostampa.com.br. Editor de Arte: Renato Prado. Subeditor de Arte: Bruno Nottoli. Redatora: Juliana Nottoli. Copydesk: Camila Nottoli. Fotos: Renato Prado, Bruno Nottoli, Ministério do Esporte, Shutterstock e Divulgação. A Revista UNA não se responsabiliza pelas opiniões emitidas nos artigos assinados. Permitida a reprodução das matérias desde que citada a fonte.

REVISTA UNA


N

NOTAS

uno reforça ligação com torcida Após o sucesso da campanha publicitária "Festa na Rua", chega ao mercado a versão especial Novo Uno Rua para reforçar a brasilidade da marca e comemorar a Copa do Mundo no Brasil. A versão na cor amarela tem grafismo exclusivo da bandeira brasileira , novo tecido nos bancos,

ar-condicionado, direção hidráulica e volante em couro, além de rodas em liga leve de 14 polegadas. Um bom produto para os consumidores apaixonados pelo futebol, que pretendem ter um carro histórico em um momento importante para a torcida canarinho. Agora, que venha também o hexa.

strada: quanto mais Melhor A Rede Fiat comemora o recorde da Nova Strada, que já passou de 1 milhão de unidades produzidas na fábrica de Betim. A picape, grande sucesso do mercado de distribuição, conquistou o consumidor brasileiro. E a linha 2015 já está nas Concessionárias de todo o Brasil. com novos equipamentos de série. Em todas as regiões do País, a Fiat Strada registra ótimos números de emplacamento. Um modelo repleto de bons argumentos de vendas.

AT-PlataformaCopa2014-NovoUno-416x275-Abracaf_pag001.pdf

PUNTO 2015, completíssimo! As novidades da linha 2015 do Punto também tornam o carro mais forte para disputar as vendas do segmento de compactos premium. A imprensa especializada destacou - principalmente - a lista de equipamentos e mais opcionais disponíveis. Entre os itens, foram bastante elogiados os bancos com novos tecidos e o design das rodas, totalmente redesenhadas.

FERRARI vira PICAPE DE OBRA História curiosa, direto da Inglaterra: uma Ferrari 412, 1989, teve a sua carroceria serrada e virou picape de obra. O modelo, prestigiadíssimo na Itália (e no mundo todo), foi comprado por cerca de R$ 19 mil e passou meses em reforma. Para suportar o transporte de peso e carga, teve a suspensão traseira recalibrada e o motor 4.9 V12 trocado por um 5.7 V8.

8


500e dá prejuízo de US$ 14 mil A Fiat perde US$ 14 mil dólares a cada 500e (movido a eletricidade). Por isso, o CEO do grupo FCA, Sergio Marchionne, com muito bom humor, pediu que “os interessados em comprar um 500 elétrico, não comprem. Cada vez que um deles é vendido a Fiat amarga um grande prejuízo”. O Fiat 500e está equipado com uma bateria de íons de lítio de 24 kWh e um motor elétrico que desenvolve 111 cavalos de potência. Ele atinge uma velocidade máxima de 137 km/h e tem autonomia para rodar até 140 km com uma única carga.

PLACAS ATUAIS DURAM SÓ MAIS 15 ANOS O Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) fez alguns cálculos e chegou à conclusão que o atual sistema brasileiro de identificação de veículos têm uma nova data de expiração: 2030. Por causa do ritmo das vendas anuais de automóveis no Brasil, 15 anos é a sobrevida máxima para o conjunto

CHINA QUER DIMINUIR POLUIÇÃO

alfanumérico de três letras e quatro algarismos. A conta é a seguinte: as três letras e os quatro números permitem um total de 175.742.424 combinações (excluídas as 0000, que não são permitidas no País). Segundo o Denatran, 81.600.729 foram utilizadas até o fim de 2013. Restam 94.141.695.

A situação da poluição na China está cada dia mais crítica. Por isso, o país planeja tirar das ruas mais de cinco milhões de veículos, só este ano, em uma tentativa de melhorar a qualidade do REVISTA UNA

ar. O combate à poluição surgiu como prioridade para os líderes chineses, que tentam reverter o dano causado por décadas de vertiginoso crescimento e dissipar o lastimável estado do ar, água e solo do país.


N

NOTAS

romeno pinta carros com café Carros e café. O artista romeno Adrian Mitu uniu suas duas paixões para criar uma coleção super especial, desenhando automóveis lendários com as borras do café. O efeito é exclusivo, muito especial. O mais curioso é que Mitu só passou a desenhar com café após ter ficado sem tinta para pintar, durante um dia de criação. O trabalho de Adrian impressiona pela riqueza de detalhes: sombras, contrastes e diferenças marcantes entre um tom e outro, que ele obtém dissolvendo a borra de café em água.

interlagos faz 74 anos O grande palco do automobilismo brasileiro acaba de fazer aniversário: o autódromo de Interlagos, em São Paulo, competou 74 anos, no dia 12 de maio. O que poucos sabem é que, além de autódromo que revelou vários talentos, seu projeto inicial tinha o plano de ser uma cidade satélite onde teriam residências, conjuntos comerciais, hotéis, igrejas e outros estabelecimentos. Outra curiosidade: Interlagos foi um dos primeiros pisos de asfalto da cidade. São muitas histórias para contar. Por exemplo, o traçado de Interlagos foi inspirado nas pistas de Indianápolis, nos Estados Unidos,

Brooklands, na Inglaterra, e Monthony, na França. A pista original do Autódromo tinha 7.960 metros de extensão, mas diminuiu para 7.873 metros em 1979, quando foram feitas reformas para voltar a receber a Fórmula 1. Mas foi após uma grande intervenção realizada no final da década de 1980 que o traçado passou a ter 4.325 metros, de acordo com as novas exigências da organização da categoria. Pilotos costumam elogiar bastante o traçado, por ser desafiante e propiciar um grande espetáculo O circuito atual tem 11 curvas e largura que varia entre 12 e 15 metros.

polícia de lamborghini Você acha que o recém-lançado Lamborghini Huracán impõe respeito? É que a polícia de Roma, na Itália, acaba de ganhar um belo reforço para as suas operações do dia a dia. O recém-lançado Lamborghini Huracán foi entregue pelo CEO da montadora, Stephan Winkelmann, ao prefeito da cidade, Alessandro Pansa. Até o final do ano, o superesportivo LP 610-4 Polizia passa a fazer parte da frota de veículos, e será direcionado ao setor de prevenção de acidentes e criminalidade nas estradas. Só para lembrar, o esportivo faz de 0 a 100 km/h em 3,2 segundos, com velocidade máxima de 325 km/h.

