__MAIN_TEXT__

Page 1

Ano 22 - Edição 131 - Dezembro - 2020 Revista Digital

.

Doutores Palhaços a humanização em diversos ambientes

Boas Festas


Editorial Mais um ano que se encerra. O 2020 foi um ano a pico mais de muito trabalho, luta, superação e muitas conquistas nas doze edições regulares e ainda o mais arrojado projeto que foi a Feeling Potencial de Caçador que esta mostrando ao Brasil e ao mundo, toda o know-how da nossa querida Caçador. Nossa equipe sempre buscou levar as informações de maneira correta e com responsabilidade, exercemos o nosso papel de influenciar decisões para, senão o melhor, para os bons caminhos. Também contribuímos com dezenas de ações sociais, algumas apenas com a divulgação, outras mais de perto. Claro que erramos também algumas vezes, pois todo mundo é passível de erros mais nunca ludibriamos em nossas edições diferenciando assim de oportunistas da comunicação que a usam para interesses escusos e principalmente para fazer uma poli ca desasseada. Às vésperas do Natal, desejamos que a fé e a esperança con nuem vivas no coração de cada um de vocês amigos e leitores. E através da reflexão devemos avaliar que a tudes desejamos para nós e o próximo, pois para nosso futuro dependemos da mudança de cultura e hábitos errados para que isso contamine posi vamente a sociedade como um todo. Que o grande Criador abençoe a todos nós livrando de tudo aquilo que possa ser nocivo para o corpo e para a alma. E que em 2021 estejamos juntos com muita paz, saúde e harmonia. Boas Festas

Sumário 04 - Variedades - Edumar Junior 06 - Doutores Palhaços 08 - Dra. Flávia H. Mortari 10 - Opinião -Quirino Ribeiro 12 - 13 - A Guerra das Vacinas no Brasil 16 - Dra. Cleonice dos Santos Mottecy 18 - Aconteceu - Alcir Bazzanella 19 - Relembrando 20 - Saúde Animal 22 - Economia 24 - Educação 26 - Espiritualidade - Guerino Bebber 28 - 29 - Ollhar Social - Nivaldo Narã 31 -Na Cozinha - Alcir Bazzanella

Diretor: Alcir Bazzanella (Jornalista-SC 1668 JP) (49) 9 8809 7373 - alcir@abonline.com.br Departamento Comercial: Edumar Verge Junior (49) 9 9807 1448 revistafeelingedumar@hotmail.com Administra vo: Karine Silva Dias Bazzanella (49) 3567 1584 - adm@abonline.com.br Criação/Diagramação: EJR – Serviços de Comunicação (49) 9 9815 2244 - edumarvjunior@hotmail.com Departamento Jurídico: Gilson Francisco Kollross Capa: Rose Wartha - Foto: Andréa Thomazoni Revista Feeling é uma publicação da editora AB Revista e Jornal Impressos Ltda Rua Alcides Tombini – 256 Bairro Paraíso Caçador – SC - CEP 89503-006 Todas as matérias e publicidades assinadas são de inteira responsabilidade de seus autores. A opinião das pessoas não reflete necessariamente a opinião da revista.


49 - 998071448

Neste registro... A equipe de bocha caçadorense João, Dirceu, Moriji, Lucas, Luizão, Alan, Clodoaldo, Ninho e Antônio, esteveram no município de Água Doce, na disputa da Taça Meio Oeste. Parabéns a todos e que 2021 con nuem com esta garra. Sucesso sempre.

Que neste Natal eu possa lembrar dos que vivem em guerra, e fazer por eles uma prece de paz. Que eu possa lembrar os que odeiam e fazer por eles uma prece de amor. Que eu possa perdoar a todos que me magoaram e fazer por eles uma prece de perdão. Que eu lembre os desesperados, e faça por eles uma prece de esperança. Que eu esqueça as tristezas do ano que termina e faça uma prece de alegria. Que eu possa acreditar que o mundo ainda pode ser melhor e faça por ele uma prece de fé. Obrigada Senhor por ter alimento, quando tantos passam o ano com fome. Por ter saúde quando tantos sofrem neste momento. Por ter um lar quando tantos dormem nas ruas. Por ser feliz quando tantos choram na solidão. Por ter amor quantos tantos vivem no ódio. Pela minha paz quando tantos vivem o horror da guerra. Que você tenha um Natal maravilhoso e um Ano Novo abençoado.

Boas festas para você! Sinceros votos de Edumar Junior e família


Saúde Eleições

Doutores Palhaços

A capa da Revista desse mês traz os Ar stas Videirenses que atuam de forma ar s ca nos ambientes educacionais, e corpora vos.

ambientes! Contato para trabalhos 2021 (49 999460082 / 49 999464895). Foto: Andréa Thomazoni

Na foto como Papai Noel o professor, terapeuta, cantor e ator Alessandro Ale que nos úl mos anos tem se dedicado ao Personagem do Papai Noel. Os Duendes Palhaços (Pró Seco e Tialegra) composto pelos atores Kleber Ribeiro e Chris ane Zimmer conhecidos pelas ações desenvolvidas no Hospital Maicé – Caçador e nas empresas da região abrangendo Santa Catarina e Paraná! Reconhecidos pela versa lidade de seus trabalhos atuam em eventos, protocolos temá cos, cerimoniais, palestra Show, teatros, Sipat's, treinamentos, e como apresentadores. A dupla também tem se especializado na comunicação interna das empresas tornando os informa vos lúdicos, educa vos e intera vos o que possibilita o trabalho de humanização nos mais diversos

