Revista Feeling edição 135

Page 1

Ano 23 - Edição 135 - Abril - 2021 Revista Digital

Venha desfrutar deste paraíso conosco (49) 3563 0624 – 3563 7937

Urologia – Dra. Flavia Cliva Novo Espaço de Eventos - Por Daniel Flores



Editorial Apesar de todo o esforço das equipes de saú de, que trabalham incansavelmente nestes meses, as mortes por COVID-19 se sucedem diariamente, agora sem escolher faixa etá ria. Dos mais jovens aos mais idosos, a doença tem levado do nosso convıv́io pessoas que ainda tinham muito por fazer, para contribuir para a nossa sociedade e que reconhecidamente vã o deixar uma enorme lacuna. E verdade que toda a pessoa faz falta, poré m, em funçã o da pro issã o que exercem e da participaçã o na vida da comunidade, o impacto da morte de algumas delas é maior para a cidade. A perda de tantas vidas vem nos mostrar o quanto somos frá geis e o quanto ainda precisamos nos proteger do vıŕus. A doença vai continuar matando, mas precisamos sair urgentemente deste estado de pandemia. Nã o podemos nos acostumar a lamentar tantas perdas de pessoas muito pró ximas e que amamos. Cuidem-se!

Sumário 04 -Variedades - Edumar Junior 06 - Opinião -Quirino Ribeiro 08 - 09 - Dra. Flávia H. Mortari 10- Dra. Cleonice dos Santos Mottecy 11 - Relembrando 12 - 13 - Pandemia em alta 15 - Espaço para Eventos 16 - Aconteceu - Alcir Bazzanella 18 - Saúde Animal 21 - 22 - Economia 2 4- Educação 225 - 27 - Ollhar Social - Nivaldo Narã 27 - Espiritualidade - Guerino Bebber 29 -Na Cozinha - Alcir Bazzanella

Diretor: Alcir Bazzanella (Jornalista-SC 1668 JP) (49) 9 8809 7373 - alcir@abonline.com.br Departamento Comercial: Edumar Verge Junior (49) 9 9807 1448 revistafeelingedumar@hotmail.com Administra vo: Karine Silva Dias Bazzanella (49) 3567 1584 - adm@abonline.com.br Criação/Diagramação: EJR – Serviços de Comunicação (49) 9 9815 2244 - edumarvjunior@hotmail.com Departamento Jurídico: Gilson Francisco Kollross Capa: Rose Wartha Fotos: arquivo A Cabanha Revista Feeling é uma publicação da editora AB Revista e Jornal Impressos Ltda Rua Alcides Tombini – 256 Bairro Paraíso Caçador – SC - CEP 89503-006 Todas as matérias e publicidades assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores. A opinião das pessoas não reflete necessariamente a opinião da revista.


49 - 998071448

Veja alguns registros... De Edumar Junior durante a gravação do Programa Sport Bussines com o secretario da saúde de Caçador Roberto Marton durante umas das etapas da campanha de vacinação contra o covid 19 nas dependência do SESI. Durante a entrevista foram abordados diversos assuntos de relevância e interesse da comunidade e você pode acompanhar através do link. h ps://www.youtube.com/watch?v=di8BORtJX8Y&t=154s

O apresentador Alcir Bazzanela com o Secretário da Saúde de Caçador Roberto Marton, salientado que o jornalista foi imunizado com a segunda dose durante a gravação.

Uma organização impecável com atendimento de primeira linha é oferecido pela equipe da saúde.

Uma das engemeiras encarregadas de preparar as doses para a vacinação.

Para todas as minhas amigas... Que um dia aceitaram a nobre missão que é ser Mãe: um Feliz Dia das Mães! Para todas sem exceção, com sincero amor e muita alegria, desejo um feliz dia. Que possam ser homenageadas como merecem, não apenas nesta data, mas durante todo o ano, por toda a vida. Ser mãe traz recompensas maravilhosas, muito amor e um laço que nada pode quebrar. Mas também pode ser tarefa difícil, e é de grande responsabilidade e não acaba nunca. Então, de valor são as mulheres que aceitam essa tarefa sem questionar, sem queixumes, tal como as amigas corajosas que eu tenho e que tanto admiro. Sejam felizes, e que o mundo e as famílias de cada uma, retribuam sua dedicação e seu amor a triplicar. Feliz dia das Mães!



OPINIÃO QUIRINO RIBEIRO Quirino@scc.com.br (49) 99947.2115

“Fake News é um vírus de pouca importância, seu mal está em quem o propaga”. (Davi Peixoto) A Quem Interessa as Fake News? O uso de informações falsas não é um gesto ingênuo de quem as propaga, mas um processo deliberado para alcançar obje vos. Quando são esclarecidos os fatos, fica claro tratar-se de fake news. A quem interessa esse po de desinformação? Essa recorrente pergunta é feita para entender a mo vação de personagens que se prestam a esse serviço.

No Brasil As pessoas não respeitam o isolamento social, sico. Nas vendas de alimentos, higiene, combus veis, cada um faz e determina seus preços, independente do desemprego, da pandemia, etc., querendo levar vantagem em tudo. Muitas pessoas torcem pela volta da corrupção, da roubalheira, e da polí ca de quanto pior, melhor. E na verdade só há um po de governo que a população inteira deseja que seja restabelecer a ordem e o progresso da Nação.

E Esse É O Outro Fator. É fundamental verificar a mo vação que há por trás de informações suspeitas advindas não apenas de quem as publica, mas também daqueles que as replicam. O mundo, e não apenas o Brasil, está envolvido em um perverso jogo polí co em busca de poder que u liza de todas as ferramentas para alcançar o seu obje vo.