10


FERRARI: UM LANÇAMENTO POR ANO

A Ferrari, marca que vale mais de R$ 33 bilhões, tem um projeto ousado para ficar de frente para o futuro: lançar um modelo por ano até 2018. Faz parte do plano de revitalização da montadora, que segundo informações oficiais seguirá - entretanto - com sua produção limitada. Com base nas novas

estratégias, a fabricante de esportivos passará a oferecer uma gama maior e mais diversificada com uma novidade sendo lançada a cada ano. Dessa forma, cada modelo terá em média quatro anos de vida e a partir daí serão apresentadas versões “M”, que devem vigorar por mais quatro anos.

Maserati Alfieri chega em 2016

O Alfieri não deve demorar para ganhar as ruas. Ele foi apresentado no último Salão de Genebra pela Maserati como carro conceito e na última reunião das estratégias para os próximos cinco anos do grupo FCA ficou definido que o esportivo chegará ao mercado em 2016. O novo modelo terá a incumbência de ajudar a marca a crescer em novos mercados e será oferecido nas versões cupê e conversível. O design chama a atenção por seus faróis de perfil baixo separados pela típica grade de filetes verticais cromados. Sob o capô do Alfieri está o poder do motor V8 de 4,7 litros que gera 460 cv de potência, acoplado a um câmbio automatizado de seis marchas. Ele usa rodas de 20 polegadas na dianteira e 21 na traseira. REVISTA UNA


N

NEGÓCIOS

REUNIÃO com

As duas grandes metas do encontro: dobrar as vendas globais até 2018 e ter uma gama de veículos completamente atualizada.

MARCHIONNE A

diretoria da ABRACAF foi convidada pelo CEO da FCA, Sergio Marchionne, para conhecer detalhes dos planos da empresa para os próximos quatro anos. A reunião, da qual participou todo o boarding da Fiat Chrysler, foi o Investor Day, realizado em Detroit (EUA). Marchionne falou sobre cada uma das metas de mercado traçadas para Fiat e Chrysler e adiantou boa parte das novidades que ocorrerão até 2018. Duas delas foram consideradas principais: dobrar as vendas globais para 7 milhões de unidades em 2018 (em 2013 foram vendidas 4,4 milhões)

Foi um encontro que empolgou os diretores da ABRACAF

e ter uma gama de veículos completamente atualizada. Para o presidente da ABRACAF, Guido Viviani, o conteúdo apresentado pela FCA foi muito animador. “Conhecemos, detalhadamente, um projeto audacioso, construído para garantir a presença como líder global para a Fiat Chrysler Automóveis. Sentimos toda a segurança da casa-mãe em abrir suas portas para os investidores de todo o mundo, comprovando que ficou para trás o quadro de dificuldades que marcaram o passado da marca na Europa”, disse. Outros dois diretores da entidade também saíram satisfeitos do encontro. Hélcio

12


Cardoso de Matos Sobrinho afirmou que o encontro foi muito enriquecedor. Entusiasmado, ele garantiu: “Revigora nossas forças testemunhar como nossa marca, a Fiat, conseguiu não só vencer as dificuldades surgidas a partir do mercado europeu, mas provou sua competência quando da fusão com a Chrysler. E, não se contentando em recuperar a relevância dessa marca, que é um ícone americano, criou uma nova empresa, a FCA, dando uma lição universal de superação e inovação”. Já Paulo Figueiredo Junior classificou o Investor Day como surpreendente e impactante. “Pela primeira vez uma grande empresa mundial apresentou, com detalhes, sua realidade e seus planos. As metas para o futuro próximo foram expostas e até o cronograma de lançamento de novos modelos foi informado, publicamente, para todas as regiões do mundo”. Paulo Figueiredo foi além: “A FCA, pioneira nessa nova política, deu uma demonstração de que está disposta a inovar e garantir seu lugar de destaque no planeta”.

REVISTA UNA

Diretores da Fiat e da ABRACAF presentes no Investor Day.

"Conhecemos, detalhadamente, um projeto audacioso, construído para garantir a presença como líder global para a Fiat Chrysler Automóveis."


M

MERCADO

A meta é gigantesca: aumentar as vendas em 43%; ou seja, vender em toda a América Latina 5,8 milhões de veículos. Esse objetivo faz parte do plano de negócios do Grupo Fiat Chrysler Automobiles (FCA) para os próximos cinco anos. A Fiat continuará sendo a principal aposta na região. A Jeep será o segundo carro-chefe, com a tarefa de chegar até 2018 com um volume de 180 mil unidades comercializadas.

14


ara alcançar esses números, a Fiat tem muitas novidades reservadas para o Brasil. C. Belini, presidente do grupo para a América Latina, anunciou que serão oito lançamentos somente da Fiat nos próximos cinco anos. Ainda este ano o Uno passará por uma reestilização – a ideia é tornar o modelo mais atrativo visualmente. A apresentação para o público do novo Uno será no Salão do Automóvel, em outubro.

REVISTA UNA

2015 - Será a vez de um novo subcompacto,

provavelmente posicionado no lugar do Palio Fire. Neste mesmo ano, a Fiat espera lançar uma picape média.

2016 - São esperados os novos Punto e Grand Siena,

além de um crossover pequeno, que poderá substituir o Idea.

2017 – Ano da nova geração do Palio. 2018 - Vem o novo Siena.