Quero agradecer de corações a todos os amigos, familiares e correligionários que sempre me apoiaram na missão de representa-los no Legislativo, por isso encerramos 2020 e adentramos em 2021 com a sensação de dever cumprido. Desejo a todos os caçadorenses um Feliz Natal e um Ano Novo repleto de realizações com muita paz, saúde e harmonia. Vereador Alcedir Ferlin (Lilo)


O Natal e o Ano Novo reacendem em nós uma esperança que parece esquecida diante da correria da vida. É como se víssemos nas festas de m de ano, um brilho capaz de ofuscar as diculdade. E que consegue sem muito esforço, tocar nossos corações, trazendo a alegria de estarmos novamente ao lado de pessoas que admiramos e gostamos. É assim que nós vejo hoje, diante de novas possibilidades e de um ano novo repleto de surpresas. E o melhor de tudo é que algumas pessoas continuam sempre por perto, sempre com a mesma importância e amizade. Queremos aproveitar esse clima de festa e dizer que desejemos toda felicidade do mundo a você! Que seu Natal e Ano Novo sejam iluminados pelo seu sorriso, e que a esperança deste começo de ano seja renovada diariamente.

Um grande abraço e boas festas! Dr. Guilherme e Dra Flavia Clivatti Clinica Clivatti Urologia Fone: 49 99152 0260 CRM SC 18354


(49) 99807 1448 revistafeelingedumar@hotmail.com


OPINIÃO QUIRINO RIBEIRO Quirino@scc.com.br (49) 99947.2115

“Dificuldades e obstáculos são fontes valiosas de saúde e força para qualquer sociedade”.(Albert Einstein)

Economia e Saúde Não há dicotomia entre os dois eixos, que devem caminhar juntos para o bem da cidade. Ante a ameaça de novo fechamento do comércio, com o recrudescimento da pandemia em Chapecó os lojistas e as en dades representa vas, como contrapar da pela manutenção das a vidades no Município, assumiram a responsabilidade de divulgar maciça campanha de conscien zação sobre os cuidados necessários para se evitar a transmissão da Covid-19. A cidade vive hoje O momento mais grave da pandemia. Os números diários de diagnós cos posi vos, internações e mortes vêm se acelerando desde novembro, e ainda não há sinais de arrefecimento. Por outro lado, depois meses pra camente fechado, parte do setor produ vo conta com o final do ano para reduzir o impacto das perdas e dos prejuízos provocados pelo coronavírus. Contratações temporárias, estoques refeitos e promoções, tudo está preparado para o consumo de Natal. Mas a situação é complexa. Já foi dito várias vezes que não há dicotomia entre economia e saúde. Se a saúde de uma comunidade vai mal, a economia também não tem como deslanchar. Países economicamente mais robustos e com capacidade de gestão ágil e eficiente entenderam que esse era o momento de ajudar empresários, oferecendo financiamento barato e subsídios para os mais fragilizados suportarem o ônus das medidas de distanciamento social. Por outro lado, com auxílio de epidemiologistas e sanitaristas, estruturaram um complexo sistema de testagem e isolamento, até com lockdowns, com campanhas de prevenção e ampla adesão da população. No brasil O que se viu não foi uma coisa nem outra. Faltou um controle central de inteligência atuando nas duas frentes: a econômica e a de saúde. E como o coronavírus não espera pelas autoridades, quando os estados e os municípios, por conta própria, começaram a ar cular seus protocolos e suas medidas de prevenção, a doença já nha se espalhado. Também atrapalhou o descompasso entre as orientações de profissionais de saúde e aquelas defendidas pelo Governo federal. Depois de um longo período

Com a curva em escalada ascendente, o gráfico da Covid19 no Brasil estagnou num platô com números elevados de mortes e casos. E agora, depois de uma queda entre agosto e setembro, a curva do gráfico da pandemia volta a subir. A campanha do comércio é bem-vinda, porque vai reforçar com a população a necessidade de se adotarem medidas de prevenção e conter a disseminação da doença. A adesão ao uso de máscaras E álcool em gel, além da conscien zação sobre os riscos de aglomerações, é fundamental para se evitar mais mortes com um triste recorde foi ba do, com a confirmação de mais óbitos por Covid-19 na cidade. Alguns epidemiologistas afirmam que só medidas de isolamento mais severas podem barrar o novo avanço do Sars-Cov-2, mas, sem par cipação da comunidade e sua compreensão sobre a crise sanitária, tudo tende a ser mais di cil. Licitações com presença de coopera vas O Senado Federal aprovou a nova Lei de Licitações (PL 4.253/2020). O projeto de lei integra a Agenda Ins tucional do Coopera vismo e segue para sanção. O texto original proibia a par cipação de coopera vas em licitações. A OCB trabalhou a vamente na defesa das coopera vas prestadoras de serviços e conseguiu os seguintes avanços ainda na primeira votação pelo Senado, com apoio da senadora Ana Amélia (RS) e também do relator à época, senador Fernando Bezerra Coelho (PE). A nova lei Determina a Permissão da par cipação de coopera vas em licitações; a Vedação aos agentes públicos da criação de cláusulas e condições que comprometam, restrinjam ou frustrem o caráter compe vo das coopera vas nos procedimentos licitatórios; e a Dispensa do procedimento licitatório em caso de serviço de coleta, processamento e comercialização de resíduos sólidos urbanos recicláveis ou reu lizáveis, aquelas coopera vas formadas exclusivamente por catadores de materiais recicláveis, de baixa renda, reconhecidos pelo poder público. Na Câmara Dos Deputados Quando tramitou como PL 1.292/1995, a OCB ainda conseguiu o seguinte avanço, com a Inserção das coopera vas como prioritárias na ordem de pagamento pela administração pública. O texto aprovado segue para sanção presidencial.