Respeito é Bom e Todos Gostam! Para quem não gosta, o melhor caminho é o Aeroporto. Portanto, aproveitem e voem, para Cuba ou Venezuela que os receberão de braços abertos. A China também pode ser, afinal o sistema de governo é o mesmo nos três países.

Os Muitos Estudos Apontam Que a situação se agrava a despeito das reações polí cas, jurídicas e policiais contra tais disseminadores. Os próprios provedores têm ficado mais atentos, bastando ver o número de publicações que ram do ar por estarem eivadas de suspeita. Mesmo assim, o ciclo de fake news ainda é intenso.

Coopera vismo Financeiro Se você u liza o cheque especial, pede emprés mo, financiamento ou entra no rota vo do cartão de crédito, saiba que a diferença de custos com juros e tarifas pode ser bem representa va na comparação entre às ins tuições que proveem esses serviços no sistema financeiro.

Em Períodos Eleitorais A preocupação se acentua. Em 2022, o Brasil vai eleger deputados estaduais e federais, 1/3 do Senado e ainda governadores e presidente da República, e tudo indica que, mesmo diante de denúncias envolvendo o úl mo pleito nacional, pouca coisa mudou. Ao contrário, os processos tornaram-se mais sofis cados, deixando o público-alvo à mercê desse jogo cujo combate só é efe vo com conhecimento.

As Coopera vas Financeiras Segundo Ênio Meinen, diretor execu vo do Sicoob a prá ca de preços menores nas coopera vas financeiras tem a ver com as caracterís cas societárias desse segmento, que não visa lucro. “Como o usuário dos serviços é também o dono do empreendimento coopera vo, não há porque a margem de contribuição ser expressiva, pois no final o resultado pertence ao próprio cooperado (cliente e proprietário)”.

As Fake News Não são uma ação de boa-fé, fruto do mero engano. Ela tem obje vos claros e alvos específicos, num processo deliberado para produzir resultados. Seu enfrentamento não se esgota no desmen do, pois, quando ela chega às redes, os efeitos são mul plicados. Por isso, qualquer po de informação, antes de ser passada adiante, deve ser alvo de desconfiança. Uma pena, mas é fato.

Por Exemplo Quem entrou no cheque especial, ao escolher o Sicoob, pagou 0,78 ponto percentual a menos na taxa de juros mensal com relação à média do SFN. Outro destaque refere-se às tarifas de manutenção de conta corrente para pessoas jurídicas, em que o Sicoob opera com o valor de aproximadamente R$ 60 mensais, enquanto no conjunto do SFN o custo gira em torno de R$ 155.


Pratique a coleta seletiva e separe o lixo. A cidade e o planeta agradecem. Cidade limpa. Direito seu, dever de todos.

PARABÉNS CAÇADOR

Ÿ Limpeza Urbana Ÿ Coleta, Coleta Seletiva e Reciclagem Ÿ Operação de Aterros Sanitários Ÿ Implantação de Aterros Sanitários Ÿ Recuperação de Áreas Degradadas

Rua Conselheiro Mafra, 708 |Fone (49) 3563.2517 |Caçador, SC | Filial: Av. Herbert Hadler, 435 | Fone (53) 4141.1419 | Pelotas, RS


Saúde Dra. Flávia

CRM SC 20021

Abril é o mês de conscien zação do câncer de tes culo presença de tumor no tes culo contralateral. Na suspeita de alterações dos tes culos, o exame sico pelo médico urologista deve ser realizado, podendo-se avaliar aumento do tamanho, vermelhidões, alterações da consistência, porém para complementação diagnós ca deverá ser realizado uma Ultrassonografia de bolsa escrotal com Doppler e exames marcadores tumorais (exames de sangue).

O câncer de tes culo representa 1% das neoplasias em adultos e 5% dos tumores urológicos. Apresenta 3 a 10 casos novos por 100.000/homens por ano nas sociedades orientais e menos de 2% dos casos manifestam-se em ambos os tes culos. O pico de incidência varia entre a terceira a quarta década de vida, sendo o tumor mais comum encontrado em homens jovens. A principal manifestação clínica desse tumor é massa tes cular unilateral, que geralmente é iden ficada pelo paciente através de um endurecimento no tes culo ou até mesmo de um aumento do volume tes cular, ou através de achado incidental no exame de ultrassonografia. A dor tes cular pode estar presente em 27% dos pacientes e se torna razão pada diagnós co tardio em aproximadamente 10% dos casos. Dores nas costas ou até mesmo aumento do volume das mamas podem ser sintomas relacionado a esse tumor. Principais fatores de risco são: criptorquidia (tes culo localizado fora da bolsa escrotal), história familiar de tumores de tes culo em parentes de primeiro grau e

Na presença de uma ultrassonografia suspeita e após a realização dos marcadores tumorais (alfa feto proteína, beta HCG e alfa-fetoproteina), paciente idealmente necessitará da realização de tomografia de abdome total e tórax para avaliação da extensão da doença.


O tratamento padrão ouro para tumor de tes culo é a orquiectómica unilateral via inguinal, em que o obje vo é o re rado de toda extensão do tes culo e funículo espermá co, desde a sua origem no anel inguinal interno no canal inguinal. Trata-se de uma cirurgia de médio porte, geralmente sob raquianestesia e com tempo de internação hospitalar de até 1 dia. Considerando parte esté ca, há possibilidade de implante de uma prótese tes cular no momento do ato cirúrgico, para preservação da anatomia local e sensibilidade do paciente.

presença de fatores de risco clínicos, que incluem história familiar e criptorquidia, os familiares e o paciente devem ser informados sobre a importância do autoexame da bolsa escrotal.