M

MERCADO

O grupo confirmou a fabricação do Renegade a partir de 2015, na fábrica de Goiana (PE). O presidente e CEO da Jeep, Mike Manley, também adiantou que o sucessor de Compass e Patriot será fabricado no Brasil a partir de 2016. O Grupo FCA, que vendeu 900 mil veículos na América Latina em 2013, espera emplacar 1,3 milhão de unidades até 2018 - 1,1 milhão da Fiat e aproximadamente 20 mil das marcas Chrysler, Dodge e Ram. A Jeep será a segunda maior aposta na região. É esperado um crescimento da produção em 200 mil unidades anuais. As Concessionárias da marca especializadas em utilitários são uma das maiores preocupações - até 2018, a marca aumentará em 29% seu número de revendas no continente. Para o Brasil, isso significa um salto de 110 para 250 lojas. O objetivo

Ainda este ano o Uno passará por uma reestilização – a ideia é tornar o modelo mais atrativo visualmente.

é atingir 800 unidades vendidas por Concessionário no ano, em um total de 200 mil unidades anuais até 2018. “O Brasil tem se mostrado cada vez mais atrativo para os newcomers”, disse Belini. Com base em números de emplacamentos, ele mostrou que na década de 1990 as quatro maiores montadoras instaladas no País (Fiat, Ford, GM e Volkswagen) tinham 98% de participação de mercado. Em 2014, esta margem caiu para 67%. As marcas do Grupo FCA, que tinham 15% participação nos anos 90, aumentaram essa fatia para 23%. Belini acredita que o mercado de automóveis na América Latina, que será de 5,8 milhões de veículos este ano (3,6 milhões no Brasil), vai chegar a 6,9 milhões em 2018 (4,4 milhões aqui). Para o presidente da FCA, as vendas serão divididas em 61% no Brasil e 15% na Argentina.

ALFA ROMEO

O

Grupo Fiat Chrysler Automobiles vai investir nos próximos cinco anos cerca de US$ 7 bilhões (R$ 15,4 bilhões) para turbinar a marca Alfa Romeo. Objetivo é mais do que quadruplicar suas vendas mundiais de 75.000 no ano passado para mais de 400.000 em 2018, com 150 mil unidades chegando aos EUA, Canadá e México. A estratégia da montadora

é dobrar a oferta de modelos disponíveis, passando de quatro para oito diferentes opções. Entre eles, devem estar presentes mais dois modelos compactos, dois intermediários (sendo um com lançamento previsto para o final de 2015), um sedã grande, dois utilitários e um modelo que será o topo de linha da marca, acima do atual 4C Spyder. O relançamento bem

sucedido da Alfa Romeo nos EUA é crucial para a estratégia global da Fiat Chrysler e essencial para manter as fábricas produzindo na Itália. Vender a marca Alfa Romeo com preço premium pode gerar maiores margens de lucro para a Fiat Chrysler do que os pequenos Fiat de preços menores. O CEO da Alfa Romeo, Harald Wester, disse que atualmente

200 engenheiros estão trabalhando em novos modelos na Itália e que esse número vai crescer para 600 até o final de 2015. O pequeno roadster 4C será o primeiro Alfa Romeo a chegar nos EUA este ano, mas as expectativas de vendas são modestas. O lote inicial de 100 unidades chegará em junho, de um total de 850 para serem enviadas até o final do ano. 16


TODAS AS ATENÇÕES VOLTADAS PARA O SEU CLIENTE. COM O SEGURO DOS CONCESSIONÁRIOS FIAT, A TRANQUILIDADE ENTRA EM CAMPO.

Veículos FIAT merecem seguros FIAT, garantidos pela Indiana Seguros. Certeza de qualidade e credibilidade, com a força da marca que seu cliente escolheu. Certeza também de conquistar a confiança e a garantia de mais vendas para a sua concessionária. Tenha e ofereça esta grande exclusividade.

ww w.india na.com.br

REVISTA UNA

Baixe um leitor de QR Code em seu celular e aproxime o telefone do código para baixar o ringtone da campanha.


R

REDE

Os planos da chrySler para o brasil Jeep está desembarcando no Brasil com objetivos bem definidos. A marca é uma das maiores apostas do grupo Fiat Chrysler Automobile (FCA) em solo sul-americano: espera sair das 8.400 unidades vendidas em 2013, para cerca de 155 mil em 2016 e chegar a 200 mil unidades em 2018. Para que isso aconteça, será necessário ampliar em 29% o seu número de distribuidores na América Latina. Isso representa um salto de 110 para 250 lojas.

18


A Jeep está pronta para iniciar seu processo de atuação global, desde que passou por sua reestruturação, iniciada em 2009 – garantiu o CEO da marca, Mike Manley. Ele mostrou que “de lá para cá cinco novos modelos foram lançados e oito reestilizados”. Disse também que “o Renegade capitaneará essa nova estratégia globalizada”. O Renegade foi lançado este ano nos Estados Unidos e será produzido na nova fábrica da Fiat em Goiana (PE), no início de 2015. O diretor Comercial da Fiat, Lélio Ramos, se reuniu com a diretoria da ABRACAF para apresentar os planos da FCA e convidar os Concessionários Fiat a participar da história da Jeep no Brasil. Em sua apresentação, o executivo demonstrou que o crescimento de vendas é exponencial, passando

REVISTA UNA

A partir de abril, o Jeep Renegade vai fazer história entre os SUVs compactos.