Pratique a coleta seletiva e separe o lixo. A cidade e o planeta agradecem. Cidade limpa. Direito seu, dever de todos.

Ÿ Limpeza Urbana Ÿ Coleta, Coleta Seletiva e Reciclagem Ÿ Operação de Aterros Sanitários Ÿ Implantação de Aterros Sanitários Ÿ Recuperação de Áreas Degradadas

Rua Conselheiro Mafra, 708 |Fone (49) 3563.2517 |Caçador, SC | Filial: Av. Herbert Hadler, 435 | Fone (53) 4141.1419 | Pelotas, RS


Saúde

A Guerra das Vacinas no Brasil

O dia 08 de dezembro é um marco histórico no combate a pandemia da Covid-19, afinal, o Reino Unido se tornou o primeiro país do Ocidente a iniciar uma campanha de vacinação em massa da sua população, através da vacina da Pfizer/BioNTech.

apresenta 95% de eficácia. Na China, a vacina da CanSinoBio já nha conquistado o registro provisório, elaborada a par r de um vetor viral não-replicante (adenovírus), já estava sendo u lizada na imunização do exército chinês, sendo anunciada a sua u lização para imunização em massa, assim como a vacina da Coronavac, elaborada por uma técnica convencional que u liza o vírus ina vo. A vacina da Sinopham, que também u liza o vírus ina vo, já com registro provisório e sendo u lizada nos atores da área da saúde, deve se somar a estas outras duas vacinas chinesas para proximamente comporem um programa de imunização em massa. Ressalto que estas vacinas chinesas, assim como a Sputnik-V, não divulgaram, tampouco publicaram testes de terceira fase em humanos.

Os EUA veram, em 11/12, o registro provisório desta vacina aprovado por parte da Food and Drug Administra on (FDA) e também devem iniciar a imunização brevemente. Já o Canadá aprovou o registro provisório desta vacina e inicia a vacinação na próxima semana. Das 11 vacinas que estão em úl ma fase de testes em humanos, as únicas que apresentam resultados de testes em terceira fase publicados, apresentando resultados altamente posi vos de eficácia são a da Pfizer/BioNTech (95%) e a da Moderna (94,5%), elaboradas a par r de RNA, técnica avançada e que, até então, não havia sido u lizada em humanos. Esta técnica permite celeridade na sua elaboração e produção, ainda, uma logís ca de produção em escala que envolve um menor tempo. A Rússia também anunciou que irá iniciar esta semana a imunização em massa de sua população com a vacina Sputnik-V, elaborada a par r de uma técnica também inovadora que u liza um vetor viral não-replicante, o adenovírus, já com registro provisório e aguardando a cer ficação do organismo de controle do país, mas não apresentou e nem publicou resultados de testes de terceira fase em humanos, apesar de relatar que a vacina

O Governo Federal que não elaborou um plano de contenção da Covid-19, através do Ministério da Saúde (MS), que se associa ao “Trumpismo” no menosprezo desta pandemia, vitaminado por narra vas dissonantes da ciência e da realidade, buscando transformar o fato de sermos o segundo país em óbitos, atrás dos EUA, em meros dados esta s cos e con ngências do des no ou da ordem natural da vida, se supera ao apresentar, em um primeiro momento, um plano nacional de imunização vago, ao apostar suas fichas em apenas uma vacina e ao poli zar o acesso de sua população a um imunizante para a Covid-19. Após reunião do Ministro da Saúde com os governadores, onde houve esta linha de condução e foi pontuada pelo embate polí co com o governador do estado de São Paulo, reunião esta que descor nou a guerra polí ca das vacinas, vimos 24h depois e após


ações judiciais impetradas no Supremo Tribunal Federal (STF) por parte do governador do Maranhão, Flávio Dino e pela Ordem dos Advogados do Brasil ques onando as prerroga vas e obrigações do Governo Federal em relação a imunização dos brasileiros, vimos o Ministro da Saúde vir a público com um plano de imunização diferente, mais amplo, aceitando a inclusão da Coronavac, abrindo a possibilidade de compra da vacina da Pfizer, mas igualmente vazio no cronograma e na logís ca de sua operacionalização, sendo enviado, por solicitação judicial, ao STF. A Lei Federal nº 6259/1975, que organiza o Programa Nacional de Imunização, dá prerroga vas ao MS para gerir todas as suas nuances, contudo, a Cons tuição Federal no seu ar go 6º e, mais especificamente, nos ar gos 196 ao 200 que aborda a saúde, com relevo ao 196 que ressalta que a saúde é direito dos brasileiros e dever do Estado, ainda no § III do ar go 3º da Lei nº 13.979/2020 (Quarentena Sanitária do Coronavírus), está escrito que, no âmbito de sua competência, as autoridades podem tornar obrigatória a vacinação.