O tumor de tes culo é uma doença que geralmente tem boa resposta aos tratamentos clínicos (quimioterapia), porém a nge uma faixa etária de homens muito jovens. A melhor maneira de diagnós co precoce é o exame dos tes culos e, em qualquer alteração, procurar o urologista para esclarecimentos, inves gação e tratamento adequado

Cliva Casos selecionados, em que há tumor bilateral ou histórico de re rada de outro tes culo previamente, existem a possibilidade de cirurgia poupadora de tes culo, em que tenta preservar o máximo o tecido saudável para manter produção hormonal e até mesmo fer lidade. Na dependência do resultado da biopsia e a existência ou não de metástases a distância (linfonodos [gânglios] ou viscerais) o paciente poderá complementar o tratamento com quimioterapia e/ou radioterapia. O prognós co da doença esta relacionado ao diagnós co precoce e iden ficação de estágios iniciais. Não há estudos que apoiem os programas de rastreamento do câncer de tes culo, não demonstrando benecios de inves gação de pacientes assintomá cos. Na

Urologia

Dr Guilherme Moreira Cliva - Diretor Técnico (CRMSC 18354)
 Dra Flavia Hoffmann Mortari Cliva 49 9 91520260


Saúde Dra Cleonice

Como buscar a beleza de cada um - Peelings tando de flacidez e/ou rugas, existem peelings maravilhosos, de resultados surpreendentes, sendo o peeling de Fenol o que mais me agrada (sua capacidade de diminuir enormemente a flacidez e as rugas está cas –me encanta) consequentemente uma excelente capacidade de rejuvenescimento. O paciente tem que ter claro que cada procedimento tem um tempo de recuperação, o qual é diretamente proporcional ao grau de agressão e o resultado, proporcional a esta. Tendo em vista estes detalhes, sabemos que o melhor período para este po de procedimento são os meses mais frios, para evitarmos riscos de manchas e para que o paciente tenha maior conforto na recuperação. Todos somos belos, cada um de sua maneira. Quando trabalhamos com a busca pela beleza, devemos sempre avaliar detalhadamente quais as expecta vas do nosso paciente. Resultados são diretamente proporcionais a indicações corretas, a cuidados permanentes, a olhar para o todo e a manter o foco; nada vem de mão beijada e todos nossos obje vos podem ser alcançados se prestarmos atenção em cada um destes itens citados

Falando com um cirurgião plás co em uma ocasião, ele me externou a sua preocupação em relação aos resultados ob dos quando ele tracionava a pele nos li ings faciais, mas ficava frustrado com o resultado final, pois o procedimento não se completava com a melhora na qualidade da pele, foi aí que decidimos associar os procedimentos plás co e esté co, elevando em muito a sa sfação dos pacientes.

Muitas vezes recebo pacientes já querendo indicar a sua conduta e quase sempre preciso explicar que cada procedimento tem um obje vo especifico e um resultado como consequência. O que serve para um, algumas vezes não serve para outros. Ao avaliarmos uma pele buscamos estar atentos a seu grau de hidratação, ao cuidado diário dado a mesma, proteção solar, à quan dade de água ingerida, à alimentação saudável, à absorção pelo intes no, à a vidade sica realizada, à qualidade do sono, ao equilíbrio hormonal, ao equilíbrio emocional, ao foto po apresentado, às manchas existentes e à flacidez da pele. Quando possuímos manchas devemos cuidá-las com carinho, pois muitos procedimentos podem inicialmente clareá-las e em um segundo tempo piorá-las, os peelings mais indicados, neste caso, normalmente são menos agressivos e mais seriados, todo profissional deve saber o seu limite e principalmente saber gerenciar uma pele com manchas para evitar piora das mesmas. Em se tra-

Hoje com inúmeras técnicas na medicina esté ca, podemos a ngir resultados maravilhosos, pois para mim esta medicina associada a atenção a saúde preven va que pra co, faz despertar um sen mento de sa sfação pessoal muito próximo da sensibilidade de um ar sta escultor, que busca nos mínimos detalhes ressaltar, com cria vidade, a beleza escondida em cada um de nós. Médica - CRM 4914


Relembrando

Caçador SC, Rua Senador Salgado Filho, Chamada Pelos Antigos de Rua dos Tocos, Caminhã o Da Serraria Maú a.

Professora Maria Odete Costa, Tania Braga e Iraci Borghetti

Funcioná rios das Casas Pernambucanas Agencia de Caçador SC.

Loja da Concessioná ria Amotolandia Revenda Peças Genuın ́ as Chevrolet em Caçador

Neste Vô o estã o Famıĺias de Caçador em Viagem ao Estados Unidos Bolsistas Rotary Club, Famıĺias Cury, Fleck, Gattermann, Faoró , Petry, Santi, Godinho e Haymussi.

Prefeito Jucy Varella Prefeito Ardelino Grando e a neta do Jucy a Menina Patricia Varella Regges.


Saúde Pandemia em alta, poucas vacinas e 1,5 milhão de brasileiros recusam a 2ª dose Segundo dados do Sistema Integrado de Mortalidade (SIM), plataforma criada pelo MS em 1979, em março houve um decréscimo populacional nos estados do Sul e em 12 das 50 cidades brasileiras com mais 500 mil habitantes. O Portal da Transparência da ARPEN/Brasil (Associação Brasileira de Registradores de Pessoas Naturais), criado em 2015 e que atua compilando dados dos Cartórios de Registro de Nascimentos, Casamentos e Óbitos, confirmou este fato histórico.