Crescimento

Oportunidade


R

REDE

de 7.872 unidades em 2013 para 153.400 em 2016; ou seja: um número 19 vezes maior. Consequentemente, as Concessionárias deverão saltar de 43 em 2013/14 para 197 lojas em 2016 – e para garantir a oportunidade do negócio, Lélio Ramos deu ênfase à produtividade, que passa de 188 veículos vendidos por Concessionária em 2013 para 779 em 2016. A premissa é aproveitar a capilaridade da Rede Fiat no território nacional, para dar ênfase à marca Jeep. O diretor Comercial da Fiat explicou que serão três tipos de lojas: Exclusiva, com instalações 100% dedicadas à venda do

Renegade é um nome fortemente ligado à cultura pop. Quem der um Google com esse nome encontrará filmes, séries de TV, livros, personagens de HQ, lutadores, bandas de rock e até uma montanha russa nos EUA, entre outras referências.

portfólio Jeep ou toda a gama de produtos Chrysler, dependendo da demanda do local; Adjacente A, com a possibilidade de otimização de infraestrutura existente (com todas as áreas de acesso dos clientes exclusivas), para vender somente o portfólio Jeep ou toda a gama de produtos Chrysler, dependendo da demanda do local; e Adjacente B, com a possibilidade de utilização do mesmo showroom, com espaço separado para a marca Jeep e atendimento exclusivo e diferenciado (esta modalidade só estará disponível para implantação

20


a partir de 2017). A nova fábrica da Fiat em Goiana irá produzir SUVs e Picapes. Lélio Ramos garantiu aos diretores da ABRACAF que o segmento de SUVs será o de maior crescimento nos próximos cinco anos no Brasil, passando de quarto para terceiro lugar no mercado. Enquanto as picapes vão representar 11% do mercado – atualmente, a Fiat participa apenas na parte baixa do segmento. Outro bom argumento: o executivo afirmou que uma pesquisa feita em diversos países apontou que o segmento de SUVs tem participação acima de 16% na maior parte dos mercados analisados. Lélio Ramos disse, ainda, que a FCA terá duas diretorias comerciais. Ele pela Fiat e Sérgio Ferreira pela Chrysler. Ferreira, que já havia trabalhado no grupo norte-americano entre fevereiro de 2011 e agosto de 2013, retorna com o desafio de desenvolver as marcas do Grupo Chrysler, ampliar a rede de Concessionários e preparar a operação para um crescimento substancial em termos de importância estratégica e volume de vendas a partir da fabricação de modelos da marca Jeep em Pernambuco.

REVISTA UNA

O segmento de SUVs será o de maior crescimento nos próximos cinco anos no Brasil.

Lélio Ramos

A ESTRATÉGIA DA JEEP ATÉ 2018

A partir de 2016, a atuação da Jeep ficará mais movimentada. Os modelos Patriot e Compass sairão de linha e serão simultaneamente substituídos por um único SUV médio - que deverá ser fabricado no Brasil, em Pernambuco. No mesmo ano, o Cherokee será renovado. A partir de 2017, um Wrangler completamente modificado chegará ao mercado. Mais tarde, o Grand Cherokee também ganhará uma nova geração. Por último, em 2018, um novo veículo, chamado de Grand Wagoneer, será

lançado pela marca. Assim, a Jeep chegará a seu 75º aniversário, em 2016, com um modelo inédito e a renovação do icônico Cherokee. Até 2018, o portfólio será expandido com o citado novo SUV pequeno, ainda sem nome, e um modelo de três fileiras, o Grand Wagoneer. Isso significa que, de cinco modelos fabricados apenas nos Estados Unidos, a marca passará para seis modelos fabricados em seis países distintos. Por fim, a expansão significa um aumento de quatro plantas em um país para dez plantas em seis países.


E

ENTREVISTA

tudo sobre os bastidores da copa do mundo O Ministro dos Esportes, Aldo Rebelo, fala com exclusividade para a Revista Una. Confira a entrevista:

U

NA - Às vésperas da Copa do Mundo no Brasil, como o senhor avalia o esforço realizado até agora? Valeu a pena? Aldo Rebelo – Valeu. A Copa do Mundo de Futebol é um evento disputado por todos os países. O país-sede se beneficia em todos os setores, desde as pequenas e micro empresas até as grandes corporações. Os trabalhadores conquistam novos empregos, as cidades se modernizam e ganham enorme exposição internacional. O processo de desenvolvimento acelera e se aprofunda. Qual o papel do futebol, na sua opinião, para a personalidade cultural brasileira? Aldo Rebelo – O futebol faz parte da

Iinvestimentos da preparação do Brasil para a Copa alcançam R$ 25,6 bilhões, segundo o ministro Aldo Rebelo.

unidade e identidade nacional. Foi a primeira plataforma de promoção social de negros e pobres. O futebol nos ajuda até a adjetivar conquistas em outros campos. Um bom escritor é um Pelé da literatura, um cientista que se destaca vira um Pelé da ciência. Quando conquistamos uma vitória importante em qualquer atividade nós marcamos um golaço. Muitos criticam o número de cidadesede. Seria o caso de repetir a quantidade de estádios de 1950, seis? Aldo Rebelo – O Brasil poderia fazer a Copa em São Paulo, onde temos estádios, hotéis, centros de treinamento, aeroportos e tudo o que se precisa para realizar o torneio. Mas estaríamos limitando os benefícios que os brasileiros podem conquistar com a realização desse grande evento a uma unidade da federação. Preferimos levar a Copa a todas as regiões e distribuir os benefícios no maior

22


REVISTA UNA


E

ENTREVISTA

número possível de cidades e para o maior número possível de brasileiros. Não podíamos excluir da Copa a região Centro-Oeste, onde está o Mato Grosso, responsável por 60% do superávit da nossa balança comercial. Não podíamos excluir a Amazônia, dois terços do território nacional e terceira região mais procurada pelos jornalistas estrangeiros que virão ao Brasil durante a Copa. Afinal, quanto foi investido de recursos públicos para a realização da Copa do Mundo no Brasil em 2014? Aldo Rebelo – Os investimentos públicos e privados na preparação do Brasil para a Copa alcançam R$ 25,6 bilhões. Os investimentos têm a seguinte divisão: mobilidade urbana, R$ 8 bilhões; aeroportos, R$ 6,3 bilhões; segurança, R$ 1,9 bilhão; portos, R$ 600 milhões; telecomunicações, R$ 400 milhões; infraestrutura turística, R$ 200 milhões; estádios, R$ 8 bilhões (sendo 4 bilhões de financiamento via BNDES; 3,8 bilhões de recursos públicos locais; 200 milhões de recursos privados)