Também diz esta lei no § VIII do ar go 3º (alterada pela Lei nº 14.006/2020): “no âmbito de sua competência as autoridades podem dar autorização excepcional e temporária para a distribuição de quaisquer materiais, medicamentos, equipamentos e insumos da área da saúde, sujeitos à Vigilância Sanitária sem registro na ANVISA considerados essenciais para auxiliar no combate à pandemia do coronavírus, desde que: a) registrados por pelo menos uma das seguintes autoridades estrangeiras e autorizados à distribuição comercial em seus respec vos países (...)”. Este ar go alterado pela lei já citada impõe que a ANVISA em até 72h dê parecer a respeito de aprovação de vacinas já cer ficadas por organismos de controle

dos EUA, União Europeia, Japão e China. Portanto, a legislação que citei responde a boa parte das perguntas que estão sendo feitas, a vacina pode ser obrigatória, visto que, a saúde de todos se impõe em uma pandemia e a Cons tuição diz ser um dever do Estado garan -la. Ainda, a ANVISA tem a obrigação e prazo para analisar o registro de vacinas já cer ficadas lá fora, assim como todas as vacinas disponíveis devem ser incluídas no PNI e se este se conceber como um “ato falho” os estados podem e devem tomar as suas providências. Na crise, se repense, se transforme, CRIE!!! Vem comigo!!!

Contatos: Fones/Whatsapp: (47) 99983-6026, (47) 99916-0744 E-mail: ballesteroconsultoremsaude@gmail.com


Natal Dia de Natal é um feriado e fes val religioso cristão comemorado anualmente em 25 de dezembro (nos países eslavos e ortodoxos, cujos calendários eram baseados no calendário juliano, o Natal é comemorado no dia 7 de janeiro). A data é o centro das festas de fim de ano e da temporada de férias, sendo, no cris anismo, o marco inicial do Ciclo do Natal, que dura doze dias. Originalmente des nada a celebrar o nascimento anual do Deus Sol no sols cio de inverno (natalis invic Solis), a fes vidade foi ressignificada pela Igreja Católica no século III para es mular a conversão dos povos pagãos sob o domínio do Império Romano e então passou a comemorar o nascimento de Jesus de Nazaré. Embora tradicionalmente seja um dia san ficado cristão, o Natal é amplamente comemorado por muitos não cristãos, sendo que alguns de seus costumes populares e temas comemora vos têm origens pré-cristãs ou seculares. Costumes populares modernos picos do feriado incluem a troca de presentes e cartões, a Ceia de Natal, músicas natalinas, festas de igreja, uma refeição especial e a exibição de decorações diferentes; incluindo as árvores de Natal, presépio, guirlandas e por ai vai. Além disso, o Papai Noel é uma figura mitológica popular em muitos países, associada com os presentes para crianças. Como a troca de presentes e muitos outros aspectos da festa de Natal envolvem um aumento da a vidade econômica entre cristãos e não cristãos, a festa tornou-se um acontecimento significa vo e um período chave de vendas para os varejistas e para as empresas. O impacto econômico da comemoração é um fator que tem crescido de forma constante ao longo dos úl mos séculos em muitas regiões do mundo.


Dia da Confraternização Universal e da Paz O dia 1º de janeiro é sempre marcado por celebrações em família, por uma energia renovada e pela esperança de um ano próspero e feliz. Esse feriado mundial, conhecido como o Dia da Confraternização Universal, tem uma simbologia muito bonita, pois representa a paz e a união entre todos os povos do mundo.

A data foi criada oficialmente pela ONU (Organização das Nações Unidas), no ano de 1968. A sugestão para a criação desse dia tão relevante par u do Papa Paulo VI, que enxergava nessa data a oportunidade de fomentar os votos de paz e felicidade entre todos os países do mundo. Assim, O Dia da Confraternização Universal e da Paz Mundial entrou para o calendário oficial. Apesar de ter sido uma sugestão de um Papa da Igreja Católica, desde a concepção da ideia, essa data nunca esteve atrelada a uma religião específica. O obje vo foi criar um dia que pudesse ser comemorado sem pretensões religiosas e que englobasse todos os cidadãos do mundo em um único sen mento de paz e alegria, independentemente de credo ou nacionalidade. A ideia da Confraternização Universal deu tão certo que hoje a data é considerada uma das datas mais importantes em diversos países, com a realização de grandes festas e queima de fogos. Na cultura brasileira, é comum que as pessoas se vistam de branco, em uma referência ao desejo de paz para o ano novo. Há também os alimentos picos da celebração, como a len lha, a romã e as uvas, que estão associadas à prosperidade e à abundância. (Fonte:Novidades do Blog)


Saúde A saúde e a Pandemia Desde o início desta jornada venho insis ndo com meus familiares e também com meus pacientes sobre como encaro tal situação. Há muito tempo consigo ver a saúde muito além das queixas dos pacientes e sei que, se formos simplistas em analisarmos somente elas, cometeremos muitos erros. Nas evoluções das doenças a cada ano temos organismos patogênicos mais a g re s s i vo s , p o i s e stá m u i to d i f u n d i d o o u s o indiscriminado de medicamentos, ocasionando muitas vezes a famosa resistência dos microrganismos e em contrapar da, o ser humano devido a diversos fatores, está cada vez mais com seu organismo menos saudável, pois consegue não cuidar da sua saúde desde o início da sua vida.

