Page 1

ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO

PORTFÓLIO – ISABELA FLANZBOYM


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO

PA 1 ‐ 2006 RESIDÊNCIA PARA ESTUDANTES


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO

PA 3 ‐ 2008 ANÁLISE CIEP


Escola selecionada para análise: CIEP 169 Maria Augusta Correia Localização: Av. Automóvel Clube s/nº - São João de Meriti – RJ Projeto: Oscar Niemeyer – 1992 Execução: Promon Engenharia Ltda Término da Construção: 1994

Pavimento térreo: -Pátio coberto, sanitários fem/masc, refeitório, cozinha, despensa, depósito de lixo, núcleo de saúde, anexo da biblioteca, anexo da quadra esportiva. Primeiro pavimento: -8 salas de aula, sanitários fem/masc, auditório, secretaria, direção, sala de professores, almoxarifado, sanitários dos professores, copa dos professores. Segundo pavimento: -12 salas de aula, sanitários fem/masc.

Núcleo de Saúde.

Anexo da Biblioteca.

Portão de Entrada.

CIEP 169 – FICHA TÉCNICA

Ficha Técnica: Área do terreno: 8.000m2 Área total de projeção: 2.496m2, sendo: 1.700m2 do bloco principal, 196m2 do anexo da biblioteca e 600m2 do anexo da quadra esportiva.

1/2

Anexo da Quadra Coberta.

ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO

A Escola funciona com 3 turnos independentes. Turno da manhã: Ensino Médio Turno da tarde: 2º seg. do Ensino Fundamental Turno da noite: 2º seg. do Ensino Fundamental + Ensino Médio Total de 2.860 alunos.

“Em maio de 1985 inaugurou-se na capital do Estado do Rio de Janeiro, o primeiro CIEP. Durante os anos 80 e 90, em dois períodos governamentais (1983-1986 e 1991-1994) foram construídos e postos em funcionamento 506 CIEPs, escolas públicas de tempo integral, com concepção administrativa e pedagógica próprias. A intenção declarada era de promover um salto de qualidade na educação fundamental do estado. O prédio dos CIEPs, com 18 a 20 salas de aula, comporta uma escola de médio porte quando utilizada em tempo integral, e de grande porte em sistema de turnos, podendo atender, em situação ideal, cerca de 600 alunos por período. As áreas externas, grandes (quadra, pátios) e vulneráveis, requerem a existência de atividades recreativas ou culturais permanentes e um trabalho também permanente de manutenção. A proposta arquitetônica de uma escola aberta, democrática, concebida por Oscar Niemeyer, esbarrou na realidade de miséria e abandono das localidades em que tais escola foram construídas, na falta de manutenção e na carência de profissionais para ocupar e gerir um espaço com inúmeras possibilidades.” Trecho retirado do Caderno de Pesquisas “Para onde caminham os CIEPs” de Ana Maria Cavaliere.

Edificação Vizinha.

Fachadas do bloco principal

Acesso às salas de aula.

UFRJ – UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO FAU – FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO PAIII – PROF: JOACIR ESTEVES – ALUNA: ISABELA FLANZBOYM


Segundo Pavimento

Primeiro Pavimento

ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO Pavimento Térreo

CIEP 169 – PLANTAS

2/2

Cobertura

Anexo da Biblioteca

UFRJ – UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO FAU – FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO PAIII – PROF: JOACIR ESTEVES – ALUNA: ISABELA FLANZBOYM


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO

PA 3 ‐ 2008 PROJETO DE ESCOLA EM VILA ISABEL


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO

PIN ‐ 2009  PROJETO LOJA MODA MASCULINA


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO

TI 1 ‐ 2008 EDIFÍCIO MISTO MARACANà‐ CONCEITUAÇÃO


Visadas a partir do terreno

Equipamentos Urbanos

Insolação e Ventilação

Verão

21 DEZ às 8hs

A área tem uma boa quantidade de equipamentos públicos, como lixeiras, orelhões, postes de iluminação, etc. Entretanto, um precário acesso a deficientes, muito longe do ideal.

21 DEZ às 10hs

21 DEZ às 14hs

Poluição Sonora e do Ar

21 DEZ às 16hs

Inverno

Terrenos vizinhos e seus usos

21 JUN às 8hs

21 JUN às 10hs

Equinócios

ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO 21 JUN às 14hs

21 JUN às 16hs

O vento predominante no Rio de Janeiro é o Sudeste (SE). E o vento secundário caracterizado como tempestuoso é o Sudoeste (SO).