Não foram retirados recursos de outras áreas para investimento na Copa? Aldo Rebelo – Em 2013, os orçamentos nas áreas e Saúde e Educação, somados, chegaram a R$ 177 bilhões. O orçamento do Ministério do Esporte não chega a 1% desse valor. Nem um centavo deixou de ser aplicado em hospitais, escolas, postos de saúde, para ser usado na preparação da Copa. O senhor considera que o futebol é uma

via de incorporação social para as camadas menos favorecidas? Aldo Rebelo – O futebol foi e ainda é uma importante porta para a inclusão social no Brasil. O esporte começou, aqui, com os trabalhadores. A primeira partida foi disputada em 1895 pelos times dos empregados da Companhia de Gás de São Paulo e da Companhia Ferroviária de São Paulo. Foi o futebol que criou as nossas primeiras celebridades negras: Fausto, Friedenreich, Domingos da Guia... O futebol, no Brasil, já pode ser considerado uma opção sustentável

de mercado? Aldo Rebelo – O futebol do Brasil ficará mais sustentável depois da Copa. Além das 12 arenas que vão receber os jogos, teremos os 31 centros de treinamento que serão ocupados pelas seleções em condições de receber equipes estrangeiras para pré-temporadas, jogos amistosos e programas de intercâmbio. Nossos clubes terão suas marcas valorizadas e deixaremos de ser fornecedores de craques para sermos fornecedores, também, de serviços futebolísticos. A Copa também é uma oportunidade para mostrarmos

24


As obras que não ficarem prontas até a Copa do Mundo não serão abandonadas. Serão concluídas porque nossas cidades precisam delas. que aqui temos competições que podem ser transmitidas para outros países, como já acontece com os campeonatos nacionais da Europa, que são assistidos aqui na América, na Ásia. Todo torneio de grande impacto tende a multiplicar entusiasmo dos jovens candidatos a atletas naquele esporte. O que será

REVISTA UNA

feito em incentivo às escolinhas públicas de futebol? Aldo Rebelo – Em parceria com o MEC, o Ministério do Esporte está construindo cinco mil quadras esportivas em escolas públicas de todo o Brasil e cobrindo outras cinco mil. Além disso, o Ministério do Esporte, em parceria com prefeituras, executa um programa que vai construir 285 centros de iniciação esportiva em áreas carentes de cidades no país inteiro. Com as universidades federais e estaduais, estamos construindo pistas de atletismo que podem receber qualquer tipo de competição internacional. Isso é parte do esforço do governo federal para garantir que os grandes eventos esportivos deixem marcas positivas para o Brasil. Mesmo não sendo da alçada do Ministério do Esporte, mas como

tem a ver com a Copa, como o senhor avalia as obras de mobilidade urbana planejadas originalmente para o evento? O que não foi concluído a tempo será terminado posteriormente? Aldo Rebelo – As obras de mobilidade urbana não foram planejadas para a Copa do Mundo. São obras que estavam previstas no PAC e que teriam que ser realizadas independentemente da realização do torneio no Brasil para oferecer mais conforto e segurança para a população. Nos últimos anos, mais de 40 milhões de brasileiros ascenderam à classe média. Essas pessoas, agora, têm novas exigências em relação aos serviços públicos. As obras que não ficarem prontas até a Copa não serão abandonadas. Serão concluídas porque as nossas cidades precisam delas.


Imagem meramente IlustratIva. respeIte os lImItes de velocIdade.

Fiat Itaucard 2.0 tem uma sistemática de cálculo de juros diferente dos demais cartões do mercado. Consulte o Contrato do Cartão de Crédito e o Regulamento do Programa de Pontos Fiat Itaucard em www.itaucard.com.br e conheça suas condições. A concessão do cartão está sujeita à análise e aprovação de crédito. 1. O desconto máximo varia de acordo com o tipo do cartão (Nacional, Internacional, Gold ou Platinum). 2. Condição promocional, por prazo indeterminado, que não altera o Regulamento do Programa de Pontos, podendo ser cancelada mediante prévio aviso. 3. Assistência 24 horas, de até 300 Km de distância do local do evento, válida para o titular ou adicional dos cartões Fiat Itaucard (ativos e nas variantes Internacional, Gold ou Platinum), que esteja portando o cartão e conduzindo o veículo no momento do evento. Assistência restrita a veículos de passeio, com peso líquido inferior a 3,5 toneladas, com 4 rodas e até 15 anos de uso a contar do ano de fabricação, desde que devidamente cadastrado na Central de Atendimento Itaucard. Verifique demais condições e restrições junto à Central. O serviço de assistência é prestado pela Mondial Assistance, CNPJ 52.910.023/0001-37, única e exclusiva responsável pela execução do 26 serviço. O cliente deve portar o seu Fiat Itaucard no momento da chamada. Trata-se de serviço de assistência emergencial, gratuito, por prazo indeterminado. Não se trata de seguro.


Com Fiat Itaucard 2.0: Até R$ 20.000,001 de desconto em um Fiat 0 km; 5% dos gastos viram descontos na compra do próximo Fiat 0km; 10% dos gastos nas concessionárias se transformam em pontos2; Assistência a veículos 24 horas3 (reboque, socorro elétrico mecânico, troca de pneu, chaveiro e vidraceiro). Tudo isso gratuitamente! Carro reserva em caso de acidente. Aproveite e conte aos seus clientes todas essas vantagens do Fiat Itaucard.

www.itaucard.com.br/fiat

SAC: 0800 724 4845 - todos os dias, 24 horas. Ouvidoria: 0800 570 0011 - dias úteis, das 9h às 18h. Central de Relacionamento Fiat: 0800 707 1000. REVISTA UNA


M

MEIO AMBIENTE

A REDE FIAT ESTÁ UNIDA POR

UM MUNDO MELHOR Rede Fiat é amiga da natureza. Mais do que isso: A Rede Fiat está envolvida pela preservação do meio ambiente e é pioneira em gestão socioambiental no mercado de distribuição de automóveis.