Se vai passar logo isto? Se virá vacina logo? Retornar-teemos breve a abraçar sem receios? Deveram-se fazer isolamento social? Minha opinião: NÃO para todas as respostas. Penso que todos deveram focar em melhorarmos nossa imunidade, alimentando-se saudavelmente, mantendo níveis altos de vitamina D, fazendo a vidade sica, tomando mais água, que é usada em diferentes processos químicos e metabólicos do corpo, e quando ingerimos a quan dade ideal de água já notamos um funcionamento intes nal melhor, o que irá melhorar a absorção de nutrientes; buscando urgentemente equilíbrio emocional, pois estamos adoecendo também pelas emoções, mantendo os cuidados e principalmente VIVENDO. Somos feitos mais de 60 por cento de água, logo você quer desintoxicar, tome água. Nossa saúde inicia nas escolhas que fazemos nas

Dra Cleonice

prateleiras, devíamos viver de hor fru granjeiros e de carnes basicamente, devemos suplementar as vitaminas e os minerais pois estes são essenciais para o funcionamento celular. Por exemplo, quando suplementamos o cálcio, temos a necessidade de colocálo dentro do osso e para isto necessitamos do Magnésio para conduzi-lo, da vitamina K para direcioná-los e da vit D para que o osso absorva este cálcio.

Outro exemplo interessante é a necessidade de Zinco para funções vitais como a digestão, na produção do suco gástrico; no aumento da mobilização do espermatozoide, fer lidade; no fortalecimento de nossa imunidade, na prevenção de patologias de pele, melhora de cicatrização, influencia também no paladar e possui muitas outras funções. Na ausência deste mineral as unhas ficam quebradiças, o cabelo não cresce, os hormônios do metabolismo basal ( reoidianos) tem dificuldade de conversão do ina vo (T4) para o a vo (T 3), o paciente não tem sede entre outros sinais e sintomas. Assim como estes existem muitos outros nutrientes essenciais para a nossa sobrevivência e principalmente para a nossa boa qualidade de vida. Todo cuidado deve ser realizado com acompanhamento médico, pois tanto a deficiência ou o excesso de nutrientes são prejudiciais a nossa saúde. Um grande Abraço e cuidem-se. Todas as vidas são muito importantes. Dra Cleonice dos Santos Mo ecy Médica- CRM 4914


Que o amor, a paz e a felicidade façam parte das vidas de todos neste novo ano que está se iniciando. Boas Festas! A realização para os sonhos de alguns, quase sempre, se perde na metade do caminho, mas se Deus quiser, ainda terão muitos outros anos para encontrá-la. Desejo do fundo do meu coração que, cada vez que seus sonhos seguirem viagem, eles voltem para sua vida transbordando de realizações. Que o Natal seja um passaporte para que seus sonhos embarquem na “Viagem das Realizações” do Ano Novo, e que não voltem sem a conquista dos objetivos que motivaram a mesma. Que Deus abençoe vocês, e que nas noites sem luar as estrelas brilhem mais forte, iluminando o longo caminho. Que no próximo ano possamos continuar amigos e esperar juntos a chegada dos nossos sonhos que partirem, comemorando com imensas taças de amizade verdadeira a vinda e a realização de cada um. Um Feliz Ano Novo!


Relembrando Natal Reinalda Verge Costa com o neto Kalebe Felipe X Rosa ano de 1987

Leila Costa com o neto Kalebe Felipe X Rosa ano de 1987

Dinorah, Maria Helena (bebê), José Antônio (in memória) da Família Pivato

A mais an ga foto de Natal que consegui resgatar: Em 1954 na Serraria Santa Cecilia na Serra da Esperança, a 50 km do centro de Caçador. Meu pai Luiz Simas, meu irmão Pedro Luiz eEgeu Laus. Os brinquedos, como vcs podem ver, eram carrinhos de madeira, e uma bicicle nha

Pelos idos de 1954, uma grande festa era o nosso Natal. Familia Elvino e Noemia Bento Moreira, rua Carlos Sperança, 122. Na semana que antecedia o Natal, meu avô Eduardo Bento, com um pinheirinho enfeitado em seu trator, levava as crianças para um passeio. Netos e vizinhos muito felizes na caçamba. Na noite de 24 de dezembro, o momento esperado por todas as crianças, sem dis nção... Nós, as três filhas , Iara, Zaira e Doris, primos e vizinhos, esperando o Papai Noel. Uma alegria que recordo com saudadesIara. Fotos: Maria Moreira Mendes


Saúde Animal Dicas para aproveitar as férias com o pet Quando chegam as férias de fim de ano, a grande dúvida para os donos de pets é o que fazer com eles. Deixar com outra pessoa ou levá-los para viajar? É importante que tudo esteja preparado antes das suas férias começarem. Para viagens terrestres ou aéreas é necessário consultar um veterinário para que possa ser feito um cer ficado de saúde animal e um atestado informando que esse bichinho pode viajar. Ele deve ser avaliado contra a presença de carrapatos, ectoparasitas, miíase e verificar a condição geral de saúde. Mantenha as vacinas todas em dia. Em viagens de carro, seu animal deve ser transportado em lugares seguros como caixa de transporte, cestos ou cinto de segurança. Em viagens longas, faça pausas para que o bichinho possa beber água, se alimentar e

fazer as necessidades. Se preferir deixar sobre os cuidados de outra pessoa busque serviços especializados como hoteizinhos, hospedagem domiciliar ou pet si ers (cuidador de pets), que visitam sua residência diariamente. Esses serviços zelam por cuidar da saúde e bem-estar do seu animal. Cães e gatos são animais com ro nas e quanto menos você mudar isso no período da viagem melhor. Por isso, o ideal é que a pessoa responsável por seu animal se encarregue de, duas vezes no dia, dar comida, trocar água, brincar e levá-lo para passear (no caso dos cães). É importante verificar quais pos de doença podem exis r no des no da sua viagem. Algumas doenças são endêmicas, como a leishmaniose e verme do coração. Em alguns casos os animais precisam de medicamentos específicos ou serem vacinados antes da viagem.