Segundo o Ministério da Saúde (MS), em relatório divulgado em 14 de abril, pelo próprio Ministro, mais de 1,5 milhão de brasileiros não voltaram para tomar a 2ª dose da vacina contra a Covid-19, sendo que, os estados com piores indicadores são: São Paulo com 343 mil pessoas que não retornaram, Bahia com 148 mil e Rio de Janeiro 143 mil. O Jornal A Folha de São Paulo fez um levantamento divulgado em 09 de abril que relatava que mais de 500 mil brasileiros não haviam retornado para tomar a 2ª dose da vacina Coronavac. No mesmo caminho, o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS), divulgou relatório onde aponta a nega va para a 2ª dose da vacina em mais de 1,3 milhão de brasileiros. Este fato é preocupante, precisa ser entendido e rever do neste momento em que o país bate recordes de óbitos pela Covid-19, tendo alcançado em 07 de abril 4.249 mortes em 24h, sendo líder mundial neste nefasto quesito. Vivemos nosso pior momento, com a pandemia em alta, vitaminada por novas cepas virais mais agressivas, com maior velocidade de contágio, que a ngem de maneira preocupante pessoas com menos de 40 anos e, lamentavelmente, temos pouca oferta de vacinas.

Já a Revista Piauí publicou matéria em 13 de abril sobre estudo de pesquisadores da Universidade de Harvard (EUA), Universidade de Princeton (EUA), Universidade do Sul da California (EUA) e Universidade Federal de Minas Gerais, o qual dimensionou o impacto direto das mortes por Covid-19 no crescimento demográfico brasileiro, o resultado apresentado mostra que a pandemia diminuiu em 2 anos a expecta va de vida da população. Desde 1945 a expecta va de vida do brasileiro aumentava, em média, 5 meses a cada ano. Mas uma pergunta não pode silenciar, perante o quadro terrível elaborado pela pandemia em nosso país, por que está ocorrendo a negação à 2ª dose da vacina? Em setembro de 2020 foi divulgada uma pesquisa do IBOPE que mostrava que 1 em cada 4 brasileiros resis am à ideia de tomar vacina contra a Covid-19, sendo o maior índice de rejeição na faixa de 25 aos 34 anos (34%) e entre evangélicos (36%). Na época, as principais jus fica vas elencadas se referiam a dúvidas quanto à segurança e a eficácia, ainda quanto a teorias da conspiração. A pesquisa entrevistou 1.000 pessoas por todo o país, com os seguintes resultados: 75% tomariam a vacina, 20% nham dúvidas e 5% não tomariam em hipótese alguma.


O que estamos vendo acontecer era previsível e acaba sendo rela vizado ao não iden ficarmos aqueles que efe vamente não irão se vacinar com dose alguma. Mas, se a negação à vacina contra a Covid-19 começa a ser dimensionada na prá ca através dos que se negam a receber a 2ª dose, as causas, apesar de estarem presentes desde o início deste evento sanitário no país, acabaram se tornando sistêmicas ao não serem comba das e, em muitas oportunidades, es muladas por diversos governantes.

semestre. Na ocasião da divulgação dos dados rela vos à negação a 2ª dose da vacina, o Ministro da Saúde abordou a necessidade de se trabalhar a conscien zação da população, pois é, Campanhas de Conscien zação amplas precisam urgentemente serem desenvolvidas pela União, estados e municípios. Se é tarde para consertar esta tragédia nacional, sempre é tempo de evitar uma pior. Na crise, se repense, se transforme, CRIE!

Tenho alertado desde o início desta pandemia sobre os erros e omissões do Governo Federal e do MS na condução desta grave crise sanitária. No afã de preparar a população com narra vas distantes da ciência e que miravam única e exclusivamente à preservação de nossa economia, obje vo obviamente não alcançado, os erros se sucederam. Com “ações de governança” que dimensionavam a ocorrência de uma “corrida de 100 metros e não de uma maratona”, se abstendo de vislumbrar a história e o compara vo do momento que vivemos com o vivido na úl ma pandemia desta dimensão, isto há 100 anos, a da Gripe Espanhola, que transcorreu de janeiro de 1918 a dezembro de 1920, vi mando entre 50 e 100 milhões de pessoas mundo afora, 35 mil no Brasil. Com este “olhar vesgo” dos fatos, caminhamos embalados por narra vas negacionistas e ideológicas, a tragédia que era iminente, hoje é realidade. Os erros na condução do enfrentamento se iniciaram pela falta de um discurso nacional por parte do MS, mas respeitando a equidade loco-regional, testes em massa para se iden ficar os contaminados e refrear a cadeia de contágio nunca ocorreram, as UTIs con nuam insuficientes, a busca por curas milagrosas com medicações que, por vezes, trazem mais male cios e já foram comprovadas cien ficamente carecerem de eficácia no combate à Covid-19, con nua despertando amplos debates e, inclusive, a tenta va de silenciar aqueles que procuram fazer um contraponto respaldado pela ciência. As vacinas não foram compradas em tempo e este caminho principal para o desfecho desta pandemia só deve se apresentar em maior quan dade, no segundo

Contatos: Fones/Whatsapp: (47) 99983-6026, (47) 99916-0744 E-mail: ballesteroconsultoremsaude@gmail.com


(49) 99807 1448 revistafeelingedumar@hotmail.com


Geral Espaço para Eventos A Revista Feeling entrevistou o casal Eliane Pirolli e Daniel Flores, eles proprietários do mais novo espaço de eventos que será inaugurado em breve em nosso município.