E

m parceria com a Fiat e o Instituto Ethos, a ABRACAF espera, através desta iniciativa, proporcionar aumento de rentabilidade para a Rede, com redução de desperdício, de custos e de riscos. A sustentabilidade como parte do modelo de negócio é possível. Não é conversa mole, nem lero-lero. Investir em sustentabilidade é um bom negócio no médio e longo prazos. Em breve, será um bom negócio mesmo

no curto prazo, pois a consciência por um mundo melhor, despoluído, faz bem às pessoas e economiza recursos do setor público. Isto está cada vez mais presente na mente das pessoas, enquanto consumidoras ou mesmo dirigentes públicos e privados. Além do espírito inovador, a busca pela sustentabilidade deve fazer parte da cultura das Concessionárias da Rede Fiat, mobilizando funcionários, acionistas, fornecedores e consumidores. É, sobretudo, um processo educativo.

“É nas Concessionárias onde nos apresentamos de forma mais direta e efetiva aos nossos clientes e onde podemos atuar como multiplicadores de uma consciência sustentável para além do processo produtivo” avalia o diretor comercial da Fiat Lélio Ramos. Por enquanto, sete Concessionárias participam do projeto piloto (Cordial, Taguatur, Cachoeira, Strada, Pavepe, Tempo e Guaracar), mas - a partir do segundo semestre – toda a Rede Fiat terá à disposição a ferramenta

28


O que é um negócio sustentável e responsável

“É a atividade econômica orientada para a geração de valor econômico-financeiro, ético, social e ambiental, cujos resultados são compartilhados com os públicos afetados. Sua produção e comercialização são organizadas de modo a reduzir continuamente o consumo de bens naturais e de serviços ecossistêmicos, a conferir competitividade e continuidade à própria atividade, promover e manter o desenvolvimento sustentável da sociedade”. - Instituto Ethos.

REVISTA UNA


M

MEIO AMBIENTE

de indicadores Ethos, que chega com uma metodologia devidamente ajustada para atender às particularidades das Concessionárias. Composta por um questionário, que permite o autodiagnóstico da administração da empresa, e por um sistema de preenchimento on-line para a obtenção de relatórios, é possível fazer o planejamento e o controle de metas para o avanço do gerenciamento. Todo o trabalho de aperfeiçoamento dos indicadores é feito em parceria com a ABRACAF e o Instituto Ethos/Uniethos. “É uma ferramenta de auxílio às Concessionárias, para obterem melhores resultados econômicos e uma blindagem de fatores externos para navegarmos

A busca pela sustentabilidade deve fazer parte da cultura das Concessionárias da Rede Fiat.

em águas mais tranquilas”, conta o dealer Alvanir Zuse, da Fiat Cordial, presidente da Comissão de Sustentabilidade da ABRACAF. “O programa serve como um diagnóstico organizacional, como um processo de avaliação da empresa que busca identificar os pontos que influenciam em seu desempenho”. A nova ferramenta também avalia o que pode ser mudado na cultura, nos valores, nas estruturas, nos estilos de liderança, ainda de acordo com Zuse. “O projeto piloto começou em 2012, através de reuniões e workshops, com o objetivo de fornecer informações que alertem as Concessionárias Fiat, principalmente, para os desafios de governança e gestão, visão e estratégia,

social e ambiental”. Num curto espaço de tempo, a Rede Fiat do Brasil – sempre pioneira e inovadora – dará um passo muito importante para transformar o setor de distribuição de automóveis num serviço engajado na ideia global de termos um mundo melhor aqui, agora e sempre. A meta é aumentar a rentabilidade, reduzindo desperdícios de custos e riscos. continuar defendendo os valores da marca para que sua existência siga sendo desejada pelos brasileiros. Afinal, não existe mais desenvolvimento econômico sem ser sustentável. 30


INFORME PUBLICITÁRIO

24º Congresso & ExpoFenabrave

A

cidade de Curitiba foi escolhida para sediar o 24º Congresso & ExpoFenabrave, maior evento da distribuição automotiva da América Latina e segundo maior do mundo. Este ano, o evento terá como tema SUPERAÇÃO e acontecerá nos dias 13 e 14 de agosto de 2014, no Expo Unimed Curitiba. De acordo com o presidente da Fenabrave, Flavio Meneghetti, o tema ‘Superação’ vem ao encontro da realidade do Brasil e do setor automotivo, que prevê um cenário desafiador para a superação de resultados em 2014. “Nosso objetivo é buscar a superação e profissionalização crescentes, para termos um setor cada vez mais rentável e preparado para enfrentar cenários diversos”, disse Meneghetti. O evento, realizado pela Fenabrave e organizado pela Reed Exhibitions Alcântara Machado, já foi realizado na capital paranaense em 2007 e 2008, e volta à cidade com a expectativa de receber mais de 3,5 mil pessoas, entre concessionários de veículos e lideranças do setor, como executivos de associações de marca, entidades internacionais e montadoras instaladas no país. O presidente executivo da Fenabrave e coordenador geral do evento, Alarico Assumpção Jr., comenta que o retorno do evento, em 2014, para a cidade de Curitiba, foi resultado de uma pesquisa realizada pela Fenabrave junto aos concessionários de veículos, que apontaram o desejo de alternar a realização do evento em outras localidades além de São Paulo, onde o Congresso Fenabrave e a ExpoFenabrave vêm sendo realizados nos últimos quatro anos. “Estamos certos de que a cidade de Curitiba, que hoje é a quinta mais rica do Brasil e que reúne, em seu entorno, sete montadoras e REVISTA UNA

diversos fornecedores de autopeças, será o local ideal para acolher o nosso evento este ano”, esclarece Assumpção Júnior. Para facilitar a adesão da Rede Fiat no segundo maior evento dedicado à distribuição automotiva no mundo, a ABRACAF subsidiará a inscrição de uma pessoa por matriz associada à entidade. Além disso, a parceria com a Fenabrave oferecerá desconto aos demais interessados em participar. Para ser contemplado com os benefícios, o concessionário deve entrar em contato com a Central de Atendimento da Fenabrave, por meio do telefone: (11) 5582-0010 – com Patrícia Monrroy. Para o presidente da ABRACAF, Guido Viviani, a participação da Rede é fundamental, não apenas a Rede Fiat, mas todos os concessionários. “A exemplo de 2013, o Congresso contará com os seminários, que são importantes para a gestão do nosso negócio, principalmente no momento que estamos vivendo dentro do setor”, completou.