Mais um ano termina, mais um ciclo se encerra, e sem dúvida é tempo de refletir, rever os planos que foram traçados, concluir metas, e olhar firme para o futuro que está chegando, abrir portas para as conquistas que se esperam. Que seu Natal seja iluminado e ano vindouro repleto de muita paz, saúde e harmonia.

Sinceros votos do vereador - Fically


Geral

Evite aglomerações e ambientes fechados. Mantenha os ambientes ven lados. Não toque os olhos, nariz ou boca sem antes higienizar as mãos. Higienize suas mãos com água e sabonete liquido ou álcool gel, principalmente após tossir, espirrar ou assoar o nariz.

Use lenço descatável para assoar o nariz. Ao tossir ou espirrar apoie no cotovelo, nunca nas mãos. N ã o co mp a r l h e co p o s , talheres e objetos pessoais. Algumas infecções respiratórias podem ser prevenidas. Verifique sua carteira de vacinação ou vá até uma unidade de saúde para obter maiores informações.


Educação

Economia

COFEM define prioridades para 2021 na defesa do setor empresarial Conselho das Federações Empresariais de Santa Catarina (COFEM) debateu prioridades na defesa do setor produvo para 2021. Entre os temas de destaque estão infraestrutura, reforma tributária, reforma previdenciária catarinense, meio ambiente, educação profissional, melhoria do ambiente de negócios nos níveis municipal e estadual para reduzir a burocracia para quem empreende, além da uniformidade dos procedimentos dos cartórios no estado. O COFEM é composto pelas Federações das Indústrias (FIESC), do Comércio (FECOMÉRCIO), da Agricultura (FAESC), dos Transportes (FETRANCESC), das Associações Empresariais (FACISC), das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL), das Micro e Pequenas Empresas (FAMPESC), além do Sebrae-SC.

O Conselho pretende intensificar cada vez mais a defesa do setor empresarial e valorizar a a vidade produ va. O presidente da FIESC, Mario Cezar de Aguiar, destacou a importância da união das en dades. “O COFEM é formado pelas federações que são as interlocutoras do setor empresarial e queremos contribuir mais para a construção de um ambiente favorável aos negócios”, disse. “Precisamos de polí cas que es mulem a a vidade empresarial e o desenvolvimento econômico”, acrescentou. “A pandemia nos deixou mais próximos. Estamos num caminho concreto de bons trabalhos. São grandes linhas de atuação que afetam todas as en dades. Por isso é importante nos posicionarmos e mostrar que a nossa organização existe”, declarou o presidente Jonny Zulauf que sugeriu ainda incluir outros dois temas muito importantes para o setor empresarial, que são o custo da jus -

ça trabalhista e a concentração do sistema financeiro. A FACISC também foi representada na reunião pelo integrante do Conselho Consul vo, Alaor Tissot. “A agenda de assuntos defendida para o próximo ano também contempla itens que estão na pauta da FECOMÉRCIO-SC”, destacou o presidente da en dade, Bruno Breithaupt, que chamou a atenção para necessidade de padronizar os procedimentos nos cartórios do estado e reduzir os custos dos serviços, pauta referendada pelo presidente da FCDL-SC, Ivan Tauffer, e demais presidentes.

“Nosso setor endossa os itens destacados aqui. São os gargalos que encontramos no nosso dia a dia”, declarou o presidente da FAESC, José Zeferino Pedrozo. “É fundamental avançar na melhoria do ambiente de negócios, com a simplificação de procedimentos nos níveis municipal e estadual. Há muita legislação desnecessária”, disse o diretor-superintendente do SEBRAE-SC, Carlos Henrique Ramos Fonseca. O advogado da Fetrancesc, Alex Breier, que representou o presidente da ins tuição, Ari Rabaiolli, chamou a atenção para ações conjuntas das en dades. “A estrutura das federações, atuando de forma coesa, potencializam a representação do setor empresarial, pois temos capital humano capacitado para isso”, ponderou. Ainda na reunião desta segunda-feira, a presidente do Conselho Regional de Contabilidade (CRC-SC), Rúbia Albers Magalhães, destacou a importância da contabilidade como uma ferramenta de gestão para as empresas. (Fonte: ASCOM – FIESC).


6

6


Educação

UNIARP recebe o Cer ficado de Responsabilidade Social 2020 A Fundação Universidade Alto Vale do Rio do Peixe (UNIARP) recebeu nesta segunda-feira (07) o Cer ficado de Responsabilidade Social de Santa Catarina. A solenidade foi realizada de forma online.