Revista Feeling – Em que data pretende inaugurar o espaço? ŞŲ ŤẂ Ħ Ü ĚTÙ Ẃ Ẁ Ũ ŦŠV ŤŲ ĚŰ Ẁ Ù Ū ŠŦŲ Ŭ ĚȘŬ Ū W ŤĚŠV Ù ĚW Ẁ TŬ Ű ŤĚŮ ŠŲ ȚÙ Ū V ĚŲ ŤW Ŭ Ű Ẁ V ĚŤŨ ŠŞŬ Ų Ū TV W Ü ĚŮ ŠŪ TŤÙ ĚTÙ ȚȘŨ Ü Ŭ ŤŪ W ĚVŤW Ù Ẃ Ų Ü Ŭ ĚN Ū Ű Ẁ ŠŨ Ħ ĚŰ Ẁ ŠV ŤN W Ü Ŭ ĚĤ Ń Ũ Ŭ Ų ŤV ĚM ŠŪ Ù ŤĚN Ũ Ù ŠŪ Revista Feeling - Quais os pos de eventos que poderão ser realizados no espaço? Eliane e Daniel Flores - Poderá ser realizado no local evento como: casamento, formatura, ar s co, cien fico, cultural, educa vo, cívico, poli co, governamental, empresarial, lazer, social, turís co e tudo que possa vir agregar bons resultados a comunidade de caçador e região. Revista Feeling – Que diferencial pretende usar em relação a outros espaços?

Revista Feeling - O que o levou a construção deste espaço reservado para eventos? Eliane e Daniel Flores - Notamos a necessidade que em nossa região falta espaço para eventos e decidimos oferecer ao público um ambiente familiar, amplo e confortável para realização destes. Vale salientar ainda que o lazer é um ato que exerce consequências sobre o trabalho, à família, a cultura, e reflete na sociedade, a proposta da criação de um espaço para tal. Revista Feeling - Qual a estrutura que será disponibilizada aos locatários? Eliane e Daniel Flores - O Bela Vista Centro de eventos oferecera uma estrutura que permite diversificação na realização de eventos de diferentes portes e caracterís cas com um espaço de 640 metros quadrados, estrutura completa de bar e cozinha, com belíssimo hall de entrada com uma capacidade para 250 a 300 pessoas acomodadas confortavelmente e com um estacionamento para 400 veículos.

Eliane e Daniel Flores - Somos apaixonados por bons eventos. Buscaremos elevar o padrão de estrutura e atendimento no ramo . Além disso, procuramos incen var a economia local, atribuindo uma nova percepção ao município Caçador. Teremos um ambiente moderno, bonito e versá l, aconchegante e cuidadosamente pensado para atender e superar todas as suas expecta vas oferecendo qualidade, conforto e atendimento diferenciado. BREVE - AGUARDEM


Ivonete Bazzanella... Dizem que irmã os sã o os amigos que Deus coloca na nossa vida desde cedo, e você , minha irmã , é sem dú vida alguma um presente abençoado e muito especial na minha vida. Feliz aniversá rio! Você é um exemplo de pessoa e de irmã , e eu a admiro muito. Você é carinhosa, presente, companheira e muito amiga. Seu coraçã o é generoso e nele apenas cabem bons sentimentos. Desejo que sua vida seja longa e sempre feliz. Que mesmo nos momentos menos bons você saiba enxergar o positivo e deles saia mais fortalecida. Que nunca lhe falte a ilusã o e a esperança, assim como a energia para lutar por seus sonhos. Acredite sempre em você , pois é uma pessoa muito especial e com muitas capacidades. Amo muito você , minha irmã , e hoje e para sempre saiba que poderá contar comigo, com meu apoio incondicional, assim como com meu amor! Seja feliz!

Neste registro... O comunicador Alcir Bazzanella emoldurado pelas famílias Parizzoto e Scapinell, durante a gravação do programa Alcir Bazzanella Sport Businnes. Vale dizer que Zottonelli, indústria de produtos coloniais surgiu da implementação da agroindústria através dos empreendedores Renato Parizzoto e Eduardo Scapenelli, visando produzir um suco de uva com extrema qualidade e pureza, valorizando o produto dos fornecedores, buscando sempre ser destaque na produção do produto atendendo assim as expectativas dos clientes como um todo, gerando um alimento com tecnologia sempre protegendo o meio ambiente.


Geral

Evite aglomerações e ambientes fechados. Mantenha os ambientes ven lados. Não toque os olhos, nariz ou boca sem antes higienizar as mãos. Higienize suas mãos com água e sabonete liquido ou álcool gel, principalmente após tossir, espirrar ou assoar o nariz.

Use lenço descatável para assoar o nariz. Ao tossir ou espirrar apoie no cotovelo, nunca nas mãos. N ã o co mp a r l h e co p o s , talheres e objetos pessoais. Algumas infecções respiratórias podem ser prevenidas. Verifique sua carteira de vacinação ou vá até uma unidade de saúde para obter maiores informações.


Saúde Animal Cuidados com os pets no inverno: Dicas para proteger cães e gatos Pelos pró ximos trê s meses, as temperaturas baixas prometem reinar por aqui. Há quem goste desse clima e també m aqueles que nã o veem a hora de esquentar de novo. Mas uma coisa é certa, curtindo ou nã o o frio, é preciso atençã o para os cuidados com os pets no inverno.

Foto Pets – Credito Imagem - Freepik

Por isso, providenciar roupinhas, cobertores e até banhos mais quentes nã o é exagero quando se trata de cã es e gatos. Filhotes e os idosos estã o entre os que mais sofrem com a queda de temperatura. Mas é bom lembrar que os cuidados com os pets no inverno devem ser para animais de todas as idades. Isso previne o aparecimento de doenças e evita que outras já existentes se agravem. Doenças mais comuns em pets no inverno O inverno é a estaçã o que mais cuidados requerem com saú de dos pets. Isso porque a umidade e o frio se tornam a combinaçã o propıćia para o surgimento e agravamento de doenças como as respirató rias e as osteoarticulares. Entre elas, a osteoartrite canina, cujas dores se intensi icam com temperaturas mais baixas, e as pneumonias, que surgem apó s quadros nã o tratados de gripe.