ExpoFenabrave Paralelamente ao 24º Congresso, acontece a ExpoFenabrave, feira de negócios voltada ao setor da distribuição de veículos automotores que, em 2014, deve reunir mais de 70 marcas em uma área de 10 mil m2. Segundo a direção geral do evento, além de expositores tradicionais da feira, como montadoras, empresas de F&I, Consórcio e de outros segmentos, este ano a feira contará com mais expositores internacionais, como fruto do relacionamento com empresas norte-americanas, ocorrido durante a visita à Convenção da NADA, entidade similar à Fenabrave nos Estados Unidos. O Banco Itaú, pelo sétimo ano consecutivo, será o Patrocinador Máster do evento.

Flávio Meneghetti, presidente da Fenabrave.


P

PRODUTO

nOVIDADES NA GAMA 2015 A

Fiat acaba de colocar no mercado uma nova versão do Palio Fire e o Idea e o Siena EL 2015. O Palio Fire, o carro mais barato do mercado, ganha uma versão mais robusta: a Way. Ele tem novas molas e amortecedores, que deixaram a suspensão mais alta em 15 mm, e pneus maiores (175/65 R14). Externamente, o Palio Fire Way 2015 recebeu moldura nas caixas de rodas, nova pintura cromada com contornos em preto brilhante na grade frontal,

Palio Fire Way, mais robusto e com jeito de aventureiro.

faróis biparábola com máscara negra, protetores na parte inferior dos parachoques dianteiros e traseiros, pintura exclusiva na cor cinza metálico nos retrovisores externos e nas novas calotas R14, revestimento externo nas colunas centrais em preto fosco e nova faixa Way nas portas. Internamente, ele vem com tecidos dos bancos com bordado exclusivo Way e um novo quadro de instrumentos com conta-giros. Já o Siena EL 2015, tanto na versão 1.0 como na 1.4, ganha conteúdos que

32


melhoram o conforto a bordo. Entre as novidades, volante com regulagem de altura, que passa a ser equipamento de série. Ele também oferece agora banco do motorista com regulagem de altura e sensor de estacionamento. O interior do carro ganhou novas cores de acabamento e detalhes em preto na alavanca de câmbio e no freio de mão. O sedã compacto oferece ainda o novo Kit Stile, composto por faróis com máscara negra, spoiler na tampa traseira na cor da carroceria, rodas de liga leve 14 polegadas

REVISTA UNA

e faróis de neblina. A maior novidade do Idea 2015 é um opcional: o novo rádio Connect com a função Áudio Streaming, que permite ao motorista conectar seu celular com o sistema de áudio do carro, via Bluetooth, e tocar suas músicas armazenadas nestes aparelhos. Este rádio é equipamento de série na versão Adventure. Faz parte do sistema de áudio entradas USB, iPod e Auxiliar. Nele o motorista pode controlar as músicas pelas teclas de comando instaladas no volante.

O Siena EL ganha conteúdos que favorecem o conforto. Já o Idea tem a opção de um novo sistema de áudio.


G

GALERIA

D ICAL

REFERÊNCIA DE BONS NEGÓCIOS NA REGIÃO NORDESTE

CSI NOTA 10 EM VENDAS E ÍNDICE DE REJEIÇÃO DE 0%.

S

e o dealer Osvaldo Rui Dias Martins fosse escrever um livro sobre o grupo DICAL Fiat, fundado em 1992, a primeira frase seria essa: “Uma história de trabalho, superações e muitas realizações”. Nesta edição, a Revista Una desembarca na região Nordeste do País para destacar as três Concessionárias da família Martins: a matriz, na cidade de Cajazeiras, uma das principais cidades do interior paraibano; e duas filiais: na cidade de Sousa, também na Paraíba; e em Pau dos Ferros, importante centro comercial no 34


interior do Rio Grande do Norte. Dirigida por Osvaldo, Socorro (esposa) e Luiza Martins (filha), a DICAL é referência de bons negócios. “O foco é nunca deixar o cliente sair insatisfeito”, analisa o dealer Osvaldo Martins. “Buscamos soluções imediatas e isso reflete em resultados e indicadores que são referência em nosso Regional, como foi o caso do CSI nota 10 em vendas e Índice de Rejeição de 0%”. Recentemente, durante a entrega do prêmio Qualitas 2013, grande momento da DICAL, o diretor comercial da Fiat, Lélio Ramos, fez uma menção honrosa ao Grupo em função da inédita conquista do CSI Nota 10 e Índice de Rejeição de 0% em fevereiro de 2014. Certificada e recertificada nos Padrões de Atendimento Fiat, a DICAL FIAT Cajazeiras vai para sua segunda recertificação em 2014, enquanto a revenda de Pau dos Ferros será recertificada também este ano. Para 2015 está prevista a implantação dos Padrões de Atendimento Fiat na filial de Sousa. Com uma venda média de 200 veículos por mês, a DICAL FIAT tem um Market Share superior a 45% em toda sua área de atuação e graças a um trabalho árduo de fidelização de clientes, é empresa de sucesso referência em toda região que atua. A família Martins convida todos os companheiros da Rede Fiat para conhecer a bela região brasileira, onde a picape Fiat Strada é o grande case de sucesso em vendas. Em Cajazeiras, conhecida como “A cidade que ensinou a Paraíba a ler”, em função de ser REVISTA UNA

um grande polo educacional, encontrarão excelentes hotéis, como é o caso do Hotel Oásis e Gravatá Hotel. Para badalar, existem belas choperias e bons restaurantes de alto nível, como o Mansão. Ambiente requintado, música ao vivo e ótima comida. Em Sousa, o Vale dos Dinossauros é a maior atração turística do interior paraibano, em função das inúmeras pegadas, ossos e fósseis de dinossauros. Como hospedagem em Sousa, a família Martins sugere os Hotéis Jardins e o Troodon Hotel, além do agradável restaurante Bistrô. “Em Pau dos Ferros a hospedagem recomendada é no Hotel Hertz e o restaurante Barra Vento, à beira do açude do DNOCS”, indica o dealer Osvaldo Martins.