Educação

Foi a 10ª edição do Cer ficado de Responsabilidade Social de Santa Catarina e do Troféu Responsabilidade Social – Destaque SC. Desde 2012 a Fundação UNIARP é cer ficada pelas suas ações de cunho social, na categoria en dades com fins não econômicos.Criado pela Assembleia Legisla va do Estado de Santa Catarina com base na Lei 12.918, de 23 de janeiro de 2004, o Cer ficado e o Troféu têm a finalidade de reconhecer e destacar as empresas e demais organizações estabelecidas em território catarinense que apresentarem o seu Balanço Social e a comprovação de sua publicidade, promovendo, portanto, a transparência nas relações ins tucionais e o comprome mento de todos com o bem-estar da sociedade e a preservação ambiental em Santa Catarina. Um dos pré-requisitos para par cipação é a comprovação da publicação do balanço social da organização rela vo ao ano anterior. A escolha dos vencedores foi feita pela Comissão Mista de Cer ficação de Responsabilidade Social, que é composta por representantes técnicos de órgãos públicos e da sociedade civil.

Aos clientes, amigos e fornecedores que acreditaram e nos deram a honra de serem atendidos pela nossa empresa, fazendo com que conquistássemos juntos nossas metas desejamos num Natal cheio de amor, paz e alegria. Que o ano vindouro estejamos juntos novamente, com saúde celebrando desenvolvimento e realização de novos planos e projetos

Boas Festas, Sinceros votos da diretoria e colaboradores.


Sen mentos do Natal O Que é o Natal? As comemorações do Natal conduzem-nos o entendimento à eterna lição de humildade de Jesus, no momento preciso em que a sua mensagem de amor felicitou o coração das criaturas, fazendo-nos sen r, ainda, o sabor de atualidade dos seus divinos ensinamentos. A Manjedoura foi o Caminho. A exemplificação era a Verdade. O Calvário cons tuía a Vida. Sem o Caminho, o homem terrestre não a ngirá os tesouros da Verdade e da Vida.1 As comemorações do Natal é oportunidade para fazermos sincera reflexão a respeito da mensagem que Jesus nos transmi u há mais de dois mil anos. E, neste processo, uma indagação surge, naturalmente: Por que temos tanta dificuldade em vivenciar os ensinamentos do Mestre?

Ainda que estejamos anos-luz da angelitude, constatamos que já conquistamos suficientes recursos intelectuais e morais para assimilar o Evangelho, vivenciando as suas lições. Além do mais, a Doutrina Espírita nos oferece um apoio ines mável. Em outras palavras, temos os meios disponíveis para nos transformarmos, efe vamente, em criaturas melhores. Contudo, permanecemos marcando o passo, sem avançar muito. Sabemos que Jesus é o Cristo Consolador, feliz expressão de Allan Kardec, registrada em o Evangelho segundo o Espiri smo, capítulo seis, pois ele mesmo, Jesus, nos faz um convite irrecusável: “Vinde a mim todos os cansados e sobrecarregados, e eu vos darei descanso. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de

mim, porque sou manso e humilde de coração, e encontrarei descanso para as vossas almas. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.” (Mateus, 11: 28-29)2 Espíritas, estamos conscientes de que o Mestre Nazareno é o ser mais perfeito que Deus ofereceu à Humanidade para servir de guia e modelo: “Para o homem, Jesus representa o po de perfeição moral a que a Humanidade pode aspirar na Terra. Deus no-lo oferece como o mais perfeito modelo, e a doutrina que ensinou é a mais pura expressão de sua lei […].”3

É possível, então, que nos falte, mesmo, é a vontade firme de mudar a direção que estamos dando à nossa vida, vontade disciplinadora que possa nos libertar dos afli vos séculos de conduta viciada, sempre geradora de sofrimentos nas inúmeras reencarnações reparadoras, pois somente a “[…] vontade é suficientemente forte para sustentar a harmonia do Espírito.”4 Assim, nunca é demais recordar: “As lembranças do Natal, porém, na sua simplicidade, indicam à Terra o caminho da Manjedoura… Sem ele, os povos do mundo não alcançarão as fontes regeneradoras da fraternidade e da paz. Sem ele, tudo serão perturbação e sofrimento nas almas, presas no turbilhão das trevas angus osas, porque essa estrada providencial para os corações humanos é ainda o Caminho esquecido da Humildade.”


Comunicação


Nivaldo Narã

nivaldonara@colunista.com.br

Coleção de Natal

A In missimi marca italiana, de lingeries apresenta sua

Doutoras

coleção de Natal 2020. A grife oferece as novidades nas

De acordo com o levantamento divulgado pela USP e

lojas sicas e e-commerce. A coleção de Natal 2020

pelo Conselho Federal de Medicina. Hoje, mulheres já

acabou de chegar às lojas da marca, além de lingeries,

representam 46,6% dos profissionais da área médica no

pijamas com estampas natalinas a grife, também tem

país. O que representa um grande avanço em

uma linha de malhas que é sucesso na Itália. Mantendo a

comparação aos 13% na década de 60.

mesma sofis cação e sensualidade de seus lingeries, a coleção fes va da In missimi combina rendas brilhantes

Modelo brasileiro

com redes e ce m.

Na Europa, vereadores não tem remuneração na maioria dos países. Na Suécia, não tem secretárias, apartamento, assessor, carro oficial. Há apenas alojamento para quem vive na capital. Enquanto no Brasil festanças, passagens áreas, diárias, hospedagens e muito mais são bancadas pelo contribuinte, Vale tudo até par r em marcha de vereadores de todo pais em plena pandemia da covid19.