Osteoartrite canina

A osteoartrite canina é uma doença que atinge principalmente os cã es em idades mais avançadas. Ela se manifesta atravé s de problemas nas articulaçõ es e dores intensas, muitas vezes sem que sejam percebidas. A doença resulta em um processo degenerativo que afeta ossos e articulaçõ es como ligamentos de joelhos, cotovelo, pulso e pelve. Ainda prejudica a formaçã o de novo tecido ó sseo. Letargia, apatia, perda de apetite, relutâ ncia ou di iculdade ao levantar e diminuiçã o na amplitude dos movimentos sã o alguns dos sintomas que se manifestam. Nestes casos, apó s avaliaçã o de um mé dico veteriná rio, o tratamento pode ser feito com medicamentos à base de meloxicam. Um dos mais e icazes para tratar e amenizar as dores é o Meloxygard que possui fó rmula elaborada para causar mın ́ imos efeitos gá stricos. Alé m disso, os comprimidos sã o divisıv́eis e palatá veis. Pode ser encontrado em trê s apresentaçõ es: mini 0,5mg, mé dium 1mg e maxi 2mg. Tudo para facilitar a adequaçã o da dosagem ao tamanho do animal.


Pneumonias Para evitar que essas ou outras doenças se manifestem, a seguir apresentamos alguns dos principais cuidados com os pets no inverno.

Apesar de ser comum nesta é poca do ano, a pneumonia pode ser um risco para os animais se nã o tiver os devidos cuidados. Geralmente, ela surge apó s quadros de gripe, em que os animais já estã o com a imunidade baixa. Di iculdade para respirar, tosse, febre, rouquidã o e perda de apetite sã o alguns dos sintomas. Nestes casos, é importante consultar um mé dico veteriná rio para que identi ique o agente causador da doença e indique o melhor tratamento. Saiba mais: como proteger cães e gatos da pneumonia

Principais cuidados com os pets no inverno Ÿ Evite que o animal ique na chuva ou no vento; Ÿ Vista-os com roupas quentes, principalmente ilhotes, os mais idosos e de pelo curto; Ÿ Proteja a caminha do contato direto com o chã o para evitar a umidade e o frio; Ÿ Disponibilize cobertores ou mantas para se aquecerem; Ÿ Mantenha as vacinas em dia para evitar queda de imunidade; Ÿ Assegure-se que o local onde o pet ica esteja arejado, mas sem vento; Ÿ Escolha horá rios de sol para dar banho nos pets e use sempre o secador para evitar que iquem com o pelo ú mido; Ÿ Estimule o banho de sol; Ÿ Proteja os ouvidos da umidade para evitar otites; Ÿ Dê acesso livre à á gua para evitar a desidrataçã o; Ÿ Ofereça alimentos em maior quantidade, pois no inverno o gasto energé tico é maior. Ÿ Deixe a tosa para o verã o. (Fonte: (LABGARD))


Educação

Economia

Destravar crédito para micro e pequenas é o grande desafio para equilibrar a economia Reunião virtual, promovida pela FIESC, apresentou análise econômica e perspec vas para o ano, opções de crédito para as empresas e debateu a lei de proteção de dados.

Dados também foi apresentada pela advogada da FIESC, Carolina Carlsson. Desde o início da pandemia, as empresas apresentaram dificuldades de se adaptar ao novo mercado que se delineava. Para Pablo Bi encourt, é necessário olhar para o que está acontecendo no mundo quando se trata da economia, visto que o Brasil cresce muito acoplado com o que acontece economicamente em outros países. Isso se deve a caracterís ca exportadora do país.

Analisar os cenários e as perspec vas econômicas para 2021 e os anos subsequentes é uma a vidade necessária para se adaptar às adversidades do mercado, principalmente quando se fala em pequenas e médias empresas. Para apresentar um olhar técnico sobre o assunto, a Câmara de Desenvolvimento da Micro e Pequena Indústria da FIESC realizou reunião virtual, nesta terçafeira, dia 20 de abril. O encontro foi conduzido pelo presidente da Câmara, Célio Bayer, e contou com a par cipação do consultor e economista da Federação, Pablo Bi encourt, para falar sobre cenários e perspec vas econômicas. Também fizeram parte o gerente de planejamento do BRDE, Felipe Couto, e do gerente-adjunto de operações conveniadas e microfinanças do BRDE, André Diehl de Sousa, que apresentou o convênio FIESC e BRDE – emprés mo sem garan as. A Lei Geral de Proteção de

“Ainda que os meses de março e abril de 2021 tenham apresentado limitada a vidade econômica pelas consequências da pandemia no Brasil, aponta-se uma recuperação da a vidade nos próximos meses. Essa recuperação deverá ser fortalecida pela combinação da recuperação econômica das grandes economias, em especial dos Estados Unidos, e com o arrefecimento da pandemia”, aponta o economista. Já quando se fala das micro e pequenas empresas, Bi encourt destaca a importância dos programas de auxílio.


Atualmente estão em vigor: O adiamento do recolhimento do Simples, aprovada em março de 2021 pelo Comitê Gestor do Simples Nacional. A medida decreta o adiamento por 3 meses do pagamento de impostos do regime tributário para micro e pequenas empresas; Duas medidas provisórias com mudanças trabalhistas. A MP 927 e a MP 936. Três outras medidas de auxílio às MPEs estão em fase de discussão. São elas: A flexibilização do Programa Nacional de Micro Crédito Orientado (PNMCO).