ORIENTAÇÃO DAS FACHADAS

21 MAR às 10hs

21 MAR às 15hs

23 SET às 8hs

23 SET às 16hs

Fechadas Norte: Recebem sol o dia inteiro. Fachadas Sul: Não recebem sol durante todo o dia. Fachadas Leste: Recebem somente o sol da manhã. Sol de fraca radiação. Fachadas Oeste: Recebem o sol da tarde. Sol de forte radiação. Costuma ser a fachada mais prejudicada pela insolação.

Hierarquia das vias do entorno

A Av. Maracanã e a Rua Barão de Mesquita geram muita poluição sonora, devido a intensa circulação de pedestres e automóveis.

Rede Hídrica O Rio Maracanã, representante principal da análise de rede hídrica do entorno, faz parte da rede hidrográfica das subbacias que constituem a baía de Guanabara. Na área da Tijuca ainda existem os rios Trapicheiro, Joana e Comprido, sendo que estes dois últimos correm por galerias subterrâneas.

Via Arterial Primária Via Arterial Secundária Vias Coletoras Vias Coletoras - Vias de segunda grandeza que coletam e distribuem o tráfego para o bairro e alimentam as principais. Vias Arteriais - Interligam a cidade, podendo contornálas, e até conectar-se a outra cidade.

1/2 CONCEITUAÇÃO DO TERRENO

Recorte Urbano do Bairro da Tijuca

Ao longo do ano

A freqüência de cheias do Rio Maracanã na área do nosso terreno não é muito grande. Isso porque a lâmina d’água se encontra a 3 metros do nível da rua. Em áreas onde esta distância é menor (na altura do CEFET/RJ, onde a rua sofreu um rebaixamento) a freqüência é bem maior.

UFRJ – UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO FAU – FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO PAII – TURMA D – PROFESSOR: UBIRATAN DA SILVA RIBEIRO DE SOUZA ALUNA: ISABELA FLANZBOYM


2/2

Formalização da proposta de implantação

-1 bloco de uso exclusivamente residencial com 10 apartamentos de 3 quartos e Priorizando a melhor 2 apartamentos de 2 quartos num total de 5 pavimentos incluindo o térreo e o localização para lojas, a área pavimento de uso comum que abriga ainda salão de festas. comercial foi implantada - 1 bloco com 20 apartamentos de 2 quartos e 16 de 1 quarto num total de 7 levando em conta o valor da pavimentos incluindo o de uso comercial que possui 6 salas, 4 com moradia no esquina e sua importância andar de cima. como ponto focal. Na seqüência, reserva-se a área - 1 bloco exclusivamente comercial com 6 lojas totalmente integrado ao bloco de para a praça garantindo sua salas comerciais. entrada pela Av. Maracanã. - Estacionamento subterrâneo para as unidades residenciais com vagas para automóveis em geral e bicicletas.

Zona comercial Zona paisagística Zona residencial

Já com o zoneamento pronto, foi feita análise para implantação das edificações. Foi considerado a direção do vento, sol da manhã, principais vistas e alinhamento com a rua Adolfo Mota.

CONCEITUAÇÃO DA IMPLANTAÇÃO

Programa do Conjunto Residencial:

- praça para atender ao público da região. A ser construído na Tijuca, na esquina da Av. Maracanã (lado ímpar) com a rua Adolfo Mota (lado par).

Referências Memorial Descritivo O processo criativo do complexo teve início com o estudo do terreno e com um programa pré-definido.

Áreas: Área total do lote: 4.845m2 Taxa de ocupação: 1.230,00m2 Área total edificada: 5.000m2 Área da praça: 2000m2

Organização em planta Bar Sujinho – Rua da Consolação com Rua Maceió – SP

Fluxo automóveis - público Fluxo automóveis - privado Fluxo pedestres - público Fluxo pedestres - privado Estacionamento das lojas Área verde - pública Área verde - privada Área edificada

Estudos das perspectivas e vistas ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO

Novittá Residence – Rua Dias da Cruz com Rua Piranga – RJ Parque Guinle – Rua Gago Coutinho – RJ

Apartamentos de 1, 2 e 3 quartos dispostos em 2 blocos integrados à uma área semi-pública de salas comerciais; à uma área pública de lojas e à uma praça que abrigará espaço de descanso e play para crianças. É importante ressaltar que essa nova praça integrará também a rua Adolfo Mota com a Av. Maracanã, atraindo o público para as lojas.

Acessos

Embora integração seja o ponto alto do projeto, organização não faltou. Os acessos são dispostos de forma independente de modo a não prejudicar a privacidade dos moradores.