Deprimente Entre os 180 países do ranking mundial de corrupção, produzido pela Transparência Internacional. O Brasil em 2018 estava na 106ª posição e con nua na mesma A cor predominante é o vermelho, caracterís co do

também em 2019, “mesmo com Lava Jato”. Nessa

Natal. A empresária Aline Comelli Engel, que comanda as

degradante lista está mais bem situado o Egito, o Peru, a

lojas da grife em Floripa, Balneário Camboriú e

Tailândia, o Kosovo, o Panamá e a Bósnia. O que

Blumenau, convida amigas e clientes para conferirem as

demonstra que o Brasil não melhorou sua nota em quase

novidades.Fotos: Divulgação

nada.


Notas * A Centauro comprou as operações da Nike no Brasil e está estudando os 31pontos de venda da Nike, para o

insinua que o general Villas Boas e o general Sérgio

fechamento de lojas deficitárias da marca norte-

Etchegoyen conspiraram pelo impeachment de Dilma

americana.

Rousseff.

* Conforme estudos do Ins tuto Brasileiro de

Limpeza geral

Planejamento e Tributação revela que as empresas brasileiras sonegam R$ 417 bilhões por ano. * O ex-juiz Sérgio Moro vai atuar direto do Brasil, de forma remota, suas funções como diretor da consultoria Alvarez & Marsal. Por conta da pandemia, seu visto de trabalho e mudança para Washington só deve sair em fevereiro. * O lado “menos ruim” da pandemia é que por causa dela, os gastos do Congresso com viagens oficiais reduziram bastante. A conta acumulada na Câmara em 2020 não chega a R$ 1 milhão, bem abaixo dos R$ 7

Joe Biden, o novo presidente eleito dos Estados Unidos,

milhões que a Casa gastou no ano passado com

que assume a presidência no dia 20 de janeiro. Avisou

passagens e estadias.

que irá desinfetar toda a Casa Branca antes de entrar. Quer tudo limpo e desinfetado completamente, desde a

Recompensa

maçaneta da entrada até o jardim. Foto divulgação: Instagran Joe Bide

Os generosos salários das mais importantes estatais devem explicar por que muitos de seus diretores são

Par dos no Brasil

contra as tenta vas de priva zação. Na Eletrobras, por

As 33 legendas par dárias brasileiras, além de contar

exemplo: paga R$ 1 milhão por ano para cada um dos

com R$ 2 bilhões provenientes do fundo par dário vão

membros da Diretoria Execu va. A Casa da Moeda do

ter direito a uma caixinha de Natal de R$ 11,7 milhões. O

Brasil, paga R$ 684,2 mil para cada membro da Diretoria

dinheiro veio da aplicação de multas em mesários e

Execu va e na Telebrás, R$ 675,5 mil para sua diretoria.

eleitores que não compareceram para votar nas eleições

Isso sem contar Conselho de Administração, que muitas

recentes.

vezes completa salários de ministro, Conselho fiscal e Comitê de Auditoria.

Memória Temer O ex-presidente Michel Temer em seu livro de memórias


Feeling Potencial de Caรงador Ja circulando

Mostre e divulgue sua empresa para o Brasil e o mundo Em 2022 venha anunciar aqui


Na Cozinha Com Alcir Bazzanella

Lombo ao espumante Ingredientes 1 garrafa de champanhe brut (reserve 1/2 xícara (chá) para o molho) 3 dentes de alho amassados Suco de 2 limões sicilianos 1 cebola grande ralada 1 folha de louro 1 ramo de manjerona 6 colheres (sopa) de cheiro-verde picado Sal e pimenta de cheiro a gosto 1 peça de lombo suíno (3kg aproximadamente) 4 colheres (sopa) de óleo de girasol 1 xicara de caldo de carne de preferencia natural 1 xícara (chá) de amêndoas em lâminas 1 colher (chá) de creme de cebola 1 colher de amido de milho Vegetais cozidos para acompanhar

Modo de preparo Em uma gela grande misture o champanhe, o alho, o suco de limão, a cebola, o louro, a manjerona, o cheiroverde, sal e pimenta. Junte o lombo, tampe e deixe de molho na geladeira por 12 horas, virando de vez em quando. Aqueça o azeite, em fogo alto, em uma panela grande. Coloque a peça de lombo em uma forma dentro do saco assa fácil e regue com um pouco tempero que marinou, sendo que este deve passar pelo processador. Asse em fogo baixo em média 120 graus por 1 hora e 30 minutos verificar se não necessita mais pois depende muito da grossura do lombo.

Após re re o lombo do recipiente de assar. Pegue o que sobrou da marinada acrescente o creme de cebola, com o caldo de carne e leve ao fogo para reduzir um pouco acrescentado o espumante que sobrou juntamente com uma colher de amido de milho. Quando o mesmo es ver com a textura desejada acrescente aos laminas de amêndoa para servir. Re re o lombo do forno, coloque o molho elaborado em cima e decore com vegetais cozidos de sua preferencia. Para acompanhar sugiro arroz na manteiga com açafrão e ervas finas e para beber um espumante brut ou um vinho Sauvignon Blanc.

Quer anunciar: (49) 3567 1584 (49) 98809 7373 – (49) 99807 1448 revistafeelingedumar@hotmail.com


Profile for abonline

REVISTA FEELING EDIÇÃO 131  

Advertisement