Além disso, buscou criar parceria com outras ins tuições para oferecer auxílios”, explica o gerente de planejamento do banco, Felipe Couto. Neste âmbito, a FIESC estabeleceu um convênio com o BRDE para o Programa TRAVESSIA SC, cujo obje vo abrange a alocação de recursos financeiros, mediante financiamento, para as indústrias associadas aos sindicatos industriais e indicadas pela Federação. So duas modalidades de crédito, com faixas de valores que vão de R$ 20 mil a R$ 800 mil. Para conhecer mais sobre programa, acesse h ps://fiesc.com.br/capitalSC

Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) O Bene cio Emergencial para Manutenção do Emprego e Renda (BEM). E o Programa Nacional de Apoio a Micro e Pequenas E m p r e s a s ( P R O N A M P E ) . F I ES C e B R D E -

Emprés mos sem Garan as

Desde que a LGPD entrou em vigor, em 18 de setembro de 2020, a FIESC buscou se adequar às normas, garan ndo confiança ao setor industrial. Além disso, a Federação enviou à Confederação Nacional das Indústrias (CNI) um pacote de ponderações que buscam um olhar mais atencioso da lei para as micro e pequenas empresas.

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) tem presença em 1.088 municípios da região Sul, totalizando mais de 33 mil clientes a vos. Sua atuação funciona através de operações diretas (acima de R$ 1 milhão) e operações de conveniados (até R$ 1 milhão).

“Em todo caso, é importante que as empresas tomem consciência dessa nova lei, que envolvam seus colaboradores e façam o mapeamento do uso de dados na empresa”, ressalta Carolina Carlsson, da FIESC.

“Desde o início da pandemia, a organização estruturou um plano de atuação para auxiliar micro e pequenas empresas através de financiamentos de capital de giro.

Para saber mais detalhes sobre a LGPD, acesse a car lha especial que a FIESC produziu: Car lha LGPD. (Fonte: Assessoria de Comunicação de FIESC)


6

6


Educação

Educação

Palestra internacional discute a educação diante da incerteza planetária – UMSA e pela Universidade Bremen da Alemanha. É Pós-Doutor em Educação pela Universidade Católica de Brasília e em Filosofia, Ciência e Tecnologia na Universidad Mayor de San Andrés – UMSA, Bolívia. A palestra foi uma das a vidades da primeira disciplina frequentada pela turma de mestrado que ingressou neste ano de 2021 e foi aberta para discentes das turmas anteriores, para os egressos do PPGEB e demais interessados. Com o tulo 'A educação diante da incerteza planetária: religar a vida”. Foto Uniarp 1 O palestrante discu u condições vivenciadas pelos diferentes países a par r da pandemia causada pelo SArs-Cov-2, situando problemas planetários que têm se aprofundado com a crise, entre eles, a desigualdade social e a fome no mundo.

O Mestrado Profissional em Educação Básica – PPGEB da UNIARP realizou em abril mais uma a vidade internacional com par cipação do PhD. Juan Miguel González Velasco da Universidad Mayor de San Andrés – UMSA, Bolívia. Farmaceu co Clínico pela Universidad Autónoma del Estado de Hidalgo – México, o palestrante é Doutor em Educação pela Universidad Mayor de San Andrés

Destacou também a relevância das incertezas para os avanços das ciências e a importância de a educação dar respostas às demandas vivenciadas por meio de um ensino capaz de religar os saberes. Para tanto, destacou a importância de prá cas transdisciplinares e ecoformadoras, fazendo menção a recente publicação de Edgar Morin in tulada “Cambiemos de vía: lecciones de la pandemía'.


Nivaldo Narã

nivaldonara@colunista.com.br

Cangaço tecnológico

Insegurança

No terror levado por quadrilhas em ataques violentos a instituiçõ es inanceiras, o chamado “novo cangaço”, uma das novidades empregada dos bandidos na açã o a cidade de Mococa, interior de Sã o Paulo, foi o uso de drones.

Conforme o levantamento feito pelo laborató rio da PSafe, “empresa lıd ́ er em cibersegurança na Amé rica Latina”. Demonstra que o Brasil está no topo da lista dos golpes inanceiros. Mais de 1,6 milhã o de tentativas de golpes foram registrados somente este ano no Brasil, ou seja, mais de 17 mil ataques por dia. A clonagem de Whatsapp, també m segundo o levantamento é outra coisa que deixa o paıś em primeiro lugar, 15 mil brasileiros por dia tiveram a clonagem de seu aplicativo.

Fashion

Grandes conselheiros A nova ministra da Secretaria do Governo, Flá via Arruda, tem recebido muitos conselhos de Eduardo e Flá vio Bolsonaro sobre a articulaçã o polıt́ica com o Congresso. Flá via també m recebe conselhos de Arthur Lira, presidente da Câ mara, do qual é amiga. ”Nada como ter bons amigos e conselheiros, né ?”

Inoperantes

A in luencer Claudia Mé tne, em sua primeira viagem do ano na maravilhosa Salvador, apresenta as fotos das novas coleçõ es de marcas que ela divulga em seu instagram e em seu canal no youtube do "Simplesmente Ela". Feliz de estar em solo brasileiro Claudia fez cliques no Farol da Barra, Pelourinho e no Elevador Lacerda. Seu trabalho esta eternizado nos programas da Hebe, Gugu, Ratinho, Catia Fonseca. Atualmente apresenta des iles de lingerie no programa Super Pop e no Programa Casos de Famıĺia SBT. Fotos: Patrick Vinıćius

De acordo com o relató rio da Unicef, o Brasil icou na 196ª posiçã o em termos de dias em que as escolas icaram totalmente fechadas por causa da pandemia, considerando-se o perıo ́ do de 11 de março de 2020 até 2 de fevereiro de 2021. Foram 191 dias no Brasil comparado a uma mé dia de 67 dias dos demais integrantes da amostra que soma 200 paıśes.

