abolsamia 127 (jul/set 21)

Scroll for more

Page 10

MERCADOS

MERCADO PORTUGUÊS

Crescimento de 28% nas matrículas de tratores agrícolas novos Apesar do mercado português ter descido 7% de abril para maio, desde o início do ano que apresenta valores de crescimento positivo, relativamente ao período homólogo de 2020.

C

ontabilizados os números de matrículas de tratores novos, de janeiro a maio de 2021, o mercado português continua a crescer embora tenha perdido 7 pontos percentuais relativamente a abril, tendo atingido um resultado positivo de 28,07% no final do quinto mês de vendas. Somando valores, até ao final de maio foram matriculados 3139 tratores novos, superando em 688 unidades os que foram matriculados até maio do ano passado. Destes, 2461 são tratores (78,4%), 488 ATV’s (15,54%) e 190 UTV’s (6,05%). No topo da tabela de marcas a New Holland mantém-se estável no comando, apresentando uma variação positiva de 4,57% no período homólogo. A Kubota, ganhou o segundo lugar à Solis, registando 257 matrículas, mas sem crescimento

10

abolsamia

face a 2020. A Solis está agora no 4º lugar na tabela com 224 unidades, com um forte crescimento de 91,45% (mais 107 unidades que no ano passado) e a Deutz-Fahr recuperou o suficiente para assegurar a manutenção do último lugar do Top 3, com um crescimento de 14,08%. A John Deere, marca nº1 de vendas no país vizinho, continua no 5º lugar da tabela e segue com um crescimento consistente - mais 24 unidades que em 2020. No vermelho, com 25 e 32 pontos percentuais negativos, temos respectivamente, a McCormick e a Fendt. Pela positiva, as marcas que mais se destacam nesta campanha são, a Hinomoto que apresenta um crescimento de 17 unidades após o primeiro ano de vendas em Portugal e a Farmtrac com um crescimento de mais 55 unidades, relativamente ao mesmo período de 2020.

maio/junho 2021

< 39 CV

1103

40-118 CV

1805

> 118 CV

231

nº total de unidades vendidas

3.139

John Deere detém 41% do mercado, nas altas potências Quanto à distribuição por escalões de potência, a Solis, com uma quota de 13,2%, lidera a faixa abaixo dos 39 cv, com 146 unidades num total de 1103 unidades. Dos 40 aos 118 cv, a New Holland detém a marca mais alta com 16,6% e 300 matrículas, num total de 1805 unidades. Acima dos 118 cv, com 41% de quota de mercado, a John Deere matriculou 97 unidades, num total de 231 tratores.

Tratores Especiais registam o maior crescimento O segmento dos tratores Compactos continua a ter a maior fatia do mercado português com 1028 matrículas registadas e um crescimento de 25,5%, sendo o Solis 26 M5, de 25 cv, o preferido dos portugueses. Mas são os Especiais que registam o maior crescimento com 30,4 pontos percentuais e um total de 549 unidades registadas, encimadas pelo Deutz-Fahr 3060, de 59 cv. O New Holland TD3.50, de 47 cv, lidera o segmento dos Convencionais que matriculou, ao todo, 884 unidades e 9,4% do mercado.

Top dos modelos mais comprados: Solis 26 M5, o preferido O 1º lugar de vendas continua a pertencer, com 131 unidades, ao indiano Solis 26 M5 seguido dos coreanos Kioti DK 5010N com 64 tratores vendidos e o LS R50 com 58 matrículas, todos no segmento dos Compactos.

www.abolsamia.pt