Térreo

Fachada Adolfo Mota Segundo Pavimento

Portarias

Aptos de 1 quarto

Puc

Aptos de 2 quartos

Lojas

Aptos de 3 quartos

Salas comerciais Circulação vertical - pública Circulação vertical - privada

Pavimento Tipo Fachada Av. Maracanã

Fachada Lateral da Praça

UFRJ – UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO FAU – FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO PAII – TURMA D – PROFESSOR: UBIRATAN DA SILVA RIBEIRO DE SOUZA ALUNA: ISABELA FLANZBOYM


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO

TI 1 ‐ 2008 EDIFÍCIO MISTO MARACANà‐ PROJETO


Programa

Memorial Descritivo

Croquis e Referências

-1 bloco de uso exclusivamente residencial com 10 apartamentos de 3 quartos e 2 apartamentos de 2 quartos num total de 5 pavimentos incluindo o térreo e o pavimento de uso comum que abriga ainda salão de festas.

O processo criativo do complexo teve início com o estudo do terreno e com um programa pré-definido.

Após estudos, a escolha por formas geométricas gerando sólidos simples tem com referência projetos racionalistas.

- 1 bloco com 20 apartamentos de 2 quartos e 16 de 1 quarto num total de 7 pavimentos incluindo o de uso comercial que possui 6 salas, 4 com moradia no andar de cima. - 1 bloco exclusivamente comercial com 6 lojas totalmente integrado ao bloco de salas comerciais. - Estacionamento subterrâneo para as unidades residenciais com vagas para automóveis em geral e bicicletas.

Apartamentos de 1, 2 e 3 quartos dispostos em 2 blocos integrados à uma área semi-pública de salas comerciais; à uma área pública de lojas e à uma praça que abrigará espaço de descanso e play para crianças. É importante ressaltar que essa nova praça integrará também a rua Adolfo Mota com a Av. Maracanã, atraindo o público para as lojas.

Evolução da organização em planta

Na foto abaixo, A Casa do Brasil, em Paris, Projeto de Lucio Costa.

Embora integração seja o ponto alto do projeto, organização não faltou. Os acessos são dispostos de forma independente de modo a não prejudicar a privacidade dos moradores.

- Praça para atender ao público da região. A ser construído na Tijuca, na esquina da Av. Maracanã (lado ímpar) com a rua Adolfo Mota (lado par).

Formalização da Proposta de Implantação Priorizando a melhor localização para lojas, a área comercial foi implantada levando em conta o valor da esquina e sua importância como ponto focal. Na seqüência, reservase a área para a praça garantindo sua entrada pela Av. Maracanã.

ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO Já com o zoneamento pronto, foi feita análise para implantação das edificações. Foi considerado a direção do vento, sol da manhã, principais vistas e alinhamento com a rua Adolfo Mota.

Resolvendo o problema do público e privado, nada de grades. A portaria deslocada do chão da rua, faz com que o acesso seja feito apenas por moradores. A área privada, fica desconecta da rua pública e das coisas ruins que ela possa vir a proporcionar. Como referência, na foto, Parque Guinle, projeto de Lucio Costa no Rio de Janeiro.

Zona comercial Zona da praça pública Zona residencial

Outro detalhe importante do projeto é a passarela que interliga os blocos, também desconectada do solo, separando a passagem da área de lazer do conjunto residencial. Na foto ao lado, a referência de um projeto de Benedito Abbud.

Evitando abrir janelas para o Sul, a organização em planta se desenvolveu com estudo de áreas.

Análise Gráfica

É importante citar que todos os cômodos são ventilados e iluminados naturalmente. Cada bloco possui sua circulação vertical independente com elevadores e escadas enclausuradas.


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO

Isabela Flanzboym DRE 102032127 2008 / 1 Trabalho Integrado 1

PA2 - Ubiratan da Silva PP1 - Mario Ceniquel

PC 1 - Aprovado em 2004/1 CEST - Paulo Fernando

SAP - Aristóteles Tarcísio

HAA - Aprovado em 2004/1

DIG - Edson Agostinho Maciel

HCU4 - Aprovado em 2004/1

Volumetria Produto 2

57


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO

PEX HABITAÇÃO ‐ 2010 EDIFÍCIO RESIDENCIAL NA BARRA DA TIJUCA


Residencial Piñera O APARTAMENTO QUE VOCÊ SEMPRE QUIS, NO MELHOR PONTO DA BARRA DA TIJUCA.

ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


• • • • • • • •

Sala Cozinha 1 suíte 3 quartos 1 banheiro social Área de serviço 1 banheiro de empregada Terraço

ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO • • • • • • • • • •

Sala Cozinha 2 suítes 2 quartos 1 banheiro social 1 lavabo Área de serviço 1 banheiro de empregada 1 quarto reversível 2 varandas

APTO TIPO

APTO COBERTURA


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO

TI 2 ‐ 2010 INTERVENÇÃO NA ZONA PORTUÁRIA


26/01/2011

localização

Viver o Porto

1

Trabalho Integrado II Ângela Borba / Isabela Flanzboym / Patrícia Ferro Professores Flávio Ferreira / Fabiana Izaga / Patrícia Maia / Pedro Évora / Alfredo luz

2

1 2 3 4 5 6

Ponte Rio Niterói

7

Cidade do Samba

Linha Vermelha Av. Brasil Rodoviária Novo Rio Av. Rodrigues Alves Igreja Santo Cristo

3 7

5

4

6

Área de Atuação

compreensão

ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO

Região pouco atrativa para novos empreendimentos privados

Patrimônio arquitetônico e urbano local pouco valorizado Presença de imóveis de valor histórico Poluição visual

compreensão Problemas Caráter de isolamento entre a zona portuária e o próprio Porto.

compreensão intenção Aproximação do porto com a zona portuária

1


26/01/2011

compreensão Vocações Grandes áreas em desuso com facilidade de acesso a outros pontos da cidade

proposta revitalização da zona portuária retirada da perimetral

Aeroporto Internacional

nova conexão - ponte implantação nova marina santo cristo Niterói Centro

Aeroporto Santos Dumont

adaptação dos armazens do porto para atender ao público local implantação de edifícios corporativos

Zona Sul

adaptação dos galpões para uso empresarial Barra da Tijuca

hoje

demolir

ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO

construir

implantação

2


26/01/2011

usos

Edifício Corporativo Torre – 25 pavimentos – 100m

Térreo

Tipo

PUC

Corte

Edifício Corporativo

Galpão Empresarial

Torre – 10 pavimentos – 40m

ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO Térreo

Térreo

PUC

Mezanino

1º Pavimento

Corte Corte Longitudinal Tipo

Armazém

Espaços Livres Públicos

Térreo

Corte Longitudinal

Corte Transversal

3


26/01/2011

Espaços Livres Públicos Marina

Espaços Livres Públicos Marina Pequenas Praças

Espaços Livres Públicos

Espaços Livres Públicos

Marina

Marina

Pequenas Praças

Pequenas Praças

Pocket Parks

Pocket Parks

ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO Passeios Públicos

Espaços Livres Públicos

Estudo Espaços Livres Públicos Estudo Aproximado

Marina Pequenas Praças Pocket Parks Passeios Públicos Permeabilidade entre quadras

4


26/01/2011

Estudo Espaços Livres Públicos Relação dos Térreos com os espaços livres

Fluxos de Pedestres

Estudo Espaços Livres Públicos Permeabilidade Entre Quadras

Lojas

Sentido das Vias

Sentido das Vias

ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO

Novo Sentido “Rodrigues Alves”

Sentido das Vias

Novo Sentido “Rodrigues Alves” Av. Trinta e um de MArço

Sentido das Vias

Novo Sentido “Rodrigues Alves” Av. Trinta e um de MArço Ruas locais

5


26/01/2011

Sentido das Vias

Estudo da Ponte Novas Conexões

Novo Sentido “Rodrigues Alves” Av. Trinta e um de MArço Ruas locais Nova Ponte

Linha Vermelha

Rua Projetada

Avenida Brasil

Conexão da Ponte

Ponte Rio Niterói

Conexões

Rua Existente

Estudo da Ponte

Estudo da Ponte

Partindo: Zona Sul Destinos: Zona Norte / Niterói

Partindo: Zona Norte / Niterói Destino: Zona Sul

ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO Ponte Rio Niterói

Ponte Rio Niterói

Nova Ponte

Nova Ponte

Referências

Visadas

Rügenbrücke - Alemanha

Melbourne - australia

Ed. de escritórios – Ricardo Almeida – São Leopoldo - RS

Pocket parks – nova york

Ed. de escritórios – Ricardo Almeida – São Leopoldo - RS

6


26/01/2011

Visadas

Visadas

Visadas

Visadas

ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO

7


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO

PA 4 – 2009  PROJETO DE EDIFÍCIO COMERCIAL NO LEBLON


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO

PEX DESPORTO E LAZER ‐ 2008 PROJETO DE SPA NA BARRA DA TIJUCA


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO

PU 1 ‐ 2009  LOTEAMENTO EM VARGEM GRANDE


ISABELA FLANZBOYM PROIBIDA REPRODUÇÃO

Portifólio de Isabela Flanzboym  

Portifólio de Isabela Flanzboym

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you