Futebol carioca A direçã o da Rede Record está decepcionada com os baixos ın ́ dices de audiê ncia do Campeonato Carioca. E ainda tem mais um ano de contrato pela frente. Em tempo: O multibilioná rio Flamengo deverá buscar um novo empré stimo bancá rio. O clube fechou 2020 com prejuıźo superior a R$ 100 milhõ es.

Florescer Com as medidas rigorosas contra a pandemia em vá rias cidades brasileiras, tudo aponta para um mê s de maio, particularmente espinhosos para o segmento da Floricultura. O aperto no isolamento social coincide com um perıo ́ do chave para o mercado de lores e a colheita do enorme volume plantado em dezembro, para atender o Dia das Mã es.


Outono em Caçador

Momentos de transformaçã o e variedade de cores. O outono vira um tempo de transformaçã o e um festival de cores. As plantas perdem suas folhas e ganham diferentes tonalidades, pelos bosques e parques criando uma paisagem variada, que se complementa com o cé u azul das tardes e o nevoeiro das manhã s.Fotos by: Nivaldo Narã

Trabalho

Consciente e sem medo

Um estudo da consultoria IDados mostra, que 15,98 milhõ es de trabalhadores brasileiros, se encontram em postos de trabalho que demandam maior proximidade fı́ s ica ou estã o mais expostos à contaminaçã o. Essas ocupaçõ es esta principalmente na á rea da saú de, mas també m no setor de serviços, como vendedores, cabeleireiros e garçons. E com maior prevalê ncia das mulheres nos cargos considerados de alto risco, para o contá gio por doenças infecciosas como a covid-19.

O vice-presidente Hamilton Mourã o, com 67 anos foi vacinado, tomando a primeira dose da Coronavac, criticada mil vezes por Jair Bolsonaro. “Hoje, iz minha parte como cidadã o consciente. Espero que, em breve, o maior nú mero possı́ v el de vacinas chegue a populaçã o brasileira”. E para irritar mais ainda o presidente Bolsonaro; no programa de rá dio, Por dentro da Amazô nia elogiou o Butantan. E nó is, mano!



Ação de graças, após um perigo mortal. Salmo 30 (29):

Com base neste tulo, ( o tulo é sempre uma síntese da ideia expressa pelo salmo), a ver-se pelo tulo, o salmista vem agradecer a Deus por tê-lo libertado de um perigo que poderia tê-lo levado à morte. E, de fato assim é, por isso, desde a primeira estrofe, o salmista declara: ' Eu te exalto, Yahvé, que me reergueste; tu não deixaste que rissem de mim os meus inimigos; Yahvé, meu Deus, para eu gritei e tu me curaste; raste minha vida do Sheol (sepultura), reanimando-me dentre aqueles que descem á fossa'. Esta é a ideiam-te deste salmo 30. Em cima desta ideia, ou por causa dela, o salmista expande sua alma em agradecimento a Deus. Uma oração de agradecimento – a oração que mais agrada ao Senhor, como se verá sempre ao longo dos salmos – es lo de oração esta que deveria ser mais pra cada pelos cristãos. Num outro salmo, Deus reclamando da oferendas materiais das pessoas para o seu Deus, Ele responde ao homem: 'Quando es veres em angús a.. Invoca-me e eu te atenderei, e tu me agradecerás'. E conclui: ' este é o verdadeiro sacri cio de agradável odor'. Por isto, o salmista, ao longo de sua oração exclama: ' Tocai (harpa e cítara) por Yahvé, todos os que o amam; louvai sua memória de san dade. Sua cólera é de um momento, mas seu favor, pela vida toda; de tarde, a visita das lágrimas, e de manhã, os gritos de alegria'. E prossegue, na sua ação de graças: ' Por mim, (Yahvé) tu trocaste o luto pela dança, tu desamarraste o saco (da penitência) e me cingiste de alegria; assim meu coração te cantará, sem nunca se calar, Yahvé, meu Deus, eu te louvarei para sempre'. Como dizíamos lá encima, repe mos agora: a postura da alma, de ação de graças, é a postura que mais agrada a Deus. Isto porque está escrito alhures: O Pai do céu sabe tudo do que você tem necessidade, e ele proverá. E outro pensamento, este entre os an gos diz: ' Não pedirei nada a Deus, porque tenho medo de estragar o que ele está preparando para mim'.


Na Cozinha Com Alcir Bazzanella

Batata Ros e recheada Ingredientes 350 batata 1/2 xícara (chá) de Água fervente Temperos a gosto, usei chimichurri e lemon peper 1 unidade de abobrinha pequena ralada no ralo grosso 1 unidade de cenoura pequena ralada no ralo grosso 150 gramas queijo branco ralado grosso 2 colheres de sopa de azeite de oliva

Modo de preparo Descasque as batatas e coloque-as em uma panela. Cubra com água e cozinhe por 10 minutos, ou até ficarem cozidas, porém firmes. Não deixe a batata cozinhar demais ela deve ficar “al dente” para que fique crocante ao dourar. Espere esfriar e rale as batatas no ralo grosso. Tempere e Reserve. Você também pode u lizar a abobrinha e a cenoura com a casca. Em outra gela, misture a abobrinha, a cenoura, o queijo e tempere. Reserve. Em uma frigideira grande (24cm de diâmetro), coloque o azeite. Espalhe metade da batata, forrando o fundo da frigideira. Distribua o recheio e cubra com o restante da batata. Leve ao fogo médio por 15 minutos, ou até dourar. Vire cuidadosamente para dourar o outro lado. Sirva em seguida

Quer anunciar: (49) 3567 1584 (49) 98809 7373 – (49) 99807 1448 revistafeelingedumar@hotmail.com


Feeling Potencial de Caçador Ja circulando

Mostre e divulgue sua empresa para o Brasil e o mundo Em 2022 venha anunciar aqui