V

VIP

as motos que são

Objetos de

desejo vER A SOMBRA VOANDO SOBRE O ASFALTO, PILOTANDO UMA DESSAS TRÊS MOTOCICLETAS, É O SONHO DOS APAIXONADOS POR DUAS RODAS.

Harley-Davidson CVO Limited Mais cara da marca norte-americana, custa aproximadamente R$ 140 mil e começou a ser vendida no Brasil em maio. Apenas 30 exemplares estão disponíveis para o mercado brasileiro.

A linha CVO 1.800 cc é conhecida por trazer o que mais de exclusivo a Harley-Davidson pode oferecer, com motos com customização de fábrica e diversos componentes feitos a mão.

36


REVISTA UNA

Ducati Diavel Carbon

BMW R 1200 GS Adventure

Com estilo e design marcantes, a motocicleta italiana esbanja bom gosto. É equipada com motor Testastretta 11 DS, que gera 162 cavalos. De zero a 100 km/h, ela leva 2,6 segundos. Com detalhes em fibra, oferece modos de pilotagem Sport, Touring e Urban. Custa R$ 69.900.

Tamanho monstruoso e visual que lembra um veículo de guerra, a BMW R 1200 GS Adventure é a linha mais vendida da marca no mundo. Custa cerca de R$ 88 mil. O modelo se diferencia da versão convencional por possuir diversos itens de série e vários opcionais para encarar grandes viagens.


V

VIP

harmonização

doces com

Macaron, salada de frutas, brownie, strudel, churros, doce de leite. É difícil resistir a essas tentações. Mas se sozinhos já são deliciosos, com o vinho certo ficam imbatíveis. Confira agora algumas harmonizações que prometem sucesso garantido!

bebidas CAFÉ Doces como o tiramisu harmonizam perfeitamente com vinhos mais licorosos, um pouco oxidados e que lembrem o aroma do café, como o Vinho Santo ou o Jerez.

CHOCOLATE O cacau, a gordura e o açúcar pedem algo com aroma e sabor marcante. Por isso, a dica é harmonizar bolos com calda de chocolate, brigadeiros e mousses com vinho do Porto e Jerez.

Bravo Wolverine tem tudo para se transformar num modelo inesquecível

DOCE DE LEITE Para enfrentar o sabor açucarado, o indicado é um rótulo com muita acidez. No caso dos pudins e alfajores recomenda-se um vinho.

38


com aromas de frutas secas e cristalizadas, como um moscatel ou vinho do Porto Branco.

SOBREMESA COM FRUTAS Para não ‘esmagar’ o sabor da sobremesa, doces como torta de maçã e de pêssego precisam de uma bebida delicada e com baixo teor alcoólico. É o caso do Moscato e dos vinhos sauternes.

FRUTAS SECAS Doces árabes, panacota de frutas secas, torta de nozes e macaron harmonizam perfeitamente com vinhos brancos doces com mais de 10 anos ou um do Porto com 10 ou 20 anos.

Gosto de gente, bichos, plantas, lugares, chocolate, vinho, papos amenos, amizade, amor. Acho que a poesia está contida nisso tudo. Carlos Drummond de Andrade


V

VIP

os melhores

de londres

Sucesso há mais de uma década, os gastropubs surgiram da "harmonização" dos tradicionais pubs com a culinária especial preparada nos melhores restaurantes.

angel & crown Com preços que não ultrapassam 20 libras, o pub preferido de Liam Gallagher é famoso por seu "fish & chip".

opera tavern Neste hotspot do Covent Garden, as dicas são as deliciosas tapas e o suculento hambúrguer de foie gras.

40


the lady ottoline Ponto de encontro de chefs como Gordon Ramsey e Nigella Lawson, oferece no cardápio pratos tradicionais da culinária inglesa, como parfaits de fígado, sopa de ervilha, terrine de coelho e risoto de abóbora.

anchor & hope Eleito o melhor da cidade, é o tipo de lugar para comer sem medo de ser feliz. Entre os destaques, prove o coelho e o veado.

the eagle O primeiro gastropub de Londres serve anchovas na brasa, lentilha com calabresa e muito mais. Na carta de cervejas, destaque para a japonesa Kirin.

REVISTA UNA


R

RELAX

Voce Sabia? Em 79 d.c. foi inaugurado o Anfiteatro Flavio, mais conhecido como Coliseu Romano, que podia suportar até 55 mil espectadores.

O ioiô era usado pelos Filipinos como como ferramenta de caça.

O corredor mais rápido do mundo não passa da metade da velocidade de uma lebre.

S

A língua de uma baleia azul tem o peso igual ao de um elefante.

e alguém fosse transcrever toda a obra de Mozart, e trabalhasse 10 horas por dia, demoraria 25 anos.

A temperatura de um raio pode ser maior que a da superfície solar.

42


O ATAQUE DE SOLUÇO MAIS LONGO DA HISTÓRIA FOI DE UM AMERICANO E DUROU 69 ANOS E CINCO MESES, A PARTIR DE 1922.

A expectativa de vida dos antigos romanos era de 22 anos.

O CIENTISTA ALBERT EINSTEIN NUNCA APRENDEU A DIRIGIR

UMA MECHA DO CABELO DE JOHN LENNON FOI VENDIDA POR US$ 48.000 EM UM LEILÃO NA INGLATERRA.

REVISTA UNA

Cerca de mil toneladas de material espacial entram na atmosfera terrestre a cada ano.

L

eonardo Da Vinci foi o primeiro a ter a ideia das lentes de contato.


Vamos Soltar o grito do peito Deixar o coração no jeito Que aí vem mais uma emoção Vamos To r c e r e j o g a r t o d o s j u n t o s Mostrar novamente para o mundo Como se faz um campeão Pois só a gente tem as 5 estrelas Na alma verde-amarela E só a gente sabe emocionar Cantando o hino a capela

E amarra o amor na chuteira Que a garra da torcida inteira Vai junto com você, Brasil Mostra tua força, Brasil E faz da nação sua bandeira Que a paixão da massa inteira Vai junto com você, Brasil

Itaú. Feito para você.


Revista UNA – nº 138